gicba

Sou obcecado por Fire Emblem e Etrian Odyssey, mas num geral gosto de JRPGs e jogos retro.

You aren't following gicba.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • 2021-07-25 01:38:16 -0300 Thumb picture
    gicba checked-in to:
    Post by gicba: <p>não basta o port ser da pior versão dos jogos (f
    Ninja Gaiden: Master Collection

    Platform: PC
    6 Players
    11 Check-ins

    não basta o port ser da pior versão dos jogos (fora o razor's edge, que é passar perfume em bosta), o port é terrível

    lindo, tecmo, lindo...

    ser fã de ninja gaiden só dá desgosto

    11
  • 2021-07-23 01:08:48 -0300 Thumb picture
    gicba checked-in to:
    Post by gicba: <p>Terminado a segunda aventura (teoricamente ainda
    Ys I & II Chronicles (Ys II)

    Platform: PC
    63 Players
    10 Check-ins

    Terminado a segunda aventura (teoricamente ainda a primeira né) do Adolfo Christiano

    9 horas bem divertidinhas, nada super corno igual o final boss do primeiro, só algumas horas que eu tive dificuldade pra avançar, mas admito que foi por minha burrice mesmo, e não pelo jogo ser vago.

    Eu gostei mais ainda da OST desse, provavelmente por me tocar no final boss do anterior, que eu podia mudar a versão das músicas entre 3 opções, neste acabei jogando quase o jogo todo com o original do PC-88 pois eu gosto do som característico, ainda mais quando é o Yuzo Koshiro que compôs.

    Achei estranho que a maioria dos chefes (exceto tipo os 2 últimos) são vencidos na base da magia de bola de fogo, aí o jogo neles vira um shooter top down esquisito, ao invés de aproveitar bem a mecânica de correr e esbarrar que tinha no 1. Apesar de estranhar, eu queria que tivessem mantido isso, dava um ritmo mais legal para as lutas na minha opinião. Apesar do 2 ter os chefes mais elaborados, eu diria.

    Não bastando isso dos chefes, uma coisa que também estranhei é que agora se você correr na diagonal contra um inimigo, você simplesmente acerta ele e não leva dano, enquanto empurra o bicho. Daí que qualquer bicho que tu ver ao invés de tentar acertar pelos lados ou trás, tu só corre torto nele e encosta o coitado numa parede até morrer...não gostei muito disso. Não lembro bem como era no YS I, talvez esteja lembrando errado, mas nesse, parece que pra compensar isso aí, os inimigos dão MUITO dano se tu sequer encosta neles errado, o que levou algumas mortes frequentes e perda de progresso no começo, até pegar o hábito de salvar a literal cada 1 minuto.

    A ultima área enorme com sua quantidade insana de backtrack também me encheu um pouco, até enjoei da música (ainda bem que ela muda lá pelo final), era bem confusa e labirintina, senti falta de um mapa nela.

    Quase me esqueci, mas a magia de transformação é muito legal, eu simplesmente adoro essa trope em jogos de se transformar em um animal/monstro e poder falar com outros animais/monstros, eu curti a aplicação dela em puzzles, tanto quanto o fato que cada inimigo que eu encontrava parecia ter uma caixa de diálogo única (alguns falavam essencialmente a mesma coisa, mas o texto era diferente).

    Enfim, agora vou ver se jogo o Origins. Na real eu tô começando a ficar com vontade de jogar um jogo de estratégia, provavelmente vou ver se termino o Origins com um personagem e pulo pra outro jogo, depois volto e termino com os outros 2.

    12
    • Micro picture
      jcelove · 5 days ago · 2 pontos

      Boa, o 2 expande bastante como jogo em relaçao ao primeiro. O bump system é meio esquisito mesmo mas agora ta livre dele o origins e os outris ja sao hack n slash normal.

      Depois vale a pena terminar com os outros 2 personagens nele, o gameplay é bem diferente (yunica é adol de machado, ja hugo ataca e se protege com magias a distancia e o terceiro personagem é um clone do Wolverine.hehe)
      O final verdadeiro é com esse terceiro personagem inclusive.

