You aren't following natnitro.

Follow her to keep track of her gaming activities.

Follow

  • natnitro Renata
    2021-07-23 19:52:53 -0300 Thumb picture

    Os tempos estão mudando mesmo... \o/

    Foi uma loucura bem grande liberarem os jogos olímpicos no meio de uma pandemia dessas e o evento ainda teve uma cerimônia de abertura bem capenga, mas quem diria que um dia nós ouviríamos os temas de jogos clássicos do porte de Final Fantasy, Kingdom Hearts, Chrono Trigger, Sonic e Nier justo numa abertura das olimpíadas... \o/

    Ai a lista completa das músicas tocadas: Abertura das olímpiadas 2021 é marcada por músicas de videogames

    Kingdom Hearts

    Platform: Playstation 2
    7026 Players
    186 Check-ins

    37
    • Micro picture
      _gustavo · 3 days ago · 3 pontos

      Uma pena a pandemia, tinha tudo pra ser a Olimpíadas mais foda de todas mas eles tiveram q mudar muita coisa pra se adaptar nos tempos atuais, de qualquer maneira as OST de games foi uma sacada genial kkkk

      1 reply
    • Micro picture
      kleber7777 · 3 days ago · 3 pontos

      Eu fiquei curioso com uma parada que li no Twitter. Queria saber se é verdade. Como 70% dos japoneses eram contrários a realização das Olimpíadas, a Nintendo, com medo de reação negativa, proibiu as referências as suas franquias que estavam programadas pra ter na abertura.
      É uma pena. As músicas nos desfile foram super legais. Mas o nome da Nintendo é muito mais forte.

      1 reply
    • Micro picture
      jongamezon · 3 days ago · 2 pontos

      nao pude acompanhar, e nao conheço as musicas kk mas acho incrivel isso

      4 replies
  • natnitro Renata
    2021-07-06 23:57:10 -0300 Thumb picture
    natnitro checked-in to:
    Post by natnitro: <p>Hora de retomar o desafio dos 50 jogos fechados
    Resident Evil 2 Remake

    Platform: PC
    292 Players
    106 Check-ins

    Hora de retomar o desafio dos 50 jogos fechados no ano, que andava beemmm esquecido... \o/

    #15° jogo finalizado no ano: Resident Evil HD Remaster (Chris)

    #16° jogo finalizado: Resident Evil 2 remake (Leon)

    Até quis fazer um checkin antes do RE2 remake, mas, logo no começo, o jogo já me empolgou tanto que fui direto e reto na campanha do Leon e seu visual clássico de Backstreet Boy e ai nem vi o tempo passar... Ai, quando percebi, já estava lá na parte do laboratório, pegando a ampola do vírus e já vazando fora, com um countdown marcando 10min pra tudo explodir e só ai que a ficha caiu que já era o final e salve-se quem puder... 

    E o salto de qualidade do remake do 1 pra esse RE2 é imenso porque praticamente tudo foi melhorado, com o mapa muito bem feito, num estilo que lembrou muito os atalhos do DS1, onde precisamos dar uma volta enorme e passar muito perrengue pra abrir uma simples porta e o melhor de tudo é que os puzzles ficaram muito mais intuitivos, o que ajuda demais, já que perdi um tempão no primeiro RE tentando descobrir os esquemas por conta própria e ai tive até que arrumar um bom guia pra facilitar mais as coisas... 

    (Mr Pyramid X)

    E falando em perrengue, não lembro de outro inimigo tão chato como o Mr X, que fica na nossa cola o tempo inteiro pra botar tensão no jogo, e o pior ai é que o visual do bichão nem é dos melhores e ainda bem que alguém teve a ideia genial de colocar Pyramid Head no lugar do feioso e depois bastou trocar também os zumbizinhos sem graça pelas bubble head nurses, que ai ficou pronto o melhor crossover do cagaço de todos os tempos... \o/

    Ai só faltava mesmo uma ost épica do Mr X, pra dar mais medo ainda, até que alguém muito iluminado acertou em cheio com a "U Got That" do meme do Ricardo Milos e ai ficou pronta a perfeição... xD

    Só achei uma pena que ainda não colocaram o tema da Coffin Dance porque esse sim cairia como uma luva pra ocasião... 😱

    Até seria legal jogar a campanha da Claire pra ver o outro lado da história e pegar mais conquistas mas isso vai ficar bem pra frente, porque dessa vez vou tentar misturar algumas coisas diferentes ai no meio da maratona pra não cansar tanto e o primeiro escolhido ai foi o Vampyr, que encasquetei de fechar nos 100% de conquistas na Steam e vai ser a próxima parada antes de ir pro RE3 remake, pra continuar a missão de fechar a franquia inteira... :-)

    31
    • Micro picture
      zefie · 20 days ago · 2 pontos

      Boa Nat! Quando puder, jogue o lado da Claire sim porque mostra coisas bem diferentes e adiciona uma personagem importante (a Sherry).
      E a sobre o salto de qualidade do RE1 pro 2, é porque o remake do 2 é algo bem recente, mas o remake do 1 saiu originalmente no Game Cube então por aí dá pra você ter uma ideia de quanto tempo se passou entre um e outro xD

      1 reply
    • Micro picture
      jcelove · 20 days ago · 2 pontos

      Ta indo rapido Nat.show!
      Olha sobre o salto de qualidade pelo que entendi vc se refere as diferenças de design e nao a elementos tecnicos. O remake do 1 é extremamente fiel a formula original com os mesmos esquemas (camera fixa, backtrack, inventario limitado e puzzles mais complexos) e faz isso com excelencia. O problema é que essa formula dificilmente agrada a gakera que joga hoje. Eu paticularmebte adoro e preferiria de longe que o remake do 2 fosse no mesmo esquema mas é fato que o formato tps mais focado na açao agrada muito mais.

