This game doesn't have any review. Be the first one to review it!

Add Review


  • seufi Marcio Garcia Seufitele Pinto
    2022-02-14 22:49:19 -0200 Thumb picture

    Check-in, Check-out e platina III

    Mais um jogo platinado que nem check-in eu fiz... o que to fazendo da minha vida...

    Presente do meu filho, que comprou pra mim em dezembro no meu aniversário, com o dinheiro que ele ganhou das avós no natal.

    Confesso que sempre tive muita curiosidade em jogar. 

    Há alguns anos, eu teria sido bem preconceituoso com relação a este jogo. Não com relação aos gráficos, mas ao jogo em si, em que praticamente se anda e se entende a história, sem muito foco em combate. Mas depois de jogar To the Moon, o mundo vira outro, e começa-se a perceber a importância da jornada, e não do fim.

    O jogo conta e história de Chara, que pode ser homem, mulher ou qualquer coisa entre ambos. O jogo começa com Chara caindo na dimensão dos monstros e sendo recebido por uma deles, esta da foto.

    Enfim, a partir dali, o jogo segue conforme você segue. Se quer matar todo mundo, você vai ter dificuldades. Se quiser, como eu, não matar ninguém, também vai ter. No jogo, ganha-se EXP como normalmente se ganha: matando monstros inimigos. Só que EXP, aqui, significa Execution Points. Quando seu XP atinge determinado patamar, você ganha LV ou LOVE, aqui entendido como Level Of ViolencE.

    Pra poupar os monstros, é necessários agir de determinadas maneiras durante o combate

    As escolhas que você faz, como matar NPCs ou não, estreitar amizades ou não influencia no final do jogo.

    Jogando como pacifista, até que, depois de pegar o jeito, o jogo seguiu bem confortável.

    No exemplo de combate acima, sendo o coração o personagem principal, é preciso desviar dos ataques. Não deixe seu coração ser atingido. :)

    Os ambientes são bem feitos, dentro da estética do jogo, e em cada área se encontram monstros peculiares, com necessidades, desejos e motivações próprias. A trilha sonora composta por Toby Fox dispensa apresentações, e dá sempre o tom de urgência, tristeza e o que mais se traduz no momento do jogo sempre de maneira sublime.

    A exemplo de To the Moon, é um jogo pra ser apreciado mais do que terminado. cada diálogo, cada passo, cada encontro ao longo do caminho serve pra enriquecer a experiência do jogador, permitindo a ele ser o agente de mudança daquele mundo da maneira que ele quiser.

    Recomendo enquanto experiência. como RPG, você vai achar melhores por aí... mas como experiência, poucos jogos farão você refletir sobre suas escolhas. Se alguém for buscar o final melhor, pacifista, vai se deparar com uma história mais pesada, de como a ciência e a dor são capazes das maiores vilezas, tanto quanto o amor da maior das alegrias.

    Ps. A platina é ridícula de fácil. Nem precisa terminar o jogo (a quem interessar possa).

    18
    • Micro picture
      igor_park · 3 months ago · 2 pontos

      Esse eu zerei no Vita fiz só rota normal.

      1 reply
    • Micro picture
      jcelove · 3 months ago · 2 pontos

      Ta uma maquina de platina.hehe
      Undertake realmente é uma experiencia bem diferente do padrao. Eu tbm so fiz a pacifista e fiquei satisfeito com o true ending.
      A genocida tem momentos epicos mas precisa nao ter coraçao pra fazer, muita crueldade.hehe

      Pelo que li o Toby fix nao tava afim de fazer trofeus (no pc nao tem) e como foi meio obrigado colocou qq coisa so pra ter.hehe

    • Micro picture
      seufi · 3 months ago · 2 pontos

      Sim. A maioria das "platinas" foi fácil. Undertale é ridiculamente simples. Nem precisa terminar o jogo. O restante era fácil também. Bastava prestar atenção em detalhes.

  • digo_viper Rodrigo Oliveira
    2021-11-08 22:46:56 -0200 Thumb picture
    digo_viper checked-in:
    Post by digo_viper: <p>Boa noite pessoal, para quem gosta de Undertale

    Boa noite pessoal, para quem gosta de Undertale temos vídeo novo no canal! Deixa seu like e se inscreve que é de graça! Compartilha com os coleguinha que é sucesso!

    1
  • 2021-11-04 20:25:08 -0200 Thumb picture
  • digo_viper Rodrigo Oliveira
    2021-10-30 02:06:44 -0200 Thumb picture
    digo_viper checked-in:
    Post by digo_viper: <p>Bora assistir, deixar o like e se inscreve quem

    Bora assistir, deixar o like e se inscreve quem puder porque o vídeo tá lindo!

    1
  • 2021-08-17 19:18:42 -0300 Thumb picture
    18
    • Micro picture
      saikos · 9 months ago · 2 pontos

      Cara eu adoro esse jogo, nunca tive coragem de fazer a rota Genocida rs

  • 2021-08-13 14:52:10 -0300 Thumb picture
    gabswin checked-in:
    Post by gabswin: <p><strong>FINALIZADO!!!</strong></p><p>#img#[78727

    FINALIZADO!!!

