You aren't following matsugaki.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • raximo_lewgnik Ráximo Lewgnik
    2022-09-28 12:16:59 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    Interações especiais nos ninhos

    Fiz esse vídeo recentemente demonstrando as interações especiais que os monstros tem nos ninhos deles. É mais um vídeo informativo do que algo realmente útil mas acredito que seja interessante para alguns jogadores.

    Monster Hunter World

    Platform: PC
    132 Players
    245 Check-ins

    5
  • 2022-07-12 12:06:35 -0300 Thumb picture
    Thumb picture
    67
    • Micro picture
      igor_park · 3 months ago · 5 pontos

      Só os oldschools vão lembrar da era Mostarda kkkk.

      2 replies
    • Micro picture
      manoelnsn · 3 months ago · 4 pontos

      Tá foda demais, ahuahuahauhauhaua

    • Micro picture
      raiden · 3 months ago · 4 pontos

      Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • matsugaki Caio Matsugaki
    2022-05-23 18:03:41 -0300 Thumb picture
    matsugaki checked-in to:
    Post by matsugaki: <p>Assim que lançou o modo sem construção do Fortni
    Super Animal Royale

    Platform: PC
    6 Players
    3 Check-ins

    Assim que lançou o modo sem construção do Fortnite, fiquei com receio de jogar (hoje eu amo esse modo), e fui em busca de um outro Battle Royale. Acabei achando essa belezura.
    Apesar de não ter construção também, apenas animais muito fofinhos, ele é muito fácil de vencer e as partidas acabam em menos de 10 minutos.

    Tudo acontece muito rápido, com vários armamentos, skins e dancinhas. Acho ele super maneiro de jogar, mas o L2 vai pro limbo, já que esse é o botão que faz seu char esquivar de tiros.

    Quem quer vencer um battle royale uma vez na vida, e não sabe por onde começar, vá por esse aqui que é sucesso.

    Sem platina pra ser feita, fiz o 100% e me veio essa badge:

    - Tempestade de Bronze - Pegue 1500 troféus de Bronze.

    @platinadores

    12
  • matsugaki Caio Matsugaki
    2022-05-23 17:58:43 -0300 Thumb picture
    matsugaki checked-in to:
    Post by matsugaki: <p>Sem dúvidas, um dos melhores jogos que joguei de
    Children of Morta

    Platform: Playstation 4
    17 Players
    2 Check-ins

    Sem dúvidas, um dos melhores jogos que joguei de PS4. Jogabilidade fluída, gráfico fofo, dublagem excelente e história mítica.
    Até fiquei com lágriminhas nos olhos no final da história. Até as side quests tem histórinhas bem feitas.

    Trouxe o jogo comigo da Austrália, mas ele vêm com legendas em pt-br. Caso alguém de SP tenha em interesse em comprar, tô vendendo. Está em perfeitas condições :)

    Vi no myPSt que não tinha dicas pra vários troféus, por tanto, fui lá e anotei tudo que eu sabia. Ganhei essa badge aqui:

    - Veterano em dicas - Publique 20 dicas em qualquer jogo.

    19
  • matsugaki Caio Matsugaki
    2022-05-23 17:51:42 -0300 Thumb picture
    matsugaki checked-in to:
    Post by matsugaki: <p>Depois de anos do roubo que comentei anteriormen
    LEGO Marvel Super Heroes

    Platform: Playstation 4
    335 Players
    35 Check-ins

    Depois de anos do roubo que comentei anteriormente, veio uma promoção e comprei o game pra poder, enfim, platiná-lo. O modo história eu zerei com minha esposa, mas os outros troféus ela não teve paciência pra me ajudar kkkkkk.

    Tem vários e vários bonecos diferentes jogáveis, que achei muito foda, mas ir atrás de gold brick e fazer corrida voadora foi chato pra caralh.

    Quando apareceu a platina na tela, eu senti que um peso enorme saiu da minha alma. 
    Tenho LEGO Jurassic pra jogar, mas estou até com receio em começar, mesmo não indo atrás do 100%. Dei uma enjoada forte nesse estilo de game :x

    Com esse jogo, veio uma badge:

    - Aracnofobia - Bronze - Platine 10 jogos que contenham aranhas.

    @platinadores

    16
    • Micro picture
      thiones · 4 months ago · 2 pontos

      Essa platina eu gostei de fazer, já o segundo jogo eu não me empolguei tanto. Ainda não sei o motivo.

