• viciogame VICIOGAME Retro Games
    2022-03-28 17:24:54 -0300 Thumb picture

    ​🎮 Road Rash 2 (Mega Drive) Complete Gameplay

    #Viciogame #RoadRash2 #MegaDrive #Gameplay #ロードラッシュII #motorcycles #ElectronicArts #ロードラッシュ #Walkthrough #Corrida #TecToy #Playthrough #EA #株式会社セガ #motos #Sega #Racing #Longplay #motocross #SegaGenesis #メガドライブ #RoadRash #LetsPlay

    Road Rash II

    Platform: Genesis
    719 Players
    7 Check-ins

    0
  • saulovyny Saulo Vinicius
    2021-10-17 12:52:19 -0200 Thumb picture

    Road Rash 32bits - Trash Mode Level 3

    Agora eu entendi o desafio do Trash Mode kkkk, caso a gente não consiga completar a corrida, ou seja, caso a polícia nós pegue, ou a moto quebre, ou a gente de quit, todo o nosso progresso no level é resetado e temos que completar todas as pistas do level novamente, por isso o Trash Mode também não tem save, mas essa é a diversão do modo Arcade, a dificuldade! E que jogo gostoso de jogar!!

    Road Rash

    Platform: Playstation
    1401 Players
    5 Check-ins

    6
    • Micro picture
      _gustavo · 7 months ago · 3 pontos

      O primeiro RR do PSX não joguei mas o 3D e o JailBreak jogo direto, o 3D até zerei começo desse ano kkk

      3 replies
  • saulovyny Saulo Vinicius
    2021-10-05 21:16:46 -0300 Thumb picture

    Road Rash 32 bits - Gameplay Playstation 1

    Galera, vou fazer gameplay desse jogaço para Playstation 1, Road Rash 32 bits, para quem não conhece esse clássico foi lançado em 1994 para 3DO, Playstation 1, Sega Saturn e Sega CD, fiz a Gameplay no Android usando o Duckstation!

    Esse jogo é muito especial para mim, é pura nostalgia, sou dos anos 80, passei a minha adolescência ouvindo rock e grunge, assistindo a MTV, e jogar esse jogo é como voltar no tempo, todo o visual do jogo é inspirado na cultura punk rock dos anos 90, e principalmente a trilha sonora com grandes bandas da década.

    O jogo foi lançado nas primeiras gerações dos games 32bits e na minha opinião continua muito bonito até os dias de hoje, muito mais do que os outros Road Rash que eram completamente em 3D, acredito que por usar gráficos pré-renderizados nos pilotos, e as cidades e paisagens bem detalhadas.

    Falando em cidades, o ambiente é vivo, com tráfico de carros e pessoas transitando, trabalhadores, etc. Temos várias corridas em ambientes diversos, como na cidade, no interior, no litoral e regiões montanhosas. Tudo passa muito rápido da do uma sensação muito agradável de velocidade.

    A gameplay melhorou muito em relação aos jogos do 16 bits, o framerate está maior, as animações dos golpes estão melhores também. Joguei nesse vídeo na versão de Ps1, e notei que o policial apareceu menos em relação a versão do Saturno. Outra coisa que me incomodou é que não peguei armas em nenhum momento, não sei se vão aparecer com mais frequência no decorrer do jogo.

    Quem jogou a versão do Genesis sabe que no fim da corrida sempre rolava uma animação engracada dependendo do resultado. Nesta versão eles fizeram Live actions com atores reais, várias cenas engraçadas e clichês que simbolizam o espírito rock dos anos 90, e com caricaturas engraçadas das pessoas.

    A trilha sonora da abertura e dos menus é perfeita, sempre que escuto Soungarden a nostalgia me dá um aperto no peito, estou envelhecendo kkkk. Durante as corridas e som da moto se destaca mais que a BGM, eu gostaria que fosse o contrário, mas tudo bem.

    É isso pessoal, Road Rash é um jogaço para matar a nostalgia dos anos 90 em grande estilo, vou fazer gameplay do modo Trash completa no canal.

