This game doesn't have any review. Be the first one to review it!

Add Review


  • 2022-08-07 14:14:17 -0300 Thumb picture
    thiagobrugnolo checked-in:
    Post by thiagobrugnolo: <p>Chegando a 18 hs jogadas, completei os 4 capítul

    Chegando a 18 hs jogadas, completei os 4 capítulos introdutórios e agora estou jogando com o herói, a party agora parece estar completa com Ragnar Mcryan se juntando ao grupo.

    Dos 4 primeiros capítulos, tivemos Ragnar investigando o desaparecimento de algumas crianças.

    O da princesa Alena que sai em uma viagem para testar suas habilidades e acaba participando de um torneio de luta.

    O capítulo do Torneko onde temos que realizar seu sonho de ter uma loja de armas é o mais diferente e também o mais legal até aqui, não temos um boss neste capítulo e é necessário ficar andando de um reino para o outro levando informações e contribuindo para um matrimônio real.

    O capítulo 4 onde as gêmeas Meena e Maya vão em busca de vingança pela morte de seu pai que foi morto por Balzak após o pai das moças ter descoberto o segredo da evolução através da alquimia.

    No capítulo 5 é que o plot principal se desenvolve, com o herói em sua jornada para não permitir que o senhor do submundo ressuscite e para isso ele terá ajuda de todos os personagens dos capítulos anteriores. Cheguei até o ponto onde nos encontramos com Ragnar e enfrentamos Marquis de Leon, um monstro que havia possuído um príncipe.

    15
    • Micro picture
      santz · 3 days ago · 2 pontos

      Esse mundo de fantasia conseguiu te cativar ou tá achando muito sem graça?

      3 replies
  • 2022-07-29 20:31:33 -0300 Thumb picture
    thiagobrugnolo checked-in:
    Post by thiagobrugnolo: <p>Jogando esse belo remake do DQ IV, até estava pe

    Jogando esse belo remake do DQ IV, até estava pensando em jogar o original, mas pelo que pesquisei esse remake não descaracteriza o original e ainda corrige alguns probleminhas.

    O plot é o mesmo de sempre, um senhor das trevas irá ressurgir nessa era  e um herói será destinado a derrotá-lo. De qualquer forma achei interessante a forma como esse plot se desenvolve através de capítulos que parecem se interligar em algum momento.

    Primeiramente temos um pequeno  prólogo com o herói e sem seguida iniciamos o Cap. 01 com Ragnar McRyan que é incumbido pelo rei a investigar o desaparecimento de algumas crianças, sendo necessário se aventurar pelo overwolrd e algumas masmorras até encontrar os raptores, que nada mais são minions do senhor das trevas que querem impedir que o herói surja....Esse foi um capitulo bem curto onde controlamos Ragnar praticamente sozinho até o ponto em que ele encontra um Healslime que o ajuda, porém o parceiro de Ragnar é controlado pelo CPU o que me fez pensar que aquele sistema horrível de poder controlar só o protagonista de cada cap. ainda estivesse presente aqui...Por sorte não é o que parece.

    O Cap. 02 o qual estou narra a história da princesa Tsarevna Alena que queria viajar o mundo para testar suas habilidades de guerreira. Nesse cap. já começamos com uma party definida, onde temos a ajuda de Kiryl e Borya....Cheguei até a parte em que tivemos de salvar a filha do chefe de uma vila que seria entregue como sacrifício para alguns monstros. Nesse cap. pelo menos já podemos controlar a party toda, o que foi um alivio.

    Não sei se a dificuldade ficou mais branda nesse remake, mas ainda não tive que fazer muito grind que geralmente é bem necessário em  DQ... As lutas estão legais até agora, mas ainda estou bem no comecinho então creio que a dificuldade aumentará logo mais quando eu avançar. Também gostei do visual do jogo mesclando cenários poligonais com bonecos em sprites.

