• felipecassettari Felipe Soares Cassettari
    2021-04-27 03:58:42 -0300 Thumb picture
  • 2021-04-15 21:13:00 -0300 Thumb picture

    Final Fantasy VII: Last Order

    Ano - 2005

    Número de episódios - 01

    Disponível em Netflix - Não

    Disponível em Amazon Video - Não

    Disponível em Crunchyroll - Não

    Sinopse: Baseado no famoso RPG do PlayStation, Final Fantasy VII: Last Order conta um pouco da história de Zack, um habilidoso Soldier de primeira classe, que fora enviado em uma missão para o monte Nibel, juntamente do lendário Sephiroth e de seu amigo, o jovem Cloud. Muitas coisas acontecem naquele local, algo que não apenas definiria a vida daqueles três indivíduos como também seria o estopim para uma jornada épica que se instauraria dali há alguns anos, algo que colocaria o  destino do mundo inteiro em jogo.

    _____________________________________________________________________________

    Querendo ou não, Final Fantasy VII é até hoje o RPG eletrônico mais famoso já feito. O reconhecimento de marca desse cara é tão grande que possivelmente supera até mesmo a própria franquia a que pertence e, independente do que haters, fãs apaixonados, anacronistas, hipsters, sucessores questionáveis, nomuragens, clones deploráveis, remakes picotados digam ou façam, ele é um bom jogo e merece sim, a fama que tem.E, devido a esse estouro que o título fez, seria de se esperar que surgisse mais cedo ou mais tarde alguma versão animada dele, algo que só foi surgir em 2005, com esse OVA único, feito pelo melhor estúdio de animação japonês, o Madhouse, lançado em conjunto com o famoso filme de CGI da série, Final Fantasy VII: Advent Children (que recentemente ganhou uma versão 4k, ou algo do tipo).

    Last Order conta sobre o passado do Cloud, quando ele voltou para sua terra natal a trabalho junto com Zack e o Sephirtoth, para que assim cumprisse sua promessa de infância com seu crush, a Tifa. Porém tudo dá ruim, quando o espadachim lendário de cabelos grisalhos descobre sobre sua real identidade e bota fogo na favela de Nilbeheim!

    Daí o OVA conta sobre a sequência desses acontecimentos, tal como mostra um pouco do futuro, assim que Cloud e Zack escapam de onde estavam confinados e tudo o mais. Ao contrário de outras animações baseadas em jogos que citei aqui no Arco, Last Order é basicamente um presente para os jogadores de Final Fantasy VII, de modo que apenas estes conseguirão entender o que está acontecendo, ainda mais com o monte de personagens e termos diferentes que a trama do jogo possui.

    A animação, como esperado do Madhouse, é linda de morrer, com os personagens sendo muito bem detalhados e com ótimas cenas de ação. Zack sempre rouba a cena com seu carisma, mas Tifa jovem e sua roupa de cowgirl também não fica muito atrás, tal como Cloud tomando atitude pela primeira vez na vida... Não que isso tenha tido um resultado muito agradável, como todos que jogaram FFVII sabem, ahauahua

    Pena mesmo que é só um OVA de alguns minutos, teria sido bem legal ver o Advent Children nesse estilo de animação, já que, por mais que ele seja possivelmente o melhor longa em CGI feito pelos japoneses, nada supera a velha e boa animação tradicional. No mais, apesar de curto e bem restrito, fica a indicação de Final Fantasy VII: Last Order, com a Velha, que foi de quem Sephiroth copiou o cabelo branco, assinando embaixo!

    Link para uma planilha com todos as indicações do Arco aqui XD

    Final Fantasy VII

    Platform: Playstation
    10199 Players
    302 Check-ins

    31
    • Micro picture
      thiagobrugnolo · 5 months ago · 3 pontos

      Essa obra eu desconhecia. Bem interessante ela explorar o Zack, já que no jogo ele é apenas um coadjuvante com pouca o quase nenhuma informação que estava presente no passado do Cloud, naquele fatídico incidente em Nibelheim

      3 replies
    • Micro picture
      jcelove · 5 months ago · 3 pontos

      Ah, esse sim é um anime baseado em game que valeu a pena pra mim apesar de curtinho. Lembro de assistir pela primeira vez qdo um vizinho que ja tinha internet de 1mega (a minha era discada) e colocou ele num pendrive de 128mb que eu tinha comprado.hehe

      9 replies
    • Micro picture
      volstag · 5 months ago · 2 pontos

      A trocentos séculos atrás ele tinha na Crunchyroll :/

      1 reply
  • 2021-02-26 20:56:11 -0300 Thumb picture

    PlayStation Plus - Março/2021

    Medium 763490 3309110367

    A Sony divulgou os jogos que estarão disponíveis em Março para os assinantes da Playstation Plus.

