• anduzerandu Anderson Alves
    2022-08-10 22:40:49 -0300 Thumb picture

    Registro de finalizações: Mario Kart Tour

    Terminado dia 10/08/22

    Cara, eu amo Mario Kart! O vício começou desde que ganhei o jogo no SNES, lá no final dos anos 90. Um jogo que eu sequer conhecia até então e só deus sabe como eu o ganhei, mas era demais! Quer dizer, era bem difícil algo me agradar como Super Mario Bros. 3 ou World, e mesmo outros jogos da própria Nintendo as vezes tinham dificuldade de me agradar (como a minha experiência com o estranho Yoshi's Island na época).

    E eu fiquei tão viciado na época que não conseguia largar o jogo. Tenho até umas memórias aleatórias da época, tipo eu jogando o circuito do Bowser e comendo o delicioso bolo de chocolate da minha mãe. Eu devia ter uns 6 anos!

    O meu amor pela série Mario Kart se manteve até os dias atuais e passou por quase todas as gerações. Amava o N64 que jogava nas locadoras até ter meu próprio console anos depois. Joguei muito o Super Circuit no meu GBA (atrasado e solitário). Joguei como um louco os de DS, Wii e principalmente o de 3DS e bastante o 8 no Wii U e Switch. Pulei o Double Dash pois o Gamecube parecia não existir por aqui (e foi uma geração que fiquei longe dos consoles), mas o joguei anos depois (o que costuma ser uma má ideia pois na minha opinião os jogos envelhecem um bocado a cada novo lançamento).

    Falando assim num texto fica difícil dar ênfase em quanto eu joguei MK. Sério! Jogando e re-jogando no GBA e SNES, fazendo 100% no de Wii e curtindo o multiplayer splitscreen com a galera, muitas disputas no DS com meu primo na época da faculdade, e as dezenas de disputas do MK 7 aqui em Brasília, que tinha uma cena muito forte de 3DS e seus jogos competitivos (valendo prêmios e tudo mais). Acho que jogamos tanto o maravilhoso 7 que o 8 chegou meio morno e enjoativo de cara.

    Eu me esforcei para gostar mais do 8. Era muito bonito, o primeiro em HD, e até me motivou a comprar o Wii U junto ao Donkey Kong Country: Tropical Freeze, mas não adiantou muito. A sensação era de burnout mesmo e o jogo tinha uma enorme defeito: não era portátil. A graça era justamente juntar dezenas de pessoas e fazer um campeonato, gritar, conversar e ver a reação daquele amigo tomando um casco vermelho no final da última volta e caindo várias posições! Jogar em casa sozinho ou online sem chat de voz sequer era bem chatinho.

    Mario Kart 8 Deluxe no Switch resolveu isso, mas foram anos depois e já tínhamos cansado até de dar chances ao jogo já no Wii U (comprei na esperança de que fosse animar, mas o Switch trouxe jogo demais também). Esse é um daqueles jogos que me fizeram arrepender de tê-lo comprado digitalmente, sem poder revender, pois nem mesmo no splitscreen ele é divertido para mim pois tenho muito mais habilidade que a maioria dos amigos que não jogam a franquia desde o SNES.

    Será que eu cansei de vez de MK? O que a Nintendo faria para deixar uma sequência com cara de novidade? Difícil...

    Mas eis que os caras inventam de trazer a franquia pros smartphones com Mario Kart Tour. Na verdade a Nintendo tem trazido um bocado de títulos pro mobile faz um tempo e como é de se esperar, é tudo bem...coisa de celular mesmo. Experiências superficiais, repetitivas, com microtransações por trás e para serem jogados por longos períodos em doses homeopáticas.

    Quer dizer, se você for do tipo que curte jogos como Candy Crash, despreocupados com o lance de progresso e mais focados no momento em questão, pode dar certo.

    Joguei Super Mario Run, achei legal, comprei a versão completa, terminei rapidinho e nunca mais voltei. Bom, ao menos foi uma experiência diferentes das demais da série ao invés de só portar algo com controles zoados touchscreen ou fazer um daqueles corredores infinitos como Sonic, Crash e até Katamari ganharam.

    Tinha me decepcionado mais com os outros: Animal Crossing Pocket Camp não tem nada a ver com a série principal e é simplesmente um jogo de mal gosto. Fire Emblem Heroes era besta e tem muita lootbox. Dragalia Lost eu nem animei de baixar.