    22
    • Micro picture
      kalini · 14 days ago · 2 pontos

      corrige o problemao das personagens (fora o heroi) atacando sozinhas no capitulo final. Uma das ideias mais estupidas ja concebidas num videogame! No mais, jogo excelente, da uma surra nos Final Fantasy de nintendinho e o dragon quest que me fez gostar da serie.

      1 reply
    • Micro picture
      manoelnsn · 14 days ago · 2 pontos

      Boa! Eu ainda quero jogar essa versão de DS, já que a de NES tem o lance do modo automático quando a party se junta que deus do céu, é triste

      2 replies
    • Micro picture
      ersatzgott · 14 days ago · 2 pontos

      Eu acho pior que o III (menos nas melhorias de qualidade de vida do port), mas ainda é um jogasso. Melhor que clássicos consagrados (ex: um outro aí com arte do Toriyama), mas ninguém fala dele...

      3 replies
  • emphighwind Emp Highwind
    2019-10-26 01:00:07 -0200 Thumb picture
    Post by emphighwind: <p><strong>Terminado (de verdade agora com o post-g

    Terminado (de verdade agora com o post-game): foi curto até, bem bacana ver o backstory do Psaro e ter ele na party.

    ...Agora para DQV.

    8
    • Micro picture
      the_muriel · almost 3 years ago · 1 ponto

      Parabéns o/
      Eu meio que retornei agora, to perdido aqui nos acontecimentos, se tai maratonando a serie?

      2 replies
  • emphighwind Emp Highwind
    2019-10-24 20:56:54 -0200 Thumb picture
    Post by emphighwind: <p>Tomei uma surra dos bosses da dungeon do post ga

    Tomei uma surra dos bosses da dungeon do post game, talvez eu esteja underlevel (Lv36~39, sendo hero no 36).

    12
  • emphighwind Emp Highwind
    2019-10-24 19:41:24 -0200 Thumb picture
    Post by emphighwind: <p><strong>Terminado:&nbsp;</strong>Foi realmente o

    Terminado: Foi realmente os capítulos dos escolhidos, fiquei com preguiça de começar mas foi divertido, a estrutura de introduzir os party members bem carismáticos separados em caps antes do Yuusha foi bem bacana e deixa mais triste o fato de removerem o party talk desta versão, gostei bastante da animação da mudança gradativa de forma do Psaro.

    Anyway irei fazer o postgame antes de ir pro V, que dizem ser o melhor da franquia.

    14
    • Micro picture
      wiegraf_folles_ · almost 3 years ago · 2 pontos

      Por incrível que pareça o DQ4 no mobile vale a pena jogar pelo Party Chat.

      É raro de ver um port mobile bom da SE os DQ da era DS rodam de boa, só prefiro o 5 e 6 no DS por causa da capacidade de usar KB e Joystick.

  • emphighwind Emp Highwind
    2019-10-23 14:31:59 -0200 Thumb picture
    Post by emphighwind: <p>&gt;Kyril só aprende magia de heal aoe no lv30.<

    >Kyril só aprende magia de heal aoe no lv30.

    Anyway acho que fechei o set celestial/zenithian e só falta a espada.

    6
  • emphighwind Emp Highwind
    2019-10-21 23:57:26 -0200 Thumb picture
    Post by emphighwind: <p>Não esperava tema de batalha diferente no cap da

    Não esperava tema de batalha diferente no cap das irmãs.

    De qualquer forma cheguei no cap 5 e depois de 11h finalmente controlando o Yuusha.

    16
    • Micro picture
      wiegraf_folles_ · almost 3 years ago · 1 ponto

      Sim são dois battle themes e um monte de World Map theme até na versão NES.

      Daora, não? Você controla o Hero! No fim do jogo...

      2 replies
  • emphighwind Emp Highwind
    2019-10-20 14:17:15 -0200 Thumb picture
    Post by emphighwind: <p>Triste não ver o Psaro no arco do torneio, agora

    Triste não ver o Psaro no arco do torneio, agora vamos ver como é o cap do Torneko que parece ser o mais único.

