l_perugia

Um viciado em rpg e qualquer coisa que se mova numa tela

You aren't following l_perugia.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • 2021-09-30 16:52:37 -0300 Thumb picture
    l_perugia checked-in to:
    Post by l_perugia: <p>Outro que peguei numa promoção bem promoção é o
    Ni No Kuni: Wrath of White Witch

    Platform: Nintendo Switch
    29 Players
    5 Check-ins

    Outro que peguei numa promoção bem promoção é o tal do Ni No Kuni;

    Bem em quase 30 horas de jogo o que tenho a dizer?

    Basicamente é um RPG que brinca com universos paralelos, mágicas e varinhas a lá Harry Potter, e um sistema de combate não muito interessante que de uma hora pra outra vira basicamente rinha de galo, com você sendo instigado a capturar e treinar uma porrada de familiares (a lá pokémon), só faltaram os ginásios e insígnias hahaha.

    Mas direto ao ponto, a arte é lindona afinal estamos falando do estúdio Ghibli. A trilha sonora também é um ponto forte. O enredo no entanto talvez seja um pouco confuso ou abstrato.

    E talvez isso se deva basicamente ao inglês britânico/arcaico/Shakesperiano usado na série, é o tipo do inglês que sempre fica se apoiando em palavras, expressões ou figuras de linguagem que não são corriqueiras e que atrapalham bastante a interpretação de um não nativo. Diferente do inglês americano mais limpo e direto ao ponto, sem muitas firulas.  

    Além disso é um festival de expressões como: Tidy, knickers, jeepers creepers, neato, e muitas outras que se repetem a todo instante na fala dos personagens que além de irritar atrapalham na interpretação.

    Mas tirando esse percalço, até que o jogo empolga, vejamos onde ele irá nos levar.

    18
    • Micro picture
      luconew · 15 days ago · 2 pontos

      Quero mto pegar.

      1 reply
    • Micro picture
      manoelnsn · 16 days ago · 0 pontos

      O jogo é legal, mas tem duas coisas que não suporto nele: a parte da bruxa branca (que não tinha no original de DS e colocaram só pra encher linguiça) e esse bicho narigudo otário que fica te falando como jogar toda fucking hora!

      2 replies
  • 2021-09-30 16:00:19 -0300 Thumb picture
    l_perugia checked-in to:
    Post by l_perugia: <p>Esse é um clássico (ou deveria ser) que foi lanç
    South Park: The Stick of Truth

    Platform: Nintendo Switch
    18 Players
    2 Check-ins

    Esse é um clássico (ou deveria ser) que foi lançado pra tudo quanto é plataforma, e como queria experimentar e geralmente fica muito barato em promoções (como foi o caso) nem pensei duas vezes.

    Infelizmente é um RPG curto, bem curto pra falar a verdade, e um tanto genérico.

    Basicamente você é uma criança novata na cidade que acaba se metendo em uma brincadeira a lá idade média dos garotos que estão divididos em duas facções: Humanos e Elfos, sendo que ambos lutam pelo famigerado cajado da verdade, um pedaço de pau qualquer.

    E nesse meio tempo você fica vagando pela cidade , realizando quests das facções, sidequests, procurando coletáveis etc. E lógico, curtindo o humor característico da série.

    É um jogo legal, melhor, legalzinho. Pois quem conhece o humor da série já sabe o que esperar, algumas piadas são boas, muito boas, mas a maioria pelo menos ao meu ver não tem lá muita graça.

    Junte isso a um jogo sem grandes pretensões e temos um jogo bem na média.

    Mas até que é divertido se envolver na brincadeira das crianças e ver onde isso vai dar.

    Infelizmente o fator replay é quase zero. Digo, você pode tomar uma decisão na história entre as facções e isso talvez se torne um fator replay, mas acho que não justifica por si só uma segunda jogatina.

    6
  • 2021-09-30 15:48:15 -0300 Thumb picture
    l_perugia checked-in to:
    Post by l_perugia: <p>Desde que adquiri meu Switch andei sumido e não
    Hollow Knight

    Platform: Nintendo Switch
    243 Players
    60 Check-ins

    Desde que adquiri meu Switch andei sumido e não postei mais nada, isso não significa que tenha jogado demais, mas pelo menos joguei algumas coisas e venho hoje compartilhar.

    Hollow Knight foi o meu primeiro jogo adquirido e o primeiro jogado, e foram mais de 60 horas explorando esse mundo maravilhoso e decadente. Sabe aquele joguinho indie que te pega de jeito? 

