• salvianosilva Salviano Silva
    2022-08-25 11:19:10 -0300 Thumb picture

    Aplicativo mobile do Steam finalmente recebeu uma renovação

    "Hoje, estamos dando início aos testes da versão beta do novo aplicativo móvel do Steam, com vagas limitadas. Refizemos o aplicativo do zero, usando novas tecnologias e um design moderno (afinal, não estamos mais em 2015). Você ainda poderá explorar a loja, obter o código do Steam Guard e confirmar trocas, mas agora o aplicativo oferece início de sessão com código QR, notificações mais inteligentes, uma biblioteca aprimorada e compatibilidade com várias contas."

    Com isso, a Valve anunciou ontem a atualização no aplicativo.

    No momento o aplicativo está em fase beta, então caso queira testar, entre por um dos links abaixo.

    Testando, será possível entrar em sua conta escaneando o QR Code pelo seu celular.

    Androidhttps://play.google.com/apps/testing/com.valvesoft...

    iOS (com limite para apenas 10 mil usuários, então caso não conseguir testar agora, aguarde mais vagas serem disponibilizadas):  https://testflight.apple.com/join/8BOPXsGz

    20
    • Micro picture
      _gustavo · about 1 month ago · 2 pontos

      Putz, tava mesmo na hora, apesar de usar mais por causa do guard mesmo ainda assim eu as vezes abro coisas por ele

    • Micro picture
      santz · about 1 month ago · 1 ponto

      Achei que ia dar para comprar jogos por ele.

  • appstudio Appstudio
    2022-08-09 07:25:31 -0300 Thumb picture

    5 Parental Control Apps To Look Out

    Medium 3928736 featured image

    Parents want to keep their children safe and secure, but they also want them to have fun. In 2021, there will be many parental control apps available for Android and iOS platforms that will make it easy to manage the activities of your children. These apps will allow you to track their location and monitor their phone usage. You can also restrict their access to specific websites and apps, and even set time limits for their playing.

    Read Blog : https://www.appstudio.ca/blog/5-parental-control-apps-for-android-ios-platforms/

    About Appstudio :

    If you are looking for one of the reputable top android app development companies that can help you create high-quality applications, look no further than Appstudio. With over 10 years of experience in the industry, we know exactly what it takes to create successful apps.

    We take a hands-on approach to app development, meaning that we work with you closely throughout the entire process. This means that you can be sure that your apps will be of the highest quality.

    If you are interested in learning more about our services or want to see a few of our past projects, please visit our website or contact us today. Our freelance android app developers would be happy to discuss our capabilities and answer any questions you may have.

    Appstudio’s Contact Details :

    Address : 350 Bay St, 7th floor, Toronto, ON M5H 2S6, Canada

    Tel No :+ 18003529138

    Email Id : info@appstudio.ca

    0
  • luchta Ewerton Ribeiro
    2022-08-03 14:15:32 -0300 Thumb picture

    Ys Online: The Ark of Napishtim para Android e iOS

    É isso aí... Ys tem um MMO novo, chamado Ys Online: The Ark of Napishtim, ele já foi lançado ano passado no oriente, mas agora vai ser lançado um servidor global. E... eu estou confuso, já ouve um Ys Online antigamente, e que os servidores foram fechados, esse mobile não tem nada haver com ele. Ao mesmo tempo que por algum motivo resolveram basear esse MMO no enredo de Ys VI, não nos primeiros ou nos mais recentes, ou contar uma história no futuro como Ys Online, ou no passado, mas especificamente Ys VI que tem um enredo bem fechadinho. Estranho demais... Não acho esse jogo um dos mais memoráveis, mas enfim... tem elfos com rabo, então é legal por isso.

    Duvido que alguém aqui vai jogar esse MMO, que provavelmente vai ser gacha para sugar seu tempo e sua sanidade, mas se quiserem tem o pré registro aqui: https://ysol.zlongame.net/. As artes são lindas pelo menos, é legal ver os personagens de Ys VI em 3D e com artes novas e bem feitas. O que me faz lembrar que esse foi o último Ys que fui com o intuito de terminar a anos atrás, até tenho um detonado que estava seguindo a anos no assistir mais tarde no YouTube, mas com o tempo eu enjoei de RPGs longos e desde lá não consegui me engajar em mais nenhum, até os dias de hoje... Quem sabe um dia eu me anime a terminar ele e os outros jogos da franquia Ys.

