historia_dos_games

Revivendo a história dos games em ordem cronológica

You aren't following historia_dos_games.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • 2017-09-14 09:37:00 -0300 Thumb picture

    #13 - Combat [Atari 2600] 1977

     Certamente Combat é o melhor título de lançamento da plataforma. Através de um único cartucho, a pessoa tinha acesso a 27 jogos diferentes, sendo alguns variantes do jogo tradicional e outros  completamente diferente. Do 1 ao 5, o jogo é o tradicional, como o Tank de 1974. Do 6 ao 9, temos o Tank/Pong, onde os tiros rebatem nas paredes. Do 10 ao 14, os tanques ficam invisíveis, sendo que dois são tradicionais e outros 2 são com tiros que ricocheteiam. Do 15 ao 20 é um jogo completamente diferente, onde teremos um combate aéreo de aeronaves em diferentes velocidades e do 21 ao 27 combates entre caças.

     - Em meio a tantas opções de jogo, não tem como não amar esse cartucho. Se fosse em Arcades, cada um dos jogos estariam em máquinas diferentes, mas aqui, temos uma coleção excelente de jogos competitivos. Se você se cansar de controlar os tanques super lentos na arena, mesmo com as diferentes arenas disponíveis e suas variedades de tiros, podemos ir para os céus e travar um combate aéreo sensacional. Essa grande variedade de jogos tão bons é algo nunca antes visto na história. O Channel F tinha também vários jogos em um único cartucho, mas aqui temos uma gama muito maior e jogos de ação bem diferentes.

    Nota pessoal: ★★★★★

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @augusto_sander, @mardones [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Combat

    Platform: Atari 2600
    115 Players
    2 Check-ins

    33
    • Micro picture
      old_gamer · about 5 years ago · 3 pontos

      Esse jogo eu tenho completo, e esse jogo normalmente vinha junto com o console americano.

      1 reply
    • Micro picture
      s7ephano · about 5 years ago · 3 pontos

      O tataravô do World of Tanks

      1 reply
  • 2017-09-13 10:02:43 -0300 Thumb picture

    Atari VCS: Trazendo a experiência dos Arcades para a sua casa

    Medium 3538454 featured image

      Os principais engenheiros da Atari começaram a trabalhar em um novo console de cartuchos visando concorrer com o novo mercado proposto pelo Channel F. O projeto era chamado de Stella, o mesmo nome das bicicletas dos engenheiros. A ideia era que o console lançasse antes que o mercado se inundasse com videogames baseado em cartuchos, como estava acontecendo com os clones do Home Pong. O projeto ficou tão caro e custoso que Nolan Bushnell vendeu a Atari para a Warner Communication por 28 milhões de dólares. Com a contratação de Jay Miner para desenvolver um chip poderoso e de baixo custo, o console finalmente é lançado, em setembro de 1977, o incrível Atari Video Computer System, ou, Atari VCS.

     Assim como o Channel F, o console era baseado em cartuchos, ou seja, o jogo ficava gravado em uma memória ROM dentro desse cartucho e o console ficaria responsável por ler e interpretar esse jogo, utilizando uma CPU. O processador de 8-bit MOS Technology 6507 era capaz de renderizar vários objetos simultâneos na tela da televisão, e o jogador teria um controle destacável para interagir com o jogo. O console era revestido em madeira e plástico, muito bonito e simples. Havia seletores no console com diferentes funções. Ligar o videogame, opção de preto e branco ou colorido, resetar o jogo e selecionar os diferentes modos que alguns jogos possuíam. O console chegou ao mercado custando US$ 200,00.

