• klonoa331 Cainan Olivero
    2021-01-23 16:46:26 -0200 Thumb picture

    Random Battles Pokemon

    Ola galera, to fazendo batalhas de pokémon no Pokémon Sword através de um algoritmo sorteador de pokémons, as batalhas estão sendo transmitidas na Twitch que vou deixar abaixo. Cola ai gente para bater um papo e fazer apostas em quem você acredita que vai vencer.

    Twitch.tv/klonoa331

    Pokémon Sword

    Platform: Nintendo Switch
    152 Players
    66 Check-ins

    0
  • luchta Ewerton Ribeiro
    2020-04-06 02:50:24 -0300 Thumb picture
    Post by luchta: <p><a href="https://pbs.twimg.com/media/EU3tloMXgAA

    Melony (Pokémon Shield) por Cutesexyrobutts

    Pokémon Sword & Pokémon Shield Double Pack

    Platform: Nintendo Switch
    Players

    9
    • Micro picture
      lukenakama · over 1 year ago · 1 ponto

      As fanarts nsfw de Pokémon tem dois lados, o Chernobyl (De Pokémons) e o lado positivo (De Treinadores) adoro esse contraste kkkkkkkkk

      1 reply
  • luchta Ewerton Ribeiro
    2020-02-25 20:59:42 -0300 Thumb picture

    Algo me diz que...

    ...esse boneco da Melony não é licenciado pela Nintendo, só acho...

    No Twiiter todo dia tem um monte fanarts das líderes de ginásio de Pokémon Shield e Sworld. O pessoal do Japão curte demais essa franquia ehm!

    Pokémon Sword & Pokémon Shield Double Pack

    Platform: Nintendo Switch
    Players

    11
  • anduzerandu Anderson Alves
    2020-01-04 12:44:47 -0200 Thumb picture

    Registro de finalizações: Pokémon Shield

    Zerado dia 01/01/20

    Olha aí o primeiro jogo do ano de 2020! E não poderia melhor do que fechar já de cara um jogo de peso que tenho jogado por duas semanas: Pokémon Shield.

    Esse jogo foi anunciado há um bom tempo e eu não vi nada de mais o que resultou num hype zero, mas com a proximidade de seu lançamento eu fiquei muito curioso por explorar seu grande mundo, clima, novos pokémon e se juntar ao que todos estariam jogando. Cheguei até a cogitar pagar um alto preço, mas consegui me segurar e raciocinar. Felizmente uma amiga acabou comprando duas cópias e vendeu uma pra mim.

    Com o jogo em mãos, me segurei e baixei um pouco o hype enquanto terminava outras coisas, o que foi muito positivo, mas eu prometi jogá-lo na minha viagem com calma, e foi o que aconteceu.

    Começando a viagem já embarcado e confortável, puxei o Switch e já abri o jogo. O começo é tudo do pouco que eu já tinha visto em trailers, como as vilas, NPCs e tal. É aí que nos é apresentado o personagem Hop, um amigo que tem o sonho de se tornar o grande campeão das batalhas pokémon da região. Mal imaginava eu que esse cara seria um dos mais chatos posteriormente.

    Já podendo explorar um pouco, é possível ver os monstrinhos andando por aí em áreas com grama, algo que já tínhamos visto em Let's Go Eevee/Pikachu. O enredo também não é muito original pra série e já te manda ir visitar o "professor" da região, que é sempre aquela pessoa que estuda os pokémon e demais fenômenos relacionados, que aqui é o Dynamax, fenômeno que faz os monstros ficarem gigantes em batalha.

    Tive logo a possibilidade de escolher meu inicial, e nunca foi tão difícil. Os três são muito bacanas e os designs muito carismáticos, mas eu cheguei a ver suas evoluções e é SOFRÍVEL. Não sei qual é o mais sem sal/feio. Pra falar a verdade, eu achei que suas últimas formas tinham mais cara de segunda forma.

    Com meu inicial em mãos, temos a primeira batalha. Nada de novo senão os monstrinhos. Nesse momento eu lembrei que vi gente dizendo que Sword/Shield é um jogo de Nintendo 3DS melhorado, e é bem isso mesmo. Quer dizer, o jogo é bem fluído e as texturas, apesar de melhores, são no máximo ok. Basicamente eu não senti um salto muito distante desde a geração anterior.