      O remake do 2 é muito bom mas mas perdeu o elemento mais sensacional q o original tinha que era o edquema de cenarios. Se começasse com o leon e jogasse em seguida com a claire veria literalmente o outro lado da historia com eventos ocorrendo em paralelo. No remake as duas historias sao separadas e nao se ligam infelizmente, mas vale a pena ver a parte dela.

      3 replies
  • natnitro Renata
    2021-06-29 04:35:33 -0300 Thumb picture
    natnitro checked-in to:
    Post by natnitro: <p>#REmaster 1 check-out -- missão cumprida! \o/</p
    Resident Evil HD Remaster

    Platform: PC
    452 Players
    141 Check-ins

    #REmaster 1 check-out -- missão cumprida! \o/

    No início até que tentei ir no blind mode, achando que me viraria bem por conta própria, mas o que consegui foi começar o jogo do pior jeito possível, escolhendo o Chris na dificuldade "climbing a mountain" ou algo assim, que só depois fui descobrir ser a mais difícil pra noobies que nem eu, que nunca nem passaram perto de fechar um RE, e o resultado foi aquele Ó, com um desperdício absurdo de munição pra matar tudo que era zumbi besta que passava na frente, além de perder um tempão andando igual barata tonta pela mansão, tentando descobrir a lógica dos puzzles, o que me tomou horas e horas literalmente... o_O

    E como não há nada ruim o suficiente que não possa piorar, eu tinha formatado o pc pouco antes e ai fui tomar banho e jantar, deixando os updates baixando e instalando sozinhos e ai, quando voltei, já estava tudo pronto e então lá fui eu jogar de boas, e já tinha explorado bastante a primeira parte da mansão, tentando decifrar os puzzles por conta própria e já estava ai com umas horinhas acumuladas de jogo quando do nada, o ruindows atualizou de novo e reiniciou sozinho, fechando o jogo bem na minha cara e só então a ficha caiu que eu não tinha desligado o reinício automático lá no gpedit e que meu último save do jogo já tinha sido quase 1h e meia antes, ou seja, acabei voltando praticamente ao começo, com todo o trabalho perdido... @_@

    Ai foi aquele momento lindo de rage pra deixar a Dercy Gonçalves orgulhosa e então vi que perderia mais tempo ainda tentando quebrar cabeça nos puzzles por conta própria e fui atrás de um guia e ai sim valeu a pena demais porque rapidinho já consegui achar tudo que precisava no jogo e ainda peguei o melhor final com a Jill e Rebecca a salvo no helicóptero com o Chris... Só foi uma pena que acabei perdendo muito tempo antes e isso ficou registrado no primeiro save, que passou das 6h e por isso não consegui pegar duas conquistas de speedrun, de fechar em 3h e/ou 5h, mas isso foi detalhe mínimo porque não teria muitas chances de pegar nenhuma delas de primeira tentativa mesmo... :-)

    E que surpresa boa foi ir descobrindo que o RE1 era totalmente diferente do que eu imaginava, já que sempre pensava que fosse naquele estilo de terror psicológico pesado do Silent Hill 2 e o jogo acabou sendo mais focado na ação e nos puzzles que são muito bons, além de todo o drama de sobreviver em um ambiente tão hostil com recursos escassos e isso tudo é muito inovador no RE, especialmente se considerar a época de lançamento, quando não existia (quase) nada parecido com esse estilo de jogabilidade...   

    Se fosse pra listar um ponto negativo do jogo, além da câmera, acho que seriam os bons e velhos jumpscares que ficaram devendo um pouquinho mais de sustos, especialmente pra quem já é veterano em quebrar pedra quadrada nos cafundós por ai e já tá tão acostumado a ter cagaços o tempo todo, tanto que até o Viniccius13 que é o god-br passa altos cagaços de deixar qualquer RE no chinelo... xD

    (melhores cagaços ever: 4min48s a 6min06s e 9min a 10min)

    E falando em perrengues e cia, lá vamos nós agora pro REmake Zero que é justamente o próximo da fila, antes de avançar um pouquinho mais na trama, com os RE2 e 3 que já estão em ponto de bala também e dessa vez não tem desculpa mais pra não jogar, já que a lista RE agora sim ficou completa... :-)

    28
    • Micro picture
      mateusfv · 28 days ago · 4 pontos

      Boa Nat, RE nunca chegou perto de SH ou qualquer outra franquia que se leve o terror a sério n, mesmo quando os jogos começaram a ficar mais sérios, ainda sim a maioria dos jogos nunca compra a ideia do terror mesmo, exceto no VII que ai sim finalmente ficou terror de verdade, mas ainda falta muita insanidade nele pra chegar perto de qualquer SH kk

      Também recomendo deixar o 0 pra depois, pq ele n adiciona nada demais na história geral da franquia, e pra mim é o pior RE dos que n são uma completa bosta kk

      Eu também recomendaria ir no 2 original antes do remake, pq os dois jogos são bem diferentes