    11
    • Micro picture
      manoelnsn · almost 3 years ago · 1 ponto

      É o pior capítulo do jogo, ahuahua

  • emphighwind Emp Highwind
    2019-10-19 11:55:15 -0300 Thumb picture
    Post by emphighwind: <p>Começando infelizmente na versão sem party talk,

    Começando infelizmente na versão sem party talk, o cap 1 foi bem curto até.

    8
  • 2018-12-03 21:22:27 -0200 Thumb picture
    l_perugia checked-in:
    Post by l_perugia: <p>#img#[601613]</p><p>Em média 40 horas de jogo e

    Em média 40 horas de jogo e finalizado. Pra ser sincero com vocês não me senti muito impressionado, o jogo todo foi bem mais ou menos, não muito interessante mas não tão chato a ponto de ser enjoativo e desencorajar o jogador. 

    Pra começar, uma coisa que já me desagradou muito logo de inicio foi o idioma, não por ser inglês (pois levo o idioma de boa) mas por ser um inglês hora arcaico ao extremo, hora tentando imitar algum sotaque idiota que fodia minha interpretação pra cacete, whatever, não prestei muita atenção no plot mesmo. Primeiro por ser bem fraquinho, segundo porque os personagens não tem o mínimo de carisma, sério, você não se apega a ninguém e o jogo nem possui momentos memoráveis.

    Espero que nem todos jogos da franquia sejam assim.

    Outra coisa que desanima é o level design das dungeons, todas, eu digo TODAS, são muito simples e não oferecem uma dose muito grande de desafio. 

    Os chefes são todos muito fraquinhos e dispensáveis, ninguém te faz frente, Talvez o último chefe - Psaro the Manslayer (e vilão do jogo) faça algum desafio ao jogador, eu mesmo só o matei na terceira tentativa, e foi por falta de upar um pouco. 

    E por falar no vilão, poucas vezes vi um vilão tão idiota e mal trabalhado como Psaro, é sério, o cara é citado algumas vezes no game, na reta final ele faz uma ou duas aparições, você fica um pouquinho por dentro dos planos de dominação dele, vai pra batalha final, o mata, e é isso, você zerou.

    O jogo é bem linear, sério, muito linear, isso chega ser irritativo em um rpg. Desbloqueia um capítulo, um novo personagem, e uma parte limitada do mapa a explorar. Na reta final com a aquisição do navio, e bem no final do balão, você ganha um pouco mais de liberdade, mas linearidade não desaparece. Em apenas um momento fiquei completamente perdido sem saber o que fazer,vaguei muito a esmo pelo mapa do jogo, até enjoar e consultar um detonado. No fim, não sei se foi por falha do jogo ou por desatenção  minha, mas acredito que por falha do jogo, já que o próximo passo a ser tomado não era tão óbvio. 

    O sistema de combate é ok, carta manjada da série, e há uma boa dose de inimigos, magias e equipamentos.

    A trilha sonora achei um pouco insossa, poderia ser melhor, mas o jogo de modo geral não aspira ser grande. 

    E a jogabilidade, apesar de alguns comandos inúteis que insistiram em manter, o jogo até que flui bem.

    É isso, até uma próxima.

    10
    • Micro picture
      manoelnsn · over 3 years ago · 2 pontos

      Dragon Quest IV é um dos mais fraquinhos da série mesmo. O original veio no final do NES com uma ideia estúpida de deixar os outros personagens da sua party controlados pela IA(a mesma idiotice que Persona 3 repetiu anos depois no PS2), e por mais que o remake de DS tenha corrigido isso, o jogo ainda não tem lá muitas vantagens. Na época era ate interessante esse conceito de várias histórias se interligando no final, mas com um cast com o carisma de uma porta, atualmente isso não tem lá muita graça.

      Da série clássica mesmo só DQ3 e DQ5 que se destacam. O resto é uma coisinha aqui e ali...

    • Micro picture
      lipherusyt · over 3 years ago · 2 pontos

      Parabéns!

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...