grindingcast

O Podcast criado para os amantes de RPG Eletrônico: geekquest.org/grindingcast/

You aren't following grindingcast.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • 2021-07-29 14:27:29 -0300 Thumb picture

    E hoje falaremos de Ys VIII: Lacrimosa of Dana

    Ys VIII: Lacrimosa of Dana é um RPG de ação desenvolvido pela Nihon Falcom e publicado pela NIS America no ano de 2016 para o PS Vita, PS4, Switch, PC, Stadia, IOS e Android.

    O jogo começa com o protagonista Adol em um navio que se dirige de Xandria ao continente da Erésia. Mas o navio é atacado nos arquipélagos do Mar de Gaeté por uma criatura gigante e é afundado, e quando Adol acorda, ele percebe que pousou na costa de uma ilha amaldiçoada conhecida como Ilha de Seiren.

    Em sua busca por outros sobreviventes, ele se junta à nobre Laxia von Roswell e ao pescador Sahad Nautilus para ajudar seus companheiros náufragos a sobreviver e encontrar uma maneira de sair da ilha.

    Ao mesmo tempo, ele quer descobrir o que está por trás de seus sonhos sobre Dana Iclucia, uma garota misteriosa de uma era pré-histórica que aparentemente tem uma conexão com a Ilha de Seiren e o destino de Adol.

    Ys VIII: Lacrimosa of Dana é um RPG de ação jogado de uma perspectiva de terceira pessoa. O jogo tem o mesmo tipo de jogabilidade de Ys Seven e Ys: Memories of Celceta, onde os jogadores controlam vários personagens que podem ser alternados durante o combate, cada um com seu próprio estilo de jogo e habilidades únicas.

    O jogador coleta uma variedade de materiais derrotando a vida selvagem local e abrindo baús. Esses materiais podem ser transformados em itens que o jogador pode usar em sua jornada, como itens de cura e armas mais fortes.

    Em combate, existem três tipos de dano, determinados pela arma de um personagem: Slash, Strike e Pierce. Os inimigos sofrerão mais danos de um tipo de dano ao qual eles são vulneráveis.

    As habilidades podem ser atribuídas a um botão correspondente e o uso de habilidades requer SP, que pode ser recarregado principalmente quando se usa um ataque totalmente carregado contra um inimigo.

    Cada personagem tem um movimento poderoso chamado de Habilidade EXTRA que só pode ser usado quando o medidor EXTRA estiver cheio.

    Os jogadores podem evitar um ataque pouco antes de o ataque atingir. Parry com sucesso irá ativar o Flash Guard por um período curto de tempo, onde todos os danos dos inimigos são anulados e todos os seus ataques causarão danos críticos.

    Ys VIII: Lacrimosa of DANA

    Platform: PC
    40 Players
    33 Check-ins

    13
  • 2021-07-27 14:22:48 -0300 Thumb picture

    E hoje falaremos de Wild Arms FX, o jogo táctico da série.

    Wild Arms XF é um RPG Táctico desenvolvido pela Media.Vision e publicado pela Sony Computer Entertainment no Japão e pela X Seed nos EUA no ano de 2007 para o PSP.

    O jogo se passa no planeta Filgaia, e sua história gira em torno do reino de Elesius, no qual a princesa real do reino morreu em um acidente, e o rei está muito doente para governar, o que ocasionou a ascensão do Conselho dos Anciões Estadistas.

    Um grupo de cavaleiros chamados Chevalet Blanc, liderados pela protagonista, Clarissa, precisam recuperar o reino de Elesius da mão do conselho, este que possui todos os recursos naturais restantes, alimentos, terras e ativos financeiros que estarão no centro de contínuos confrontos armados.

    Quanto à gameplay, Os jogadores recebem o controle de um pequeno esquadrão de personagens (seis ou menos) e colocados em um mapa baseado em grade. O posicionamento das unidades tem grande influência no combate.