      3 replies
    • Micro picture
      jcelove · 28 days ago · 3 pontos

      Ae Nat, foi rápido mesmo com os percalços. Noto que a maioria da galera aqui que joga pela primeira vez começa com o Chris. No Re 1 original não tinha modo de dificuldade tradicional pra escolher, ele correspondia ao personagem. Jill era o modo easy, apesar de morrer facilmente ela tinha mais espaço no inventário, tinha o lockpick que abria algumas portas e as gavetas, tinha mais armas (só a granade launcher vale por 3), e tinha o Barry que salvava a pele dela toda hora inclusive permitia pular alguns puzzles (como o de pegar a shotgun e matar a plant 42 sem fazer a vjolt). Começar pelo chris sem saber nada era bem mais complicado no começo.hehe

      Re nunca foi terror psicologico, era um terror B mesmo com jumpscares e muito gore, nem chega perto de Silent Hill ou fatal frame em termos de levar o medo a sério.

      Agora eu recomendaria deixar o 0 pra depois, ele se passa antes do re 1 mas não acrescenta muita coisa pro enredo além de ser o RE clássico mais difícil de todos pelo esquema de ter que controlar os 2 personagens. Iria pro 2 logo, mas divira-se.

      6 replies
    • Micro picture
      zefie · 27 days ago · 3 pontos

      Parabéns Nat, tirou uma grande pendência! Daí pra frente é só curtição agora, porque a história do 2 é ainda mais legal. \o/
      E se você curtir ler no PC (ou tablet), recomendo muito os livros da S.D. Perry, que contam a história dos jogos de forma bem detalhada e que dá uma imersão fantástica. Tem 2 livros originais dela também que poderiam muito bem terem virado jogo. xD

      8 replies
  • natnitro Renata
    2021-06-25 23:28:18 -0300 Thumb picture
    natnitro checked-in to:
    Post by natnitro: <p>-- Hora de registrar esse momento histórico que
    Resident Evil HD Remaster

    Platform: PC
    452 Players
    141 Check-ins

    -- Hora de registrar esse momento histórico que é tirar os Resident Evils da minha lista da vergonha eterna... \o/\o/\o/

    Acho que essa foi a franquia que mais enrolei pra jogar até até hoje, por aqueles motivos que só o desânimo e a preguiça conhecem e até já estive bem perto de começar antes, com o lançamento do Village, que empolgou geral, tanto os amigos de dentro quanto os de fora do alva e ai quase fui no hypetrain também, mas acabou que a preguiça me venceu de novo...

    E ontem, quando fui ver os temas especiais de perfil da summer sale da steam, achei a coisa mais linda o tema dourado especial do RE Village com o castelo da Dimitrescu e já estava até fazendo as contas aqui de quantos pontos que ainda precisava pra trocar por ele e ai começou aquele dilema cruel que parecia um anjinho e um diabinho sussurrando em cada ouvido, onde um dizia pra eu ouvir a preguiça e pegar o Village agora e conseguir os pontos pra trocar pelo tema, mas ai o outro argumentou que era melhor ir pelo início pra ter a experiência completa da franquia, que eu enrolei tanto tempo pra começar, tal qual sempre vivo dizendo pra quem pergunta sobre a ordem certa pra jogar os ACs...

    Ai acabei resolvendo esse dilema ai com um pequeno desafio pessoal que é começar pelo primeiro RE e maratonar a franquia, pelo menos os jogos principais da steam até chegar no Village e a recompensa pela missão cumprida será o tema dourado do castelo da Dimitrescu que custa 10.000 fucking pontos... E apesar de a lista de jogos parecer meio longa, até que não deverá demorar muito, porque parece que os jogos são relativamente curtos, ainda mais pra quem for no blind mode mesmo, sem pretensão de virar colecionista pra fechar nos 100% e ai sim vai dar tempo de sobra de fechar a summer sale com o tema lindão do castelo no perfil... \o/

    E vamo que vamo pra tocar o terror logo no RE1, que missão dada é missão cumprida... xD

    34
    • Micro picture
      jcelove · about 1 month ago · 2 pontos

      Oxe Nat vc conseguiu não jogar NENHUM RE até hj? Como assim menina?
      O Remake é um excelente começo, é um jogo que beira a perfeição, mas se for pelo hype de jogar o VIII nem precisava já que o VII e VIII parecem spin ofs de tão distantes da franquia em termos de enredo e ambientação. Tem ligações mas bem empurradas mais por fanservice pra encaixar na série mesmo.

      O Arco do Ethan é bem isolado da mainline e a principal ligação que é o Chris é completamente diferente do Chris dos jogos anteriores, tanto no 7 fazendo a ponta como Luciano Huck qto no rambo dark do 8. A diferença em relação ao agente especial magrinho e esquentado do remake do primeiro é absurda.hehe

      Mas se for pegar a maratona vai nos remakes que é rapidinho. Eles são curtissimos pra quem maratona Assassins creed 2 vezes por ano.hehe

      12 replies
    • Micro picture
      mateusfv · about 1 month ago · 2 pontos

      As imagens não estão aparecendo pra mim aqui Nat o.o

      11 replies
    • Micro picture
      tassio · about 1 month ago · 2 pontos

      Uma vez eu tentei jogar o Code Veronica do Dreamcast, fui até um pouco longe, mas abandonei.
      E quando eu comprei o 3DS veio com um RE lá também, mas achei muito ruim tá loco kkkkk consegui trocar pelo Mario Kart ainda bem!

