seufi

"Waste of time. That was a waste of time." Dias Flac

You aren't following seufi.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • seufi Marcio Garcia Seufitele Pinto
    2022-10-05 17:19:47 -0300 Thumb picture

    Não sei se viram, mas...

    Começou uma campanha no kickstarter ontem de um RPG inspirado em Breath of Fire. Pixels, combate por turno, pescaria, mestres, personagens antropomórficos, craft... enfim, tá tudo lá. 

    Além dos gráficos, gostei muito de como a jogabilidade aparenta ser. Os combates acontecem onde você encontra o inimigo, no melhor estilo Chrono Trigger, simplesmente aparecendo a opção de atacar no lugar onde você está, sem transição de tela nem nada.

    Merece destaque ainda a participação de Yoshino Aoki, sole composer da OST de BoFIV e que também atuou em BoFIII, e o fato de um dos devs ser br (ou meio br, pelo menos). Questionei sobre localização e eles disseram que terá pt-br.

    Quanto ao preço, eles pediram 250SEK, ou coroas suecas. Por sorte, cada coroa sueca vale menos de R$0,50 baphomets, então o valor de 250 do apoio básico sai na faixa de R$120 urnas fraudadas. (conversão de hoje). Com 120k arrecadado, terá port pra Switch, Xbox e PS.

    E por falar em kickstarter....

    O pessoal da Behold Studios, responsável por Knights of Pen and Paper, Chroma Squad e Out of Space lançaram uma campanha de seu novo jogo..

    Achei interessante a proposta. No jogo, você terá três personagens cujos poderes vêm de cosplay, ou seja, ao mudar as roupas, as habilidades mudam, bem como vantagens, desvantagens, as próprias roupas, etc. Com aparentemente muitíssimas opções de customizações, achei bem interessante e bacana o potencial. Pelo que li no site da campanha, o jogo se passará no mesmo universo de Chroma Squad (será que Lady gaga vai aparecer?). O gráfico traz um 3d bem colorido (bonito, pro meu gosto), combate por turnos, craft, colecionáveis, etc.

    Na página consta que, depois do lançamento pra pc, haverá port pras outras plataformas. A campanha não traz opções de metas estendidas pra outras plataformas. Aliás, nenhuma meta estendida. O apoio mais barato pra garantir uma chave do jogo sai a 30 dólares canadenses, o que dá uns 120 reais mais ou menos, e vem com uma chave do Chroma Squad de "brinde". Questionei a respeito, disseram não poder garantir chave pra nenhuma plataforma além da steam. Claro que, sendo br, haverá localização em nosso querido idioma. Ainda estou pensando se apoio, mas o problema é que não jogo no pc, então teria que comprar o jogo de novo pra ps4...

    Breath of Fire II

    Platform: SNES
    1141 Players
    71 Check-ins

    22
    • Micro picture
      manoelnsn · 1 day ago · 3 pontos

      É, tá bem BOF3, seja pelas transformações ou pelo esquema de combate no cenário. Os personagens também estão bem parecidos com a Deis, a Nina e tudo o mais, tem tudo pra dar certo... Pena a equipe ser pequena e não terem muita visibilidade, eu mesmo nem vi notícia desse projeto ainda.

      Mas valeu por avisar, falarei na persona amanhã

    • Micro picture
      avmnetto · 1 day ago · 2 pontos

      "Baphomet", "Urnas fraudadas".... KKKKK! xD
      Curti demais a notícia, vou acompanhar. Sou simplesmente apaixonado em BoF.

    • Micro picture
      salvianosilva · about 21 hours ago · 1 ponto

      Opa, interessante

  • seufi Marcio Garcia Seufitele Pinto
    2022-10-04 20:26:53 -0300 Thumb picture

    E vem mais personagens por aí...

    Neste último vídeo de personagens, ele fechou todos os street fighters já lançados em algum momento pela capcom.

    Oni, Abel, El Fuerte, Hakan, Evil Ryu e Rufus.

    Ansioso por esta atualização. Isso porque vão vir também alguns de warriors of fate, além de Arthur e Lancelot (KoTR) e alguns de MvC2, como Sonson, Ruby Heart e Anakaris.

    +- toda semana sai um vídeo com os trailers dos chars.

    E pra quem quer sofrer, tem o norimaro já disponível na última versão...

    https://fflnsultimate.firebaseapp.com/descargas

    Cadillacs and Dinosaurs

    Platform: Arcade
    1370 Players
    44 Check-ins

    21
    • Micro picture
      subzero_amarelo · 3 days ago · 2 pontos

      Um jogo desse seria meu sonho quando criança. Só achei nada a ver esse narrador do Killer Instinct.

      1 reply
  • seufi Marcio Garcia Seufitele Pinto
    2022-09-19 22:32:45 -0300 Thumb picture

    Jogo que acaba, jogo que começa

    Jogando no ps4

    Peguei numa promoção, que ainda está rolando.

    Apesar dos gráficos que lembram Darkest Dungeon, e do combate que parece ele também, o jogo tem uma temática e ideias bem diferentes.

    O nome do jogo é uma referência ao nome em inglês da capital da Polônia, Varsóvia, onde o jogo se passa, em 1944, durante a invasão alemã.