    O jogo enfatiza o posicionamento e as manobras com a inclusão de "Artes de Formação", que aumentam o dano de ataque quando um inimigo é cercado por seus personagens em uma linha, um triângulo ou um círculo, com o campos de batalha sendo baseados em peças hexagonais em vez de quadrados."Artes de Combinação" permite aos personagens mirar em um inimigo e realizar seus ataques simultaneamente com o próximo aliado para atacar seu alvo. Se o jogador conseguir executar uma série ininterrupta de comandos, o dano infligido aos inimigos aumentará significativamente. Por outro lado, o inimigo obtém a mesma vantagem.

    Cada batalha ganha fornece pontos de experiência e também "Pontos de Habilidade de Classe", que permitem aos personagens aprender habilidades permanentemente de sua classe atual. O jogador pode então preencher os slots de habilidade de cada personagem com aquelas habilidades aprendidas permanentemente, não importa a classe que o personagem esteja atualmente.

    Antes do início da batalha, o jogador pode reunir informações importantes olhando o "Relatório de Evento Direto" de Labyrinthia. Este relatório informa o jogador sobre o status atual, o status futuro previsto e as condições para a vitória.

    Wild ARMs XF

    Platform: PSP
    158 Players
    2 Check-ins

    19
    • Micro picture
      avmnetto · 5 days ago · 2 pontos

      Wild Arms Xtremelly Frustrating, kkk. Eu literalmente CHOREI DE RAIVA mais de uma vez enquanto jogava isso. Ele é BEEEMMM longo. Quando disse pro meu irmão que tinha terminado ele zuou: "Sério que tem fim? Achei que o jogo fosse sendo infinitamente criado por inteligência artificial xD". Mas também é um dos games que mais dão a sensação de dever cumprido (senão o mais) que joguei na vida. Preciso revisitá-lo.

      1 reply
    • Micro picture
      artoriasblack · 3 days ago · 2 pontos

      gostei do graficos do game, talvez pense em pega-lo

    • Micro picture
      manoelnsn · 5 days ago · 1 ponto

      Não li o título direito e já pensei "espera, wild arms é tático? Nunca vou jogar nada dessa série então", HAUAHUAHAUHAUHA

      1 reply
  • 2021-07-21 13:42:00 -0300 Thumb picture

    E hoje falaremos de : Arx Fatalis

    Arx Fatalis é um RPG de ação desenvolvido pela Arkane Studios e publicado pela JoWooD Entertainment AG para o Mircosoft Windows e pela DreamCatcher Interactive Inc. para o Xbox.

    Arx Fatalis (latim para "fortaleza fatal") é definido em um mundo cujo sol sumiu, forçando as criaturas acima do solo a se refugiarem em cavernas. O enredo em Arx Fatalis se passa em uma dessas grandes cavernas, onde os membros de várias raças, como Trolls, Goblins, Anões, Humanos, etc, fizeram suas casas em vários níveis da caverna.

    O jogador acorda dentro de uma cela de prisão e, após escapar, acaba descobrindo que o Deus da Destruição, Akbaa, que tenta se manifestar em Arx se aproveitando da ausencia do sol e toma para si a missão de subverter e aprisiona-lo.

    O caminho do enredo principal não é linear com o jogador podendo faze-lo na ordem que quiser, coletando os vários itens para forjar uma espada necessária para derrotar Akbaa em um confronto final.

    O jogo também apresenta uma série de quests opcionais no qual o jogador pode resolver os conflitos de maneiras diferentes e experimentar vários finais para eles com consequências afetando de alguma forma a história.

    Não existe um sistema de diálogo em Arx Fatalis. Em vez disso, o jogador faz escolhas por meio de ações que levam a essas consequências diferentes. Além disso, existe o modo furtivo no qual o jogador pode usar para evitar conflitos ou entrar em lugares por maneiras distintas.

    Arx Fatalis apresenta jogabilidade um tanto aberta, permitindo ao jogador alocar pontos de habilidade para seu tipo de personagem em habilidades como lançamento de feitiços, armas e armaduras, furtividade, entre outros.

    Uma das interfaces intuitivas do Arx Fatalis é o sistema de conjuração. Usando o mouse e a tecla de controle, as runas são desenhadas no ar com gestos do mouse, que devem ser desenhados corretamente para lançar um feitiço com sucesso.

