This game doesn't have any review. Be the first one to review it!

Add Review


  • noblenexus Rafael
    2022-02-26 21:22:16 -0300 Thumb picture
    noblenexus checked-in:
    Post by noblenexus: <p>Continuando, agora quase na metade, mas antes de

    Continuando, agora quase na metade, mas antes de falar do jogo, olha só que beleza de pikachu elegante.

    Bom dessa vez eu e a @sweet_lorelei fomos até o game corner que agora não é mais um cassino e sim um arcade para dar aquele role no HQ da  equipe rocket.

    Depois treinamos um pouco mais nossos pokemons pra evoluir o Charmeleon para Charizard antes do ginásio de grama.

    Com essa dupla da pesada foi tranquilo o ginásio (mesmo solo só com charizard iria de boa tbm). Curti bastante o lance de poder montar o Charizard, pena que o Legends Arceus não fez nada parecido.

    Bom por hora é isso, ainda temos que ir na torre lá em Lavender Town pra poder continuar a enfrentar os ginásios, mas ta indo rápido até.

    21
    • Micro picture
      dlima · 3 months ago · 2 pontos

      nunca pensei q vc fosse tão fissurado por nintendo, ou é só pq o emulador rodou liso mesmo NN?

      2 replies
  • topogigio999 Fernando
    2022-02-21 21:47:01 -0300 Thumb picture
    topogigio999 checked-in:
    Post by topogigio999: <p>Jogo Finalizado nº 279 -&nbsp; 4º de 2022.</p><p

    Jogo Finalizado nº 279 -  4º de 2022.

    4º Jogo da mesma geração que zero...

    Pokémon Yellow, Red, FireRed e Let's Go Pikachu.

    Como eu gostei desse jogo, para mim trouxe novidades no gameplay que me agradaram muito, como é o caso do fim das batalhas aleatórias, agora os pokémons aparecem na tela e você escolha encostar neles ou não evitando aquelas travessias insuportáveis nas cavernas. Outra adição que gostei foi a forma de capturar os bichinhos, removendo a necessidade de batalhar com os pokémons selvagens e tomando como base o jogo pokémon go, apenas jogando as poké-bolas, tornando as coisas mais rápidas. Ao capturar os pokémons sua party ganha XP evitando também o grid dos pokémon além de toda a party ganhar xp, diferente dos pokémons anteriores onde apenas os pokemons em batalha ganhavam xp, o que tornava um parto subir todos os pokemons para um nível descente.

    No meio de tantas coisas que gostei também existe uma que me deixou apreensivo, deixaram o pikachu muito OverPower nesse jogo, da facilmente para terminar o jogo apenas com o pikachu, lembro que no pokemon yellow o primeiro ginásio contra o brock era bem difícil, pois começavamos com o pikachu e já enfrentávamos uns pokemons de pedra que são resistentes a eletricidade. Aqui logo no começo aprendemos um golpe do tipo Fighting que é efetivo contra os pokemons pedreiras do brock não tem dificuldade nenhum nesse jogo, sem dizer que logo cedo aprendemos um golpe que pra mim é o mais apelão de toda a franquia, um tal de "zip zap" que sempre ataca primeiro e todo ataque é crítico, da pra matar até pokemons resistentes dependendo do seu nível.

    Considerações a parte, gostei bastante de todos pontos citados no primeiro parágrafo e que sei que não voltarão a aparecer nos jogos vidouros (uma pena) evitaria muito estresse.

    Terminei o game com o pikachu, charizard, graveler, gayarados, venusaur e articuno (esse último só coloquei na party para enfrentar a elite four, mas nem precisei usá-lo, já que foi fácil dar cabo do dragonite com o pikachu).

    25
    • Micro picture
      noblenexus · 3 months ago · 2 pontos

      Na verdade muito disso virou padrão da série depois desse jogo, XP compartilhado pela party tem tbm no Sword/Shield, Briliant Diamond/ Shining Pearl e no mais novo Legends Arceus.

      A captura igual esse realmente não tem nos reguralares, mas no Legend Arceus é exatamente desse jeito, só que sem 'entrar' em batalha, da pra mirar a pokebola no pokemon direto, tem até bonus por não ser visto e acertar o pokemon pela costa.