      2 replies
  • matsugaki Caio Matsugaki
    2022-05-23 17:42:16 -0300 Thumb picture
    matsugaki checked-in to:
    Post by matsugaki: <p>Jogo platinado em Setembro do ano passado.</p><p
    Maneater

    Platform: Playstation 5
    32 Players
    11 Check-ins

    Jogo platinado em Setembro do ano passado.

    Um excelente entretenimento oferecido pela PS Plus. Acho que esse é o único game de PS5 que eles ofereceram que tive curiosidade (e gostei muito) de jogar.

    Tem uma história clichê, mas uma jogabilidade e proposta bem diferente: tu é um filhote de tubarão que precisa ir matando e se alimentando pra ir upando e ficando mais forte, e consequentemente, mais  velho, até chegar na forma adulta.
    A platina também é super fácil e gostosinha de fazer:

    Com esse game, vieram duas novas badges:

    - Caçador modo veterano - Conquiste 2.000 troféus.

    - Acumuladores - Bronze - Platine 10 jogos que contenham no mínimo três troféus de coletáveis únicos ou variados.

    Primeira e única platina feita em live. Muito difícil focar em objetivos enquanto o chat fica falando asneiras KKKK.

    @platinadores

    12
  • 2022-01-18 22:23:10 -0200 Thumb picture
    Thumb picture

    Yu-gi-oh! Zero


    Ano - 1998

    Número de episódios - 27 (+1 OVA)

    Disponível em streamings - Não

    Disponível dublado - Não

    Disponível legendado em PTBR - Sim

    Sinopse: Yugi Mutou é um jovem introvertido de baixa estatura, que foi presenteado com um enigmático quebra cabeça de origem egípcia pelo seu avô. Fazendo um pedido para conseguir amigos, Yugi consegue montar o estranho objeto, cujo nome era Enigma do Milênio, porém ele não esperava que, a partir dali, um espírito destemido e poderoso fosse tomar conta do seu corpo em momentos de perigo, fazendo-o se transformar em um verdadeiro "Rei dos Jogos".

    ______________________________________________________________________________

    Quem teve infância nos anos 2000 certamente se lembra de Yugioh nas manhãs da TV Globinho, o desenho de um cara com um cabelo engraçado, que ganhava duelos feitos com um jogo de cartas repleto de diferentes criaturas e de muito ocultismo, algo que deixou a molecada surtada, fez crescer absurdamente a venda de cartinhas e que deixou várias mães e pais evangélicos de cabelo em pé!

    A série, após essa temporada que passou na TV aberta, ganhou vários outros arcos (os yugiohs GX, 5Ds, Zexal, Arc-V, Vrains e Seven), cada um focado em um aspecto diferente do jogo de cartas, ou seja: propagandas imensas no formato de animação, com o intuito de vender cada vez mais o TCG (sigla japonesa para Trading Card Game). 

    Porém, nem sempre a franquia foi assim, pois antes de servir de pauta para programas sensacionalistas do Gilberto Barros, a série teve uma temporada primordial, de poucos episódios, a qual acabou sendo esquecida e ignorada por muita gente, vindo a ser chamada pelo público pela alcunha de "Yu-gi-oh Zero", sendo justamente essa a que a Velha escolheu para esse post!

    Yugioh Zero foi a primeira tentativa de adaptar o mangá de Kazuki Takahashi, que estava fazendo sucesso no Japão, e nesse período a obra do cara não era focada em vender cartas. Com isso essa temporada, ao contrário das posteriores, tem uma pegada mais episódica, onde Yugi e seus amigos precisam lidar com jogadores e apostadores dos mais diversos tipos, e mostrando inúmeros tipos de jogos diferentes, como RPG de mesa, jogo de cartas tradicional, golfe e até jogos de adivinhação com bombas a la Duro de Matar 3.

    Já existia o jogo de cartas tradicional que deu fama à série depois, mas aqui ele é bem simples e bagunçado, possivelmente um dos motivos pelos quais essa temporada foi cancelada, isso somado à pegada episódica da animação. Mas, com todos esses problemas, por que diabos essa temporada está aqui, como uma indicação do Arco?

    Basicamente porque ela é bizarramente única!  Yugi, quando se transforma em sua versão maior e badass com os poderes das trevas do Enigma do Milênio, consegue vencer todo e qualquer jogo, e caso o perdedor resolva trapacear (coisa que quase sempre acontece), ele dá um mindfuck no dito cujo, podendo deixá-lo traumatizado, ficando louco em posição fetal pelo resto da vida!

