2022-08-15 15:27:49 -0300 2022-08-15 15:27:49 -0300

Resumão da Quinta Geração de Videogames

Single 3929591 featured image

 A quinta geração é conhecida por ser uma das mais importantes da história dos videogames. Um momento de ruptura, um divisor de eras, mudanças estruturais em todos os sentidos. Dentre os avanços mais expressivos, os jogos migraram massivamente dor formato 2D com pixel art para um modelo de mundo 3D poligonal com texturas, e o uso popular da mídia óptica, o CD, permitindo um espaço de armazenamento dezenas de vezes maior do que os cartuchos convencionais. Foi um período onde novas companhias dominaram o mercado, enquanto outras tentaram e fracassaram terrivelmente. Houve também uma popularização de controles analógicos, permitindo um movimento 3D mais suave e preciso.

 A quinta geração começou em 1993, com o lançamento de um punhado de consoles fracassados. Dentre eles, o 3DO foi o que mais se destacou, mas seu preço alto e modelo de negócios não convencional, fizeram ele ser descontinuado 3 anos depois. Em 1994, no Japão, dois dos principais consoles foram lançados. O Sega Saturn apostou em uma arquitetura 2D, mas teve um desenvolvimento apressado para montar um processador 3D, criando uma plataforma difícil de se criar games. Foi o console mais vendido da Sega no Japão, mas nos EUA, o console não conseguia emplacar. Havia pouca parceria com desenvolvedora terceira e a concorrência oferecia melhores condições, tanto pelos jogos mais voltados ao público americano, quanto ao preço.

 O outro console lançado em 1994 foi o PlayStation da Sony, estreante no mercado. A fabricante optou por criar uma arquitetura mais fácil de programar e com foco em jogos 3D texturizados, mas também fornecia um ótimo suporte a jogos 2D. O PlayStation tornou- se líder de mercado graças ao suporte massivo de third party e um aumento crescente de base instalada. O Nintendo 64 chegou muito tarde, em 1996, e ainda persistiu na ideia de usar cartuchos ao invés de CD. Essa decisão impactou diretamente o desempenho do console, que perdeu muito o apoio de terceiros e vendeu menos do que o esperado. Apesar de ainda ter ficado em segundo lugar no número de vendas, estava muito atrás do líder PlayStation.

 A Sega abandonou o Saturn em 1998 em favor do seu próximo videogame, com 9,6 milhões de vendas, a Nintendo dava conta de suprir a biblioteca do Nintendo 64 com jogos próprios e finalizou a geração com cerca de 30 milhões e a Sony nadava de braçada na liderança com mais de 100 milhões de PlayStations vendidos. No mundo dos portáteis, não houve mudanças. Apesar de outras companhias terem tentado competir com lançamento de novos aparelhos, como Neo Geo PocketWonderswan, a Nintendo continuava liderando com folga, especialmente após o lançamento do GameBoy Color. Foi uma geração de transição e de mudanças estruturais, definindo paradigmas que definiu os rumos no qual a indústria de videogames deveria seguir.

@andre_andricopoulos, @ziul92, @mardones, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @volstag, @manoelnsn, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @sergiotecnico, @avmnetto, @denis_lisboadosreis, @fredson, @hyuga, @wcleyton, @bobramber, @thiagobrugnolo, @eduardo_wrzecionek, @christciamn, @romline5, @dantlast, @marcelokiss487, @diego_lacuna, @thiago_ [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

66
  • Micro picture
    thiones · about 1 month ago · 2 pontos

    Segunda melhor geração de sempre.

    2 replies
  • Micro picture
    thecriticgames · about 1 month ago · 2 pontos

    A geração atualmente mais nostalgica pra mim.

    3 replies
  • Micro picture
    diego_lacuna · about 1 month ago · 2 pontos

    Essa geração é foda, fico aqui pensando em como a história poderia ter sido diferente se a Nintendo tivesse optado por CD por exemplo.

    1 reply
  • Micro picture
    noblenexus · about 1 month ago · 2 pontos

    Essa foi braba mesmo, tenho jogado muita coisa dela esses tempos, bom demais

    1 reply
  • Micro picture
    jcelove · about 1 month ago · 2 pontos

    A melhor geraçao de todas pra mim

    2 replies
  • Micro picture
    vante · about 1 month ago · 2 pontos

    Tantos jogos que mostram como fazer uma adaptação de 2D pra 3D! N64 teve muita coisa boa

    1 reply
  • Micro picture
    vante · about 1 month ago · 2 pontos

    PS1 também teve muita coisa incrível, mas eu não conheço tanto

    1 reply
  • Micro picture
    leandro · about 1 month ago · 2 pontos

    e todos os consoles dessa geração o que mais me impactou foi o Nintendo 64, na figura do Mario 64. Todo aquele mundo 3D era algo muito acima do que eu tinha visto em se tratando de vídeo games. E mesmo não sendo o vencedor daquela geração deixou legados importantes, como popularização do analógico, o Rumble Pak ( que pode ate ser besteira hoje, mas, na época, era uma baita novidade ) e os clássicos absolutos, como o próprio Mario 64, Zelda Ocarina e 007

    2 replies
  • Micro picture
    artigos · about 1 month ago · 2 pontos

    Parabéns! Seu artigo virou destaque!

  • Micro picture
    andre_andricopoulos · about 1 month ago · 2 pontos

    3DO: PAIXÃO ETERNA.

    Eu tenho um carinho especial pelos "FRACASSADOS":
    3DO ❤️ DREAMCAST ❤️ GAMECUBE ❤️

    1 reply
  • Micro picture
    darth_gama · about 1 month ago · 2 pontos

    Existe o "antes e depois" dessa geração. A verdadeira revolução nos games, (jogos, gráficos, jogabilidade, etc) se deu a partir dali.

    1 reply
  • Micro picture
    elgiardi · about 1 month ago · 2 pontos

    Geração que fez mais parte da minha infância. Saudades das tardes jogando Mario 64 e posteriormente FF9

    1 reply
Keep reading → Collapse ←
Loading...