    Terminei na rota pacifista e nem sei o que dizer!! Com toda certeza foi o melhor jogo que zerei esse ano, eu poderia ficar horas descrevendo o quão bom é esse jogo, mas acredito que todos vocês já sabem.

    Não pretendo jogar no modo genocida por motivos de ter amado demais os personagens, não consigo me imaginar matando O Sans, Papyrus e Toriel (essa eu matei e reiniciei o jogo), os personagens nesse jogo são muito carismáticos e você só quer vê-los bem. Tudo nesse jogo é gratificante, fiquei ansioso a cada luta para saber como seria enfrentar o próximo boss (e tentar não o matar) e o saldo foi extremamente positivo, fora o fato de que eu fiquei muito emocionado nesse jogo, muito mesmo do tipo que os malditos ninjas cortadores de cebola apareceram.....

    NOTA: 10/10 Eu nunca esquecerei esse jogo, o quão marcante e único foi poder jogar ele, não terei essa mesma experiência tão cedo e admiro muito o Toby Fox por ter criado essa obra de arte.

    10
    • Micro picture
      santz · 9 months ago · 1 ponto

      Eu pretendo jogar os 3 Mothers antes de experimentar esse Undertale.

      1 reply
  • hard_waters David Waters
    2021-06-12 12:58:32 -0300 Thumb picture
  • gusgeek Gustavo Francescheto
    2021-05-31 19:02:15 -0300 Thumb picture
    Post by gusgeek: <p>https://youtu.be/VT9BfLVbnI8</p>

    17
  • 2021-05-07 15:28:25 -0300 Thumb picture

    Meteoro Brasil - Undertale e a não violência - Meteoro

    Esse Persona, como própria definição no Alvanista, é uma extensão do meu perfil para que eu possa fazer de forma apropriada e organizada a divulgação de vídeos sobre games. Focarei em canais que acompanho, como forma de divulgar e apoiar o conteúdo gerado por eles. Espero que vocês gostem e possam me acompanhar aqui no Alvanista. É só me seguir!

    6
  • 2021-05-05 14:26:47 -0300 Thumb picture

    Ganhador na categoria dos RPGs Indies de 2022: Undertale

    E o jogo que venceu nas votações da categoria de RPG indie que ganhará Podcast em 2022 é: Undertale

    Undertale é um RPG de turno criado pelo desenvolvedor independente norte-americano Toby Fox no ano de 2015, lançado para Windows e Mac, tendo no ano seguinte uma versão para Linux. Posteriormente foi lançado para PS4 e PS Vita no ano de 2017 e para Switch em 2018.

    Undertale se passa em Underground, uma enorme caverna subterrânea para onde monstros, que uma vez viviam harmoniosamente com os humanos na superfície, foram banidos depois de perder uma guerra contra a humanidade.

    O Underground é selado da superfície por uma barreira mágica imperfeita criada pelos feiticeiros mais poderosos da humanidade, sendo o único ponto de entrada existente em Mount Ebott.

    Uma criança humana cai no subsolo e encontra Flowey, uma flor sábia que lhes ensina a mecânica do jogo e os encoraja a aumentar seu "LV", ou "LOVE" (amor), ganhando "EXP" matando monstros.

    Quando Flowey tenta matar o humano para tomar sua alma para si mesmo, o humano é resgatado por Toriel, um monstro maternal semelhante a uma cabra, que ensina o humano a resolver quebra-cabeças e sobreviver à conflitos em Underground sem matar.

    No caminho para fugir do Underground, existem três tipos de rota que o jogador pode escolher, baseado em sua escolha moral: A rota Pacifista: Não matar nenhum monstro; A rota Neutra: Matar alguns monstros e a rota Genocída: Matar todos os monstros que tem pelo caminho. O final do jogo será baseado na rota escolhida.

    Quanto à gameplay, o jogador explora cavernas e cidades, resolvendo puzzles e sendo desafiado por monstros, nos quais ele pode escolher: Matar, fugir ou fazer amizade. Durante as batalhas, controlamos um pequeno coração que representa sua alma, e deve-se evitar os ataques do adversário de forma similar a um shooter bullet hell.

    Posteriormente, novos elementos são introduzidos, como obstáculos e batalhas com chefes que mudam a forma como o coração é controlado. O jogador pode escolher atacar o inimigo, o que envolve o pressionar botões no tempo correto ou usar o ACT para executar ações, que variam dependendo do inimigo.

    Se usar as ações corretas para responder ao inimigo, ou atacá-lo até que ele tenha o HP baixo (mas ainda vivo) ele pode poupá-lo e terminar a luta sem matá-lo.

    6
    • Micro picture
      querempaz · about 1 year ago · 1 ponto

      feliz por ter contribuido para isso. Aguardo o Manuel falando mal do jogo

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...