2021-07-23 01:08:48 -0300 2021-07-23 01:08:48 -0300
gicba checked-in to:
Post by gicba: <p>Terminado a segunda aventura (teoricamente ainda
Ys I & II Chronicles (Ys II)

Platform: PC
63 Players
10 Check-ins

Terminado a segunda aventura (teoricamente ainda a primeira né) do Adolfo Christiano

9 horas bem divertidinhas, nada super corno igual o final boss do primeiro, só algumas horas que eu tive dificuldade pra avançar, mas admito que foi por minha burrice mesmo, e não pelo jogo ser vago.

Eu gostei mais ainda da OST desse, provavelmente por me tocar no final boss do anterior, que eu podia mudar a versão das músicas entre 3 opções, neste acabei jogando quase o jogo todo com o original do PC-88 pois eu gosto do som característico, ainda mais quando é o Yuzo Koshiro que compôs.

Achei estranho que a maioria dos chefes (exceto tipo os 2 últimos) são vencidos na base da magia de bola de fogo, aí o jogo neles vira um shooter top down esquisito, ao invés de aproveitar bem a mecânica de correr e esbarrar que tinha no 1. Apesar de estranhar, eu queria que tivessem mantido isso, dava um ritmo mais legal para as lutas na minha opinião. Apesar do 2 ter os chefes mais elaborados, eu diria.

Não bastando isso dos chefes, uma coisa que também estranhei é que agora se você correr na diagonal contra um inimigo, você simplesmente acerta ele e não leva dano, enquanto empurra o bicho. Daí que qualquer bicho que tu ver ao invés de tentar acertar pelos lados ou trás, tu só corre torto nele e encosta o coitado numa parede até morrer...não gostei muito disso. Não lembro bem como era no YS I, talvez esteja lembrando errado, mas nesse, parece que pra compensar isso aí, os inimigos dão MUITO dano se tu sequer encosta neles errado, o que levou algumas mortes frequentes e perda de progresso no começo, até pegar o hábito de salvar a literal cada 1 minuto.

A ultima área enorme com sua quantidade insana de backtrack também me encheu um pouco, até enjoei da música (ainda bem que ela muda lá pelo final), era bem confusa e labirintina, senti falta de um mapa nela.

Quase me esqueci, mas a magia de transformação é muito legal, eu simplesmente adoro essa trope em jogos de se transformar em um animal/monstro e poder falar com outros animais/monstros, eu curti a aplicação dela em puzzles, tanto quanto o fato que cada inimigo que eu encontrava parecia ter uma caixa de diálogo única (alguns falavam essencialmente a mesma coisa, mas o texto era diferente).

Enfim, agora vou ver se jogo o Origins. Na real eu tô começando a ficar com vontade de jogar um jogo de estratégia, provavelmente vou ver se termino o Origins com um personagem e pulo pra outro jogo, depois volto e termino com os outros 2.

12
  • Micro picture
    jcelove · 2 months ago · 2 pontos

    Boa, o 2 expande bastante como jogo em relaçao ao primeiro. O bump system é meio esquisito mesmo mas agora ta livre dele o origins e os outris ja sao hack n slash normal.

    Depois vale a pena terminar com os outros 2 personagens nele, o gameplay é bem diferente (yunica é adol de machado, ja hugo ataca e se protege com magias a distancia e o terceiro personagem é um clone do Wolverine.hehe)
    O final verdadeiro é com esse terceiro personagem inclusive.

  • Micro picture
    a2 · about 2 months ago · 1 ponto

    mas gicba, no 1 diagonal bump tambem funcionava. diagonal bump FTW

    2 replies
Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...