    Além da capirotagem bem mais hard dessa temporada, ela também foca mais na humanização dos personagens. Yugi é mostrado bastante como um rapaz bem infantil e sem a menor confiança, e aos poucos a amizade com seus amigos vai se fortalecendo (ao contrário da série clássica, onde eles já começam amigos do peito e talz), ou mesmo seu crush pela Tea, aqui com o nome original, Anzu.

    Aqui também temos Kaiba (o famoso usuário do Dragão Branco de Olhos Azuis) com o cabelo verde (e seu irmãozinho que não é um maricas), além de uma das melhores personagens femininas de toda a  franquia, a Miho Nosaka, outra das amigas do protagonista, que é bem esperta e manipuladora, fazendo o pobre diabo (e gado) do Tristan (aqui chamado de Honda) fazer o que ela quiser, ahuahua

    Enfim, fica a recomendação da Velha para Yugioh Zero, um desenho bem curtinho, relativamente fácil de se encontrar, e vale a pena dar uma conferida, seja por suas peculiaridades únicas em toda a franquia ou mesmo por ter uma personagem bem legal que, infelizmente, foi apagada da série quando a mesma mudou de estúdio (saindo da Toei para ir pro Gallop, que animou as outras temporadas que todo mundo conhece). Então, o que está esperando para ver a porta das trevas ser aberta? 

    E não nos esquecendo da música de abertura sensacional, bem anos 90 mesmo!

    Lista com todas as indicações do Arco aqui! 

    Yu-Gi-Oh! Forbidden Memories

    Platform: Playstation
    8165 Players
    87 Check-ins

    32
    • Micro picture
      katsuragi · 9 months ago · 4 pontos

      Este eu gostei bastante quando assisti, gosto do Card Game mas o Yami no Game original era mais sério, o Yami Yugi realmente lascava a pessoa, similar ao que o Yami Bakura passou a fazer quando focou no Card Game pra valer.
      No geral tenho boas memórias, mas tem uns personagens que ficou melhor no esquecimento mesmo.

      1 reply
    • Micro picture
      ersatzgott · 9 months ago · 2 pontos

      Ainda bem que apagaram a Miho HUAHUAHUA

      6 replies
    • Micro picture
      santz · 9 months ago · 2 pontos

      Sempre inventando uma regra e chamando de Coração das Cartas, mito demais.

      9 replies
  • matsugaki Caio Matsugaki
    2022-04-19 15:45:47 -0300 Thumb picture
    matsugaki checked-in to:
    Post by matsugaki: <p>O modo sem construção fez uma galera que conheço
    Fortnite

    Platform: Playstation 4
    281 Players
    100 Check-ins

    O modo sem construção fez uma galera que conheço voltar a jogar.

    Teve até um rapaz que colou depois de 3 anos sumido.

    Além disso, estou achando BEM fácil vencer nesse modo. Não sei se aumentaram a quantidade de bots, mas tá bem mais fácil de vencer (pelo menos no solo)

    O melhor de tudo é poder voltar à gravar os momentos mais humilhantes e engraçados nesse game e postar tudo no YT 😂:

    9
  • 2022-04-11 21:55:16 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    Visão geral da Velha: Franquia Yu-Gi-Oh! (parte 2)

    Medium 3908983 featured image

    Bem vindos a mais um post do arco da velha! Desta vez trazendo a segunda parte da franquia Yu-Gi-Oh, mostrando as temporadas restantes da série, tal como alguns filmes e extras que foram lançados até os dias de hoje (e para quem não viu a primeira parte, segue o link AQUI). Como todos sabemos, Yu-Gi-Oh é uma série de anime criada especificamente para fazer merchandising para um jogo de cartas, portanto ela é uma propaganda animada, basicamente, tal como a série Pokémon é... Mas será que, no fim das contas, ela vai se sair bem? Vamos descobrir!