    O jogo que já começa linear, como de costume, parece querer te segurar pelas mãos o tempo inteiro. Vão para tal cidade e me encontre lá, e chegando lá a pessoa já está na entrada com uma cinemática te esperando (isso durante o jogo todo, praticamente). O mapa é bem coisa do tipo que vimos por muitas gerações: corredores ligando cidades. O problema é que há sempre tanto a ser visto fora dos limites que você pode alcançar que a noção que dá é que você vai poder ir lá, mas não, é tudo enfeite. Imagine jogar Breath of the Wild mas o jogo te limitar nas rotas e você acabar se sentindo mais preso do que tudo!

    Claro que aqui é Pokémon e meio que sempre foi assim, mas chega a ser meio frustrante o quanto o jogo te limita, apesar de existir tanto cenário. Já as cidades são bem esquisitas, mas nada de muito diferente. Esquisitas porque sempre tem umas casas aqui e ali, você entra, fala com as pessoas e elas ou falam algo totalmente irrelevante ou te dão algo, como um TM.

    Uma coisa que achei bacana é que cada uma dessas cidades é bem original depois de uma ou outra, como uma que é meio mexicana e me lembrou bastante o mapa de deserto do Mario Odyssey, uma que é numa floresta cheia de cogumelos luminosos, que me lembrou Xenoblade, e uma que é basicamente Londres. Porém, é como eu disse, você chega lá, o Hop fala alguma coisa e já te manda pro ginásio. Muitas vezes eu ficava com preguiça de conhecer os lugares a fundo, por mais que o tenha feito, porque eu no máximo ganharia itens que nunca usaria e ouviria papo furado.

    Já passou da hora da Gamefreak perceber que esses jogos tem que ir além!

    Terminado o ginásio, próxima rota com mais pokémons (tava capturando tudo) e logo uma outra cidade, mais Hop aqui e ali e ginásio. Tem momentos que você ganha insígnias uma atrás da outra, é super bizarro. E imersão zero em cada cidade nova, pois nem dá tempo ou há motivos pra te fazer conhecer o lugar propriamente e o valorizar.

    Sobre os ginásios, eles são levemente diferentes do comum. É normal que você tenha uma mecânica nova e tenha que resolver puzzles/desafios para chegar até o líder. As vezes é algo criativo, as vezes é mais do mesmo.

    A batalha dos líderes são aquelas que acontecem no estádio, cheios de gente torcendo e onde os pokémon podem ficar gigantes. Esses fenômenos Dynamax e Gigantamax funcionam da seguinte forma: qualquer pokémon pode ficar grandão, mas apenas um deles por batalha. Para ativar a mecânica, basta selecionar o ícone dentro do campo Battle, que é onde você escolhe os ataques (exatamente como funcionava a Mega Evolution). Ao selecioná-lo, seus ataques mudarão para seus equivalentes de tipo do Dynamax (todos os ataques de fogo se tornarão Max Flare, por exemplo). Depois de escolher o golpe, acontece uma cutscene e seu monstrinho fica gigante e usa aquele ataque, que normalmente é devastador e ainda causa alguma efeito no campo de batalha, como Sandstorm, por exemplo.

    Seu pokémon só fica 3 turnos gigante e depois retorna ao normal e os líderes costumam usar a mecânica apenas no último pokémon. E contanto que você tenha um bom tipo de pokémon na batalha, nenhum deles é muito forte, mesmo grandão.

    Depois de vencer umas cidades, eu finalmente conheci a tal da Wild Area. As WA são basicamente um passo mais perto do sonho de muita gente pra série: liberdade, controle de câmera, um campo abertão, diversos biomas e climas diferentes. É legal.

    Infelizmente eu não curti um bocado de coisas nesses lugares. Primeiro que o level design basicamente não existe. É muito amador! Basicamente é um lugar grande, umas árvores aqui e ali, assim como pontes, vários gramados e tudo cercado por uma parede de rochas. É legal ter diferentes níveis de chão e tal, mas as vezes você precisa dar uma super volta para chegar ali do lado. Imagine você a área inicial de um jogo como Ocarina of Time, onde há rampas, diferentes elevações e lugares pra subir. Agora imagine o mapa do mesmo jogo, que apesar de ser simples, tem pontos que te localizam. Em Pokémon Shield é tudo muito básico e ainda há trocas repentinas de clima de um lugar para 2 centímetros ao lado, que não sei se curto ou não.

