• anduzerandu Anderson Alves
    2020-06-07 21:09:51 -0300 Thumb picture

    Registro de finalizações: Gunstar Heroes

    Zerado dia 07/06/20

    Dava até vergonha dizer que eu mal tinha jogado Gunstar Heroes (GH) na minha vida. Um super clássico de Mega Drive/Genesis e um daqueles jogos que só vim conhecer já praticamente na vida adulta, quando me abri para conhecer jogos importantes de plataformas passadas, sobretudo da SEGA, que até então se resumia em poucas séries pra mim.

    Basta uma leve pesquisa sobre jogos da época 16bit pra conhecer GH e sempre vi meus amigos falando sobre ele. Resolvi deixar no PSP pra jogar depois, mas acabou que um amigo e eu estávamos querendo jogar outro título do console por emulador via Hamachi, mas resolvi abrir esse aqui antes pra testar o multiplayer mais frenético e até terminar, o que acabou devorando a nossa tarde!

    GH é basicamente o que estávamos o chamando sempre que esquecíamos o nome: "Contra Kids". Mas não se engane! A aventura não é muito fácil, não! Ela só é colorida e com personagens mais cartunescos e infantis, mas de uma forma muito agradável.

    O lance é aquele que a gente já esperava: run and gun. Corra atirando como um louco, matando dezenas de inimigos e explodindo as coisas, colete power-ups e enfrente chefes grandões.

    Além da parte visual, que é super bacana e aquele estilo bem japonês que não existe em Contra, o título conta com um grande de particularidades super bacanas!

    Uma dessas particularidades é o uso de elementos 3D nas fases, que geralmente são chefes. É bacana ver o jogo trazer esse lado pra aventura e dá uns efeitos bem legais.

    Um dos chefes, inclusive, parece um personagem gigante daquele jogo de SNES, Balls.

    Mas a parte que mais me conquistou foi a liberdade de jogo. Ao começar a campanha, você pode escolher se prefere jogar correndo e atirando (meu amigo escolheu essa opção) ou se prefere que o personagem pare enquanto você atira, dando a possibilidade de mirar em 8 direções (minha escolha). Depois disso você deve escolher qual seu tipo básico de ataque e embora você possa trocá-lo, se der Game Over ou algo do tipo você já começa com ele em mãos.

    Os tipos se resumem a fogo, projéteis perseguidores, laser e metralhadora.

    Agora, diferentemente de Contra, embora você tenha dois slots para armas, você não precisa necessariamente alternar entre uma ou outra (embora seja possível), mas pode combiná-las para atacar!

    Eu gostava de usar o tiro verde, que persegue. Junte isso ao tiro de fogo e você terá bolas de energia grandonas seguindo inimigos na tela. Com laser você terá um radio que fica constantemente em cima do oponente tirando seu HP. Com outro do mesmo tipo (2 verdes) você tem estrelas verdes por toda a tela matando geral.

    Esse lance de combinações de tipos de ataque é definitivamente um grande salto na customização do gameplay, junto com os outros fatores que mencionei antes. E é legal também experimentar também com todos eles e descobrir que pode ter um tiro mais interessante e que parece mais forte.

    A forma menos linear também se estende as fases, que podem ser jogadas em qualquer ordem até que desbloqueie a final.

    Esses estágios também são relativamente diferentes, inclusive na temática, mas jogamos na ordem que eles estava no painel. A primeira fase é a típica primeira fase de muitos jogos, com cenário verde, inimigos mais simples e tal. Já a segunda, bem, essa foi um pesadelo. Houve uma parte com jogatina normal, depois um chefe com diversas formas. Muuuuitas formas e com bastante HP em todas elas, coisa que parecia de chefe final (foi a parte mais difícil do jogo, disparada).

    A terceira fase foi bem simples e fácil, em comparação. Já a próxima foi mais longa e lotada de inimigos e com um jogo de tabuleiro estilo Banjo Kazooie perto do fim!

    Nesse jogo, se você morre você pode voltar à jogatina ao custo de 50%  do HP do seu amigo (até que ele tenha apenas 1 de vida ou os dois morram juntos). Bom, isso é bem melhor do que morrer com apenas um tiro com em outros do mesmo gênero. Morrendo você perde também a sua arma secundária.