      5 replies
  • natnitro Renata
    2021-06-12 20:53:55 -0300 Thumb picture

    Tem continuação de Castlevania na Netflix vindo por ai... \o/

    Depois de fecharem Castlevania na Netflix com uma 4ª temporada bem melhor do que as anteriores, a impressão é que a série acabaria por ai, mas parece que mudaram de ideia sobre o final rapidinho, tanto que ontem já saiu o anúncio justamente de uma nova série no mesmo universo, só que dessa vez com o Richter Belmont de protagonista... \o/

    A nova série se passará por volta de 1792, durante a época da Rev Francesa e também trará a Maria Renard e provavelmente a Annette Renard também, a irmã mais velha, que é noiva do Richter e que foi sequestrada, levando aos eventos do Rondo of Blood...

    E nessa série com o Richter de protagonista, durante essa época ai que é bem próxima dos eventos do Symphony of the Night (1794), parecia que ia tudo bem, até veio a informação de que o Richter na série será o filho da Sypha e do Trevor, o que até ficaria bom pra uma continuação no mesmo universo, mas o problema ai é que existe uma incoerência enorme nas datas, já que os eventos da série Castlevania seguiram a cronologia do Dracula's Curse e do Curse of Darkness, que se passam por volta de 1479, sendo que série do Richter acontecerá nada menos do que 313 anos depois... O_O

    Tomara que não avacalhem tudo dessa vez, porque esse arco do Richter é uma das melhores fases da franquia original e agora é esperar um pouquinho mais pra ver o que vai acontecer nessa sequência e saber como vão adaptar essa confusão de datas ai ou se vão ignorar isso como um detalhezinho besta pra chutar o balde e abraçar a fanfic de vez... :-)

    Fonte: IGN

    Castlevania X: Rondo of Blood

    Platform: TurboGrafx-16
    343 Players
    35 Check-ins

    27
    • Micro picture
      gusgeek · about 1 month ago · 4 pontos

      O Richter é legal e tal, mas quero mesmo é ver o Simon!!

      3 replies
    • Micro picture
      jcelove · about 1 month ago · 2 pontos

      Quando vi ela grávida imaginei que fossem fazer o richter filho dela e do Trevor mesmo, até pq seja qual for a adaptação que forem fazer vão ter de enfiar o alucard pq o fanservice tem de continuar.

      A quarta redimiu legal as avacalhações das outras, mas é meio assustador o quão pode ser zoado ainda.hehe

      4 replies
    • Micro picture
      lordsearj · about 1 month ago · 2 pontos

      Se o autor não tivesse dito no início que seria fiel ao original, tudo bem. Mas desandou. Nem vi a quarta ainda. Alcançou um novo público, certamente. Mas cagou demais no enredo original. Fala sério. Ele ainda falaram mal da saga Lords of Shadow. 😑

      2 replies
  • natnitro Renata
    2021-05-25 01:48:08 -0300 Thumb picture
    natnitro checked-in to:
    Post by natnitro: <p><em>"Quando os outros procuram cegamente a verda
    Assassin's Creed II

    Platform: PC
    3479 Players
    181 Check-ins

    "Quando os outros procuram cegamente a verdade, lembre -se:

    - Nada é verdade...

    Quando os outros se limitam pela moral e pela lei, recorde -se de que:

    - Tudo é permitido...

    - Nós agimos nas sombras para servir a luz... Nós somos Assassinos...

    - Dizer que nada é verdade significa compreender que as bases da sociedade são frágeis e que somos guias da nossa própria civilização...

    - Dizer que tudo é permitido, é compreender que nós somos os arquitetos de nossas ações e que devemos assumir as consequências de nossos atos, sejam eles gloriosos ou trágicos..." 

    (Ezio Auditore da Firenze)

    (Vila Auditore - eita saudades ♥♥♥)

    Fazia tempo mesmo que eu queria maratonar a franquia de novo, começando pelo AC1 até o Valhalla, e só agora, depois de passar todo o rush do e-commerce para o dia das mães, que é uma das épocas mais movimentadas de trabalho aqui, finalmente consegui continuar a maratona... E ai foi só carregar o save e pisar de novo em Florença que foi quase um choque de realidade ao ver como era tudo diferente no começo e como as coisas mudaram com o tempo... E pouquíssimas coisas pra melhor...

    E o que essa época ai do AC2 tem de melhor é justamente a conexão perfeita entre os elementos, com uma ambientação realmente imersiva e envolvente, o clima perfeito de época, o apego com os personagens, o que passa uma sensação real de perda, ira e desejo de vingança a qualquer custo, como poucas vezes vimos em outras tramas até hoje... E tudo isso tem feito muita falta hoje , ainda mais agora, em tempos de Valhalla, onde somos basicamente um viking ogro genérico e arremessador de machados infinitos, que segue a vida sem propósito nobre nenhum, só pensando no lucro da próxima pilhagem enquanto vaga sem rumo por um  mapa lindo que poderia ser qualquer lugar no mundo e que é igualmente tão genérico quanto é vazio...