    O jogo começa com seu grupo, estes três aí da foto, fugindo de um cerco dos alemães e chegando no esconderijo, este da foto.

    No esconderijo, sede da resistência, que se move por sua rede de túneis nos esgotos, temos mecânicas de gerenciamento de tropas e moral dos 6 distritos da capital. É preciso manter  amoral elevada, porque dela dependem os recursos que a resistência recebe diariamente, que são de dois tipos: munição e suprimentos.  A primeira serve pros combates; já suprimento é o dinheiro do jogo. É com ele que recrutamos tropas, é com ele se compra munição e outras ferramentas.

    Quando escolhemos um dos 6 distritos pra ir em missão, temos alguns problemas. Precisamos definir o que vamos levar de munição pras tropas que vão para o combate. Outra coisa: o posicionamento nos combates precisa ser definido na hora que começamos a missão, e até onde vi não dá pra trocar depois. Por fim, precisamos saber pra qual distrito vamos. E como sempre, o pior de escolher um distrito em seis é deixar os outras 5, que perdem moral ou podem entrar em conflito.

    No mapa, andamos com este ícone, que nos permite descobrir caixas, eventos, inimigos. Basta andar na direção destas setas da foto. Cada seta representa um ponto de interesse, como os que eu disse acima. Além disso, temos um flare, que ilumina uma área maior pra gente não andar às cegas, camuflagem pra não ser detectado e bandagens pra curar os personagens.

    O sistema de combate é interessante.

    O posicionamento é divido em 8 espaços pra cada time, sendo 4 em cima e 4 embaixo. Os caixotes são barricadas, que dão um bônus de proteção, o que atrapalha o inimigo e torna mais difícil sua tropa ser atingida.

    Observe os 4 ícones no topo central da tela.  Esses ícones são as ações que você pode fazer no seu turno. Cada time tem sua quantidade. Cada personagem tem uma barra (debaixo da foto dele, à esquerda da tela), subdividida em 3 quadrinhos: a stamina dele. Com 3 barrinhas, sua ação é realizada sem penalidades, mas pra cada barrinha a menos, menor a chance de você acertar seu ataque nas tropas inimigas, ou seja, nem sempre é interessante fazer muitas ações com o mesmo personagem.

    As ações de cada personagem consome munição, do tipo de sua arma. Os valores são variáveis, de tiros simples que gastam 1 a rajadas que queimam 7, 8  munições de uma vez, de acordo com o tipo de cada arma, pequenas (pra revolveres, pistolas), longas (rifles e metralhadoras) e pesadas (pra lança-granadas e outras).

    Outra coisa legal. Cada combate tem 2 objetivos bônus, que se cumpridos fornecem xp adicional. O xp pode ser trocado no esconderijo por habilidades, únicas de cada personagem, e passivas, como maior chance de acerto, de esquiva,crítico, Hp, resistência a sangramento, cegueira e outras. 

    A parte ruim é que o dano causado a seus personagens, a cada 25% de HP perdido, ele ganha ferimentos. Ao começar o novo combate, mesmo com o hp completo desde o último, o personagem começará com HP máximo reduzido. Ferimentos se curam à proporção de 1/dia quando ela está fora de combate.

    Por enquanto o jogo está muito legal, e estou gostando. Pena que ainda não achei maneira de melhorar os recrutas. A cada dia que passa no jogo, desce um contador numérico, que imagino ser a quantidade de pessoas ainda vivas nos distritos, de acordo com suas escolhas. Desnecessário dizer que a morte de qualquer personagem é permanente.

    Merece destaque aqui, pra finalizar, o glossário. Tem termos que incluem tipos de tropas alemãs, armas mais comuns, armas, habilidades delas, etc.

    WARSAW

    Platform: Nintendo Switch
    Players

    19
    • Micro picture
      msvalle · 17 days ago · 2 pontos

      Bem interessante, coloquei na minha lista.

    • Micro picture
      vinicios_santana · 17 days ago · 2 pontos

      Que arte linda!

    • Micro picture
      eikesaur · 17 days ago · 2 pontos

      Gosto de jogos assim, vou adicionar na minha lista também

  • seufi Marcio Garcia Seufitele Pinto
    2022-09-19 20:31:40 -0300 Thumb picture

    Platina e check-out por ora

    E chega ao fim a saga...Platina obtida com sucesso.

    Mais de 150 de level e mais de 160 horas pra sentar num trono...

    Fiz praticamente tudo o que tinha pra fazer no jogo.Parece que o jogo ganhou o GOTY na TGS... e se foi o caso, foi justo. Parece também que a From disse que não teria DLC. Justo também. O mapa é imenso, enorme. A quantidade de armas/builds beira ao infinito. Se você quer usar apenas magia de encantamentos, tem muitas opções viáveis; Feitiços, também. Arcos/bestas? só escolher. Espadas, maças, martelos, shotel, cimitarras, tronco de árvores, alabardas. Tem de tudo.

    Peguei uns 95%  das invocações, até onde sei, todas as armas, vi vários finais (alguns dos quais são variações do maculado sentado, e uma imagem dizendo o que rolou no mundo).