      Quanto a ver o pokemon e não ter batalha random o Sword/Shield é praticamente assim, quando tem um pokemon oculto no matinho ele se mexe e faz um simbolo '!'.
      Já no Arceus Legends não tem batalha random, todos aparecem (ótimo pra caçar variedades e shinies)
      No Briliant Diamond/Shining Pearl é random igual no original, mas as profundesas (onde tem a maior variedade de pokemons) você pode ver os pokemons igual é no Let's go Eevee/Pikachu

      2 replies
  • noblenexus Rafael
    2022-02-19 12:46:54 -0200 Thumb picture
    noblenexus checked-in:
    Post by noblenexus: <p>Depois de perder o save no let's go eevee, resol

    Depois de perder o save no let's go eevee, resolvi pegar um pikachu srrsr

    Tava meio desanimado pra começar de novo, mas descobri que tinha como jogar em coop e depois de uma breve pesquisa e um pouco de configuração coloquei meu celular e o da @sweet_lorelei pra capturar pokemons e mapeamos nossos controles como joycons esquerdo e direto.

    O resultado foi algo que sempre sonhei, um pokemon em coop!! ainda ta bem no começo, mas já vi várias vantagens em se jogar assim, por exemplo ao jogar a pokebola, se for bem sincronizado da um efeito especial que aumenta muito a chance de captura e ainda por cima da bonus de XP, chegamos a ter bonus de 9.8x capturando pokemons maiores em sequencia, antes de enfrentar o Brock já estavamos no level 15.

    Com isso diminuimos muito o grind do jogo (que já não era muito mesmo) e fomos super rápido, ontem mesmo já enfrentamos a Misty e partimos pra ver o Bill.

    Quanto ao jogo eu queria que ele tivesse saido quando eu tinha 7 anos e tava vendo o anime do Pokémon no Cartoon Network depois da escola, eu ia literalmente surtar, andar pelas paredes girar o pescoço 360° e tudo mais, adorei ver esses dois tapados aqui.

    Outra coisa legal é a interação com o Pikachu, eu queria mais disso nos jogos regulares de pokémon, mas quem sabe sem um parceiro fixo, imagina as possibilidades, vc joga uma vez com um treinador que é brother de um Heracross dai na replay vc faz uma treinadora que é BFF de um Magikarp! fator replay 10/10.

    Bom então é isso, devo jogar mais esses dias, mas não vou demorar pra terminar.

    26
    • Micro picture
      subzero_amarelo · 3 months ago · 2 pontos

      Eu pensei que o coop desse jogo era só o outro jogador controlando a pokébola nas capturas. Que legal!

      1 reply
    • Micro picture
      ryou · 3 months ago · 2 pontos

      É uma vantagem enorme esse bônus de sincronia nas capturas, mas fora de combate o player 2 é bem inútil, na real. Jogando com meu irmão, ele ficava até revoltado por não conseguir fazer nada com o boneco dele. E ele adora posquemon.

      1 reply
    • Micro picture
      xch_choram · 3 months ago · 2 pontos

      Nossa joguei quase todo em co-op mas tinha esquecido que tinha essa função kkk.
      Pena que só deixa o jogo mais facil, é bom pela falta de grind mas ruim pelo desafio.

      1 reply
  • hard_waters David Waters
    2021-08-27 08:46:18 -0300 Thumb picture
    23
  • mrmamoxi Mamo
    2021-01-18 16:02:04 -0200 Thumb picture
    mrmamoxi checked-in:
    Post by mrmamoxi: <p>#img#[756580]</p><p>Essa semana passada estive j

    Essa semana passada estive jogando Let's Go Pikachu! Que era o jogo pokémon que eu mais estava curioso.

    Ele é um remake do Red com algumas mudanças pra deixar o jogo mais atual.

    Adorei o gameplay dele, jogar só com uma mão facilita bastante e não tem um grind excessivo já que não tem batalha contra os pokémons selvagens.

    A parte do Cubone e sua mãe foi bem triste.

    Poder montar nos Pokémons também foi incrível! 

    Fazia muito tempo que não me divertia com algum jogo de Pokémon assim, ele é bem diferente dos outros e isso é muito bom, saiu do mais do mesmo.

    Peguei os 3 pássaros lendários e Mewtwo e... Fim.

    12
    • Micro picture
      bobramber · over 1 year ago · 2 pontos

      Tem ideia de quantas horas de jogo foram?

      3 replies
    • Micro picture
      bobramber · over 1 year ago · 2 pontos

      Vi a gameplay logo que lançou e fiquei bem interessado.