    05 - Yu-Gi-Oh: Pirâmide de Luz (2004)

    Bem, era pra eu ter falado desse filme no post anterior, mas o limite de imagens acabou não deixando, huahua. Esse é o primeiro longa da série a passar nos cinemas, tal como a primeira animação da franquia a mostrar o design original das cartas como elas são no mundo real (além de não censurar os símbolos religiosos e termos relacionados a morte) e ele conta uma história sobre um artefato, a Pirâmide de Luz, que foi criada para selar o deus dos mortos, Anubis, que planeja reviver e se vingar de nosso amigo faraó, que habita o corpo do Yugi. Vejo muita agente na net descendo a lenha nesse filme apenas por ele ser filler (já que a história não existe no mangá original), mas não consigo entender, pois ele tem exatamente tudo que esperamos de algo da série: duelos emocionantes, frases de efeito, capirotagens...  É um prato cheio pra qualquer fã da primeira temporada (que não tenha neura com o irmão do Saga de Gêmeos), com certeza!

    06 - Yu-Gi-Oh: Vínculos além do Tempo (2010)

    Só não falo que o Pirâmide de Luz é o extra mais legal da série porque esse cara existe, sendo uma história que acontece entre o último arco do Yu-Gi-Oh 5Ds, e mostra um cara maluco voltando no passado para destruir o jogo de Monstros de Duelo, e então os 3 protagonistas primordiais da série, Yugi, Jaden e Yusei se unem pra impedir o cara! Sim, é um fanservicezão dos 3 primeiros arcos, mas é muito legal ver os 3 melhores protagonistas da série duelando juntos, isso sem contar que a história aqui é canônica dentro da história de Yu-Gi-Oh 5Ds, com o vilão tendo ligação com o que acontece no final de lá, então vale muito a pena conferir!

    07 - Yu-Gi-Oh Zexal (2011)

    Zexal é a primeira temporada da série que passou a ser separada do primeiro arco, já que não se passa no mesmo universo que esta. Os duelos aqui são feitos com óculos de realidade aumentada (tipo pokémon go, Google Glass, essas porras) e o protagonista, Yuma, não sabe duelar. Sim, ele é um merda e só começa a ficar bom nisso quando um espírito do Mundo Astral (um local que está em outra realidade) chamado Astral (duuuh) surge e começa a vencer por ele. A trama gira em torno dos Numbers, um tipo de cartas XYZ (os novos tipos de invocação introduzidos aqui, as cartas pretas) os quais possuem um mistério em volta delas e que deixam todo mundo despirocado ao usá-las, o que deixa a história interessante de acompanhar, porém os duelos, os personagens e tudo o mais são horríveis! 

    Não digo que são o pior da série porque tem coisa mais dantesca pra frente, porém é um downgrade enorme dos outros arcos com certeza, e não recomendaria ninguém arriscar ver esse negócio... A não ser pelo Vector, um dos melhores vilões da franquia inteira, que brilha muito quando dá as caras por aqui!

    08 - Yu-Gi-Oh! Arc V (2014)

    Arc V é disparado o arco mais ousado de toda a série. Isso porque já vem com um cast enorme de bons personagens (com muitos usando decks usáveis no metagame até), duelos espetaculares, uma história envolvendo dimensões diferentes (cada uma englobando uma invocação diferente, e vários cammeos das outras 3 temporadas, exceto a primeira), personagens femininas que duelam (e vencem, o que é raro na série), um bom character design, cenas hilárias de comédia, capirotagem e também um novo tipo de invocação, Pendulum (com os duelos não mostrando apenas essa invocação, como também TODAS as outras já introduzidas antes)! 

    Bem, esse parece ser o melhor arco da série, correto? ERRADO, pois além de ter o PIOR protagonista da franquia inteira (o Yuya aqui é um chorão com development zero e atitude de um rodapé quebrado, sendo pior que o Yuma do Zexal, que nem sabia duelar) o final da história é HORRÍVEL! Os  últimos episódios são o verdadeiro rascunho da barca do inferno, os caras literalmente enfiaram no cu o que poderia ter sido o melhor arco da franquia! Mas ainda vale a pena conferir, pois os pontos positivos são maiores que os negativos...

    09 - Yu-Gi-Oh! Darkside of Dimensions (2016)

    Esse aqui foi um filme que decidiram fazer continuando os eventos da primeira temporada, mostrando o que aconteceu com Yugi e cia depois do último episódio lá. Isso certamente deixou os fãs pirados na época, ainda mais tendo o dedo do próprio autor, o Kazuki Takahashi, na coisa toda! Porém o filme é um pedaço de bosta! Eles resetam desenvolvimento de alguns personagens, usam e abusam de monstros de CGI barata e ainda por cima, ao invés de me focarem no cast principal, me adicionam um personagem novo, o Bisca (de biscate, só pode), contam todo um background pra ele, e essa desgraça ocupa praticamente o tempo de tela da merda do filme inteiro! Se puder, faça o possível e fique longe desse treco - o final do primeiro arco já foi legal o suficiente sozinho mesmo...