    Agora a parte que eu mais achei estranha é que existem pokémons super fortes nesses lugares. Na primeira visita eu deveria estar lá pelo nível 15 e já fui correndo pra um Onix que vi. Nível quase 30 o danado, me massacrou e nem deixava eu fugir nem capturar (o jogo te proíbe de capturar monstros de determinado nível pra cima até que você tenha algumas insígnias). Depois capturei alguns e me frustrei com outros minúsculos, mas fortes. Basicamente você deve ignorar esse tipo de lugar e voltar mais tarde quando estiver mais forte.

    Resumindo: Pokémon Shield é legal, mas mais do mesmo. Com exceção de estar jogando num novo console de tela grandona ou a possibilidade de jogar na TV, eu mal senti que estava jogando um lançamento. É quase um Sun/Moon 2. E isso não implica que seja ruim (até porque eu curto bastante a sétima geração), mas apenas uma pequena evolução já esperada e uma campanha boba. Depois de tudo, de toda a exploração e fechado metade da pokédex, eu somei 25 horas de jogo...

    De bom: uma nova região e novos pokémon, que são até bem feitos. Interações online muito bacanas, incluindo logs do que as pessoas estão fazendo, inclusive seus amigos. Surprise Trade, outra interação online, serve meio que como um Wonder Trade e é bem maneiro. Definitivamente um jogo bem mais legal de ser jogado constantemente online. Sem HMs e a necessidade de equipar itens como bicicleta ou vara de pescar, pois tudo é feito com rapidez e inteligência. Os modelos dos pokémon são muito bonitos. Curti o corte de pokémons, pois faz sentido não ter todos em uma região (como nunca teve) e não há um número maçante de capturas a serem feitas, além de que a gente pode valorizar mais os disponíveis. Algumas customizações de jogo ajudam bastante, como a possibilidade de usar os "casual controls", que deixam a jogabilidade parecida com Pokémon Let's Go.

    De ruim: a capa do jogo é horrível. Algumas texturas feias ou esquisitas. Campanha fácil e curta. O jogo explora muito mal os seus cenários e te manda toda hora pra um lugar novo. Elementos que sempre voltam continuam a voltar, como o Team Yell (re-skin de outro time qualquer da série). Achei que o jogo insiste em trazer os mesmos personagem a tona muito frequentemente, como o Hop, a professora e até os líderes de ginásio, que você enfrenta mais de uma vez. Monstros super fortes e sem indicativo fazem sentido pro mundo do jogo, mas pro jogo é bem esquisito. Não poder mexer a câmera em todo lugar é uma decepção, ainda mais que em muitas partes você tem que andar em direção à tela.

    No geral, Pokémon Shield foi uma boa experiência e ainda tenho uma vontade de jogar mais e completar a pokédex, mas como não tenha a intenção de ficar com o cartucho, não sei se faria sentido. Sobre a experiência, vale a pena jogar se você curte a série, quer um RPG casual e principalmente se curte o competitivo, que infelizmente não é o meu caso. Não foi dinheiro jogado fora, mas a sensação foi a mesma de jogar os últimos lançamentos da série: com bem menos empolgação. Sobre a série, tenho cada vez menos vontade de comprar as gerações que virão.

    Pokémon Shield

    Platform: Nintendo Switch
    95 Players
    26 Check-ins

    25
    • Micro picture
      bartd3 · over 1 year ago · 2 pontos

      Parabéns excelente análise

    • Micro picture
      mutux · over 1 year ago · 2 pontos

      Quero ler essa análise depois

    • Micro picture
      dan8d · over 1 year ago · 2 pontos

      Gostei bastante da analise amigo, parabéns.
      Bem, vamos la, queria sua autorização para colocar sua publicação em uma revista digital que estou desenvolvendo aqui para o alvanista, ela é totalmente gratuita, estou fazendo para criar um portfólio e por um amor pessoal meu por revistas gamers kk
      Vou deixar o link do edição dois que fiz para você avaliar e ver se me libera a usar sua analise
      http://alvanista.com/dan8d/posts/3767105-revista-alvanista-002