    E o que deixa tudo tão genérico e vazio assim na franquia atualmente é justo essa falta de conexão com os legados do passado, tanto que uma das melhores coisas já feitas até hoje é essa parte do codex do Altair, onde ele sempre questionava não só as próprias atitudes de assassino, como as bases filosóficas do credo, principalmente sobre a parte da obediência cega e como o poder pode corromper tanto, como fez com o próprio Al Mualim no passado, e isso traz uma imersão ainda maior na trama, porque esse conhecimento que o Altair passa como um legado do AC1 pelo codex também se reflete no comportamento do Ezio, que vai evoluindo como pessoa e deixando de ser somente um garoto matador com uma lâmina oculta em busca de vingança, pra se tornar um verdadeiro mestre assassino... 

    Além do Altair, também temos a chance de conhecer um pouquinho mais sobre as origens do credo pelo legado de seus fundadores, como a Amunet, que lançou as bases do credo dos assassinos com a criação da ordem dos ocultos no Egito antigo, e depois se tornou uma das protagonistas do AC Origins, assim como o Darius, que foi o primeiro a usar uma lâmina oculta para assassinar o rei Xerxes da Pérsia e ai deu até tristeza de ver como a saga dele foi terrivelmente mal feita no Odyssey, sendo que perderam a chance única de colocarem justamente ele como protagonista principal, no lugar daqueles panacas genéricos da Kassandra e do Alexios...

    E outra coisa que o AC2 sabe fazer muito bem é nos dar um ódio real dos inimigos, que nos são apresentados pouco a pouco como alvos, que são como as peças soltas de um quebra-cabeças que vai se formando com o desenrolar dos fatos e isso vai nos instigando a avançar cada vez mais, só pra ver como as coisas terminam, e todos esses personagens, especialmente os aliados como o tio Mario, o Leonardo da Vinci, Bartolomeo, Machiavelli, etc, acabaram se tornando importantes para a franquia inteira, ao contrário de hoje, onde acontece direto no Valhalla e Odyssey, quando eu vou saindo de uma missão e mal já lembro o nome de quem era o alvo e principalmente do motivo de ele(a) ser o inimigo(a), enquanto fico pensando em como seria útil uma máquina voadora ou um daqueles paraquedas do Leonardo da Vinci pra fugir do alto de algum lugar o mais rápido possível... 

    E mesmo sendo a obra-prima imbatível da franquia, o AC2 já está bastante datado em algumas partes hoje, especialmente na jogabilidade, que já não era das melhores pra época, tanto que no Brotherhood já aperfeiçoaram tanto a movimentação e o combate, o que virou quase um salto de geração entre os dois, apesar de terem só 1 ano de diferença, e outra coisa que tirou o título de perfeição do AC2 foi aquele final lá na cripta do Vaticano, que consegue ser uma das piores coisas já feitas na franquia inteira até hoje e olhe lá que ai na lista de ruindades tem AC3, Unity, Odyssey e mais um lixão acumulado... 

    As vezes até penso em como seria sensacional se a Ubi fizesse um remake do AC2, mas ai começo a lembrar justamente do AC3, Unity e cia de porqueiras que vieram depois da trilogia do Ezio e ai a tristeza bate forte e acaba sendo melhor deixar tudo quieto mesmo, porque pelo menos já temos a obra-prima original pra matar as saudades dessa era de ouro que não volta mais... :-)

    35
    • Micro picture
      camneto · 2 months ago · 2 pontos

      na minha opiniao esse é um dos melhores AC de todos q eu joguei, nao que eu tenha jogado muitos kk

      1 reply
    • Micro picture
      raiden · 2 months ago · 2 pontos

      Imagino um remake da trilogia ezio... Mas sem transformar em RPG como hoje.

      1 reply
    • Micro picture
      mateusfv · 2 months ago · 2 pontos

      Boa Nat, eu to nessa empreitada também, junto com os REs kk

      Mas além de estar jogando eles de volta, também estou platinando os que n tem troféu online, ou seja nada de Black Flag e troféu de chegar no máximo do multi, só platino ele o dia em que a Ubi lançar um remaster sem essa caceta de multi u_u

      Eu não sinto só falta dessa questão da ligação com o passado, como também, com o presente, apesar de as partes do Desmond nunca terem sido o ápice de AC, era bem interessante ver como estava a situação no presente, pena que nunca exploraram muito isso, podiam lançar um spin-off que se passava no presente.

      A gente até teve coisa depois no presente, apesar que eu acho totalmente desnecessário e sem graça, aquele self insert no BF e Rogue, ai no Unity e Syndicate, nem o trabalho de ter um cenário no presente pra andar a Ubi se deu, e no Origins o pouco que vi da Layla já n queria ver mais nada u_u, acho que desde quando o Desmond morreu esse lado da franquia ficou bem largado, acho que teria sido legal continuar seguindo o William, Rebeca e Shaun.

      Outra coisa é o envolvimento de personagens históricos na trama, é tão legal ver o Da Vinci ser bem amigo do Ezio, o Machiavelli sendo um mentor na ordem, o único que vi isso sendo feito de novo, mais ou menos legal, depois do Brotherhood foi com o 3 e o Rogue, mas a partir do Unity acho que já n ficou legal, o Napoleão até aparece um pouco, mas é bem pouco, e no Syndicate as figuras históricas é tudo Side Quest.

      Pelo menos no Origins voltou um pouco disso, mas sla, não sinto a mesma vibe que tinha no 2 e BH.

