subzero_amarelo

Primo do Scorpion Azul. Só jogo velharia.

You aren't following subzero_amarelo.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • 2021-05-05 21:05:24 -0300 Thumb picture
    subzero_amarelo checked-in to:
    Post by subzero_amarelo: <p><strong>Finalizado!</strong></p><p>2021 - <stron
    Super Metroid

    Platform: SNES
    7515 Players
    242 Check-ins

    Finalizado!

    2021 - #24

    Geral - #219

    Finalmente chegou a hora de falar sobre ele. Meu jogo favorito da vida, pra mim uma verdadeira obra de arte em 16 bits, o melhor jogo de todos os tempos pra mim. Chegou a hora de falar de Super Metroid.

    Tranquilamente é o jogo que mais joguei na vida. Devo ter zerado ele algumas centenas de vezes, e todas essas vezes eu zero com a mesma empolgação, como se jogasse sempre como se fosse a primeira vez. Algum jogo na vida de vocês também traz essa sensação? Porque eu sinto que nunca vou enjoar desse jogo, mesmo sabendo o mapa inteiro decorado, a localização de cada item, como matar cada chefe...

    Super Metroid foi além de um jogo, um companheiro. Era o jogo que eu voltava a jogar sempre que devolvia algum cartucho alugado, sempre quando eu tava triste e precisava de um ânimo, sempre quando eu queria descobrir algo novo, uma rota nova, e claro, não sosseguei até saber onde estava cada item e upgrade do jogo. A emoção de zerar esse jogo a primeira vez eu lembro até hoje, com detalhes. Ao derrotar a Mother Brain (que por sinal, é um puta chefe final, um dos mais aterrorizantes e marcantes dos videogames), fiquei tremendo de emoção, só pra descobrir que tinha que escapar do planeta explodindo. Aí foi mais emoção ainda. E essa emoção persiste até hoje, é incrível.

    Não vou falar de mecânicas, jogabilidade, nem nada porque Super Metroid acredito que já é bem conhecido. Mas um jogo 2D de 16 bits despertar diversas emoções, como solidão, angústia, alegria, claustrofobia e até raiva também, usando apenas elementos de ambiente e trilha sonora, sem ter uma linha de diálogo... cá entre nós, é nada menos que genial.

    Se esse jogo fosse uma pessoa, eu diria obrigado pra ele. Por ser meu companheiro, meu "confort game", e até hoje me trazer tantas alegrias. Meus amigos, que jogo!

    14
    • Micro picture
      santz · about 4 hours ago · 0 pontos

      Queria muito ter conhecido esse jogo na época para ter essa explosão de emoções, pois, por mais que só ouço elogios desse game, não consigo enxergar como uma obra prima. Não que seja um jogo ruim, pelo contrário, é excelente, gosto muito dele, mas coloco ele no mesmo patamar de A Link to the Past e Mega Man X, que também são ótimos jogos, mas que não chegam a ser o suprassumo da história dos videogames.

  • 2021-05-03 19:18:29 -0300 Thumb picture
    subzero_amarelo checked-in to:
    Post by subzero_amarelo: <p><strong>Finalizado!</strong></p><p>2021 - <stron
    Joe & Mac 2: Lost in the Tropics

    Platform: SNES
    723 Players
    5 Check-ins

    Finalizado!

    2021 - #23

    Geral - #218

    Joguei muuuito esse aqui na infância, nossa. Lembro que o cartucho na verdade era de um amigo, e não pegava no Snes dele. Daí fui testar no meu e... deu certo! O meu Snes era guerreiro, ele rodava tudo quanto era fita que não pegava nos consoles alheios. E foi nessa que meu amigo acabou me dando o cartucho e eu conheci esse jogo. Claro, toda vez que ele ia na minha casa a gente jogava ele em coop, pra ele saber como era o jogo. E Joe & Mac sempre foi divertido.

    E é impressionante como mesmo depois de tantos anos sem jogar, minha memória muscular ainda lembra de muita coisa nesse jogo. Então pra mim, a jogatina foi bem fácil, apesar desse jogo ter umas partes meio cabulosas...

    Quem jogou o 1 já deve manjar desse: plataformazão clássico onde os dois homens das cavernas descem o porrete em tudo o que se mexe. Dá pra atacar em todas as direções, inclusive diagonais e o porrete ganha upgrades em algumas fases. A escolha de fases é bem Mega Man, com o jogador podendo ir na ordem que desejar. Tem fase na água, no fogo, na floresta e por aí vai. Uma pena que o jogo é meio curto, são só 6 fases e ainda tem um sistema de password.