    Pra facilitar a nossa vida, há checkpoints em pontos chaves dos estágios e os Continues são infinitos!

    Resumindo: Gunstar Heroes é um jogo bem gostoso de ser jogado e o multiplayer foi demais. Apesar de ser um título run and gun, ele mistura outras coisas no meio e faz uma verdadeira confusão. Ele ainda conta com uma série de ajudas que são comuns em jogos contemporâneos, o que me surpreendeu, mas cuidado pra não se acomodar muito, morrer e ter que fazer uma parte longa e monótona toda de novo, pois isso acontece.

    De bom: visuais carismáticos e que me fazem querer um remaster pras plataformas atuais. Jogabilidade simples e divertida, assim como as suas mecânicas. Achei que a pouca quantidade de estágio fariam uma experiência curta, mas teve uma duração bem boa (e não usamos savestate nem nada). Gostei do lance de combinação de armas e de poder usar ataques físicos, como chutes, para tirar muita vida dos inimigos! Gosto do fato dos chefes terem números representando suas barras de vida, pois, além de não nos deixar sem informação nenhuma do quão perto estamos de os derrotarmos, ainda dá pra ter uma noção do quão forte a sua arma é.

    De ruim: até o momento não entendi o motivo da segunda fase ser tão mais difícil que o resto do jogo inteiro. Odiei uma mecânica que usa o mesmo botão de tiro para agarrar e lançar os outros, que me fazia jogar meu amigo contra o período a todo momento enquanto eu só queria atirar. O lance de voltar ao custo de metade da vida do seu amigo pode ser bem cruel e até injusto (tipo você morrer uma vez e não poder mais voltar pois seu amigo perdeu todo o seu hp), e isso num jogo que economiza bastante em itens de regeneração de vida.

    No geral, a experiência foi muito divertida e já tenho certeza que não só do gênero, mas dos multiplayers co-op de sofá daquela era, Gunstar Heroes é um dos títulos mais bacanas e um exclusivo da época de peso. Infelizmente só descobri que existia uma versão de PC depois, mas já estou doido pra ver Gunstar Super Heroes no GBA! Maneiraço!

    Gunstar Heroes

    Platform: Genesis
    820 Players
    39 Check-ins

    30
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · over 1 year ago · 2 pontos

      Contra Kids...😂😂😂

    • Micro picture
      jcelove · over 1 year ago · 2 pontos

      Boa, esse é um classico do meguinha q todos deveriam jogar. Ele é bem mais amigavel q contra mas nada simples de terminar.hehe

      Teve uma continuaçao no gba q dizem ser maneira mas nunca fui atras mas no mega mesmo recomendaria q tentasse Alien Soldier qie foi o ultimo jogo da Treasure no console se me lembro e é beeeem mais hardcore sendo basicamente um bossrush frenetico com uma vida só. Tem inckusive o boss das 7 formas do gunstar de volta

      1 reply
    • Micro picture
      luis_f · over 1 year ago · 2 pontos

      Grande jogo, estou há décadas adiando terminá-lo. Caso não conheça, recomendo no mesmo estilo, Gunner's Heaven (PS1).

      1 reply
  • jerfrey Jerfrey Figueira
    2018-12-12 07:37:35 -0200 Thumb picture
    jerfrey checked-in to:
    Post by jerfrey: <p>#01. Finalizado em 11/12/2018.</p><p>Tenho muita
    Gunstar Heroes

    Platform: Game Gear
    20 Players
    5 Check-ins

    #01. Finalizado em 11/12/2018.

    Tenho muitas recordações boas de quando era mais novo e com o meu primo jogávamos esse jogo no emulador do Mega Drive no computador, dividindo o mesmo teclado (enquanto um ficava em sua maior extensão o outro se espremia todo no teclado numérico no cantinho) e era muito divertido, principalmente quando fazíamos pessoalmente um com o outro o que os personagens faziam na tela: se baterem e se atrapalharem. 

    Joguei outras tantas vezes ao longo dos anos, mas nunca ia tão longe. Hoje, depois de receber esse espírito de nostalgia e "gamer" e ter baixado alguns emuladores e jogos antigos, esse inclusive, fui até o fim e finalmente concluí o jogo com meu irmão.

