gicba

Fire Emblem, Etrian Odyssey, uns jogos velhos e JRPG. Com uma pitada de uns indie coreano xarope.

You aren't following gicba.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • 2022-09-21 18:10:07 -0300 Thumb picture
    gicba checked-in to:
    Post by gicba: <p>Zerado na rota A, a rota básica heróica.</p><p>#
    Langrisser IV Final Edition

    Platform: Playstation
    5 Players
    2 Check-ins

    Zerado na rota A, a rota básica heróica.

    Depois da experiência meh que tive com Der Langrisser, gostei bem mais desse aqui. Achei o jogo num geral bem mais elaborado, a dificuldade é boa e tem bastante mapas com limites de turno ou com objetivos que reforçam a movimentação (coisa que amo muito em SRPGs). A OST é muito boa também, como sempre, e o character design dispensa apresentações.

    Não tem muita diferença nos sistemas do jogo, fora essa stat de "judgement" aí, que é basicamente um valor de iniciativa e dita a frequência e ordem dos turnos de cada unidade. É uma ideia legal no papel, mas que é horrível na prática. Mesmo meus personagens OP com judgement baixo agindo um turno sim e um turno não, isso foi bem longe de impedir eles de dominarem os mapas e atropelarem 90% dos inimigos. Num geral acaba sendo mais irritante que interessante, tipo quando tu quer que chega o turno de um personagem especifico pra algo e tem que ficar passando e passando até o jogo deixar tu controlar ele.

    Também odiei como o jogo conta espaços. Desnecessariamente complicado e atrapalha pra porra de por suas unidades adjacente dos comandantes para eles recuperarem HP, ou até mesmo pra se ajeitar e atacar o mesmo inimigo com mais de um aliado. Pior ainda que aparentemente a versão de Saturn, que veio antes, conta os espaços como um SRPG normal. Vai entender.

    O jogo tem um sisteminha de date simulator também, mas eu sou tão incompetente que tomei um fora de todas as menininhas no jogo, kkkkkkkk

    Enfim, apesar dos pesares, foi um jogo divertidinho. Lá pelo final eu fiquei bem cansado e comecei a abusar das tropas roubadas que 3 dos meus personagens podiam usar (os anjinhos ali) e só fui me jogando mesmo. Acho que dava pra tirar uns 3 mapas e ficaria bem mais agradável. Quem sabe num futuro distante não faça as outras rotas?

    13
    • Micro picture
      manoelnsn · 11 days ago · 1 ponto

      Satoshi Urushihara me dá muita vontade de jogar essa série

      3 replies
    • Micro picture
      fonsaca · 11 days ago · 1 ponto

      Queria muito jogar vários Langrissers, mas infelizmente não consegui passar nem de uma das primeiras batalhas desse IV. E tentei, sem brincadeira, mais de 20 vezes...

      2 replies
  • 2022-09-16 13:44:00 -0300 Thumb picture

    Maria vai com as outras

    vi 2 pessoas fazendo, meh, vi 3, hmmm, vi 6, já quis fazer também

    sou horrível nisso então tem bastante coisa recente que eu joguei e me marcou, acho que só até a terceira linha são jogos que são meus favoritos consistentes, mas são todos coisas que eu gosto muito. Sou horrível em escolher favoritos.

    E sim, é racing lagoon ali. Estocolmo é foda

    18
    • Micro picture
      tiagotrigger · 16 days ago · 2 pontos

      Nesse Zelda nem precisei dar zoom pra ver qual é por causa do DX, hehe.
      E Racing Lagoon marcou mesmo hein.

