This game doesn't have any review. Be the first one to review it!

Add Review


  • 2021-11-21 21:42:48 -0200 Thumb picture

    Combo#389 [PS1](2000): Dragon Quest VII & Tales of Destiny II

     Um dos jogos mais aguardados pelos japoneses ganha sua sétima parcela e se torna um dos jogos mais vendidos por lá. O jogo narra a história do grupo do herói que viaja para o passado e restaura as ilhas ao redor de Estard. As mecânicas do jogo são semelhantes a de Dragon Quest VI, com sistema de classes e combates aleatórios em primeira pessoa. - Entendo que muitas pessoas gostem desse tradicionalismo que a série possui, mas o jogo tem gráficos ultrapassados e interface muito defasada. O começo do jogo é muito chato e são quase 2 horas explorando a ilha inicial antes de acontecer o primeiro combate. A trilha sonora é ótima e os personagens são bem carismáticos, mas é um jogo pensado para os fãs de longa data da série.

    Nota pessoal: ★★☆☆☆ 

    ----------------------------------------------------------------------

    ----------------------------------------------------------------------

     O terceiro jogo da série Tales traz uma aventura completamente nova, sem relação com os títulos anteriores. O jogo vai acompanhar Reid, Farah e Keele que conhecem a jovem Meredy e o grupo deve encontrar uma maneira de levar a menina de volta para o reino de Celestia. O jogo apresenta um sistema de combate semelhante ao que foi visto em Tales of Destiny, mas com mais opções de estratégias e movimentos. - Mais um jogo incrível da série e dessa vez, a Wolfteam se superou. Os gráficos do jogo são um dos melhores do PS1 e a trilha sonora é ótima. Os personagens são bem carismáticos e a trama se desenrola muito bem. O sistema de combate recebeu uma atenção especial e ficou ainda mais dinâmico.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    @andre_andricopoulos, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @volstag, @manoelnsn, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @sergiotecnico, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @fredson, @hyuga, @wcleyton, @bobramber, @carlosneto, @thiagobrugnolo, @rensan, @eduardo_wrzecionek, @christciamn, @warconnor, @romline5, @dantlast, @marcelokiss487 [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    27
    • Micro picture
      seufi · 13 days ago · 2 pontos

      Esse Dragon quest foi o único da série que joguei... mas fiz umas escolhas erradas e desanimei depois

      1 reply
    • Micro picture
      bobramber · 12 days ago · 2 pontos

      Primeiro dragon quest que joguei. E me mostrou que a série não eh pra mim (desisti rápido). Finalizei o 8 recentemente aos trancos e barrancos.
      Já tales só os de PS1 que zerei na raça (dois ou três que saíram). Joguei outros, mas sempre com cheats.

      1 reply
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · 12 days ago · 2 pontos

      Desconheço completamente e DRAGON QUEST só conheço de nome...

      1 reply
  • jcelove José Carlos
    2021-08-15 17:02:36 -0300 Thumb picture
    jcelove checked-in:
    Post by jcelove: <p>Passei da dungeon chata do patinho ontem. Felizm

    Passei da dungeon chata do patinho ontem. Felizmente o jogo permite fugir facilmente da maioria das batalhas pq não tava aguentando mais as lutas, to ignorando tudo agora.

    Ao voltar a superfície o grupo encontra uma menina meio esquisita que diz ser descendente do maior pirata da região e convida os herois pra serem sua tripulação, coisa que eles vão recusar sem pensar duas vezes ATÉ ela mencionar seu navio.

    Dai por puro interesse o grupo entra por ando da piratinha que é até gente boa e aceita servir de chofér maritímo pra eles

    Dai cheguei numa cidade que ta tomada pelo gelo pq o Craymel ta maluco numa montanha. Prei na parte em que o grupo tem que escolher a roupa de frio que era pra ser engraçadinho mas acho que já to de saco cheio do jogo...

    25
    • Micro picture
      santz · 4 months ago · 2 pontos

      Ele é um pouco mais longo do que o necessário, mas o que me motivava a continuar era justamente os combates.

  • jcelove José Carlos
    2021-08-13 10:16:03 -0300 Thumb picture
    jcelove checked-in:
    Post by jcelove: <p>Cara que dungeon CHATA essa da mina...o pior é q

    Cara que dungeon CHATA essa da mina...o pior é que o jogo nem deu um descanso, imediatamente já mandou pra outra.