    Ys VI - The Ark of Napishtim

    Platform: PC
    50 Players
    14 Check-ins

    8
    • Micro picture
      xch_choram · about 2 months ago · 1 ponto

      Lembro que cheguei a testar no servidor jap na época, mas não tava entendo nada então seila, não parecia a mesma pegada dos jogos normais por conta de ser MMO e tal.

    • Micro picture
      tassio · about 2 months ago · 1 ponto

      To na espera do Y's X. Fechei o IX a pouco tempo, to jogando o VIII novamente. Tudo offline mesmo.

  • luchta Ewerton Ribeiro
    2022-07-15 19:14:36 -0300 Thumb picture

    Jet Racing Girls é uma cópia "oficial" de Kandagawa Jet Girls!

    Dolphin Wave é a desenvolvedora desse jogo, e ele vai ser publicado pela Marvelous, a mesma que publicou o Kandagawa Jet Girls, e o jogo é basicamente a mesma coisa de sua inspiração, porém com outras garotas. Realmente eu não sei por que não fazer uma sequencia, mas né... Dolphin Wave vai sair para mobile e PC. E pelo jeito deve rolar muita microtransação, pelo menos o visual está muito bonito!

    Kandagawa Jet Girls

    Platform: PC
    4 Players
    4 Check-ins

    6
    • Micro picture
      xch_choram · 2 months ago · 1 ponto

      Ué, mas é um jogo de carta kkk, parece um YGO 5Ds de sky e garotas de anime

      3 replies
  • _gustavo Luis Gustavo Da Luz
    2022-06-27 16:06:57 -0300 Thumb picture

    Tower of Fantasy

    O "temos Genshin Impact em casa" está com o pré-registro aberto, terá versões na Steam e Epic

    https://store.steampowered.com/app/2064650/Tower_of_Fantasy/

    Tower of Fantasy Official Website - A Shared Open World RPG (toweroffantasy-global.com)

    Eu tentei jogar o beta de junho mas demorei, fechou muito rapido os novos cadastros, ele deve lançar global em breve, apesar da clara inspiração, o povo mais especialista que jogou diz que ele ta mais interessante que o Genshin

    19
    • Micro picture
      matheusps92 · 3 months ago · 2 pontos

      Parece interessante, mas eu to fora. Eu só tenho uma alma e quero gastar ela em vários jogos ao invés de um só :V

    • Micro picture
      sweet_lorelei · 3 months ago · 1 ponto

      parece bem legal esse vou ficar de olho

  • anduzerandu Anderson Alves
    2022-06-20 12:30:46 -0300 Thumb picture

    Registro de finalizações: Diablo Immortal

    Zerado dia 20/06/22

    Ah, eu nunca vou me esquecer como conheci Diablo II: Lord of Destruction aleatoriamente virando a noite numa lan house no Rio De Janeiro com amigos quando eu tinha uns 13 anos de idade. Que jogo sensacional aquele! Alguns anos depois tive meu primeiro PC e achei o jogo para comprar e lá se foram meses ou anos de muita jogatina, primeiro sozinho (e ficando preso na batalha contra o próprio Diablo pois fiz uma build de paladino completamente aleatória) e depois online com amigo(s) e até aleatórios por aí. Essa era a vida! Adorava como o jogo era criado aleatório a cada campanha, as mil e umas possibilidade e customizações com cada classe de herói, o enredo da campanha, explorar os cenários que pareciam contar uma história e a ambientação! Que ambientação! Eu diria que D2 era exatamente o que Dark Souls é para mim hoje em dia em todos os aspectos!

