This game doesn't have any review. Be the first one to review it!

Add Review


  • 2021-01-29 23:01:05 -0200 Thumb picture

    Desafios de Classes de Fire Emblem - Dia 4

    Agora vamos para o disputadíssimo lugares dos magos.

    ______________________________________________________________________________

    Regras:

    - Dia 1: Fazer um top 5 de suas classes favoritas de Fire Emblem

    - Depois disso, fazer um TOP 5 de personagens nos outros dias

    - Se quiser, fazer um dia adicional com uma menção honrosa.

    - Marque a persona @desafio

    ______________________________________________________________________________

    5- Athos

    Um velho com barba longa, idade milenar e um dos responsáveis em dar um fim a guerra contra os dragões. Bote foda nisso.

    Fire Emblem sempre tem herois lendários e míticos no plot central e em todos os jogos os Lords herdam as armas deles perto do endgame.

    Mas eu sempre achei awesome a ideia de controlar diretamente um heroi lendário no próprio jogo e o Athos é uma raríssima exceção quanto a isso.

    O próprio sujeito se mostra extremamente poderoso apenas olhando seus Stats, totalmente maximizados e acesso a poderosíssimas magias. O único inconveniente é q ele aparece só no mapa final do Blazing Blade e dps disso o jogo acaba. Bem q os jogos poderiam ter dado mais opções de controlar os deuses mas ao menos no Heroes isso lentamente vai se tornando realidade.

    4- Lute

    A Lute acaba sendo uma escolha natural no meu time de Sacred Stone por vir bem cedo e conseguir ter bastante tempo para evoluir. Sua troca de classe é muito bem vinda e complementa bem sua força tanto como Mage Knight como Valkyria.

    Um dos aspectos mais engraçados é q ela é uma estudiosa completa e devido ao seu enorme conhecimento em várias assuntos, vive se gabando com todo mundo. Em quase todos os supports ela sempre menciona como não há ngm melhor q ela em tudo e chega até a ser funny ver uma personalidade dessas conversando com os outros.

    In-game porem ela é uma escolha bem safe para magia e fica muito boa no late game, isso sim!

    3- Delthea

    No próprio Shadows of Valentia dizem q a Delthea tem um ótimo potencial como mago. E boy como eles estavam certos.

    A delthea é provavelmente o melhor mago do jogo por ter acesso de cara a Aura e uma statline bem generosa favorecendo speed e magia, dois pontos chaves para os magos. E não somente isso, conforme ela vai evoluindo ela vai recebendo magias ofensivas cada vez melhores. O único inconveniente é o custo de vida e o fato dela não possuir muita vida para ficar gastando sem suporte.

    A dublagem da delthea é outro ponto engraçado por ser uma garotinha de saco cheio de ter q ficar estudando e tentando agradar os outros em se tornar a maga ideal, ela acaba reclamando muito q isso é chato demais e só queria uma vida mais simples.

    2- Asbel

    Um dos melhores magos de Jugdral. O ponto q destaca ele é q msm sendo uma unit level 1, ASbel vem de graça com Grafcalibur uma potente magia e extremamente útil durante tipo, 99,9% da jornada infernal do Thracia.

    O crit gratuito q o tomo oferece combinado com as mecânicas de multiplicar os críticos acabam favorecendo demais o Asbel em se tornar uma verdadeira máquina mortífera anti-armored knight no jogo inteiro devido a baixa defesa mágica dos inimigos e pela SPD alta que fecha o kit de utilidade dele.

    Eu escolhi ele por ele ter um recruit bem early q diferente do Lewyn/Ced e o Forseti q demora um pouco para aparecer e ainda é missable, o Asbel vem de graça e ainda ganha um ótimo scroll do Ced no mesmo jogo muito útil.

    1- Lilina

    É muito, muito difícil não ficar encantado com a Lilina. De todos os magos, eu ainda acho ela de longe uma das mais adoráveis com um design legal. 

    Mas não se deixe enganar pelo rostinho bonito pois a Lilina é um dos magos mais devastadores do Binding Blade devido ao ótimo growth em magia da mesma, ela acaba se tornando uma verdadeira máquina de destruição em massa, assim como seu pai.