    Road Rash

    Platform: Playstation
    1401 Players
    5 Check-ins

    4
  • viciogame VICIOGAME Retro Games
    2020-12-03 22:38:05 -0200 Thumb picture

    ​🎮 Road Rash (Game Boy) Complete Gameplay

    #Viciogame #RoadRash #GameBoy #Nintendo #ロードラッシュ #Longplay #ゲームボーイ #Ocean #任天堂株式会社 #LetsPlay

    Road Rash

    Platform: Gameboy
    10 Players

    0
  • supernovas SUPERNOVAS
    2020-04-02 02:20:45 -0300 Thumb picture

    ROAD RASH É GRUNGE PRA CACETE


    OUÇA O PODCAST GRATUITAMENTE! Clique aqui:  
    https://supernovas.com.br/podcast/road-rash-e-grun...

    Na saga de matar tudo que é bom, após matar Dead Space, aqui jaz a franquia Burnout. Mas nos tempos áureos rolava algo mágico sob a batuta da Criterion Games. Rolava o melhor jogo arcade de corrida e é uma pena que pouca gente, comparado a antigamente – liga para jogos de corrida. Logo, fica aí a dica.

    - Estamos no Spotify, iTunes, Google Podcasts, Pocket Casts, Cast Box Deezer e muitas outras plataformas agregadoras de podcast. Basta procurar por "Supernovas" e se inscrever!

    Road Rash

    Platform: 3DO
    243 Players
    8 Check-ins

    5
    • Micro picture
      kess · almost 2 years ago · 1 ponto

      Taí uma franquia que deveria voltar. Para ser bem sincero, as corridas de moto no GTA V demoraram para ter algo nesse sentido, quando na DLC do IV, Lost and Damned, já tinha corridas divertidíssimas sobre duas rodas com espancamento dos adversários!

      2 replies
  • 2018-07-15 18:20:56 -0300 Thumb picture

    Curiosidades

    Para filmar as cenas para as sequências em FMV, a EA alugou supermotos e pôs na estrada.

    No final do último dia de gravação, um dos pilotos acabou caindo na hora de uma manobra que simulava uma fuga da polícia, arranhando e amassando uma DUCATTI Supersport 900 vermelha. A EA foi então obrigada a comprá-la.

    A supermoto, arranhada e com os adesivos de Road Rash foi então parar na sala de troféus da Electronic Arts, onde está até hoje.

    "Road Rash Bike" - Uma das motos utilizadas nos vídeos do jogo, em exposição na sala de troféus da EA.

    Os vídeos tem um esquema de cores único, que foi conseguido desabilitando o canal verde (G) das filmagens.

    Alguns videoclipes filmados especialmente para o game acabaram ficando como os oficiais daquela determinada música, inclusive indo parar na MTV, como é o caso de "Jessie" do Paw e "Duel", do Swervedriver.

    Os nomes e sobrenomes de todas as pessoas que posaram de modelos para as fotos dos pedestres, andarilhos, tiras e trabalhadores que foram depois transformados em sprites no jogo estão no manual do jogo.

    O engine do jogo foi utilizado em outro game, lançado apenas para PSX: ESPN Xtreme Games. Algumas pessoas inclusive confundem os jogos, achando que há patins e skates secretos em Road Rash.

    É possível descer da moto: Apenas pare e aperte LS+RS+UP, dê uma caminhada e aprecie a paisagem.

    Fonte: 
    http://www.3dobrasil.com.br/2015/04/road-rash.html

    Road Rash

    Platform: 3DO
    243 Players
    8 Check-ins

    25
    • Micro picture
      lgd · almost 4 years ago · 2 pontos

      Muito legal a história

  • mastershadow mastershadow
    2018-06-13 09:11:37 -0300 Thumb picture

    Desafio dos 10 Jogos

    10 games que causaram impacto em mim. Uma imagem apenas, sem explicação. 1 game por dia. E a cada game uma indicação de amigo para participar.

    Jogo 2:


    @will3223

    Road Rash III

    Platform: Genesis
    983 Players
    17 Check-ins

    25
  • 2017-11-28 07:49:27 -0200 Thumb picture

    Get ready to race!