    Final Fantasy VII Remake (PS4) - O remake do icônico RPG da Square-Enix, e o mais aclamado da franquia Final Fantasy. Reviva a aventura em Midgar como Cloud Strife, um ex-soldado da Shinra, juntamente com o grupo Avalanche na missão de atacar as instalações da organização. 

    Farpoint (PS4/PSVR) - Jogo de tiro em primeira pessoa compatível com o Playstation VR e jogável com o DUALSHOCK 4. No jogo, você deve dominar um arsenal para se manter vivo em um mundo alienígena hostil, e encontrar sua estação espacial perdida.

    Maquette (PS5) - Publicado pela Annapurna Interactive (Sayonara Wild Hearts, Donut County, Solar Ash), Maquette é um jogo de puzzle onde você, manipulando o ambiente de um diorama, vê as mudanças refletidas no mundo de tamanho real à sua volta.

    Remnant: From The Ashes (PS4) - Jogo de tiro em terceira pessoa com clima de sobrevivência. Jogue na pele de um dos últimos sobreviventes que sobraram de uma invasão de criaturas interdimensionais.

    Link: https://blog.br.playstation.com/2021/02/26/os-jogo...

    22
    • Micro picture
      santz · 7 months ago · 2 pontos

      Essas horas, quem tem o PS5, chora.

    • Micro picture
      thii · 7 months ago · 1 ponto

      Dá pra jogar por retrocompatibilidade

  • bmaisinfo BRUNO MARCELINO
    2021-02-26 08:52:50 -0300 Thumb picture
  • 2021-02-26 01:41:59 -0300 Thumb picture
  • 2021-02-26 00:24:50 -0300 Thumb picture

    Resumo do State Of Play (25/02/2021)

    Medium 3854011 featured image

    Nesta quinta-feira (25/02), a Sony apresentou a nova edição do State Of Play, onde é apresentado novidades de jogos para os consoles Playstation. Confira:

    A apresentação começou com o anúncio de Crash Bandicoot 4: It's About Time para Playstation 5, com melhorias gráficas e novas mecânicas ligadas ao Dualsense. O jogador que tiver a versão do jogo para Playstation 4 pode fazer um upgrade para rodar no Playstation 5, além de poder transferir seu progresso. O jogo chega ao PS5 no dia 12 de Março.

    Returnal, jogo de terror e suspense da Housemarque (Resogun), ganhou um vídeo apresentando seu gameplay, onde a personagem principal enfrentam criaturas assustadoras e entra em um ciclo a cada vez que morre. O jogo será lançado para Playstation 5 no dia 30 de Abril.

    Anunciado na Nintendo Direct do dia 17 de Fevereiro, Knockout City ganhou mais um vídeo focado na gameplay e nos modos de multijogador. O jogo é parte a linha EA Originals, a linha de jogos indies da Electronic Arts. Knockout City chega ao PS5 no dia 21 de Maio, e o jogador pode se inscrever para jogar o beta do cross-play do jogo.

    SIFU é o novo jogo da Sloclap, estúdio que trabalhou em Absolver, jogo publicado pela Devolver. O jogo vai mostrar um jovem estudante de kung fu que explora uma cidade em busca de vingança. O jogo chega ao Playstation 4 e Playstation 5 ainda em 2021.

    Solar Ash, novo jogo da Heart Machine (Hyper Light Drifter), ganhou mais um trailer mostrando sua jogabilidade e seu ambiente. O jogo vai ser publicado pela Annapurna Interactive (Sayonara Wild Hearts, Donut County), e chega ainda nesse ano ao Playstation 4 e Playstation 5.