     Em seu lançamento, o console vinha com dois tipos de controles destacáveis e com fio. Um deles é um manche de borracha preso a uma caixa, com 8 eixos de rotação. Havia também um botão de ação no canto superior esquerdo do controle, que já dava uma liberdade e uma experiência de gameplay muito melhor do que oferecido no Channel F. O outro controle era o tradicional paddle já conhecido nos consoles Pong, com uma peça giratória e um botão de ação na lateral. Os cartuchos vinham em molde de plástico, com o nome estampado na frente e no rótulo, que ficava na parte superior. A frente acompanhava uma arte do jogo, sem numerais,  e na traseira, os diferentes modos que jogo permitia.

     Apesar de não vir com jogos na memória, o Atari VCS foi lançado com 9 títulos em cartucho. Dentre eles estão: Basic Math (jogo de contas simples de matemática), Blackjack (jogo de cartas, conhecido no Brasil como 21), Star Ship (versão caseira do jogo Starship 1) e outros 6 jogos, que serão mais detalhados futuramente aqui na persona. A grande maioria dos jogos eram de ação e possuíam cores vivas. Os gráficos, apesar de simples, era um dos mais avançados na época, superando muitos jogos de Arcade. Alguns cartuchos vinham com vários modos de jogo, que tornava a experiência completa. Com isso, a Atari consegue mais uma vez se destaca no universo dos games e cria o videogame mais popular e poderoso dos anos 70.

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @augusto_sander, @mardones [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    53
    • Micro picture
      artigos · about 5 years ago · 6 pontos

      Parabéns! Seu artigo virou destaque!

      1 reply
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · about 5 years ago · 4 pontos

      STELLA? PQP...kkkkkkkkkk
      ---
      Nunca vi na minha vida aquele "paddle".
      ---
      ATARI... o início de tudo (no sentido de popularizar...).
      ---
      Assim começou minha jornada gamer...

      1 reply
    • Micro picture
      old_gamer · about 5 years ago · 3 pontos

      Ahhh esse eu tenho!

      4 replies
  • 2017-09-12 09:08:33 -0300 Thumb picture

    Combo#12 [Arcade] (1977): M-4 & Sprint 4

      Chegou a hora das batalhas entre tanques de guerra em meio a cidade. Cada jogador controla um tanque e estão separados por uma estrada. Os tanques se movem na vertical e o objetivo e destruir a barreira do adversário para que o tiro consiga atingir o outro tanque. Às vezes, passa um carro do lado adversário que, se for destruído, vai te dar mais pontos. - O jogo é legal, mas um pouco sem sal. Tentar destruir o escudo do adversário enquanto desvia dos tiros é desafiador, mas é um game bem simples.

    Nota pessoal: ★★☆☆☆

    ----------------------------------------------------------------------

    ----------------------------------------------------------------------

     Um outro jogo com visão superior e utilizando uma fórmula já vista. Esse jogo se trata de uma sequência do Sprint 2, então só de ver o nome, dá para entender a ideia deste aqui. Sprint 4 permite que quatro jogadores possam disputar uma corrida simultaneamente. A pista é um pouco mais elaborada, cheio de curvas e sem óleo no chão. Podemos trocar de marcha para adquirir uma velocidade maior e os gráficos deram uma leve evoluída. - O jogo realmente é um upgrade do anterior, não só pela quantidade de jogadores, mas também o sistema de colisão melhorou bastante.

    Nota pessoal: ★★★☆☆

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @augusto_sander, @mardones [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Sprint 4

    Platform: Arcade
    1 Players

    23
  • 2017-09-11 09:27:45 -0300 Thumb picture

    #12 - Boot Hill [Arcade] 1977

     A Midway Games teve a ideia de aprimorar o jogo Gun Fight de 1975 desenvolvido em parceria com a Taito. Aqui, somos apresentado a primeira sequência dos games. Temos novamente a batalha do velho oeste, com o duelo clássico de pistolas em meio a um deserto com obstáculos que surgem a cada rodada. Apesar dos cowboys não conseguirem mais atirar em diferentes ângulos, o jogo ficou muito mais rápido e fluído. O limite de munições permanece e a movimentação livre também. Algumas máquinas vinham com uma imagem de fundo, uma foto estática de velho oeste, para dar aquela imersão no duelo.

