This game doesn't have any review. Be the first one to review it!

Add Review


  • dantlast Danilo Oliveira
    2022-10-11 17:06:04 -0300 Thumb picture

    [OFF] Primeiras impressões da animação de Legend of Mana

    Adaptações de jogos para outras mídias historicamente falando não dão muito certo. Existe uma enxurrada de filmes e séries de qualidade duvidosa que falharam em adaptar jogos para novas mídias, apesar de recentemente estarem surgindo boas adaptações de jogos explorando outros formatos.

    Seiken Densetsu - Legend of Mana: The Teardrop Crystal é uma adaptação em anime de um clássico supremo dos RPG's da Square Enix: Legend of Mana, o que inclusive, a principio pode ser combustível para inflamar a vontade dos fãs de assistirem esse anime, porém, apenas ela não vai segurar essa animosidade muito tempo...

    MUITA COISA, EM POUCO TEMPO

    Acompanhamos aqui a história de Shiloh, um menino que vive aos arredores da cidade de Domina, que começou a escutar em seus sonhos uma voz misteriosa dizendo que ele possui uma missão a ser cumprida. Logo de imediato temos então os primeiros contato de Shiloh com duas crianças de poderes aparentemente misteriosos e em seguida vemos que não existem humanos comuns em sua vila e que por sua vez, não possuem vontade alguma de conhecer o mundo exterior, ao contrário de Shiloh que ainda mais motivado pelas vozes em sua cabeça e pelo recém conhecido Elazul, parte em busca de uma aventura atrás de Pérola, a amada do aliado que acabou de fazer.

    Essa sinopse pode parecer vaga e que foram jogadas sem se importar se você que está lendo isso iria entender os rumos que a história está preparando. Mas é exatamente essa sensação que você acaba tendo ao assistir o primeiro episódio. Tudo é muito vago, sem profundidade e parecem um amontado de informações jogadas para tentar te colocar no mundo da obra, mas que acaba apenas te deixando confuso.

    O anime aparentemente parte da premissa que você já conhece o jogo e portanto já está familiarizado com o mundo e com os personagens (já que a história segue o mesmo roteiro do jogo aqui), e esse é um dos maiores defeitos desse primeiro episódio. Shiloh não transmite carisma algum, assim como os demais personagens que são apresentados no episódio e realmente lembram muito conversas sem muita importância com NPC's aleatórios no inicio de um jogo.

    No meio do episódio temos ainda o surgimento de Elazul, aquele clássico personagem mal-encarado, que inicialmente parece um vilão, mas que rapidamente mostra ter um objetivo nobre em mente, mesmo que não faça sentido nenhum para nós. Ele procura por uma garota em específico e aparenta estar desesperado por ela e então, literalmente de repente, Shiloh resolve que vai ajudar ele após receberem um artefato que pode ajudar a encontrá-la. Unido esse possível objetivo, com sua vontade de conhecer o exterior e as vozes em sua cabeça, Shiloh parte com Elazul, como se fossem melhores amigos, ignorando o fato de terem se conhecido a poucos instantes, em busca de uma aventura.

    Veja bem, tudo isso ocorre em pouco mais de 20 minutos e te deixa perdido no que está acontecendo e, quando você parece estar entendo, começa a achar tudo corrido demais, como se realmente estivessem apressando as coisas nesse primeiro episódio para que os demais fossem repletos de ação e de aprofundamento na história dos personagens, suas relações e na trama principal, mas isso acaba por também tirar boa parte da vontade de ver o segundo episódio da obra. O que talvez te motive é justamente a possível chance de ver algum desenvolvimento pra isso, ao mesmo tempo que a falta de carisma e de motivação dos personagens joga contra essa possibilidade.

    Apesar da história realmente não segurar nenhum pouco quem assiste, a animação é simplesmente linda. Os traços são extremamente bonitos, o mundo onde se passa a história é extremamente colorido e verdejante e realmente é um ponto positivo, ainda que a inserção de elementos 3D no meio das cenas fique meio esquisito as vezes. A trilha sonora não deu muito as caras por aqui, mas segue um tom tranquilo e sereno, que realmente da uma sensação de estar vendo algo de um clássico J-RPG.