    Claro q ela tem alguns problemas como ter uma SPD mediana para uma classe tão competitiva e defesas físicas medíocres. Mesmo assim, ela quase sempre consegue maximizar magia antes mesmo de chegar no nível máximo e se prova uma das melhores units conhecedora dos caminhos mágicos.

    Uma aliada obrigatória no exército do Roy e, por conta disso, quase sempre invento de fazer support rank S entre os dois toda santa vez q inicio uma run no Binding Blade kkkkk.

    E essas foram minhas escolhas, até a próxima!

    20
    • Micro picture
      vante · 5 months ago · 2 pontos

      Só mago sinistro, pena que 2 deles eu ainda não conheço kkkkkkk. E essa arte do Athos tá foderosa. A Lute eu só usei uma vez e ela foi muito boa. Lilina é de lei usar (melhor casal de FE)

      1 reply
    • Micro picture
      gicba · 5 months ago · 2 pontos

      Eu to surpreso do Asvel tá ai, de novo ahwuaheiahe
      Grande Graybeard. Queria que FE te deixasse usar personagens assim mais vezes.

      2 replies
  • 2020-09-04 12:52:15 -0300 Thumb picture

    Semelhanças entre personagens de franquias diferentes pt. 9

    E aí galericha tudo beleza com vocês? Espero que sim! E hoje eu trago mais um capítulo de Semelhanças entre personagens de franquias diferentes, e hoje analisaremos dois personagens mais jovens que a maioria dos outros personagens de sua determinada franquia. Marcando as personas @caramatur, @manoelnsn e @lukenakama. E os personagens de hoje são Roy Koopa de Fire Emblem e Toshiro Histugaya de Bleach.

    E temos aqui, dois guerreiros habilidosos de habilidades quase opostas, um de fogo e um de gelo. Roy já foi eleito como um dos personagens mais populares da franquia, junto com Ike, Lyn e Lucina, e Toshiro também tem uma popularidade muito grande entre os fãs de Bleach, sendo eleito com o favorito da maioria, e é o meu personagem favorito também, mas além disso estamos falando sobre dois prodígios em combate, então, será que eles tem mais coisas em comum? Vamos descobrir, mas já aviso que HAVERÃO SPOILERS DE AMBAS AS FRANQUIAS. Sem mais delongas, bora lá!

    Roy é o filho de Eliwood e o "príncipe" (ele é filho do marquês, como não sei se tem um nome determinado pra isso vou deixar príncipe mesmo) de Pherae. Roy começou a treinar desde muito jovem pra suceder seu pai no trono de Pherae quando chegasse a hora. Roy é um prodígio em combate e estratégia, embora seja muito impulsivo em alguns momentos de sua tragetória. Roy teve que pegar em armas desde muito cedo quando Bern iniciou sua campanha para destruir Elibe e como Eliwood estava mal de saúde, Roy teve de ser o responsável pela força militar de Pherea e posteriormente de Lycia. Roy iniciou sua jornada ajudando as pessoas da região contra bandidos que estavam se aproveitando da guerra que Bern estava iniciando, mas quando Roy vai ao encontro de Hector, ele começa a lutar também contra contra as forças de Bern e após salvar Ostia de um golpe e se encontrar com Lilina, Roy passou a liderar todo o exército de Lycia. No caminho, Roy reuniu vários aliados de nações diferentes, e descobriu vários segredos de seu mundo e com isso entendeu as motivações de Zephiel e a história da rivalidade entre humanos e dragões. No final de tudo, ele consegue evitar a destruição do mundo e volta a ter uma vida pacífica em Pherae ao lado de Lilina (é opcional mas é o melhor casal kkkkkkkkkk). 

