• 2022-04-30 18:55:57 -0300 Thumb picture
  • onai_onai Cristiano Santos
    2021-08-01 22:23:03 -0300 Thumb picture

    O franco atirador...

    Infelizmente ainda não peguei o ritmo nesse Final Fantasy, visto que o comecinho dele é muito devagar, nisso acaba que não me empolgo tanto em jogar.

    Edea dá as caras pela primeira vez e acaba levando Seifer com ela. Lembro que na época que conheci esse jogo eu achava que ele seria um personagem mais na frente, o que não ocorre de jeito nenhum.

    O chato do jogo de cartas é que quando perco uma partida tenho que reiniciar o jogo, visto que o adversário escolhe minha melhor carta, e não sou nem besta de perdê-la. De qualquer forma acho o jogo de cartas do Final Fantasy IX bem mais interessante.

    Chegando na nova escola, se o termo for escola mesmo, encontro Irvine. O cara é estiloso e mulherengo, o que deixa Squall levemente irritado, e quem não ficaria? O maluco já aparece se achando. Hehe...

    Depois dos preparativos inicia-se uma nova missão onde o objetivo é eliminar a bruxa Edea!

    Final Fantasy VIII

    Platform: Playstation
    6740 Players
    231 Check-ins

    28
    • Micro picture
      fonsaca · 11 months ago · 2 pontos

      O jogo de cartas do IX é bem mais dinâmico mesmo. Esse do VIII é bem complexo e tem o seu charme, mas precisa de paciência.

      2 replies
    • Micro picture
      santz · 11 months ago · 1 ponto

      Se não fosse esse lance de dar cartas ao adversário quando perde, esse jogo ia ser bem melhor. Eu ficava dando save state direto quando jogava isso.

    • Micro picture
      jcelove · 11 months ago · 1 ponto

      Pra ver a diferença de gostos, o disco 1 do jogo com esse comecinho na garden e fazendo missões é uma das pares favoritas pra mim. Adorava o Irvine na époc apq sempre achei massa personagens que usam armas de fogo em jrpgs. A cena dele no fim do disco 1 onde cai essa fachada d ebonação badass dele tbm acho uma das cenas mais legais do game.

      Acredita que eu platinei o jogo no Steam nesse esquema de RESETAR a cada partida errada do Triple Triad? Fica um inferno mais pra frente pq vão adcionando mais e mais regras. Tem um esquema que v pode fazer usando as mudanças da área da queen of cards pra conseguir banir as piores regras como a maldita random ai fica beeeeem mais tranquilo de jogar, mas nunca consegui fazer pq acho que os resets não funcionam na versão PC
      https://www.youtube.com/watch?v=QzoUxUO9gRM

      3 replies
  • onai_onai Cristiano Santos
    2021-07-30 23:49:57 -0300 Thumb picture

    O trem das sete

    Iniciando mais uma missão da Seed e dessa vez Squal e os outros deveriam encontrar o presidente supostamente eleito democraticamente.

    Rinoa dá as caras novamente, mas agora de forma definitiva e como personagem. Achei legal que seus "limits" ela aprende lendo revistas caninas.

    São tantas instruções que você acaba achando que a missão será muito complicada, mas no final ela é bem molezinha.

    O presidente nem era o presidente mesmo e sim um fake! Parece o Brasil! No final ele apresentou-se como um baita monstrengo. Brasil novamente!

    - Volte para a forma humilde que merece!

    Final Fantasy VIII

    Platform: Playstation
    6740 Players
    231 Check-ins

    28
    • Micro picture
      mastershadow · 11 months ago · 3 pontos

      Um das minhas partes favoritas!

      3 replies
    • Micro picture
      msvalle · 11 months ago · 2 pontos

      Não é esse "presidente fake" que dá para derrotar rápido aplicando Cure nele?

      4 replies
    • Micro picture
      fonsaca · 11 months ago · 2 pontos

      Trem das sete! Hohohoho!