     Road Rash é um game de corridas ilegais com motocicletas feito pela Eletronics Arts ou EA em setembro de 1991 para o Mega Drive. O título do jogo remete a acidentes no asfalto onde a pele possui ferimentos por fricção ou queimaduras por quedas geralmente de motocicletas ou bicicletas

    O primeiro jogo da série sendo lançado para o Mega Drive, acontece nas estradas californianas onde se corre em cinco pistas contra mais de quatorze adversários, correndo em suas motos desviando de carros, animais, entulho entre outros e ainda terá de se preocupar com a lei no seu encalço, onde policiais patrulhando as ruas com suas motos, vem para atrapalhar sua corrida e caso seja derrubado por ele ou próximo, seu personagem irá para a cadeia. Tendo de pagar uma fiança para voltar ao jogo, Os rachas passam a sensação de vertigem e temor, pois se erramos uma curva,ou se não for preciso a usar os freios a tempo para impedir um acidente poderia custar posições e as quedas eram exageradas onde era grande parte da magia do jogo. A sua moto tem uma barra de energia, caso essa se esvazie ao bater muito com ela, essa irá explodir tendo de pagar uma taxa para o conserto da máquina. O game fez um enorme sucesso, obviamente.

    Road Rash 2 aproveitou a engine do primeiro game e pode inserir o oxido nitroso/turbo em motos mais caras e o numero de armas fora levemente aumentado. As pistas ocorrem em estados americanos como Arizona, Tenensse, Havaií, Alasca e a mais bela visualmente, Vermont, localizada na Nova Inglaterra. Houve melhorias na tela de menu, tendo mais praticidade acessar a loja de motos, opções, a seleção de fases e a adição de uma segunda arma para o motociclista. Ao termino duma corrida, se a polícia o prendesse ou mesmo se a sua moto quebrasse em meio a competição, se via uma pequena animação onde era divertida e hilariante. Onde a partir dali fora inserido nos games posteriores.

    Em Road Rash 3, as corridas se passam em estradas internacionais. A terceira versão trouxe uma nova melhoria gráfica e é visualmente o mais bonito da trilogia original onde os gráficos foram retrabalhados. Se nos jogos anteriores, a engine parecia algo junto a um desenho animado, no RR3 lembra o mais próximo possível do motor gráfico usado pelo Donkey Kong Country, o ACM (Advanced Computer Modeling) onde nos dava a sensação de realismo. Agora há pistas no Quênia, Reino Unido,Alemanha,Itália, Austrália, Brasil, Japão e outras localidades. os efeitos sonoros foram melhorados e há diferenças também nas vozes dos pilotos de sexo masculino e feminino. Fora um game bem trabalhado apesar dos defeitos.

    Em 4 de janeiro de 1996, a EA resolve lançar um Road Rash reformulado como um reboot para a próxima geração dos 32 bits. Lançado primeiramente para o console tragicamente visionário, o 3DO. Onde trouxe mudanças significativas para se tornar o favorito dos fãs da franquia, sendo considerado um dos melhores jogos do sistema e há quem diga ser a versão definitiva do game daquela geração e contando para os Pcs. O Sega CD teve a seu port, nos limites dos 16 bits, os gráficos sendo aproveitados de Road Rash 3 e tem o detalhe ímpar a ter trilha sonora a acompanhar as corridas ilegais

    Graças a tecnologia dos Cds, era possível ter vários vídeos em FMV (full motion vídeo) onde na época, era algo impressionante ter cenas com atores reais num vídeo game e as cenas de apresentação eram bastante chamativas. Ao iniciar, possui três modos de jogo: O Thrash Mode onde é o basicamente modo Arcade, para correr sem compromisso. Big Game Mode, sendo o modo campanha onde é selecionado um personagem para ser o seu avatar e correr valendo dinheiro, Além do modo Versus e o Restroom onde é “carinhosamente” chamado o menu de opções do jogo. As pistas do jogo traz algumas do primeiro jogo e outras novas.

    City: Como o nome revela, se passa numa metrópole onde o fluxo de carros é constante e suas habilidades de guiar a moto serão postos a prova, principalmente nas bifurcações com trechos estreitos.

    Península: Um misto entre centro e trechos de interior. O fluxo de veículos é moderado. Deve-se tomar cuidado com as tralhas jogadas no asfalto e em níveis mais avançados, os policiais colocam barricadas e obstáculos em trechos da estrada.

    Sierra Nevada: Pista de clima sereno nas regiões de florestas de pinheiros com pouco tráfego, podendo haver obras na avenida e pouco habitado a não ser por uma cidadezinha no meio do percurso, mas nada para se preocupar.

