• anduzerandu Anderson Alves
    2022-01-21 18:19:14 -0200 Thumb picture

    Registro de finalizações: Golden Force

    Zerado dia 20/01/22

    Deveria estar terminando os jogos que já comecei e algumas pendências do passado restantes, mas aqui estou eu: jogando indies mega desconhecidos.

    Uma publisher chamada de No Gravity Games fez uma distribuição de jogos diários no Nintendo Switch aos mesmos moldes que a QubicGames fez no final de 2019: bastava ter um jogo qualquer deles para poder participar e você deveria resgatar o jogo do dia para continuar para o dia seguinte. Moleza! Esqueceu ou não pode usar o console por qualquer motivo? Bom, você pode comprar o jogo do dia com desconto para poder continuar o combo.

    Esse "Giveaway" durou 4 semanas, com exceção aos sábados e domingos.

    Vendo a página da publisher na eshop do Switch, era de chorar. Quer dizer, não dava para criticar os jogos, até porque eu não conhecia quase que nenhum deles. E são muitos! Mas vai que tinha coisa boa e desconhecida por mim no meio.

    Um dos jogos que mais me chamou a atenção e que até estava na minha lista de desejos era o tal do Wallachia, então porque não entrar diante da possibilidade de o consegui de graça? Mais tarde acessei a página desse jogo na loja e ele é bem mais tosco do que eu lembrava. Eu jurava que era um clone maneiro de Castlevania, massss...

    Enfim, fui pegando os jogos, testando um pouco e apagando a maioria por ou ser shovelware estilo os milhares que tem na Steam ou ser até legal, mas daqueles arcades infinitos focados em sobrevivência e pontuação.

    No final das contas, dos 20 jogos eu devo ter mantido uns 4 no máximo. Já até terminei um deles, bem tosco: o tal do Creepy Tales.

    Começando esse tal de Golden Force só por parecer ser mais casual e fácil de largar para dormir a qualquer momento (o que tenho feito muito com jogos a noite), no início ele se parece um pouco com Shantae. Inclusive a personagem tem o cabelo roxo, usa espadas de pirata, tem uma ambientação similar etc. Esse início ainda serve como tutorial te ensinando os vários comandos: atacar, segurar o ataque, dash que causa dano, uma deslizada estilo Mega Man. Há ainda um botão que abre o inventário e outro para usar itens. Há um botão de usar um ataque especial quando a barra estiver cheia.

    Achei um pouco demais para tantas ações meia boca. O golpe só acerta de perto, o dash é curto, deslizar não parece servir para nada. Há uma sensação grande de falta de mobilidade e fraqueza.

    Depois desse primeiro estágio, que é um chefe meio longo e até difícil, abriu-se a tela de seleção de fases. Deu para notar o óbvio nesse início: são 4 mundos. Você só pode selecionar e visualizar o estágio atual e os previamente terminados. Ou seja, de começo só há uma fase. Depois percebe-se que todos os mundos seguem a mesma lógica: 3 fases, 1 estágio de chefe e um estágio bônus (provavelmente desbloqueado ao terminar o mundo ou coletar todos os opcionais nele, mas não me dei ao trabalho de me interessar).

    Ao selecionar a fase, você ainda poderá selecionar com qual personagem jogar. A jogabilidade dos 4 é muito parecida e não sei se havia alguma diferença de dano, resistência ou mobilidade, mas após jogar com todos algumas vezes acredito que as diferenças fiquem apenas na estética mesmo. No final das contas acabei alternando entre o personagem que parece um pouco com o Link e a que parece a Shantae.

    Nessa tela também é possível alternar entre um e dois jogadores. Não testei, mas acredito que o jogo deve ser bem mais bacana com um amigo.

    As fases normais são chatas. O level design é um tédio, o pixel art raramente é agradável ou nostálgico e o jogo tem uma baita cara de indie barato quase sempre.

    Há uma boa variedade de inimigos, mas mesmo os mais fracos levam muitos golpes para morrer, quase que como um hack 'n' slash de plataforma. Depois de um certo momento comecei a me questionar o motivo de ficar parando para lutar com cada um deles. Não vale a pena!

    A dica é mesmo sair correndo pelos cenários para deixar a experiência mais tragável, principalmente porque você tem apenas 5 pontos de vida e ao perdê-los, volta pro último checkpoint. O problema mesmo é que muitas vezes você sequer chega nesses pontos de salvamento pois parece que certas fases chegam a ter apenas um ou nenhum deles. É bem frustrante!