    O fato é que os anos foram passando e eu fui finalmente cansando, mas ainda o considero uns dos melhores jogos já criados e perfeito no que propunha. Sensacional! Não voltei para jogar sue remake, Resurrected, justamente por ter jogado muito o original (até joguei a demo/beta mas tive problemas de performance e realmente eu já estou satisfeito com D2 no momento). Mais tarde anunciaram Diablo 3 e eu pirei! Mas foram anos até conseguir o jogar pois inicialmente ele estava muito além do poder do meu computador e eu nem sonhava em ter um console como Xbox 360 ou PS3 pelo meu poder aquisitivo, mas quando finalmente chegou a hora... Achei o jogo uma grande decepção! Muito fácil, linear, limitado e com visuais infantis. O impacto daquela experiência foi tão grande, de forma negativa, que não me animei com nada mais da franquia, nem mesmo Diablo 4.

    Há alguns anos, assim que entrei na Alvanista, joguei o primeiro Diablo (se não me engano foi o primeiro jogo que escrevi uma crítica por aqui). Gostei bem mais dele, mas também é um jogo bem curtinho e limitado e que seria muito melhorado em sua sequência. Ainda assim o considero um bom jogo e muito mais interessante do que o baby-like D3.

    Mas e Diablo Immortal? Anunciaram esse jogo numa conferência da Blizzard e eu achei a ideia interessante enquanto a fanbase odiou! Todo mundo querendo um título novo de peso e os caras anunciam algo para celulares!

    Mas eu curti a ideia, e sendo grátis ainda, não perdi a fé enquanto todos pediam o seu imediato cancelamento antes da hora, haha. Lembro ainda que fiz o pré-cadastro para baixar DI assim que ele fosse lançado, mas demorou bastante, viu? Fui até perdendo o interesse e achando que poderiam desistir de lançá-lo.

    Há poucas semanas atrás o jogo finalmente ficou disponível e logo quando eu tinha decidido baixar e jogar outra coisa no smartphone: Fallout Shelter. Diablo teria que esperar um pouco, mas decidi baixar logo seus 2GB e a primeira sacanagem aconteceu quando a Play Store disse que eu precisava de mais espaço e sem querer eu apaguei o Fallout e meu progresso de alguns dias! 

    Na minha curiosidade e já sabendo que jogaria DI em breve pelo hype do povo e liberar espaço no celular, resolvi dar uma conferida no jogo e logo na tela inicial ele sugere que há mais download a ser feito, embora tenha me parecido relativamente opcional. E isso porque haviam pacotes de coisas como texturas ou feições dos personagens ou algo assim, mas também haviam mapas (que agora sei que são localidades obrigatórias na campanha). Mandei baixar tudo mas sempre precisava de mais e mais espaço e meu celular (de 64Gb de HD) estava mesmo meio cheio pois costumo gravar vídeos e tirar fotos em alta definição. 

    Isso me obrigou a deletar muitos arquivos interessantes, mas creio que a Google tenha feito os backups certinho (espero). No final das contas, DI pesa, atualmente, 12GB!

    Iniciando a aventura, pude escolher entre algumas das classes clássicas, como Bárbaro, Feiticeira, Caçador de Demônios, Monge etc. É possível ainda escolher entre o gênero feminino e masculino, o que trás mudanças visuais e na voz do personagem, que fala durante as missões. A minha escolha foi o Necromante pois fiquei com medo de a jogabilidade exigir muita precisão e velocidade na touchscreen e meus summons poderiam fazer o trabalho pesado!

    Bom, os primeiros momentos de DI resumem a campanha inteira, que age quase que como um grande tutorial 95% do tempo: o jogo te manda ir para algum lugar falar com alguém ou derrotar certos monstros e uma espécie de GPS se ativa na tela. Você segue as pegadas até o seu destino e faz o que é preciso e depois novamente e novamente e... Mais uma vez.

    Tudo é muito simplificado e não há a menor necessidade de exploração visto que você pode seguir o "GPS" mas mesmo se optar por o desligar, o mapas são abertos, genéricos e vazios (senão pelos monstros andando por aí).

    Visualmente o jogo é muito bonito e se assemelha muito a D3. Até me sentia jogando uma DLC dele ou coisa assim. Nem preciso dizer que para mim isso chega a ser um ponto negativo pois esse artstyle que a Blizzard adotou é muito colorido, cheio de neons e até infantil, como se eu estivesse jogando algo oriundo de League of Legends ou sei lá.