    • Micro picture
      a2 · 3 days ago · 1 ponto

      mas gicba, no 1 diagonal bump tambem funcionava. diagonal bump FTW

      2 replies
  • 2021-07-18 23:47:56 -0300 Thumb picture
    gicba checked-in to:
    Post by gicba: <p>Finalmente dei o primeiro passo para jogar a out
    Ys I & II Chronicles (Ys I)

    Platform: PC
    120 Players
    15 Check-ins

    Finalmente dei o primeiro passo para jogar a outra série famosa da Falcom, e definitivamente é um jogo de 87, tanto em coisa boa como coisa ruim.

    Gostei da simplicidade e a alma do negócio, é basicamente videogame puro destilado, tu simplesmente começa e sai jogando. Senti algo semelhante ao Xanadu Next, que é uma premissa básica, mas eu tava com tanta saudade de algo simples e tradicional que eu acabei pegando um gosto. Apesar da história simples tem uns detalhes bacanas, tipo o fato que o vilão escondeu literalmente tudo de prata em algum canto pois é a fraqueza dele, etc.

    Porém tem umas partes que achei a progressão um tanto obtusa (tipo o martelo na final dungeon, admito que arreguei e olhei um FAQ), e penei pra descobrir onde pegava a espada no começo (tive que perguntar pra alguém).

    Achei um pouco bagunçado o sistema de level, o primeiro boss era impossível, dai um unico level me fez dar 3 hits pra matar ele vai entender. Tinha o mesmo problema no Xanadu Next pelo que lembro...

    A música também é muito boa, não tinha ideia que o Koshiro tinha composto as originais junto com outra pessoa, achei que ele tinha feito só o arranjo de um dos 10000000 ports que esses jogos tem.

    Final boss nem comento, nada que posso adicionar que já foi dito. O treco faz jus a fama desgraçada que tem...

    Espero que não tenha algo corno assim no resto da série.

    13
    • Micro picture
      jcelove · 9 days ago · 1 ponto

      Eita, mas jogou o port original do PC? O remake é bem mais agradável mas é um jogo bem simples mesmo. O 2 já da uma boa expandida na narrativa e tem o dobro da duração, além de ser uma sequencia direta, coisa rara na série.

      Pode ficar tranquilo que não tem mais final boss roubado como o dark fact.hehe

      Depois pega o Ys origin, ele adciona muito contexto ao primeiro, mesmo se passando 600 anos antes.

      2 replies
    • Micro picture
      santz · 9 days ago · 1 ponto

      Essa é uma série que eu até animaria jogar em sequência, mas o 4 e o 5 são tão merdas, que desanima.

      6 replies
    • Micro picture
      noyluiz · 9 days ago · 1 ponto

      O Final boss é mais difícil nos remakes...

      1 reply
  • 2021-07-12 13:13:27 -0300 Thumb picture
    gicba checked-in to:
    Post by gicba: <p>Cheguei a zerar este tbm, pessoalmente eu detest
    Hades

    Platform: PC
    72 Players
    37 Check-ins

    Cheguei a zerar este tbm, pessoalmente eu detesto roguelike, mas queria jogar esse aqui pois achava o design do protagonista legal.

    No fim de contas a repetição de roguelike acabou me irritando lá pelo finzinho (precisa completar 10 fugas para ver os créditos), especialmente pois só o primeiro chefe dos 4 tem uma variação significante. Até mesmo com o modificador de dificuldade que altera os chefes, da Hydra em diante parece que mal muda algo significante, comparado as moças que são o chefe da primeira área.

    Ainda assim deu pra me divertir por umas 30 horas apesar de que chegou uma hora que eu sempre fazia a mesma build e quando ela não era possível de fazer, eu acabava perdendo hahaha, então piorou um pouco mais o aspecto repetitivo.

    A dublagem e as músicas são bem boas também, tem bem mais conteúdo pra fazer, planejo ao menos tentar ver o epílogo, mas vai ser num ritmo glacial, pois como disse, o jogo enjoa rápido pra mim. 

    13
  • 2021-07-10 15:34:59 -0300 Thumb picture
    gicba checked-in to:
    Post by gicba: <p>Zerado, com umas 70 horas no Hard, joguei o rest
    The Legend of Heroes: Trails of Cold Steel IV - The End of Saga

    Platform: PC
    7 Players
    5 Check-ins

    Zerado, com umas 70 horas no Hard, joguei o resto do ato 3 e do jogo no notebook da minha namorada então sem prints.