      E pra finalizar, sinto falta dos Glyphs do Clay, caramba era tão legal vc ir encontrando eles e descobrindo uma conspiração maluca, as partes do Desmond no Revelations, aquele em primeira pessoa, era bem ruinzinhas no gameplay, mas os diálogos dele era interessante.

      2 replies
  • natnitro Renata
    2021-05-14 02:49:55 -0300 Thumb picture
    natnitro checked-in to:
    Post by natnitro: <p>(SEM SPOILERS)</p><p>" -- Eu suponho que tivesse
    Castlevania: Curse of Darkness

    Platform: Playstation 2
    3039 Players
    101 Check-ins

    (SEM SPOILERS)

    " -- Eu suponho que tivesse outras opções: Gritar com satanás até ele admitir que só estava mantendo a cadeira aquecida pra você..." -- (melhor momento ever da série inteira hahuahauahuahua)

    4ª temporada de Castlevania da Netflix maratonada com sucesso e resumida em uma palavra:  -- Amei!!!

    Se o pessoal da Netflix fez uma cagada homérica na 3ª temporada, dessa vez se redimiram com louvor porque a 4ª temporada realmente ficou sensacional, com muita ação, gore, pancadaria das boas, humor bem sacado, eastereggs aos montes e um encerramento bem digno pra consertar bastante as merdas que fizeram já a partir da segunda temporada e que levaram a série a só ir despencando ladeira abaixo e sem freio...

    E o que mais incomodou na terceira temporada foi a quebra de ritmo, já que focaram demais nos planos malignos da turminha do mal que queria dominar o mundo, mas que não se desenrolava nunca, até chegar num final bem meh e, dessa vez, pelo menos consertaram isso com roteiro melhorado, mas que ainda pecou um pouquinho em partes, só que com saldo positivo de muito mais acertos do que erros, principalmente nas tiradas de humor com a Sypha resmungando mais do que a Dercy Gonçalves enquanto roubava todas as cenas em que ela apareceu e o Trevor mostrando que finalmente virou adulto e honrou o nome da família, mas sem perder o lado trapalhão, além do Alucard, que está no seu melhor momento da série inteira, mostrando que ele sabe bem como tocar o terror e que achou um equilíbrio perfeito entre o lado vampírico frio e devastador e o coração humano, o que torna ele um dos melhores personagens dessa temporada do início ao fim... 

    (esse já virou meu wallpaper aqui... ♥♥♥)

    E falando justamente em ação, é ai que a série brilhou porque o roteiro seguiu basicamente a linha dos jogos da franquia, passando por vários bosses já bastante conhecidos que foram um ótimo fanservice, até chegar no plot onde apareceu o verdadeiro chefão e ai sim dá até vontade de pegar um controle e arregaçar os botões jogando aquela parte, que é um final digno de um Curse of Darkness... \o/

    E depois de uns nós na garganta com o epílogo, ai vem o final pra valer, que achei uma fofura só, e daria pra fazer uma série inteira só seguindo a linha a partir do final da 4ª temporada... O medo ai é que o Adi Shankar também já tenha tido essa mesma ideia e resolva colocar o plano em ação... Só que daquele jeito dele que é um Ó... Huahuahauhahua

    E pra quem tiver na dúvida ai se vale a pena perder um tempinho com a 4ª temporada, podem ir sem medo porque dessa vez a série se redimiu e realmente acertou muito mais do que errou antes e encerrou de um jeito minimamente digno pra honrar a o nome de peso da franquia... \o/

    22
  • natnitro Renata
    2021-04-22 01:10:58 -0300 Thumb picture
    natnitro checked-in to:
    Post by natnitro: <p>It´s good to be back! \o/</p><p>#img#[771477]</p
    Dark Souls: Prepare to Die Edition

    Platform: PC
    2017 Players
    819 Check-ins

    It´s good to be back! \o/

    Apareceu uma oportunidade inesperada aqui de fazer uma certificação na minha área que é segurança da informação e lá fui eu sem me preocupar muito, até descobrir que o ritmo desse novo curso do EC Council era muito mais puxado do que esperava e nisso acabei passando quase 8 semanas inteiras só por conta dos estudos, mais trabalho e afins, sem tempo pra jogar praticamente nada... Mas o sacrifício acabou valendo a pena e agora com mais um certificado lindão na parede, é hora de voltar a velha rotina de novo, ueba! \o/

    Já a primeira coisa que deu vontade de jogar logo foi o DS Prepare to die, que não passava nem perto dele há um tempão e ai fiquei bolando umas ideias meio malucas pra fazer na campanha, até que hoje finalmente comecei a colocar tudo em prática pra ver o que vai dar certo ou nem tanto... xD

    E a primeira ideia basicamente já virou um padrão de jogo aqui, que é pegar uma rota bem diferente da maioria absoluta do pessoal que começa o jogo indo pelo esgoto do aqueduto perto de Firelink pra chegar no burgo, seguindo pela área do Taurus Demon e depois ir virar churrasco na ponte do Hellkite em Undead Burg, mas meu esquema é um pouquinho diferente porque já desço pela torre para New Londo Ruins e depois é só usar a master key pra abrir o portão do Valley of the Drakes e fazer uma parada pra um farm básico de souls nos infested barbarians na entrada de Blighttown e pegar umas dung pies pra levar de presente pra alguém mais tarde... E a partir dai é seguir  em frente pela ponte de cordas, passando pelo Undead Dragon sem acordar o bichinho do sono dele e depois de uma corridinha básica pra passar pelos Drakes azuis sem muito perrengue, ai é só entrar no elevador de Darkroot Basin e marcar um checkpoint na fogueira da caverna e sempre faço um backup do save ai, antes de ir pra próxima treta...