    Dei uma olhada nas opções e há alguma customização de nível gráfico. Bizarramente o meu celular não suporta a opção de 60fps, então tive que me contentar com os 30 mesmo (e é um ótimo celular recente). Mas ele deixam você melhorar texturas, efeitos visuais etc e mencionam que isso pode afetar o desempenho e consumo da bateria (tem até uma barra indicando o quão "pesado" o jogo está naquelas configurações. Fiquei trocando entre o modo de baixa, média e alta performance mas não notei diferença (só no fraco que talvez tenha visto um pouco de serrilhado, mas é completamente jogável e nada feio).

    O que me incomodou mesmo na parte visual é a interface de usuário, ou seja, as informações na tela do jogo que são demais e fazem jus ao lado "MMO" de DI. Há botões de combate e movimento mas há foto com informações, mini mapa, menus, nomes e barras de vida dos inimigos, o analógico virtual e se você deixar aberta a aba com as instruções da missão atual e o chat de texto, fica um verdadeiro caos! Infelizmente um caos um tanto necessário e que deve ser melhor disposto jogando num PC. Infelizmente não tenho nenhuma imagem que faça jus ao que eu disse.

    Nesse início você vai perceber que o personagem ganha níveis muito rapidamente. Eu mal testei o jogo e já estava no nível 17 e a última missão principal se dá no 56. 

    Outra coisa que me desagrada é que o loot é, assim como em Destiny, totalmente aleatório em relação a estética. O que eu quero dizer é que nos jogos antigos você começava com roupas de couro, vestes simples, e passava pelo metal e assim por diante (mais uma vez, como Dark Souls). Aqui na primeira hora o seu personagem já tem vestimentas que se parecem lendárias, como cores mais fortes e mais efeitos neon. Todo mundo aprece super forte, haha.

    Para finalizar a parte bizonha de DI, ele é cheio de menus e menus dentro de menus dentro de menus. Há vários bônus por completar missões específicas, determinados atos, ganhar níveis no passe de batalha (sim, tem um PB) e mesmo cosias para te seduzirem a gastar alguma grande depois. Porém, reivindicar todas essas cosias exigem que você acesse diversos menus e ícones dentro de outros e por aí vai. Que bagunça! Não podia juntar tudo num lugar só?

    Enquanto você deseja avançar na campanha e reza para que o próximo nível do personagem melhore uma das quatro habilidades que você equipou e está usando, DI insiste em te ensinar mais e mais lugares para jogar multiplayer. Tem um que você joga em grupo derrotando monstros e um chefe no fim. Tem outro que é basicamente a mesma coisa, e mais outro, e mais outro. Tem lugares que você precisa jogar muito ou pagar para ganhar joias e coisas assim para equipar nos seus equipamentos e tal, tem um lugar que demanda que obrigatoriamente 8 jogadores lutem contra um mega chefe e até um lugar que funciona exatamente como um MOBA, fora os modos convencionais de PVP.

    Há muito foco no multiplayer e as cidades e demais mapas estão sempre cheio de pessoas paradas (ao maior estilo WoW) ou andando por aí e até roubando as kills de monstros que você precisa para missões. É definitivamente um jogo social.

    Durante a campanha, é tudo muito fácil, ridiculamente fácil, e os desafios de verdade ficam a critério das missões opcionais que você arranja gente aleatória, inclusive pelo chat do servidor, para conseguir loot e tal, mas geralmente não vi nenhuma vantagem.

    Para mim, o pior lado de DI é que em certos momentos dessa campanha o jogo simplesmente te obriga a alcançar certos níveis, como 5 acima do seu, e a partir de um ponto, isso fica muito lento, muito mesmo, Esses últimos dias eu passava horas apenas upando o personagem para fazer uma missão e logo em seguida me obrigarem a subir mais 5. Isso é bem chato.

    Resumindo: Diablo Immortal é um jogo que parece direcionado para quem curte Diablo 3, MMOs ou ambos. É uma aventura completamente simples e automatizada e com um enredo meios em sal, que se passa a seguir de D2. Felizmente a experiência é gratuita e é totalmente possível terminar sem gastar um centavo, mas exige paciência em certos momentos com muita repetição para alcançar o nível que por algum motivo é obrigatório pela campanha ou mesmo aguentar esse festival de missões genéricas, diversas vezes cada.