    Toshiro Hitsugaya é o mais jovem capitão de Bleach, e é o que lidera o 10º esquadrão da Gotei 13, tendo Rangiku Matsumoto como sua tenente. Toshiro tende a sempre ser sério, frio (sem piadinhas) e analista em todas as situações, e foi um dos únicos dos 13 capitães que perceberam que havia algo de errado com a Soul Society e assim como Shunsui Kyoraku e Jushiro Ukitake ele não foi a favor da execução de Rukia e com a suposta morte de Aizen Toshiro passou a investigar o caso enquanto tentava proteger sua "crush" Momo Hinamori e assim foi o primeiro a descobrir sobre a traição de Aizen, Gin e Tosen, mas não conseguiu derrotar os traidores nem para-los. Posteriormente, Toshiro ajuda Ichigo no mundo humano quando os Arrancars chegam e iniciam algumas lutas na cidade de Karakura. Toshiro também é responsável por enfrentar Tier Harribel durante a guerra de Karaura que ocorreu posteriormente, e posteriormente foi novamente derrotado por Aizen após ter ferido Hinamori por causa da ilusão, o que fez Toshiro perder a cabeça e avançar totalmente consumido pela ira. Após essa segunda derrota, ele passa os próximos anos treinando para que isso não aconteça novamente, e na saga Fullbringer, Toshiro foi um dos Shinigamis que acompanharam Ichigo após a recuperação de seus poderes, e não teve muito dificuldade em derrotar Yukio em seu confronto. E enfim, na Guerra Sangrenta dos Mil anos, Toshiro foi um dos primeiros capitães a ter sua Bankai roubada, e com isso ele conseguiu avisar e previnir outros capitães de cometerem o mesmo erro. Após isso ele é confrontado por Bazz-B que o derrota devido à sua vantagem em poderes, e Cang Du, o ladrão de sua Bankai, aparece e prepara para finalizar Histsugaya, mas assim que ele ativa a Bankai ela destrói parte de seu corpo em decorrência da pílula de Hillowficação desenvolvida por Urahara, fazendo com que Toshiro recupere o seu Bankai e derrote o seu oponente. Após isso ele salvo por Mayuri, e ajuda os outros shinigamis na luta contra Gerard Valkirye, onde ele consegue fazer o gigante imortal ser despedaçado várias vezes com o seu Bankai agora 100% desenvolvido, e ao lado de Kenpachi e Byakuya, eles conseguem enfrentar o ser imortal e segurar até que ele é morto pela perda de seu poder pelo Rei Quincy. Nos 10 anos que seguiram ele teve uma vida pacífica, e assim permanece até o final da série.

    De cara, temos dois garotos prodígios de grande prestígio em suas determinadas funções. Um é o futuro marquês de Pherae e líder da aliança de Lycia, outro é o capitão do 10º esquadrão do Gotei 13. Tanto Toshiro quanto Roy tiveram de enfrentar guerras antes do esperado e ainda sim foram responsáveis por grandes atos durante seus confrontos. Mas ambos possuem também o mesmo ponto fraco: Ambos não possuíam tanta experiência em batalha e por isso são muito impulsivos em combate. Roy entrou em algumas batalhas desnecessárias no caminho, e Toshiro foi derrotado duas vezes por se deixar levar pela raiva contra Aizen. Ambos também são inteligentes e possuem uma grande senso de justiça, além de suas amadas possuírem poderes assemelhados ao elemento fogo (nesse caso acho que foi só coincidência mesmo kkkk) e ambos amadurecem muito com todos os eventos que se passaram.

    E é isso, foi um texto bem longo (eu tenho postado isso uma vez por mês, então tenho que compensar)  mas também foi muito divertido de escrever. Espero que tenham gostado, comentem o que acharam, vou ficando por aqui e até a próxima!

    18
    • Micro picture
      manoelnsn · 10 months ago · 2 pontos

      Tirando o fato de ambos serem jovens, nem imaginava que teriam essas outras semelhanças... Muito legal!

      E essa zona de fase do Rei quincy aí? Roubar bankai? Ainda bem que dropei o mangá antes disso, ahauahua

      5 replies
  • lukenakama Lucas
    2020-08-19 18:06:57 -0300 Thumb picture
    lukenakama checked-in:
    Post by lukenakama: <p>4 personagens mortos em um único capítulo, oh bo

    4 personagens mortos em um único capítulo, oh boy.

    27
  • lukenakama Lucas
    2020-08-16 18:07:07 -0300 Thumb picture
    lukenakama checked-in:
    Post by lukenakama: <p>Jogando mais.</p><p>Divertido como sempre.</p><p

    Jogando mais.

    Divertido como sempre.

    Wolt: *Morre pro crítico fdp do Rutger

    Roy: "Hey Rutger, quer se juntar a gente!?"