    Em resumo: um puta jogo. Dificuldade na medida certa. Joguei de espadachim, usando a presa do cão de caça, uma espada com range bom que causa sangramento. Uma maça comum e um arco longo básico. Além de uma tocha pras explorações. A maioria dos chefes caiu com poucas tentativas, algo em torno de 3-15, pro mais resistentes. O único chefe que abandonei foi numa das catacumbas: eram 2 cavaleiros do Crisol. Voltei pra upar, ganhar level e melhorar as armas e eles caíram com relativa facilidade.

    Como eu disse, não usei nenhum magia no jogo, o que teria deixado muito mais fáceis algumas situações. Achei que as armaduras eram muito semelhantes em atributos, e não vi nenhuma muito boa, mas também não peguei equipamentos dos chefes. Terminei o jogo com mais de 150 de level, e ainda fiquei com muitas runas consumíveis pra gastar.

    De conselho pra quem vai encarar, sugiro explorar cada cantinho. Quando ver que não vai poder ir, ou não é forte o bastante pra encarar, deixa um marcador no mapa. Eu só me liguei disso no fim do jogo e acabei deixando algumas coisas pra trás.

    Outra coisa:pegue o sino de invocação com a bruxa assim que pegar o cavalo, ali numa das primeiras fogueiras, onde tem o mercador com roupa de papai noel. Comi mosca, passei muito no jogo e só fui pegar as invocação na mesa redonda, e pagando ainda por cima.

    De summon, no fim, usei a do mímico. Roubada pra caralho. Ela copia seu char, do jeito que ele é, com aos mesmos equips e magias, com mana infinito. No começo, usei os esqueletos milicianos. Elas não duravam muito, mas eram 2 e quando morriam, se não fossem atingidos no chão, eles voltava com o HP completo. Excelente pra tankar e distrair inimigos pra vc espancar pelas costas.

    Minha maior decepção foi esta:

    Esperava uma luta de arrebentar, choro, sangue e suor. Matei com +- umas 10 tentativas. Claro que o mímico ajudou muito, porque além de bater quase o que eu batia ainda aguentava mais que eu.

    Volto nele algum dia!

    Elden Ring

    Platform: Playstation 4
    64 Players
    145 Check-ins

    16
    • Micro picture
      thiones · 18 days ago · 2 pontos

      Cê tava jogando isso aí direto. Bem merecido.

      1 reply
    • Micro picture
      salvianosilva · 17 days ago · 2 pontos

      Boooa

    • Micro picture
      dbcdavid · 15 days ago · 2 pontos

      Acho que o choro, suor e sangue contra a Malenia vem justamente de lutar contra ela sem summon (não sei se magia facilita contra ela também). Eu levei uns 5 dias mais ou menos e deve ter dado mais de 70 tentativas. Dificuldade igual à dela acho que só tive no Sekiro na segunda luta contra o Coruja.

      4 replies
  • seufi Marcio Garcia Seufitele Pinto
    2022-09-14 22:00:53 -0300 Thumb picture
    16
    • Micro picture
      thecriticgames · 22 days ago · 3 pontos

      Claro, casar com uma garota azul, bonita, de 4 braços, o meu sonho (não contem ironia kkkk).

      1 reply
  • seufi Marcio Garcia Seufitele Pinto
    2022-09-14 19:16:56 -0300 Thumb picture

    Suicídio - Mais um pouco sobre {OFF-TOPIC}

    Atendendo a uma recomendação do nosso amigo @thecriticgames, em sua postagem,

    https://alvanista.com/thecriticgames/posts/3933450...

    Compartilho aqui alguns estudos rápidos que fiz para uma palestra de conscientização junto a entidade religiosa (centro espírita) de que faço parte. No artigo, não vou abordar espero aspectos religiosos, até porque boa parte do material que pesquisei e preparei é baseado em dados científicos e facilmente buscáveis e comprováveis.

    Na palestra, o tema era abordar porque o suicídio era considerado uma saída enganosa.

    Comecemos com alguns dados. Para melhor fluência, deixarei as fontes consultadas ao final.

    Em mais de 90% dos casos, o suicídio está ligado a um transtorno psiquiátrico —como depressão e ansiedade —, e o preconceito ainda impede muitas pessoas de buscar ajuda.Pelo menos 5% dos adolescentes sofrem depressão;A depressão é duas vezes mais comum entre mulheres do que entre homens, em parte por seus níveis hormonais flutuantes (ciclos menstruais), e também demoram mais a sintetizar serotonina do que os homens, além de maior possibilidade de sofrer abusos.Os homens têm 4 vezes mais chances de se suicidar do que as mulheres. De cada 100 brasileiros, 17 já pensaram, ao menos uma vez, em tirar a própria vida.90% dos casos de suicídio podem ser evitados.

    Considerando que boa parte dos casos de suicídio tem origem, como visto acima, em transtornos psicológicos/psiquiátricos, comecemos abordando rapidamente a depressão. Isso porque ela afeta a percepção da realidade, deturpando e moldando uma nova visão do mundo. 

