• niemann Luciano Niemann
    2022-12-25 13:17:21 -0200 Thumb picture

    Retrospectiva Winning Eleven de PS1

    Ontem veio nos recomendados do YouTube, vídeos  do Winning Eleven de PS1, e junto com o vídeo veio as memórias.

    Joguei várias versões, mas lembro só de duas, Winning Eleven 2000 U23 e minha favorita, Winning Eleven 2002. Terminei a pouco a Copa América do Winning Eleven 2000 com o Brasil pra ver quais jogadores liberam no time Brasil Clássico, e pra minha surpresa, não existe os times clássicos! Esse fato, que não sabia ou não lembrava, já torna ele inferior ao 2002. Joguei o 2000 por causa da narração do Neri, que não conhecia na época e é boa. Procurei demais pela narração do Neri pro 2002 mas não existe eu acho, não encontrei. Lembro que existia uma versão de Winning Eleven em que até liberava os times clássicos, mas os nomes dos jogadores eram todos inventados, tosco demais! Já o 2002 tem Pelé, Rivelino, Garrincha, só os monstros! Bom, as lembranças, até pipocam, mas de vez em quando vou lembrar de mais algumas que não lembro agora, provavelmente.

    Winning Eleven foi apresentado pelo Jackson, e logo jogando fui até levando bem, e normalmente superava ele. Ele era melhor em jogo de tiro, e eu em futebol, sempre foi assim. Ele tinha um cunhado na época, de nome Robson, ele era bom, eu era razoável, mas ele era bom mesmo. Um dia ele me desafiou diferente, ele cheio de si, dizia que mesmo eu com um time criado me ganharia, daqueles times que você coloca tudo no máximo! Eu realmente achava muito difícil ele me ganhar, e eu, quietinho, resolvi topar. Já revelando... ele perdeu!! E começou a choradeira... "Ah, porque com time criado é fácil!" "Ah, porque eu peguei Portugal, um time ruim...". Enfim, de qualquer modo, foi ele que me desafiou, então, o choro era livre! XD

    Desse meu time montado, vou tentar lembrar o nome de todos os meus jogadores, a maioria eram meus tios. Vamos lá!
    Shao era goleiro, totalmente criado e nome inspirado em Shao Khan.
    Jaimir era zagueiro, meu pai, e jogava a zaga também na juventude.
    César era lateral, e o pai do Jackson.
    Jackson não lembro bem, se era lateral ou meio campo.
    Mini Shao, uma versão em miniatura do Shao, era meio campo, porque me deu na cabeça de criar um jogador em miniatura de outro, não sei dizer.
    Beto era volante, meu tio
    Euler era atacante, meu tio
    Luciano, eu no caso, era atacante
    Alex meu tio, era atacante, mas na época, coloquei o nome de Alax, pra dar uma zoada
    Os dois que faltam, eu não lembro! 😥
    Anos depois, quando recriava o time em outros jogos de futebol, principalmente o Pro Evolution Soccer da sexta geração de consoles, eu mudei alguns. O Shao e sua versão mini, sairam de cena e entrou de goleiro um outro tio meu, o Cezar, que no jogo o nome era seu apelido Ganso. Não estou lembrando de outros que vieram depois, isso é triste demais! Cheguei a criar um tal de Ambrósio no PES, mas não lembro mais nada além.

    Ainda no PS1, não lembro qual versão, tinha um jogador que se não me engano era de um time da Master Liga da Europa, de nome Santa Cruz, de um time adversário, eu dei um carrinho nele, veio a equipe médica de maca buscar ele, e quando isso acontecia, uma bandeira com uma cruz piscava em cores diferentes, dependendo da gravidade da lesão. Tinha cruz branca, vermelha, e uma que aconteceu apenas uma vez de eu ver, e foi nessa falta cometida no jogador Santa Cruz, a cruz da bandeira ficou preta! Exatamente o que aconteceu depois, não sei, mas acho que matei ele, ele não apareceu mais no campeonato, eu ficava acompanhando os jogos dos outros times, e ele ficou com o nome apagado e nunca mais jogou, sempre acho que matei ele. Trágico demais!!

