• anduzerandu Anderson Alves
    2021-12-30 23:07:13 -0200 Thumb picture

    Registro de finalizações: Jett Rocket

    Zerado dia 30/12/21

    Caraca, esse jogo já é nostálgico pra mim! Na época do final do ensino médio para a faculdade eu dei uma afastada do mundo dos jogos. Estava cansado dos meus jogos de GBA, tinha um PC fraco e também não tinha nenhum jogo em mente para jogar nele. Foi uma época de transição muito importante para a vida adulta, namoros, dias cheios de compromissos com escola, estágio e cursos que, juntos, consumiam os meus dias inteiros. Uma época muito social e muito bacana.

    Quando eu pensava na nova geração de consoles, sobretudo PS3 e Wii, parecia um sonho distante. Uma época de video games caros e cheios de tecnologia. Controle de movimento? Uaau! Mesmo a geração anterior aprecia fora de cogitação. Ficar comprando jogos e tal. Também não tinha muito interesse no PS2, que muitos amigos tinham. Sentia falta da magia Nintendo dos consoles. Daquela sensação que era jogar os Zeldas 64, Pokémon no GBC, os Marios. Sentia falta da cultura japonesa em jogos, que agora pareciam tomados pelos Call of Duty, Need for Speed, Def Jam, aaaarrrgh.

    Porém duas coisas salvaram o mundo dos jogos pra mim: a aquisição de um Nintendo DS com flashcard e um amigo. Ele tinha um Wii! O famoso console cheio de movimentos blá blá blá.

    Outros amigos me apresentaram esse cara e nos aproximamos bastante, de irmos uns nas casas dos outros e jogar Wii volta e meia. Que video game divertido! Graças a esse amigo eu redescobri muito da magia dos jogos. Me divertia jogando os single players e mais ainda nos multiplayers. E os jogos que sempre sonhei em jogar na infância e tinha me esquecido? Twilight Princess! Aaaah, como eu queria ter um video game daquele! Um sonho distante e eu nunca imaginaria que hoje em dia um Wii seja quase dado nas Olx da vida (até o PS3 que vi um essa semana novinho com dois controles por 350 reais e quase comprei só pelos dualshocks, haha).

    Um dos jogos mais antigos que tenho como lembrança, principalmente quando o assunto é WiiWare é esse Jett Rocket. Só de vê-lo lá na tela inicial de seu console eu queria jogar.

    A curiosidade aumentou conforme eu conheci e acompanhei a série FAST, da mesma produtora no próprio Wii, Wii U e Switch. Baixei JR no meu Wii há um século e por lá ele ficou.

    Acho até que cheguei a jogar a demo de sua sequência no 3DS e ficar de cara que aquele joguinho tinha realmente ganhado uma continuação.

    Anos se passaram e nada mudou. Isso até dois dias atrás quando descobri graças ao howlongtobeat.com que a aventura duraria apenas 3 horinhas e meia. Sensacional!

    Fiquei surpreso ao descobrir que JR é na verdade meio que um Mario Galaxy da vida. A jogabilidade, animações, texturas, cores. Tudo parece, mas vi isso como algo interessante. Não é como se fosse uma cópia, mas sim mais um jogo do gênero para quem precisasse de mais jogos do gênero.

    Inclusive, assim como no primeiro Mario Galaxy, você tem uma espécie de hub principal de onde escolhe os estágios e, adivinha só, é uma nave também!

    Entretanto, JR tem bastantes características próprias para sentir como um jogo original, inclusive sendo tudo em menor escala, principalmente as próprias fases.

    Como uma experiência de 3 horas e meia, saiba que são apenas 3 mundos, praia, neve e selva, + um chefe final. Cada mundo tem 4 fases e, diferente dos jogos do Mario, você não fica voltando nos mesmos estágios, explorando novas possibilidades e diferentes objetivos. Aqui a ordem é simples: chegar ao final.

    Porém, não dá para sair correndo. As fases geralmente exigem que você explore, colete itens ou pressione botões para abrir portas e poder prosseguir. Sempre tem cosias te atrasando e te fazendo demorar mais e se você for como eu, acaba perdendo ainda mais tempo coletando todas as "moedas" e afins.

    O movimentos do protagonista, o próprio Jett, se resumem a pular, atacar e usar o jetpack.

    Atacar nesse jogo é no clássico estilo Wii: fazendo um movimento rápido com o controle. Nesse caso o personagem rola e destrói os robôs. Nem pense em pular em cima deles! Faça esse movimento no ar e o personagem desce ao chão atacando rapidamente, obrigatório para ativar botões.

    O jetpack é bem menos comum do que eu esperava e você só pode ativá-lo por um breve momento ao apertar o botão de pulo no ar, mas para isso você deve ter combustível, que é sempre bem limitado, fora que os pontos de recarga são bem raros. Acaba que você só o usa onde o jogo quer: atravessar um rio, ir de uma plataforma para outra.

    As fases contam com uma boa diversidade de inimigos por toda a campanha. A maioria basta você atacar quanto estiver ao alcance, mas alguns requerem fazer isso na hora certa ou mesmo nem atacar.

    Já as fases costumam focar em alguma mecânica simples cada e incluem cerca de 100 "moedas" coletáveis, raríssimos corações que recuperam seu HP e até uns segredos de vez em nunca.

    Hoje em dia daria até pra dizer que JR tem bastante cara de jogo de smartphone. Simples, divertidinho, mas nada marcante.

    Resumindo: Jett Rocket é um bom título mesmo hoje em dia para quem curte plataforma 3D. Há um quê de Mario Galaxy com um nível de desafio nem sempre tão justo de Rayman 2. A experiência é curta e tem lá sua diversidade de mecânicas, cenários e inimigos, mas acaba se estendendo artificialmente com dano aleatório, pouca cura e jogando o jogador para o início da fase ao morrer sem nem contar tudo o que você fez ou coletou, como se tivesse dado Game Over. Isso me fez arrastar a curta aventura por dias por simples preguiça e frustração.

    De bom: visuais bacanas e framerate alto são um colírio para os olhos. Comandos funcionais e bem responsivos. Chefes ok. Boas variações nas fases, com algumas mecânicas exclusivas aqui e ali. Várias coisinhas coletáveis são o motivo para voltar a jogar (mas saiba que ao entrar numa fase você não mantém o progresso prévio e terá que fazer tudo de uma única vez em cada uma delas). Embora o jogo requeira o uso do motion aqui e ali, ele felizmente não necessita do uso do pointer senão no menu.

    De ruim: se você perder uma vida, volta a estaca zero do estágio, inclusive com as "moedas" coletadas zeradas e isso é muito cansativo e frustrante. Você acaba tomando dano explorando e conhecendo novos inimigos e quase não há cura e ela faz muita falta! O jogo teria um nível de desafio bom mesmo se melhorasse nesse quesito. Sair do jogo volta as vidas para "3".

    No geral, gostei do jogo e por pouco eu não super recomendo ele a todos e lamento por ter ficado preso num console do passado. Se você tem um Wii e gosta desse gênero, eu recomendo a curta experiência. Só não espere algo grandioso! Esse foi na trave! Agora é jogar o 2 quando der na telha. Bacaninha!

    Jett Rocket

    Platform: Nintendo Wii
    21 Players

    11

Load more updates

Keep reading → Collapse ←
Loading...