    Apesar de ser curto, o jogo é muito bom. Acho melhor que o primeiro e ainda tem a possibilidade do coop. Jogar com um amigo é muito divertido. Considero esse um dos jogos mais nostálgicos da minha infância, e tenho grande carinho por ele.

    21
    • Micro picture
      santz · 2 days ago · 2 pontos

      Esse jogo é meio difícil. Toda fase tem um chefão no final, complica demais. Gosto mais da continuação dele, o Congo's Capper.

      2 replies
  • 2021-04-30 23:54:47 -0300 Thumb picture
    subzero_amarelo checked-in to:
    Post by subzero_amarelo: <p><strong>Finalizado!</strong></p><p>2021 - <stron
    Injustice: Gods Among Us Ultimate Edition

    Platform: PC
    1137 Players
    112 Check-ins

    Finalizado!

    2021 - #22

    Geral - #217

    Apesar de já ter jogado bastante Injustice (tanto o 1 quanto o 2) nunca tinha parado pra zerar ele de vez. Aproveitei que tinha ele na biblioteca e agora resolvi isso.

    A história do jogo difere um pouco da do quadrinho, que por sinal, li antes de zerar o jogo. Eu achava que a história fosse exatamente igual, mas achei a do quadrinho melhor, bem mais dramática e visceral. Quanto ao jogo, tendo o dedo da NetrherRealm, a jogabilidade lembra bastante Mortal Kombat. Até o design dos personagens tem um aspecto mais sombrio. É um excelente jogo de luta, com variedade de personagens e vários golpes pra fazer, além da interação com os cenários. Tanto esse quanto o segundo são excelentes pra jogar umas partidas em multiplayer. Prato cheio pra quem gosta de super heróis ou só curte um joguinho de luta mesmo.

    9
  • 2021-04-28 19:15:02 -0300 Thumb picture
    subzero_amarelo checked-in to:
    Post by subzero_amarelo: <p><strong>Finalizado!</strong></p><p>2021 - <stron
    Record of Lodoss War Deedlit in Wonder Labyrinth

    Platform: PC
    10 Players
    4 Check-ins

    Finalizado!

    2021 - #21

    Geral - #216

    Uma grata surpresa. Sempre tive curiosidade com Lodoss War, mas nunca assisti. Em breve vou resolver isso. Mas quando anunciaram um metroidvania pesadamente inspirado em Symphony of the Night que se passa no universo do anime, não pensei duas vezes em conferir. E quando eu digo pesadamente inspirado, não é a toa. Até a movimentação de Deedlit é igual à do Alucard e os cenários e inimigos são muito parecidos com os que encontramos no castelo do drácula. A diferença aqui é que a trilha sonora, apesar de boa, não chega nem aos pés do clássico do PS1, mas isso é algo bem difícil de conseguir.

    O jogo é excelente, apesar de bem curto. Levei 5 horas pra zerar, o que é bem pouco pra um metroidvania. Some a isso o fator do jogo não apresentar um pós-game (ou eu que não consegui desbloquear, sei lá) e temos um dos metroidvanias mais curtos até agora. Além disso, você só pode equipar espadas e arcos, não há armaduras diferentes, nem acessórios, botas, etc. A elfa vai sempre com o mesmo equipamento de sempre.

    Apesar da curta duração, mecânicas bem interessantes são apresentadas aqui. Controlamos dois elementais, um de vento e um de fogo, e eles baseiam nossos ataques com espada e arco. Várias interações com os cenários são possíveis usando os elementos, e apesar de só terem dois, pra mim foi o suficiente de tão bem implementado. Deedlit também consegue usar algumas magias adquiridas com a exploração do mapa, além de itens de recuperação. Apesar de ser um metroidvania, o jogo é bem linear e o mapa fácil de ser explorado, dá pra fazer 100% com tranquilidade. O jogo também é bem fácil, não tive muitos problemas e ele é bem amigável, com vários saves e fast travels espalhados pelo mapa. 

    O final do jogo é bem intrigante, claramente deixaram um gancho para um Deedlit in Wonder Labyrinth 2. Até lá, dá pra apreciar esse aqui, que é bem gostoso de jogar. Espero que o 2 aprimore muita coisa e acrescente coisas novas, aí sim seria um jogo pra bater de frente com o Symphony. No final das contas, é uma jogatina bem leve, ideal pra quem quer um metroidvania mais simples e legal.