    Nas minas tem que ficar voltando o tempo todo pro começo pra pegar a dinamite, a chave ou a pá, já que um grupo de QUATRO pessoas só pode carregar UM desses itens por vez, isso com batalha irritante a cada 3 passos.

    Chegando finalmente ao final o grupo encontra o creymel da terra, um gnominho bizarro e meio burro, que usa centenas de gnominhos de sua vila como arma, felizmente a batalha foi tranquila e ele aceitou entrar na gaola após ver os outros.

    Dai ao sair da caverna os herois encontram uma cabana abandonada que tem uma armadilha e mandou eles pra o OITAVO subsolo de uma outra dungeon CHAAATA, que se resume a resolver puzzles em cada andar pra achar um patinho de borracha e um motorzinho pra tivar o switch que abre a porta acima. 

    Parei no subsolo 3, sem vontade alguma de continuar.hehe

    24
    • Micro picture
      ederpezawm · 4 months ago · 2 pontos

      Na época em que saiu, eu peguei para jogar, mas depois parei, não me lembro o motivo, mas joguei umas 20 horas. Até estava empolgado com o jogo. Ainda quero pegar para jogar de novo.

      1 reply
    • Micro picture
      zefie · 4 months ago · 2 pontos

      Batalha aleatória é um negócio que não me desce mais hoje em dia. Eu preciso gostar MUITO do sistema de combate pra relevar isso (motivo pelo qual eu não animo rejogar coisas como FFX).

      4 replies
    • Micro picture
      santz · 4 months ago · 2 pontos

      Putz, essa dungeon eu me lembro. É bem chata mesmo.

  • jcelove José Carlos
    2021-08-09 00:45:44 -0300 Thumb picture
    jcelove checked-in:
    Post by jcelove: <p>Depois de 2 meses sem jogar no PSclassic (ta tri

    Depois de 2 meses sem jogar no PSclassic (ta triste esse ano U_U) dei uma retomada ontem e avancei um pouquinho. Tinha parado no começo do disco 2 na cidade da Meredy.

    Parei na dungeon das minas após visitar o cientista/pai adotivo dela e ele dar uma idéia sobre como o grupo poderia impedir o fim dos mundos conseguindo poder pra encarar o vilão.

    Ah, curti o minigame de entregar cartas com o trem e o das bombas tbm.

    Mas a dungeon ta chatona, to dando voltas sem avançar e tem batalha CHATA a cada 3 passos...não consigo gostar desse sistema bagunçado dos tales antigos, fica um caos na tela e os bichos demoram de morrer.

    Peguei Grandia pra relembrar e a diferença no ritmo e diversão é brutal nas batalhas, mas vamo ver se esse tales eu termino um dia. Vai demorar pelo visto...

    38
    • Micro picture
      lordsearj · 4 months ago · 2 pontos

      Da serie Tales of eu só zerei o Phantasia (SNES) e comecei o Destiny (PS1). Mas é osso mesmo o lance das batalhas. Lembro que no primeiro foram mais de 2.000 😵

      2 replies
    • Micro picture
      santz · 4 months ago · 2 pontos

      Essa parte do trem é muito doida.

      1 reply
    • Micro picture
      thiagobrugnolo · 4 months ago · 2 pontos

      Se a quantidade de batalhas dos demais jogos da franquia forem iguais ao do Phantasia o negócio é duro mesmo. O negócio é ficar usando as holy bottles para diminuir a quantidade de lutas.

      1 reply
  • jcelove José Carlos
    2021-06-04 10:22:13 -0300 Thumb picture
    jcelove checked-in:
    Post by jcelove: <p>Joguei uma horinha ontem e com 8:50h estamos no

    Joguei uma horinha ontem e com 8:50h estamos no segundo CD de 3 após o grupo finalmente atravessar a ponte de luz e chegar no mundo de Celestia.

    O conceito é bem maneiro, quem está em Celestia vê inféria de cabeça pra baixo no céu e vice-versa.

    Mas antes o Ras finalmente se revelou e foi o chefe final do disco 1 e cara, o bicho veio virado no Satan Goss!  