    • Micro picture
      vante · 16 days ago · 1 ponto

      Genealogy eu já esperava, agora Pokémon Black já me foi uma grata surpresa e o Puzzle League eu nunca ia imaginar kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      2 replies
    • Micro picture
      jcelove · 16 days ago · 1 ponto

      É dificil escolher mesmo, mas tem varios ai que ainda preciso terminar um dia.
      Racing lagoon javta acima do guilty pleasure pra vc.hehe

      1 reply
  • 2022-09-01 02:14:46 -0300 Thumb picture
    gicba checked-in to:
    Post by gicba: <p>Daora que tem 3 registro do 2 mas tem nenhum do
    The Legend of Heroes: Kuro no Kiseki II -CRIMSON SiN-.

    Platform: PC
    2 Players
    1 Check-in

    Daora que tem 3 registro do 2 mas tem nenhum do primeiro jogo. Ok né.

    Enfim, não faz diferença, mas obviamente, o check-in é do Kuro 1, não sou secretamente um desenvolvedor da Falcom não.

    Bom terminei o jogo no port xinês (que baixei pra zoar pra ver se meu PC rodava, e acabei me empolgando) usando a fantranslation (até ajudei a achar uns typos e editar umas linhas que soavam estranhas, além de checar consistência de nomes e etc nuns cantos do jogo), fico feliz que meu PC horrível roda sem grandes problemas. O jogo não é só surpreendentemente otimizado, mas ele suporta resoluções memes (até 480p), então dá pra segurar o tranco.

    ficava ruim ler alguns textos, mas nada que a famosa forçada nas vistas não ajudasse. E mesmo serrilhadão e esmagado assim, o jogo é bem bonitinho pros padrões da falcom.

    Eu gostei bastante do jogo num geral, e como alguém que até gosta de Cold Steel apesar dos inúmeros problemas, achei que esse primeiro jogo do arco de Calvard é um passo na direção certa. A história e ambientação são bacanas (a atmosfera me lembrou bastante os jogos de Crossbell, acho que fãs deles 2 vão curtir este), os sistemas novos nem todos funcionam mas é bom ver algo diferente depois de 5 jogos usando o esqueleto de Cold Steel, etc.

    Aliás, se alguém tava com medo da divisão de sistema de batalha de ação+turno num jogo só, relaxem que o sistema de ação é bem simples, só pode ser usado contra inimigos normais, e está lá mais como um método de fazer passar por áreas com inimigos um pouco mais rápido, ou encher uma barra que atordoa os inimigos, e te dá uma vantagem ao mudar para o sistema de turno. Igualmente, os inimigos forçam uma batalha de turno com vantagem para eles se o personagem que você tá controlando ficar com o HP muito baixo numa batalha de ação, mas é bem inconsequente. Na verdade, achei o negócio todo de usar o sistema de ação em bichos normais bem genial e conveniente, faz as dungeons mais dinâmicas e rápidas (melhor ainda que não tem transição entre exploração e lutas mais, também).

    O jogo ainda tem uns escorregões e kisekices, mas nada que realmente me incomodou a ponto de arruinar o jogo.

    Os personagens são bem legais, alguns são meio sem sal e sinto que precisavam de um poooooouco mais de tempo (podia muito ter um capítulo extra no jogo, tirando um pouco da enrola de duas partes do jogo na minha opinião), mas acho que eles tem uma química interessante e boas interações uns com os outros.

    Em especial eu curti bastante o protagonista, tirando 2 coisinhas pequenas que me incomodaram, ele é provavelmente meu favorito empatado com o Lloyd.

    Ele é um pouco mais velho que um protagonista "normal" de JRPG, então dá aquele ar fresco pra experiência. Se eu tivesse que usar algum de exemplo, eu diria que ele é mais ou menos a versão de Kiseki do Yuri Lowell. Se você curte o Yuri, você provavelmente vai curtir o Van. Obviamente o Van é bem menos troll que o Yuri, mas ainda achei ele bem bacana e a vibe que ele passa resonou um teco mais comigo que o Rean, por exemplo.