    23
    • Micro picture
      lendariorandom · 7 days ago · 2 pontos

      Interessante mesmo gostei. Belo texto parabéns

      1 reply
    • Micro picture
      jcelove · 7 days ago · 2 pontos

      Boa, eu levei umas 8h pros 100% sem contar as vezes que recomecei. Acho que é um tamanho OK. 15-20h prum metroidvania como vejo ai fica cansativo (pra mim). Ele não me cansou e foi bem divertido.

      Acho que a idéia não era bater de frente e sim referenciar mesmo o SoTN. Em termos de clima e gameplay foi muito bem sucedido pra mim. Eu tive de procurar na internet os cantinhos dos 2% de mapa que faltaram, me deu um trabalhinho.hehe

      Já achei que o final fechou redondinho sendo um epílogo meio spin of pro anime. Acredito que não venha a rolar um segundo jogo já que o Team Ladbugy, assim como a Wayforward trabalha fazendo um lcenciado por vez, mas espero que rolem updates co novas áreas como fizeram no Tohou Luna Nights e acrescentem achievements tbm no futuro.

      1 reply
  • 2021-04-24 18:21:12 -0300 Thumb picture

    Abril - jogatinas

    Record of Lodoss War: Deedlit in Wonder Labyrinth (PC)

    Persona 3 (PS2)

    Castlevania: Symphony of the Night (PS1)

    - Record of Lodoss War é um anime bem antigo, mas eu nunca cheguei a ver. Mas esse jogo me chamou a atenção desde os primeiros trailers. Um metroidvania bastante inspirado em Symphony, é tudo o que eu precisava saber pra ter curiosidade com o jogo. Bom, comecei agora e de cara já vi que ele tem umas mecânicas bem interessantes, de troca de familiares e botões separados pra usar as armas, magias e um arco. Tem potencial. O anime eu inclusive já botei na minha lista pra ir atrás depois.

    - Reta final do Persona, até que enfim. Depois de mais de 100 horas, agora eu tô rushando de verdade pra chegar no fim logo. Não que não esteja gostando, mas já tô jogando há tanto tempo isso, que pra mim já deu. Em breve o check-out (espero).

    - E já que tô jogando o Deedlit no labirinto, nada melhor que jogar em paralelo sua inspiração máxima. Um dos jogos da minha vida e é incrível como esse jogo não envelhece e permanece bom em todos os aspectos. Curioso que esse é o Castlevania que mais joguei, mas ainda me perco vez ou outra no castelo. Acho que é porque acabo confundindo algumas áreas do Symphony com o Aria of Sorrow, e minha memória me trai um pouco...

    Record of Lodoss War Deedlit in Wonder Labyrinth

    Platform: PC
    10 Players
    4 Check-ins

    21
    • Micro picture
      xch_choram · 11 days ago · 2 pontos

      Tbm deu vontade de rejogar algum castlevania depois do Deedlit

      2 replies
  • 2021-04-23 19:14:34 -0300 Thumb picture
    subzero_amarelo checked-in to:
    Post by subzero_amarelo: <p><strong>Finalizado!</strong></p><p>2021 - <stron
    Azure Striker Gunvolt

    Platform: PC
    79 Players
    33 Check-ins

    Finalizado!

    2021 - #20

    Geral - #215

    E o 20º zerado desse ano é o Mega Man Zero dessa geração. Gunvolt claramente tem muitas inspirações na franquia do Zero, desde o design dos personagens até cenários, jogabilidade, etc. Não à toa, Keiji Inafune está por trás também dessa franquia. Já havia zerado esse no passado, e agora decidi jogar de novo.

    Gunvolt presta uma homenagem excelente à franquia do robô vermelho. Aqui, controlamos o Gunvolt (não sei o nome dele de vdd) que é um Adepto, uma espécie de "mutante" por assim dizer, com poderes elétricos. Aliás, muito da trama também pega inspiração em X-Men, com os Adeptos sendo controlados em nome da organização Sumeragi, uma organização opressora que os utiliza para propósitos gananciosos. No meio de tudo isso, a Quill (que é uma sigla em inglês, não lembro também o significado) é uma organização rebelde que usa de táticas de guerrilha para libertar os Adeptos das garras da Sumeragi. A Quill por assim dizer, é o X-Men da parada.