    De bom: belos visuais e um dos melhores de celular. Para um jogo mobile, ele me parece bem caprichado em detalhes visuais e até um enredo com cutscenes e tal. Jogabilidade simples e com alguma estratégia em desafios mais tensos. Campanha com duração boa, senão fossem as necessidades de ganhar níveis para prosseguir. Dá para terminar gratuitamente. Bastante conteúdo para quem quiser continuar jogando.

    De ruim: muito simples. Muito mais MMO do que eu imaginava, incluindo missões de ficar matando monstro para consegui itens e a poluição visual de nomes de personagens e de clãs na tela. Cenários vazios e desinteressantes, com alguma exceções (que ainda são vazios). Desafios em grupo se baseiam em muitos monstros na nossa direção e todo mundo usando qualquer habilidade que tiver disponível e toda aquela bagunça de efeitos especiais. Todo mundo parece alto nível desde o início. Builds muito limitadas e todo mundo acaba sendo igual. Muitos menus dispersos com muitas finalidades. Matar monstros parece não dar XP nenhum, mesmo os mais fortes que você e o foco deve ser missões de passe de batalha e afins. Que paga tem vantagens e o PvP deve ser impossível se você não gastar nada. Em questão técnica, DI devora a sua bateria, pode variar o desempenho bastante e requer conexão com a internet o tempo todo.

    No geral, achei que a experiência foi um bom passatempo, mas longe do que eu espero de uma jogatina de Diablo. Achei ainda que ele se estendeu um pouco demais com essa coisa de me fazer ganhar níveis para prosseguir. Poxa, me deixa jogar! Eu nem estou fraco! Vi aqui os recentes gameplay de D4 e, mesmo parecendo algo muito superior, parece mesmo que eles vão seguir esse artstyle mais pop e todo o lance social, cheio de gente perambulando na tela ao invés daquela sensação de solidão bacana. Sobre DI, completamente passável.

    Diablo Immortal

    Platform: Android
    6 Players
    1 Check-in

    11
    • Micro picture
      seufi · 3 months ago · 2 pontos

      "Ainda assim o considero um bom jogo e muito mais interessante do que o baby-like D3." Concordo. Joguei a versão de psx a pouco tempo e ele ainda se sustenta como um bom jogo, limitado, mas bom. Já o D3... maçante. Não te estimula muito a procurar novos equipamentos.
      Por exemplo: To com um druida 91 no d2. Achei uma besta muito boa pra ele. Agora, como tiro muito dano, o comportamento dos boss muda e ele fica tentando me atacar. Com a besta velha, ele ficava tranquilo batendo no urso. Fora a dificuldade do tormento. Mas no d3, sinceramente, nem de muito equip você precisa.

  • anduzerandu Anderson Alves
    2022-06-10 22:12:02 -0300 Thumb picture

    Registro de finalizações: Fallout Shelter

    Terminado dia 10/06/22

    Me lembro como se fosse ontem quando a Bethesda soltou Fallout Shelter do nada em uma dessas conferências anuais e eu achei bem curioso, mas não sabia se deveria jogar ou não. Ah, sei lá. Curto muito Fallout mesmo, mas jogos mobile são sempre complicados pela jogabilidade touchscreen, micro transações e mesmo o simples ato de jogar num celular, que não me parece certo ou confortável.

    O jogo então ficou baixado no meu Nintendo Switch por muitos e muitos meses até que eu resolvi o deletar. Mais tarde voltei a instalar pelos apelos positivos a ele por parte dos meus amigos, mas acabei ficando sem vontade de novo e o deletei mais uma vez apesar de que FS sempre ficou ali, num cantinho da minha cabeça, dizendo para experimentar. Procurei no howlongtobeat.com lá estava ele, com menos de 20 horas. Pera, tem fim?!

    Iniciei o jogo no Android recentemente e ele ensina bem o básico no início. Basicamente você tem que gerir uma das clássicas Vaults daquele universo e a povoar, afinal é para isso que existem esses abrigos subterrâneos de Fallout: sobreviver num mundo pós-apocalíptico.