    O gimmick dele transformar inicialmente me pareceu bem besta, mas com o tempo eu passei a curtir. A melhor coisa é que as lutas com ele transformado não são uma merda sem sal igual as lutas de robô de Cold Steel, o jogo se mantém com os mesmos sistemas, mas você tem um party member tunadão nestes chefes. 

    OST eu achei muito boa também, tem umas 2 ou 3 músicas que são meio duvidosas, mas achei que num geral foram mais acertos que erros.

    Agora fiquei empolgado pra jogar o 2, admito. Pena que não parece que vão poder traduzir tão rápido quanto traduziram o 2, então eu vou ficar chupando o dedo. Bem, pelo menos eu posso jogar o Hajimari/Reverie enquanto espero, já que acabei pulando ele, haha...

    9
  • 2022-08-08 20:36:20 -0300 Thumb picture
    gicba checked-in to:
    Post by gicba: <p>Zerado o meu quinto YS.</p><p>#img#[836931]O últ
    Ys: The Oath in Felghana

    Platform: PC
    247 Players
    23 Check-ins

    Zerado o meu quinto YS.

    O último jogo que faltava da engine do Napishtim, e pessoalmente o que eu menos gostei. O que me faz um completo ET pois aparentemente é o mais popular kkkk

    Achei um passo pra trás vindo do VI, teve algumas coisas refinadas como os controles, o sisteminha de poções/buffs que tem no Origin, entre outras.

    Mas o que pra mim, fez eu gostar mais do VI, foi que eu achei as áreas mais interessantes, as dungeons, embora mais curtinhas, eram mais marcantes que as do Felghana e eu gostei muito mais da setting em si. 

    Não que esse não tenha áreas marcantes também, mas achei as do VI mais interessantes. Outra coisa que preferi muito mais, foi a OST, e esse provavelmente vai ser o ponto mais controverso desse check-in: eu realmente não fui com a cara da OST do Felghana. De início eu me animei que tinham 3 versões da trilha sonora, mas poucas músicas realmente grudaram na minha mente e ouvindo a OST depois de jogar, não acho que ela chega a bater nos pontos altos que as músicas dos outros 4 (especialmente do 1 e 2) chegaram, pra mim. Acho que teve umas 4 músicas que realmente me marcaram. E uma delas foi por que eu tinha escutado a música antes numa hack de fire emblem kkkkkkkk

    Acho que algo que esse jogo faz melhor que o VI especificamente são os chefes. Os do VI são bem de boas, em comparação, os do Felghana são em sua maioria, uns cornos. Dá bastante trabalho vencer eles, com algumas exceções. Ouvi histórias de terror sobre o chefe final também, mas como eu tentei chegar no nível máximo (60, mas desisti no 54, fiquei sem saco), foi bem de boa matar ele, queria não ter feito isso pois parecia um chefe divertido de aprender, diferente do final boss meme do VI.

    Gostei também da fase final dele que você tem que rebater a magia que ele joga, sei lá se algum jogo fez antes mas é claro e óbvio que eu pensei em Zelda na hora, o que é legal pois o apelo de YS pra mim é semelhante ao de Zelda kkkk.

    Ver se jogo o Seven se ficar barato numa promoção, se não eu só pirateio mesmo quando der vontade de jogar e tô nem aí.

    7
    • Micro picture
      querempaz · about 1 month ago · 1 ponto

      Todos os Ys que nao sao o Oath clramente cringe

      1 reply
  • 2022-07-28 00:57:28 -0300 Thumb picture
    gicba checked-in to:
    Post by gicba: <p>Eeee zerei o Crash 3</p><p>Não curti muito pesso
    Crash Bandicoot N. Sane Trilogy

    Platform: PC
    113 Players
    72 Check-ins

    Eeee zerei o Crash 3

    Não curti muito pessoalmente, achei a maioria das fases sem graça, a dificuldade baixa a ponto de beirar o tédio e os chefes piores que os do 2. E não curti as fases gimmick forçadas, exceto as de água, elas são ok.

