You aren't following majimbuu.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • majimbuu Paulo Victor
    2022-03-11 11:31:04 -0300 Thumb picture
    majimbuu checked-in to:
    Post by majimbuu: <p>Mais um jogo zerado em 2022. Esse aqui eu só com
    One Piece: Pirate Warriors 4

    Platform: Xbox One
    25 Players
    4 Check-ins

    Mais um jogo zerado em 2022. Esse aqui eu só comecei pq baixei para o meu filho jogar. No final das contas, meio que zeramos juntos e eu achei isso sensacional. 

    Sempre que eu via gameplays de jogos  do gênero musou, dava a aparência de ser um jogo meio besta, fan-service barato. Mas quando eu me aprofundei no gênero por meio do excelente Age of Calamity, entendi qual a parada desses jogos: o desafio ali não é como matar 1 inimigo, mas  como lidar com as hordas por todo o mapa e como otimizar o tempo para derrotá-los. Ao dominar as mecânicas de especial e combos senti um prazer imenso nesse frenesi de idas e voltas pelo mapa descendo a lenha em milhares de inimigos.

    E sobre o fan-service, se tem uma coisa que eu aprendi jogando Musous é que não são nada baratos. O cuidado com o universo é absurdo e a forma como as partes mais importantes da história são recriadas para o estilo do gênero são sensacionais. A fase que recria o arco da Guerra dos Melhores é o melhor exemplo. A guerra é recriada com praticamente todos os personagens e cada um com seu próprio Moveset.

    Outro ponto forte do gênero, a lista de personagens é simplesmente putaria, porque são dezenas deles e cada um com moveset condizente com o anime.

    Infelizmente esse jogo é inferior ao Hyrule Warriors: Age of Calamity em vários aspectos. O ponto que eu senti maior dificuldade foi ao lutar contra os inimigos mais fortes, pq a trava de mira não é tão boa quanto no AoC e por vezes a câmera acaba atrapalhando. Se o chefe for grande então, pior ainda, porque a câmera fica muito longe e você meio que dá porrada sem saber o que está fazendo. 

    No fim mais um jogo muito bom que eu joguei por estar no gamepass, mas confesso que o gênero Musou cada vez me chama mais atenção.

    7
    • Micro picture
      lucas_okita · 6 months ago · 1 ponto

      O que mais gosto em Musou (e que replicaram muito bem essa parte de One Piece aqui) foi como começamos com uma missão x e a missão principal vai mudando igual no mangá! Por isso acho que musou é o gênero de jogo que melhor funciona para One Piece, melhor até que jogos de luta

  • majimbuu Paulo Victor
    2022-02-15 12:02:24 -0200 Thumb picture
    majimbuu checked-in to:
    Post by majimbuu: <p>Depois de mais de duas décadas afastado da franq
    Pokémon Legends: Arceus

    Platform: Nintendo Switch
    109 Players
    59 Check-ins

    Depois de mais de duas décadas afastado da franquia, não resisti ao hype: comprei o Pokemon Legends Arceus para ver qual é a desse jogo. Desde o primeiro trailer, o que me chamou a atenção foi a falta de transição para as batalhas, algo que eu já sonhava desde a chegada do Switch.

    O jogo é realmente muito bom, com exceção do inventário dos pokémons e dos gráficos. Sobre o inventário, poderia ter mais opções para agilizar o processo de soltar os bichinhos. Passei muito tempo organizando as boxes e os pokemons e esse problema seria resolvido com mudanças simples, como por exemplo a libertação dos pokemons em lote ou simplesmente permitir fazer isso só com um botão, ao invés de ter de ir de um em um e escolher a opção de soltar.

    O outro problema são os gráficos e para mim não há forma de amenizar: o jogo é feio! E não to falando só da parte técnica, pois existem remasters de jogos do Game Cube mais bonitos que o Pokemon, vide Okami e Wind Waker, ou seja, não se trata de falta de potência de hardware, mas sim de falta de polimento. 

    Mas esses problemas, principalmente em relação aos gráficos, ficam pequenos perto de todos os acertos em termos de mecânicas. Os mapas são beeeem menos lineares do que eu esperava e tem tanta coisa para fazer. Dificilmente eu consigo seguir uma quest, pq sempre tem coisa acontecendo a minha vontade para me distrair, seja um pokemon novo ou um item para pegar. 

    Por enquanto já libertei o primeiro pokemon enlouquecido e esse eu vou zerar em doses homeopáticas (até pq parcelei em 3 vezes)

    8
    • Micro picture
      bobramber · 10 months ago · 2 pontos

      Então tem que levar pelo menos 3 meses para zerar, rs. Gostei da estratégia.