    O novo jogo do fenômeno Five Nights At Freddy's ganhou um novo trailer, com mais detalhes de sua gameplay. Diferente dos primeiros jogos da franquia, Security Breach vai permitir que o jogador ande livremente por todo o local onde o jogo se passa: a Freddy Fazbear's Pizza Plex. O jogo ainda não teve data de lançamento anunciada, mas será lançado ainda em 2021.

    Oddworld: Soulstorm teve seu novo trailer divulgado, contando mais sobre jogabilidade, novas habilidades, novos inimigos, e sobre o enredo do jogo. O jogo é uma continuação de Oddworld: New 'n' Tasty (2014), que foi um remake/reboot da série que surgiu no PS1. Oddworld: Soulstorm chega para Playstation 4 e Playstation 5 no dia 6 de Abril, e será um dos jogos que estarão de graça na PS Plus de Abril.

    Kena: Bridge Of Spirits marcou presença neste State Of Play. Anunciado no evento de apresentação do Playstation 5 em 2020, o jogo da Ember Lab ganhou um trailer de gameplay, mostrando um pouco sobre a história do jogo, além de mostrar toda a sua beleza na direção de arte. Kena: Bridge Of Spirits chega no dia 24 de Agosto para Playstation 4 e Playstation 5.

    A Arcane, estúdio interno da Bethesda responsável pela franquia Dishonored, apresentou mais um trailer de Deathloop, novo jogo do estúdio. Nele foi mostrado mais sobre o enredo e sua jogabilidade. Deathloop ainda não tem data confirmada, mas vai ser lançado ainda em 2021.

    O State Of Play encerrou com várias novidades ligadas a Final Fantasy VII Remake. A primeira delas foi chamada de Final Fantasy VII Remake: Intergrade, que traz um update que trará um novo episódio apresentando a personagem Yuffie, com novas missões e uma nova aventura.

    Outra novidade, é que o jogo vai ser lançado para Playstation 5, com várias melhorias gráficas. No vídeo apresentado, é mostrado a diferença gráfica entre a versão do Playstation 4 e a do Playstation 5. E assim como Crash Bandicoot 4, se o jogador tiver uma cópia de Final Fantasy VII Remake do Playstation 4, poderá baixar um upgrade gratuito para a versão do Playstation 5. O jogo será lançado mundialmente no dia 10 de Junho.

    Fora da line-up do State Of Play, a Square-Enix anunciou dois jogos novos baseados em Final Fantasy VII para dispositivos mobile. Um deles é o Final Fantasy VII: The First Soldier, um jogo estilo Battle Royale.

    E o outro jogo se chama Final Fantasy VII: Ever Crisis, que vai englobar todo o conteúdo ligado ao jogo, como o filme Final Fantasy VII: Advent Children (2005) e as spin-offs Before Crisis (2004), Crises Core (2007) e Dirge Of Cerberus (2006). Ambos os jogos estarão disponíveis para Android e iOS em 2021.

    15
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · 7 months ago · 2 pontos

      Parece super divertido o jogo de queimada 👍🏻

      1 reply
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · 7 months ago · 2 pontos

      ✓"SIFU" (deu) 😅😅😅... curti os movimentos de combate 👌🏻

      ✓ Eles têm a audácia de colocar a palavra FEAR nessa bosta de jogo do Freddy's...😠 O jogo está + colorido que CRASH 4...aff

      ✓ Quando ouvi a locutora anunciar KENA, pensei que houvesse a dublagem da BRITNEY SPEARS...mas depois ouvi de novo e é só o nome do game: BRIDGE OF SPIRITS😅

      ✓ Trilha e trailer de DEJA VU: 👌🏻

      ✓ FFVII PHOTO MODE...fudeu ☹️

  • diogo_paixao Diogo Louzada Paixão
    2020-10-25 23:08:24 -0200 Thumb picture

    TOP 10 - Jogos/Série Que me Mudaram

    Teve um @desafio similar recentemente que foi o "como se fosse a 1° vez", eu havia bolado um desafio similar próximo ao meu aniversário, aonde eu estava tomado por nostalgia, mas não cheguei a fazer o post... bom, chegou a hora!

    Um Top 10 dos jogos que mudaram a visão do que é video game ou simplesmente marcaram a minha vida alguma maneira, não é necessariamente o Top de melhores jogos, mas sim aqueles que representam de certa maneira um "ponto de mudança".

    Bom vamos lá!