    Quem jogou MM Zero vai pegar fácil a jogabilidade aqui, é bem familiar. O level design também é muito parecido, se trocar o Gunvolt pelo Zero, passaria fácil por um MM Zero novo. A diferença é que Gunvolt conta com uma arma e seus poderes elétricos pra sair destruindo tudo, além das fases poderem ser feitas na ordem que o jogador desejar. O jogo também conta com habilidades e equipamentos, que podem ser administrados em um menu próprio entre cada missão. Até 4 habilidades diferentes podem ser "equipadas", e podem fazer a diferença em determinados bosses. O jogo não tem coletáveis, apenas umas joias encontradas em cada uma das fases. É necessário ter todas elas pra fazer o final bom. E eu só fui descobrir isso depois que fiz o ruim...

    Gunvolt é excelente. Quem gosta de Mega Man, principalmente do Zero, acho que é uma boa pedida dar uma olhada nesse aqui. A história é interessante, apesar de bem simples, e o jogo é muito bom, apesar de ser meio curto. Há challenges e vários itens pra sintetizar e equipar, o que pode dar uma aumentada no tempo de jogo. Esse é bom pra quem quer uma jogatina mais leve e gosta dos Mega Man da vida.

    9
    • Micro picture
      hard_waters · 13 days ago · 2 pontos

      "Não à toa, Keiji Inafune está por trás também dessa franquia" calma, não exalte o falso profeta!

      O time de Gunvolt é metade do time do MMZ, e o idealizador é outro cara, enquanto Kawano e Yabe conceberam Zero, gunvolt foi concebido pelo Tsuda, um dos cabeças da /Inti, que trampou em MM7, Goof Troop, RE e pah...

      Inafune é produtor executivo, um nome, alguém por tras e atrás de finanças que as más linguas dizem estar preocupado em ir no puteiro fumar charuto e beber whiskey xD

      1 reply
  • 2021-04-20 20:19:07 -0300 Thumb picture
    subzero_amarelo checked-in to:
    Post by subzero_amarelo: <p><strong>Finalizado!</strong></p><p>2021 - <stron
    Pokemon FireRed Version

    Platform: Gameboy Advance
    9602 Players
    473 Check-ins

    Finalizado!

    2021 - #19

    Geral - #214

    Antes de me aventurar pela quarta geração, lembrei que na terceira também tem Fire Red e Leaf Green. Então, como tô zerando tudo em sequência, partiu zerar eles também!

    A emoção que foi ter esse jogo em mãos na época do lançamento foi maravilhosa. Junto com os 3 jogos da geração advance, eu poderia finalmente capturar todos os pokémons até então e tirar vários contras com os amigos. Eu lembro que a gente usava a Fire Red como "banco" pra ir guardando os pokémon e cruzando pra montar novas equipes e ver estratégias diferentes. Cara, que época boa...

    Falando sobre o jogo, Fire Red trouxe a primeira geração para a terceira, é um remake de Red/Blue. E com isso, os primeiros jogos tiveram aprimoramentos gráficos e agora contavam com todas as novidades lançadas até então. Um jogo praticamente novo, porém ainda mantendo a essência dos clássicos originais. Além de trazer todo o continente de Kanto de volta, Fire Red implementou as Sevii Islands, mapas adicionais com quests novas e pokémons diferentes pro jogador aumentar ainda mais as horas de diversão. Um remake e tanto, o jogo que já era ótimo ficou sensacional.

    Minha equipe no final foi: Gyarados, Jynx, Venusaur, Dodrio, Nidoking e Snorlax, só o fino do fino de Kanto. Agora sim, partiu quarta geração.

    9
  • 2021-04-18 15:52:26 -0300 Thumb picture

    OST - Mega Man X5

    O X5 pode até não ter a melhor trilha da franquia, mas tem umas músicas muito boas...

    21
    • Micro picture
      vante · 18 days ago · 2 pontos

      As que eu mais gosto são a do Izzy Glow e do Grizzly Slash

      1 reply
    • Micro picture
      arthurluna_95 · 18 days ago · 2 pontos

      Ah o icônico Megaman X5, onde os nomes dos chefões são baseados nos membros do Guns 'n' Roses. É o que mais lembro sobre esse jogo.

      3 replies
  • 2021-04-17 14:38:37 -0300 Thumb picture

    Meu top 10 da vida reformulado

    Tava aqui refletindo esses dias e mais uma vez mudei algumas coisas no meu top 10. O meu antigo top 10 eu fiz aqui nessa postagem. Mudei algumas coisas ali pelo fim da lista, e ficou assim:

    10 - Nier: Automata

    9 - Cuphead

    8 - Chrono Trigger

    7 - Mega Man X3

    6 - Donkey Kong Country 3

    5 - Super Mario Galaxy

    4 - Pokémon Emerald

    3 - Castlevania: Symphony of the Night

    2 - The Legend of Zelda: A Link to the Past

    1 - Super Metroid

    Quem me acompanha sabe que retro é minha paixão. Por isso meu top 10 tem tanta velharia. Ainda assim, tive que botar Nier Automata de algum jeito, porque esse jogo marcou demais. Foi um dos poucos jogos da minha vida que fui atrás de saber mais da lore e buscar mais sobre ele na internet, além de ter me apaixonado pelas mecânicas e pela história. Com isso, Gunstar Heroes sai da lista e Chrono Trigger e Cuphead sobem uma posição, porque são duas obras primas e não podem ficar de fora.