    “Funciona deste modo uma das possíveis trajetórias da depressão: diante de um sentimento de dor, fatalmente experimentamos emoções, ou seja, reações energéticas provenientes dos instintos naturais. São denominadas “emoções básicas”, conhecidas comumente como medo e raiva. Se essas emoções (raiva ou medo) forem julgadas moralmente como negativas, elas poderão ser transformadas em sentimento de culpa, levando-nos a uma autocondenação. Tanto a repressão sistemática quanto os compulsivos julgamentos negativos dessas emoções naturais geram a depressão.

    Em muitas circunstâncias, podemos considerar a depressão como natural período de transição. São tempos de mudança e crescimento, épocas de tristeza que antecedem novos horizontes de amadurecimento do ser em constante processo de evolução.” Hammed

    Qualquer que seja a razão, vale lembrar que o suicídio não é um problema individual. Afeta toda a sociedade, e o filósofo acima dedica uma obra inteira (Suicídio) pra explicar como é possível que alguém pense no suicídio como saída ou solução para alguma coisa, e qual o papel da sociedade, tanto nesta escolha quanto na prevenção a este flagelo.

    Além das ótimas recomendações do texto do Matheus, deixo aqui as seguintes:

    Como suspeitar que alguém precise de ajuda
    • Ao ouvir que alguém pretende se suicidar, observe. Ele pode não estar brincando.
    • Pergunte com todas as letras, com clareza, se ela realmente pretende fazer isso. Mas pergunte com interesse e com vontade de ouvir. Em geral, a pessoa acaba desabafando. Pergunte os motivos, fale sobre o plano dela e suas consequências. Isso vai mostrar que você se importa com ela. Ofereça ajuda e busque apoio especializado.

    Comportamentos suspeitos
    • Comprar de uma vez ou estocar grande quantidade de medicamentos;
    • Adquirir armas de fogos;
    • Começar a resolver pendências repentinamente, num comportamento semelhante a despedida;
    • Dar algo de muito valor a alguém que ela goste muito.
    • Já ter tentado tirar a própria vida antes;
    • Se a pessoa confessar este desejo e pedir segredo, não esconda.

    Por fim, o que fazer quando ideias de suicídio e depressão começam a se instalar...

    Procure ajuda de amigos e converse a respeito. E procure ajuda profissional. Uma coisa não substitui a outra e há espaço pra ambas.Há que sentar-se na beira do poço da sombra e pescar luz caída com paciência. – Neruda. A luz da felicidade está em você, o que nos cabe é buscar esta luz que existe em algum lugar soterrada pelos problemas, dores e aflições da alma.
    Buscar trabalho e ser útil, ocupando o tempo. Atividade física ajuda. Qualquer tarefa que promova o bem dos outros e leve sorriso a outros corações pode ajudar. Às vezes, somos carentes do que não doamos, e levar alegria a outros pode ajudar você a encontrar a sua.A vida na Terra ainda é um jogo de luzes e sombras (Hammed). Não espere o paraíso das pessoas. Elas só podem dar o que têm, e a maioria tem menos alegria e felicidade que você.
    Lembremo-nos, porém, de que a imaginação serve para criarmos quadros de alegria, beleza, progresso, amor. No entanto, se a estivermos usando para produzir tristeza, ansiedade, abandono, medo e desconfiança, o melhor a fazer é interromper o negativismo e mudar o estado mental. Hammed Use a fé como auxílio. Lembre-se que a providência divina nos dá conforme pedimos e de acordo com o que merecemos. Se você pede com fé, aja de maneira a justificar o socorro. Ajuda-te e o céu te ajudará.Melhore o padrão mental (vibração). Músicas mais animadas, boas leituras, conversação sadia e a presença de amigos e familiares afetuosos são fundamentais para nos sustentar, em processos depressivos ou não.Se você acredita na imortalidade da alma, o suicídio não resolve. Considerando que sua alma é o seu princípio inteligente, sua consciência, ao tirar a própria vida seus problemas o acompanham. Boa parte de nossos problemas mentais é solucionada com educação mental, empenho, disciplina, amadurecimento, mudança de ideias, elevação de ideais. E se o problema está em você, em qualquer plano que você esteja, lá ele estará também.

     E lembre-se:

    Fontes: https://drauziovarella.uol.com.br/psiquiatria/e-possivel-prevenir-o-suicidio/

    - https://super.abril.com.br/ciencia/depressao-de-f...

    http://www.grupofranciscodeassis.com/wp-content/up...


    Avoid - Sensory Overload

    Platform: PC
    4 Players
    1 Check-in

    50
    • Micro picture
      manoelnsn · 23 days ago · 3 pontos

      Artigo muito bom, cara! Realmente suicídio é um problema sério, que deveria ser tratado com mais frequência. Tirar sua própria vida nunca é a melhor solução, porém nem sempre é tão simples chegar a essa conclusão, e para isso é necessária muita ajuda.

      Aliás, uma curiosidade, já que tu diz que faz parte de um centro espírita. Qual é a visão do espiritismo a respeito do suicídio? Tem algum lugar específico que as almas dos que cometem esse ato vão para quando morrem?