    Eu utilizei para esta lista, jogos que literalmente, eu lembro da ansiedade que era jogar eles, lembro da sensação da 1° vez que joguei e a 1° vez que terminei, são jogos que (óbvio, de maneiras diferentes) ao terminar, senti como um "milestone gamer" feito.

    10 - Série Souls

    Meu 1° contato com a série Souls foi o próprio Demon's Souls, havia visto trailers do jogo, e em busca de um RPG pro meu irmão (laaa em 2012) comprei o Demon's, o qual o meu irmão se jogou o tutorial foi muito hahaha, na época eu era bem novo e não tinha emprego ainda, então eu guardava o dinheiro do ônibus (ia andando pra escola as vezes haha) e de esporádicas "pseudo mesadas" para comprar jogos, então eu relativamente tinha "poucos jogos" e conseguia acabar todos. Fui tentar jogar o jogo quando comprei e não tive saco, quando havia terminado todos os jogos físicos que tinha (la no começo de 2013) decidi jogar ele, e PQP, amei o jogo e a temática, e sempre conto, que jogando o Demon's numa quarta/quinta comprei o Dark Souls na Submarino, terminei o Demon's no sábado lá pelas 10h as 13h/14h chegou o Dark, obviamente emendei um no outro e joguei Dark Souls MUITO mais que o Demon's, e várias vezes, e se tornou uma série única para mim, depois joguei o 2 Vanilla (obrigado @juninhonash), no PS4 Joguei o Bloodborne com a expansão (platinei ambos), depois Dark 3 Fire Fades Edition e por último o Sekiro (que além de ser o meu jogo favorito do ano passado, platinei também, e digo, eu sinto que dominei o jogo, literalmente para fazer o último troféu de aprender todas as habilidades, precisava farmar XP, como tava com preguiça, em UMA sentada rushei todos os chefes no New Game++ (ou +++ não lembro), e voltei pro ponto de farmar XP (já que a cada New Game aumenta o XP)) e recentemente joguei o Dark 2 Scholar, que realmente, é maravilhoso.

    9 - Duke Nukem 3D e Doom

    Agora vamos para um passado beeem longinquo, o dioguinho de 4/7 anos, tendo um dos seus primeiros contatos com jogos de PC (talvez não os mais corretos hahaha) com Doom, Doom 2 e Duke Nukem 3D, eu tinha (meu pai tinha haha) o CD original de ambos, e SEMPRE andavam comigo hahaha, eu ia pro trabalho do meu pai, levava o CD e ficava jogando no PC dele, ia pra casa de alguém pra ficar X tempo, levava comigo (junto com Pantera Cor de Rosa Passaporte para o perigo e outro jogo que falarei mais a frente), eu sempre que possível jogava Duke Nukem 3D em algum lugar hahaha Doom 2 inclusive terminei na empresa do meu pai mesmo hahaha sempre amei jogar esses FPS's, inclusive Duke Nukem rejoguei todas as versões que pude, Atomic, Megatom, no PC, PS Vita, PS3, PS4 hahaha (doom 1 e 2 também =P) terminar ambos foi uma satisfação única para o pequeno Diogo, posso dizer que são jogos que moldaram meu gosto por FPS.

    8 - Ragnarok

    Novamente abordando o pequeno Diogo, de 7 a 12 anos, sempre gostei de RPG, e ao ver meu irmão esperar a madrugada para jogar Ragnarok no pulso único e mais barato me encantou hahaha, ao me aventurar (na época como o Ragnarok só tinha servidor pago, me aventurar em servers "privados" =P), virei MUITAS noites jogando, fiz "micro" amizades dentro do jogo, perdi muito tempo, me diverti MUITO jogando Ragnarok, foi o pontapé para os MMO's (WoW <3) e tirei deste jogo a minha amiga que trouxe para a "vida real" mais antiga do "mundo online" a gloriosos 14 anos hahaha (ja conheci pessoalmente e tudo, na realidade é bem presente na minha rotina hahaha).

