2022-10-29 01:11:20 -0200 2022-10-29 01:11:20 -0200
sander_felipe Sander Felipe Gomes Basilio Featured

Jogar no nível fácil faz de você um jogador "indigno"?

Single 3939996 featured image

Vários jogos apresentam a oportunidade do player jogar em diferentes níveis. Os níveis variam dos mais fáceis aos mais difíceis, passando inclusive por níveis de dificuldade insanos. Lembro-me que um grande amigo meu sempre me dizia que jogar no fácil ou no médio era algo sem desafio. O nível difícil sempre era o mais apropriado para testar as nossas habilidades. Mas será que compensa mesmo sempre jogar em um nível difícil?

Muitos jogos tiram sarro do jogador ao escolher um nível fácil. Em Spider-Man (2000) do Playstation 1, caso o jogador escolhesse o nível mais fácil, ele era presenteado com o Kid Mode, ou seja, um modo de jogo feito para crianças. Em Twisted Metal 2 (1996), também do mesmo console, o jogador só conseguiria chegar até certa parte do jogo, onde era presenteado com a mensagem de que ele não poderia passar daquele ponto no modo fácil. Ou seja, para o jogador prosseguir com o jogo, teria que recomeçar a jogatina em um nível mais difícil.

Kid Mode no Spider-Man


"Não são permitidos perdedores a partir deste ponto. Você deve mudar para o médio ou difícil para continuar" - Twisted Metal 2

Em Metal Gear Solid 5: The Phantom Pain (2015), caso o player falhe muitas vezes em uma missão, o jogo lhe dá a alternativa de fazer a missão ficar mais fácil: os inimigos terão bem mais dificuldade de detectar você. No entanto, você terá que usar um belo e vergonhoso adereço: um chapéu de galinha. Caso você ainda continue falhando nas missões, você receberá um chapéu de pinto (filhote da galinha, só para deixar claro) onde você se torna totalmente invisível aos olhos dos inimigos.

Chapéu de galinha no Metal Gear Solid V


Chapéu de pinto no Metal Gear Solid V


Ocorre também o contrário: jogos que lhe recompensam por você jogar em modos mais difíceis. No jogo Ghost ‘n’ Goblins (1985), o jogador deve passar por todas as fases do game (o que já é bem difícil) para descobrir que no final tudo não passava de uma ilusão. O final verdadeiro só é desbloqueado se o jogador refizer todo o jogo com uma arma pior e que tornará o jogo um pesadelo para concluir. Há também um final secreto para o jogador que termina Kingdom Hearts 2 (2005) no modo mais difícil.

Há também aqueles jogos que se destacam pela sua dificuldade, como Sekiro: Shadows Die Twice (2019) e a franquia Souls. Neles, o jogador é levado a aprender com maestria as mecânicas do jogo se ele deseja conseguir chegar até o final da aventura e desvendar todos os segredos que o jogo tem para oferecer.

Então jogar um game nos modos mais difíceis sempre é a melhor escolha? A minha resposta é um enfático não. Mas, por qual motivo eu diria isso? Existe um aspecto bastante importante que direciona minha resposta: os diferentes estilos de jogadores.

Há aqueles players mais hardcores que gostam de experienciar o máximo que o jogo tem para apresentar, incluindo sofrer para passar de algumas partes do jogo. Isso é memorável, porém será necessário dedicar bem mais tempo e paciência para sua jogatina. Isso é ótimo para jogadores que se divertem ao tentar e tentar múltiplas vezes para conseguir vencer todos os desafios do jogo. Porém, nem todos os jogadores gostarão dessa ideia.

Imagine que você trabalha o dia inteiro, se estressa, tem problemas pessoais, contas para pagar, etc. Agora, imagine que você tem um tempo livre para jogar, tempo esse raro e valioso. A única coisa que você deseja é reduzir o estresse jogando e se divertindo com um jogo. Perder a paciência morrendo e morrendo, repetindo a mesma parte do jogo é, provavelmente, a última coisa que esse jogador irá querer. Para ele, será de muito mais valia jogar em um nível mais fácil que lhe propicie mais prazer ao jogar. Há algo a se incriminar em tal atitude? Com toda certeza, não.

Me incluo entre os dois tipos de jogadores. Gosto bastante de desafios e de sentir satisfação em vencer um boss difícil após várias tentativas ou resolver uma quest longa que me deu muito trabalho. Contudo, por muitas vezes, me arrependo de ter colocado o jogo em um nível mais difícil e preferiria jogar em um nível mais fácil, reduzindo o tanto de estresse que eu tenho do meu cotidiano. A escolha é, e sempre será, de cada jogador.

Finalizo respondendo minha pergunta título: não há problema algum em jogar níveis mais fáceis de um jogo. Todos encontrarão um prazer diferente em diferentes níveis, não havendo problema algum com isso. O importante é ter bons momentos jogando aquele jogo que você tanto gosta, sendo ele no fácil ou difícil. Divirta-se!

16
  • Micro picture
    rafaelssn · about 1 month ago · 1 ponto

    Costumo jogar no fácil quando já zerei o jogo, caçando conquistas ou fazendo 100% dele.
    De início eu prefiro o normal pra maioria dos games, porque quero sentir um pouco da dificuldade do jogo, mas não julgo ninguém pela escolha dele, no final é como tu disse: se o cara tá se divertindo tá bom :-)

Keep reading → Collapse ←
Loading...