This game doesn't have any review. Be the first one to review it!

Add Review


  • 2022-11-02 12:12:15 -0200 Thumb picture

    Sandman - A HISTÓRIA DE DEVIL MAY CRY 3

    Esse Persona, como própria definição no Alvanista, é uma extensão do meu perfil para que eu possa fazer de forma apropriada e organizada a divulgação de vídeos sobre games. Focarei em canais que acompanho, como forma de divulgar e apoiar o conteúdo gerado por eles. Espero que vocês gostem e possam me acompanhar aqui no Alvanista. É só me seguir!

    3
  • 2022-10-01 17:00:07 -0300 Thumb picture
    Post by clubeludum: <p>Hoje temos uma pequena gameplay do final de Devi

    Hoje temos uma pequena gameplay do final de Devil May Cry 3, certamente um jogo espetacular com uma trilha sonora memorável. Muito ôxi!

    3
  • 2022-09-02 20:54:57 -0300 Thumb picture
    thiagobrugnolo checked-in:
    Post by thiagobrugnolo: <p>Finalizado!</p><p>Olha só, o jogo é muito bom, m

    Finalizado!

    Olha só, o jogo é muito bom, mas a frustração em relação a dificuldade foi bem maior do que a diversão.

    O @jcelove havia comentado em meu ultimo check-in do jogo que a versão normal que eu estava jogando tem o modo normal como hard na verdade, se soubesse disso antes teria começado no easy mode.

    Cada boss era um sofrimento com uma quantidade incontável de mortes.

    Esse antagonista sósia do Xandão torrou a paciência.

    E pra ajudar na missão 18 a Iso apresentou um bug no qual eu não conseguia enfrentar 3 bosses em especifico para abrir o portal e finalizar a missão, tive que baixar outra isso e matar novamente alguns bosses. E nesse ponto  comecei a mandar ver no savestate.

    E quando eu achava que havia terminado derrotando o Xandão em uma forma maligna veio a luta com o Vergil e mesmo com savestate foi terrivel.

    Enfim, um grande jogo, mas que provavelmente vai demorar muito pra eu jogar novamente.

    O video abaixo resume meu sentimento em relação a dificuldade de Devil May Cry 3.

    19
    • Micro picture
      ersatzgott · 3 months ago · 2 pontos

      Só deve ser difícil assim no hard disfarçado de normal mesmo. Eu joguei o HD que é a Special Edition e achei de boassa, o 1 ainda é o mais difícil da série

      1 reply
    • Micro picture
      vante · 3 months ago · 2 pontos

      Apanhar contra o Vergil faz parte da vida kkkkkkkkk. Eu sabia desse negócio do Hard disfarçado de normal, então eu liberei o Easy de propósito pra ter diversão. É bem mais de boas assim, a única coisa que eu realmente não gosto dessa versão nesse caso é ter que refazer a fase se morrer.

      Só pra constar: save state é based

      9 replies
    • Micro picture
      mastershadow · 3 months ago · 2 pontos

      EU joguei Special Edition e ainda assim alguns chefes eram dificeis. Mas dessa série mesmo eu só curti pra valer o primeiro jogo, que é o unico que pretendo rejogar, os outros dois achei muito massante, nunca mais quero encostar neles kkkk

      1 reply
  • 2022-08-20 20:57:37 -0300 Thumb picture
    thiagobrugnolo checked-in:
    Post by thiagobrugnolo: <p>Fechando agora essa trilogia do PS2. Se os desen

    Fechando agora essa trilogia do PS2. Se os desenvolvedores deram uma baita mancada com 2, tornando-o um jogo chato e sem graça, podemos dizer que se redimiram em DMC 3.

    Ele é uma prequel do primeiro DMC, se passando 10 anos antes da primeira aventura de Dante, onde ele tem um embate com seu irmão Virgil. 

    Pelo pouco que eu havia jogado eu não tinha notado a dificuldade extrema desse jogo. Já achava o DMC 2 bem difícil, mas nesse 3 a dificuldade chega a um patamar enfurecedor, principalmente nas boss battles.... Já foram várias mortes tendo que iniciar novamente as missões.

    Graficamente esse jogo ainda continua bem lindão, com muita atenção aos mínimos detalhes. Esse Dante mais novo com o sarcasmo e o senso de humor ainda mais aguçado deixa tudo ainda melhor.