    7 - Metal Gear Solid 1, 3 e 4

    Agora abordando do pequeno ao jovem Diogo, Metal Gear é uma série que guardo um EXTREMO carinho, me marcou em todas as gerações que esteve presente (menos na ultima porque AINDA não joguei o 5), me lembro de no PS1 ser um dos 1° jogos que tive contato e ficar encantado por ficar jogando as missões VR e pelos personagens e mundo (que na época entendia 10% da história hahaha, depois tendo rejogado gostei mais ainda =P), foi um dos jogos que terminei sem Memory Card =)

    Demorei MUITO, MUITO para ter o PS2, tanto que quase pulei pro PS3 (meu Tio estava na Australia e sairia "barato"), ganhei o PS2 no natal com 2 jogos originais: Hitman Contracts e Need For Speed Underground 2, junto o CD de demo's, meu pai queria tentar ser correto e só me fornecer jogos originais, (mas claro que isso acabou não sendo muito viável), ao jogar o CD de demo enchi o saco dele para me dar o Metal Gear Solid 3, fiquei deslumbrado com o jogo, ele me deu, e fiquei uns 6/8 meses com o PS2 bloqueado jogando apenas esses 3 e outros que ia conseguindo com amigos (poucos), depois ele acabou desbloqueando, MAS, Metal Gear Solid 3 é um jogo que me marcou demais, ao terminar ele (algumas vezes) sempre senti que era um jogo único de sua época.

    Algo que se repetiria ao jogar Metal Gear Solid 4, que sim joguei antes do 2 (e quase antes do 3), como disse, meu tio que morava fora, tinha o PS3, ele veio ficar 1 mês na minha vó, e ÓBVIO que fui lá hahaha, então foi o 1° jogo que terminei no PS3 (inclusive até hoje meu Tio não jogou nem o 1° capítulo haha), joguei na TV tubão, quase sem enxergar a legenda, meu tio assistiu eu jogando e não entendeu caralhos nenhum, mas gostou muito do jogo, Metal Gear Solid 4 é para mim até hoje um dos melhores jogos da geração PS3 e o melhor Metal Gear para fâs da série (não recomendo ele para pessoas que nunca tenham jogado Metal Gear, ele claramente é o Kojima solto).

    Metal Gear me marca por ter mudado minha visão de como um jogo pode ser contato.

    6 - Sonic The Hedgehog 1, 2, Heroes e Generations

    Sonic 1 e 2 do Mega, são os 1°s jogos que lembro de ter jogado junto com Doom quando tinha meus 4/5 anos, que tenho IMENSO carinho eterno, minha infância foi REGADA a jogar eles, mesmo tendo outros jogos que adorava, eu tinha um fascínio por Sonic, acabava e reacabava, várias, várias, várias vezes hahaha e em TODAS plataformas que tive o prazer de jogar, rejoguei hahaha, hoje mesmo, se paro para jogar ele, sou automaticamente sugado.

    Pense no pequeno Diogo, fâ de Sonic, que foi do Mega pro PS1, não tinha um PC muito bom (ainda não havia jogado Adventure DX no PC (e nem o próprio Heroes), só aqueles jogos 3D de fã), vem o amigo de seu irmão mais velho, levar o PS2 para sua casa, com Sonic Heroes, sim, me marcou muito, inclusive o amigo do meu irmão emprestou o PS2 para ele, joguei MUITO Sonic Heroes e GTA Vice City =P, depois terminei Sonic Heroes no PC, até hoje, mesmo sabendo que não é o melhor jogo do Sonic, para mim, esta no meu Top.

    Sonic Generations, se não fosse o chefe final, provavelmente seria o melhor jogo do Sonic e um jogo perfeito, ele não me marcou como um "marco gamer" mas como uma ode a nostalgia e ao pequeno Diogo, um retorno ao que os jogos modernos do Sonic deveriam ser.

    5 - Série Max Payne

    Quando finalmente tive em casa um PC mais descente, me aventurei em Max Payne 2 e 1 (o 1 dublado, que é portador de muitas pérolas), de um jeito similar a Metal Gear Solid, me marcou de uma maneira cinematográfica e mudando como entendia a história de um jogo, óbvio, aqui mais focado na ação, mas não menos épico ou impactante, lembro de ter terminado umas 5 vezes no mínimo cada um, ou até mais hahaha ansiedade monstra pro filme (que fiz meu irmão ir comigo) e bom... decepção tão grande quanto a ansiedade e olha que eu era novo hahaha

    Max Payne 3 é um jogo que estava ANSIOSSISIMO desde o seu anúncio, e ao saber que ia se passar em são paulo fiquei MUITO curioso, comprei no dia de lançamento e joguei muito, foi o 2° jogo que me absorveu no online do PS3, e é uma continuação digna e maravilhosa.