    O jogador pode encontrar ou comprar runas diferentes conforme o jogo avança, combinações das quais desbloqueiam novos feitiços. Esta interface gestual foi simplificada na versão Xbox para dar conta das limitações do joypad. Com o jogador usando o analógico para a movimentação do mouse.

    Arx Fatalis

    Platform: PC
    39 Players
    1 Check-in

    14
    • Micro picture
      noyluiz · 11 days ago · 2 pontos

      Nice, não conhecia esse

    • Micro picture
      santz · 10 days ago · 1 ponto

      Esse é o primo de segundo grau do Skyrim.

  • 2021-07-20 13:25:35 -0300 Thumb picture

    Cris Tales está sendo lançado hoje, e falaremos um pouco sobre o jogo

    Cris Tales é um rpg indie de turno desenvolvido pela Dreams Uncorporated e pela Syck e publicado pela Modus Games e está sendo lançado HOJE (20/07/2021) para o PC, Playstation 4, 5, Xbox One, Séries X/S, Stadia e Switch.

    A história se passa no reino de Crystallis, e nós acompanhamos a história de Crisbell, uma menina órfã que mora no orfanato Narim. Enquanto apanhava uma rosa para a Madre Superiora, Matias, um sapo falante, rouba a rosa dela e foge e ao persegui-lo, Crisbell entra na Catedral de Narim (inspirada no Santuário Las Lajas).

    Dentro da Catedral, Crisbell acaba por libertar os seus poderes que estavam adormecidos. Após este acontecimento, Matias pede a Crisbell que o acompanhe para visitar seu amigo Willhelm, um mago do tempo, que explicará mais sobre seus poderes.

    Após aprender mais sobre os seus poderes e sobre a Espada destinada a ela, Crisbel está determinada a se tornar uma guerreira. Ao retornar para a sua cidade, ela encontra a fazenda da cidade em chamas e invadida pelos goblins da Imperatriz dos Séculos, cujo objetivo é destruir o Reino de Crystallis.

    Com a espada em mãos, ela vai até a fazenda para lutar. Durante a batalha, Cristopher, um guerreiro que vive na cidade, se junta a ela. Depois de algumas batalhas, eles são enfrentados pelos asseclas da Imperatriz dos Séculos, as Irmãs do Vulcão.

    Crisbell deve aprender a usar o poder dos cristais do tempo para conseguir enfrentar este inimigo e sair vitoriosa para além de derrota-las, conseguir enfretar a Imperatriz dos séculos.

    Quanto à batalha, é um combate por turno com cada personagem tendo habilidades únicas. Ataques, habilidades ou itens, além de precionar botões durante os ataques, permitindo causar mais danos aos inimigos ou receber menos danos.

    A mecânica mais atrativa consiste na manipulação do tempo. A tela é dividida em três seções, mostrando o presente no centro, o passado à esquerda e o futuro à direita. Isso acontece tanto durante a exploração quanto em combate.

    Em combate, Crisbell pode convocar os poderes do cristal para enviar inimigos ao passado ou ao futuro, alterando suas características, nas quais o jogador pode usá-las para tirar vantagem.

    Cris Tales

    Platform: PC
    10 Players
    1 Check-in

    15
  • 2021-07-19 13:49:10 -0300 Thumb picture

    Hoje falaremos de um jogo que mudou o rumo de sua franquia: Fallout 3

    Fallout 3 é um RPG de ação desenvolvido pela Bethesda Game Studios e publicado pela Bethesda Softworks, no ano de 2008 para o Playstation 3, Xbox 360 e PC.

    Fallout 3 ocorre no ano de 2277, e dentro da região que cobre a maior parte das ruínas da cidade de Washington, D.C., Northern Virginia e partes de Maryland. A paisagem do jogo inclui variantes devastadas pela guerra de vários marcos da vida real, como a Casa Branca, os Memoriais de Jefferson e Lincoln, o Cemitério Nacional de Arlington, entre outros.

    A região possui duas facções principais: o Enclave e a Irmandade do Aço. Embora o Enclave tenha um objetivo semelhante ao de seus irmãos ocidentais, o ramo oriental da Irmandade do Aço procura ajudar o povo de Wasteland. Enquanto que uma célula da irmandade foca em resgate de tecnologia de alto nível.