    Nappa Valley: Local montanhoso com colinas verdejantes e vales com trechos de terra onde diminuem a velocidade se caso ir pelo caminho errado. Há algumas instalações como celeiros, bares e restaurantes a beira de estrada

    Pacific Coast Highway: Essa se inicia na costa e por um tempo, pode até admirar a praia, mas cuidado para não ser distraído e acidentar-se, ocasionando cair na areia, onde sua moto quebrará instantaneamente. Essa pista mistura um pouco de cada uma das quatro estradas.

    O jogador corre por uma dessas pistas contra quatorze corredores, caso vença todas. Um aviso dirá que você passou daquela etapa além de um vídeo mostrando a comemoração do seu motoqueiro e a dificuldade do jogo “aumentará” um pouco, onde varia entre um a cinco. ao correr em outra etapa, automaticamente se ganha uma nova moto no Thrash mode. No modo “1x1”, não há corridas em split-screen como os títulos de outrora tendo de esperar a vez de cada jogador.

    Uma volta pelos vinhedos de Nappa Valley

    Mas o modo principal se resume ao Big Game Mode, onde há algumas novidades. Ao iniciar o modo, nota-se uma tela com o nome de oito pilotos com uma pequena descrição de suas características e personalidades. São cinco homens: Axle, um skinhead clássico, Slim Jim, o metido a ser um sujeito cômico, Tefflon Mike, um punk de poucos amigos e revoltado com a sociedade. Milwaukee Jon, um ex-boina verde onde não tem muita paciência com novatos e com tendências suicidas e Bose Jefferson, um ex-boxeador onde vive um dia de cada vez e três mulheres: Rhonda the Rash é uma motoqueira de cabelos azulados vinda de Nova York e não é lá muito sociável, Cydney Bass é a menina de vida abastada onde gosta de viver perigosamente e Pearl Mckurdy, namorada do Axle e gosta do caos e degradação e seu visual lembra uma hippie. Onde algum desses nomes, o jogador veterano da franquia no Mega Drive já ouvirá falar. É curioso a arte usada para ilustrar os pilotos e outros personagens, puxando mais para o caricato dando uma sensação cômica. Uma bem vinda lufada de ar fresco, onde esse estilo fora adotada também em em jogos posteriores como o Road Rash Jailbreak.

    No Big Game mode, o jogador irá se sentir em casa nesses dois lugares pitorescos

    Ao selecionar um motociclista, você é levado a uma rua onde se encontra o bar Der Panzer Klub onde é o lugar de encontro dos motoqueiros onde se marca as corridas, onde essas, ao contrario do Thrash mode valem dinheiro, usado para comprar novas motocicletas e para pagar a fiança se caso for preso e pode conversar com alguns dos motoqueiros principais. Eles podem dar dicas uteis para as corridas e como lidar com os outros corredores, sendo um bom conselho seguir os seus ensinamentos ou uma leve provocação caso for rival do seu personagem. No game ainda existe um sistema de “karma” onde fora adotado levemente no Road Rash 2 e 3 onde as suas ações nas corridas vão definir se o seu personagem terá amizade ou inimizades entre os oito motociclistas, se o jogador sair espancando qualquer um, eles agirão diferente com o jogador e vão caça-lo na estrada se estiver próximo tornando as corridas mais ferozes e difíceis de vencer. E novamente o Restroom, onde se pode salvar e carregar o jogo salvo, alternar entre os modos e os níveis de dificuldade do jogo (não funciona no Big Game Mode), alterar os gráficos e sons,conferir qual banda está tocando naquele momento e trocar de música caso queira.

    Bose manda um aviso claro: jogue limpo para não sofrer as consequências.

    A segunda estrutura ao lado do Der Panzer é a loja de motos Okle-o-Rama onde você irá gastar o dinheiro obtido nas corridas com novas motos classificadas em Rats (na minha opinião pessoal, não vale a pena adquirir qualquer uma dessa categoria), Sports (motos de potencial médio) e Super Bikes (o nome já definem a qualidade do veículo) onde se juntar o suficiente, poderá comprar a cobiçada Diablo Vipera N, onde é a moto definitiva presente em todos os Road Rash clássicos. As motocicletas mais caras vem com nitro onde se pressionar o botão B duas vezes, o veículo ganha uma injeção de velocidade absurda. É uma boa idéia lançar esse turbo no inicio das provas para atingir rapidamente as melhores posições, o game é generoso ao dar oito cargas para o jogador gastar na corrida. Mas se pode vencer correndo normalmente sem precisar esse artifício.