    Lembro do Winning Eleven 2002 eu ter feito tudo, ganhado todas as copas, campeonatos, enfim. Em geral, minhas memórias estão muito, muito falhas, é uma pena!

    Como os arquivos de imagem baixadas do Winning Eleven 2002 só contém o jogo, a lendária música do menu não toca em emuladores e afins. Lembro bem que eu tinha a versão PS1 completa, e essa música era uma faixa de áudio de CD, como Vigilante 8 2nd Offense, então, junto com a imagem do jogo, deveria vir com a imagem a faixa de áudio. E não é só essa música não, tinha mais algumas. Na época, eu tocava tanto o Vigilante 8 2nd Offense como o Winning Eleven 2002 no aparelho de som, e sim, toca normalzinho! A primeira faixa nunca tocava de ambos, porque provavelmente era a imagem do jogo. Uns anos depois, recém ganhado meu primeiro PC, eu ainda tinha o CD do jogo, e coloquei ele no PC pra usar o Windows Media Player e copiar a música para MP3, tenho o arquivo até hoje, que aliás, modifiquei na época, dei uma equalizada pra deixar ao meu ver, melhor.

    Winning Eleven 2002

    Platform: Playstation
    1078 Players
    6 Check-ins

    3
  • niemann Luciano Niemann
    2022-12-23 00:12:59 -0200 Thumb picture

    No quesito videogame, essa foi a maior cagada que fiz na vida

    Por que nunca registrei essa lembrança, não sei, mas ela nunca será esquecida pelo nível da burrice. Como já contei na retrospectiva, tive um Polystation, que foi meu primeiro console, no modelo PS1 fat. Contei também que minha mãe queimou ele mudando a chave da fonte pra 110v. Até aí ok, já falei, mas o que aconteceu anos depois de queimar esse console é que foi a cagada. Na verdade, não sei se foi muitos anos depois, ou só um ano, de qualquer forma, levou um tempo. Enfim, depois de passado um tempo após queimar a fonte, digamos assim, o Polystation foi levado pelo meu pai pra um técnico em eletrônica do bairro, numa esquina de duas ruas onde hoje é uma lanchonete, muito próximo de onde aquele rapaz da revista do Driver 2 morava, coisa de 100 metros. Voltando... Meu pai levou lá pra ele ver o que era e se ele conseguia arrumar, e era simplesmente a chave seletora da fonte que queimou, ele arrumou na hora! Digo que isso foi arrumado um bom tempo depois, porque eu já tinha o Mega Drive, então não foi logo após queimar. Console então, volta a funcionar! Que beleza, vou voltar a jogar! Não!! O burro aqui teve uma proposta. 

    Existia uma loja de móveis usados no bairro Vila Lenzi, logo embaixo do viaduto. Não sei por quem que chegou essa ótima proposta, mas, enfim, o dono queria fazer negócio comigo, ele queria trocar meu Polystation consertado por um Playstation estragado, dizendo que poderia ser algo simples de resolver, mas que ele não sabia o que era. Eu, achando o mesmo, topei, o burro aqui topou! Um dos maiores arrependimentos da minha vida! Como eu queria ter esse console comigo ainda hoje, foi meu primeiro! E também, apesar de ser um Polystation, ele era de boa qualidade, a carcaça era um plástico bom, o console ligava bem, não travava, nada, era um ótimo famiclone! Eu sei que era só um Polystation e que se fosse algo simples de consertar no Playstation, teria ganhado com isso, mas, esse console nunca foi consertado, que me lembre não era algo simples, mas sei que ele foi jogado fora ainda na época. A dúvida sobre quanto tempo levou isso depois de ele queimar a fonte é uma incógnita porque, não lembro se já tinha meu PS1 que foi comprado novo e que também ficou estragado um tempo depois.