      2 replies
  • mutux Rodrigo Braga
    2019-12-19 07:49:33 -0200 Thumb picture

    Battle Cafe (Discord)

    Quero convidar todos os usuários dessa rede que tenham algum dos novos jogos e assinem o online do Switch para conhecerem o Battle Cafe:

    https://discord.gg/Gk4dFCp

    Criamos esse servidor no Discord, não como um retorno da LAP, mas para organizar umas jogatinas, trocas e caçar umas raids conforme a Game Freak for soltando os bichos lá!

    Também podemos ajudar a testar seu time pra algum campeonato que pretenda participar e eventualmente até montar pequenos torneios pra interagirmos mais!

    Todos são bem vindos!!

    Pokémon Shield

    Platform: Nintendo Switch
    95 Players
    26 Check-ins

    15
  • lap
    2019-12-17 22:56:05 -0200 Thumb picture

    Battle Cafe (Discord)

    Quero convidar todos os usuários dessa rede que tenham algum dos novos jogos e assinem o online do Switch para conhecerem o Battle Cafe:

    https://discord.gg/Gk4dFCp

    Criamos esse servidor no Discord, não como um retorno da LAP, mas para organizar umas jogatinas, trocas e caçar umas raids conforme a Game Freak for soltando os bichos lá!

    Também podemos ajudar a testar seu time pra algum campeonato que pretenda participar e eventualmente até montar pequenos torneios pra interagirmos mais!

    Todos são bem vindos!!

    Pokémon Sword

    Platform: Nintendo Switch
    152 Players
    66 Check-ins

    17
    • Micro picture
      lap · over 1 year ago · 1 ponto

      Não me dei conta que o link expirava... agora ta certo!

  • rafa9000 Rafael Gazola Ghedini
    2019-11-10 23:22:10 -0200 Thumb picture
    Post by rafa9000: <p>E ae galera!! Quais foram as ultimas aquisições

    E ae galera!! Quais foram as ultimas aquisições de vocês, as minhas foram essas, alem de Pokémon Shield digital no Switch:

    Battlefield V

    Platform: Playstation 4
    121 Players
    33 Check-ins

    9
    • Micro picture
      supermarkosbros · almost 2 years ago · 2 pontos

      Death Stranding, Concrete Genie, MedEvil e Erica.

  • lap
    2019-11-08 15:47:52 -0200 Thumb picture
  • wildwolf Rafael Trindade
    2019-02-28 00:33:25 -0300 Thumb picture

    Pokémon Artoria e Mashu - Análise e Primeiras Impressões

    Essa piada é maravilhosa.

    Oh boy. Pokémon Sword e Shield.

    Vocês sabem (mais ou menos) como funciona: Um jogo novo de Pokémon lança, eu fico animado e começo a analisar tudo o que vejo pela frente. Dessa vez eu não vou fazer nenhuma teoria maluca (essa fase minha já passou), mas vou dar aqui as minhas primeiras impressões que tive sobre esses jogos, após todo o hype e essas coisas.

    Esse post vai ser separado em três partes: 

    Trailer - O que seria a primeira parte do vídeo que foi anunciado hoje;

    Iniciais - A segunda parte do vídeo (CG), dando minhas opiniões sobre os designs e palpites sobre as futuras tipagens destes Pokémon;

    Música-Tema - Auto-explicativo, minha opinião sobre o tema principal usado na primeira parte do trailer (este provavelmente remixado na segunda);

    Mapa - Auto-explicativo, vou analisar pontos do mapa que parecem ser importantes.

    Vamos a primeira parte, o trailer (0:00 até 1:00). Se quiser, mute o trailer e coloque outra música no vídeo para ir no clima.

    0:03 - Aqui já temos algumas coisas estranhas, como as texturas dessas paredes de pedra. Parecem meio borradas em comparação ao resto do mapa... Mas devo dizer que o Draw Distance (ou só parte do "skybox") desse jogo está gigantesco, e certos detalhes do mapa (como a carroça virada de cabeça para baixo) estão maravilhosos.