    Fantasma do Wolt:

    19
  • lukenakama Lucas
    2020-08-09 17:14:01 -0300 Thumb picture
    lukenakama checked-in:
    Post by lukenakama: <p>Ah meu, não vou me enganar porque eu sei que não

    Ah meu, não vou me enganar porque eu sei que não vou empolgar no Golden Sun, vou jogar Fire Emblem mesmo.

    Se eu droppar mais esse eu deleto meu perfil do Alva kkkkkkkkkkkk

    Tá foda.

    25
    • Micro picture
      vante · 11 months ago · 3 pontos

      Logo esse Fire Emblem? Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      3 replies
    • Micro picture
      andre_hirosaki · 11 months ago · 3 pontos

      Save state+arena abuse é vida

      1 reply
    • Micro picture
      santz · 11 months ago · 2 pontos

      Tem vez que eu tenho dessas de desistir de um monte de JRPG, daí parto para um FPS, corrida, luta, qualquer outra coisa até bater a saudade.

  • 2020-07-11 02:15:58 -0300 Thumb picture
    gicba checked-in:
    Post by gicba: <p>Bem, planejava acabar amanhã. Mas tô sem sono, e

    Bem, planejava acabar amanhã. Mas tô sem sono, então...

    Capítulos 23, 24 e 25 completos.

    Absolutamente trivial fora o fato que eu contei a range da Brunnya errado TRÊS vezes e tive que resetar por que ela matou a Lalum e/ou o Roy com Bolting.

    Esse mapa sempre achei retardado, FE nunca lidou bem com mapas finais e esse é um dos mais bostas.

    Basicamente é andar por corredores apertados com só 10 unidades, matando sempre o mesmo tipo de inimigo sem graça, que pode ser trivializado por 2 range.

    Ali onde você começa, spawna um reforço depois de um tempo, e eles saem dos tronos tbm. Pra você abrir a próxima sala, o Roy primeiro tem que capturar os tronos se não elas não são acessíveis. Basicamente um incentivo pra te fazer andar rápido e não ficar dando chip damage nos inimigos usando magia fraca.

    Apesar do chefe final do mapa ser um dragão genérico como os outros em quesito de classe, ao menos a música de batalha dele é bem legal.

    Esse...bem é um quadrado com suas unidades, e o final boss, basicamente...

    Eu não tenho nem o que comentar, warpei a Miledy pra cima do chefe, Roy foi dançado pela Lalum e chegou no boss em um turno, Shin e Rutger mataram os dois bichos genéricos.

    Uma porrada do Roy, duas da Miledy, e o nosso garoto maltreinado finalizou ela sem problemas.

    As estatísticas do jovem, pra referência:

    Bem, o que dizer...

    FE6 esteve como meu jogo favorito aqui, e ele ainda é um dos FEs que eu mais gosto, apesar de dizer com certeza hoje em dia que prefiro o Genealogy (fiquei mudando entre os dois por um tempo).

    Foi a primeira vez jogando no Hard, e eu tive minhas frustrações, mas também me senti desafiado em certos momentos, deu pra flexionar bastante meu conhecimento e costume de tá jogando Fire Emblem quase religiosamente pelo que já, 7 anos?

    Algumas partes como o earlygame do FE6 no hard são sinceramente, uma bosta. As hit rates são horríveis e os primeiros mapas são balanceados em volta de você desviar, por que você não tem muita opção e ferramenta pra usar.

    Mas conforme você avança e vai pegando as units que ficam mais fortes no Hard (por causa da incompetência da Intelligent Systems btw, não é intencional lol), vai ficando mais divertido, e você começa a sentir que consegue ir mano a mano com as unidades inimigas.

    Os mapas na sua maioria funcionam bem, mesmo que tenham sempre o mesmo objetivo, diria que Seize é pra mim, o melhor objetivo da série. Talvez Arrive e/ou Escape sejam melhores em teoria, mas acho que Seize funciona melhor pelo leque de estilos de jogo que ele suporta, e as logísticas na hora de aplicar certas estratégias. 

    Sempre curti FE6 por ele parecer um misto engraçado dos jogos do Kaga (FE1-5) com os jogos posteriores a ele. Obviamente por que foi feito usando os restos do que ia ser o Fire Emblem 64, né, mas esse arzinho de Kaga que ficou no jogo sempre me cativou e por isso ele é meu FE favorito dos de GBA.