    10 - Yu-Gi-Oh! VRAINS (2017)

    Aqui nessa temporada os duelos foram para a realidade virtual e, como boa propaganda que é essa série, eles trataram de inserir os speed duels aqui, para fazer alusão ao novo produto deles na época, o jogo mobile Yu-Gi-Oh Duel Links. A trama fala sobre um grupo de crianças que foi usada para experimentos com duelos, e com isso ficaram traumatizadas, com o protagonista, Yusaku (cujo avatar chama Playmaker) sendo um desses infantes, e com isso busca vingança do grupo que estava por trás desses experimentos, os Cavaleiros de Hanoi. Como estes estavam atrás de uma inteligência artificial com live arbítrio chamada Ignis, ele acabou acoplando ela no seu disco de duelo e a chamou de Ai e, com isso a série se desenvolve, mostrando o que havia por detrás de tudo que o protagonista passou e quais consequências isso teria pro mundo virtual inteiro. Também mostram um novo tipo de invocação, as Link, tal como um tipo novo de monstro, os Cyberse.

    Sim, de todas as premissas, VRAINS tem certamente a mais séria de todas. Claro que, com o advento do mundo virtual, a capirotagem da série se foi, e o cast aqui também é bem fraquinho e bem aquém do que vimos no Arc-V, por exemplo. Porém a série tem a melhor narrativa de todas, já que seus 3 arcos se interligam perfeitamente bem, seus personagens possuem um bom desenvolvimento e o vilão do último arco é o cara mais carismático da série inteira! Sério, ele deixa Maximilian Pegasus, do Reino dos Duelistas, no chinelo! O final do arco também é espetacular, portanto essa é disparada uma das melhores temporadas, além de ser uma das mais curtas, tendo "apenas" 120 episódios (contra 140/200 das outras).

    11 - Yu-Gi-Oh! Sevens (2020)

    Após Yu-Gi-Oh VRAINS, por algum motivo, decidiram trocar de estúdio para fazer uma nova temporada  para introduzirem o seu novo TCG, o Rush Duel, já que as crianças japonesas estavam achando Yugioh complexo demais, então deram uma puta simplificada no jogo e fizeram esse arco para fazer propaganda disso, trazendo um character design genérico e moe até doer a raiz dos dentes. A história fala do protagonista Yuuga, que achava o TCG normal muito difícil e hackeia a sede de quem programa o jogo em seu mundo para introduzir seu rush duel, e isso chama a atenção de outros pamonhas, como o Tatsuhisa e a queridinha do público, a roqueirinha Romin...

    Infelizmente não posso dizer para os senhores se esse arco é ou não o pior da série, pois não consegui terminar de assistir. Custei a ver 5 capítulos, e dropei com todas as minhas forças, e dificilmente volto a tentar ver novamente (recentemente ele fechou com uns 90 capítulos, mais ou menos) e, sinceramente, aconselho a todos fazerem o mesmo. Sei que a série sempre foi uma propaganda gigante, mas ela tinha a sua identidade e, esse cara aqui, já não tem mais nada disso e é basicamente um desenho infantil mesmo...

    ______________________________________________________________________________

    E assim terminamos essa Visão Geral da Velha! E qual é o veredicto da nossa idosa para a franquia Yu-Gi-Oh?

    É O SELO RAIKOU, DO MEIO TERMO! É certo que a franquia tem um pacing bem grande, temporadas bem piores do que as outras (com a última até totalmente diferente do resto, sendo focada em um público beeem distinto), porém ela se sai mais bem do que mal, e dos seus 8 arcos, 5 valem a pena assistir tranquilamente! Enfim, por hoje é isso, e até a próxima!

    Yu-Gi-Oh! 5D's Tag Force 5

    Platform: PSP
    211 Players
    15 Check-ins

    20
    • Micro picture
      kalini · 6 months ago · 2 pontos

      So pelo traço do sevens ja da pra saber que nao vem boa coisa dele. Sem falar que as novas cartas vindas junto com o sevens tem uma moldura nada a ver e parece algo tirado de vanguard ou jogo gacha.

      Mas o que ocorre de tao ruim nos ultimos episodios do Arc-V? Queria muito saber, se nao for incomodo.