    Mas e o Mario Kart Tour (MKT)? Poxa, mais um Mario Kart. Aquela canseira do 8 ainda era forte, mas no celular poderia ser bem legal! E depois da febre do Pokémon GO eu fiquei imaginando as mil e uma possibilidades para essa série na palma da minha mão. Se gratuito também era uma faca de dois gumes: o jogo era possivelmente mais um genéricão, mas ao menos eu poderia o testar sem gastar!

    Demorou mas veio e MKT um dia foi lançado. Baixei, depois baixei mais coisas dentro do app, depois aceitei uns termos e fiz uns tutoriais e vamos pro jogo. Puts, joguei 4 pistas e desinstalei.

    Que jogo bizarro! Você segurava o celular na vertical com uma mão apenas e ao deslizar o dedo, o carro faz as curvas/derrapa e ao tocar na tela ele usa o item coletado. A aceleração é automática.

    Apesar da simplicidade, parece dar certo, né? Mas não deu. Os menus são todos cheios de ícones de acesso diário, passe de batalha, bônus disso e daquilo, compra de moedas especiais, aquisição de lootbox e minigames de azar para conseguir desbloquear personagens e carros. Típica bagunça infernal e feia de Free-to-Play.

    A jogabilidade e pistas são simples demais! Demais! É tudo vazio e sem graça. Sabe a sensação que eu tinha? De estar jogando um jogo pirata chinês em que roubaram os assets do MK 7 e criaram uma aberração. Sabe, tipo esses jogos que literalmente usam Pokémons e criam uma coisa nova muito louca com outro nome? Zero desafio, zero graça. Os visuais estavam ali, mas não a essência da franquia.

    O tempo passou e eu até me esqueci da existência de MKT, mas ele foi retornando lentamente. Primeiro que alguns amigos, que simplesmente preferiram não continuar e aprender a jogar a série principal, o jogavam com alguma frequência. Eu realmente não entendo isso. É como se o cara deixasse de jogar, sei lá, Pokémon Alpha Sapphire para jogar Pokétibia ou coisa pior. Tipo, eu não entendo nem como alguém consegue jogar o jogo, independente de ter comprado o título da série principal.

    Mas a curiosidade foi subindo conforme MKT foi ganhando atualizações e posts promocionais por parte da Nintendo, inclusive a então nova possibilidade de jogar multiplayer com os amigos e com a tela na horizontal (pra mim isso fez muita diferença).

    Mas o que realmente me fez voltar foram as novas DLCs do 8 Deluxe, que incluem várias pistas do jogo mobile. Algumas achei bem interessante e gostaria de as conhecer a fundo nem que fosse para criticar depois. Além disso, talvez eu tivesse sido injusto com MKT.

    Voltei pro jogo depois de bastante tempo. Usei uns cristais que tinha, desbloqueei personagem, carro e uns trecos do jogo. Percebi que haviam várias copas disponíveis. Fui na primeira, escolhi o corredor com mais pontos, depois o kart, a asa delta e fui correr. As pistas só tem 2 voltas, o que é excelente pois fica bem mais rápido e menos cansativo (não sei se aguentaria 3 voltas nesse jogo e sua jogabilidade fraca).

    Vencendo a corrida o personagem e partes do carro ganham experiência e ficam um pouco melhores.

    Cada copa tem 4 corridas e nem sempre é realmente uma corrida. As vezes é só para você ficar tirando fotos ou matar Goombas ou minigames assim. Até curti a ideia, mas preferiria que isso fosse algo por fora do jogo principal.

    Avançando as copas reparei que as pistas vão se repetindo e outras não aparecem. Isso se dá porque há uma rotatividade de pistas disponíveis, como se houvessem 10 por temporada apenas e elas são trocadas no fim dessas temporadas, a cada 2 semanas. Novas temporadas também resetam todo o seu progresso com as copas e é importante que você faça tudo enquanto pode!