    Com alguns poucos trabalhadores não há muito o que fazer além de procriar e construir ou expandir salas básicas, como geração de energia, água ou comida. É importante saber que construções custam dinheiro e manter esses espaços gasta da sua reserva de energia ou seja, não dá para sair construindo coisas sem pensar pois se o consumo for maior que a geração daquele insumo, as coisas começam a parar de funcionar e atrasam a sua vida.

    Alguns tipos de salas ainda demandam consumo de água e quanto mais gente, mais comida deve ser gerada para manter as coisas de pé, fora que o aumento da população limite requer a construção ou aprimoramento de um tipo de sala específica.

    Conforme as pessoas vão trabalhando e gerando recursos e dinheiro você pode expandir suas salas para gerarem melhores resultados e conforme a população aumenta é possível construir novos tipos de salas, como treinamentos em habilidades específicas. Essas habilidades são importantes pois um trabalhador especializado em uma determinada letra das sete S, P, E, C, I, A e L gerarão resultados mais rapidamente em específicas salas. Por exemplo, a sala de geração de água limpa e da letra P e um funcionário especializado nessa letra gerará esse recurso bem mais rápido que um que não tem esse conhecimento.

    FS é um jogo de atribuição de trabalhadores à posições diferentes que você joga menos e espera mais. Sendo assim, você espera que um funcionário gere um insumo e quando o fizer, você deve tocar naquela sala para o coletar. Se não o fizer, o personagem ficará parado aguardando sem trabalhar!

    É importante saber que sozinha a sala pode ser inútil e com um trabalhador ela gerará aquele recursos em, digamos, 8 minutos e meio. Com um trabalhador especializado esse tempo é drasticamente diminuído e quanto mais pessoas ali trabalhando, mais rápido o trabalho será feito. Agora imagine 4 pessoas especializadas fazendo aquilo! É muito rápido!

    Enquanto você espera ou tiver muitos recursos, há alguns motivos para continuar na tela do celular. A gravidez das mulheres é demorada e leva horas até gerar uma criança que por sua vez demorará mais um longo tempo até crescer e poder trabalhar ou procriar.

    Nesse meio tempo você pode fazer os bônus de assistir propagandas, clássico de jogos mobile, mas aqui vale muito a pena e mesmo quando eu jogava offline, lamentava ter que esperar até chegar em casa e acessar a internet para ganhar cosias muito úteis, como bastante dinheiro ou loot boxes, que geralmente tem itens bem bacanas. Vale lembrar que tudo o que envolve assistir propagandas só pode ser feito a cada 3 horas e meia ou algo assim.

    Outra coisa curiosa é que uma espécie de espião aparece na sua Vault e meio que se camufla pelo cenário e você terá poucos segundos para o encontrar e tocar nele, ganhando assim muito dinheiro (com a possibilidade de ganhar ainda mais se ver uma propaganda). O celular vibra quando ele aparece e desaparece.

    Há vários eventos aleatórios volta e meia no seu abrigo, como salas que pegam fogo do nada, baratas ou topeiras radioativas que brotam do chão ou mesmo bandidos que chegam quebrando a sua entrada e atacando a tudo e todos. Todos esses problemas devem ser resolvidos o mais rápido possível pois as coisas podem piorar!

    As chamas se alastram para mais salas, os bandidos tiram muita vida e até matam seus moradores, alguns monstros ainda são radioativos e diminuem a vida e felicidade do povo e alguns são duros na queda, como os escorpiões que além de tudo ainda ficam fugindo e brotando em diferentes locais e ainda roubam a energia da Vault. Malditos escorpiões! Nem os Deathclaws, que ainda vinham em grupos, me assustavam tanto quanto um único escorpião!

    Para completar você pode fazer uma das 3 missões opcionais aleatórias que sempre estarão disponíveis e envolvem coisas como vender itens, recrutar personagens, parir bebês, derrotar inimigos etc. Essas missões também podem ter boas recompensas por terminá-las e a maioria vale a pena fazer quando tiver um tempo (a maioria fiz na sorte). Senão melhor pedir para cancelar e gerar um nova.