  • onai_onai Cristiano Santos
    2021-07-21 18:12:00 -0300 Thumb picture

    Festa no apê e falando com a parede

    Rinoa pela primeira vez dá as caras numa CG bem legal e apesar de ser bonita não gosto muito dela. Prefiro a Tifa mesmo com seu belo par de luvas que usa para lutar.

    Squall e Quistis vão para a região de treino e lá a jovem professora praticamente se declara para o maluco, e o cara tem que ser muito pirado mesmo, ou apaixonado por outra, pra dispensar uma loirinha dessas e ainda dá um chega pra lá sem dó nem piedade.

    Depois disso Squall e seus "companheiros" são promovidos a membros da Seed e aqui uma coisinha que descobri na época. É possível passar em todas as provas sem saber porra nenhuma, é só responder tudo sim ou não e ver o resultado, depois modifica-se uma resposta e vê no que deu, assim na base do erro e acerto dá pra fechar todas!

    Enfrentei e consegui logo a invocação Diablos, e vou ficar falando invocação mesmo. Sei que nesse jogo os desafios vão subindo de nível conforme o grupo evolui, então não é bom perder muito tempo ganhando experiência.

    Moro em Jaçanã / Se eu perder esse trem / Que sai agora, às onze horas / Só amanhã de manhã...

    Final Fantasy VIII

    Platform: Playstation
    6740 Players
    231 Check-ins

    21
    • Micro picture
      seufi · 12 months ago · 2 pontos

      "E além disso, mulher, tem outra coisa...

      2 replies
    • Micro picture
      fonsaca · 12 months ago · 1 ponto

      Ou veja um guia na internet com as respostas pros testes, hahahaha!
      Pior, a Rinoa tem personalidade, mas tbm acho ela meio estranha. A arma dela é muito esquisita, uma besta meio bumerangue. Mas gosto da cachorra que ajuda, hehe!

      2 replies
    • Micro picture
      jcelove · 12 months ago · 1 ponto

      Os inimigos pareiam o nivel do squall, é só não upar ele, os personagens do grupo e as GFs pode grindar a vontade.

      Essa cena do squall mandando a DEOSA Quistis apaixinada ir contar os problemas pra parede é fácil um dos momentos mais babacas da história dos games, ele queria muito ser odiado.hehe

      Felizmente ele amadurece e vira homi com o avançar a história, coitada Quistis que se conforma e fica sozinha tadinha U_U

      1 reply
  • onai_onai Cristiano Santos
    2021-07-18 17:24:35 -0300 Thumb picture

    Novos membros...

    Continuando a aventura eis que aparece Zell um cara meio pirado com um baita tribal tatuado no rosto. Quando o vi pela primeira vez lembrei do filme um Drink no Inferno apesar de que no personagem de lá a tatuagem fica no pescoço...

    Na locadora que eu jogava antes do Final Fantasy VIII chegar definitivamente o dono do estabelecimento conseguiu um CD demo e era justamente nessa parte que o jogo começava, com muita emoção e um desafio digno de nota.

    Em meio as batalhas aparece também a Shelphie, uma menina meio serelepe e também um pouco pirada. No início do jogo, se bem que ainda estou no início, ela já havia aparecido e resolvi até ajudá-la num tour pelos arredores da escola/universidade, sei lá o que...

    Apareceram também Bigs e Wedge, pra quem não sabe é uma homenagem a dois pilotos da saga Star Wars e mais dois desafios, essa coisa voadora, da qual dava pra roubar a invocação Siren, e um outro mais problemático...

    Era uma aranha robótica doideira que nunca era definitivamente derrotada, ela ficava meio que "enfraquecida" e os personagens tinham que sair correndo, nisso foi necessário enfrentá-la pelo menos umas cinco vezes e de quebra ainda houve uma fuga espetaculosa no final!