    • Micro picture
      jugemu · 10 months ago · 2 pontos

      Sobre o inventário, depois de algum tempo é possível liberar os pkmn em lote. Eu não tenho certeza o que desbloqueava isso. Pesquisa sobre isso, para saber melhor como é,

  • majimbuu Paulo Victor
    2022-01-31 08:22:55 -0200 Thumb picture
    majimbuu checked-in to:
    Post by majimbuu: <p>Agora sim completei todos os Halos em FPS e poss
    Halo 5: Guardians

    Platform: Xbox One
    924 Players
    182 Check-ins

    Agora sim completei todos os Halos em FPS e posso jogar o Infinity em paz. Finalizei todos do Master Chief Collection em sequência, mas esse daqui não me pegou de início. Parei por um momento e voltei a jogar esses dias despretensiosamente.  

    Achei o terço final dele é beeeeem mais interessante que o resto do jogo. Gostei do rumo da estória, mas senti falta de uma missão final estilo Halo 1 ou 3, tipo uma fuga bem emocionante com aquela OST tocando. 

    Ah, e para os padrões do Xone esse jogo é bonito pra caralho! Não há o que reclamar tecnicamente. 

    8
    • Micro picture
      santz · 10 months ago · 2 pontos

      Esse ano, sem falta, eu pego para zerar o primeiro Halo.

      2 replies
  • majimbuu Paulo Victor
    2022-01-30 12:17:59 -0200 Thumb picture
    majimbuu checked-in to:
    Post by majimbuu: <p>Um joguinho que eu tinha praticamente abandonado
    Guacamelee

    Platform: PC
    201 Players
    20 Check-ins

    Um joguinho que eu tinha praticamente abandonado. Comprei há muito tempo atrás no meu Switch, mas tinha tanta coisa pra jogar que eu decidi não prosseguir nele. Mas aí meu filho pediu pra a gente jogar junto, então aproveite não só pra retomar o gameplay, como também para finalizar o jogo.

    Há uma discussão se ele é Metroidvania ou não e eu entendi o motivo após finalizar o jogo. É que apesar de ser um jogo em 2D com backtracking, os mapas não são completamente interligados, passando uma impressão de que são dungeons. 

    Na parte estética, o jogo remete muito à cultura do México na parte visual e também musical. Os gráficos estão ok e a música é bem viciante

    O jogo tem uma boa mecânica de combate em 2D, permitindo ao jogador fazer combos, também tem bons desafios de plataforma e tem até uns puzzles legais. Sobre a dificuldade, achei bastante confortável.

    Enfim, achei o jogo bom mas imagino que se tivesse jogado ele na época do lançamento, quando o cenário indie ainda estava engatinhando imagino que teria marcado mais.

    7
  • majimbuu Paulo Victor
    2022-01-26 14:55:00 -0200 Thumb picture
    majimbuu checked-in to:
    Post by majimbuu: <p>Baixei esse joguinho para o meu filho, mas acabe
    Max: The Curse of Brotherhood

    Platform: Xbox One
    769 Players
    48 Check-ins

    Baixei esse joguinho para o meu filho, mas acabei adorando ele. Terminei de zerar depois de muito tempo parado. É basicamente um plataforma quebra-cabeça onde você utiliza um lápis mágico para criar plataformas no cenário para ajudar a passar para a próxima tela. Os puzzles são inventivos e na dificuldade ideal: nem tão fácil a ponto de subestimar o jogador, nem tão difícil a ponto de fazer abandonar o jogo. Ele tem uma cara de jogo de baixo orçamento mas é bom no que mais importa: no gameplay. Enfim, recomendo para quem curte um puzzle

    7
  • majimbuu Paulo Victor
    2022-01-20 08:28:43 -0200 Thumb picture
    majimbuu checked-in to:
    Post by majimbuu: <p>Fazia tempo que não postava um check-in nessa ma
    Sable

    Platform: Xbox One
    5 Players
    1 Check-in

    Fazia tempo que não postava um check-in nessa maravilhosa rede social de games. Mas com os novos rumores do twitter, decidi voltar q escrever minhas impressões aqui. Essa funcionalidade, aliás, é a que eu mais senti falta, pois o outro app que eu tava usando nesse meio tempo serve basicamente para catalogar games. Pois passado esse disclaimer, vamos lá.

    Acho que a primeira vez que eu ouvi falar de Sable foi numa conferência da Microsoft, se não me engano, e de cara o visual chamou bastante a minha atenção. Desde então, foi um daqueles jogos que ficaram no meu radar. 

    Ano passado, durante a E3, algumas demos ficaram disponíveis durante o evento e Sable foi uma delas. Joguei no meu Xbox One S e fiquei bastante animado com as diversas inspirações em Breath of the Wild: planador, stamina, escalada, "koroks", torres etc. É basicamente BotW sem combate.

