• anduzerandu Anderson Alves
    2021-12-26 01:53:20 -0200 Thumb picture

    Registro de finalizações: A Robot Named Fight

    Zerado dia 25/12/21

    Feliz Natal a todos da rede Alvanista! Eu não pensei que terminaria um jogo hoje ou mesmo que teria tempo de postar sobre isso aqui por agora, mas cá estou eu nos meus raros momentos de folga do trabalho e comemorações de fim de ano.

    Bom, eu comprei esse jogo A Robot Named Fight faz um bom tempo no meu Nintendo Switch bem barato (uns 4 reais) depois de um pessoal recomendar. Depois disso até me esqueci dele e meu cérebro até ignorava seu ícone na tela inicial do console.

    Quando eu percebia a existência do jogo, eu odiava seu nome. Sabia que era um clone de Metroid, ok, mas esse nome...Jesus. Um Youtuber que acompanho chegou a jogar ARNF há alguns meses, o que despertou a minha curiosidade e confirmou que esse não era apenas um título aleatório comprado sem motivo. Era um jogo relativamente relevante e eu o adquiri por um propósito, apesar de não me recordar que propósito era esse.

    Visitando amigos, um deles foi dar uma conferida nos meus jogos e uma das escolhas foi esse pois ele estava entre os primeiros jogos do console, já que eu cheguei a o abrir recentemente para dar uma rápida olhada. Não fui muito longe e o fechei.

    Esse amigo mencionou algo interessante sobre ARNF que eu havia esquecido: ele é um jogo que cria mapas novos a cada partida ao invés de ter um fixo. Além disso, o fator roguelike está fortemente presente: morreu, recomeça.

    Que ideia genial! Imagine jogar Super Metroid em mapas não lineares e ter que explorar a cada vez que jogar como se fosse a primeira vez! Fora que em uma aventura você terá certas habilidades e em outra coisas bem diferentes ou até similares.

    Pois é, o jogo chupa muito de Super Metroid. A arte é parecida, as animações e a jogabilidade são quase idênticas. É quase como se o projeto tivesse se iniciado como um "Metroid Randomizer" e tivesse migrado para algo mais original.

    Se foi esse o caso ou não, a ideia é muito boa e uma boa pedida para quem curte as aventuras da Samus no SNES.

    Uma coisa que não curti de início é que os inimigos são meio que umas coisas de carne nojentos, como se partes humanas que voam ou se arrastam. Parece coisa que sairia de Berserk ou de alguma obra do Junji Ito. Nojento e feio, e aqui sem o menor carisma.

    Infelizmente os inimigos pouco variam de cores e mesmo em relação aos seus princípios, que são meio que sempre os mesmos, variando tamanhos e afins, no máximo.

    Quando voltei pro jogo depois da experiência na casa do meu amigo, foi muito divertido conseguir poderes completamente diferentes, assim como o layout dos cenários.

    Uma curiosidade é que em relação a outros jogos do tipo, ARNF não é lá muito difícil. É como jogar Super Metroid com uma barra de vida pequena. Os inimigos derrubam cura com alguma frequência e você não fica a beira da morte tão fácil, mesmo tomando bastante dano.

    Fora que você consegue habilidade, tanto ativas quanto passivas, que o deixam mais forte e resistente, inclusive aumentando a sua barra de HP, caso dê sorte.

    Imaginei que terminaria o jogo com facilidade, mas me enganei. Nessa tentativa confiante, um inimigo comum de cor diferente me matou com facilidade depois de encostar em mim umas duas ou três vezes. A dificuldade foi de 8 a 80 do nada!

    Isso foi bizarro pois eu já havia encontrado até uns chefes e os matado com alguma facilidade. Mas há mesmo umas variações de inimigos comuns que te dão bastante dano. Cuidado!

    Pegando o jeito, mesmo isso deixou de se rum problema depois de eu morrer umas vezes meio que "do nada" de tão rápido.

    Na minha run vitoriosa, tudo estava dando certo: achei uma armadura bem bacana e depois mais outra que aumentavam minha defesa, consegui tiros diferentes e mais forte, robôs que voavam junto a mim me ajudando, aumentei minha velocidade, cadência e poder dos tiros e assim por diante.

    Juntei muitas das partes que conseguimos derrotando inimigos e comprei mais upgrades dos caras que ficam pelos mapas e me senti todo todo!

    Você vai encontrar nesse meio tempo vários inimigos, habilidades ativas e passivas, diferentes chefes e runs bem diferentes. Muito legal, apesar dos inimigos serem mesmo um tédio.

    Eu mesmo cheguei a um ponto que parecia impossível morrer. Eu fiquei muito forte!

    Percebi que o mapa já estava a mais de 90% com menos de 2 horas. Pequeno.

    Logo comprei tudo dos vendedores, consegui poderes ativas muito bacanas, como um de cura e consegui acessar a sala do último chefe. Perdi.

    Felizmente havia encontrado um "Save Point" e mantive meu progresso, apesar da sala ficar inutilizada em seguida. Mais uma vez perdi na metade da batalha. E mais uma vez dei a sorte de que tinha achado mais uma sala anteriormente! Com medo de voltar ao início da campanha, embora cada jogatina desbloqueie muitas coisas para se encontrar nas próximas runs, voltei aos vendedores, comprei mais habilidades e explorei mais o mapa atrás de mais habilidades. Consegui e matei o safado!

    Resumindo: A Robot Named Fight é um bom jogo que mistura as fórmulas de Super Metroid com aquelas de Roguelike. No início estava com o pé atrás, mas conforme você se fortalece e se adianta, fica impossível largar!

    De bom: familiaridade na jogabilidade. Runs bem diferentes com suas habilidades e armas diferentes. É possível ficar muito forte caso você queira ir até o fim da campanha. Modo para até 4 pessoas versus. Fator multiplayer alto por ser gerado aleatoriamente, desbloquear novos power-ups conforme jogamos e muitos achievements para concluir.

    De ruim: visual com muita cara de indie. Alguns inimigos podem te matar de forma muito desonesta. Último chefe bem mais difícil que o resto do jogo. Muitas informações vagas. Muitas vezes monótono.

    No geral, curti o jogo e recomendo para quem o achar barato (como ainda está) e queira um indie desse gênero. Muito bacana!

    A Robot Named Fight

    Platform: Nintendo Switch
    2 Players

    10

Load more updates

Keep reading → Collapse ←
Loading...