Medium picture

joseuel José Francis

Uma pessoa humilde tem disposição de ouvir e de aprender sempre. Inclusive com os que sabem menos.


about 8 years ago 2013-06-29

Heavy Rain

Heavy Rain é um game que alavancou, nos tempos atuais, todo um "novo" gênero de games, os dramas interativos, um gênero que principalmente nós ocidentais não estamos muito acostumados, já que os japoneses são familiarizados com as visual novels, que são parecidas com os dramas interativos. Muitos gamers se afastam desse tipo de game, justamente pela falta de ação/interação que o jogador tem com o game... no entanto, Heavy Rain consegue ultrapassar essa falta de "interação gamer" e leva a experiência de jogo a um outro nível.

Nesse game, há um único objetivo dentro da história: você será apresentado à uma trama de suspense policial, em que há um serial killer e sua última vítima está presa e irá morrer dentro de um limite de tempo, e o assassino envia testes que devem ser feitos para que se obtenha pistas sobre a localização da vítima, bem ao estilo do filme "Jogos Mortais". Logicamente, seu objetivo é salvar a vítima... e desvendar o assassino, o Origami Killer. Não existem side-quests ou extras a serem coletados, o game é todo construído ao redor de sua história, que é não linear. Ainda sobre a história, preciso dizer que é uma trama muito bem construída, digna de um bom filme de suspense policial... nada excepcional, mas é uma história que te prende até o final, com certeza, e é surpreendente!

Em Heavy Rain, você exercerá controle sobre vários personagens que fazem parte da trama, de acordo com o que o game apresenta a você. Aí entra o fator principal do game: TODAS AS DECISÕES IMPORTANTES ESTÃO EM SUAS MÃOS. TODAS. O gameplay do jogo é simples, o game te dá um personagem em determinada cena que você deve controlar, e dentro do ambiente existem várias coisas e pessoas com as quais você poderá interagir, sempre através de Quick Time Events (QTE) ou simples ações que podem ser executadas a qualquer momento. O game consegue mesmo simular uma situação bastante REAL e plausível, te dando uma cena em que você pode agir como bem entender com o personagem da vez. Você pode acender luzes. Pode abrir armários. Pode não abrir armários. Pode fazer praticamente o que quiser. Essas são ações inocentes que podem não ter nenhum efeito... mas o game te jogará contra parede várias vezes, te dando escolhas difíceis de serem feitas e que desafiarão seus valores, sua moral e sua ética: você mata ou não mata uma pessoa para salvar seu filho? Bebe ou não a bebida que te oferecem? A polícia está atrás de você, você foge ou se entrega? E agora, o que vai ser? Como toda decisão implicará em uma consequência, você pode matar personagens sem querer, todos os personagens podem morrer ou viver, sofrer ou não, conseguir algo ou não, tudo baseado na SUA escolha. O game torna muito VISÍVEL o efeito das suas escolhas na história, e assim Heavy Rain pode acabar de várias formas diferentes. Seu personagem favorito pode morrer. O Origami Killer pode ser descoberto ou não. O final pode ser feliz, mais ou menos ou péssimo. Conforme você percebe isso, o efeito da pressão e do estresse na hora de tomar suas decisões fica ainda maior, porque você literalmente vê que suas escolhas não são artificiais: você tem poder, DE FATO, para modificar o decorrer da história! Mas tem que ter atitude, porque como na vida real, o tempo não pára!!!

O interessante é que, nas situações estressoras do game, você terá várias opções aparacendo na tela, flutuando ao seu redor... porém elas estarão borradas e tremendo, e vão se sobrepondo umas as outras, e existe TEMPO para que você tome uma decisão... você basicamente entra em desespero com o personagem, e é obrigado a tomar uma atitude sob pressão! As sequências de QTE nas cenas de ação também são bem feitas e com um certo grau de dificuldade para serem executadas, embora o game permite que você ajuste o nível de dificuldade dessas QTEs, e fazem você realmente sentir como se estivesse participando da cena. E novamente, o game te joga toda a responsabilidade pelo que acontece na história: se você executa as sequências de QTEs de maneira falha muitas vezes, pode não conseguir concluir a ação, o que modificará completamente o decorrer da história, pois falhar ou completar uma sequência de QTEs numa cena de ação resultará em ser preso ou não, morrer ou não, descobrir algo ou não, entre outras consequências. Todo o gameplay de Heavy Rain é assim, e no entanto ele consegue te deixar mais desesperado apertando botões freneticamente do que um game de luta como Mortal Kombat!