    Estamos falando dele!

    Delicioso ao extremo, certamente difícil e por vezes frustrante.

    Mas o jogo ganha os mais atentos na sua lore que fica nas entrelinhas, no pouco que é contado, e no muito que é interpretado. Um reino de insetos decadente, que perdeu sua glória devido a uma praga. Um passado sombrio, poucos personagens marcantes e enigmáticos, uma trilha sonora soberba, jogabilidade no capricho, arte impecável, impossível não se apaixonar não é mesmo?

    Infelizmente o jogo é em boa parte das vezes bastante difícil, com alguns chefes sendo um pé no saco, mas... tudo se baseia no fim em persistência (às vezes muita) e decorar padrões, que geralmente tudo se resolve.

    Infelizmente não é meu gênero preferido, e por não ser um mar de paciência acabei fazendo o pior finalzinho mesmo e deixando duas pendências de que não me orgulho.

    Grim mestre do pesadelo, que é um verdadeiro inferno de se derrotar, não sei é de todo opcional ou está atrelado a algum final.

    Radiância, a verdadeira final boss, que não chega a ser um inferno como Grim, mas não deixa de ser difícil. essa eu sinto que conseguiria derrotar com mais facilidade, mas no fim perdi a paciência e iniciei outro jogo.

    É isso, mas talvez eu volte algum dia pra resolver isso, quem sabe.

    6
  • 2021-07-14 22:24:11 -0300 Thumb picture
    l_perugia checked-in to:
    Post by l_perugia: <p>Depois de toda aquela ladainha entre Séries S e
    The Legend of Zelda: Breath of the Wild

    Platform: Nintendo Switch
    1052 Players
    454 Check-ins

    Depois de toda aquela ladainha entre Séries S e Switch, e ficar olhando preços de novos e usados por um booom tempo eis que ele chega.

    E por que se trata de um negócio das arábias?

    Bem eu paguei 2000 pilas nele (usado). Talvez um preço que não fede nem cheira muitos irão pensar, visto que um novo está na faixa de 2500 e um usado na faixa dos 2000, raramente menos que isso. 

    Mas... vamos aos benefícios "ocultos"

    - Já veio com cartão de 128 Gb me economizando 100 e poucos reais, e já que planejo só mídia digital é indispensável.

    - Versão revisada com bateria estendida.

    - Já veio com película.

    - Console de mulher, o que quase sempre é garantia de algo bem preservado, apenas veio um pouco empoeirado, principalmente o dock, mas vou limpar.

    Mas o mais importante, essa birosca aí embaixo:

    Um kit Dreamgear que custa mais de 300 fucking reais, que vem com a case, essa proteção de borracha que apesar de interessante eu odiei, esses adaptadores de controle pros joycons que não vou usar, e um carregador automotivo pro Switch. De certo modo só a case me interessa mesmo, mas no geral uma baita aquisição. 

    Quanto aos jogos, já comprei uns indies que queria, realmente os jogos exclusivos tem um preço muito salgado e vou adquirir apenas um ou outro quando der. Já os índies e third parties considero o preço justo havendo promoções frequentes na Eshop. 

    Como disse, as vezes você só tem de estar no lugar certo na hora certa, no caso no mercado livre.

    É isso aí, bons ventos.

    10
    • Micro picture
      manoelnsn · 3 months ago · 2 pontos

      Boa! Agora é ficar de olho na cena do desbloqueio e correr pro abraço!

  • 2021-07-14 14:00:11 -0300 Thumb picture
    Post by l_perugia: <p>Parece que recebemos nossa encomenda em tempo re

    Parece que recebemos nossa encomenda em tempo recorde não é mesmo? 

    O que será que recebemos? Um tijolo? Um quilo de batata? Uma akuma no mi? Ou seria a faca do Adelio Bispo versão limitada? 

    Não percam cenas do próximo capítulo, no caso daqui a pouco kkkk

    5
  • 2021-07-06 13:45:36 -0300 Thumb picture

    Salim fechou um negócio da China

    Às vezes você só precisa de estar no lugar certo e na hora certa...

    Em breve mais detalhes quando esse troço chegar e espero que chegue kkkkkkkkk

    5
  • 2021-06-29 08:57:07 -0300 Thumb picture

    ​Opinião sincera de quem não tem o console mas pretende adquirir

    A nova geração veio em meio a essa pandemia que de certo modo atrasou o mundo todo, ainda há escassez de consoles (PS5 e Xbox Series X), o que justifica o aumento de preços, mas não o absurdo que estamos vivendo de vários salafrários pela internet e afins.