    Legend of Mana é um clássico inquestionável dos RPG's, com uma história profunda, cativante e que te atrai, mas a sua adaptação para anime pode não seguir os mesmos passos e cair no ostracismo, tudo por aparentemente confiar demais no peso que a saga tem. Talvez os fãs mais assíduos da franquia tenham vontade de acompanhar a obra, mas caso ela continue seguindo esse ritmo, com certeza apenas seu nome não será suficiente para segurar espectadores.

    11
    • Micro picture
      zefie · about 2 months ago · 2 pontos

      Nem considero um post como esse como off, já que tem relação com o jogo (ainda que indiretamente ahauhahua).
      Mas bom ler essa sua review. Eu nunca joguei o Legend of Mana e estava pensando em pegar esse anime, agora vou deixar passar (to vendo um montão de coisa dessa temporada já, ia encaixar ele mas desanimei).

      1 reply
  • fonsaca Adriano Luís Fonsaca
    2022-09-28 11:17:46 -0300 Thumb picture
    8
  • fonsaca Adriano Luís Fonsaca
    2022-09-25 20:50:26 -0300 Thumb picture
    21
  • fonsaca Adriano Luís Fonsaca
    2022-09-25 20:20:41 -0300 Thumb picture
    Post by fonsaca: <p><a href="https://www.youtube.com/watch?v=VqoH_uY

    10
  • fonsaca Adriano Luís Fonsaca
    2022-09-13 16:42:55 -0300 Thumb picture
    fonsaca checked-in:
    Post by fonsaca: <p>25hrs25m, finalizado.</p><p>Não sei qual dos trê

    25hrs25m, finalizado.

    Não sei qual dos três finais fiz, mas é isso aí, terminei. Como demorei para descobrir que tem que ficar contando historinha pro cactinho lá na casa, muita coisa do que fiz não foi registrado, mas acho que acabei dando conta de quase todas as missões. Perdi uma ou outra somente. No final do jogo que descobri que existem outras habilidades além de pulo e defesa para colocarmos nos botões X ou O... ao menos deu tempo de aprender várias técnicas com a arma que mais curti de usar (pela agilidade), as luvas.

    O jogo é bem bacaninha e fácil. Fora a dor de cabeça com umas duas ou três DGs, o resto é tranquilo. O único chefe que deu m pouquinho de trabalho foi o último. O que me surpreendeu foi o enredo, apesar do design cuti-cuti temos umas situações bem pesadas como várias mortes e dramas tensos. Acho que é isso.

    23
    • Micro picture
      mastershadow · 3 months ago · 2 pontos

      Aw mandou bem! Sâo 67 missões, eu fiz 65,perdi duas também. A arte gráfica, as musicas e as histórias trágicas desse mundo magico fazem valer a pena esse game e sobrepor qualquer outro defeito nele!

      5 replies
    • Micro picture
      santz · 3 months ago · 2 pontos

      Esse lance de ficar conversando com o cacto na sua casa é um saco. Deveria aparecer num menu normal.

      1 reply
    • Micro picture
      thiagobrugnolo · 3 months ago · 2 pontos

      Parabéns! Zerou um dos jogos mais bonitos do ps1, eu sou suspeito pra falar desse jogo, pois foi o primeiro RPG que comprei do meu ps1. Qualquer hora eu jogo de novo essa belezinha.

      1 reply
  • fonsaca Adriano Luís Fonsaca
    2022-09-11 22:33:22 -0300 Thumb picture
    fonsaca checked-in:
    Post by fonsaca: <p>Só na maciota. Como não coloquei certas localida

    Só na maciota. Como não coloquei certas localidades nos "espaços certos", acho que perderei algumas missões. Enfim, a vida segue. Fora o andamento do jogo, essa coisa de forjar armas ou golens é bem complexa, a preguiça fala mais alto e só estou seguindo com as armas que encontro por aí e usando os mascotes. Ademais, não entendi como ganho novos especiais com as armas... geralmente uso elas pela primeira vez e ganho um especial já, mas depois nunca mais ganho outro. Só com o mangual que eu consegui ganhar duas STs. 