    4 - F.E.A.R./F.E.A.R. - Extraction Point

    Ahhh F.E.A.R. e a "menininha", enquanto as pessoas focavam em Crysis, eu focava em F.E.A.R. hahaha, meu irmão tinha acabado de comprar um PC relativamente mais descente, então conseguíamos jogar F.E.A.R. no High (lembrando, eu nem PS2 tinha na época ainda), e eu joguei, fiz meus amigos TODOS conheceram essa merda, só falava desse jogo, terminei e reterminei ele.

    Foi o 1° jogo original que meu irmão me deu de PC, no meu aniversário me deu a Gold Edition, e até hoje esse pacote de F.E.A.R. + Extraction Point eu considero o ápice da série, Perseus Mandate é meio qualquer coisa e o 2 tem seu valor, o 3 tem um gameplay bacana mas tenho raiva dele, muita raiva hahaha

    Mas eu realmente não sei como transcrever em palavras o quanto eu joguei este jogo, e por eu ser bem novo (12/13 anos), eu me cagava todo jogando ele, meus amigos se cagavam todos jogando ele, era lindo, eu tinha o jogo todo e os mapas na minha cabeça depois de um tempo, é um jogo que com certeza se eu sentar hoje pra jogar, termino e retermino.

    3 - Warcraft 2 e 3

    qui novamente temos o pequeno Diogo em ação, andando com o CD do Warcraft 2 em todo lugar que ia, perdendo horas no criador de mapas, criando mapas e histórias absurdas e sem sentido, jogando várias vezes as campanhas, lendo e relendo o manual do jogo (os jogos originais de PC antes eram uma caixa gigante com um puta manual e info sobre o jogo), entendendo da onde viam e o que eram cada unidade. Um jogo que não só representa um dos pilares iniciais da minha "vida gamer" como um marco até hoje na minha vida, o universo/história/"cultura" de warcraft nunca saiu do meu ciclo de consumo, seja em jogos, livros, filmes, animações, etc.

    Warcraft 3 foi um dos jogos que foi "BOOOM" na minha cabeça, estava muito acostumado com o 2, e ao ver o 3, com os "incríveis" gráficos, as CG's absurdas, a história mais cinematográfica e realmente contada, foi um vicio instantâneo, aonde novamente, perdia horas no criador de mapas, rejogando campanhas, buscando coisas sobre o universo maravilhoso que é o de Warcraft.

    2 - The Last of Us/The Last of Us - Part II

    The Last of Us... muitos que me conhecem me associam a este jogo, The Last of Us foi minha 1° pré venda, e eu fui imerso naquele mundo, eu fui sugado pela história, pela atuação MARAVILHOSA de Troy Baker e Ashley Johnson, é um jogo que mudou tudo para mim, com uma história simples, mas uma execução fenomenal, junto a isso, um online competente, aonde dediquei mais de 400h provavelmente hahaha, jogando com amigos, conhecendo MUITA gente, pelo menos umas 5 ou 6 pessoas que trouxe para amizades da "vida real", saindo comigo, sendo integradas na minha vida, esse jogo é um marco absoluto para mim, o que o próximo jogo foi e é para mim desde os 7/10 anos, este foi para mim aos meus 18.

    The Last of Us - Parte II, no anúncio dele, ao qual eu estava comendo miojo vendo a conferência da Sony, eu estava chorando no meio do trailer já, pela emoção de poder revisitar aquela história e pela total confiança em Neil Druckman.

    Junto ao próximo jogo, nunca fiquei tão ansioso para o lançamento de um jogo como destes 2, cada notícia, cada trailer, foi assistido milhares de vezes por mim. Ai veio os spoilers, ao quais tentei desviar mais fui pego pelas 2 maiores surpresas do jogo (agora um momento do desafio como se fosse a 1° vez, eu queria, eu realmente queria, poder ter a experiência de jogar TLOU2 sem saber NADA, como eu queria ter jogado, mas graças a umas pessoas de índole duvidosa, não puder ter isso). Isso me demotivou? NÃO, 1° dia de pré venda, já havia feito a edição com o artbook e stellbook.