    0:06 - Mais um exemplo de "Draw Distance"(?). Muito bom.

    0:07 - Esse jogo tem vários exemplos de vegetação e climas diferentes, algo que eu considero muito bem vindo em um jogo de Pokémon. O que é engraçado, pois essa região tem certos elementos de Sinnoh (vide a seção mapa), mas estações do ano foram elementos aplicados em Unova. Also, ginásios estão de volta, yay! Um pouco à esquerda pode se ver algumas construções de pedra, uma referência a Stonehenge.

    0:09 - A casa do jogador está lindíssima com essa vegetação ao redor. É possível ver que foi colocado bastantes detalhes aqui.

    0:12 até 0:17 - O interior do quarto do jogador está ok, bem reminiscente do que você vê nos jogos de 3DS. Quanto ao design dos personagens principais: MC Masculino está interessante apesar da mochila gigante, MC Feminina é literalmente a Uraraka, de Boku no Hero. Não se preocupem muito com as Idle Poses, elas já estavam lá desde X/Y (a única diferença é que os personagens tem expressões faciais agora).

    0:19 - Provável fachada da escola da região, onde você terá sua primeira batalha (vide a arena). Me parece muito com uma casa assombrada, mas ok. A lagoa está muito bonita também.

    0:21 - AGORA SIM, o ponto chave desse trailer. Essa é a cidade que mais está sendo divulgada no trailer, e apesar de não parecer tanto, me dá bastante vibes de Summon Night - Swordcraft History. E eu sinceramente amo o estilo artístico mais mecanizado daquele jogo, é maravilhoso. Já deve ser óbvio, mas trens serão o maior meio de transporte desse jogo, há trilhos de trem por TODO o mapa da região.

    0:22 - Ginásio de Grama claríssimo, já visto no segundo 0:07. A placa que sumiu é literalmente uma ilusão de ótica, ela está mais perto do que o que é visto nessa parte do vídeo. Próximo.

    0:23 - Mais da cidade mecanizada, dessa vez com uma vista da estação de trem e um anúncio de ração. Bem bonito, espero que tenha um modo de fotos para esse jogo...

    0:25 - Corredor com gelo, será mais importante na seção de mapa. Próximo.

    0:26 - Vista mais próxima da provável escola com a arena. Próximo.

    0:28 - Batalhas contra Pokémon nos matos de volta, o que era indicado desde o pronunciamento da Pokémon Company sobre esse jogo ser mais focado nos jogadores hardcore da franquia. Antes de ir para o próximo, devo dizer que graficamente esse jogo está bem bonito em certas partes, mas certas texturas ainda estão borradas (vide chapéu da personagem feminina em 0:31).

    0:35 - Cenário de Batalha de Cachoeira, bem de relance. Mais informações na seção de mapa.

    0:38 até 0:45 - Introdução de batalha nova, revelando o novo design de uma provável Lass. Nos 0:41 podemos ver que os treinadores ainda aparecerão em batalhas Pokémon contra treinadores. Cenários de batalha de ponte (0:41), deserto (0:43), deserto com neve (0:44) e provável Liga Pokémon/Estádio (online?) (0:45). Em 0:44, atrás do Lucario, é possível ver o logo da Game Freak.

    0:46 - Provável sala da casa do protagonista.

    0:47 - "Cidade Imperial com Neve". Mais detalhes na seção de mapa.

    0:48 - Interior de uma mina, semelhante a Glittering Cave em X/Y.

    0:50 - "Crop Circle" (Gravura de Grama) ao fundo, mostrando alguma espécie de criatura que pode emitir ondas elétricas. Mais detalhes na seção de mapa.

    0:52 - Provável interior do laboratório do professor da região.

    0:54 até 1:00 - Provável cutscene do protagonista entrando em uma espécie de Estádio de Futebol. É possível ver que os tipo de banners usados nesse estádio são diferentes do estádio que aparece no minuto 0:45. Aos 0:55, é possível ver o símbolo que aparece na placa e portas do ginásio em 0:22. Aqui é possível ver claramente que a textura do símbolo está borrada, um problema existente nos jogos antigos de 3DS em modelos de certos Pokémon e roupas.