    Conforme fui avançando, o jogo foi perdendo a graça rápido. Tudo estava sob controle, meus personagens eram bons e fortes e nada acontecia! Tava extremamente fácil e repetitivo eu assistindo os personagens trabalhando, gerando recursos e a cada mil horas derrotando bandidos em invasões toscas. Coma população maior, eu estava podendo criar mais salas, mas eram salas que eu não usava, como essas de treinamento pois meus personagens sempre estavam ocupados trabalhando e por lá mesmo eles se especializavam no que estavam fazendo e ganhavam níveis. Resolvi então pesquisar como se terminaria esse jogo e se compensaria continuar.

    Foi aí que eu descobri que FS realmente não tem um final. Teve um cara que transmitiu toda a sua jogatina do título até que chegou à população máxima: 200 pessoas. Ele ainda estava com uma Vault bem sustentada e defendida. Ok, fiz disso o meu objetivo com o jogo.

    Por coincidência, um ou dois dias depois Diablo Immortal foi lançado. Estaria eu de volta aos jogos mobile? Fui instalar e descobri que meu celular precisava de mais espaço e a Google Play marcou uns app para desinstalar e abrir espaço e eu não percebi que FS estava no meio deles. Lá se foi meu jogo.

    Pensei em deixar o jogo de lado mas ao mesmo tempo que estava cansado, estava levemente viciado. Uma sensação que nunca tive antes com nenhum outro jogo. Reinstalei na esperança de meu save estra salvo no celular ou nuvem, mas o perdi mesmo.

    Um amigo me falou que o jogo fica melhor depois que você constrói uma sala que libera quests e controla o pessoal nelas. Não entendi muito bem, mas isso, o fato de eu ter apenas 17 pessoas na Vault e o objetivo de chegar aos 200 moradores falaram mais alto que a desmotivação. Recomecei e fiz questão de ligar a opção de save em nuvem.

    Com meus conhecimentos eu pude jogar mais rápido e mais inteligente no que priorizar ou não, como comandar os trabalhadores e até no posicionamento estratégico das salas. Rapidinho passei de ontem estava e tudo ocorreu bem melhor. Os visuais do jogo também sempre ajudam demais na experiência!

    Logo finalmente abri a sala das quests! E é aqui que o jogo fica mesmo melhor!

    As quests são um menu que se abre e várias missões se disponibilizam. Você escolhe uma delas e manda até 3 personagens que tenham os requisitos mínimos, que geralmente é o nível mínimo, mas as vezes os atuantes tem que vestir roupas específicas ou ter armas de determinado dano para cima.

    Com tudo certo, basta os despachar e eles saem do abrigo em rumo à algum lugar nos ermos. Aqui é curioso: eles levam horas para chegar lá e você pode ir jogando na Vault enquanto isso ou sair do jogo e voltar mais tarde ou ainda pagar com garrafas de refrigerante para que eles cheguem instantaneamente (essas garrafas agilizam muitas ações importantes no jogo e são o tipo de coisa que um jogador pagante compraria - muitas são dadas de graça durante a aventura).

    Já no local você controle o trio apenas clicando para eles avançarem de sala em sala sem saber o que tem lá até adentrar em cada uma delas. Pode ser que não tenha nada em uma, itens na outra, inimigos ou combinações dessas coisas. Geralmente você termina a quest antes de explorar os prédios completamente, mas vale a ir atrás de mais loot se você estiver forte o suficiente e por roupas e armas em cada um dos seus habitantes. Para voltar para casa é o mesmo: ou você espera horas ou paga garrafas. Essas quests são bem bacanas, mas depois de fazer um bocado você percebe que elas são bem similares em cenários e jogabilidade e acabou ficando meio chato também. E foi assim que o jogo foi ficando chato novamente, repetitivo e sem objetivo. Cheguei aos 100 habitantes, requisito para poder construir a última sala da lista e desisti de chegar aos 200 pois não fazia mais sentido.

    Resumindo: Fallout Shelter é um jogo muito legal por bastante tempo e ainda melhor para quem curte ou conhece a franquia, embora isso não seja mandatório. A jogabilidade simples, estilo cartum clássico da série e alguma estratégia estão entre os pontos altos, além de não ter me enchido a paciência pedindo compras ingame e nem ter parecido um pay-to-win. Foram poucos dias de jogatina e eu esperava algo muito mais arrastado e tedioso. Infelizmente há um ponto que tudo perde um pouco do sentido, mas se você realmente curtir a experiência há mais coisinhas interessantes para se fazer, como completar todas as quests e suas histórias ou mesmo tentar conseguir personagens famosos dos outros jogos da série para o seu abrigo.