    Final Fantasy VIII

    Platform: Playstation
    6740 Players
    231 Check-ins

    27
    • Micro picture
      fonsaca · 12 months ago · 3 pontos

      Tem como destruir a aranha, sabia? Mas aí vc não vê a CG legal da fuga.

      5 replies
    • Micro picture
      thiones · 12 months ago · 3 pontos

      Esse disco demo vinha junto com o Brave Fencer Musashi na época. Cheguei a jogar ele também hehe

      5 replies
    • Micro picture
      santz · 12 months ago · 1 ponto

      Esse sorrisinho do Zell é terrível!

  • onai_onai Cristiano Santos
    2021-07-16 21:50:48 -0300 Thumb picture

    Whatever...

    Bem, já joguei muitos jogos de PC nesses últimos meses então agora irei trocar de plataforma e resolver uma pendência minha que já dura muitos anos! E vamos de Final Fantasy VIII dessa vez!

    Estou usando o emulador Duckstation, não lembro qual foi o usuário que citou ele aqui mas pelo pouco que testei tá rodando legal e o melhor, sempre que vou executá-lo ele verifica se há uma atualização!

    E agora sobre o jogo. Final Fantasy VIII é amado por uns e odiado por outros, confesso que ele não é meu favorito mas ainda assim acho um jogo muito bom. Só o início dele é que é um pouco lento, comparado com digamos, todos os outros jogos da série. Hehe...

    Joguei só um pouquinho mesmo, relembrei a mecânica, perdi em quase todos os jogos de cartas que fui e completei a primeira missão, que é derrotar o Ifrit na caverna de fogo, escolhendo vinte minutos, mas vi que dava pra ter feito em dez mesmo.

    Mal o jogo começou e já tenho três invocações, chamados aqui de Guardian Forces: Quezacotl, Shiva e Ifrit. Hoho...

    Final Fantasy VIII

    Platform: Playstation
    6740 Players
    231 Check-ins

    37
    • Micro picture
      jcelove · 12 months ago · 3 pontos

      Dessa vez vai! Da ate saudade, se a square deixasse o remaster a 10 pila eu jogava de novo.

      4 replies
    • Micro picture
      volstag · 12 months ago · 2 pontos

      Jogão!!!

    • Micro picture
      fonsaca · 12 months ago · 2 pontos

      Aeeeee sim! Ótima escolha. Agora vc termina!

      2 replies
  • onai_onai Cristiano Santos
    2021-06-03 01:57:00 -0300 Thumb picture

    Opening

    Deu até vontade de jogar agora, por sinal nunca finalizei esse Final Fantasy, nas três vezes que tentei meus memory cards queimavam...

    Final Fantasy VIII

    Platform: Playstation
    6740 Players
    231 Check-ins

    35
  • onai_onai Cristiano Santos
    2021-04-18 20:38:56 -0300 Thumb picture
    23
    • Micro picture
      jcelove · about 1 year ago · 2 pontos

      Eu tbm.hehe

    • Micro picture
      fonsaca · about 1 year ago · 2 pontos

      Pior que era uma febre na ciência da época essa coisa de mitocôndrias. Apesar de não ter precedentes por serem extremamente padronizadas, a galera citava essa pira de combustão espontânea e afins em várias obras audiovisuais.

  • vithanks Vitor Augusto Fernandes
    2021-04-12 17:40:29 -0300 Thumb picture
    vithanks checked-in to:
    Post by vithanks: <p>Começando o meu jogo preferido pela quarta ou qu
    Chrono Cross

    Platform: Playstation
    5463 Players
    168 Check-ins

    Começando o meu jogo preferido pela quarta ou quinta vez... ou seria sexta vez?

    24
    • Micro picture
      salvianosilva · about 1 year ago · 3 pontos

      Amo esse jogo tbm, mas nunca zerei. Ta na minha lista

      1 reply
    • Micro picture
      volstag · about 1 year ago · 2 pontos

      Tô enrolando pra rejogar, joguei só quando lançou :(

      1 reply
    • Micro picture
      bobramber · about 1 year ago · 2 pontos

      Aeeee. Um dos poucos RPGs que zerei três vezes.

