2022-09-13 17:08:31 -0300 2022-09-13 17:08:31 -0300

MMORPGs 3D do início dos anos 2000

Single 3933435 featured image

 Com o enorme sucesso de Ultima Online, muitas companhias começaram a adentrar nesse universo de MMORPG. Em 1999, tiveram 2 RPGs 3D online de grande sucesso. EverQuest chegou para revolucionar o universo dos MMORPGs 3D. Um jogo de fantasia medieval poligonal com centenas de zonas para o jogador explorar, 14 classes para escolher e muitas missões para completar. O jogo era bastante focado no coop entre os jogadores e fez um sucesso absurdo. Asheron’s Call também era um mundo de fantasia medieval com um combate em tempo real, muitas masmorras e liberdade para alterar a classe do seu personagem. Seu recurso mais inovador era um mundo único, sem divisões entre sessões e com carregamento dinâmico.

 Em 2001, Anarchy Online veio com uma proposta diferente de MMORPG. Ele utiliza o cenário de ficção científica, com combate contra raças alienígenas e a novidade do conceito de missões dinâmicas, criadas pelo próprio jogador. O lançamento do jogo foi desastroso, com muitos bugs e falhas técnicas, mas foi sendo consertado com o tempo principalmente depois da expansão Shadowlands. No mesmo ano, Mais um MMORPG de alta fantasia é lançado, Dark Age of Camelot. O mundo do jogo é centrado na história do Rei Arthur e nas mitologias clássicas. Cada jogador deveria fazer parte de um dos 3 reinos disponíveis e o jogo permitia batalhas épicas de reinos contra reinos. Com ótimos gráficos e jogabilidade refinada, o jogo atraiu bastante a atenção do público.

 Apesar da popularidades, esses MMORPGs eram pesados para computadores medianos, mas a Jagex lançou um jogo para rodar diretamente no navegador, usando Java, o RuneScape. O jogo tem a opção gratuita com algumas limitações e tudo nele é bastante simples, seja nos gráficos, sistemas e desempenho, mas o brilho do jogo está na acessibilidade, já que qualquer computador poderia rodar o game direto pelo navegador. Em 2002, a Westwood Studios lança seu último jogo, Earth & Beyond, um MMORPG de ficção científica, onde os jogadores são livres para explorar vários planetas e sistemas separados por setores. É possível subir de nível por meio das principais atividades, como combate, exploração e comércio.

 A Turbine lançou a sequência Asheron’s Call 2: Fallen Kings enquanto o jogo original estava a todo vapor. O jogo explora um mundo tomado por um cataclismo e a ressurgência das raças tentando povoar o planeta novamente. Há vários novos elementos e um sistema de criação bem completo. A Squaresoft também queria entrar nessa onda e lançou Final Fantasy XI como um novo MMORPG. O jogo traria a questão de jobs, semelhante a Final Fantasy III, muitas raças, habilidades, missões, histórias e inimigos típicos da série. Pela primeira vez na franquia, o combate acontecia em tempo real num mundo totalmente 3D. O título seria mais tarde lançado para o PS2, se tornando o primeiro MMORPG multiplataforma.

@andre_andricopoulos, @ziul92, @mardones, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @volstag, @manoelnsn, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @sergiotecnico, @avmnetto, @denis_lisboadosreis, @fredson, @hyuga, @wcleyton, @bobramber, @thiagobrugnolo, @eduardo_wrzecionek, @christciamn, @romline5, @dantlast, @marcelokiss487, @diego_lacuna, @thiago_ [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

43
  • Micro picture
    thecriticgames · 23 days ago · 3 pontos

    O EverQuest eu conheço de tabela pelos spin-offs Dungeon Crawlers, Champions of Norrath de PS2 que eu adorava. Vale lembrar que o MMO EverQuest é proibido no Brasil e foi proibido justamente na época do Duke Nuken 3D. Alias, guarda assunto ai pro @3continues um cast sobre MMORPGs.

    2 replies
  • Micro picture
    artigos · 22 days ago · 3 pontos

    Parabéns! Seu artigo virou destaque!

  • Micro picture
    salvianosilva · 22 days ago · 2 pontos

    Devia ser da hora jogar Final Fantasy XI no PS2 com net discada xD

    1 reply
  • Micro picture
    fonsaca · 22 days ago · 2 pontos

    Faltou citar Phantasy Star Online. O primeiro MMORPG para console (que eu saiba).

    2 replies
  • Micro picture
    kess · 3 days ago · 2 pontos

    Mal tomei conhecimento desses.... Só Runescape que tinha visto algo nas revistas da época...

    1 reply
Keep reading → Collapse ←
Loading...