    4
    • Micro picture
      vante · about 2 months ago · 2 pontos

      F pelo Polystation

  • niemann Luciano Niemann
    2022-12-22 23:06:10 -0200 Thumb picture

    Uma lembrança muito rasa

    Talvez a lembrança mais rasa de todas, mas, vamos lá. Tinha um menino na época que morava não muito longe de casa, que acho que foi apresentado pelo Jackson, não lembro seu nome. Eu devia ter uns 8 anos, ele uns 6. Ele tinha um Mega Drive, na verdade, nunca joguei lá, mas peguei uma fita com ele emprestada, do Tom e Jerry, joguei um pouquinho e acho que no outro dia já devolvi. Qualquer outra coisa que for falar, será total especulação.

    Tom and Jerry: Frantic Antics

    Platform: Genesis
    71 Players
    1 Check-in

    5
  • niemann Luciano Niemann
    2022-11-14 19:02:57 -0200 Thumb picture

    "Quer ser meu esposo?"

    Era isso que nós ouvíamos quando éramos crianças na hora que salvávamos a donzela no final das primeiras fases de cada estágio do Sunset Riders de Mega Drive. Criança que não sabe nadinha de inglês, entende errado, assim como os famosos ataques especiais do Street Fighter (alex full, ataque das corujas,...). O que na verdade a moça fala, é "Thank you nice boys!" e não "Quer ser meu esposo?", mas realmente parece que ela fala isso! Nem fica forçado! O contexto ajuda muito a parecer isso, já que ela beija e tem coraçõezinhos e tudo mais. Já faz anos que descobri o que realmente elas falam, mas a lembrança do que entendíamos existe e ainda não foi esquecida, e graças ao registro, não esquecerei mais.

    Sunset Riders

    Platform: Genesis
    975 Players
    21 Check-ins

    4
    • Micro picture
      vante · 3 months ago · 2 pontos

      Pior que eu só joguei a versão de Snes, então nem sabia dessa kkkkkkkkkkkkkk

  • niemann Luciano Niemann
    2022-10-12 20:55:08 -0300 Thumb picture

    Maluquices de criança com Driver 2

    O meu fascínio pelo jogo era tanto que enfiei na cabeça que queria fazer um filme do Driver 2! Meu falecido tio Alexandre, dava corda. Ele dizia que iria me ajudar com roteiro, já que ele escrevia umas coisas. Depois de mais velho, entendi que na verdade, eu não queria fazer o filme de fato, filmar e o caramba, era só fazer roteiro mesmo, e ver algum estúdio fazer, sonhos de criança... A revista Playstation velha, aquela que troquei pelos meu jogos, eu digitalizei pela primeira vez faz um bom tempo, somente as páginas do Driver 2 pra mandar pro Alexandre, pra ver se ele entenderia melhor do que se tratava. Foi escaneado na Alvaci, aquela da papelaria onde usava internet. Claro que o tempo passa, as ideias vão embora e entendemos melhor as coisas. Mas que seria top um filme do Driver 2 seria!

    Outra doidice era imaginar um jogo do Driver na minha cidade, e claro, os botões secretos pra liberar as coisas (vida, imunidade,...) seriam quase todos no meu bairro, porque não? Tinha de fato alguns lugares que imaginei, mas só consigo lembrar de um. Existia uma casinha de alvenaria que estava escrito o nome da empresa de tratamento de água e esgoto da cidade, chamada SAMAE. Não sei exatamente o que tinha lá dentro, se era uma bomba pra tratamento de água, ou o que, mas era bem pequena a casinha, dava uns 6 metros quadrados, o tamanho de um quarto pequeno, e era ali que ficava essa máquina. Imaginei que o botão pra apertar e desbloquear algo secreto estaria atrás dessa casinha. Seria de fato um bom lugar. Queria lembrar dos outros lugares que imaginei, mas não lembro. :(

    Driver 2

    Platform: Playstation
    4486 Players
    32 Check-ins

    15
    • Micro picture
      mastershadow · 4 months ago · 2 pontos

      Kkkkkk quando eu era criança,imaginava que todo hidrante ou aquelas tampas de metal que tinha nas calçadas,eram lugares pra pegar armas igual tinha nos Tokusatus dos Cybercops hauuauuau