    Foi uma conclusão ok para esta bagunça, infelizmente teve enrola demais, o arco poderia mt bem ter sido condensado em 2 jogos, no máximo 3. Este em específico deve ser o Kiseki mais enrolado até agora, com o Ato 2 quase todo sendo filler inconsequente.

    Apesar de tudo e da fadiga de trails, deu pra aproveitar bastante o fanservice e cameos de personagens, como dito antes, que queira ou não, é o maior apelo da série.

    Infelizmente esse foi outro jogo onde na minha opinião tem umas músicas legitimamente zoadinhas, mas ja rolou antes na série antes, então não é algo tão assustador (eu odeio o tema de batalha do Sky SC e Destruction Impulse no Azure, se está curioso)

    Fiquei meio puto que mesmo fazendo tudo pro true end, o jogo te força a ver o bad end primeiro. Pelo menos não tem que refazer a dungeon final ou os pré final boss.

    Falando nos finais, achei o bad end até legal, podia ter sido o definitivo, mas infelizmente Ninguém Morre em Kiseki. (exceto o Otto lol)

    agora só esperar até 2023 pra jogar Hajimari/Reverie....Haha... (^:

    11
  • 2021-06-09 20:54:18 -0300 Thumb picture
    Post by gicba: <p>Cadastrando&nbsp;<a href="https://store.steampow

    Cadastrando outro jogo indie coreano. Se pudessem aprovar agradeceria.

    6
  • 2021-06-01 22:33:23 -0300 Thumb picture
    gicba checked-in to:
    Post by gicba: <p>#img#[777052]</p><p>maluco fez um atentado</p>
    Sonic: Robo Blast 2

    Platform: PC
    37 Players
    8 Check-ins

    maluco fez um atentado

    9
  • 2021-05-23 13:27:47 -0300 Thumb picture
    gicba checked-in to:
    Post by gicba: <p>Terminado o ato 2. Basicamente uma grande enrola
    The Legend of Heroes: Trails of Cold Steel IV - The End of Saga

    Platform: PC
    7 Players
    5 Check-ins

    Terminado o ato 2. Basicamente uma grande enrola mas com um clímax ótimo.

    O querido Reinaldo Ferro Frio retorna de suas férias na base secreta dos Gnomos, com um design novo, voltando a ser o protagonista do jogo.

    Problema é que sinceramente, fora o comecinho dessa parte, que você enfrenta o Crow numa rinha oficial de robô™, e rolam umas coisas, ele se junta a party junto com a Duvalie, e o clímax, como eu disse, esse ato 2 nem devia existir.


    Ele consegue ser tão besta e inútil que a parte do Cold Steel 2 que você sai procurando os carinhas secundários de Thors, já que envolve você """"""""""""""""""resgatar"""""""""""""""""""""""" uns personagens em uns lugares sendo que elas nem estavam em perigo, e no final os bosses mandarem um "Haha...vejo que sua determinação é poderosa...eu só estava testando sua determinação...fufu..."


    É algo que me irritou pelos mesmos motivos que as boss fights contra aquelas "cópias" do Sky 3rd. Não tem muito impacto, parece que colocaram ali só para ter uma batalha com personagem X, e que não conseguiam arrumar uma desculpa pra acontecer a luta. Eu aceitaria isso em uma situação, mas eles usam a mesma desculpa nas 3 vezes, e nas 3 vezes os "reféns" não estão nem em perigo, é bizarro. Pior ainda que parte do plot do jogo gira em torno de uma maldição que traz a tona os aspectos ruins das pessoas, influenciando elas a fazer coisas malignas, mas eles nem mesmo usam isso pra te fazer lutar com os chefes nessa parte, é maluco.