    Resumindo: Mario Kart Tour é bem diferente dos demais jogos da franquia e tem alguns méritos que poderiam ser implementados nos próximos jogos para valorizar seus replays e experiência contínua ao invés de depender apenas do online como eles costumam se tornar, mas fora algumas ideias do tipo, é um jogo muito raso e besta, como se o público alvo fosse exclusivamente bebês. Eu não sou muito fã da ideia de voltar para os jogos 2D da série (SNES e GBA) e achava até então que seriam os únicos jogos que era melhor deixar no passado, mas vendo MKT, eu nunca mais quero saber desse jogo e espero que a Nintendo só lembre dele nessas DLCs de pistas extras do 8 Deluxe mesmo.

    De bom: visuais ok. Boa trilha sonora. Possibilidade de jogar com amigos, o que infelizmente não testei. Muitas pistas clássicas estão e volta. Gosto da coisa de trocar roupas dos personagens. Algumas ideias renovam a experiência a cada temporada, como a temática, personagens novos e desbloqueáveis.

    De ruim: muito superficial. Cheio de menus bagunçados e compras de moedas, cristais e o escambau. Pistas originais bem toscas. Impossibilidade de acessar todos os circuitos por temporada. Zero desafio, zero diversão.

    No geral, eu realmente achei esse jogo muito fraco. Se for pra jogar MK assim no celular, melhor emular outro console nele. Passe longe! 

    Mario Kart Tour

    Platform: Android
    67 Players
    49 Check-ins

    10
    • Micro picture
      anduzerandu · 4 days ago · 2 pontos

      Curiosidade: esse é o meu primeiro post do Alva usando Linux!

  • gigahertz gigahertz
    2022-08-07 00:03:36 -0300 Thumb picture

    Finalizado!


    Ou melhor: campanha finalizada! E como em todo Pokémon, agora é que a brincadeira vai começar. Antes de começar a breedar e montar meu time pro competitivo, parece que ainda há algumas quests pra fazer também no pós-game.

    No geral, a impressão  que ficou do jogo foi muito boa. Tava esperando um polimento visual bem inferior e uma performance desastrosa (principalmente nas áreas de open world). Mas até que a experiência foi bastante satisfatória.

    Pokémon Shield

    Platform: Nintendo Switch
    115 Players
    33 Check-ins

    12
  • rafa9000 Rafael Gazola Ghedini
    2022-08-05 22:38:23 -0300 Thumb picture

    Desafio 30 dias de games - dia 29 - Desenvolvedora favorita

    Difici escolher só uma pois amo vaaarias desenvolvedoras Naughty Dog, CAPCOM, SQUARE-ENIX, Ubisoft. etc... Mas acho que no fim das contas fico com a Nintendo, que foi a desenvolvedora que me fez conhecer os jogos e aprender a amar eles, jogos como Mario, Donkey Kong Country trilogia, Super Metroid, Animal Crossing,  The Legend of Zelda e tantos outros jogos incriveis feitos por ela e que sempre terão um espaço especial no meu coração.

    Super Mario Bros. 3

    Platform: NES
    11325 Players
    115 Check-ins

    12
  • onai_onai Cristiano Santos
    2022-07-31 10:57:43 -0300 Thumb picture

    Hyrule Field

    Jogar Zelda é bom pra tirar o stresse que tive no Dark Souls. Após passar pela Deku Tree é hora de ganhar o mundo!

    Mas antes de sair da floresta recebi a Ocarina do Tempo! Nem lembrava que o Link era mudo. Na verdade isso não me incomoda mas acho curioso.

    Dá pra ver que esse é só um pedacinho do mapa e como o Link tem as pernas curtas, afinal ele ainda é criança, as caminhadas são bem extensas.

    Achei o mapa bem legal e o interessante é que dá pra salvar quando quiser, o estranho é que não importa onde seja o save o Link sempre acorda na casa dele!

    E a noite surgem os esqueletos, eu nem lembrava dessas mudanças de tempo. Ainda bem que os daqui não são iguais os do Dark Souls. Hehe...

    The Legend of Zelda: Ocarina of Time

    Platform: N64
    15518 Players
    352 Check-ins

    28
    • Micro picture
      mrmamoxi · 15 days ago · 3 pontos

      "tirar o stress" só me lembra quando joguei esse e passei raiva no templo da água

      4 replies
    • Micro picture
      fonsaca · 15 days ago · 2 pontos

      Joga Majora's Mask depois para ver se te sai o estresse... hohohoho!

      2 replies
    • Micro picture
      gigahertz · 15 days ago · 2 pontos

      Tá jogando o port que fizeram pra PC? Ou a versão de emulador de N64 mesmo? Tenho vontade de testar o port, dizem que tá com umas opções bem legais de customização, como fizeram no Super Mario 64.