    Por outro lado, os problemas técnicos dessa demo me deixaram bastante receoso. O jogo rodava muito mal no meu Xone S, só que além da performance, ainda percebi diversos bugs. O jogo crashou diversas vezes durante a experiência.

    Eis que no Brasil, em meados do ano passado, a Microsoft enfim lança o Xcloud, serviço de cloud gaming. Pouco tempo depois, veio o lançamento mundial de Sable. Não pensei duas vezes e testei o jogo no meu celular. Nossa, mas rodou mil vezes melhor que no meu console. Esperei um pouquinho mais o patch de tradução pt-br e vamos lá.

    A melhor forma de descrever Sable é falando que se trata de um Breath of the Wild sem combate. A estória é sobre uma adolescente chamada Sable, que partirá numa peregrinação para descobrir o que quer ser quando se tornar adulta. Há uma área inicial que funciona como um tutorial assim como o Great Plateau em Zelda BotW. Passada essa parte, você toma o rumo que quiser nesse mundão de areia (tal qual BotW tmb).

    Suas habilidades são bem simples: andar, correr, agachar, planar e escalar. Só que a corrida e escalada gastam stamina, sendo importantíssimo desenvolver essa habilidade a fim de explorar locais cada vez mais altos e inacessíveis. Para aumentar a stamina, é necessário coletar os "ovos de Migue" (ou Chum Eggs no inglês), com uma lógica muito parecida com a dos koroks, pois são bastante numerosos e se escondem em locais "esquisitos" pelo mapa

    Ah, por falar em mapa, outro ponto em comum são as torres para desvendar o mapa, que no caso de Sable são balões cartográficos habitados por um cartógrafo que pode lhe vende um mapa.

    Para explorar o mundo você terá ajuda de uma aeromoto, item importantíssimo já que em Sable há muitos espaços vazios entre um lugar e outro, e esse talvez seja um dos maiores defeitos do jogo. 

    O jogo tem diversas missões e coisas mais a se fazer e de certa forma são bastante variadas e até interessantes. Há quests nas cidades que serão passadas pelos NPC's. Por meio dessas quests é que você vai tomando conhecimento da lore de Sable que eu achei bem interessante.

    No fim, o que você precisa fazer é escolher uma máscara para assumir uma profissão. Quando você coletar 3 máscaras, será chamado para voltar a aldeia inicial e fazer sua escolha. É assim que o jogo acaba, quando você bem entender.

    Enfim, recomendo Sable caso você tenha um Series S, X ou PC bom. Caso não tenha, se tiver uma internet boa e gamepass ultimate também recomendo, pois foi assim que joguei (inclusive passei maior parte da jogatina jogando ele no celular e achei delicioso). Fica o aviso de que não vale a pena jogar num One S ou PC fraco, pq o jogo é muito mal otimizado e vai crashar muitas vezes (comigo crashou duas nas poucas tentativas de jogar). O jogo é muito bom e relaxante e para quem quer uma experiência BotW-Like, acho que esse jogo é o mais parecido entre os que já lançaram.

    5
  • majimbuu Paulo Victor
    2021-08-31 16:40:32 -0300 Thumb picture
    majimbuu checked-in to:
    Post by majimbuu: <p>Enfim terminei todos os Halos contidos na Master
    Halo 3: ODST

    Platform: Xbox One
    75 Players
    4 Check-ins

    Enfim terminei todos os Halos contidos na Master Chief Collection. Deixei o ODST por último porque tava curioso pra testar um jogo que não é da Bungie. Mas esse aqui é outro jogo bom. Graficamente parece muito com o 3, mas ele tem uma narrativa bem diferente. Em Halo 3: ODST você controla um novato que está em busca de sua equipe desaparecida.

    5
  • majimbuu Paulo Victor
    2021-08-27 08:35:54 -0300 Thumb picture
    majimbuu checked-in to:
    Post by majimbuu: <p>Eis minha primeira experiência com um Halo que n
    Halo 4

    Platform: Xbox One
    13 Players
    7 Check-ins

    Eis minha primeira experiência com um Halo que não foi desenvolvido pela Bungie. Halo 4 foi o 1º jogo da 343 da série e por ver a reação da galera sobre ele, imaginei que fosse bem pior que os anteriores. Porém, depois de zerar, fiquei me perguntando porque a comunidade fala tão mal desse jogo. 

    Pra mim, todos os elementos que fazem um bom Halo estão ali: história bacana, combate frenético, inserção de novas ideias o tempo todo entre as fases, novas armas, novos veículos, novos inimigos, novas mecânicas, um novo vilão, controles muito precisos, enfim.

    Só que ao contrário dos seus antecessores, esse jogo utilizou todo o potencial do Xbox 360 em sua época. Pense num jogo bonito! Eu demorei a acreditar que não se tratava de um remaster nos moldes do Halo 2 de tão espetacular que ele é.