    Entre estas 3 partes aí de """""""resgate"""""" tem o famoso filler de Kiseki, em que você fica enrolando e tem que fazer ao menos uma sidequest para poder avançar na história. E o retorno dos famosos bond events, que totalmente copiou Persona, pois Persona inventou sistemas de relacionamento com outros personagens em JRPG (e também inventou escolinhas. Lembrem-se: se tem escolinha no JRPG, é igualzinho persona)

    Os bonds me surpreenderam e me desapontaram ao mesmo tempo. Eu particularmente não me ofendo com estas paradas de waifu em joguinho, em alguns casos eu acho até bonitinho alguns romances específicos pois no fundo eu gosto de histórias de amor, e etc. Foda é que neste, desde o início dos bond events, todas as garotas basicamente falam na cara do Rean que querem dar pra ele, inclusive citando o resto da cast feminina como apaixonada por ele também. É extremamente bizarro pra mim, deixa um tom esquisito e forçado pras cenas. Em algumas cenas rola até beijo, aheuahueha. A parte que me surpreendeu, é que mesmo com as garotas e esse teor de harém exagerado, tem umas cenas bacanas, tipo a da Musse mostrando que ela tem tendências suicidas, por exemplo.

    Em questão de dificuldade, ficou tudo mais tranquilo agora que eu tenho acesso a Quartz melhores e mais personagens, sem contar que eu comecei a usar as setups broken de magia algumas vezes, realmente é insano o quanto magia dar crítico quebra os inimigos no meio, até quando eles resistem o elemento cada magia tira até uns 20 mil.

    Apesar de cansativo, eu não consigo dizer que odiei completamente essa parte. Idealmente não haveria tanta enrola, claro, mas ter o Crow de volta e poder jogar com a Duvalie, que apesar de completamente retardada e besta é um dos personagens que eu acho mais legais nessa bagunça, compensou um bocado. 

    E todo o cansaço também foi embora no final deste ato, que envolve uma reunião enorme na Pantagruel, com o intuito de discutir um plano para contra atacar a operação de Erebonia que procura causar o fim do mundo por que isso é um JRPG afinal. Basicamente o jogo taca o loco e reune personagens de todos os 3 arcos até agora, incluindo algumas figuras de locais não visitados ainda nos jogos (como o presidente de Calvard, grande Samuca Rocksmith), com bastante diálogo e caracterização. 

    Apesar de ter vários problemas com esse jogo, especialmente no pacing, ficar umas 2-3 horas nessa parte, lendo os diálogos com calma, falando com os personagens 2, 3 vezes, não me cansou nem um pouco. É bobo mas eu tava com um sorriso no rosto o tempo inteiro. Até detalhes bestas tipo o Joshua conversando com a Kloe e a Josette, e a Estelle ficando com cíumes visto que as duas competiram com ela pra ficar com o moleque romanticamente me fizeram dar uma risadinha. É fanservice, mas foda-se, fanservice e momentos do tipo "kkk lembra este cara aqui? Olha ele de novo" sempre foi e sempre será grande parte do apelo de Kiseki pra mim.

    Depois disso os vilões atacam o Pantagruel, e o Rean junto com os 2 protagonistas anteriores da série (RIP Kevin) vão lutar contra eles, se dividindo entre 2 times. É um momento bem marcante, com vários chefes seguidos, e te deixando controlar personagens velhos como os casal principal de Sky, o Lloyd, a Elie, etc.

    A cena que rola depois eu achei um pouco extensa demais, mas pra surpresa de ninguém, já que (quase) ninguém morre em Kiseki, alguns certos personagens aparecem na hora H pra salvar a bunda, e depois de uma sessão de Orbal Skype com o Osbrabo metendo o loco e falando "kkk tu quer tentar me parar? Tenta ai então bixo tu tem uma semana + ou -, boa sorte", os caras vão embora e começa o ato 3, que graças a deus parece ser menor que o 2, e depois dele é o final.

    De novo infelizmente o jogo tem uma mania insana de querer ser o Cold Steel 2, incluindo a parte retardada de "retomar a escola" por algum motivo, mas como o mesmo, apesar de enrolação, tem uns clímax que são bem marcantes. 

    Apesar que, pensando bem, isso vale pra série toda desde o SC pra mim, haha...

    9
  • 2021-05-21 22:24:54 -0300 Thumb picture
    gicba checked-in to:
    Post by gicba: <p>#img#[775571]</p><p>karma instantâneo</p>
    Sonic: Robo Blast 2

    Platform: PC
    37 Players
    8 Check-ins

    karma instantâneo

    9
  • 2021-05-14 00:45:42 -0300 Thumb picture
Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...