    Agora vamos a segunda parte, os iniciais. A partir daqui é só CG, então vou falar dos três diretamente.

    Scorbunny é meu favorito dentre os três, muitos dizem que todos eles tem referências a esportes originados na Inglaterra, sendo Grookey como um jogador de Cricket, Scorbunny como um jogador de futebol (sim, o "NOSSO" futebol) e Sobble um jogador de polo aquático. Tanto que Scorbunny tem um curativo no nariz, uma provável referência ao Neymar, que também utilizava curativos no nariz. Já a parte azul-vivo da cabeça de Snobble parece uma touca de natação, e Grookey literalmente tem uma "síndrome de Fennekin".

    Enfim, sempre temos o tipo de pessoa que fala "Esses Pokémon parecem Digimon!", quando na verdade a pessoa nem consegue diferenciar o estilo artístico de ambas as séries, ou a pessoa que fala que a geração vai ser uma merda só por causa dos designs dos novos Poké. Vocês sabem como a internet funciona, meus caros. Mas... Devo dizer que eles parecem muito com Fakemons (Designs de Pokémon feitos por fãs).

    Não que isso seja ruim, na verdade eu gostei deles. Mas é muito difícil ver eles e achar eles e considerá-los oficiais a primeira vista (principalmente o Scorbunny, já que ele é o primeiro Pokémon Inicial de Fogo a ter cor predominantemente branca). Mas eu geralmente gostei de todos os designs.

    Eu acredito fielmente que estes serão os tipos finais destes Pokémon:

    Grookey - Grass/Fighting

    Scorchbunny - Fire/Normal, pouco provável que seja Fire/Electric

    Sobble - Water/Ghost

    Eu sei, estou com expectativas um pouco baixas neste ponto. Mas espero ser surpreendido pela Game Freak, e se vier um Fire/Fighting, não tem problema.

    Agora vamos a música-tema, e...

    As partes mais eletrônicas da música incomodam um pouco, mas a guitarra compensa. É legal que a música tem um pequeno trecho do tema do Hall da Fama no começo e no final, é um belo toque. Perceba que na parte dos inciais, o tema é mais reminiscente do Hall da Fama, então talvez o tema dos iniciais seja o tema de Hall da Fama, e não um remix do tema de título.

    É. É só isso o que eu tenho a dizer sobre a música tema. Então, vamos direto ao mapa! Se quiser vê-lo em alta resolução, clique aqui.

    Vou separar o mapa em três partes e numerar as partes importantes, descrevendo elas aqui.

    Aqui é a parte inicial do mapa, onde você provavelmente vai ficar rodeado por tutoriais até o jogo "começar de verdade". (Por favor Game Freak, seus fãs não são mais burros, por favor nos dê a opção de pular tudo isso)

    Pontos mais importantes:

    1 - Primeiro bairro e provável primeira rota. Temos uma segunda casa do lado da do protagonista, então provavelmente teremos um rival genderbend ou um rival atualmente sério aqui.

    2 - Primeira Cidade. Aqui você vai ser introduzido a prováveis coisas mais interessantes, como o Pokémon Center, Pokémart e (quem sabe) uma loja de roupas (seria difícil a GF se safar dessa depois da sétima geração).

    3 - Escola Pokémon, onde você será ensinado sobre itens, tipagens, terá suas batalhas contra alunos e etc.

    4 - A linha de trem da cidade, o seu ticket de saída para sua jornada.

    Aqui chegamos a provável maior área do jogo. Ignorei a rota com lagoas porque... É só uma rota, ora. A torre do lado dela também é uma provável tumba, já que todos os jogos de Pokémon tem algo do tipo para Pokémon Fantasmas.

    Pontos mais importantes:

    1 - Uma ponte estranha que parece não levar a lugar nenhum. Suspeito...

    2 - O provável maior ponto dessa imagem, a cidade inspirada em Londres. Apesar de ser bem grande, não dá para ver muita coisa na imagem, mas esperamos que seja algo no nível da cidade de Castelia. Perceba que há um muro semelhante as cores das cidade do lado direito dela.

    3 - Mais um trilho que não parece levar a nenhum lugar em particular. Hmm...