      1 reply
  • onai_onai Cristiano Santos
    2022-07-30 01:14:54 -0300 Thumb picture

    Deku Tree

    Ah cara, que jogo legal de jogar viu? Eu achava que por ser antigo os comandos seriam travados mas roda bem tranquilo!

    A primeira dungeon é justamente dentro da árvore, que por sinal é bem espaçosa por dentro! Hehe...

    Enquanto eu jogava fui até lembrando do The Legend of Zelda - A Link to the Past do Super Nintendo, bateu até uma nostalgia esses efeitos sonoros.

    Esse primeiro cenário não foi difícil mas havia uns puzzles que requeriam um mínimo de atenção. Achei bem interessante que além da espada e escudo dá pra usar outros três itens nas batalhas.

    E eu estou tão acostumado com Dark Souls que achava quer iria morrer várias vezes no primeiro desafio do jogo. Haha...

    The Legend of Zelda: Ocarina of Time

    Platform: N64
    15518 Players
    352 Check-ins

    32
  • gigahertz gigahertz
    2022-07-27 12:44:56 -0300 Thumb picture

    Sir Witch III

    Não resisti à vontade de jogar Pokémon e comprei meu 3º Nintendo Switch. O primeiro foi um V1 que eu desbloqueei e tive que vender pra ajeitar contas. O segundo foi um Switch Lite, que usei por mais ou menos 1 anos e também tive que vender por problemas financeiros. A ideia é que esse novo Switch Lite finalmente seja um bem permanente, e quando a Nintendo lançar um novo console eu desbloqueie e continue com ele.

    Comprei o Pokémon Shield e já comecei a jogar ontem. A performance e a qualidade das texturas do jogo aparentemente estão bem melhores do que no lançamento, após os patchs de correção e polimento. Além dele, já tinha alguns jogos na conta, como Pokémon Brilliant Diamond, Mario Kart 8, Zelda Breath of the Wild e outros. Usei os R$30 de moedinhas que ainda tinha na eShop e também comprei o Blasphemous na promoção.

    Pokémon Shield

    Platform: Nintendo Switch
    115 Players
    33 Check-ins

    19
  • onai_onai Cristiano Santos
    2022-07-26 21:22:21 -0300 Thumb picture

    A ocarina do tempo

    Bem, como alguém aqui já me disse que estou perto do final de Dark Souls resolvi encerrar uma pendência que tenho há muitos anos. E agora vamos de Nintendo 64!

    Joguei esse jogo pela primeira vez há bastante tempo, na época em que comprei o PC, em meados de 2002, e eu estava começando a conhecer os emuladores.

    Por isso com o acesso a tantos jogos de várias plataformas de uma só vez, fora os jogos de PC, foi difícil focar só nesse jogo. Hoje em dia estou bem mais controlado. Haha...

    Aqui o Link começa numa floresta com vários carinhas parecidos com ele e logo no início sua primeira missão é se encontrar com uma árvore sagrada.

    Nessa floresta falei com todo mundo e aprendi a mecânicas do jogo. Até que o jogo e os comandos continuam bem fluídos para os dias de hoje e enquanto eu jogava minha filha viu e perguntou se esse Zelda era estilo Dark Souls! Hehe...

    The Legend of Zelda: Ocarina of Time

    Platform: N64
    15518 Players
    352 Check-ins

    26
    • Micro picture
      vante · 19 days ago · 2 pontos

      GOOD! Venha para o lado elfo da força...

      1 reply
    • Micro picture
      santz · 19 days ago · 2 pontos

      É muito capaz que o sistema de combate da série Souls tenha sido fortemente inspirado nos jogos 3D da série Zelda.

      1 reply
    • Micro picture
      thiagobrugnolo · 19 days ago · 2 pontos

      O pulo automático juntamente com a trava da mira de ataque foram mecânicas muito bem ajustadas nesse jogo, tornando a gameplay bem mais dinâmica.

  • 2022-07-13 17:01:27 -0300 Thumb picture

    A bruxa regressa no outono!

    A bruxa está de volta! Invoquem demónios e desfaçam os inimigos com estilo em Bayonetta 3 a partir de 28 de outubro!