    24
    • Micro picture
      mateusfv · 3 months ago · 5 pontos

      Não é só os demônios que choram com esse jogo XD, falta eu jogar o 5, mas dos 4 primeiros esse fácil o melhor, o 4 é bacana mas acho que faltou verba na metade do jogo, pq vc faz o caminho A ao B com o Nero, e ai do B ao A com o Dante XD

      5 replies
    • Micro picture
      lordsearj · 3 months ago · 3 pontos

      IUm dos mais difíceis que joguei. Fiquei umas duas semanas jogando todo dia paes matar o Vergil. Não sei se pq joguei a versão de PC, mas foi osso.
      Eu me aposentei de Hack & Slash após o MGS Rising Revenegance
      Pra mim não dá mais
      Rs

      4 replies
    • Micro picture
      santz · 3 months ago · 3 pontos

      Screenshots no PS2 em movimento é um trem sofrido. Eu fico um tempão para pegar uma imagem boa, mas quando embaça muito, acabo me rendendo a screenshot com todo mundo parado.

      1 reply
  • 2022-06-17 09:48:50 -0300 Thumb picture
  • 2022-05-27 09:13:23 -0300 Thumb picture

    Desafio 30 dias de games dia 7

    Continuando o @desafio criado pelo @goraku agora com o desafio em dia depois de fumar 3 dias de uma vez só kkkkkkkkk.

    Dia 7: Melhor jogabilidade

    Quem que eu tô surpreendendo aqui, tinha como ser outro jogo? Dante já apareceu como o meu personagem favorito, e DMC 3 aparece como a melhor jogabilidade. Dá pra imendar combos combos, dá pra trocar de arma no meio do combo, dá pra puxar armas de fogo no meio do combo, traduzindo: Dá pra fazer a festa na porradaria!

    25
    • Micro picture
      ersatzgott · 6 months ago · 3 pontos

      Eu acho as jogabilidades do 4 e do 5 ainda melhores

      2 replies
    • Micro picture
      manoelnsn · 6 months ago · 2 pontos

      Conheço o Dante pelos Project XZone, aquele crossover zoado as hell do Nintendo 3ds (que eu só comprava porque... Sei lá).

      3 replies
    • Micro picture
      mateusfv · 6 months ago · 2 pontos

      Pra mim ainda é o Dante mais legal da série, o Tio Dante do 4, e 5 tbm são legais, mas prefiro bem mais ele jovem arrogante surfando em mísseis, e dando em cima da Lady enquanto toma um headshot kk

  • 2022-04-25 09:14:59 -0300 Thumb picture

    Meus 5 jogos favoritos do PS2

    Continuando com as minhas listas de jogos favoritos, vou pro PS2 agora que é um dos consoles em que eu mais joguei nessa vida! Sem mais delongas então, bora lá!

    5 - Marvel Ultimate Alliance

    Um dos poucos jogos nessa vida que eu finalizei no Hard. É muito divertido, e se tiver mais alguém pra jogar então, melhor ainda! Eu finalizei com o meu irmão e me diverti muti com esse jogo aqui.

    4 -Dragon Ball Z Budokai Tenkaichi 2

    Sei que muita gente prefere o 3, mas a trilha sonora e modo campanha fazem eu ter preferência por esse aqui. Também finalizei ele no Hard, mais de um vez de tanto que eu me diverti com esse jogo. Infelizmente eu joguei tanto que ninguém gostava de jogar comigo porque eu era muito apelão...

    Os próximos 3 estão meio fora de ordem porque eu não sei qual deles eu gosto mais, então bora pra menções honrosas logo:

    Megaman X8

    Mortal Kombat Armageddon

    Devil May Cry

    Naruto Ultimate Ninja 5

    Dragon Ball Z Budokai Tenkaichi 3

    Star Wars the Force Unleashed

    3 - Mortal Kombat Shaolin Monks


    Shaolin Monks, as aventuras de Liu Based e Kung Chad, tinha que estar na minha lista! É um jogo maravilhoso, cheio de localizações dos jogos, ação e uma história interessante. Cheguei a finalizar ele sozinho com o Chad Kung Lao, mas a graça é jogar com mais alguém pra errar o Fatality e você tomar game over enquanto xinga o coleguinha kkkkkkkkkkk.

    2 - Devil May Cry 3


    Depois de jogar os 2 primeiros jogos de Devil May Cry eu tava doido pra jogar o 3º. Infelizmente eu não consegui a Special Edition, mas ainda assim Devil May Cry 3 foi um dos jogos que eu joguei até o disco arranhar! Tendo em vista que essa é a versão original, eu finalizei ele no Hard também, mas foi por falta de opção mesmo. E acho que a essa altura do campeonato todo mundo sabe que Dante é o meu personagem favorito de todos os tempos.

    1 - Star Wars Battlefont II

    Esse jogo pra mim não envelhece! Battlefront II é um dos jogos mais divertidos pra jogar seja sozinho ou com alguém. Vários modos de jogo, vários heróis, Galactic Conquest, etc etc. É o meu jogo favorito de Star Wars e tinha que estar nessa lista!