      3 replies
    • Micro picture
      leoaldrighi · 22 days ago · 3 pontos

      eu mesmo passei por isso varias vezes desenhei minha morte como e quando, mas uma voz na minha cabeça dizia que não, isso não é solução, se alguem aqui precisar e qualquer coisa, conversare tal estou aqui meu whats 53 999665366 vou estar sempre aberto pra falar sobre tive e estou me recuperando de depreção e só quem passou por isso entende como disse estarei aqui nem que seja só pra escutrar :)

      2 replies
    • Micro picture
      darlanfagundes · 21 days ago · 3 pontos

      O complicado no suicídio é que antes de cometê-lo muitas pessoas se isolam, algumas se tornam até antissociais e difíceis de lhe dar, e nem todo mundo entende que é um processo e como ajudar, muitas vezes a pessoa tem que se virar sozinha e vencer esse fantasma terrível... Então eu recomendo as pessoas fazerem o que fiz numa época muito dolorosa e pesada, escrever... eu escrevia primeiro cartas de suicídio e depois coisas sobre o suicídio e é meio esquisito mas isso me ajudou a ver que eu estava tomando um rumo ruim pra mim...e comecei a mudança, foram cerca de 5 anos na minha adolescência em que eu me senti muito perdido, cansado de tudo e sozinho... Eu ainda me sinto cansado...mas ao menos percebo melhor as coisas boas da vida, o que tem me ajudado a manter minha cabeça erguida e meu coração leve....

      3 replies
  • seufi Marcio Garcia Seufitele Pinto
    2022-09-13 20:05:10 -0300 Thumb picture

    Check-in

    Apesar de ser o primeiro post meu com check-in, comecei há algumas semanas. Colega meu comprou este junto com Tiny Tina's Wonderlands. Tava hypadaço pra jogar o Tiny Tina, mas ele me emprestou este primeiro.

    Joguei apenas 2 soulslike na vida, e apenas um souls da From, que nem era souls (Bloodborne), mas enfim.

    Comecei o jogo, criei um boneco negão dos olhos castanho claros e barbudo, pra impor respeito. Escolhi a classe bandido, porque já vinha com arco, e a intenção era jogar com arco como arma principal.

    Na primeira fogueira encontrei essa mulher querendo ser minha donzela. Recusei. Apesar de meu personagem ter nascido naquele dia, eu não nasci e fiquei desconfiado. Depois de muito recusar, acabei aceitando ela por fim, já que sem ela você não melhora seu atributos.

    No fim, acabei usando como arma principal esta:

    Ranca bonito, sangramento, costuma derrubar o inimigo com 3-4 ataques. Peguei no primeiro cárcere e continuo com esta lindeza, atualmente assim, upada no talo.

    Atualmente, estou com mais de 130 horas de jogo. Derrotei praticamente todo mundo no jogo, inclusive o gigante de fogo lá na frente. Acabei voltando pra explorar uma área secreta no gelo, que abre depois que pega uns medalhões meio secretos.

    Observei que tem uns mausoléus, mas ainda não usei nenhum, nem as lembranças dos chefes. Avancei bastante nas quests e preciso dizer.

    QUE JOGO DELÍCIA! Vale o que custa sem dúvidas. A quantidade de armas é monstruosa, a de magias e encantamentos é imensa, a de equipamentos pro corpo também é enorme. 

    Apesar de curtir muito o tom vitoriano de Bloodborne, os mapas de Elden são fantásticos. E tem uma questão interessante de previsibilidade.

    Nas minas você pega pedras de forja pra melhorar armas; nas catacumbas, normalmente cinzas e flores pra melhorar as cinzas; Nos cárceres, algumas magias e armas; nas árvores pequenas douradas, sementes pra aumentar a quantidade de frascos de cura; nas igrejas, lágrimas que melhoram a quantidade curada.

    Até agora, vi pouca coisa na net sobre o jogo. Olhei mais a questão das quests e escolhas, e o troféu perdível, que é bem simples de se pegar.

    Pretendo rodar mais antes de ver o que falta pegar.

    Elden Ring

    Platform: Playstation 4
    64 Players
    145 Check-ins

    16
    • Micro picture
      salvianosilva · 23 days ago · 2 pontos

      Usei essa Presa do Cão de Caça até zerar, muito boa mesmo

      1 reply
    • Micro picture
      ryou · 23 days ago · 2 pontos

      Oh, não sabia (ou não lembrava) que você só havia jogado um soulsborne e que na verdade é só o borne. Nesse caso, ainda bem que quando chamei pra jogar Dark Souls III você não veio, pois na minha opinião o ideal seria deixar esse por último mesmo. Assim como comentei no chequinho esses dias, tem detalhes que tu só percebe se jogar na ordem, e isso vale pra qualquer franquia, na real.

      5 replies
  • thecriticgames Matheus Pontes
    2022-09-13 19:02:45 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    (Off-Topic) Setembro Amarelo - Minha tentativa de ajudar o próximo

    Medium 3933450 featured image

    Olá Pessoas, aqui é Matheus Pontes, a pessoa não o Crítico e o mês de Setembro e prevenção ao Suicídio esta entre nós e eu vim aqui pra relatar e possivelmente ajudar outros.

    Pode passar livremente pelo post se não lhe interessar, uma meta aqui é não roubar tempo de ninguém :) Mas como algumas pessoas sabem passei por um período agressivo de depressão que me fez muito mal e que relatei por aqui, eu irei neste post resumir como foi comigo e relatar como é hoje, com um Matheus já "curado" da depressão, este post visa ajudar ao próximo.