      1 reply
  • niemann Luciano Niemann
    2022-10-12 20:22:23 -0300 Thumb picture

    A revista Playstation do Driver 2

    Quando eu era mais novo, conhecia gente demais, era bem mais sociável, e numa dessas conversas, não lembro onde nem como, mas conheci um rapaz, um pouco mais velho que eu, e eu devia ter uns 11 anos, por aí, estou chutando mesmo, lá pra 2004/2005. Só sei que, ele morava aqui no bairro, perto de um amigo meu, o Luís (já citado antes). Ele morava numa casa de madeira no meio do pasto com as cercas demarcando a estradinha até a casa, um visual clássico do interior. Hoje a casa não existe mais nem o pasto, lá atualmente é condomínio do Minha Casa Minha vida. Não lembro da conversa que tivemos antes de ir até na casa dele, nem onde foi, mas óbvio que falamos do Driver 2 e dessa tal revista. Chegando lá, ele me apresentou seu irmão mais velho, que parecia ser o dono da revista. Uma curiosidade bem nada haver com o assunto, mas, esse irmão mais velho namorou a irmã do Luís, que era mais velha. Voltando...
    Afinal, por que raios eu queria essa revista? Porque nela, dizia onde encontrar os carros secretos, e essa parada de secretos me fascinava num nível que, mds! Eu cheguei a imaginar um Driver na minha cidade e pensei em lugares no meu bairro que tivesse os botões, como no Driver 2, pra liberar vida infinita, por exemplo. Posso até falar disso depois. Enfim, eu queria a revista pra descobrir os secretos, porque não sabia o do Rio, me parece que já sabia de todo o resto, só faltava o carro do Rio. Pra entender que, não tinha acesso a internet na época, não tenho certeza se foi na época que frequentava a papelaria da Alvaci, mas de qualquer forma, se tinha acesso, não pensei em pesquisar sobre os secretos do Driver 2. Então, faltava descobrir onde ficava esse carro do Rio, por isso fui até essa casa. Ele disse que pra eu pegar a revista, ele queria alguns jogos de PS1, se não me engano dei 3, um parece que era o X-Men 2 de luta, os outros eu não lembro. Entreguei os jogos, peguei a revista e fui pra casa. 

    Nessa época, não tinha mais meu PS1, estava estragado, então pensei em alguém que tinha um pra matar logo essa ansiedade. Não sei se foi no mesmo dia ou depois, mas liguei pro Patrick, também do bairro, que estudava comigo. Ele ficou doido pra saber também, mas queria que eu falasse por telefone, dizia que eu não precisava ir lá, mas porra, vsf!kkkkkk Eu que sabia a parada, eu que fiz rolo pra conseguir a revista e também tava querendo ver qual é! Mandei meio que um foda-se, vou lá de qualquer jeito, peguei a bicicletinha e voei até lá. Lá tudo foi revelado, não era um carro, era um caminhão! Não sei dizer o que mais rolou depois. Até frequentei um pouco a casa do Patrick.

    Com o tempo, fui lendo o detonado com calma e até aprendi como passar umas missões mais facilmente.

    Também deixo os links com as imagem em melhor tamanho:

    https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2...

    https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2...

    https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2...

    https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2...

    https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2...

    https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2...

    Driver 2

    Platform: Playstation
    4486 Players
    32 Check-ins

    20
    • Micro picture
      niltondeoliveira · 4 months ago · 2 pontos

      Drive era foda demais. Tenho até hoje os cds de ps1

    • Micro picture
      mastershadow · 4 months ago · 2 pontos

      Só joguei driver 2 na adolescência la pelos 16/17 anos.Se eu tivesse jogado na infância eu teria pirado demais nossa kkkk

      1 reply
  • niemann Luciano Niemann
    2022-10-12 17:48:41 -0300 Thumb picture

    A revista Playstation #45

    Citei essa revista antes, mas agora vou desossar minha história com ela. Aqui vou fazer um breve resumo dela em si, falar umas curiosidades, e em outra postagem realmente conto as lembranças e como consegui ela.

    Ela é a edição de outubro de 2002, coincidentemente, a exatos 20 anos atrás!! Achei um link da editora Europa com a revista, teoricamente daria pra comprar, mas diz que está esgotado, talvez, não façam mais, nem pra colecionadores.
    https://www.europanet.com.br/playstation-oficial/r...