    De bom: lindos visuais. Bastante conteúdo. Sonoplastia muito legal. O jogo te deixa ocupado com diversas ações simultâneas. Jogabilidade simples. Sistema de ver propagandas opcionais dão ótimas recompensas. Legal ver a evolução do abrigo, suas salas e habitantes. As quests são bacaninhas. Não vi a necessidade e investir nem um real.

    De ruim: as vezes perde um pouco o sentido. Invasões de inimigos fortes são sempre no mínimo uma agonia. A jogabilidade no touchscreen as vezes é irritante: você quer arrastar a tela para ver outras salas mesmo com o zoo-out no máximo por já ter muitas construções feitas mas acaba arrastando trabalhadores para outros lugares, ou você quer consultar a letra de uma sala e seleciona um personagem e as vezes tem que fazer isso várias vezes até conseguir. As salas que você vai desbloqueando começam a parecer bem inúteis e eu esperava poder fazer coisas bem mais legais como torretas ou sei lá. Alguns insumos, sobretudo a energia, parecem nunca serem o bastante e eu tinha muitas salas totalmente disso com muitos operários para conseguir sustentar com alguma dificuldade enquanto a de comida eu tinha duas e meia e sempre tinha recursos com folga.

    No geral, o jogo é muito gostoso e bacana enquanto não perder sua motivação. Eu recomendaria jogar casualmente e entendendo como fazer isso, lendo e usando estratégia, mas para quem quiser um ponto final e conhecer bem sobre ele, a ideia do nível 100 e todas as salas rende muitas e boas horas, depois vem a decisão de continuar expandindo, procriando por mais 100 pessoas e fazendo as demais quests. Jogo muito legal! Agora tô atrás da versão Board Game!

    Fallout Shelter

    Platform: Android
    236 Players
    137 Check-ins

    13
    • Micro picture
      seufi · 4 months ago · 2 pontos

      Joguinho mt legal

  • appstudio Appstudio
    2022-05-20 07:53:04 -0300 Thumb picture

    Premium Android App Development Company in Canada

    Medium 3914620 featured image

    AppStudio is an invincible android mobile application development companybased in Canada. Our exemplary offerings include software design and development innovation, with a core focus on web and mobile application development. As an industry leader, we pride ourselves in adopting, iterating and investing in state-of-the-art technologies, seamless processes and creative talent. Our commitment to offer the best-in-class digital products to our clients is what we are famous for. AppStudio has brought in a breathtaking digital transformation to countless start-ups, organizations and industry giants. Hire Android Programmers and iPhone developers to leverage the power of the finest technologies, tools and tech stacks, offering stellar web and mobile apps to facilitate utmost ease and convenience to the end-users.

    0
  • 2022-05-18 18:04:22 -0300 Thumb picture

    Setup antigo para emulação

    Anos atrás, antes de eu ter adquirido um switch (já vendi inclusive), tinha montado esse kit pra emulação com o melhor custo/benefício pra época.

    O kit se tratava de um tablet da Amazon chamado FireHD, de 8' (R$ 400,00) e um controle Ipega 9023S (menos de 100,00). 

    Confesso de que, apesar da aparência de frankenstein, o setup me proporcionou muitas horas de emulação (e funcionava muito bem).

    Hoje não tenho mais o setup, pois passei pra frente, mas acho que seria legal compartilhar aqui um pouco de como era.

    Senão me engano, isso era em 2016~2018.

    X-Men: Mutant Apocalipse, rodando no ZSnes

    Se não me engano, era Pokemon SoulSilver, rodando no DraStic (liso tb)

    28
    • Micro picture
      lesomora · 4 months ago · 2 pontos

      Top! Época boa essa. O meu é o ps vita desbloqueado, mas não roda ds

      2 replies
    • Micro picture
      santz · 4 months ago · 1 ponto

      iPega é vida. Eu tinha um controle mais simples para jogar no celular, mas hoje em dia meu celular mal tem uso.

  • 2022-05-09 20:18:12 -0300 Thumb picture

Load more updates

Keep reading → Collapse ←
Loading...