A trilha sonora, como explicado em um Making of do game, foi orquestrada e especialmente feita para transmistir as emoções de cada cena. A trilha é belíssima e bem executada, soa bastante como a trilha sonora de um filme policial, e ela exerce de maneira excelente o seu papel de "veículo de transmissão de emoções": devido à pressão e estresse que o jogo provoca em várias cenas, muitas vezes você nem vai notar a trilha sonora ao fundo devido à gravidade da situação, porém é a trilha sonora que está ali trabalhando para provocar este efeito em você. Nas cenas tranquilas é também a música de fundo que irá te acalmar e te trazer sensação de conforto e segurança. De longe, pode-se dizer que a trilha sonora de Heavy Rain é responsável por 50% da experiência de jogar o game. Os cenários gráficos e as expressões faciais se complementam com a trilha sonora para causar emoções específicas, como desespero, ansiedade, depressão, tranquilidade, felicidade...

E sobre os gráficos, naturalmente, devido ao gênero do game, os desenvolvedores tiveram que trabalhar duro nisso: foram mais de 160 dias de filmagens com atores reais em cenas de ação, e TODAS as cenas do game foram filmadas com atores de verdade, além de várias seções para modelagem computadorizada da face dos atores, para conseguir transmitir da melhor maneira possível as emoções dos personagens. O resultado ficou ótimo, os gráficos ficaram excelentes no PS3 e a movimentação dos personagens e objetos no game é bastante natural. O único ponto falho aqui é que, durante a execução de certos movimentos em certas cenas, fica aparente o modo desajeitado com que o personagem se locomove, e as vezes fica difícil se locomover em certos ambientes de maneira adequada. Porém, considerando todo o trabalho feito em Heavy Rain, creio que atingiram o máximo que poderiam, utilizando o PlayStation 3 como plataforma.

Há também alguns bônus e extras que podem ser desbloqueados no game, que são vídeos que mostram o Making of e Artes Conceituais, e existe um projeto de lançar vários DLCs para esse game, com histórias que devem ser prólogos ou epílogos a história de Heavy Rain, já que a história do game em si não deixa muita brecha para futuras sequências, mas várias histórias paralelas ou relacionadas podem ser criadas. Na versão que comprei, a Director's Cut, a DLC "Taxidermist" já vem inclusa no disco, mas creio que possa ser comprada através da psn também. Os próximos episódios foram colocados "on hold" por causa da implementação do controle por movimentos no game, e agora que isso já foi feito a situação dessas possíveis DLCs são incertas (até onde eu saiba no momento).

Heavy Rain é um game excelente, que apresenta uma experiência realmente única de jogo. Raros games conseguiram me emocionar e me envolver tanto quanto Heavy Rain, e nem mesmo o Wiimote do Nintendo Wii conseguiu fazer eu me sacudir e esmurrar o controle tão desesperadamente quanto este game, pois toda hora você é colocado de cara com decisões complexas a serem tomadas, e sempre sob pressão! Em um determinado momento do game, passei mais de 10 minutos só para tomar uma decisão, para vocês terem uma idéia. É um game que desafia realmente seus valores e sua forma de pensar, e é interessante jogar e pensar "o que eu faria se estivesse nessa situação?", e depois discutir com outros que já jogaram o game, o que eles fariam nessas situações também.

Então, se você considera Heavy Rain um game que não deve ser jogado pela falta de interação, tente experimentar Heavy Rain. É uma experiência nova e única de se jogar. Espero que venham mais games desse gênero por aí, porque realmente valeu muito a pena ter jogado "Toró", hehehe!

9.5 9.5 10
Overall
9.5 Gameplay
10 Story
9.5 Music
10 Graphics

21 of users found this review helpful.


Outras críticas do mesmo autor:

Keep reading → Collapse ←
Loading...