    24
    • Micro picture
      mastershadow · 3 months ago · 2 pontos

      Foda o lance mesmo dos artefatos, impossível adivinhar sme guia. Quanto as armas eu também não me empenhei muito não, fui pegando o que tinha e foda se kkkkk

      1 reply
    • Micro picture
      santz · 3 months ago · 2 pontos

      O lance do golem, pet e criar armas é bem complexo mesmo. Na época, usamos Game Shark de todos os loots.

      1 reply
  • fonsaca Adriano Luís Fonsaca
    2022-09-05 20:57:27 -0300 Thumb picture
    fonsaca checked-in:
    Post by fonsaca: <p>Sabe, para um jogo onde as missões são super din

    Sabe, para um jogo onde as missões são super dinâmicas e aleatórias, achei péssimo nem sempre termos a opção de trocarmos o NPC que estamos para o outro da missão que achamos. Tipo, uma vez achei a missão do Coelho gigante e dava para aceitá-la e mandar o outro NPC embora, ótimo. Só que acabei de passar por uma parte onde não pude usar o NPC específico da missão, pois simplesmente o jogo não me deu a opção. Poxa, como é que eu vou adivinhar quando é para eu deixar os assistentes em casa? Ou o mascote (rolou também que perdi de recrutar um novo mascote pq não estava sem)...

    Fiquei na neura e fui sem ninguém, aí as missões seguintes nem tinham NPCs e sofri demais nos chefões. O jeito é sempre sair de casa acompanhado e azar do jogo sacana.

    Fora isso, incrível como um jogo que basicamente é um apanhado de sidequests tem uma coerência narrativa e é interessantíssimo. Quando os RPGs começaram com essas (side)quests em lista, que vc sempre pega num mesmo lugar (guilda, sei lá), a coisa fica bem faiada narrativamente.

    Mais sobre narrativa: a galera da Square era muito fera, meu caneko. Por isso que eu era fã dos caras. Um jogo meigo com design da Moranguinho consegue ter umas nuances (reflexões) profundas no roteiro. Pode não parecer muito, mas se eu pensar que sempre me deparo com toneladas de JRPGs cuja premissa é a mesma coisa: herói de espada que enfrenta um monstro da escuridão/do mal e é auxiliado por seres da luz, o que o Legend of Mana traz aqui faz toda diferença.

    Por fim, o personagem mais insuportável é o cacto.

    28
    • Micro picture
      thiagobrugnolo · 3 months ago · 3 pontos

      Esse jogo tem uma narrativa bem interessante ao meu ver, algumas quest possuem até um sentido filosófico. Se tiver interesse recomento ler sobre as histórias de Fa'diel e sobre algumas histórias em especifico desse jogo nos wikis da vida que explicam melhor algumas coisas que o jogo deixa passar.

      Me lembro do arco dos Jumi que é bem melancólico, da história do Irwin e Matilda que termina de forma trágica e do Diddle que é um personagem bem depressivo que queria até tirar a própria vida, apesar da arte com chars e cenários mais "alegres" o jogo esconde algumas coisas não tão alegres assim, hehe

      5 replies
    • Micro picture
      manoelnsn · 3 months ago · 2 pontos

      Eu odeio esse cacto com todas as minhas forças, ahuahauhua

      3 replies
    • Micro picture
      wiegraf_folles_ · 3 months ago · 2 pontos

      A trilha sonora é uma delícia.

      E sim as major storylines são legais.

      É uma pena que as mecânicas de jogo foram feitas confusas parece que intencionalmente, eles deixam o desafio do jogo no nível trivial porque não explicam como raios funcionam as coisas daí você vai ser sempre capaz de zerar o jogo mas meu como toques na gameplay poderiam ter tornado esse jogo uma das melhores experiências do PS1.

      Especialmente a parte que ao invés de free roaming dos outros manas você joga scripted encounter que nunca some e sempre dá respawn e não te deixa fugir.

      1 reply
  • fonsaca Adriano Luís Fonsaca
    2022-09-05 12:18:47 -0300 Thumb picture
    fonsaca checked-in:
    Post by fonsaca: <p>Depois de passar um terço do jogo suave na nave

    Depois de passar um terço do jogo suave na nave precisei (infelizmente) recorrer a um guia, pois não tenho mais missões ativas e estou com preguiça de ficar rodando aleatoriamente os cenários para ver onde ativo elas.