    O dólar esteve alto, ainda está, a coisa não está fácil e como todo bom brasileiro ainda estamos tomando naquele lugar. Mas acho que nada justifica o preço que está sendo cobrado num PS5 ou Xbox Series X, geralmente valores acima de 6 mil reais, muitas vezes bem mais. Sim eu sei que mesmo o preço nos exterior não está estável devido a falta de consoles, com valores que passam até bastante dos 499 dólares sugeridos, mas a diferença é que lá eles tem poder de compra, já aqui... bem não preciso perder tempo explicando.

    E no meio desse fuzuê temos o Xbox series S, que pra mim foi uma jogada fantástica da Microsoft, um console poderoso (mas não tanto quanto seu irmão maior)  pra um público menos exigente com nhe nhe nhe de hardware, fps, resolução blá blá blá.

    O preço não está ótimo variando de 2500 a 3 mil reais, mas o conjunto da obra agrada e convenhamos que a Microsoft gosta de bajular o consumidor (Games Pass, descontos frequentes, jogos grátis etc). Sem dúvidas na minha opinião provavelmente o melhor custo benefício do momento.

    Mas e o Switch?  Bem apesar dos Haters de plantão falarem o contrário, o Nintendo Switch é um verdadeiro sucesso que irá bater com toda certeza a meta de 100 milhões de unidades vendidas até o fim do ano. É um console pra todas as idades com jogos que talvez não agrade todo tipo de público, mas que com certeza passam longe de serem ruins. Além do mais o fato de ser hibrido é o seu maior trunfo, afinal nesse mundo corrido da vida adulta são poucos os momentos que podemos sentar no nosso sofá e desfrutar de uma jogatina, certo?

    além disso depois de um bom tempo com o preço superinflado em nosso mercado o console volta a ter um valor atrativo.

     Switch normal - Preço flutuando entre 2000 e 2500.

    Switch Lite - Preço na faixa de 1600 reais, por vezes menos.

    Muita gente vai vir falar de resolução, de fps, console fraco, blá blá blá, mas cá entre nós, já faz tempo que a Nintendo não faz questão de ter o console mais forte da geração. A última vez foi  no Gamecube correto?

    Acredito e sempre acreditei que o foco da Nintendo sempre foi a diversão, e isso ela sempre fez com louvor. 

    Porém apesar da melhora dos preços do console no nosso mercado, o grande calcanhar de Aquiles da plataforma são o preço de seus jogos, mas de modo geral não me refiro a todos os jogos, mas as pratas da casa. Jogos da Nintendo são um absurdo de caros e raramente entram em promoção, e diferente de outras plataformas chega ser absurdo um Triple A de 3, 4, 5 anos ou mais ainda custar trezentos reais. São jogos excelentes, mas o preço não é justificável.

    Em contrapartida a plataforma é a casa dos jogos indie ou de estúdios menores, e muitos desses jogos são ótimos, e esses sim costumam ter preços mais atrativos ao consumidor.

    Enfim, pra mim como consumidor que quer adquirir um novo console é uma faca de dois gumes, investir um pouco mais num console mais poderoso (series s) e gastando pouco ter ótimos jogos para jogar (game pass e prmoções frequentes), mas infelizmente ter menos tempo pra isso já que não paro muito em casa por ter dois empregos.

    Ou investir um pouco menos no Switch (a princípio a versão normal), mas ter o trunfo da portabilidade e poder jogar esporadicamente no meu segundo emprego noturno, apesar de que, eventualmente eu iria pagar mais caro em algumas pratas da casa que me interessem, e perder talvez muitos jogos grandes que viriam pras rivais mas que nunca irão pintar no Switch. 

    Enfim, nesse momento o coração se divide entre o trunfo da portabilidade, mais tempo pra jogar devido a isso, e bons jogos exclusivos da empresa, sem contar que o console ainda tem lenha pra queimar em 3 ou 4 anos.

    Ou ter menos tempo pra jogar num Series S, porém ter mais jogos Triple A disposição,  melhores preços, mais vantagens, e a longo prazo um investimento menor. 

    Uma escolha difícil...