    E o motivo desse backup é que logo na saída dessa caverna da bonfire fica um dos dois Black Knights de alabarda que podem dropar logo no começo a black knight halberd, que é uma das melhores armas do jogo e as chances de drop são muito boas, ai nos 33%... E ai é só não esquecer de sair da caverna na maciota pra não alertar o cavaleiro trevoso e acertar aquele backstab básico pra facilitar a vida e ir voltando o save do backup, na base de tentativa e erro até dropar a alabarda, o que não demora muito...

    Ai é só pegar o grass crest shield que regenera estamina bem mais rápido e que fica de presente no barranco logo na saída da caverna, que ai já garantimos um dos melhores sets do jogo e então é só subir o morro, descendo uns cascudos naquelas plantinhas chatas e depois no capetão que fica vigiando a entrada de Undead Parish que logo já chegamos no Andrezão de Astora, que, junto com o Solaire, são os melhores BFFs da franquia inteira, tanto que trouxeram o Andre de volta até no DS3, pra felicidade geral da nação de almas penadas... \o/

    E o melhor dessa rota ai é que não só chegamos no primeiro sino de Undead Parish mais rápido (e no atalho do elevador pra firelink de brinde também) mas pelo detalhe de que não passamos pela ponte do burgo logo depois do aqueduto, que é justamente o trigger do Hellkite e com isso ele não vai spawnar lá na ponte maior de Undead Burg e ai podemos correr a vontade pra todos os lados sem virar churrasquinho...

    Ai o caminho fica livre pra fazer aquela limpeza na área, catar todos os itens importantes como a chave da ponte que abre a porta para a parte baixa do mapa e ai já podemos ir lá levar as dung pies de presente pro Capra da peste e tacar tudo na cabeça dele (literalmente) que a chave que ele dropa pra Depths já estará garantida, sem nem precisarmos atravessar a fog e ter que encarar aqueles cães sarnentos dele que são a pior parte da luta... \o/

    Com a porta para Depths liberada, ai é hora de pegar a large ember pro Andrezão, um sack dos açougueiros pra levar pra fazer uns escambos no ninho do corvo e ai é comprar umas moss clumps da velha vendedora de muamba do aqueduto (ou farmar antes lá na floresta de Darkroot mesmo pra economizar) e ir pelo atalho de firelink direto pro elevador e dar aquele salto maroto pra chegar no ninho e voltar pro Undead Asylum de novo, pra trocar tudo com a Snuggly por twinkle titanite pra upar a alabarda, e pegar mais uns itens raros que facilitam bastante a vida...

    E com a black knight halberd no nível 4 de 5, depois de passar pelo Sif e conseguir o covenant of Artorias, agora só falta dar um pulinho em Great Hollow pra pegar as últimas twinkle titanites que faltam pra deixar a alabarda no talo e ai a próxima parada é despachar o Ingward pra pegar a chave do mecanismo de abaixar a água de New Londo Ruins e ir no modo foda-se lá para o abismo, pra tankar o Four Kings e tentar pegar umas 150k de souls de brinde já no comecinho...

    E lá vamos nós arrumar um estoque extra de paciência porque essa luta do Four Kings já é chata pra quem vai com set full tank do Havel e nem se fala então pra quem ainda tá começando de deprived, só de tanga, alabarda e escudo, mas tá valendo assim mesmo porque passar raiva em DS, como diria a Sucodelarangela: "é parte integrante do produto e não pode ser vendido separadamente"... xD

    32
    • Micro picture
      _gustavo · 3 months ago · 3 pontos

      Parabéns pela certificação Nat ! =D
      Nada melhor pra tirar o stress que jogar um Souls kkkkk. Engraçado vc comentar sobre esse caminho pq quando eu joguei a primeira vez sem saber eu achei q o caminho certo era esse mesmo, aí morrer miseravelmente várias vezes, aí um amigo meu me contou q não era bem por aí não kkkkkkk. Soulslike eu to firme no Nioh 2 ainda, depois dele (oq ainda vai demorar um pouco) quero emendar o The Surge 2

      1 reply
    • Micro picture
      gigahertz · 3 months ago · 2 pontos

      Parabéns pela certificação! Dark Souls nunca joguei, mas pretendo pegar o Remastered qualquer hora dessas pra experimentar.

      1 reply
    • Micro picture
      msvalle · 3 months ago · 2 pontos

      Parabéns por mais uma certificação - imagino o quanto sua área não foi demandada durante esse ano e tanto de teletrabalho!
      Ainda estou devendo jogar a série Soulsborne, só de ler seu planejamento deu vontade de jogar hehe

      1 reply
  • natnitro Renata
    2021-03-12 23:39:16 -0300 Thumb picture
    natnitro checked-in to:
    Post by natnitro: <p>#Checkin atrasado e a&nbsp;Castlevania Anniversa
    Konami 50th Anniversary Collection: Castlevania Anniversary Collection

    Platform: PC
    4 Players
    6 Check-ins

    #Checkin atrasado e a Castlevania Anniversary Collection fechada nos 100% -- Missão cumprida! \o/

    Faltavam só dois jogos pra completar todas as conquistas da Anniversary Colletion e ai resolvi ir no rush mesmo pra completar tudo numa jogatina só e os 100% finalmente sairam, mas o checkin acabou ficando pra depois e depois e depois... xD

    #13° finalizado no ano: Kid Drácula

    Esse é um dos que lembro de jogar bastante no gameboy enquanto pegávamos a estrada nesses feriados prolongados de carnaval e semana santa, e ai eu estava com aquela imagem e as músicas do joguinho de GB na cabeça quando fui jogar o da Steam pela primeira vez e ai a reação foi bem aquela cara de "Wtf?! Que jogo lindo esse..." 

