• 2022-11-23 23:13:39 -0200 Thumb picture
  • 2022-11-21 22:29:16 -0200 Thumb picture
  • 2022-11-19 21:48:14 -0200 Thumb picture
  • 2022-11-15 21:00:07 -0200 Thumb picture
  • 2022-11-10 22:09:35 -0200 Thumb picture
  • anduzerandu Anderson Alves
    2022-11-01 00:20:36 -0200 Thumb picture

    Registro de finalizações: The Ninja Warriors

    Zerado dia 31/10/22

    Depois de tanto Tartaruga Ninjas e Fight'N Rage você acharia que eu estaria enjoado de jogar beat'em ups mas eu acabei foi viciando, haha. Cheguei a procurar no Switch alguns deles para baixar, preferencialmente curtos, e lembrei da existência de The Ninja Warriors (TNW).

    Esse jogo e eu temos quase uma história juntos. Inicialmente, eu conheci a versão de SNES ao acaso há pouco mais de 10 anos atrás. Cheguei a jogar mas por algum motivo parei logo no início e nunca mais voltei. Acho que não gostei muito, sei lá. Fora isso, hoje em dia fiquei com um gosto de que o jogo era bem difícil e injusto, talvez mal feito. Preguiça demais.

    Já mais recentemente eu acompanhava uma pessoa daqui do Alvanista que tinha/tem um canal na Twitch e fez transmissões desse jogo e o terminou inúmeras vezes, inclusive tentando conseguir todas as conquistas do Retro Achievements. Cheguei a assistir um pouco e fiquei curioso.

    Porém eu deixei de seguir o cara, ao menos na Twitch. Não lembro exatamente quem era, mas a pessoa fazia postagens demasiadamente sobre seu canal e entrava ao vivo com frequência, o que gerava muitas notificações no meu celular. E eu sou meio maluco com isso, acho que é um lance de ansiedade ou algo assim, porém ficou a impressão positiva do TNW. Além disso o cara ignorava meus comentários positivos ou questões aqui na rede sobre as lives, poxa!

    Eu me esqueci do pouco que vi, mas realmente tinha que jogar novamente.

    Já tinha o jogo no emulador de SNES no PSP, então baixei o The Ninja Saviours: Return of the Warriors no Switch. Fiquei sabendo que o primeiro jogo era na verdade de Arcade, mas resolvi ignorar imaginando que a versão de SNES seria um port dele. Partiu começar pelo Super Nintendo e deixar a versão de Switch à postos!

    É aí que eu me lasquei! O jogo do Switch, embora tenha esse nome "Return" como se fosse uma sequência, é na verdade um remake da versão de SNES! Normalmente eu nem me importaria mas, caraca, o remake ficou animal! Que arrependimento de não ter dado uma pesquisada e ido só pelo nome! Arrrgh!

    Fora isso, descobri que a versão de Arcade sim é um jogo diferente, mas vale a pena pular mesmo foi o jogo original é tosqueira e bem Arcade mesmo. Bem, agora já fechei no SNES e sobrou a versão de Switch. Não sei se quero jogá-la, pelo menos não por agora, visto que apesar dos upgrades é o mesmo jogo, além de que o lance de apagar o jogo vai me disponibilizar mais espaço no console.

    Enfim, quando iniciei a aventura eu vi a logo da Taito e achei curioso pois jurava que era mais Capcom ou sei lá. TNW tem uma abertura e apresentação tanto no início da campanha quanto ao começar as fases ou aparecimento dos chefes que é muito legal! Dá para ver o capricho dos desenvolvedores!

    Depois do conto do enredo e algumas cenas coma  logo, a aventura se abre pedindo para escolher o nível: Normal ou Hard. Sempre jogo no Normal...

    Você vai perceber que TNW é feito para apenas um jogador, o que é sempre bizarro para um beat'em up. Poxa, toda a cultura da porradaria é de equipes quebrando grupos gigantes de inimigos. Ninguém percebeu o quão divertido era jogar com um amigo em Streets of Rage etc?

    Logo tive que escolher um personagem e a minha escolha foi o Kamaitachi, famoso por ser o melhor do trio (no passado eu joguei com o Ninja).

    Logo no primeiro estágio você vai perceber que este é um jogo bem linear. Não há diferentes planos para andar, apenas para frente e trás. Você tem um botão de ataque e outro de pulo que podem fazer algumas combinações, assim como um botão de usar o ataque especial, que enche com o passar do tempo. Não tem nem como correr, é realmente bem simples.

    Os oponentes inicialmente são bem bestas: soldados com facas e tal Um soco costuma matar qualquer um deles.

    Aqui fica a mesma impressão dos primeiros dois Tartarugas Ninjas de Game Boy, de ser parecido com aquela Kung Fu de NES. Você anda, vem um cara, você dá um soco, ele morre, anda, soca, vira pra trás, soca, anda de novo. Quem achava isso divertido mesmo na época?

    Felizmente logo apareceram inimigos um pouco mais astutos e que demandavam usar pelo menos um neurônio meu. Tem uns soldados que abaixam e atacam e você só pode os derrotar abaixando e atacando também. Também aparecem inimigos que levam mais dano para morrer ou que tem ataques diferentes, como o atirador que você tem que priorizar pois se demorar demais ele mira a arma e atira.

    O maior desafio desse início é o chefão, mas só porque ele tem mais HP, pois é burrinho o coitado. Nem revida ou quebra meu combo. Se não me engano passei sem tomar dano.

