museudosrpgs

Um amante de jogos clássicos e apaixonado por RPGs - https://www.facebook.com/museudosrpgs/

You aren't following museudosrpgs.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • museudosrpgs Nelio Dias
    2021-08-10 11:26:19 -0300 Thumb picture
    museudosrpgs checked-in to:
    Post by museudosrpgs: <p><strong>Apaixonado por essa maravilha!</strong><
    Cosmic Star Heroine

    Platform: PC
    24 Players
    15 Check-ins

    Apaixonado por essa maravilha!

    3
    • Micro picture
      jcelove · over 1 year ago · 2 pontos

      Ésse é bom mesmo!

  • museudosrpgs Nelio Dias
    2021-05-13 12:22:34 -0300 Thumb picture

    Lenneth Valkyrie - Serviços de recrutamento e seleção de defuntos

    Medium 3865443 featured image

    História:

    Valkyrie Profile é um RPG baseado em mitologias Nórdicas, centrado principalmente na história de Lenneth , uma das 3 deusas do destino, que tem como objetivo principal recrutar Einherjar (basicamente guerreiros mortos) para lutar uma guerra em Asgard.

    Desenvolvimento dos personagens:

    Pela própria natureza do enredo, cada missão se inicia com a história do Einherjar em questão, até a sua morte e o seu recrutamento por Lenneth, portanto é até redundante falar que todos os personagens tem um desenvolvimento aceitável, alguns obviamente são mais desenvolvidos do que outros, que é o caso da própria Lenneth (que tem todo um mistério em torno do seu passado), Lucian, Angrim, Mystina, Lezard, etc..

    Mas mesmo os personagens secundários tem a sua história, ninguém para ali simplesmente por acaso, e isso foi algo que me encantou no jogo.

    Design / Arte:

    Valkyrie Profile também é esteticamente maravilhoso, usou muito bem os recursos do PS1, onde tanto o design dos personagens, como dos monstros e até mesmo dos cenários é bem construído, além das cenas em animação espetaculares.

    A maga gostosa Mystina, uma das personagens chave do jogo

    Jogabilidade:

    Foi o que mais me chamou atenção logo de cara, mesmo sendo um RPG de turnos, a complexidade e a riqueza de detalhes é enorme.

    Me arrisco a dizer que antes de jogar seria ideal ver um pequeno "manual" sobre como equipar, usar e distribuir os pontos de capacidade nas suas skills (sim, você escolhe qual habilidade aprimorar), como enviar seus guerreiros para Asgard, como comprar itens (Não existe uma "lojinha" no jogo, mas há um equivalente), sobre os tipos de itens existentes, quais enviar para Odin (sim, o bicho cobra uma taxinha), e quais ficar com você,  como usar os melhores combos durante a batalha, e por aí vai..

    Acreditem, a jogabilidade de Valkyrie Profile é bem peculiar e vai ser um dos pontos de destaque na sua experiência.

    O posicionamento da equipe faz toda a diferença pra aplicar um combo

    Um pouco do complexo menu do jogo

    Dificuldade:

    O jogo tem os 3 níveis clássicos de dificuldade, e para se fazer o final "A" (existem 3 finais no jogo), deve-se necessariamente jogar no Hard.

    As quests do hard são bem desafiadoras, muitas vezes até irritantes, por isso recomendo o uso de um detonado.

    Situações como cair de uma plataforma, ser esmagado por espinhos e cair numa luta sem querer vão ser bem comuns, por isso se jogar no modo hard (e deve-se fazer isso pra extrair o máximo da experiência), esteja preparado pra ser desafiado.

    Subir em uma plataforma e cair de bunda no chão pra recomeçar lá debaixo vai ser fato recorrente, use o savestate cada vez que subir numa plataforma, vai por mim...

    Finais:

    A diferença de qualidade do final "A" pros demais é absurda, eu mesmo fiz o final "B" e tive que correr pro youtube assistir o final "A", e a diferença é enorme.

    O final "A" vai destrinchar ao máximo o passado de Lenneth e o seu envolvimentos com algumas figuras do jogo, mostrará reviravoltas na guerra de Asgard e ainda te presenteará com animações fantásticas, certamente irá te emocionar, já os finais B e C, bom, deixa pra lá...

    Trilha sonora:

    Bela, mas não digo que é épica, é uma trilha sonora gostosa de se ouvir, principalmente as trilhas tristes e emotivas, mas nada que eu considere tão marcante.

    CONCLUSÃO:

    Jogue Valkyrie Profile agora mesmo, preste atenção em todos os mínimos detalhes do jogo, mergulhe na história de cada personagem, e não tenha vergonha de usar um detonado.

    Uma obra prima dessas deve ser desfrutada na sua totalidade!


    Valkyrie Profile

    Platform: Playstation
    2329 Players
    84 Check-ins

    4
  • museudosrpgs Nelio Dias
    2021-02-19 13:25:57 -0200 Thumb picture
    museudosrpgs checked-in to:
    Post by museudosrpgs: <p>Bora desbravar esse grande clássico na sua versã
    Final Fantasy

    Platform: PSP
    694 Players
    122 Check-ins

    Bora desbravar esse grande clássico na sua versão PSP

    0
  • museudosrpgs Nelio Dias
    2021-02-19 12:44:53 -0200 Thumb picture

    Dragões, sapos, macacos, felinos, tatus e mais dragões!

    Medium 3852957 featured image

    Logo de cara é possível perceber a nítida diferença entre Breath of Fire II e seu antecessor, principalmente no que diz respeito a velocidade do jogo enquanto você caminha no mapa.

    FAREI O POSSÍVEL PRA DAR A MENOR QUANTIDADE POSSÍVEL DE SPOILERS, PARA QUE NÃO ESTRAGUE A SUA EXPERIÊNCIA AO JOGAR ESSE BELO JOGO.