    E pra quem jogou só o de GB, foi uma surpresa mesmo ver como a versão portada do Nes é muito mais bonita e super kawaii também, e pelo conjunto ai, o Kid Dracula já virou logo o meu jogo favorito da Anniversary Collection... ♥♥♥

    E uma das lendas urbanas mais famosas de Castlevania é a de que o Kid Dracula poderia ser ninguém menos do que o Alucard quando era pequeno... Talvez seja só lenda mesmo, mas já é divertido só de imaginar ele sendo o kid Dracula e aprontando todas no castelo, quando ele ainda não tinha se rebelado e mudado o nome para Alucard que é exatamente Dracula ao contrário... :-)

    #14° finalizado no ano: Super Castlevania IV

    E se console antigo marcasse as horas acumuladas como os atuais, não me assustaria se esse fosse um dos Castlevanias que mais joguei até hoje, já que dos jogos da geração Snes, ele só deve ter perdido em contagem de tempo mesmo pro Street Fighter II, que é em dupla e até hoje sempre tem uns campeonatos amistosos ou nem tanto, rolando aqui de vez em quando... Dessa vez não bati meu melhor tempo de speedrun nele, mas pelo menos não apanhei muito, o que foi um baita recorde também... xD

    E com o 14° jogo finalizado e tirado da conta do backlog aqui, agora é chutar a bunda da preguiça e ir logo para os Devil May Cry 2 e 3 pra tirar mais esses da lista também... \o/

    29
    • Micro picture
      leandro · 5 months ago · 3 pontos

      Ouso dizer que Super Castlevania IV é melhor que Symphony of The Night. Sai correndo

      3 replies
    • Micro picture
      msvalle · 5 months ago · 3 pontos

      Parabéns pelo 100% na coleção!

      1 reply
    • Micro picture
      _gustavo · 5 months ago · 2 pontos

      Tá on fire com os Castlevania, parabéns pela zerada ^^

      1 reply
  • natnitro Renata
    2021-03-05 00:54:15 -0300 Thumb picture
    natnitro checked-in to:
    Post by natnitro: <p>#12° jogo finalizado no ano:&nbsp;<a href="https
    Konami 50th Anniversary Collection: Castlevania Anniversary Collection

    Platform: PC
    4 Players
    6 Check-ins

    #12° jogo finalizado no ano: Castlevania Bloodlines \o/

    O Bloodlines é um dos oldschool que eu não jogava há muito tempo mesmo e nem lembrava direito de como esse jogo consegue ser difícil assim, cacilds... o_O

    Fui de Aquaman, ops, Eric Lecarde só pra pegar a conquista de fechar uma campanha com ele e ai que virou um Dark Castlevania Souls, já que eu só apanhava e morria, principalmente no mapa aquático da Grécia, no estágio 2, onde empaquei por causa da água subindo rápido e aquele monte de inimigos pra matar e ai foi preciso ir na tentativa e erro até conseguir pegar os timings certos pra finalmente fazer a água abaixar pra sair de lá e ir pra outra região... 

    Depois de passar pela água, achei que não tinha coisa pior que isso no jogo até que cheguei lá na bossfight da Death e aquele tarô do inferno dela e ai foi aquele rage que nenhum souls-like consegue fazer igual até que finalmente derrotei a Death, só pra depois chegar na condessa e ver que até o Dracula trevoso e suas trocentas mutações no final foi refresco perto dela...  o_O

    E não só pelas bossfights ai, mas no conjunto, esse deve ser o Castlevania mais hard que já saiu até hoje, e não é daqueles níveis de dificuldade artificias de jogos de fliperama que são sacanas só pra forçar quem quisesse zerar a ter que comprar mais fichas, mas é do tipo que desafia mesmo o jogador até ele masterizar as habilidades e o timing certo até na hora de explorar o mapa, senão acabamos empacando feio mesmo... 

    Já o melhor da jornada com certeza foi ir pegando todas as inspirações desse jogo para os próximos da franquia, como o mapa e até o castelo invertido do SotN, os inimigos e bosses do Rondo of Blood, Curse of Darkness, etc, que o Koji Igarashi usou como base para criar a era de ouro dos metroidvanias logo depois...

    E com o Bloodlines como o 12° jogo na conta do desafio anual, agora só faltam o Kid Dracula e o Super Castlevania IV pra pegar todas as conquistas da Anniversary Collection nos 100%  \o/

    27
    • Micro picture
      msvalle · 5 months ago · 2 pontos

      Parabéns, @natnitro! Está uma autêntica Van Helsing na caça aos vampiros hehe

      1 reply
    • Micro picture
      lendariorandom · 5 months ago · 2 pontos

      Tô jogando esse aí. Bem difícil de se acostumar mas é bom. Os gráficos e o trabalho artístico até agora só tem me impressionado! Boaaaaa

      2 replies
Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...