    Outras facções incluem ex-escravos que buscam inspirar outros para a liberdade restaurando o Lincoln Memorial, um grupo que cuida de uma região do deserto onde as plantas se tornaram abundantes, um grupo que santificou uma bomba nuclear que caiu em sua cidade e não explodiu, entre outros.

    O jogo marca uma grande mudança na série ao optar por usar gráficos 3D e combate em tempo real, substituindo os gráficos isométricos 2D e combate por turnos.

    O jogador poderá criar seu personagem, escolhendo aparência, sexo e o nome. Depois poderá distruibuir pontos de atributos no sistema S.P.E.C.I.A.L. (Strength, Perception, Endurance, Charisma, Intelligence, Agility, and Luck).

    Essa distribuição também determina o nível básico das habilidades que o personagem possui.

    Outro sistema importante que foi adicionado em Fallout 3 é o V.A.T.S, que auxilia o jogador em combate. Usar o sistema custa pontos de ação (AP), cuja quantidade depende da arma que está sendo usada e das habilidades do personagem.

    Usando o VATS jogador pode escolher áreas específicas dos inimigos para infligir dano, pode mirar na cabeça para uma morte rápida, nas pernas para retardar os movimentos, no braço para desarmar.

    A chance de atingir uma área é mostrada em porcentagem e depende de alguns fatores como: A arma usada, da distância do alvo e da habilidade em VATS do personagem.

    Fallout 3

    Platform: PC
    2361 Players
    108 Check-ins

    17
  • hanzy Gustavo
    2021-07-15 13:46:52 -0300 Thumb picture
    Thumb picture
  • 2021-07-14 13:26:46 -0300 Thumb picture

    E hoje falaremos de: Sorcerer's Kingdom

    Sorcerer's Kingdom é um RPG de turno desenvolvido pela Nippon Computer Systems e publicado pela Treco no ano de 1992 para o Sega Genesis/Mega Drive.

    Neste mundo de Sorcerer's Kingdom, o sei rei encoraja jovens a se tornarem aventureiros e explorarem o mundo com promessas de fortunas, títulos e glórias. Porém um mal primitivo surge no reino e esses aventureiros são convocados pois precisam defender o seu reino.

    Os jovens aventureiros devem enfrentar uma série de desafios e criaturas para conseguir juntar todos os espíritos sagrados do mundo e selar o mal de uma vez por todas, impedindo assim uma invasão maior e o domínio de todo o território.

    Sorcerer's Kingdom permite aos jogadores controlar um grupo de 4 personagens e guiá-los por masmorras e batalhas. Os inimigos estão dispostos na tela, com o jogador podendo evita-los caso desejar.

    Ao dar de encontro com um inimigo, um combate começa e cada personagem, no seu turno, tem as seguintes opções: mover, usar um item ou, enfeitiçar, defender ou atacar um inimigo que esteja próximo a eles quando for a sua vez.

    Se um inimigo não estiver em um espaço adjacente, o personagem pode se mover próximo a ele para usar um ataque físico com sua arma equipada ou usar um feitiço para causar danos à distância.

    O jogo dispensa o sistema de experiência e permite que os personagens aumentem suas estatísticas enquanto lutam de certas maneiras. Usando feitiços continuamente, por exemplo, a estatística mágica de um personagem aumentará depois que os inimigos em uma batalha forem todos derrotados.

    Durante a batalha, todos os inimigos podem se mover uma vez para cada ação de qualquer membro do grupo, fazendo com que os inimigos tenham um número maior de ataques do que o grupo do jogador.

    Sorcerer's Kingdom

    Platform: Genesis
    18 Players

    21
    • Micro picture
      santz · 17 days ago · 2 pontos

      Olha que massa, não conhecia esse jogo.

  • 2021-07-14 12:53:45 -0300 Thumb picture
  • 2021-07-14 11:32:07 -0300 Thumb picture

    Grindingcast 042 - The Legend of Heroes: Trails in the Sky

    Sejam bem vindos a mais um Grindingcast! Nesse programa damos nosso primeiro passo na serie Trails, começando obviamente por Trails in the Sky, onde ajudamos Estelle e Joshua a desvendar os mistérios do Black Orbment e descobrir quantas pessoas conhecem o pai deles.