    Acima, imagem aleatória da internet e não condiz com minha jogatina, pois estou jogando com a outra personagem.

    27
    • Micro picture
      lordsearj · 3 months ago · 2 pontos

      Eu relutou cada vez menos em usar guias, pois o tempo está cada vez mais curto para jogar.
      Mas dou preferência por ir sem sempre que posso.

      3 replies
    • Micro picture
      jcelove · 3 months ago · 2 pontos

      Ele é lindao ate hj mas fica muito confuso em algumas partes mesmo.

      1 reply
    • Micro picture
      mastershadow · 3 months ago · 2 pontos

      Sim tem partes que vc precisa revisitar alguns cenarios e cumprir certas quests pra liberar mais artefatos, e então montar as outras fases.

      1 reply
  • fonsaca Adriano Luís Fonsaca
    2022-09-01 14:48:11 -0300 Thumb picture
    fonsaca checked-in:
    Post by fonsaca: <p>Olha, esse jogo é bem bacana mesmo. Contudo, ele

    Olha, esse jogo é bem bacana mesmo. Contudo, ele é cheio dos paranauês e das escolhas. Se vc quiser fazer a jogatina do "jeito certo" ou para ter algum final específico dos três possíveis, deve dar bastante dor de cabeça. Curiosamente, ao mesmo tempo que as escolhas podem ter sua dificuldade e as DGs seus detalhes e afins, se vc resolver "só ir" como eu, a coisa é bem dinâmica. Salvo uma ou outra vez quando fiquei perdido em alguma dg.

    25
    • Micro picture
      thiagobrugnolo · 3 months ago · 2 pontos

      O que gosto nesse jogo é a "liberdade" que ele te dá pra escolher onde ir e quando ir, mas ele é um jogo que é bem mais gostos de jogar quando você não se obriga a fazer tudo nele.

      1 reply
    • Micro picture
      mastershadow · 3 months ago · 2 pontos

      Esse ai eu quis ir seguindo guia, vc sabia que dependendo do lugar onde vc coloca os artefatos, muda até as Dungeons e eventos do jogo? É muito detalhe que da pra perder sem guia,m impressionante!

      Tem tbm a sequencia certa das deungeons pra vc conseguir acessar todas,pra min faltou apenas uma,mas ainda consegui o true ending.

      Mas ir as cegas pode ser uma boa pra primeira jogatina tbm!

      2 replies
    • Micro picture
      ersatzgott · 3 months ago · 2 pontos

      Eu não tankei jogar esse jogo sem guia. Como eu tava lá na frente e perdidão, eu só recomecei com um guia de "speedrun" pra eu acabar rápido. Foi embora em menos de 5h HUAHAUHAUAHAUHAUAHAU

      1 reply
  • fonsaca Adriano Luís Fonsaca
    2022-08-25 18:40:36 -0300 Thumb picture
    fonsaca checked-in:
    Post by fonsaca: <p>Depois de 500 anos tendo interesse nesse jogo, e

    Depois de 500 anos tendo interesse nesse jogo, enfim experimentei. Achei bacana a questão da customização dos cenários. Fazer as quests na ordem que quiser é legal também, mas um tanto confuso. Ao menos o jogo tem uma lista, diferentemente de muitos jogos da série SaGa onde vc se quer sabe onde tem que ir. Falando em série SaGa, a movimentação da personagem me lembrou muito o primeiro Frontier. Trilha sonora muito boa, mas action RPG é um pouco complexo para mim. Por enquanto ok, mas acho q vou apanhar mais para frente por não conseguir me localizar direito... ah, eu só posso salvar o jogo na casa?

    25
    • Micro picture
      manoelnsn · 3 months ago · 2 pontos

      Esse jogo tá na minha lista de revisionismo histórico, basta eu ter saco pra encarar esse coelho gordo e esse cacto ambulante de novo, ahuahuaha

      3 replies
    • Micro picture
      onai_onai · 3 months ago · 2 pontos

      A música de apresentação desse jogo é linda demais!

      1 reply
    • Micro picture
      bobramber · 3 months ago · 2 pontos

      Um dos raros rpgs que dropei quando ainda jogava no console, nunca sabia o que tinha que fazer (mal entendia inglês tbm)

      1 reply

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...