    Não falei muito desse jogo até agora, nem no meu TOP 5 meio do ano, esse jogo, ele me abalou de maneiras que eu não imaginava, foi uma experiência única, o ponto mais fraco do 1°, que era o gameplay, foi EXTREMAMENTE melhorado aqui, eu chorei várias vezes nele e bom, futuramente pretendo fazer uma análise.

    Mas além do gameplay, em relação a TLOU1... TLOU2 é... melhor em T U D O, sim, em tudo, tudo, ele tem um enredo mais maduro, complexo e de camadas, é uma experiência única jogar ele, não só para mim é o melhor jogo de 2020, como o melhor jogo da geração PS4/Xone.

    1 - Final Fantasy VII/Final Fantasy VII - Remake

    Final Fantasy VII, é o jogo definitivo da minha vida, tudo que TLOU foi para mim de 2013 até hoje, FFVII é para mim desde 2002.

    FFVII foi o jogo que não só moldou o meu amor por RPG's, como consolidou a minha paixão por essa mídia, pequeno Diogo novamente, perplexo com os personagens, com o mundo, eu joguei, rejoguei, joguei mais velho, e o amo até hoje, quando lançou advent children assistia feito uma criança viciada em açucar, praticamente todos os dias.

    FFVII Remake, o jogo o qual eu aguardo desde a esperança da Tech Demo do PS3 somado ao vislumbre que foi FFVII Advent Children, um jogo que tal qual TLOU2, eu me emocionava e ficava ansioso a cada trailer, mas devo admitir que achei que era um sonho que nunca seria feito, muito menos lançado, fiquei meio assim quando foi dito que o Remake só traria o arco de Midgar, mas ainda confiei na Square, ela sabe a força que o nome FFVII tem, se isso desse errado ou fosse mal feito, eles teriam ALGUNS problemas, e bem, FOI ME ENTREGUE EXATAMENTE o que eu queria, juro, ao começar a jogar o jogo, eu literalmente, chorei, por motivo nenhum, simplesmente por estar neste mundo, do jeito que eu imaginava e sempre quis estar.

    É o melhor jogo de 2020 para mim? Não, mas a sensação de jogar ele, de finalmente poder jogar ele, é algo que trouxe o Diogo que não pagava boletos e nem tinha alguns problemas, ele foi trazido imediatamente para os dias atuais, só de escrever isso já me deixa feliz, só não rejogo uma 3° vez, porque né, preciso jogar outros jogos que tenho na fila aqui hahaha

    ----------------------------------------------------------------------------

    Bom, esse foram os jogos que definiram o "Diogo Gamer", nem todos são os melhores que já joguei, mas com certeza são os mais especiais, e que nem se eu escrevesse textos 10x maiores, eu nunca conseguiria expressar o quanto emocionalmente, socialmente e intelectualmente, todos estes jogos agregaram a minha vida, seja por momentos, por amizades, por reflexões e diversos outros fatores, estes jogos podem resumir o meu gosto, gostaria de falar de mais? SIM! Mas um TOP 10, só pode 10 hahahaha

    Faça o seu também! =P

    Final Fantasy VII Remake

    Platform: Playstation 4
    593 Players
    257 Check-ins

    24
    • Micro picture
      rax · 11 months ago · 2 pontos

      Compartilhei aqui pela paixão de como você escreveu e fez o desafio (foi mal não deu para me segurar com o trocadilho do seu sobrenome UAHSUAHSAUHSUAHSUAHUSHA XDD.)

      Ragnarok infelizmente não aproveitei a êpoca que a Level Up tava bombando,ai passei batido.Um dia jogo o original para ter a experiência.

      Warcraft 2 e 3 to devendo jogar pra valer.

      The Last of Us é TANTA gente que fala bem desse jogo que eu vou acabar jogando um dia (ao menos o primeiro),mesmo não sendo lá bem o meu tipo de jogo que mais curto.

      5 replies
  • renanlima2018 Renan Lima
    2020-09-27 16:09:39 -0300 Thumb picture
    Post by renanlima2018: <p>Desafio: Top 20 Músicas de Games</p><p><strong>D

    Desafio: Top 20 Músicas de Games

    DIA 18 - Trilha de Final Fantasy 7 Remake (2020 - PlayStation 4)

    Não esperava por esse jogo, assim como muitos. Nunca tinha jogado Final Fantasy antes na minha vida! Meu único conhecimento sobre o jogo original era seu legado como um dos maiores jogos de todos os tempos e a quebra de exclusividade entre a Square e a Nintendo.