    Ele continua tão divertido quanto lembrava, mais ainda por saber o que diabos estava acontecendo. Tudo funciona muito bem aqui: os personagens, suas armas e os confrontos com os chefes com seu estágio final muito empolgante e desafiador. 

    Sei que irei jogar outras tantas vezes, talvez sozinho ou em outras dificuldades e também com outras pessoas porque esse é esse tipo de jogo. 

    4
  • redbomber RedBomber
    2016-11-24 16:51:44 -0200 Thumb picture
    redbomber checked-in to:
    Post by redbomber: <p>Check-out!</p><p>#img#[369028]</p><p>Dando conti
    Gunstar Heroes

    Platform: Genesis
    820 Players
    39 Check-ins

    Check-out!

    Dando continuidade ao projeto (que eu mal informei aqui na rede). Finalizo o Gunstar Heroes! Ou Contra pra humanos 

    A última batalha contra esse cara aí de cima (o do exército, na primeira imagem)  foi a mais escrotinha. Ele dava golpe de Zangief e outras caralhadas lá, descobrir o "padrão de ponto fraco" foi demorado, ele parecia totalmente aleatório, mas depois que vi o "bug" dele, só sucesso xD

    (Tirei mais screenshots do final do game, então veja por sua conta e risco xD )

    O bagulho no inicio parecia simples e rápido 4 stages+ final só derrotar o M. Bison e o chefão, só alegria, como eu me enganei T-T

    Essa bagaça ainda teve a p*rra de batalha de jogos de navinha ><', foi bem chato

    E depois MUITAS batalhas contra BOSS!

    No final o jogo é FODABAGARAI, sério ele muito bom mesmo, as mecânicas de jogo são bem executadas e precisas, simples, da pra aprender instintivamente, não fica com aquela sensação de char travadão (tipo os castlevania de nes), aqui é tudo rápido e frenético, mas não como Contra haha, que um tiro já era vida, tem HP pra dar uma aliviada, e as armas ANIQUILAM geral com a combinação certa.

    Recomendo pra todo mundo!

    Próximo, Shining Force (RPG sempre demora --', ao menos é tatics e grind por opção, yay)

    11
    • Micro picture
      jcelove · almost 5 years ago · 2 pontos

      Treasuere sempre manda bem e tava on fire no Mega. Depois da uma olhada em Alien Soldier, um dos jogos mais difíceis que ela fez.hehe O 7th force é um dos bosses nele tbm.

      3 replies
    • Micro picture
      ogawara · almost 5 years ago · 2 pontos

      Jogão.

    • Micro picture
      wiegraf_folles_ · almost 5 years ago · 1 ponto

      Jogo excelente pena que é pouco conhecido.

      Uma pena a sequel de GBA ser tão capada.

      3 replies
  • luchta Ewerton Ribeiro
    2016-03-02 11:42:16 -0300 Thumb picture
    Post by luchta: <p><a href="http://segaretro.org/images/4/42/Renega

    Só para avisar que os códigos do ultimo bundle da SEGA com mais três jogos Renegade Ops, Gustar Heroes e Viking: Battle for Asgard foram enviados por e-mail, eu já resgatei o meu, verifiquem os seus!

    P.S: O bom é que o Renegade Ops vem com todas as DLCs. Mas é uma pena que o Binary Domain tenha vindo (no bundle anterior), e eram DLCs de armas e mapas (acho tão errado vender mapas multiplayer separados, isso segrega a fanbase...).

    Renegade Ops

    Platform: PC
    199 Players
    7 Check-ins

    5
  • ramonplayerone Ramon Giovane
    2013-10-26 00:43:16 -0200 Thumb picture
    11
    • Micro picture
      leandro2litros · almost 8 years ago · 0 pontos

      esse dai é um jogaço,pqp faze final muio criativa

    • Micro picture
      tassio · almost 8 years ago · 0 pontos

      "Mr. Bison do Gunstar Heroes" ^_^

    • Micro picture
      realgex · almost 8 years ago · 0 pontos

      Tiraram lágrimas de sangue do Mega Drive, pra fazer os efeitos de Zoom e Mode 7 nesse jogo, jogaço !!!

  • srolemberg Samir Rolemberg
    2013-09-28 15:46:05 -0300 Thumb picture

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...