    UM AGRADECIMENTO DE ANTE-MÃO A TODOS DO ALVANISTA QUE EM PERIODOS DIVERSOS ME AJUDARAM COM ISSO.

    1) O que houve comigo anos atrás?

    Eu entrei em uma depressão, uma depressão profunda, foi por situação envolvendo amor, solidão e falta de fé em mim mesmo, parece clichê? Pode dar gatilho em alguém essa linha? Mas eu preciso ser sucinto que assuntos comuns são responsáveis por te arrastar pra esse campo, é importante a noção de que não é frescura, não é falta de Deus, não é falta de se impor, não é algo que só depende de você, todas as bobeiras que ouvi e ainda ouço sobre depressão e pensamentos suicidas.

    2) Como prossegui?

    Já tive pensamentos solitários ou tristes por boa parte da adolescência e vida adulta e sempre evitei chamar de depressão devido aos excessos de jovens se vendendo como jovens suicidas em redes sociais, mas quando o baque veio, eu sabia que não ia conseguir trabalhar, viver e encarar a rotina sem ajuda então fui de ajuda profissional, psicóloga. Posteriormente mesmo com ajuda tive uma recaída muito forte com tendências suicidas (e ouso dizer, quase homicidas) que me fez ir atrás TAMBEM de um psiquiatra.

    3) O que você precisa saber sobre a ajuda profissional e remédios?

    Bem, elas funcionam, mas elas não agem sozinhos, primeiramente do que experimentei nestes anos, há necessidade de um certo esforço de nossa parte, as vezes só o mínimo, só a empurrada com a barriga pra que psicólogos te ajudem, mas FIQUE ESPERTO pois é necessário o profissional com o tom certo para trabalhar com você, tive um amigo e uma amiga que ambos passaram por pelo menos 3 profissionais cada até achar um que pudesse ajuda-los e o mesmo vale pra remédios. Enquanto os profissionais, tanto minha psicóloga e meu psiquiatra deram certo de primeira os remédios receitados pelo ultimo NÃO. Minha primeira tentativa com um remédio, eliminou a tendência e escalonou a agressividade para níveis inimagináveis com agressões verbais e quase físicas com outras pessoas, INCLUSIVE COLEGAS DE SERVIÇO E MULHERES então o medo desse tipo de remédio é meio que justificável pois ele me tornou em outra pessoa, uma menos triste e menos suicida, mas uma pessoa terrível! Felizmente eu encontrei a medicação correta com meu psiquiatra na tentativa e erro eventualmente.

    4) Como prosseguir?

    Primeiramente, a ajuda profissional é minha recomendação para qualquer um lendo isso passando por uma fase difícil, desabafe com pessoas que estejam dispostas a ouvir você também, mas lembre-se que eles não substituem um profissional.

    Se você tem problemas do tipo, e não esta em condições financeiras no momento de buscar ajuda profissional o CVV pode ser uma ajuda. Em períodos de crise, cheguei a ligar no numero deles o 188. SE VOCÊ ESTA NA PIOR, LIGUE, LIGUE DE NOITE, LIGUE POR VOCÊ, PASSE UM TEMPO DESABAFANDO COM UM PROFISSIONAL.

    https://www.cvv.org.br/

    5) O que mudou?

    Ao longo do tratamento com remédios uma coisa eu percebi que mudou em mim, eu fiquei menos obcecado com coisas a minha volta, inclusive com frequências de criticas aqui no Alvanista ou com treinos e dietas, me torneio mais flexível psicologicamente falando. Uma parte de mim sente falta do que eu era, mas eu prefiro 1000 vezes estar vivo e controlado agora do que quem eu era antes, pois não apenas eu me encontrava em modo de fazer mal a mim mesmo, mas a outros também. 

    HÁ RECAIDAS? Sim, podem ocorrer, ocorreu inclusive uma recaída semanas atrás após muito tempo livre, passei dois dias sentindo aquele sentimento característico. O Matheus mais experiente de hoje teve a noção que meus pensamentos eram uma mistura de ansiedade + depressão e tentou... se distrair se forçou pelos dois dias o máximo possível a escapar da rotina e do planejado e se provou que meus pensamentos e devaneios eram todos ilusões da minha mente ansiosa, é muito ruim, mas juro que são raríssimos episódios assim e no fim, a jornada para se curar mesmo com essas possíveis recaídas valeu a pena. 

    Porque a gente que tem depressão geralmente não quer realmente terminar a nossa vida durante os focos suicidas, a gente só quer que aquilo se encerre e não sabe processar muito bem, falo por experiência própria.

    Você se esquece da capacidade de ser feliz, da capacidade e da perspectiva que aquilo pode mudar pra melhor, você dorme e não deseja acordar, mas isso tem tratamento e vale a pena viver por isso.

    Post do @seufi sobre o mesmo tópico.

    https://alvanista.com/seufi/posts/3933656-suicidio...

    Celeste

    Platform: Playstation 4
    71 Players
    9 Check-ins

    66
    • Micro picture
      raiden · 24 days ago · 3 pontos

      Isso sim é um post digno de compartilhamento. Parabéns!