    Por recomendação de amigos eu joguei uma semana depois de seu lançamento e me apaixonei por esse jogo, sua historia, personagens, trama e jogabilidade!

    A trilha sonora desse jogo é épica e memorável. O tema de batalha é incrível, a musica do centro fica repetitiva (é verdade) mas esse é o único defeito que posso apontar sobre o jogo.

    Final Fantasy 7 Remake

    Final Fantasy 7 Remake Soundtrack

    As regras são as seguintes:

    1 - Poste uma música de um jogo por dia por 20 dias (total de 20 jogos);

    2 - Não pode repetir o jogo;

    3 - A música precisa estar no jogo;

    4 - Vale versão remix ou música licenciada no jogo;

    Finalizo agradecendo quem me desafiou @andre_andricopoulos. Desafio qualquer outro lendo e interessado em participar.

    Final Fantasy VII

    Platform: PC
    2858 Players
    204 Check-ins

    1
  • sorensenxd Rafael Sorensen
    2020-07-24 00:42:28 -0300 Thumb picture

    PSVita Check-in

    Infelizmente como estou tendo que focar bastante na minha Iniciação Científica, não to tendo muito tempo para jogar o PSVita também, então to deixando ele de lado, porém consegui já curtir algumas coisas neles

    #27 Jogo Zerado de 2020 - Urban Trials Freestyle

    Eu lembro de passar horas e horas jogando Bike Mania naqueles sites aleatórios de jogos em Flash e isso fez eu adorar qualquer jogo que seja desse estilo, foi bem rápidinho finalizar todas as missões, mas ele não é tão legal assim então não pretendo fazer 5 estrelas em todas as telas, fiz 5 estrelas em boa parte e finalizei todas as missões e para mim já está ótimo

    Rogue Legacy

    Joguei ele bastante no PS3 e eu fiquei meio viciado nele, sempre que eu morria eu queria tentar mais uma vez e acabava passando horas e horas jogando ele, agora vou ver se no PSVita eu consigo finalizar ele, porém não duvido que eu abandone, eu sou muito ruim nele kkkkk, pretendo fazer mais upgrades e comprar novos equips pra ver se eu consigo avançar, eu gosto de jogar ele quando to com algum tempinho livre

    Final Fantasy VII

    Enquanto eu estava jogando o Remake me deu muita vontade de voltar pra esse jogo e finalmente tentar finalizar esse jogo, já joguei o início dele muuuitas vezes, porém por diversos motivos acabei abandonando (perder save, rom bugada que não trocava de disco, vendi o PSP onde eu estava avançando)

    E agora estou começando a ficar com vontade de jogar o FF VII Remake enquanto jogo o original kkkk, vou tentar fazer o máximo para finalizar ele dessa vez!

    Vou tentar fazer um post com screenshots do original comparando com o Remake

    Muramasa Rebirth

    Apesar de ter adorado o jogo, o combate dele ser excelente, eu acabei perdendo a vontade de continuar a jogar ele, pq todo capítulo era a mesma coisa:

    andar, andar, lutar, andar, andar, falar com um pessoal antes do boss, lutar contra o boss e depois ter que atravessar o mapa todo pra ir para outro lugar, ou seja, tava virando um Walking Simulator, pretendo dropar ele, mas acho que eu posso acabar querendo voltar pra ele mais pra frente

    Urban Trial Freestyle

    Platform: Playstation Vita
    249 Players
    1 Check-in

    8
    • Micro picture
      santz · about 1 year ago · 2 pontos

      Rogue Legacy é muito viciante.

      1 reply
  • anaelize Ana
    2020-06-26 13:39:47 -0300 Thumb picture
    17
    • Micro picture
      salvianosilva · about 1 year ago · 2 pontos

      Foda

    • Micro picture
      rax · about 1 year ago · 2 pontos

      Eu nem sei o que é jogo de PS1 original (nunca vi ao vivo namoral kkkkkk.)

      2 replies
    • Micro picture
      msvalle · about 1 year ago · 2 pontos

      Comprou quantos de cada? XD

      4 replies

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...