    De novo, nem ideia de como esses jogos são nos 100%,  se pá as rotas alternativas/que abrem se tu não perder nenhuma vida é onde as partes dificeis estão, o que é interessante, mas preguiça reina e sem saco.

    Na minha pobre humilde e desinformada opinião, o melhor é o 1 mesmo, ao menos foi o que mais me marcou, o 2 é legalzinho e mais equilibrado, o 3 é doce demais.

    10
    • Micro picture
      ersatzgott · 2 months ago · 1 ponto

      Eu não sei como ficaram no remaster, mas eu acho o 2 infinitamente superior ao 3

    • Micro picture
      s4nn1n · 2 months ago · 1 ponto

      Na época do PS1 lembro que foi um sufoco passar algumas fases. No remaster deve estar mais fácil.
      Prefiro o 2.
      O 1 foi o único que não zerei, na época era o mais difícil.

    • Micro picture
      fonsaca · 2 months ago · 1 ponto

      Joga o 4 agora. Hahahaha!

      2 replies
  • 2022-07-25 21:21:53 -0300 Thumb picture
    gicba checked-in to:
    Post by gicba: <p>Zerei o 2</p><p>#img#[834902]</p><p>Me pergunto
    Crash Bandicoot N. Sane Trilogy

    Platform: PC
    113 Players
    72 Check-ins

    Zerei o 2

    Me pergunto se o conselho das sombras de crash vai me julgar por não fazer os finais de 100%? kkkk

    Gostei, da pra ver um pulo do primeiro, tem bem menos coisa de platformer antigo, as fases são bem tranquilas, com poucas exceções mas nada do nível do Crash 1.

    Os chefes são bem melhores também, um pulo enorme do primeiro jogo.

    Agora algo que não curti muito é que achei que tem muito mais fase gimmick que deveria. O primeiro tinha só 1 fase com o javali, esse tem uns 3 com o urso polar e as 2 do jetpack (achei bem meh). Também achei que as fases repetem muito, mas olhando aqui deve ser impressão minha, tanto por morrer bem menos, quanto por ter jogado o jogo todo só hoje...comecei de tarde e acabei ele agorinha.

    Ver se jogo o 3 agora.

    12
    • Micro picture
      fonsaca · 2 months ago · 2 pontos

      Esse 2 é bem mais suave mesmo. Ademais, 100 % nos Crashs? Só pra quem é fã mesmo/não tem mais coisas para jogar, hahahhaha!

  • 2022-07-22 23:06:26 -0300 Thumb picture
    gicba checked-in to:
    Post by gicba: <p>Zerei Crash 1, nunca havia encostado na trilogia
    Crash Bandicoot N. Sane Trilogy

    Platform: PC
    113 Players
    72 Check-ins

    Zerei Crash 1, nunca havia encostado na trilogia original do marsupial maluco, até por que aqui em casa meu irmão odiou a sony com tudo que tinha até o PS3 (Viuva da Sega a ponto de comprar XBOX pra jogar Panzer Dragoon), então não tive contato com vários jogos de PS1/2 que são considerados essenciais/clássicos ainda.

    Gostei bastante, a dificuldade do jogo é bem corna as vezes e teve umas 3 fases que me tiraram do sério, mas fora elas, eu me diverti bastante. Achei o level design legal com uma exceção: aquela segunda fase da ponte, parecia que uns pulos com as tartarugas eram muito específicos e você tinha que derrubar elas encostadas na ponta do buraco, ou não tinha distância o suficiente pra passar. Acabei por farmar 99 vidas de tanta raiva mas no fim passei com o macete de pular na corda kkkkkk

    Meio que queria ver o original um dia mas certas coisas me desanimam, tipo aparentemente só poder salvar se tu pegar uma gema na fase, é verdade isso aí?