      3 replies
  • 2022-03-28 20:36:02 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    Visão geral da Velha: Franquia Yu-Gi-Oh! (parte 1)

    Medium 3907095 featured image

    E aqui estamos nós novamente, com mais um post do arco da velha! Peço desculpas pela demora nos posts aqui da persona, pois a nossa idosa, nos últimos meses, estava em uma jornada repleta de propaganda, personagens com cabelos que desafiam a física, apostas valendo almas, entre outras coisas que fazem parte dessa imensa franquia, não apenas de séries de animação, como também de um jogo de cartas próprio: Yu-Gi-Oh! 

    Yu-Gi-Oh foi uma verdadeira febre aqui no Brasil. Lembro perfeitamente daquela época, por volta de 2002/2003, onde esse desenho bizarro de um cara com cabelo bisonho, pirâmide oculta no pescoço e doses cavalares de egito antigo e ocultismo começou a passar na icônica TV Globinho, deixando todo mundo doido, sejam os infantes na expectativa para novos episódios ou os pais (e no meu caso, irmão) doidos com as referências religiosas pesadas que a animação fazia! 

    O que poucos sabem é que a série Yu-Gi-Oh não se resumiu apenas àquela temporada que passou na TV aberta, com o Yugi, Kaiba, Mago Negro, Dragão Branco, Deuses Egípcios e afins, pois também tiveram outras 5 temporadas, cada uma trazendo ambientações diferentes, personagens distintos e mecânicas novas pro jogo de cartas e, ao contrário do que muitos pensam, tem muita coisa legal em cada uma delas, mesmo que, no fim das contas, sejam apenas propagandas enormes pra vender cartinhas, né...

    Então, como normalmente acontece nesses posts sobre franquias, farei um resumo breve sobre cada uma das temporadas, e as melhores ganharão posts específicos mais pra frente, na persona. Porém, como são muitas, irei dividir essa visão geral da velha em duas partes, tratando nessa, as 3 primeiras séries e que, coincidentemente, possuem os melhores protagonistas!

    01 - Yu-Gi-Oh! (1998)

    Essa foi a primeira temporada do anime que foi adaptada para a TV, e que já até foi comentada aqui no arco. Sendo produzida pela Toei Animation e tendo apenas 27 episódios (e mais 1 OVA, bem bonito por sinal) ela conta o começo da história de Yugi Mutou, que consegue montar o Enigma do Milênio, o que faz com que uma entidade tome o seu corpo em momentos de necessidade, fazendo-o aumentar de tamanho, engrossar a voz e ganhar conhecimento em todo e qualquer tipo de jogo, além de uma enorme confiança. Yu-Gi-Oh Zero (como ele é chamado pelos fãs) é uma temporada bem legal, e coincidentemente é o único arco de toda a série que não é focado no TCG e nem em vender cartas, o que dá uma dinâmica única pra ele, se comparado com os demais.

    02 - Yu-Gi-Oh! Duel Monsters (2000)

    Esse é o Yu-Gi-Oh que todo mundo conhece, sendo a primeira temporada criada pelo Estúdio Gallop e tendo como foco o jogo de cartas (que havia se popularizado no mangá) e que estava 100% renovado, agora feito pela Konami. Nele a trama continua dos eventos do Yu-Gi-Oh Zero mas, como o estúdio mudou (e o Zero tem um Yugi bem mais sombrio), decidiram retconizar a coisa toda, e toda a narartiva é contada do zero, com as amizades do Yugi (e seu enigma do milênio) já formadas no primeiro episódio, que por sinal já mostra como os duelos aqui serão insanos e animais, com os Dragões Brancos de Olhos Azuis, o Mago Negro e, claro, o icônico Exodia!

    Essa é a maior temporada de toda a série, tendo um total de 224 episódios, mas mesmo que tenha o pacing bem lento, os piores duelos da franquia (afinal o jogo de cartas estava se formando ainda), vários arcos filler ruins e outras coisinhas, eu ainda a considero como a melhor temporada de toda a série, já que foi nela que as bases foram formadas, e é aqui que temos a melhor ambientação (egito, capirotagens, tecnologia, tudo misturado), um bom cast de protagonistas e 3 dos melhores vilões: Pegasus, Marik e Bakura. Desde que o espectador se mantenha nos 3 arcos principais, Reino dos Duelistas, Batalha da Cidade e Memórias do Faraó (e veja legendado, ou ao menos uma versão sem as censuras grotescas da 4Kids), com certeza é diversão garantida!