    Sei que quem for mais velho, teve mais contatos, pegou uma fase boa de revistas de jogos, eu não tive contato, só com esse mesmo, exceto as famigeradas revistas com cds de jogos em Flash Player.

    Ok, sobre a revista, ela tem detonados, dicas, códigos gameshark, tutoriais, lista de futuros lançamentos, etc. Vou citar coisas rápidas, como detonado do Onimusha 1 e 2, um tutorial de como conectar o PS2 na internet, enfim, muitas coisinhas, agora, o destaque vem pra duas coisas que me fizeram escanear páginas da revista hoje. Uma matéria sobre o lançamento do GTA Vice City e então, o que de fato me fez ter essa revista, o detonado do Driver 2! A revista que tinha na época tentei encontrar ela hoje pra digitalizar na impressora, mas não encontrei, porém, a alguns anos atrás comprei uma usada no mercado livre, em bom estado, já que a outra não estava. Então, as paginas que digitalizei hoje, são da revista que comprei mais recentemente.

    Primeiro vou postar e falar das páginas destinadas ao GTA Vice City. A revista não poupou esforços pra mostrar o quanto o jogo era promissor. Realmente se tratava do suprassumo do que se tinha de melhor na época. Bizarro que, não só na matéria do GTA, mas em tudo o que se chamaria de "protagonista" eles chamam de herói! Porra! Como que o Tommy Vercetti pode ser considerado herói? Kkkkkk Eles até usaram aspas pra falar do Tommy Vercetti, mas era prática comum da editora chamarem todos de herói. Falam da quantidade de lugares possíveis de entrar, novos veículos, novas armas, nada novo pra nós atualmente, mas é legal imaginar alguém lendo isso na época e babando pra querer jogar.

    Se as imagens não estiverem visíveis, vou postar links com as imagens em tamanho bom:
    https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2...

    https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2...

    https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2...

    https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2...

    https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2...

    Capa do bicho!

    Grand Theft Auto: Vice City

    Platform: Playstation 2
    3822 Players
    12 Check-ins

    2
  • niemann Luciano Niemann
    2022-09-28 02:00:10 -0300 Thumb picture

    Primeira vez que joguei Aladdin

    A versão é a de Super Nintendo, depois de conhecer o console no Ricardo e antes de jogar bastante no Fernando. Eu joguei Aladdin numa casa próxima da casa da minha avó, descendo a rua, era se não me engano do neto da Zefa, amiga da minha falecida avó. Ele tinha idade semelhante a eu, e, bom, não sei como nos conhecemos, não lembro seu nome. Como foi pelas visitas na minha avó, eu já devia ter uns 8 ou 9 anos, já tinha meu Mega Drive, mas não o PS1. Da jogatina, lembro de achar o gráfico lindo demais! Lembro do jogo me impressionar. O menino não deixava eu jogar muito, mas lembro das fases irem passando uma atrás da outra, mas não de terminar de fato, como sempre digo, crianças não tem tanta habilidade pra jogar.

    Aladdin

    Platform: SNES
    12925 Players
    74 Check-ins

    27
    • Micro picture
      mastershadow · 4 months ago · 2 pontos

      Bons tempos que jogava nos amigos da vizinhança também, quando eu tinha meus 7/8 anos eu tinha ganhado meu Mega Drive, e meu amigo e vizinho da frente tinha um Dynavision 3 e adorava jogar Mario Bros 3 la, foi la que conheci muitos jogos do nintendinho...

    • Micro picture
      hiago_leal · 4 months ago · 2 pontos

      Meu irmão mais velhor que não morava comigo tinha um super nintendo, mas eu não costumava jogar tanto. Um dos que eu achava mais bonitos era o Aladdin msm

  • niemann Luciano Niemann
    2022-09-26 16:14:17 -0300 Thumb picture

    Estou bom de memória hoje!