    Sobre o combate, curti demais a estética dos novos inimigos e das novas armas. Cada detalhe ajuda a gente a curtir o momento de gameplay, desde o som das armas, até a animação de quando você mata esses novos inimigos. Gostoso demais!

    Ah, e sobre a estória, achei esse aqui o mais legal entre os que eu joguei até agora. O final é muito épico e muito bom. Agora irei para o Halo 5, que aparentemente é odiado pela comunidade. Vamo que vamo!

    7
    • Micro picture
      santz · over 1 year ago · 2 pontos

      E eu achava que todos os Halo eram mega conceituados.

    • Micro picture
      majimbuu · over 1 year ago · 1 ponto

      Eles são, e esse é também, só que eu soube que os fãs tem problemas com esse e o Halo 5. O 5 eu até entendo, pq mudaram muita coisa em relação aos antecessores, mudaram layout dos botões etc, mas o 4 eu não entendo. Ele é muito parecido com os anteriores e é muito bom também...

  • majimbuu Paulo Victor
    2021-08-26 16:37:56 -0300 Thumb picture
    majimbuu checked-in to:
    Post by majimbuu: <p>Mais um jogo finalizado nessa minha saga de zera
    Halo: Reach

    Platform: Xbox One
    22 Players
    14 Check-ins

    Mais um jogo finalizado nessa minha saga de zerar todos os Halos FPS antes do lançamento do Infinite. Dessa vez foi o último jogo da Bungie para a série. Lembrando que eu to jogando apenas as campanhas e comparando-as em sequência. Vamo lá.

    Halo Reach é uma prequel que mostra os acontecimentos antes do Halo: Combat Evolved. Aqui, você controlará não o Master Chief, mas sim o espartano Noble Seis, que juntamente com outros espartanos, terá que proteger uma colônia humana num planeta chamado Reach.

    O jogo é tão bom quanto os antecessores em relação à diversidade no gameplay e apresentação de novidades a cada missão. Apesar de terem abandonado a mecânica de armas duplas, em Reach você terá novos veículos, armas, inimigos e situações que tornarão cada fase única.

    Há evolução na parte gráfica, porém tenho a impressão de que eles tornaram o visual "mais cinza", talvez para se adequar a uma moda da época, ou até mesmo para mudar um pouco os ares, mas o fato é que eu não curti essa mudança.

    No final, é mais um ótimo FPS. Eu amo os modos campanhas do Halo, porque há diversidade suficiente para manter o jogador engajado. Nesse eu fiquei um pouco menos que o Halo 3, mas ainda assim, um dos melhores dos que eu joguei (talvez o 2º melhor?).

    3
  • majimbuu Paulo Victor
    2021-08-21 08:43:25 -0300 Thumb picture
    majimbuu checked-in to:
    Post by majimbuu: <p>Apesar de já ter terminado há umas duas semanas,
    Halo 3

    Platform: Xbox One
    16 Players
    11 Check-ins

    Apesar de já ter terminado há umas duas semanas, resolvi registrar minhas impressões de Halo 3 enquanto ainda estão frescas na minha memória. Atualmente, estou nessa jornada de terminar todos os jogos da série e não me arrependo em nada. Apesar de alguns problemas da época, os controles são tão bons e há momentos tão épicos nos jogos, que acabam sendo pequenos em razão do todo.

    O primeiro baque que tomei ao jogar Halo 3 foram pelos gráficos. O Halo 2 tem gráficos incríveis vindos de um tratamento diferenciado, enquanto o 3 mantém os gráficos originais. Eu entendo que para algumas pessoas é motivo até de abandonar o jogo, mas eu não sou tão exigente assim com a parte técnica, até porque o jogo não é feio de doer, mas é um jogo de 2007.

    Halo 3, para mim, é o melhor da trilogia inicial. Tem menos enrolação de estória e vai mais direto ao ponto, com um level design que corrige problemas dos seus antecessores, como se perder ou corredores repetitivos. Eu me diverti tanto que eu terminei o jogo em 2 dias, algo que não me acontecia há muito tempo. Ele tem muitos momentos marcantes não "scriptados", como por exemplo a primeira batalha contra o Scarab.

    Ele mantém as boas novidades do Halo 2 como o lance de segurar duas armas e a espada, acrescenta alguns veículos e armas e agora dá pra arrancar as torretas pra sair dando tiro com elas. 

    A última missão é simplesmente épica e remete ao primeiro jogo, que é mais um ponto positivo. 

    Ah, e uma ótima adição é que o jogo agora tá dublado em pt-br. Eu soube que há críticas à dublagem por parte da comunidade, mas para quem não domina o inglês, já é incrível por si só ver um jogo todo falado na língua nativa.

    No próximo check-in, vou falar de Halo Reach, que eu também zerei e que é tão incrível quanto o 3.

    4
Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...