    The Legend of Zelda: Breath of the Wild

    Platform: Nintendo Switch
    1052 Players
    454 Check-ins

    27
    • Micro picture
      l_perugia · 4 months ago · 3 pontos

      Valeu gente a todo mundo que participou de algum modo, sendo sincero e pesquisando um bocado, logicamente que a portabilidade pra mim é mais interessante e de certo modo os jogos da Nintendo costumam tocar o coração do consumidor, mas... o Series S é a opção financeiramente a médio e longo prazo mais interessante, como já conheço a Microsoft desde o Xone sei que a empresa realmente se preocupa com o consumidor, vistos serviço de assinaturas incríveis, suporte, e o mais importante de todos, desde o One que a loja da força verde têm geralmente os melhores preços do mercado, Triple A's geralmente aparecem com descontos imperdíveis poucos meses após de lançados. Realmente lidar com a política de preços da Nintendo é pra poucos, vamos ver o que fala mais alto nos próximos meses, o coração ou a razão kkkk

    • Micro picture
      mastershadow · 4 months ago · 2 pontos

      Pega um Switch e desbloqueia ele.,vai ter jogos de graça e seja feliz haha.

      2 replies
    • Micro picture
      lordsearj · 4 months ago · 2 pontos

      Eu so compraria o LITE. Mas nao sei se manteria bloqueado. Meu 2DS XL passou quase 2 anos bloqueado. Mas 5 euros por um jogobde Gameboy, 7 euros por jogo de SNES e 40 euros (pra cima) os jogos nativos me levaram ao desbloqueio. Ainda ganhei um console retro.
      Só na Steam tenho mais de 200 jogos e não me importo em pagar precos justos.
      Mas a Nintendo é demais...

  • 2021-02-11 21:09:55 -0200 Thumb picture

    Histórias Gamísticas parte - 5

    Bem, havia um tempo (muito longo por sinal) que não expandia minhas histórias gamísticas, então tava de bobeira e decidi contar mais um dedinho de prosa pro cêis. 

    Já contei aqui que minha infância esteve inteiramente ligada ao Super Nintendo (apesar de nunca ter tido um), console esse que sempre terá um lugar especial no meu coração. 

    Já contei também que no inicio dos anos 2000 no auge da febre do Playstation aqui na minha região, devido a condições financeiras eu e meu irmão ganhamos um Polystation, que no fim das contas não foi de todo ruim já que desbravamos muita coisa do nintendinho nele.

    Mas ainda não contei que finalmente, depois de muita insistência (talvez nem tanta) ganhamos um Playstation.

    Sim, se não me engano o ano era 2005, talvez 2004, mas o fato é que na minha mente não era 2006. Já nessa época muitos amigos já possuíam o famigerado console da Sony, e o mercado de jogos piratas estava a todo vapor. Jogávamos muito, seja no barzinho locadora, seja nas casas de amigos, ou até onde nem deveríamos jogar (tipo na casa de um possível pedófilo (ou não), mas isso era com uma dupla de amigos e outra longa história).

    Com a grande oferta de consoles usados no mercado, e o nosso sonho e insistência vivas, um belo dia nossa mãe nos presenteou com um console usado (que comprou de um conhecido  dando uma entrada e pagando o restante em mais duas ou três prestações). Sim, nós estávamos de vez na fita e na sociedade gamística e rotativa de empréstimo de jogos e lendas que só quem tinha o console e jogos para explorar a vontade podia contar.

    Era um console bem surradinho, já com a carcaça meio amarelada e muitas marcas de guerra. Mas funcionava e isso por si só (e um bocado de jogos que vieram juntos) já era demais.

    Foi um período muito produtivo, pois quando se é criança/ pré adolescente se acha tempo pra tudo; estudar, jogar bola, dar uns rolês e principalmente jogar video-game. Se bem que nosso tempo não era assim tão extenso pra games já que só tínhamos uma televisão, mas sempre que ela estava de bobeira a jogatina era certa. 

    Bons tempos de Teken, Snk, Crash, adventures, fpss, winning eleven, Mega Man e vários outros jogos que fica difícil citar. Curiosamente já disse aqui que RPGs que se tornariam minha paixão nunca agradaram nessa época, em grande parte pela barreira linguística.

    Mas nós estávamos por cima, ninguém podia nos deter, a não ser uma outra grande novidade que pouco a pouco estava pintando na área (ainda que bem atrasada) - O Playstation 2.

    Infelizmente esse Playstation não durou assim muito, vindo a queimar o leitor uns 2 anos depois (provavelmente de tanto rodar jogo pirata), e como nossa mãe levou na assistência e achou melhor não consertar acabou sendo vendido lá mesmo. Mas esse não foi o fim de nossas histórias e outra hora conto mais um cadinho.