    Se todo boss do jogo continuar nessa pegada de ataques frenéticos sem defesa e muito hp vai ser punk de zerar. Fui massacrado na primeira mas na segunda fui com calma e ele caiu.

    O Keele fica empolgadaço em conhecer o outro mundo e toma na cara várias vezes ao ter de reconhecer o qual Inferia era atrasado em tecnologia e conhecimento geral e parece que ta começando a se interessar na Meredy, sendo mais simpático com ela.

    Parei na hora de sair da cidade, vamo ver se no FDS consigo adiantar mais.

    22
  • jcelove José Carlos
    2021-05-30 21:45:17 -0300 Thumb picture
    jcelove checked-in:
    Post by jcelove: <p>Só to pegando os jogos do PSclassic nos FDS basi

    Só to pegando os jogos do PSclassic nos FDS basicamente nesses tempos atribulados de home office e consegui jogar um pouqunho ontem e hoje.

    Do ultimo checkin pra cá avancei bastante até apesar de ainda estar no começo. To curtindo que a coisa ta fluindo bem sem muito empacamento ou falta de direção. Com ajuda do misterioso "mercante" Ras consegui encontrar e vencer o craymel do vento que é uma fadinha temperamental pra caramba e foi até engraçado, apensar de ter dado um trabalinho na luta e a dungeon ter sido chata.

    Ai ele deu a dica que efreet, o craymel do fogo estaria num lugar quente e deu um negócio chamado airboard que permite deslizar numa especie de prancha de vento pelo world map que agilizou pra caramba a movimentação e aind apermite atravessar rios e partes rasas do oceano, dai foi só ficar rodando até achar um vulcão.

    Essa dungeon foi ainda mais chata pq tinha de gastar o HP da Udine pra não tomar dano pelo calor e muita batalha, mas foi mais curta. O bicho pegou mesmo com o Ifrit, QUASE não venço. Gastei todos os itens de cura, TP e ressucitamento que tinha e o bicho foi pauleira, mas acabou indo de primeira. Prevejo que vou sofrer bastante nos bosses desse jogo, o esquema side scroll é confuso, frenético e bagunçado pra caramba na minha cabeça...

    Após conseguir literalmente empurrar ele pra pokebola mágica os 3 great craymels se uniram e formaram uma entidade lá que reina sobre todos eles que ficou 2 segundos na tela só pra dizer que não ia ajudar o grupo pq o problema do céu desabando foi criado pelos humanos e os craymels não tem nada a ver com isso, dai a Meredy soltou que um cara em Celestia que ta causando a grande queda e é provavelment eo vilão principal do jogo. O Keeleaind ameio xenofóbico implica com os celestians até descobrir que o tal vilão é provavelmente o cara lendário que atravessou a barreira entre os dois mundos e nunca voltou.

    Mas enfim, parei depois disso ai quando eles vão subir uma montanha pra encontrar a ponte entre os dois mundos e a Farah se acidenta sendo resgatada pelo Ras que COINCIDENTEMENTE estava passando eplo lcal e isso gera uma cena maneira de ciúmes do Reed. Agora acho que só sábado...

    22
    • Micro picture
      thorgrin · 6 months ago · 2 pontos

      está jogando em japonês??

      1 reply
    • Micro picture
      lordsearj · 6 months ago · 2 pontos

      Me diz uma coosa mano, esse PS1 Classic, dá para coloxar suas ISOs nele? Ele liga na TV vka HDMI? Como fica a resolução dos jogos? Ele escala? Ouvi dizer wie ele nem PS1 é mas um emulador. É isso mesmo?

      5 replies
    • Micro picture
      santz · 6 months ago · 2 pontos

      A batalha contra esse chefe foi realmente pauleira. Lembro que morri algumas vezes até pegar o macete.

      1 reply
  • jcelove José Carlos
    2021-05-16 22:01:23 -0300 Thumb picture
    jcelove checked-in:
    Post by jcelove: <p>Ontem penei pra passar da floresta da tentação,

    Ontem penei pra passar da floresta da tentação, que dungeon CHATA vei!

    Fiquei um tempão tentando entender o que era pra fazer até achar a entrada pra area inicial que explica que tinha de fazer as estátuas ficarem frente a frente.