     - Uma adição bacana a mecânica do jogo, que melhora a sua estética, é o uso de uma pseudo profundidade, pois quanto mais altos estão os elementos, menores ficam. Até que dá um efeito bacana, mas o grande charme do jogo é parte do som que o jogo faz. Quando você perde, vence, começa ou termina o jogo, sons clássicos tocam e deixa tudo muito mais agradável. No geral, dá para ver bem a evolução que o jogo teve em relação ao seu antecessor, pois essa máquina fez muito mais sucesso que a Gun Fight em seu ano.

    Nota pessoal: ★★★☆☆

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @augusto_sander, @mardones [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Boot Hill

    Platform: Arcade
    4 Players
    3 Check-ins

    30
  • 2017-09-08 09:52:11 -0300 Thumb picture

    Combo#11 [Arcade] (1977): Canyon Bomber & Depthcharge

    Howard Delman da Atari desenvolve o seu segundo jogo. Jogamos com um dirigível ou um avião que se move automaticamente na horizontal. O único botão de ação existente na máquina vai soltar bombas para baixo e deve acertar o maior número de círculos numerados possíveis. Se 3 bombas acertarem o chão sem encostar em nenhum círculo, o jogo termina. Os valores nos círculos são somados a sua pontuação e quem tiver mais, vence. - Apesar de super simples, o jogo é interessante, pois a trajetória deve ser previamente calculada para conseguir acertar os pontos maiores, que ficam mais próximos ao chão. O jogo é meio parado e requer pouca ação do jogador.

    Nota pessoal: ★★☆☆☆

    ----------------------------------------------------------------------

    ----------------------------------------------------------------------

     Seguindo a premissa do jogo anterior, temos um bombardeio novamente, mas agora é de baixo d’água. Inspirado pelo filme Águas Traiçoeiras, Christopher C. Gulyas, da Gremlin, desenvolve um game onde controlamos um navio de guerra que deve lançar bombas debaixo do oceano a fim de destruir os submarinos inimigos. Cada submarino possui uma pontuação que varia conforme a velocidade e a profundidade que ele está. - Temos apenas alguns segundos de jogo, então nenhuma bomba deve ser desperdiçada, pois só pode haver 5 bombas na tela simultaneamente. As bombas descem bem devagar, que te coloca numa posição de cautela, pois devemos prever a trajetória com um bom tempo de antecedência. Os inimigos também atacam na mesma velocidade.

    Nota pessoal: ★★☆☆☆

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @augusto_sander, @mardones [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Canyon Bomber

    Platform: Arcade
    2 Players

    24
  • 2017-09-08 08:02:58 -0300 Thumb picture

    #11 - Super Bug [Arcade] 1977

     Agora vamos começar com o primeiro jogo importante do ano de 1977. Howard Delman foi um dos desenvolvedores novos que entrou para a Atari e logo de cara, esse foi o seu primeiro jogo. Era um jogo de carro com visão de cima tínhamos que percorrer a pista com várias curvas até que o combustível terminasse, que era basicamente o tempo que sua ficha valia. Havia também obstáculos na pista, como óleo e areia, que dava uma sensação escorregadia ao jogador. Batendo nas curvas ou nos carros que ficavam parados na rua, havia uma animação com frase "Crunch" escrita e a tela ficava piscando.

     - A máquina usa um recurso para enganar seus olhos e achar que o carro é amarelo, quando na verdade, é apenas uma camada circular que fica no centro da tela, que justamente é onde o carro fica. Joguinho muito bacana e controles muito fluídos, mas o desafio mesmo é colocar na última marcha e tentar percorrer toda a pista sem bater em nada. Na verdade, a melhor forma de conseguir pontos é correndo o mais rápido possível, e o controle permite isso, pois responde muito bem. O jogo é bom, mas fica aquela impressão de não estar chegando em lugar nenhum.