    4 - Finalmente, o primeiro ginásio visível no mapa, este sendo do tipo grama. Perceba que o Crop Circle do trailer fica na mesma cidade.

    5 - Uma construção estranha, visualmente me lembra muito o Battle Chateau de Kalos (não confundir com Battle Maison).

    6 - O deserto do jogo. Melhor mencioná-lo antes que eu me esqueça dele.

    7 - O segundo ginásio visível. Pelos arredores da cidade, provavelmente é do tipo água.

    E finalmente a parte final da região (Topo da torre cortada mas dá para ver que é a torre). Essa área em específico é muito interessante por vários fatores, então vamos nela com um pouco mais de atenção.

    Pontos mais importantes:

    1 - Essa cidade metálica parece ser muito interessante, já que é provavelmente uma das poucas que não aparece em plenitude no trailer. A torre no centro tem uma arquitetura muito remanescente da Rússia, e eu mal posso esperar para ver conteúdo desse lugar em específico).

    2 - O terceiro ginásio visível no mapa. É difícil saber se ele será Ground ou Rock, mas pelas cachoeiras, acredito que será Ground.

    3 - O quarto e último ginásio visível no mapa (Atenção: NÃO É CONFIRMADO SE HÁ APENAS QUATRO GINÁSIOS NA REGIÃO). Pelos arredores, é seguro se dizer que este será do tipo veneno (o segundo na franquia desde Pokémon B2/W2).

    4 - Provável bairro abaixo do nível do mar. É possível que a mina esteja nessa parte do mapa.

    5 - Cidade Real com temática de neve. É provável que haja um museu aqui.

    6 - A potencial última cidade, tendo como provável Victory Road a entrada atrás da cidade com temática russa, que leva a parte mais nevada da região. Há dois pontos muito interessantes sobre ela: Apesar de ser (talvez) a última cidade do modo história com a torre que deve levar até a Elite 4 e o campeão, parece ter muitas coisas a se ver na cidade. Exemplos são a roda gigante, um provável teatro, a cidade grande atrás da torre, dentre outros pontos turísticos. O segundo ponto é que essa parte da região é separada por uma grande região montanhosa, um potencial paralelo com a região de Sinnoh. Ainda assim, nada confirmado.

    Bem, estas foram todas as coisas importantes que vi no mapa! Se possível, mencionem algo nos comentários que eu possa ter perdido.

    - Opinião Inicial -

    Este jogo tem potencial para ser um título gigante. Após uma geração que começou forte e terminou com um gosto agridoce na boca, tenho esperanças de que a oitava geração venha com tudo e prove que mesmo sendo um título ainda muito tradicional, pode agradar os jogadores mais novos e os de velha guarda. Que venha Pokémon Sword e Shield!

    19
    • Micro picture
      zefie · over 2 years ago · 1 ponto

      Pokemon SEIBAA

    • Micro picture
      vinicios_santana · over 2 years ago · 1 ponto

      Não gostei foi das logos, estão bem simplórias.

  • 0_cordeir0 Leonardo Cordeiro Ribeiro
    2019-02-27 16:49:19 -0300 Thumb picture

    Pokémon Direct : Pokémon Sword/Shield

    Então temos o lançamento de um novo Pokémon previsto para o fim do ano. A região é baseada na Inglaterra e seus iniciais são um coelho, um macaco e um lagarto.

    Não tenho nem o Nitendo switch, mas como fã da franquia confesso que me deixou mais empolgado do que Sun e Moon. Diria que região de Galar tem um colorido muito mais vivo e vibrante de que Alola, e iniciais mais carismáticos.

    Os iniciais
    Achei Grookey um macaquinho muito BR, bem brazuquinha mesmo.

    Scorbunny ao meu ver tem jeitão de pernalonga SAFADO, sei lá PERALTA.

    Já o Sobble a primeira vista, confesso que fiquei desapontado e cheguei a pensar: "caramba, não fazem mais iniciais de água legais igual antigamente". Mas ao re-assistir a Pokémon Direct com mais atenção confesso que achei interessante o fato de ele camuflar na água.

    Pokémon: Let's Go, Pikachu!

    Platform: Nintendo Switch
    216 Players
    27 Check-ins

    3

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...