      1 reply
  • anduzerandu Anderson Alves
    2021-02-06 15:04:54 -0200 Thumb picture

    Registro de finalizações: Final Fantasy IX

    Zerado dia 06/02/21

    Olha aí o RPG que eu vinha jogando: Final Fantasy IX! Enrolei um bocado para terminar, principalmente por estar ocupado ultimamente, mas a vontade de voltar para esse jogo sempre esteve comigo, infelizmente muitas vezes vencida pelo sono e afins.

    No final das contas eu estava chegando tarde em casa, as vezes abria o jogo para upar uns personagens e desligava. As vezes pensava: "Caraca, não joguei ontem a noite nem hoje de manhã" ou "Tem uns dois dias que não jogo". 

    Por outro lado estava devorando o jogo e muito entretido com seu enredo quando tinha tempo. Mal dava para acreditar que as horas dos meus saves estavam aumentando tão rapidamente. Meu último RPG acho que foi Golden Sun e tinha curtido, mas esse FF mostra o poder da Square da época. Se comparar com o meu RPG anterior ao GS, Octopath Traveler, você vê como as coisas mudaram, e não exatamente para melhor.

    A minha história com FF vem desde lá pra 2009, com meu DS. Joguei FF III e IV nele e adorei esse último. Logo em seguida comprei um PSP e joguei muito Dissidia. Amava aquele jogo!

    Claro que dos personagens dali, eu não conhecia muitos: os relacionado ao FF IV eram destaque pra mim. Conhecia também o Cloud e Sephiroth pois sempre foram personagens famosos por aqui (mesmo que ninguém tivesse necessariamente jogado FF VII). Conhecia ainda o Squall (FF VIII) de revistas e do Kingdom Hearts e o Zidane (FF IX).

    No caso do Zidane eu conhecia o personagem, mas estava conhecendo seu nome só então. Lembro que meu primo e eu comprávamos muitas revistas de anime e jogos na pré-adolescência (2001 e por aí) e tirávamos os pôsteres e colocávamos nas paredes de um quarto da casa dele. Era lotado! Um desses pôsteres era do Zidane, em CG e na chuva (infelizmente não encontrei a arte). Eu sempre olhava para esse pôster e isso me marcou de alguma forma. Nunca esqueci dele!

    Lá pra 2010, na faculdade, um amigo disse que estava jogando toda a série em ordem até o final. Eu curti a ideia e acabei tentando fazer o mesmo. Nessa época eu não tinha muito essa coisa de finalizar jogos e conhecer as plataformas a fundo, era um pouco mais casual, mas ou já tinha jogado ou estava jogando os FF X e XII na casa de um amigo por vários fins de semana. Mas eu queria muito os personagens jogáveis do Dissidia e uma série tão popular como Final Fantasy.

    Cheguei a pesquisar na internet qual seria o melhor FF e me surpreendi com a maioria dos votos de tudo quanto era fórum sendo FF IX. Mas o quê? Eu acreditava que era mais fácil ser o VII visto que os personagens eram tão populares, ou talvez algum jogo mais recente.

    Comecei então a minha saga com o primeiro FF, versão de GBA. A maratona, que durou cerca de 6 ou 7 anos, não seguiu exatamente uma ordem. Como disse, já tinha terminado o III e IV, joguei o I e II, depois provavelmente o X, seguido pelo V, VI (um a cada muitos meses), XII, VI, XIII, VII. O 7 deve ter sido em 2014, o VIII eu postei aqui, acho que em 2017 e finalmente o IX, 4 anos depois.

    Uma coisa bem curiosa sobre a série é como os jogos são diferentes uns dos outros. A variedade é bem grande e a chance de você curtir poucos deles ou apenas um ou outra é grande, diferentemente de um Dragon Quest da vida, em que há uma certa "continuidade" e apenas evolução das mecânicas de jogo.