    A jogabilidade se tornou firme em relação aos jogos anteriores, onde o jogador não sente a moto escorregar com facilidade mesmo com óleo na pista e em grande velocidade tanto em curvas quanto em retas. Para alguns a motoca parecer “dura” ao não apresenta o realismo ao manobrar em velocidade elevada. Nas versões de PC e PS1, há botões específicos para chutar e socar adversários inconvenientes. no Sega Saturn, o botão C é utilizado para esses fins dependendo de qual direção é apertado na cruz do controle assim como no console de 16 bits. O seu personagem pode começar com uma arma ,como Axle ter um porrete e caso esteja desarmado, você deve toma-lo do inimigo enquanto corre e esse item fica com o jogador até ser roubado ou se for enquadrado por algum agente da lei.

    Graficamente, Road Rash usa os sprites gráficos 2D “realistas” modelados em SGI melhorados do game anterior como era comum em alguns jogos dos anos 90 como Mortal Kombat, Batman Forever, Pit Fighter e outros. Pode parecer rudimentar analisando friamente hoje, mas não chega a ser feio. Os cenários onde se passa no centro urbano há uma grande variedade de prédios e outros imoveis como bancos, shoppings, lanchonetes e ect. Contudo, em áreas rurais há florestas, galpões, igrejinhas, barracos, máquinas de arado, vales e outros. Um detalhe sentido pelos fãs é nas versões caseiras é não ter a tela de visor da moto onde no Mega Drive, se via se algum motoqueiro estava o perseguindo ou vê-lo cair após derruba-lo.

    A dificuldade supostamente cresce a cada etapa, contudo a sua maior antagonista é a pista em si e a velocidade da sua moto onde em grande velocidade, fica mais fácil de cair dela. Onde a cada progressão aumenta em alguns quilômetros a mais para serem percorridos nos rachas, o fluxos de carros é levemente estendido e a complexidade das pistas é notada com mais encruzilhadas, ruas estreitas com obstáculos, avenidas com leve ondulação, onde com a moto em velocidade altas podem fazer saltos estratosféricos (inclusive as quedas). Uma boa dica é repetir algumas pistas já vencidas para juntar capital para comprar uma outra motocicleta e concentrar-se em apenas vencer.

    A trilha sonora é apenas espetacular composta de bandas alternativas da gravadora AS&M Records onde tocam o estilo Grunge. Conjuntos como Paw, Hammerbox, Therapy? e o mais famoso da lista, o Soundgarden, do vocalista Chris Cornell. Contudo, essas musicas apenas tocam nos menus, nas corridas de fato, se toca uma musica genérica quase inaudível. O curioso é que na versão Sega CD, mesmo com a qualidade gráfica inferior, toca todas as musicas nas corridas. Os efeitos sonoros, são simples porém diverso quando seu motoqueiro atropela ou passa de raspão a algum pedestre onde esses podem gritar ou xingar o jogador. Ao sofre um acidente ou ser golpeado, é ouvida uma voz masculina, mesmo se selecionar Rhonda, Pearl ou Cydney. O mesmo para o ronco dos motores.

    A esquerda para a direita: Kim Thayil, Chris Cornell,Ben Sheperd e Matt Cameron, integrantes da Soundgarden, onde eles tocam quatro faixas deles na trilha sonora do game.

    Road Rash OST:

    A reformulação do Road Rash ainda continua sendo um ótimo game e ainda é bastante querido pelos fãs da franquia e foi uma porta de entrada para a geração 32 Bits. A série se aventurou nos gráficos 3D em jogos posteriores onde as franquias para se manterem atuais deveriam criar algo em três dimensões, onde infelizmente não foram jogos bem sucedidos embora fossem medianos no Sony Playstation e Pcs com o Road Rash 3D e o Jailbreak, esse na opinião de alguns, chega a ser superior aos antigos jogos em inúmeros quesitos. A Nintendo conseguiu a licença para lançar a sua versão do game no N64 e bem....elogiamos a tentativa. Não se sabe quando a Eletronics Arts pretende reviver a franquia ou mesmo se é viável hoje em dia. Mas se caso fosse lançado um novo game com os gráficos atuais, pela nostalgia, suspeito que venderia bastante cópias físicas quanto digitais.