    Tenho expectativas altas pros outros 2, apesar de ter 0 ideia do consenso (ou algo próximo disso) que os fãs ranqueiam os Crash originais, mas sempre escuto que o primeiro é o mais corno dos 3, então daqui pra frente deve ser só alegria (espero)

    8
    • Micro picture
      fonsaca · 2 months ago · 1 ponto

      Viúvo da Sega que comprou XBox? Não sei se faz muito sentido além do Panzer Dragoon... talvez o Shenmue 2 que saiu pro console na época... sei lá, eu adoro a Sega, mas fui pra Sony/de vez em quando aceitei a Nintendo e nunca me entendi com a Microsoft. Hahhahaha!

      2 replies
  • 2022-07-17 12:08:46 -0300 Thumb picture
    gicba checked-in to:
    Post by gicba: <p>#img#[833632]</p><p>Zerado, fico feliz que o ori
    AI: THE SOMNIUM FILES - nirvanA Initiative

    Platform: PC
    4 Players
    1 Check-in

    Zerado, fico feliz que o original fez sucesso o suficiente para ter uma sequência, visto que ele aparentemente vendeu mal.

    Gostei um bocado e me diverti, mas acho que num geral prefiro o primeiro. Gostei dos personagens novos (com poucas exceções), do fato que tem mais puzzles que operam com lógica (embora a maioria seja igual aos do primeiro, infelizmente), e da dinâmica de usar o ponto de vista de dois protagonistas diferentes.

    Não curti muito o fato que tem bem menos rotas de personagens específicos comparado ao primeiro (esse tem tipo, 2), daí a história de alguns acaba parecendo meio corrida, comparada ao primeiro onde tinha uns momentos bem pessoais como o somnium da Mizuki e do Ota. Achei que a história principal parece meio corrida também, e admito que achei alguns retcons desnecessários, mesmo que não sejam algo que estrague o jogo pra mim.

    Gostei do twist, mas acho que vai ser controverso. Fiquei bem chocado quando rolou e tudo começou a se encaixar porém, me sinto burro por não perceber certos detalhes antes de explicarem.

    No mais, eu espero um terceiro jogo de boca aberta, se tiver eu engulo de boa (e já tem uns ganchos possíveis se você olhar bem). Eu só espero que o Date e a Aiba voltem pro posto de protagonistas. Não me entendam mal, eu gostei do Ryuki e da Tama (muito mais que eu esperava, até), e eu adoro a Mizuki, mas o Date é o Date.

    8
    • Micro picture
      emphighwind · 3 months ago · 1 ponto

      Fiquei impressionado do quão diferente o Ryuki é do Date.

      1 reply
  • 2022-07-10 14:04:37 -0300 Thumb picture
    gicba checked-in to:
    Post by gicba: <p>O check in na verdade é do 2. Não tenho saco par
    Black Souls

    Platform: PC
    4 Players
    2 Check-ins

    O check in na verdade é do 2. Não tenho saco para cadastrar visto que a rede é um zumbi e ninguém mais vai encostar nisso além de mim mesmo.

    Feito todos os finais (A, B, C, D, E, F, G, H), longe de ser uma run "completa", pois eu tenho certeza que não vi boa parte do conteúdo do jogo, pois ele é bem denso e tem segredos, variações e diálogos secretos para porra. Tem uma NPC mesmo, que um amigo comentou, e eu não vi a corna uma vez sequer, e eu fiz acho que 5 ou 6 ciclos.

    Minhas stats no final. Ainda perdi pro final boss umas vezes, kk.

    Acho que minhas 2 reclamações principais são: que o endgame (os "DLCs") são meio grindy, você não passa por uma curva natural de força, é fácil chegar no level 999 simplesmente fazendo ciclos e vendo os eventos diferentes conforme explora o mundo, mas chega no DLC2 e 3, você percebe que level 999 é só a ponta do iceberg, e você vai ficar muito mais forte abusando statboosts. O próprio criador do jogo recomenda stats entre 10 e 20 mil pros DLCs finais.