    Os cenarios estáticos do jogo são lindos mas tem o mesmo problema de jogo  com grafico pre renderizado e camera fixa: você simplesmente não vé certas entradas nas telas. Passei várias vezes pelas telas em linha reta sem ver que tinha como entrar nas laterais.

    Mas enfim, consegui fazer a saida aparecer e qdo pensei que acabou ai que começou a dungeon de verdade: tinha de achar 5 monstros fortes escondidos no labirinto pra abrir a saida final. Foi muito vai e vem e confusão e quase deixo pra depois, mas eventualmente passei e cheguei na cidade real de Inferia.

    Lá o grupo achava que ao contar sobre a grande queda ao rei ele iria resolver a situação, já que pra galera de inferia o Rei é um ser humano especial e superior, coisa que confunde da Meredy, já que em Celestia não existe diferenciação entre classes e foi bem interessante que mesmo com todo o estudo Keele ainda era extremamente ignorante e alienado sobre isso e ainda censura a menina coitada.

    Acabou sendo engraçado como o grupo era mal tratado e escurraçados em todos os cantos onde tentavam se explicar e por pouco não morriam numa execução por tumulto e heresia.

    O keele consegue convencer o lider dos astronomos a liberar eles e ouvir suas teorias de que os dois mundos estão pra colidir mas a coisa não sai muito bem porque a ciência não pode contrariar a vontade do rei (parece até o BRAZYL de hj¬¬) e mesmo sabendo que é mentira ele conta pro rei que tudo é um esquema de Celestia pra destruir inferia e o reino se prepara pra guerra.

    Dai o grupo resolve continuar a missão por conta própria mas Keele acaba aceitando ficar por lá pra realizar o sonho de trabalhar com os academicos da cidade grande. 

    Felizmente na próxima cidade ja entra um novo integrante um espadachim bolado que ta ajudando a galera de uma forma meio suspeita mas ta valendo.

    Agora é só esperar pra ver se na sexta continuo.

    28
    • Micro picture
      manoelnsn · 7 months ago · 1 ponto

      É bem legal essa dicotomia entre a galera de Celestia e de Inferia. Aliás, se tu já pegou Sylph, Undine e EEfreet já pode ver o anime de Tales of Eternia, se quiser. Ele é como se fosse uma história paralela que acontece após eles pegarem esses 4 craymels e é legal pacas.

      4 replies
  • jcelove José Carlos
    2021-05-15 15:46:49 -0300 Thumb picture
    jcelove checked-in:
    Post by jcelove: <p>ACHO que esse é o tales que mais me empolgou até

    ACHO que esse é o tales que mais me empolgou até agora. To no comecinho ainda mas já é bem mais divertido que o Phantasia, o Destiny e o Abyss (que só fica legal depois de 20 horas XD).

    Joguei um pouco ontem e finalmente a turma conseguiu um jeito de traduzir a Meredy graçças ao professor do Keele. Parei depois de vencer e "capturar" a Great Creymel Udine, primeira do jogo e cheguei numa floresta meio confusa. Se der jogo mais hj.

    36
  • jcelove José Carlos
    2021-05-13 10:06:52 -0300 Thumb picture
    jcelove checked-in:
    Post by jcelove: <p>Agora que consegui todos os bromides de Lunar (a

    Agora que consegui todos os bromides de Lunar (acho), pude me despedir do jogo do Hiro e começar pra valer essa belezinha.

    ToD II (na real Tales of Eternia, a real continuação de Tales fo Destiny só lançada no PS2 anos depois) foi o jogo da série realmente feito pro PS1, ao contrário do ToD que era claramente um jogo de snes adaptado as pressas. Esse trouxe gráficos belíssimos pintados "a mão" e a cara de anime que virou característica da série.

    O visual do jogo bate Legend of Mana e SaGa Frontier 2 de tão bonito. Pra quem saiu da simplicidade de Lunar 2 chega a chocar.

    Lembro de altos previews na Gamers antes de lançar e realmente enchia os olhos, mas como meu console já tava lenhado na época fugia de rpg d emais d eum disco e deixei ele passar. Joguei anos depois na emulação mas nunca pra valer e dessa vez vai.

    Farah admirando a habilidade do Reed de manejar sua espada...