                            Road Rash Jailbreak para o sistema Playstation 1

    Mas os fãs não esqueceram da franquia por todos esses anos. No ano de 2013, surgiu um sucessor espiritual chamado Road Redemption onde está em acesso antecipado na Steam, onde pelo trailer, a violência nas estradas são levadas ao limite nas duas rodas. E a empresa Maximum Games também quer prestar suas homenagem com game Road Rage para os consoles atuais e Pcs.

    Road Rash História por Maaz Tech

    Humildemente me despeço.

    Que o cantor Chris Cornell esteja no céu dos roqueiros.

    E peço humildes perdões ao @onai_onai por plagiar o titulo do seu post sobre o jogo feito há algum tempo. me pareceu um bom nome para a matéria em questão.

    Road Rash

    Platform: Sega Saturn
    172 Players
    6 Check-ins

    35
    • Micro picture
      riki_samejima · over 4 years ago · 4 pontos

      Eu costumo dizer que EA foi uma das devs que mais ajudaram a SEGA a enfrentar a Nintendo, mas, provavelmente, foi a que mais ajudou, dada a quantidade coisas que eles desenvolveram ou publicaram pro Mega Drive. A exclusividade da série Road Rash e outros games, além de ports de jogos de PC, é um dos bom motivos que me fez comprar um Mega Drive. Muitos que se lembram com carinho da velha EA, é por causa dos antigos jogos de PC e dessa época aí que eles estiveram com a SEGA.

      3 replies
    • Micro picture
      onai_onai · over 4 years ago · 3 pontos

      Estas perdoado. Hehe...

    • Micro picture
      mastershadow · over 4 years ago · 3 pontos

      Amo muito essa série,meu favorito é o Road Rash 3

  • pauloaquino Paulo Aquino
    2017-05-19 04:19:57 -0300 Thumb picture

    Valeu Chris Cornell

    Luto no rock.

    Vocalista do Soundgarden e do Audioslave, Chris Cornell morre aos 52 anos de idade. 

    Uma triste notícia, não apenas para os fãs destas duas bandas, mas tambem para os fãs de Road Rash. 

    Lembro que uma das músicas dele tem um clipe que pra mim, é um rival de coisas perturbadoras do clipe de Welcome to the Machine, do Pink Floyd. Se trata da Black Hole Sun, do Soundgarden. Vejam os dois (se agüentarem, lógico) e tirem suas conclusões. 

    Valeu, Chris Cornell. 

    Road Rash

    Platform: 3DO
    243 Players
    8 Check-ins

    3
    • Micro picture
      artoriasblack · almost 5 years ago · 2 pontos

      Sei que é atrasado, Mas que o cantor esteje num bom lugar é enquanto houver fãs, Chris Cornnel será eterno

  • tassio Tassio Pinheiro
    2016-06-10 23:15:35 -0300 Thumb picture
    tassio checked-in to:
    Post by tassio: <p>Aí a gente inventa de desenterrar aquela pastinh
    Road Rash

    Platform: Genesis
    859 Players
    12 Check-ins

    Aí a gente inventa de desenterrar aquela pastinhas de sons .midi pra ouvir e não tem jeito... bora matar a saudade...

    ------------------------------------------------------------------------
    Edit: Fechado *(só no esqueminha de distribuir as unidades do password nos outros campos pra fazer todas em 1°, 2° ou 3° após a primeira corrida de cada level.)

    5° Level concluído a primeira vez (com a primeira moto do jogo ahahaaha não sai do 12° lugar)

    E ai depois fiz o 5° level de novo, com a segunda moto do jogo... continuei mantendo o 12° ~ 13° lugar...

    8
    • Micro picture
      riki_samejima · almost 6 years ago · 2 pontos

      Must-have do Mega.
      Quando eu fui jogar esse jogo meses atrás, fiquei surpreso de saber que o sistema de níveis era idêntico àquela versão de Sega-CD, 3DO, Psone e Saturn, que eu curtia uma barbaridade jogar e que foi o 1º Road Rash que eu joguei. Diante disso que eu descobri que ele na verdade era um remake desse game aí.

      2 replies

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...