    Acho que as 4 primeiras posições tão bem consolidadas, vai ser difícil eu achar algum jogo que substitua esses 4 no meu coração. Ainda assim, meu top 10 é bem volátil, e a qualquer momento, posso mudar de novo. Mas e aí, que q vcs acharam?

    14
    • Micro picture
      thiagoreis · 19 days ago · 2 pontos

      Boa lista 👏🏻👏🏻👏🏻

      1 reply
    • Micro picture
      santz · 18 days ago · 2 pontos

      Gostei de ver o DKC3 no top. São poucas pessoas que gostam mais dele que dos outros.

      4 replies
  • 2021-04-09 19:23:31 -0300 Thumb picture
    subzero_amarelo checked-in to:
    Post by subzero_amarelo: <p><strong>Finalizado!</strong></p><p>2021 - <stron
    Naruto: Ultimate Ninja

    Platform: Playstation 2
    1306 Players
    4 Check-ins

    Finalizado!

    2021 - #18

    Geral - #213

    Tá aí um anime que eu nunca fui com a cara. Dropei com poucos episódios assistidos, simplesmente não consigo gostar dos personagens. Mas lembro até hoje meu primeiro contato com um jogo do ninja laranja aí.

    Tava na casa de um amigo de infância, naquela época ninguém nem sabia o que raios era Naruto aqui pelas bandas Br. Um primo dele que morava no Japão tinha ido passar as férias na casa dele, e levou um tal de "jogo do Naruto" pra gente tirar uns contras. Eu, naquela zoeira de criança, pra debochar perguntei: "como é que é? Jogo do charuto?" O primo dele ficou pistola, pq adorava Naruto, e eu e meu amigo rimos muito e sempre passamos a fazer esse trocadilho imbecil até hoje. O jogo em questão era o Ultimate Ninja 3, que no Japão chama Narutimate Hero. Lembro demais da tela de apresentação, o dublador do Naruto falando: "Narutimeto Hirô, Trii". Boas lembranças...

    Na época a gente adorava o jogo, mesmo sem conhecer o anime ainda. Depois de um ano mais ou menos, Naruto chegou por aqui e virou febre. O resto é história. Aí agora peguei o primeiro jogo da série pra ir jogando na ordem, e por ser o primeiro esse é bem simples. As arenas são divididas em diferentes planos, e sempre dá pra ficar alternando pra confundir o adversário. O legal é que há um botão dedicado pra usar shurikens e outros itens, o jogo acaba sendo uma mistura de luta e plataforma, e é uma mistura bem bacana até. De resto, há um botão pra ataque, um pra defesa, um pra pulo e um pra ativar o especial, tudo bem simples mesmo. É possível fazer diferentes combinações pra dar diferentes ataques.

    O modo versus aqui tem bem poucos personagens, comparado com os outros e o modo história é dividido em diferentes campanhas. Terminei a campanha do Naruto, mas futuramente quero fazer o resto. Os gráficos são interessantes e não vi muita diversidade de cenários, até porque são poucas lutas por campanha, então não deu pra ver muita coisa. No geral, achei o jogo bem fácil, só perdi umas 3 lutas, e olha que eu nem lembrava como jogava esse jogo.

    Naruto tem uns jogos muito legais, não só no PS2. Depois quero ir atrás de jogar outros e também quero chegar no jogo dessa série Ultimate Ninja que marcou minha infância: o 3.

    12
    • Micro picture
      noblenexus · 26 days ago · 2 pontos

      Curiosamente tbm nunca curti naruto, masssss jogava muito um game dele de PS2 o Naruto: Uzumaki Chronicles 2, vai entender, o jogo era divertido, mas nunca consegui pegar e ver o anime mesmo (o maximo que vi foi tipo até o ep 15 - 20)

      1 reply
    • Micro picture
      santz · 25 days ago · 2 pontos

      Essa série de jogos do Naruto é muito boa. Meu irmão jogava direto.

      1 reply
Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...