    A outra reclamação é mais pessoal. Eu sou cagão pra caralho e esse jogo tem uns elementos de terror em umas partes que me pegaram. De ambiência e lugares assustadores a fucking jumpscares com imagens assustadoras (e algumas outras nem tão assustadoras, mas que ainda me pegaram), e eu achei que não precisava, me tirou umas noites de sono, admito kkk.

    Fora isso, achei o jogo excelente, um pulo imenso vindo do primeiro. Enquanto Black Souls parecia um esqueleto de algo que tinha potencial, o 2 realiza tal potencial quase que perfeitamente pra mim. Como dito, o mundo é imenso, cheio de corta caminhos, passagens secretas, e você simplesmente pode ir para (quase) qualquer direção que quiser, desde que saiba o que fazer e como lidar com os inimigos. Ao invés da mecânica de pecados do 1, aqui temos uma mecânica de sanidade, um valor que muda de acordo com várias ações, e muda a forma que o protagonista enxerga o mundo e as pessoas. Por exemplo, com sanidade baixa, você começa a ver olhos nas paredes, a música some e uma ambiência macabra toma o lugar, além de mudar completamente o visual de certos NPCs, e também te dar acesso a áreas completamente diferentes.

    Isso faz explorar o mundo super interessante, tem um segredo em quase todo canto do jogo, eventos especiais de sobra, e os NPCs se movendo pelo mapa e mudando conforme você progride na história também é mágico.

    O combate também foi um pulo, embora limitado pela engine do RPGmaker, tem umas boss fights marcantes, o desafio é bom (fora alguns chefes gimmicks que são insuportáveis se tu não souber o que tá fazendo, e alguns são nem um pouco óbvios). Minha coisa favorita é como cada arma tem habilidades diferentes, e você pode trocar elas no meio do combate. Abre um leque enorme de estratégias, junto com as variações de equipamento que tem.

    A história, como o primeiro jogo, fica mais pelo final, mas eu acho que dessa vez, o começo mais "vago" encaixa muito melhor que no 1, o twist bate mais forte, e o lore é bem mais rico e expandido. Eu sinceramente mal posso esperar pro próximo jogo da série, que foi anunciado a pouco tempo atrás.

    Não acho que é algo que tem um apelo geral, mas eu gostei bastante. Mesmo com o tanto de asset, música (apesar do fato de ser maioria coisas royalty free, achei a OST muito marcante, btw), etc, comprado, não é a toa que o jogo é popular em certos círculos da internet. Eu sinceramente via de longe e ficava fascinado, pensando "qual será que é o apelo, exatamente? É só um jogo +18 de RPGmaker", mas agora eu entendo eles...

    Um adendo, é que o primeiro jogo parece beber bastante de Dark Souls, já esse bebe de Bloodborne. Até deu vontade de jogar os soulsborne da vida eventualmente depois disso.

    18
    • Micro picture
      bobramber · 3 months ago · 2 pontos

      RPG maker tem todo tipo de jogo, acertando na escolha, como fez agora, traz horas e horas de diversão. Parabéns pela finalização, parece um jogo interessante mesmo

  • 2022-07-03 13:50:09 -0300 Thumb picture
    Post by gicba: <p>#img#[831281]Kohta Takahashi lançou um álbum de

    Kohta Takahashi lançou um álbum de tributo a série, imaginando como seria uma possível trilha sonora de um RR novo, aparentemente inspirada na do Type 4.

    https://solidstatejapan.bandcamp.com/album/reiwa-t...

    Acho que vale a pena ouvir se você gosta do estilo musical da série, e pessoalmente até deu vontade de baixar o RRT4 pra dar uma jogadinha de novo.

    Só espalhando a palavra.

    R4: Ridge Racer Type 4

    Platform: Playstation
    277 Players
    12 Check-ins

    19
Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...