    25
    • Micro picture
      noblenexus · 7 months ago · 3 pontos

      Ahhh um homem de cultura, Battlefront 2 de PS2 é bom demais mesmo e Marvel ultimate Alliance 1 é sensacional

    • Micro picture
      rotcivsette · 7 months ago · 2 pontos

      Também prefiro o Tenkaichi 2! Você gosta do Budokai 3 ou acha que os Budokai são ultrapassados com a existência dos Tenakichi?

      2 replies
    • Micro picture
      manoelnsn · 7 months ago · 2 pontos

      Não joguei nenhum desses, huahua

      1 reply
  • 2022-03-21 10:04:17 -0300 Thumb picture

    Semelhanças entre personagens de franquias diferentes pt. 24

    E aí galericha, tudo blz com vocês? Espero que sim. Mês passado acabei não postando porque tava com bloqueio criativo, mas hoje eu tô de volta! Depois de ficar matutando por um bom tempo quais personagens analisar eu lembrei que o meu personagem favorito dos games ainda não tinha sido analisado por aqui, e procurei um bocado algum personagem que se assemelhasse a ele, e tava bem na minha cara o tempo todo. Então hoje vou analisar as semelhanças entre Dante from Devil May Cry series e Jonathan Morris de Castlevania Portrait of Bom Ruin! 



    Acho que de cara dá pra perceber já muita coisa em comum dessa vez. Ambos usam roupas parecidas, são de franquias de caçadores de criaturas sobrenaturais, tem um arsenal gigante e por aí vai. Vamos ver o que mais eles tem em comum além das aparências! Marcando como sempre as personas @manoelnsn e @caramatur. Como sempre, haverão spoilers nesse post, então sem mais delongas, bora lá!

    Dante é o filho de Sparda, um demônio que havia lutado ao lado dos humanos e os salvado da destruição. Sendo filho dele e de uma humana, Dante é um meio híbrido, mas ele nunca conheceu o seu pai, e quando era criança a sua mãe havia morrido, o que o fez tentar abandonar o seu lado demoníaco em contraponto ao seu irmão gêmeo Vergil que desajava ganhar cada vez mais poder. Os dois se tornaram rivais e nos eventos de Devil May Cry 3, eles travam diversos duelos que fazem Dante despertar o seu poder demoníaco cada vez mais. No fim Dante e Vergil se juntam para enfrentar um mal maior que estava em posse da Sparda (arma do pai de Dante e Vergil que tem o seu nome), mas assim que saem vitoriosos eles travam um duelo final que se encerra com a vitória de Dante que carrega a Force Edge (Sparda não despertada), e Vergil escolhe ficar no inferno. Dante encerra esse capítulo abrindo uma loja de caçador de demônios ao lado de Lady que ajudou a nomear a loja. Já em Devil May Cry 1 ele acompanha Trish em um castelo para impedir que Mundus, o demônio que seu pai havia derrotado anos atrás. Explorando esse castelo Dante reencontra o seu irmão, agora corrompido por Mundus e o derrota conseguindo trazer a Force Edge de volta a sua forma final, a Sparda. Com isso ele consegue progredir e eventualmente derrotar Mundus ao lado de Trish que o ajuda no final. Nos eventos dos outros jogos, Dante continua com a sua caça aos demônios, sempre acompanhado de uma (ou mais) caçadoras e mesmo quando não é o personagem principal como em DMC 4 e 5, ele sempre possui uma presença forte e carismática, sendo o caçador de demônios mais forte em ambos os jogos.

    No que se refere à sua personalidade, Dante é extremamente carismático, mesmo com o visual meio edgy dele. Sempre faz questão de tirar sarro de seus oponentes e leva 90% de tudo o que acontece na brincadeira, mas ele sabe levar as situações a sério quando necessário. Inicialmente ele tentou ignorar o seu lado paterno demoníaco pela sua ausência quando a mãe de Dante morreu, mas com o tempo passou dar mais valor aos feitos de seu pai e ao poder herdado por ele.  Ele tem uma relação de rivalidade com o seu irmão, mas com respeito, já que no fim eles não se odeiam, só tentam lidar com os problemas de formas diferentes (até demais eu diria). Dante também está sempre acompanhado de uma ou mais caçadoras nas suas aventuras, e a presença dele em qualquer um dos jogos (menos no 2º) sempre gera boas risadas pela sua forma de lidar com os seus adversários.

