2019-10-02 15:33:45 -0300 2019-10-02 15:33:45 -0300
grey_hawk Gabriel Bean

E Randy Pitchford faz mais merda

Randy Pitchford, o CEO da Gearbox, falou que o personagem Rhys (que surgiu na franquia como protagonista do Tales of Borderlands), teria um dublador diferente em sua versão em Borderlands 3 porque o dublador original, Troy Baker, se recusou a dublar o personagem.

Porém, agora foi revelado que Randy mentiu sobre o verdadeiro motivo. Troy revelou que queria sim dublar o personagem novamente, e que o verdadeiro motivo foi porque ele faz parte da SAG-AFTRA, que é o sindicato de dubladores.

A associação com ela obriga os estúdios que querem contratar qualquer membro deles a fazer um acordo com a SAG-AFTRA, para garantir condições de trabalho dignas ao profissional.

A própria SAG-AFTRA se pronunciou, e confirmou que a Gearbox se recusou a fazer um acordo justo e evitou qualquer outro contato.

Não é a primeira vez que Randy se mete em confusão com dubladores. David Eddings, o dublador do Claptrap nos jogos anteriores, falou que Randy se recusou a pagar pela dublagem do personagem após ele sair da Gearbox, e chegou a stalkear o ex-funcionário nas redes sociais, e até agredir ele no lobby do Marriott Marquis durante a GDC 2017.

O pior foi que a empresa tweetou que a Gearbox é uma empresa do Texas, e que não pode recusar trabalho por uma pessoa ser parte de uma União Trabalhista, e que garante pagamento e condições de trabalho que excedem o mínimo exigido pelas Uniões.

Mas parece que esse não foi o caso, já que Troy Baker também é o dublador do Joel de The Last of Us, e sua volta como dublador no segundo jogo mostra que o acordo da SAG-AFTRA com a Sony foi feito sem problemas.

@gradash @tecnologgamer

Tales from the Borderlands

Platform: Playstation 4
332 Players
102 Check-ins

2
Keep reading → Collapse ←
Loading...