    E falando sobre isso, eu mesmo não jogaria novamente vários deles, principalmente o III, o que menos gostei. Também não sou muito fã dos sistema de profissões do V. Nem dos personagens e mesmice do II. Não curti a falta de originalidade e mecânicas do VIII. Não joguei quase nada do XI e XIV, por falta de interesse em MMOs. O sistema de batalha do XII é muito diferente da série. O XIII é super linear, como todos sabemos e o XV eu tenho, mas agora estou sem o PS4.

    Em resumo, meus prediletos são o IV (DS), VI, VII e IX!

    Eu finalmente entendi o porquê do IX ser tão adorado e entendo muito bem que disser que ele é o melhor, mas também entendo quem disser que prefere outros. Pra mim o melhor 2D fica sendo o VI e o melhor 3D fica sendo o IX.

    Mas voltando um pouco no tempo, só estava faltando esse IX para fechar a coleção (ao menos dos clássicos) e todo o hype em cima dele estava me comendo por dentro. O jogo entrou em promoção no Nintendo Switch e ficou por uns 50 reais, uma versão remasterizada e que eu poderia jogar na telona do console em qualquer lugar. Por outro lado, eu tinha o jogo no Vita.

    O problema é que meu Vita estava cheio, inclusive por causa desse FF e eu tenho um jogo na lista de urgências que não posso instalar por falta de espaço. Eu tinha duas escolhas: pagar o preço no Switch, deletar no Vita e baixar o outro jogo ou simplesmente adiantar logo e terminar o jogo, cortando fila e tendo jogado outros RPGs tão recentemente.

    Não estava planejado, mas acabou sendo isso, comecei FF IX!

    A aventura se abre lindamente com boas apresentações dos personagens e CGs. Que jogo lindo! A tela inicial diz que o jogo é de 2000. Soa tão recente! Mas pensa só: onde você estava em 2000? Só de lembrar do pôster, eu sinto que era uma criancinha, e deveria ser mesmo. Em 2000 eu tinha 10 anos e estava na quarta série. Julgando o tempo da revista e tal, eu deveria ter uns 11 ou 12 anos na época do pôster.

    Curiosamente, na época do lançamento do jogo já existia o PS2!

    Enfim, jogando pra valer, é um jogo que começa bem linear, assim como FF VII. Os cenários são pré-renderizados e muito bonitos e a temática deixou todo o estilo "edgy" e japonês para voltar ao estilo europeu medieval.

    Os personagens são muito vívidos e bem animados, e o enredo é excelente, inclusive em como o estopim para começar a história se dá e como os personagens jogáveis se encontram e se juntam. Há ainda uma direção de arte incrível com diversos ângulos de câmera com base em onde você estiver na cidade. A sensação é de estar jogando algo feito em parceria com filmes da Disney. Não é de se estranhar, com base nesse jogo, em como esse universo e o do Mickey se encaixariam tão bem.

    Cada personagem, de um total de 8, tem sua classe pré-definida, bem ao estilo de FF IV. O Zidane quase sempre vai estar incluso no grupo de forma obrigatória. Esse personagem é relativamente diferente de outros protagonistas da série, sendo mais engraçado, determinado, cometendo erros e até dando em cima das garotas. É mais ou menos como personagens de anime mesmo. O bacana é que o Zidane não usa magias e tem dois propósitos nas batalhas, bater bastante e roubar, como um bom ladrão que ele é.

    FF IX é um jogo fácil, assim como os demais FF de PS1, então dá pra deixar tranquilamente que o protagonista fique tentando roubar os itens raros dos chefes enquanto os demais se encarregam de causar dano e curar.