      1 reply
  • matsu Bruno Matsuyama
    2020-07-03 14:52:11 -0300 Thumb picture

    Pokemon Let's Go !

    Depois de ter finalizado e me decepcionado com Pokemon Sword, gostei muito de voltar para Kanto ! Aliás, essa mecânica de captura de pokemon a la Pokemon Go, é muito melhor !  Não deixa tão cansativo o jogo, diminui muito o grind desnecessário, e eu estou usando muito pokemon que normalmente ficava la na caixa juntando poeira. Recomendo muito !

    11
    • Micro picture
      tsutomu · almost 2 years ago · 1 ponto

      realmente estava pensando isso esses dias, o lets go parece que teve muito mais carinho do que o sword/shield que parece mais do mesmo dos de 3DS
      espero que realmente façam a proxima geração do zero ao invez de se basear tanto na formula exata de todos os outros

      3 replies
    • Micro picture
      matsu · almost 2 years ago · 1 ponto

      O Pokemon X e Y eu gostei também, inclusive as mega evoluções, mas o ultra sun e moon, me deram muito sono, eu sempre dormia enquanto jogava hahahhaha

  • ronomachado Rono Machado
    2020-06-18 13:33:24 -0300 Thumb picture
  • mariecn Marielle Neves
    2020-06-02 14:57:28 -0300 Thumb picture
    mariecn checked-in:
    Post by mariecn: Agora sim!

    Agora sim!

    6
  • daisuke Daisuke Vieira
    2020-03-05 12:50:15 -0300 Thumb picture

    kkkkkk

    Medium 691388 3309110367

    mto bom kkkk

    13
  • anduzerandu Anderson Alves
    2019-11-21 19:30:19 -0200 Thumb picture

    Registro de finalizações: Pokémon: Let's Go, Pikachu!

    Zerado dia 21/11/19

    Eu estava zerando um bocado de jogo em pouco tempo e cá estou eu, 2 semanas sem postar nada. O fato é que eu estou jogando uma coleção de jogos e resolvi postar apenas quando fechar todos os títulos nela inclusa, mas ao mesmo tempo eu nem estou achando a experiência muito legal, mas espero que seja minha próxima postagem.

    O fato é que Pokémon Sword e Shield foram lançados há pouquíssimo tempo e eu estava meio que não ligando muito pois a série parece sempre deixar a desejar mais e mais a cada lançamento. Como os jogos do Switch estão vindo a 300+ reais, eu venho deixando pra pegar esses jogos quando tiver sorte, pois dificilmente acho que qualquer um deles valha essa grana, e isso tem causado que muitos amigos e conhecidos, mais casuais inclusive, tem jogado tudo quanto é lançamento enquanto eu estou sempre meses atrás.

    No caso do Sword e Shield, não vou mentir, quase peguei o jogo em pré-lançamento semana passada quando visitei a Big Boy Games, mas felizmente me segurei e logo consigo um Shield bem mais barato.

    Eu fiquei num certo hype e isso contribuiu um bocado pra eu deixar o que tava jogando um pouco de lado e começar meu Pokémon Let's Go, Pikachu! (LGP) que estava aqui na estante há muitos meses, principalmente pela minha enorme vontade de terminar jogos que já iniciei no passado e perceber que além de que são muitos, alguns tem dado um bom trabalho.

    No caso de LGP, o meu hype nunca foi alto, nem mesmo quando todos compraram, jogavam e conversavam na época de seu lançamento. Eu sempre dizia que o fato de já ter me matado de jogar Kanto na adolescência seja quando comprei um Pokémon Yellow lá pra 2003, seja nas minhas voltas por lá em Pokémon Crystal, seja no Fire Red em emuladores anos depois.

    Cara, eu amo as primeiras gerações, mas já tinha dado daquele mapa, ginásios etc.

    Vi muita gente reclamando que não valia a pena, que o sistema de captura de Pokémon GO era chato e blá blá blá. O motivo de eu ter o jogo foi que foi a única oferta que consegui pelo meu Starlink de Switch na época e como eu gosto de jogar todas as gerações e tal, não poderia passar.

    Rever tudo com um visual bonito e moderno também contribuiu muito, e lá fui eu (re)começar a minha jornada uns 3 dias atrás. Comecei já pra ajudar a matar o verme de jogar Sword e Shield e já pensando em vender ou trocar o danado, que tava paradão e eu não coleciono jogos.