    Lembrei de mais uma, rápida pra contar. Na verdade, as vezes lembro desse acontecido, mas esqueço de registrar. Como contei nas retrospectivas, eu tinha um Genesis 3 e o Jackson tinha um Mega Drive 3 da Tectoy. Como meu console era branco, o controle também era, e achávamos que pela cor ser diferente, modelo e nome também diferentes, nada deveria ser compatível entre os dois consoles, mas resolvemos tentar. Peguei em casa meu controle do Genesis 3 branco, que vinha por padrão com seis botões, e levei pra casa do Jackson pra tentar ligar no Mega Drive 3 dele, e claro, funcionou! Provavelmente um dos dois controles dele tinha queimado, estragado os botões, algo assim, deve ser por isso que fui lá buscar o meu. Não lembro o que iríamos jogar, mas o fato eu lembro.

    13
  • niemann Luciano Niemann
    2022-09-26 13:13:49 -0300 Thumb picture

    Uma lembrança espontânea

    Tive uma lembrança agora vendo uma gameplay de Streets of Rage 1, mostrando como derrotar os chefes de forma fácil.

    As técnicas de derrotar os chefes do Streets of Rage, e que uso pra alguns até hoje, veio do Jeferson. O curioso é que, ele descobriu as técnicas na hora, ele via o padrão dos chefes, e bolava em contra-ataque de imediato. Hoje em dia, mais velho, todos fazem isso quando pegam um jogo novo, mas quando criança, não temos um raciocínio tão lógico, pelo menos não tive. No caso do Jeferson, ele era um pouco mais velho que eu, dois anos se não me engano, ele devia ter uns 9 e eu uns 7. Acredito que ele já tenha jogado um pouco antes com o Jackson, mas comigo, foi meio que a hora que ele decidiu bolar de fato como derrotar os chefes. Vou dizer como derrotava e como derroto hoje e quais mudaram.

    Primeiro Boss (Antonio): Se eu disser que não tem muito jeito certo, é verdade, normalmente era voadeira pra todo lado e já era, é um boss fácil de qualquer jeito. Hoje, não é diferente.

    Segundo Boss (Souther): Na época, só entendíamos que não podíamos dar as costas e dar voadora, e atacávamos quando dava. Hoje, ando em diagonal e de frente, agarro, dou uns ataques e antes do último que joga longe, jogo pra ele trás ou pulo pras costas e dou um suplex (nome aprendido por cortesia do Resident Evil 4).

    Terceiro Boss (Abadede): Antigamente e hoje, mantenho a mesma tática. Dou apertos rápidos no ataque pra ele tomar dano e não conseguir me agarrar ou me dar aquele socão. Talvez hoje, eu tenha mudado um pouco e as vezes dou voadeiras no tempo certo, mas sempre mantendo distância.

    Quarto Boss (Bongo): Não lembro se tinha técnica na época, é um boss difícil ainda hoje. Talvez, antigamente só cuidávamos pra ele não abrir a boca. Hoje, tento me aproximar dele sem ele estar cuspindo fogo o mais rápido possível pra tentar agarrar. Caso não consiga ou tome dano, dou as costas pra ele se aproximar, não olho de frente, porque ele já começa a cuspir fogo de fora da tela. Ele se movimenta em diagonal, então o melhor jeito que encontrei é pegar ele no caminho, normalmente com voadeira. Caso ele comece a cuspir fogo e eu não esteja na posição certa e tempo certo pra contra-atacar, fujo dele indo em direção dele, ele não acerta porque anda em diagonal. Quando consigo agarrar ele, ele praticamente está derrotado, é dar duas joelhadas e soltar, agarrar de novo, duas joelhadas e soltar, e ficar fazendo isso até ele morrer.

    Quinto Boss (Mona e Lisa): Acho que não tinha técnica aqui na época, hoje, dou as costas pra elas se aproximarem, semelhante ao quarto boss, daí me viro com voadora. Se tiver numa distância boa e certa, normalmente pega.

    Talvez algumas lembranças podem estar imprecisas, faz muitos anos. Vou ver todo o vídeo e provavelmente vou mudar minhas técnicas, sempre aprendemos coisas novas!

    Streets of Rage

    Platform: Genesis
    4753 Players
    101 Check-ins

    17

Load more updates

Keep reading → Collapse ←
Loading...