    Nota pessoal: ★★★☆☆

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @augusto_sander, @mardones [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Super Bug

    Platform: Arcade
    2 Players
    1 Check-in

    28
  • 2017-09-06 09:26:39 -0300 Thumb picture

    Nintendo Color TV-Game: O Home Pong japonês

    Medium 3535706 featured image

    Sejam bem vindo a 1977, um ano que promete grandes inovações tecnológicas no âmbito dos videogames, mas vamos abrir um ano com um videogame seguindo os moldes da primeira geração. A Nintendo, uma empresa quase centenária, que fabricava e desenvolvia brinquedos infantis, conseguiu o direito de distribuir o Odyssey no Japão em 1974. Vendo o possível sucesso daquele aparelho, ela se uniu a empresa de eletrônicos Mitsubishi Electronics para desenvolver um hardware próprio de jogos. Então, em junho de 1977, nasce o primeiro console da Nintendo, o Color TV-Game 6.

     O console lembrava muito o Home Pong da Atari, com 2 controles giráveis presos no próprio equipamento. Ele não seguiu a tendência proposta pelo Farchild Channel F, com jogos em cartuchos, pois aqui, o videogame vinha com games gravados na própria memória do aparelho. O diferencial do console era que os games presentes rodavam a cores, algo bastante raro até mesmo para as máquinas de Arcades. Como a TV a cores já estava popular no Japão, o console vendeu muito bem e fez um grande sucesso. Seu preço inicial era de aproximadamente de US$ 120,00. Foram distribuídos algumas cores diferentes do mesmo produto, para representar a novidade que o aparelho possuía.

     Os jogos que havia no aparelho era basicamente Pong e variantes dele, como os tradicionais Hockey, Tennis, Volleyball entre outros. No total, havia 6 jogos no console, por isso que o nome do produto tinha 6. Os jogos podiam ser selecionados através de chaves, assim como a cor que os jogadores queriam jogar. Uma semana depois, a Nintendo lança o Color TV-Game 15, que seguia os mesmos conceitos de seu antecessor, mas com 15 jogos variados do Pong e controles que se destacavam do aparelho, dando uma melhor mobilidade aos jogadores. Esse novo aparelho teve um sucesso gigantesco, vendendo milhares de unidades naquele ano. Ambos foram lançados apenas no mercado japonês.

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @augusto_sander, @mardones [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    55
    • Micro picture
      artigos · about 5 years ago · 10 pontos

      Parabéns! Seu artigo virou destaque!

    • Micro picture
      mardones · about 5 years ago · 10 pontos

      O bom era essas cores. Simples. Mas deixa mais bonito.

      1 reply
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · about 5 years ago · 4 pontos

      Terei que me repetir aqui nos comentários...
      "BIZARRO"...
      ---
      Eu desconhecia toda essa trama ae do post...

      1 reply
  • 2017-09-05 09:23:03 -0300 Thumb picture

    Combo#10 [Arcade] (1976): Dantsu 280 ZZZAP & Sprint 2

    Dantsu 280 ZZZAP, que também é conhecido como Midnight Racer, junto com Night Driver, foi um dos primeiros jogos de corrida em primeira pessoa existentes. A premissa do jogo é muito parecida com seu concorrente, onde devemos percorrer uma trilha de pontos brancos que simulam uma pista. Neste jogo, temos mais informações na tela, como o limite máximo permitido em cada curva e uma régua que mostra a velocidade que estamos. - O jogo parece ser bem mais fluído que o Night Driver, mas ele só perde em uma coisa: a falta de criatividade nas pistas. Aqui só temos 2 situações, ou é curva ou reto, não temos meias curvas que terminam do nada e começa outra, como acontece no Night Driver, que torna o jogo meio monótono e fácil.