    Bayonetta enfrenta múltiplas realidades em um jogo de ação climax totalmente novo e espetacular. Ostentando um novo traje perverso e seu conhecido cabelo com um rabo de cavalo, a protagonista Umbra Witch deve enfrentar um mal misterioso usando suas armas distintas e a habilidade Witch Time. Desta vez, armas biológicas invasoras do universo chamadas Homunculi encontram-se no caminho de Bayonetta.

    Prepare-se para uma diversão fascinante

    Explore o lado mais travesso de Bayonetta com a Demon Masquerade, uma nova habilidade que canaliza o demônio ligado à sua arma, permitindo algumas opções de ação emocionantes, sem mencionar alguns combos de arrepiar os cabelos. Ela também pode invocar seus demônios prediletos como Gomorrah, Malphas e Phantasmaraneae durante a batalha, liberando seus poderes demoníacos no calor do combate e em novas lutas impressionantes onde você controla diretamente a ação.

    Abundantes Bayonettas

    Abra seu caminho lutando nas ruas de Tóquio, nas montanhas da China e muitos outros lugares! Ao longo do caminho, você conhecerá um conventículo virtual de Bayonettas, cada uma mais maravilhosa que a outra. Você também vai cortar e matar como Viola, uma bruxa mal-humorada em treinamento que luta com uma espada e um companheiro caprichoso, o demônio Cheshire. Descubra que destino aguarda Bayonetta e se essa aliança arcana pode realmente salvar a realidade!

    15GB

    Alemão, Chinês Simplificado, Chinês Tradicional, Coreano, Espanhol, Francês, Inglês, Italiano, Japonês, Russo

    https://www.nintendo.com/pt-br/store/products/bayo...

    Bayonetta 3

    Platform: Nintendo Switch
    17 Players

    6
  • zir0 Fernando Januario
    2022-07-12 20:51:27 -0300 Thumb picture

    vendo cards de fire emblem 200tao pra ir logo

    Ola pessoal estou vendendo um lote de 119 cartas de fire emblem 0 Cipher

    E um TCG bem rarinho que so pode ser encontrado no jp em media, ou cartas no mínimo no ebay por R$ 5 reais as comuns.

    O kit contem 119 cartas sendo nenhuma delas repetidas.

    As cartas são dos seguintes jogos:

    Fire Emblem: Shadow Dragon

    Fire Emblem: Thracia 776

    Fire Emblem: Awakening;

    Fire Emblem Fates:

    Tokyo Mirage Sessions 1 promocional

    não sera vendido separadamente e acompanha 6 cartas holográficas sendo uma super rara e uma Rara +, a Tiki mesmo em media custa uns 100

    Valor final 200 

    qualquer duvidas so perguntar, vendas via mercado shops 

    Fire Emblem: Awakening

    Platform: Nintendo 3DS
    2345 Players
    692 Check-ins

    20
  • 2022-07-11 21:25:48 -0300 Thumb picture
    Post by grindingcast: <p>#img#[832637]</p><p>#img#[832638]</p><p>#img#[83

    E vamos alimentar a nossa sabedoria sobre o mundo dos RPGs com o Almanaque RPGeiro do GrindingCast!

    Essa semana, trouxemos os seguintes títulos:
    - Car Battle Joe - 2002 - GBA- CIMA: The Enemy - 2003 - GBA
    Nas imagens têm mais explicações sobre cada título supracitado.Ja jogou algum desses títulos? Deixa aí nos comentários.
    E claro, não podemos esquecer, todo esse trabalho de alta qualidade precisa ser mantido, para isso, precisamos que você, RPGeiro, ajude a nossa causa RPGeira aqui no Brasil, com isso, manteremos a qualidade elevanda dos nossos conteúdos a palavra RPGeira será profetizada nos quatros cantos do planeta! Então, apoie o nosso projeto no Padrim ou PicPay!
    O link está na bio <3
    Abraços!
    28
    • Micro picture
      manoelnsn · about 1 month ago · 1 ponto

      Esse último é tático?

      2 replies
    • Micro picture
      santz · about 1 month ago · 1 ponto

      RPG com corrida? Olha aí, que mistura massa. É um tanto raro ver jogos desse tipo.

    • Micro picture
      gabswin · about 1 month ago · 1 ponto

      A edição dessas fotos estão lindas de se ver, curti demais

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...