    Como você só pode usar 4 personagens por vez em batalha, teoricamente você deve trocá-los de vez em quando para nivelar bem ou mesmo para melhores estratégias de acordo com os chefes, mas não precisei fazer isso. Ainda assim gastei 40 e poucas horas para zerar (umas 7 acima do indicado pelo howlongtobeat.com), muitas delas upando skills dos personagens, coisa que é fácil de fazer, mas são muitas e a maioria nem usei. Teve uma hora que até me fiz parar pois estava duvidando que o jogo pudesse ficar difícil demais no fim (fora o medo de ficar overpowered).

    O jogo tem duas mecânicas bacanas que são:

    -Trance. Conforme você toma dano, uma barra se enche abaixo da sua vida e ao completá-las, o personagem entra no Trance, inclusive mudando um pouco a sua aparência. Durante essa fase, o personagem fica mais forte e poderá usar habilidades únicas. O Zidane mesmo pode usar um bocado de especiais que causam dano pesado. Já a Vivi, Black Mage, pode usar suas magias duas vezes por ativação;

    -Habilidades de equipamentos. Nesse jogo os equipamentos são habilidades quando equipados. Se você os trocar, as habilidades também serão trocadas. Porém há a possibilidade de usar os equipamentos diversas vezes em batalha para aprender essas habilidade e poder usá-las mesmo estando usando outros itens. Isso vai te fazer ficar lutando no mato até que os personagens aprendam o maior número de habilidades possível, inclusive ganhando vários níveis durante o processo.

    É importante notar que existem habilidades ativas e passivas. As ativas são mantidas pelo personagem, como a Vivi que aprende Fire, Fira, Firaga. Já as passivas devem ser equipadas, mas há um limite de AP a ser considerados, o que fará com que você planeje suas prioridades. Essas habilidades incluem coisas como ganhar mais experiência me batalha, mais dinheiro, fica imune a determinado status, ter mais HP ou MP, cortar o uso de MP pela metade e muito mais!

    Resumindo: Final Fantasy IX é sensacional! O jogo envelheceu incrivelmente e deve ser melhor ainda na versão remasterizadas para quem joga em telas maiores. Acredito que se alguém quisesse começar a série, essa seria a minha recomendação, até por ser uma experiência tranquila, mas sem deixar de ser Final Fantasy, fora suas mecânicas e personagens interessantes. Um grande salto do que foi a bomba do VIII.

    De bom: jogo positivamente cinematográfico e muito ambicioso, a ponto de requerer 4 CDs! Personagens incríveis. Enredo que me prendeu o tempo quase todo. Experiência mais tranquila do que a série já foi e menos punitiva (pra falar a verdade a única dificuldade em fechar os FF de PS1 é a batalha da Ultimecia, na minha opinião). Mecânicas que são divertidas de verdade. Inimigos com números menos de HP, o que quer dizer que as batalhas são mais curtas.

    De ruim: taxa de encontro de inimigos meio alta e irritante as vezes. As batalhas demoram muito para iniciar, inclusive com a câmera mostrando o cenário e afins (possivelmente o jogo carregando). Impossível pular cenas, o que é chato quando você morre e já assistiu aquilo ou durante as longas cenas de ataque dos summons. Senti que haviam muitas habilidades para ser aprendidas, mas o jogo, ao menos na campanha principal, não me deu muito motivo para ser estratégico, nem mesmo no chefe final.

    No geral, eu amei o jogo e não está só entre os meus prediletos da série, mas também do console e entre todos os jogos. Vi inclusive que ele está entre os melhores jogos no ranking do Alvanista, merecidamente. Gostaria apenas que a Square tivesse expandido um pouco o universo do IX como ela fez com outros, inclusive o VII no Advent Children. Agora resta sonhar com um remake no futuro, e que não mude muito como o VII Remake fez. Enquanto isso vou rejogar casualmente o Theatrhythm Final Fantasy: Curtain Call não só para celebrar o feito de terminar esses jogos, mas para relembrar músicas e momentos desse IX. Sensacional!

    Final Fantasy IX

    Platform: Playstation
    5833 Players
    163 Check-ins

    17

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...