    Nota pessoal: ★★★☆☆

    ----------------------------------------------------------------------

    ----------------------------------------------------------------------

     E para fecharmos o anos de 1976, temos um outro jogo de carro, mas esse aqui é de corrida mesmo, disputa contra outros carros. Inspirados pelo Gran Trak 10 e Gran Trak 20 dos anos anteriores, a Kee Games desenvolve um game bem mais trabalhado e polido que os anteriores. Teremos uma disputa entre 4 carros em pista de formato fixo, mas na verdade a disputa é mesmo apenas entre o carro branco e preto, os outros carros estão apenas para atrapalhar, assim como as duas poças de óleo no meio da pista. - É um jogo bem diferente e inovador, mas também é muito frustrante. Toda vez que batemos, perdemos completamente a velocidade e enquanto isso, o carro preto já deu várias voltas. Quando você não bate, seu carro fica extremamente rápido, então tem que ter muita prática para conseguir pegar o jeito nesse jogo.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @augusto_sander, @mardones [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Sprint 2

    Platform: Arcade
    2 Players
    1 Check-in

    25
  • 2017-09-04 09:56:22 -0300 Thumb picture

    #10 - Night Driver [Arcade] 1976

     Em meio a jogos com sutis avanços gráficos, a Atari mais uma vez nos surpreende com um jogo super simples, mas extremamente gostoso de se jogar. Se trata de um dos primeiros jogos de corrida com visão em primeira pessoa da história. Para simular isso, a pista é representada apenas por simples quadrados que aumentam de tamanho e te passa a sensação de profundidade. A máquina possuía um volante que movia a visão do jogador, um pedal para acelerar e uma alavanca para aumentar a velocidade que os pontos se movem pela tela, dando a sensação que o jogador está mais rápido.

     - Explicando e vendo as imagens pode parecer um jogo super tosco, mas quando você pega para jogar, percebe o quão genial é a proposta. Inicialmente o carro vai devagarinho, mas a emoção mesmo é quando aumentamos a velocidade passando as marchas. Mesmo que sejam apenas pontos brancos aumentando de tamanho mais rápido, o jogo é capaz de deixar o jogador tenso ao fazer a curvas e soltando o acelerador quando necessário. Quando batemos, a velocidade é perdida e devemos aumentar as marchas aos poucos. Jogo muito divertido e vale a ficha.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @augusto_sander, @mardones [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Night Driver

    Platform: Arcade
    2 Players

    36
  • 2017-09-01 09:34:39 -0300 Thumb picture

    Combo#9 [Arcade] (1976): Ace & Cops'n Robbers

    Cansado de batalhas entre navios? Vamos para os céus num joguinho simples, mas muito funcional. Ace é um jogo muito parecido com o Sea Wolf da Midway, pelo menos a parte estética. A tela possui um fundo preto e todos os outros objetos são azuis. Tais objetos, na verdade, são apenas os aviões combatentes presentes no game. - O controle das aeronaves são extremamente fluídos e precisos, que garantem um combate de qualidade. Ao encostar nas laterais da tela, seu avião é destruído e mostra o piloto caindo de paraquedas, bem legal. Joguinho mais ou menos.

    Nota pessoal: ★★☆☆☆

    ----------------------------------------------------------------------

    ----------------------------------------------------------------------

     A Atari, como sempre, possuía os melhores jogos da época. Eis que somos apresentado a um game que temos de controlar um carro em alta velocidade numa rodovia e o objetivo é dar tiros para derrubar seu oponente. Sozinho, você controla o carro dos bandidos e que deve derrubar os policiais do outro lado da estrada. No multiplayer, cada jogador vai controlar um dos lados. - Além de controlar a velocidade do carro e sua posição, também podemos alterar a direção que a arma pode apontar e tentar aquele tiro certeiro. No meio da rua, passa um carro indestrutível que vai servir como uma barreira, que acaba sendo uma adição bastante interessante.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @augusto_sander, @mardones [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Cops'n Robbers

    Platform: Arcade
    2 Players
    1 Check-in

    25
Keep reading → Collapse ←
Loading...