    Começando o jogo, já reparei como tudo é bonito, colorido e alegre. Sua apresentação é muito boa! E mesmo com um medinho da jogabilidade ser ruim e dos visuais acabarem sendo muito "smartphone", eu estava pronto pra revisitar todos aqueles lugares e vê-los em um formato 3D  bacana.

    Uma coisa que estranhei de início é que o jogo pede pra escolher seu estilo de jogo: um joycon, com os dois joycons acoplados ao portátil ou com aquele Pokébola. Escolhi apenas um joycon pela praticidade e deixar a outra mão para usar o celular ou sei lá.

    Bom, eu já adianto que o jogo é o mesmo de sempre, mas com algumas pequenas mudanças aqui e ali, inclusive na estória e com a adição de uns personagens extras aqui e ali (o que só deixou a trama muito melhor), facilidades a mais e que alguns tipos de Pokémon estão incluídos não apenas nos monstrinhos, como o Magnemite ser também tipo Steel, mas também em golpes, como o meu Blastoise ter o ataque Bite (tipo Dark). Essas coisas não existiam na primeira geração, mas foram adaptadas nas seguintes.

    Alguns itens também foram trocado de lugar, como o Silph Scope que agora deve ser conseguido em Celadon, no esconderijo dos Rockets, ao invés de ser pego em Lavender, onde você usa na torre dos fantasmas. Foi fácil encontrar tudo ainda assim graças as dicas da aventura mas essas pequenas mudanças deixaram as coisas mais interessantes e até deram uma renovada na exploração.

    A verdade é que agora cada cidade parece te faz ter mais motivos para conhecê-la e aprendê-la. Originalmente, eu lembro que algumas delas pareciam ser apena suma desculpa pra ginásio, como Cinnabar, por exemplo.

    O combate não mudou praticamente nada, apesar da adição de golpes que vieram depois, como os já mencionados acima e uns Flare Blitz da vida, além das Mega Evoluções estarem presentes também, mas isso foi algo apresentado apenas no final do jogo e eu basicamente nem usei.

    Já o combate contra pokémons do mato foi retirado completamente, e embora muita gente tenha torcido o nariz, essa foi uma das melhores evoluções na série em minha opinião. Eu odiava ficar parando, perdendo HP, gastando PP de golpes em troca de experiência quase zero.

    Em LGP, tocar num pokémon do mapa inicia a sequência de captura como no GO. Você pode escolher a bola a ser usada, pode usar berries para facilitar a captura etc. Quando estiver pronto, basta selecionar "Get ready" e movimentar seu controle como se estivesse lançando a bola. A intensidade e direção que você lançar conta!

    Tendo capturado, você, além de adquirir um novo monstrinho, consegue ainda experiência para seu grupo inteiro.

    Falando em experiência, eu nunca tive problema com isso, mesmo evitando todos os pokémons que já tinha. Eu capturava os que eu não tinha e lutava contra os treinadores e isso rendeu um time de nível 53 a 63 no final da Elite Four, que chegou até a ser fácil.

    E falando em facilidades, LGP é cheio delas, mas eu acabei achando bacana pra enrolar menos a jogatina e fechar logo a aventura, experienciando tudo e partindo pra parte de montar time competitivo etc. 

    Uma das facilitações é que não existe mais o PC nos Poké Center. Ao invés disso, você administra sua party e aqueles que estão fora dela de qualquer lugar, apenas abrindo o Menu e selecionando a opção de Party. Isso agilizou bastante a troca de pokémons fora das lutas ou mesmo ver algum deles fora da bola andando ao seu lado e ainda dá um trabalhinho de ficar trocando um pelo outro. No final das contas, adorei essa mudança também!

    Ainda sobre deixar o jogo mais fácil, tem uma coisa que não curti muito: seu time tem vantagens só pelo afeto ou coisa do tipo. O fato é que é comum que um monstrinho seu se livre de algum status ruim, como veneno ou paralisia, ou efetue um ataque super efetivo só porque sim. Isso eu realmente achei bem desnecessário.

    O seu Pikachu inicial (o que também vale pro Eevee na outra versão) é um pokémon super roubado de forte. Em determinados lugares, alguém te oferece a oportunidade de ensinar um golpe novo pro seu protagonista (achei 3 golpes desses). Cada ataque desse é novo e exclusivo, como um tal de Zippy Zap do Pikachu, que sempre ataca antes, tem 50 de força e sempre é crítico! Você leva o jogo quase inteiro com Zippy Zap.