    Histórias Gamísticas é uma série de textos sem compromisso onde narro minhas aventuras por esse tal negócio chamado vídeo game.

    Crash Bandicoot

    Platform: Playstation
    16011 Players
    140 Check-ins

    12
    • Micro picture
      santz · 8 months ago · 2 pontos

      Caraca mano, teve o Play 1 bem tarde. Se bem que eu tive um Atari lá pelo ano 2000, então, se bobear, tive PlayStation nessa mesma época. Mas a gente aproveitou uns 5 anos do videogame, foi massa demais. A verdade é que eu mais via meu irmão mais velho jogar do que jogava de fato. Ele não deixava a gente fazer carreira num jogo se ele não tivesse zerado antes.

      1 reply
    • Micro picture
      mastershadow · 8 months ago · 2 pontos

      PS1 so fui ter o meu em 2001,mas jogava em locadoras e amigos desde 1995.Ja o PS2 comprei com meu proprio dinheiro somente em 2007!

  • 2021-02-02 21:49:43 -0200 Thumb picture

    OFF - YU-GI-OH

    Bateu uma nostalgia aqui esses dias e resolvi assistir yu-gi-oh pra "matar" a saudade. Acontece que nunca finalizei o clássico e me assustei ao descobrir que a bagaça tem uns 150 episódios e pior... nem lembrava que o trem era ruim assim. De interessante fica o card game (que por sinal evoluiu a um ponto de existir tanta firula e baboseira que também perdeu a graça). Mas o anime, nem lembrava que era tão ruim assim, basicamente assisti pouco mais de 50 episódios, e tudo se resume na fórmula batida de vilão, motivação, probleminha, coração das cartas+vitória roubada do Yugi. Enfim, dropei. 

    Yu-Gi-Oh! Forbidden Memories

    Platform: Playstation
    8089 Players
    86 Check-ins

    9
    • Micro picture
      santz · 8 months ago · 2 pontos

      Na época era foda, mas hoje em dia, só vejo Yu-Gi-Oh! pelos memes.

    • Micro picture
      xch_choram · 8 months ago · 2 pontos

      O manga do GX é mt bom

    • Micro picture
      manoelnsn · 9 months ago · 1 ponto

      Sim, o anime de yugioh é um shounenzão pra promover o TCG.

      Ele tem uns lances legais, como essa capirotagem de roubarem almas, duelos das trevas e tudo o mais (o que o tornam uma propaganda em forma de anime muito superior a Pokemon), porém tem um pacing bem ruim, com as melhores partes ficando bem espaçadas entre si.

      Ah é, também tem outras temporadas, onde mudam os personagens e tudo o mais. Dessas só vi a GX (onde vira comédia escolar) e o 5Ds (onde os caras duelam em cima de motocas). Mas se não curtiu muito essa primeira dificilmente anima nas outras, huahua

      2 replies
  • 2021-01-30 10:22:02 -0200 Thumb picture
    l_perugia checked-in to:
    Post by l_perugia: <p>Gente, há um tempo atrás postei aqui que meu New
    Super Mario 3D Land

    Platform: Nintendo 3DS
    5133 Players
    446 Check-ins

    Gente, há um tempo atrás postei aqui que meu New nintendo 3ds deu pau no som e ia mandá-lo pra assistência, e de fato mandei. Quase 3 meses depois e muita enrolação diga-se de passagem, recebo a resposta. 

    280 biroliros pelo reparo que consiste em substituir a placa do mesmo.

    Confesso que estava inclinado a não mexer com isso, mas... fui ver o preço atual dos New 3Ds no mercado livre e pasmem... fiquei assustado com o preço dos usados, bem acima dos mil reais.

    Ainda pesa o fato do console ter um certo valor sentimental.

    E aí o que acham?

    13
    • Micro picture
      volstag · 9 months ago · 2 pontos

      Se tiver uma grana, e se o cara der uma garantia de que nao vai dar merda logo em seguida, acho que pode valer a pena sim

    • Micro picture
      manoelnsn · 9 months ago · 2 pontos

      Se ele deu problema no som, provavelmente era só trocar os speakers. Ou nem no fone de ouvido ele estava funcionando?

      3 replies
    • Micro picture
      onai_onai · 9 months ago · 2 pontos

      Se tem um valor sentimental vale a pena, se não, faça como eu e se dedique aos emuladores.

      1 reply
Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...