      1 reply
    • Micro picture
      manoelnsn · 24 days ago · 3 pontos

      Rapaz, que tenso.

      Momentos onde me sinto mal e desmotivado volta e meia acontecem, mas depressão e coisas mais graves, graças aos céus nunca me aconteceram. Contudo sei que isso é tenso demais, e essas pessoas precisam sim, urgentemente de ajuda antes que o pior aconteça. E que bom que conseguiu sair dessa man, boa sorte pra ti nessa longa estrada da vida... E que continue por mais, pelo menos, uns 100 anos aí

      2 replies
    • Micro picture
      santz · 23 days ago · 3 pontos

      Rapaz, que texto excelente. É sempre bom ler relatos de pessoas que passaram por momentos assim e conseguiram superar. A luta é longa e complicada, como você disse, mas vale a pena lutar. A vida é trem muito show. Quando eu paro e penso sobre ela eu fico fascinado. Deve ser péssimo ter o sentimento contrário, de que viver é uma droga e até tentar dar um fim prematuro a ela.
      E seu texto foi muito pontual ao dizer para as pessoas procurarem ajuda profissional. Além disso, testar com outros profissionais, pois nem sempre a pessoa vai conseguir se tratar 100% com o primeiro psicólogo que encarar.
      Eu fico muito contente de estar fazendo parte do projeto do podcast com você. O subzero_amarelo tinha falado que a dinâmica do podcast ajudou muito ele nesses períodos, então isso me deixa ainda mais orgulhoso do nosso trampo.
      Apesar de tudo, ainda vou continuar te zuando por ser um cara dark, beleza? XD

      2 replies
  • seufi Marcio Garcia Seufitele Pinto
    2022-08-03 21:05:00 -0300 Thumb picture

    Check-in/Review rápido

    Estava na minha lista da steam há alguns anos... e passando por ela estes dias, resolvi ver se tinha na PSN... e para minha surpresa, estava em promoção por menos de 18 reais.

    O jogo é um Metroidvania, com mecânicas bem interessantes. Você está numa sessão de RPG, sai pra dar uma mijada e quando você percebe está dentro de um castelo, apenas com seu isqueiro na mão. Todo o castelo está às escuras, e com seu isqueiro você vai iluminando o castelo e abrindo caminho entre inimigos e boss, pegando chaves pra destrancar novas áreas e assim por diante.

    Uma das coisas que gostei nele, além da simplicidade, pixels e visão lateral, foi o esquema de criar builds pro personagem.

    Ao longo do jogo, você vai pegando vários tipos de armas: adagas, espadas, maças, machados, arma de haste, arcos e varinha (que disparam magias e possuem cargas limitadas). Fora as armas, temos a opção de gastar pontos em armaduras, robes (que não está na foto), poções e constituição. Cada arma tem suas habilidades e especificidades: adagas causam muito dano a humanóides em ataques pelas costas, e tem habilidade que deixam você invisível. Machados são as armas que mais causam dano, mas são mais lentas. Armas de haste, apesar de mais lentas e possuírem dano mediano, tem um range maior e algumas permitem atacar vários inimigos de uma vez. Espadas causam mais danos a seres vivos, enquanto maças destroem alguns objetos e outras criaturas como construtos e mortos vivos.

    As magias vão sendo destrancadas à medida que você encontra os espíritos antigos, que te pedem alguns itens, e quando você entrega a quest você a aprende. Os elementos são muitos: fogo, gelo, arcano (ou necromancia), luz, cura, mental, proteção e alteração.

    No modo normal, ao passar de level, você ganha 5 pontos (mais 1 pt/level pra cada dificuldade superior a isso, até o limite de 7 no Hard++). Você pode gastar pontos até o limite do seu level. Na foto, o personagem com level 16 pode alocar até 16 pts em cada característica escolhida. No caso de robes e armaduras, ele permite equipe robes melhores. As magias e armas aumentam de dano e chance de crítico, além da possibilidade de poder usar habilidades melhoras, compradas nos vários shops do jogo.

    À medida que os monstros morrem, eles podem dropar essências de várias cores. Estas essências são reagentes das magias, cada uma consumindo 1 ou mais essências pro ataque ser realizado. Elas também podem ser compradas na cozinha, próximo ao caldeirão onde se faz poções. Falando em poções, você vai pegando fracos com poções ao longo do jogo. O detalhe é que você não pode comprar poções: apenas craftar. O craft sempre vai exigir um frasco pequeno, médio ou grande, que fica disponível ao você beber algumas das poções do jogo. Elegante!

    No PS4, os atalhos, são como na parte inferior da imagem. Eles funcionam segurando L1, R1 ou ambos e apertando os quatros botões básicos do controle. Simples e funcional.

     Outro detalhe fantásticos: referências uma quantidade enorme de coisas da cultura geek: Starcraft, Chuck Norris, Rei Arthur, Warcraft... e não para por aí. Logo no começo do jogo, você é possuído por uma sombra, que fica tentando te matar, e eventualmente te dá dicas, que podem ajudar ou atrapalhar.

    O jogo também tem pets: de uma planta que te cura ao Gatchan do Dr. Slurp (acho que é isso), passando por um elemental de gelo diminuto, um sapo balão, uma caveira e até uma mini estrela da morte.