    Link: https://bit.ly/3eefQU

    The Legend of Heroes: Trails in the Sky

    Platform: PC
    97 Players
    43 Check-ins

    15
    • Micro picture
      santz · 4 days ago · 1 ponto

      Mais um cast excelente. Essa é uma série que quero muito conhecer. Por enquanto, só joguei os dois primeiros Dragon Slayers lá dos anos 80 e é muito legal ver que a série está viva até hoje.
      Enquanto vocês falavam, achei que o jogo não tinha nada de bom para oferecer. Mesmo os personagens, que parecia ser algo legal do jogo, vocês meteram o pau. Estava dando até dó do jogo. No geral, pelo que vocês falaram, é um jogo bem medíocre, mas ainda sim, tenho vontade de experimentar, pois ele parece muito carismático.
      O lance da câmera giratória que desorienta me lembrou muito minha experiência com Grandia. É algo legal, mas deixa a gente perdidinho.
      Outra coisa que me dá um desânimo é a quantidade de horas e as paredes de texto, que parece desanimar tanto que agente nem quer mais conversar com as pessoas pela cidade.

    • Micro picture
      querempaz · 15 days ago · 1 ponto

      Aff tá em jogo da Falcom

  • 2021-07-12 13:32:51 -0300 Thumb picture

    E hoje falaremos de: Fragile Dreams: Farewell Ruins of the Moon

    Fragile Dreams: Farewell Ruins of the Moon é um RPG de ação desenvolvido pela Tri-Crescendo e publicado no japão pela Bandai Namco no ano de 2009 para o Nintendo Wii. A versão americana do jogo foi publicada pela Xseed Games.

    Fragile Dreams é ambientado em uma versão pós-apocalíptica da Terra em um futuro próximo. Quase toda a população mundial desapareceu, deixando os edifícios e estruturas que restaram abandonados. O jogo se passa nas ruínas de Tóquio, no Japão, onde o evento que quase exterminou a humanidade pode ter se originado.

    O protagonista, Seto, é um menino de 15 anos que procura pelo mundo por outros sobreviventes. Ele encontra Ren, uma garota de cabelos prateados que muitas vezes deixa para trás desenhos enigmáticos.

    Outros personagens incluem: Sai, o fantasma de uma jovem; Crow, um menino amnésico travesso; Personal Frame (P.F.), um computador portátil que adora conversar mais do que qualquer outra coisa; Chiyo, o fantasma de uma menina; e o Mercador, um homem misterioso, mas alegre, que comercializa vários produtos.

    Ao começar o jogo, o avô de Seto morre, fazendo com que ele sinta uma profunda solidão. Seu avô deixa para ele uma carta junto com uma estranha pedra azul em um medalhão. A carta diz para ele "alcançar uma alta torre vermelha" a leste do observatório, onde ele pode encontrar outros sobreviventes.

    Depois de partir para a torre, Seto chega a um antigo metrô e encontra Ren, que ao se deparar com Seto, fica assustada e foge para dentro dentro da estação. Ao ir atrás dela, Seto encontra uma série de desenhos que indica que alguma sinistra está acontecendo.

    Quanto à jogabilidade, o jogador controla Seto de uma perspectiva em 3ª pessoa com o Wii Remote e Nunchuk. Seto pode usar sua lanterna (controlada pelo ponteiro do Wii Remote) para iluminar os arredores ou resolver quebra-cabeças e interagir com o ambiente.

    Seto pode usar armas encontradas em todo o mundo para lutar contra fantasmas, desde estilingues e tacos de golfe a bestas e katanas, quando uma arma atinge seu limite, ela se quebra após a batalha.

    O jogador só pode salvar o jogo em fogueiras espalhadas pelo mundo. Lá também pode examinar e identificar itens e encontrar o mercador.

    Fragile Dreams: Farewell Ruins of The Moon

    Platform: Nintendo Wii
    382 Players
    28 Check-ins

    12
    • Micro picture
      santz · 19 days ago · 2 pontos

      Que joguinho maneiro hein. Nunca tinha ouvido falar.

Keep reading → Collapse ←
Loading...