    Mais tarde ainda houveram as possibilidades de aprender um do tipo Flying (que eu esqueci o nome, mas levou oponentes Grass e Fighting a torto e a direito) e um ataque Water, mas esse eu optei por não pegar.

    Sério, perto desse Pikachu, meus Blastoise, Charizard, Venusaur e Snorlax pareciam piada. Já vi gente recomendando jogar sem esses pokémons protagonistas e acredito que a ideia seja bem boa.

    Pra quem ainda joga ou jogou bastante Pokémon GO, o safári da cidade de Fuchsia foi substituído pelo Go Park, onde você pode conectar seu Switch com seu celular e transferir monstrinhos da geração para ele (o que ocasiona na perda deles no app do celular).

    Transferir seus pokémon faz com que eles fiquem em grandes campos interagindo e tal. É bem legal de ver aquilo, ainda mais porque muitos desses pokémons me deram trabalho de conseguir e acabaram meio que "criando histórias" bem singulares, como aqueles que tinham o CP mais alto ou aquele que tive que correr muito pra capturar ou aquele super raro que achei na sorte etc. Ver esses caras ali foi bem bacana, de verdade.

    Mas a melhor parte é que você pode capturar esses monstros no Go Park e adicioná-los à sua Pokédex. Foi graças à essa função que com 23 horas de jogo eu já tinha todos os primeiros 150 e a aventura terminada!

    Resumindo: Pokémon: Let's Go, Pikachu! foi bem mais divertido do que eu esperava. Uma mistura de nostalgia com modernidade muito bacana. Um jogo com apenas 150 (ou 151) monstrinhos mas que te ensina a conhecer cada um deles e respeitar a cada um ao invés de sair vomitando personagem novo sem parar. Depois de anos, foi muito legal revisitar essa região e seus personagens, sua estória (que é bem legal, por sinal) de uma maneira inovadora, mas respeitando os jogadores da época. Eu estou com muita dó de passar o jogo pra frente agora.

    De bom: visual bacana e carismático. Várias cutscenes. Modelos muito bonitos, como se fossem os do GO, mas ainda melhores. Jogabilidade muito simples. Possibilidade de jogar 2 players simultâneos com apenas um Switch (apesar que facilita ainda mais o jogo). Dificuldade boa, apesar de que algumas funções eu achei desnecessárias que são pra ajudar novos jogadores que entraram na franquia com GO, mas que poderia ter a possibilidade de desativar. Várias mecânicas bacanas que facilitam e agilizam o jogo, como o uso dos antigos HMs e menus rápidos. Conteúdo post-game. Não há Abilities nem a função de segurar itens, mas há Nature! Músicas sensacionais! Pokémons aparecem no mapa ao invés de encontros aleatórios.

    De ruim: pequenas mecânicas de auxílio facilitam desnecessariamente. jogar com apenas um joycon cansa a mão pelo seu tamanho e não poder usar o Pro é sacanagem. Não curti a volta das Megas, embora praticamente nem tenha visto no jogo. Depender de motion controls pra capturar pokémons as vezes é bem chato (principalmente quando eles vão pros lados ao invés de ficarem parados no centro da tela). Falta de um modo de batalha online contra aleatórios, ou mesmo troca. Sério, depender de achar uma pessoa disposta a jogar e criar uma sala com um código é bem tosco. Eu mesmo não conheço ninguém hoje em dia que não esteja jogando Sword e Shield e adoraria simplesmente clicar na e achar alguém e começar a porradaria. Sei que o grande foco aqui é o single player offline como na época, mas a falta das batalhas online encurtam demais a vida desse jogo.

    No geral, gostei de mais do que joguei e recomendo mesmo pra quem ama aquela geração e aquela época ou mesmo pra quem for iniciante na série ou quiser mais um jogo lindo pra jogar com a namorada ou o priminho. Gostei tanto que sinto que posso dar um tempo até ir pra oitava geração. Muito legal mesmo!

    20
    • Micro picture
      xch_choram · over 2 years ago · 2 pontos

      Eu não usei o Pikachu inicial e já achei o jogo ridiculamente facil, mas eu joguei quase metade dele em co-op que deixa bem mais fácil tbm.

      1 reply

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...