    Os próximos estágios foram obviamente ficando mais difíceis. Lembro que um robô simplesmente ignorava meu dano e tive que jogar dois objetos da fase nele para ele explodir a cabeça, mas ainda assim não morreu! Depois percebi que eu só tinha que andar ou pular para trás dele e atacar a retaguarda. Mais tarde esses inimigos viriam com maior frequência e servindo como verdadeiros escudos ambulantes!

    Comecei a tomar dano também! Mas ainda assim o jogo é bem tranquilão. Quando eu chegava na metade da barra de vida sempre aparecia um item que me curava tudo de volta.

    E assim foi nos 5 primeiros curtos estágios. Matando inimigos com o mesmo combo e sem nem temer pela minha vida. O How Long to Beat indicava 1 hora e meia de aventura, mas eu estava duvidando que fosse chegar perto disso!

    No chefe da fase 5 eu quase morri, mas passei ainda assim. Deu para entender que estava próximo do fim. Na verdade achei que a fase 6 poderia ser a última.

    Essa fase 6 na verdade acabou sendo apenas mais uma fase, mas o final dela jogou o nível do jogo nas alturas! São dois chefes simultaneamente te atacando e defendendo seus ataques e ainda atacando deslizando com as pernas estilo Bison do Street Fighter II. Aqui eu comecei a morrer bastante.

    Os caras tem múltiplas barras de vida e eu apenas uma, fora que perco muito HP com qualquer golpe! Tinha vezes que perdia feio e era humilhado. Outras vezes eu batia muito e parecia impossível de perder, mas ainda assim perdia.

    Mas TNW tem uma coisa que ajuda muito, que é o fato de possuir Continues infinitos e checkpoints em determinados pontos das fases, como no início dos chefes. Então pode até demorar, mas você vai poder tentar e re-tentar e praticar a vontade!

    Finalmente passei dos grandalhões e a fase 7 foi bem tranquila. O chefe mesmo foi chatinho porém mais fácil que a dupla do estágio anterior!

    A última fase também foi tranquila, mas o chefe final foi tendo. Deus abençoe os Continues infinitos + Chekpoints desse jogo! Eles me mantiveram interessado e jogando!

    Depois de perder um bocado de vezes e até me frustrar, acabei bolando um plano que deu relativamente certo! Como a gente tem que jogar os caras para quebrarem o vidro da cápsula do chefe, bastou ficar no canto esquerdo da tela esperando que os inimigos se aproximassem e então agarrá-los e os jogar em linha reta, para frente. Acabou sendo bem fácil e evitando muito dano dos lasers que saem da parte superior da tela! Pelo menos foi assim com o meu personagem.

    Depois disso, um zeramento meio sem sal e os créditos, seguidos pela descoberta que a versão de Switch era muito mais legal e o arrependimento imensurável. Bom, pelo menos essa versão também é boa!

    Resumindo: The Ninja Warriors é um beat'em up simples e fácil pela maior parte do tempo, mas não deixa de ser divertido. Infelizmente ela não tem lá uma variedade muito grande de desafios ou inimigos nem modo multiplayer, mas vale a pena jogar novamente com os demais personagens e conferir suas diferenças (coisa que eu não faria hoje em dia). Hoje em dia temos uma versão superior nas plataformas modernas.

    De bom: belos visuais. Gameplay simples e funcional. Personagens distintos, assim como todo o estilo visual do jogo. Jogo envelheceu bem! Checkpoints e Continues infinitos!

    De ruim: meio repetitivo em seu combate básico e sprites. Sem multiplayer. Alguns desafios podem ser frustrantes. Final ruim e nada recompensador.

    No geral, gostei do jogo apesar de que poderia ter jogado a versão mais recente. Se você gosta de porradaria e pouco enredo e uma campanha curta para jogar sozinho, eu super recomendo. Bacana!

    The Ninja Warriors

    Platform: SNES
    557 Players
    22 Check-ins

    12
    • Micro picture
      mastershadow · 27 days ago · 3 pontos

      Também nunca peguei pra zerar, mas o jogo acho muito bonitao até hoje!

    • Micro picture
      lgd · about 1 month ago · 2 pontos

      Parabéns, nunca consegui zerar este

      3 replies
  • 2022-10-28 22:45:36 -0200 Thumb picture
  • 2022-10-20 22:56:30 -0200 Thumb picture
  • 2022-10-19 20:51:14 -0200 Thumb picture
    18
    • Micro picture
      fagnerale · about 2 months ago · 2 pontos

      Nossa como eu joguei esse jogo! é um baita jogo, gostava de jogar até o multiplayer com os amigos, a música ficava na cabeça

      1 reply
    • Micro picture
      onai_onai · about 1 month ago · 2 pontos

      Foda! Jogava muito contra meu irmão!

      1 reply
    • Micro picture
      fagnerale · about 1 month ago · 2 pontos

      Sempre pensei que a evolução desse jogo foi o Titanfall, mas no Titanfall o humano dentro do mech não era tão pequeno e o jogo não teve o mesmo carisma com todos aqueles estilos de mechs

      1 reply
  • kdudangf Kdu
    2022-10-16 20:02:23 -0200 Thumb picture

    LIVE ESPECIAL 30 ANOS MORTAL KOMBAT

    👆🏾👆🏾👆🏾👆🏾

    Hoje tem gameplay no Canal NGF Sem Limites! Bora comemorar os 30 anos do primeiro MK

    jogando algumas versões pra console e o original de Fliperama!

    GET OVER HEEEERE!!!

    #mortalkombat #supernintendo #mastersystem #megadrive #genesis #arcade #fliperama #mk

    Mortal Kombat

    Platform: Arcade
    751 Players
    13 Check-ins

    1

Load more updates

Keep reading → Collapse ←
Loading...