    03 - Yu-Gi-Oh!: Duel Monsters GX  (2004)

    Esse aqui chegou a passar na Globo, sendo um dos últimos desenhos japas da TV Globinho até. Yu-Gi-Oh GX é uma sequência direta da temporada anterior, se passando vários anos após seu término, e sendo focada em Jaden (Judai, na versão original), que entra na Academia de Duelos (uma instituição feita por Kaiba para ensinar os jovens a duelar e ainda ganhar dinheiro com isso) após dar uma surra em um dos professores no seu teste admissional, usando seu icônico baralho de Heróis Elementais!

    Aqui os duelos já estão melhores do que eram antes, respeitando mais as regras do TCG (que já estavam consolidadas), mostrando novos arquétipos de monstros, além de ter um enorme foco em fusões. Jaden também é um protagonista extremamente carismático e existem vários outros personagens legais também... O problema desse arco, que o torna deveras inferior ao anterior é que ele é, em sua maior parte, episódico, com cada capítulo não tendo continuidade com o outro e, por mais que existam as problemáticas e tudo o mais, elas não possuem o peso e tensão de outrora, seja pelos vilões merda ou por não termos ninguém, além do Jaden, pra segurar as pontas (enquanto no original Joey e Kaiba também duelavam bastante). Se ainda vale a pena assistir? Até que sim, mas 180 episódios com essa dinâmica podem ser bem cansativos e tudo o mais...

    04 - Yu-Gi-Oh! 5D's (2008)

    Essa também é uma continuação direta da temporada anterior, porém se passa séculos depois, com tudo acontecendo em um futuro distópico cyberpunk, onde os ricos moram na área nobre de New Domino City e a pobrada mora em Satellite, e acabam sendo subjugados pelos mais privilegiados. O protagonista, Yusei, vive nesse lugar e seu amigo, Jack Atlas, roubou sua melhor carta, o Stardust Dragon, e sua D-Whell (motos onde as pessoas podem duelar aqui) e acabou virando Rei dos Duelos. Após construir outra moto com sucata, Yusei pode partir para conseguir sua carta de volta, porém acaba sendo envolvido em coisas além da sua compreensão, como dragões lendários (daí o nome 5Ds, Five Dragons), caras encapirotados com a esclera do olho negra, malucos advindos do futuro, tudo o que se pode imaginar que uma temporada de Yu-Gi-Oh precisa ter!

    Essa é, disparada, a segunda melhor temporada de toda a série. Isso porque sua ambientação cyberpunk é show, os duelos de motoca, por mais que pareçam estúpidos à primeira vista, são animais, o cast de personagens principais é incrivelmente carismático (eu diria até que supera o original nesse sentido, tendo até mesmo a Aki, a melhor personagem feminina de toda a série), Yusei é um excelente protagonista (sendo bem estoico, a la Kenshiro/Jotaro), as mecânicas novas de Syncro são muito bem apresentadas, a dinâmica dos duelos está muito melhor do que no GX... Claro que existem alguns problemas, como o pacing, que continua lento igual os outros arcos (tendo 154 episódios agora), alguns plot twists mal usados, entre outras coisas, porém é uma temporada que é facilmente recomendável para qualquer um!

    ______________________________________________________________________________

    Enfim, ainda faltam outras 3 temporadas, alguns filmes e um último arco, que não existe, mas que falarei deles no próximo post. Espero que tenham gostado e digam aí embaixo: sabiam que tinham outras séries de Yugioh? Chegou a ver alguma? Teve algum parente que pirava com o ataque de magia negra? Por hoje é isso mesmo e até mais!

    22
    • Micro picture
      kalini · 6 months ago · 2 pontos

      Eu vi DM, GX e 5Ds, minhas opinioes sao parecidas com a sua, mas ate hoje nao consigo engulir essa de duelos em motocicletas, acho muito estranho e nada a ver, embora de forma alguma estrague a historia do 5Ds.

      E mal posso esperar pra ver voce falado do famigerado Piramide de Luz.

      2 replies
    • Micro picture
      bobramber · 6 months ago · 2 pontos

      Só assisti ao que passou na globo, e não conseguia engolir a história do "coração das cartas", basicamente usar a fé para vir a carta que precisava e ganhar a partida.

      4 replies
Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...