    Com isso dito, não sei se recomendaria o Hard pra alguém a menos que a pessoa esteja procurando algo realmente desafiante e que vai te fazer resetar, ou se a pessoa realmente ama FE6 (eu). FE6 já é tretinha e dificil no Normal por si só. 

    Com isso eu terminei todos os FEs de GBA em suas dificuldades mais altas.  Um dia planejo jogar New Mystery ao menos no Maniac, mas não será agora. Provavelmente depois de descansar de SRPG (quantos dias será meu descanso essa vez? hahaha) eu vou rejogar Berwick Saga, agora que ele tem uma tradução completa.

    Parabéns por ler tudo btw. Toma uma foto bonita de uma garota do FE6 que eu gosto.

    14
    • Micro picture
      andre_hirosaki · 12 months ago · 1 ponto

      Eu gostava desse mapa final pq parece q o Roy tá subindo as 12 casas do santuário eheheheh

      1 reply
    • Micro picture
      melo · 12 months ago · 1 ponto

      Adoro o binding, mas o fetiche com ballista e siege tome me impede de retornar a fazer outra run nele hahaha

      1 reply
    • Micro picture
      enelnoenti · 11 months ago · 1 ponto

      Eu achei os jogos dolorosamente chatos e repetitivos, sem falar na história sem graça.

  • 2020-07-10 20:12:23 -0300 Thumb picture
    gicba checked-in:
    Post by gicba: <p>Capítulos 21, 21x, 22 completos. Reta final agor

    Capítulos 21, 21x, 22 completos. Reta final agora.

    Esse mapa é uma batalha grande na história, então acho que os devs tentaram fazer algo super épico e grandioso, mas acabou sendo chato.

    Tem a mesmo problema do Cog of Destiny no FE7, onde o mapa é gigantesco (meio hipócrita reclamar disso quando amo FE4 mas né) e essas zonas de reforço (se uma unidade acabar o turno dentro delas, o grupo inimigo correspondente aparece no começo da Enemy Phase, durante 3 turnos). Todos estes grupos com a exceção de 1 são Wyverns então eles tem acesso livre pelo mapa, sem contar que são super resistentes fisicamente e dão dano pra caralho.

    Minha estratégia foi turtlar um pouco no começo, esperando os inimigos virem até mim lentamente, enquanto ficava perto da zona verde ali, pra não spawnar mais nenhum inimigo. Depois de confirmar que era seguro, eu fiz minhas unidades montadas carregarem o resto do time por cima da zona, evitando a dor de cabeça de ter mais 3 grupos inimigos fungando em cima de mim e gastando minhas armas.

    Aproveitei e vendi uns itens inúteis tbm, e com o dinheiro eu comprei bastante botas no secret shop, dei dois pares para o Roy, duas pro Rutger e uma pra Miledy, que fizeram bom uso delas. Rutger com 10 mov é bom demais.

    O final do mapa foi irritante e eu tive que dar um reset por burrice minha, já que é impossível se aproximar do boss sem ativar os reforços roxos. Pensando bem agora, eu poderia ter evitado um pouco de dor de cabeça passando por cima da zona azul, mas como quem vem dela é o Galle, que é o namoradinho da Miledy e para de atacar ela se os dois conversarem, acho que foi uma boa pegada. Não sei se é só ele que para de atacar ela, ou se a AI bugou, mas eles simplesmente cercaram ela e não desceram atrás dos outros personagens, o que deixou o final do mapa mais tranquilo, só tendo que lidar com 4 inimigos novos a cada turno...

    Esses aí não tem medo de corona hein

    Completei o capítulo anterior em menos de 30 turnos e tinha Miledy e Zeiss vivos, então fui até o último gaiden do jogo. Esse mapa é super de boa por que não tem nada realmente ameaçador nele, então aproveitei pra cercar uns snipers e deixar o Roy cutucar eles com pra subir de level, pra coisa ao menos aguentar geralmente uma rodada de combate com um inimigo genérico (ele tava no level 8 quando começou o mapa). Além das botas, dei uma energy ring, um seraph robe e uma speewing tbm, ele promoveu no fim do mapa, e...