    O jogo possui alguns desafios, que estão escondidos pelo castelo e dão pontos que você pode gastar numa loja própria. Com ele dá pra comprar algumas coisas curiosas: uma pistola, um manto amarelo que aumenta o dano com espadas, a espada de Hanzo Hattori e outros.

    No quesito jogabilidade, os comandos respondem bem. Pulos, ataques no ar, um esquema simples de mira (que não funciona muito bem está lá).

    Outra coisa: os chefes... Alguns vão exigir que se pense o que fazer pra enfrentá-los. Por exemplo, tem um que só dá pra atacar à distância... e outro, que repele todas as magias e flechadas disparadas, ou seja, somente dá pra atacar corpo a corpo.

                                                 As tochas são acesas ao longo do jogo

    Resumindo, fiz 2 jogadas diferentes: a primeira no normal, pra sentir o gosto de explorar o castelo pela primeira vez, sem saber nada, e outra no Hard++, pra pegar os desafios que faltaram. Em ambas me diverti muito. No Hard++ você perde aquele framezinho de invencibilidade quando é atingido, mas em compensação ter mais 2 pts por level pra gastar permite fazer builds muito legais. Você pode fazer um necromante, controlando esqueletos do jogo ou reanimando inimigos mortos, além de á custa de metade do seu HP, reviver após a morte; Um transmutador, que transforma inimigos de metal em moeda e converte alguns objeto em essência, além de abrir portais, um mago de fogo/gelo, um telepata que pega itens a distância e coloca inimigos pra dormir... as possibilidades são muitas.

    Em resumo: me divertiu por cerca de umas 25 horas. E terminei, após as duas runs, com a sensação de que eu queria que tivesse mais jogo. Falando nisso, o jogo tem três finais, determinado pelo baú que você escolhe num dado momento do jogo. Recomendo que peguem o da direita.

    Recomendo a quem curte um metroidvania-RPG em pixels, de jogabilidade simples e com diálogos divertidos. Há a opção de pt-br nas legendas disponíveis, mas às vezes aparece alguma descrição ou diálogo em inglês. Jogo barato, que combina bons diálogos com história que te prende e NPCs interessantes e alguns plot twists no final.

    Unepic

    Platform: Playstation 4
    4 Players
    1 Check-in

    21
    • Micro picture
      onai_onai · 2 months ago · 2 pontos

      Joguei um pouquinho e achei bem legal e engraçado.

    • Micro picture
      jcelove · 2 months ago · 2 pontos

      Esses caras ganharam meu respeito com Unmetal, que é a melhor paródia de Metal gear evar. Ambos estão na minha lista.

      1 reply
    • Micro picture
      cris_ds · 2 months ago · 2 pontos

      Valeu pela lembrança desse jogo que vi uma vez e me interessei mas esqueci, daí com seu posto corri lá na PSN e aproveitei a promo que acabava amanhã de madrugada, obrigado 😀

      1 reply
  • seufi Marcio Garcia Seufitele Pinto
    2022-06-28 20:36:00 -0300 Thumb picture

    Desafio 30 dias de games - Dia 21: Protagonista favorito

    Não curto protagonistas, no geral. Normalmente meus personagens favoritos são os companheiros no protagonista. Mas sem considerar os jogos que já citei, e os que ainda vou citar, este sobra como meu protagonista favorito.

    Esta arte ilustra bem o que é o char e no que ele se transforma. Além da arte de Amano, que dispensa comentários, a imagem retrata uma sombra, e à frente dela, um paladino, uma agente da luz, um defensor, um protetor, um herói. Cecil começa sua história seguindo as ordens assassinas do Rei de Baron, seu pai adotivo. Percebe o que fez, o que continuaria fazendo e passa a se recusar a seguir as ordens bárbaras do Rei. Sua relação de admiração pelo pai adotivo, sua relação com Kain, seu melhor amigo, com Rosa, seu amor e sua futura esposa. Tudo isso é retratado e evolui ao longo da história.

    Simbolicamente, ele abandona as trevas (até então ele era um Dark Knight), lutando, já como paladino, contra sua forma sombria. Aqui, outro simbolismo. Para superar o teste, Cecil precisa aceitar sem violência (não pode atacar) sua forma sombria.

    Curiosamente, muito anos depois viria a travar contato com as ideias de C. G. Jung sobre sombra, pelo psicólogo entendida como a parte que negamos da psiquê. Acena, claro, ganhou uma nova simbologia, na medida em que só se alcança a plenitude ao aceitar sua sombra. "O que tu negas, te submete. O que aceitas, te transforma."

    Ademais, até então nunca tinha jogado nenhum RPG em que o protagonistas mudasse, crescesse, amadurecesse. E tem o After Years, a continuação que muita gente não gosta, mas que eu adoro e quero revisitar em breve.

    Final Fantasy IV: The Complete Collection

    Platform: PSP
    752 Players
    164 Check-ins

    17
    • Micro picture
      manoelnsn · 3 months ago · 2 pontos

      Por que não gostar do After Years, eu não consigo entender... OK, o Kain com Jump instantâneo é uma merda, mas é só um detalhe XD

      5 replies
Keep reading → Collapse ←
Loading...