    A historia se passa em Eternia, um mundo dividido em 2 separados por uma barreira e o protagonista Reed e sua amiga Farah vivem de boas até darem de cara com uma capsula com uma garota misteriosa que fala num idioma desconhecido (o que é bem maneiro no jogo já que não da pra entender o que ela fala realmente) e se veem forçados (na verdade o Reed se vê forçado) a ajuda-la e embarcam numa jornada pelo mundo que eventualmente vai descambar pra salvaão do mesmo pra variar.hehe

    As batalhas seguem basicamente o mesmo esquema de Phantasia e Destiny, mas com sprites em promorções mais próxima do real, o que é ótimo pq detestava aquele SD achatadão dos anteriores.

    Fora das cidades o world map é poligonal renderizado em tempo real.

    Tirando os clichês o jogo ja começa bem interessante. To na parte em que o amigo academico Keele entra pro grupo e explica que terão de viajar pra outro continente em busca d eum interprete. Vamo ver.

    39
    • Micro picture
      manoelnsn · 7 months ago · 2 pontos

      Boa! Esse é meu tales of preferido, e o que eu considero o ápice do sistema de combate, o linear motion battle.

      Não vai demorar muito pra tu conseguir o modo manual, aí sim tu vai ter controle total dos personagens. E aliás, tem alguma versão undub pra ps1? Porque a dublagem em inglês é bem fraquinha...

      4 replies
    • Micro picture
      mastershadow · 7 months ago · 2 pontos

      To pra começar esse, depois do Snes eu me animei mais ainda. Acho que talvez,apos terminar o Valkyrie do Ds, eu pegue esse

      1 reply
    • Micro picture
      _gustavo · 7 months ago · 2 pontos

      Tales of é amor, mas eu só fui começar a jogar a série pra valer no PS2 com o Abyss como grande parte das pessoas kkkk. Eu tbm via na Gamers os anuncios do Eternia e do Destiny II

      3 replies
  • santz Santz
    2020-05-13 15:31:51 -0300 Thumb picture

    Jogo finalizado nº: 369 - O jogo mais lindo do PS1? Talvez

      Venho jogando a série Tales of em ordem de lançamento de maneira bem espaçada. O Phantasia é meu favorito, o Destiny é bacana, mas esse terceiro jogo é simplesmente maravilhoso. Claro que vou começar falando do visual do game. Cada cenário é desenhado com tanto carinho e detalhes que parecem até quadros. Os personagens são sprites muito bem desenhados e expressivos, lembra bastante Grandia. As músicas do game também são espetaculares, algo que soa bem tradicional da série tem um estilo único, é difícil de explicar.

     A história do jogo é um pouco longa, mas segue rumos bem clássicos da série, com algumas reviravoltas e uma forma de contar o enredo bem fácil de entender. Gosto disso. O grupo é bem carismático, cada um com sua personalidade bem explorada, exceto pelos outros 2 que entram mais pra frente e são totalmente descartáveis. A exploração possui overworld e se passa em 2 mapas enormes, além de algumas áreas extras. A jogabilidade do game é um show a parte. O combate é o tradicional 2D com encontros aleatórios. O controle do personagem nas lutas é muito preciso, com uso de combos e magias que não congelam a ação na tela (quando congela, é bem rápido). O combate contra chefes são desafiadoras, pois explora bem a posição dos personagens para desviar das magias. Certamente, é um dos melhores RPGs que já joguei. You bet!

    43
    • Micro picture
      jcelove · over 1 year ago · 2 pontos

      Mais lindo só sendo muito fã de tales of, mas eu diria que é o tales of do PS1 ja que destiny não tava a altura do console.

      14 replies
    • Micro picture
      manoelnsn · over 1 year ago · 2 pontos

      Falei que ele era do caralho, ahuahua

      O único problema que vejo no Eternia são os descartáveis Max e Chat mesmo. Alguns reclamam da falta dos skits (aquelas conversas no overworld, que na versão ocidental foram removidas), mas quando jogava essa belezinha nem lembrei que eles existiam, ahuahua

      3 replies
    • Micro picture
      sann1n · over 1 year ago · 2 pontos

      Carai não conhecia, esses gráficos me lembram Digimon...

      1 reply

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...