    Infelizmente há pontos em que a tela se fecha e você deve derrotar todos os inimigos para poder continuar e eles costumam por muitos monstros resistentes nessas partes para aumentar o desafio. Só que esses monstros são completos idiotas e só tem vida DEMAIS! O resultado: você bate um pouco, não tira muito do HP dele, tem que desviar de um golpe, se aproximar novamente, dar uma espadada ou duas, se distanciar para não perder vida.

    A vantagem maior de derrotar inimigos é conseguir umas moedas que eles derrubam. Mas cuidado com isso: a sensação é de coletar muitas pela fase, mas no final você junto umas 250-300. O uso dessas moedas? Comprar itens na loja na tela de seleção de fases. Maaaas, os itens são caríssimos e bem toscos, como poções que curam sua vida ou te deixam invencível por uns momentos. Imagine passar de várias fases para juntar 4500 moedas e comprar um treco desses!

    Felizmente há compra também de melhorias definitivas para serem adquiridas também, mas não através de moedas, mas dos coletáveis das fases. Todas elas tem 3 moedas grandes e uma concha para quem quiser explorar bem ou arriscar bem a vida com a possibilidade de voltar lá pro início do cenário.

    Essas melhorias definitivas incluem mais um ponto de vida (no início por 8 moedas grandes) e mais um ataque no seu combo (4 conchas).

    Golden Force ficou bem mais jogável a partir do momento que comecei a me preocupar menos em matar todos e a perder muito menos tempo em fases tão sem graça. Isso me custou pegar menos coletáveis, mas quem se importa? Juntei muito dinheiro e nem usei de tão nojenta que é aquela loja.

    Para falar que a experiência não foi um tédio e total perda de tempo, há um fator bacana na aventura: os chefes. Geralmente criaturas grandes e mais bem feitas e animadas, que demandam estratégia para atacar e evitar dano e ainda se fortalecem ou tem ouras formas.

    Morri várias vezes em todos eles mas sempre pareciam um desafio justo e quase sempre bem pensado, mesmo quando eu morria e tinha que tirar toda aquela barra grande de vida, o que não era tão demorado e dependia mais das minhas habilidades.

    O último chefe é uma referência a Ghouls 'n' Ghosts e a Castlevania. Inclusive tem umas referências bacanas a clássicos assim aqui e ali.

    Resumindo: Golden Force é um jogo hack 'n' slash 2D com plataforma onde seu objetivo é simplesmente alcançar o final dos estágios e matar os chefes em seus estágios. O jogo não traz nada de novo ao universo dos jogos e chega a ser frustrante com o que tenta fazer, mas esbanja amadorismo, apesar de passar longe de ser o pior jogo do tipo das últimas gerações. Infelizmente a coisa toda é meio arrastada e os inimigos tem vida demais, mas pode ser uma boa experiência despreocupada para jogadores despretensiosos sobretudo quando o assunto for jogar de dois.

    De bom: os visuais são legais em determinados mundos. 4 personagens diferentes é melhor do que ter dois color swaps preguiçosos. Possibilidade de jogar de 2 pessoas. Coletáveis e extras para quem gostar e quiser mais. Possibilidade de se fortalecer com a loja. Chefes desafiadores e legais.

    De ruim: genérico que só. Inimigos muito resistentes e dar tantas espadas neles se torna muito cansativo e repetitivo. Muitos pontos que o jogo te segura ainda mais contra inimigos durões e deixam o progresso num único estágio muito chato. Coletar moedas é quase inútil e a loja demanda coleta de itens escondidos pelos cenário para alcançar algo de bom. Checkpoints quase inexistentes te obrigam a refazer todo o lega-lenga das fases.

    No geral, eu joguei esse título como passatempo, mas foi mais perda de tempo mesmo já que o jogo não chegou a lugar nenhum com seu repeteco. Ao menos os chefes foram divertidos. De graça e ainda não o recomendo a ninguém visto que existem tantos jogos nesse estilo que são mais divertidos e baratos hoje em dia. Jogo muito fraco mesmo!

    Golden Force

    Platform: Nintendo Switch
    2 Players

    11

Load more updates

Keep reading → Collapse ←
Loading...