    Ele ainda é um lixo lol

    Apesar disso, com a Sword of Seals ele ao menos matava os Druids com Fenrir do próximo mapa. Quase morria no processo, mas matava.

    Você provavelmente deve tá se perguntando por que eu ignorei o personagem principal do jogo, que voce é obrigado a usar todo mapa, e arrastar a bunda inútil dele até o trono em toda missão pra ganhar. Usar os personagens principais em FE não é tão necessário, especialmente nesse e no 7, que dá pra ignorar eles quase que completamente. Nesse o final boss é patético e ela apanha pra qualquer Roy quase, então basicamente uma unidade decente no Hard com uma arma lendária+o Roy mata ela consistente, a Binding Blade é retardada de boa e dá dano efetivo tbm.

    Esse sempre foi um dos meus mapas favoritos em FE e isso se mantém hoje, apesar de achar que duas coisas poderiam mudar. Os dois lados deviam ter o mesmo acesso pra sala do Zephiel, já que se você quiser uma forma segura e consistente de sobreviver depois de abrir a porta (só o Roy pode abrir, depois de deixar duas unidades nos "botões" que são onde os dois carinhas no topo do mapa estão), você vai ter que fazer o grupo da esquerda dar uma voooooooooooolta pra chegar ali de novo e você ter mais unidades pra matar os inimigos que estão na sala.

    A outra coisa é que os reforços imediatos das escadas na sala do Zephiel é meio chato imo. É uma boa te fazer ficar esperto e tapar as escadas, mas quando você entra tu já tem um monte de coisa pra matar, os broder de Fenrir tem 40 fucking atk véi

    Enfim, Miledy mandou o Zephiel tomar no cu com a Maltet, matando ele em 3 rounds, Roy sentou na cadeira gamer do Zephiel, e agora é hora dos 3 mapas finais.

    10
  • 2020-07-08 19:51:17 -0300 Thumb picture
    gicba checked-in:
    Post by gicba: <p>Capítulos 17, 18, 19, 20 e 20x (Rota de Ilia) co

    Capítulos 17, 18, 19, 20 e 20x (Rota de Ilia) completos.

    Ilia é geralmente considerada a rota mais fácil da divisão do lategame, pois os inimigos característicos dela (as Pegasus Knights) são mais fáceis de lidar com que os de Sacae (Os Nomads). Pegs não só levam dano efetivo de arcos, como tem Con baixa, o que faz doublar elas mais fácil que os Nomads boladões, sem contar que eles não levam dano de arma efetiva contra cavalaria por que FE6 é jank.

    17 foi tranquilo apesar de ter alguns resets pq não tinha visto que um dos inimigos tinha um Purge, ai ele matou a Lalum. Mas depois foi tudo certo, até aproveitei e treinei um pouco o Hugh no boss por que. já que gastei 10k pra recrutar ele, o Lugh saiu uma merda, e eu gosto do Hugh, por que não usar ele?

    Resultado não foi tão ruim, fiquei satisfeito e dei uma Speedwing pra ele depois. Ele tá razoável.

    Esse mapa lembro de ser tranquilo quando joguei a primeira vez em 2013 ou 2014, não lembro, mas agora no Hard ele me encheu o saco, já que 90% do meu time são unidades com cavalo aí a floresta fazia tudo ir devagar. Consegui pegar todas as vilas mas o finalzinho do mapa é meio chato com o spam de reforços super perto do boss e o dito cujo ser um bishop com purge que 1shota a Lalum e o Roy. Não tinha um jeito confiável de matar ele tbm, minhas melhores unidades num geral só chegavam a 50% hit. Saudades de qundo o Rutger tinha uns 70% hit em todo chefe e matava com dois crits...

    19b foi divertido apesar de ter algo que eu particularmente odeio, fog of war. As ballistas com fucking 15 range são uma merda tbm, mas com um pouco de cuidado (Leia se, deixar as unidades frageis atrás, colocar o Delphi Shield na Miledy e rushar com ela, o Percival e o Lance pra matar os caras na ballista foi a solução. Consegui todos os itens tbm, apesar que poderia ter roubado o Knight Crest do Paladin ali, mas quando lembrei era tarde demais. Aproveitei e me entupi de Physics no shop tbm.