    Jonathan Morris é o filho de John Morris, um dos protagonistas de Castlevania Bloodlines. Jonathan herdeu o Vampire Killer de John após a sua morte, mas nunca conseguiu utilizar o poder máximo do chicote lendário. A sua aventura começa em Portrait of Ruin, onde e Charlotte Aulin são os protagonistas que vão investigar a reaparição do castelo de Drácula durante a 2º Guerra Mundial. Durante a jornada, Jonathan enfrenta vários monstros infernais, cria uma certa rivalidade com a Morte que tinha o mesmo objetivo dele até certo ponto e o provacava com a morte de seu pai, e com as filhas de Brauner, que enfrentam a dupla aqui e acolá. Após o seu confronto com uma dela, Jonathan descobre que na verdade elas são filhas de Eric Lecarde, o outro protagonista de Bloodlines que lutou ao lado de seu pai. Ele explica que o uso contínuo do Vampire Killer foi o que provocou a sua morte em decorrência do uso excessivo, e que por conta disso eles selaram o poder do chicote dos Belmonts. Jonathan culpou o clã Belmont por ter passado essa responsabilidade para a sau família sendo que havia um empecilho desses, mas foi uma atitude necessária. Para abrir todo o potencial, somente as filhas de Eric poderiam realizar o ritual, então Jonathan e Charlotte conseguem liberta-las de Brauner e elas realizam o ritual que envolve um duelo entre Jonathan e o último Belmont que usou o Vampire Killer, Richter. Saindo vitorioso, Jonathan consegue utilizar o Vampire Killer em seu poder máximo, mas é advertido a não usar exageradamente. Com o novo poder ele consegue derrotar Brauner, que é morto pela Morte (meio redundante, mas deu pra entender) que consegue assim libertar Drácula. A aventura se encerra em um duelo entre Jonathan e Charlotte contra Drácula e a Morte, onde os heróis saem vitoriosos, derrubando o castelo de liberando a alma de Eric Lecarde. Não se sabe o que os dois fizeram após os eventos desse jogo, mas o Vampire Killer provavelmente estava na posse de Jonathan antes de ser entregue para Julius Belmont.

    No que se refere à sua personalidade, Jonathan é bem descontraído e despreocupado, e às vezes bem zueiro, é só segurar o direcional pra cima por um tempinho pra ver como ele liga pras coisas. Ele vive fazendo piadas e parece não levar nada a sério, mas sabe bem diferenciar os momentos de brincar e de levar as coisas a sério. Ele tendia a ter problemas para controlar a raiva em decorrência da perda de seu pai que o havia deixado sozinho, mas após descobrir a verdade sobre o que causou a sua morte. Jonathan inicia a jornada parecendo um jovem meio revoltado, mas no decorrer da jornada ele amadurece e se torna um caçador ainda mais formidável.

    Acho que só de olhar, dá pra notar que esses dois tem um bocado em comum. O mais fácil de identificar é que são dois caçadores de demônios que usam roupa vermelha. No gameplay eles tem outra coisa em comum também: o arsenal. Embora ambos tenham armas principais, seja a Rebelion/Sparda ou o Vampire Killer, eles possuem uma coleção de armas gigantesca de armas, variando entre espadas, soquetes e um monte de coisa doida, além das sub armas, que no caso de Dante são armas de fogo, e no caso de Jonathan são outras armas de longo alcance como adagas, água benta, etc. Nas jornadas desses personagens, eles estão sempre acompanhados de uma caçadora, no caso Dante, mais de uma que tenta matar ele pelo menos uma vez, enquanto Jonathan fica acompanhado de Charlotte que só tenta matar ele se ele for possuído. Mas o que eles realmente tem em comum que me fez escolher os dois para a analisar, é a personalidade. Dante e Jonathan tem a mesma tendência de ficar zuando, fazendo poses e piadas em situações que deveriam ser preocupantes. Além disso os dois tiveram problemas relacionados à sua herança paterna, e no momento em que aceitaram ela, foi quando conseguiram liberar todo o seu potencial, seja Jonathan com o Vampire Killer ou Dante com a Sparda (ou a própria Rebellion em DMC5). No fim, ambos seguem fazendo o que fazem de melhor, que é passar o rodo nos 7peles que andam por aí.

    E finalmente eu postei mais uma análise aqui! Espero que tenham gostado, comentem aí o que acharam, obrigado por lerem até aqui, um grande abraço e até a próxima! 

    17
    • Micro picture
      caramatur · 8 months ago · 2 pontos

      Não conhecia o Jonathan Morris, mas pela descrição o paralelo é inevitável ^^

      1 reply
    • Micro picture
      manoelnsn · 8 months ago · 2 pontos

      Portrait of Ruin é o meu metroidvania preferido, e realmente o Jonathan e o Dante são beeem similares.

      "basta segurar o direcional pra cima por alguns segundos pra ver como ele liga pras coisas"

      Eu ri dessa parte, huahua. Lembrei também do SHOW TIME que ele fala quando tu seleciona o áudio japa no menu inicial.

      4 replies
  • 2021-11-28 12:29:23 -0200 Thumb picture
  • ulysses_mendes Ulysses Mendes
    2021-11-25 21:07:26 -0200 Thumb picture

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...