    HISTÓRIA:

    Uma criança destinada a ser a salvadora do clã dos dragões que num belo dia desaparece da sua vila e cai num mundo completamente igual mas diferente (ao estilo Serge em Chrono Cross),  onde ninguém o reconhece e o mesmo é tratado como um estranho (isso não é spoiler, é a própria sinopse e literalmente a primeira cena do jogo).

    A partir daí começa a jornada do jovem Ryu, que passa a viver nesse mundo junto com seu amigo canino Bow, que vai precisar provar a sua inocência em uma acusação de um crime que ele não cometeu (mesmo sendo um ladrãozinho).

    A partir daí uma missão liga na outra, onde novos personagens vão aparecendo e se juntando a equipe no desenrolar da história...

    O pequeno meliante Bow, uma péssima influência pros seus filhos

    PERSONAGENS E SEU DESENVOLVIMENTO

    Outro fator onde se pode observar uma nítida melhora em relação a BOF I é no desenvolvimento dos personagens.

    No primeiro jogo os seus colegas de equipe simplesmente decidiam seguir Ryu em sua jornada sem nenhum grande motivo, e a reação do protagonista e demais colegas era de indiferença.

    Não que isso tenha mudado radicalmente, acredito que essa interação entre os membros da equipe ainda deixa a desejar, mas é perceptível que alguns personagens conseguem criar um vínculo emocional muito maior com o protagonista, como são os casos de Bow, Katt e Nina, além das histórias paralelas emocionantes de Sten, Nina e Rand.

    Obs: A diversidade da equipe é um ponto forte, podemos dizer que Ryu é praticamente o único humano da equipe.

    Katt deixando um soldado ferido


    DESIGN & ARTE

    A arte de BOF II é belíssima, mesmo com seus cenários simples e NPCs gêmeos, mas meu comentário aqui vai para os monstros. Muitos deles tem um design digno de "final boss" e transmitem uma aura assustadora.

    Não jogue isso de noite


    JOGABILIDADE, ITENS E MISSÕES SECRETAS

    A jogabilidade de BOF II tem seus altos e baixos, segue o sistema clássico por turnos, com um sistema de experiência e levels recompensador (evoluir não é um fardo aqui, e acredite, você vai precisar), isso sem contar que acumular dinheiro em batalhas é muito fácil depois de uma certa altura do jogo.

    Algumas coisas me chamaram atenção no jogo: 


    - Sistema de fusões, onde um dos guerreiros se funde com uma shaman e se transforma numa criatura mais poderosa, MAS... quando seu HP estiver baixo a fusão simplesmente se desfaz, mesmo assim, é algo muito bacana de se testar

    - Recrutamento de personagens secundários: Converse com todos os NPCs que encontrar, alguns deles vão "se juntar" a sua equipe, mas vão ficar em uma determinada cidade, dentre eles temos Enfermeira, Cientista, Escultor, Músico, Pescador, um inútil e um cozinheiro (você faz algumas combinações de itens e ele te entrega itens diferentes), inclusive, graças ao cozinheiro consegui alguns itens que me ajudaram na luta final.

    - Inventário: Aqui o inventário é relativamente pequeno e itens bem como armas e armaduras ocupam o mesmo espaço, o que acaba sendo um desafio constante para que você ande somente com o que for necessário.

    - Itens secretos: O jogo é repleto de itens e locais secretos e / ou escondidos, mas TÃO escondidos que se você não usar um detonado muito provavelmente não vai sequer saber da existência deles

    - Pescaria: Usada pra pescar itens raros (ou alguma sardinha intrometida), a ideia é boa, mas acaba sendo cansativo se você não pegar o jeito, pois cada vez que a sua corda arrebenta você precisa voltar a alguma loja para comprar ou equipar mais.

    Ideia boa, difícil é conseguir pescar

    TRILHA SONORA

    A trilha sonora é bonita e aconchegante, nada épico ou marcante, mas muito gostosa de ouvir e adequada a cada momento do jogo...

    MÚLTIPLOS FINAIS

    Bom, primeiramente tenho que revelar que nunca apanhei tanto de um boss na minha vida como esse maldito aqui

    Depois de duas semanas upando o Ryu e fazendo combinações mirabolantes com meu cozinheiro consegui criar alguns "biscoitos" (item que restaura todo o HP) e venci o desgraçado sem precisar usar especial.

    Pois bem, temos duas possibilidades de finais, uma se você matar uma pessoa e outra se você não matar (Alô Magus), eu acabei matando essa pessoa e fiz o final "triste"
    Assim como Chrono Trigger vários pequenos acontecimentos, diálogos e batalhas durante a jornada influenciam no momento final.

    Portanto a minha dica é: DEVORE CADA CANTO DESSE JOGO!

    CONCLUSÃO

    Breath of Fire II sem sombra de dúvidas entra pra galeria de maiores RPGs de todos os tempos, com uma trama complexa envolvendo questões sobre fanatismo religioso, dramas familiares, romances, dilemas existenciais e tudo que se tem direito.

    Conheça nosso projeto: (12) Museu dos RPGs | Facebook

    Breath of Fire II

    Platform: Gameboy Advance
    488 Players
    27 Check-ins

    0
  • museudosrpgs Nelio Dias
    2021-02-19 10:31:52 -0200 Thumb picture
    museudosrpgs checked-in to:
    Post by museudosrpgs: <p>Finalmente!<br><br>Depois de passar duas longas
    Breath of Fire II

    Platform: Gameboy Advance
    488 Players
    27 Check-ins

    Finalmente!

    Depois de passar duas longas semanas apanhando do Barubary consegui finalizar BOF II 

    Mas fiz o final triste :(

    1
Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...