    Nesse mapa a Niime entra no time e cara, eu nunca percebi o quão forte essa velhota é. Claro, ela é de papel, mas a utilidade que ela trás pro time sem nenhum investimento ou tempo é incrível. Ela vem com A staves. e Magic alta pra caralho, o que significa:

    -Physic instantaneo, com alcance ENORME

    -Absolutamente poderosa com Status Staffs. Ela tinha 70% hit usando Berserk nos Druids do próximo mapa, fazendo boa parte da dificuldade da luta sumir.

    -Warp.

    Falando no proximo mapa:

    Fazem uns 7-6 anos que eu não jogo esse mapa, desde que eu joguei FE6 pela primeira vez. Eu rejoguei esse jogo mais duas se não me engano, mas ambas eu fui pra rota de Sacae, e só fiz Ilia na primeira run.

    A coisa é, FE6 foi meu segundo FE, eu era burro pra caralho quando joguei. Esse mapa foi um inferno, pra ser sincero. Eu lembro que eu fiquei dias empacado nele e achei que era impossível.

    Não me culpo por que realmente era difícil, mas por burrice minha eu não usei algumas coisas que facilitariam demais passar disso. Por exemplo, logo no começo você tá no alcance de 2 inimigos com status staff, e se avançar (não dá pra enrolar, tem um limite de turnos pra ir pra próxima missão opcional, que é necessária pro final verdadeiro), você vai ter que lidar com um monte de inimigos de uma vez além disso.

    Como falei mais cedo, a Niime trivializou esse mapa, ela deu Berserk nos dois Druids com status do começo do mapa e eles ajudaram atacando os próprios aliados, sem contar que isso fazia com que eles não botassem meus personagens pra dormir. Sinceramente fora isso a unica parte dificil do mapa são as ballistas de novo, por que tem duas com 15 range e a da esquerda tem crit, então você pode simplesmente ter que resetar por azar.

    Um dos objetivos opcionais é salvar todos os civis verdes, mas na verdade você não precisa tirar eles da cela, eles estão seguros lá. Desde que você não abra a porta, eles vão estar são e salvos. A Juno é só tirar pra fora com um Rescue Staff e recrutar. Moral da história é: Niime é uma excelente unidade. O Saul tbm podia dar berserk nos Druids, mas ele tinha 40% de chance de acertar contra os 70% dela, bem mais confiável. E sem nenhum investimento, como disse antes. Ela tava do jeito que ela entra no time.

    20x eu pulei com Warp pq fodase

    Sinceramente, acho que odeio quase todos os gaiden maps desse jogo pensando agora, lol

    enfim, chegando na reta final. Provavelmente só haverá mais dois check-ins. Parabéns por ler tudo btw, tome um desenho da Lalum de presente

    13
    • Micro picture
      vante · 12 months ago · 1 ponto

      Os gaiden maps são muito chatinhos mesmo. Mas aí, parabéns pelo progresso nesse jogo! Acho que ele é o 3º ou 4º mais difícil da franquia (junto com o Radiant Dawn depois do Fire Emblem 4 e 5).

      3 replies
  • 2020-07-06 18:54:34 -0300 Thumb picture
    gicba checked-in:
    Post by gicba: <p>Capítulos 13, 14, 14x, 15, 16, 16x completos...<

    Capítulos 13, 14, 14x, 15, 16, 16x completos...

    13 foi desnecessariamente dificil por burrice minha, e me recusei a resetar, mas deu pra ir apesar de ter tido que lutar com praticamente todos os reforços por isso. Torrei meu dinheiro em Killing Edges e Killer Lances, as melhores armas normais do jogo (mesma força de Steel, mais leves e mais precisas, sem contar que tem crit né)

    14 é o infamoso mapa do deserto e até que foi mais tranquilo que eu esperava. Usando o macete pra garantir que qualquer unidade consiga os itens secretos, dá pra tirar boa parte da dificuldade. Aproveitei e usei logo ambas pegasus knights e a Miledy, tendo uma forma mais consistente de locomoção. Resultado, mal nem vi os reforços que aparecem no sul, lembro que tinha tido uma dificuldade do caralho com eles nas jogadas anteriores. Consegui todos os itens e a Guiding Ring que só a Sophia pode pegar tbm.

    14x eu warpskippei lol fodase mapa chato do caralho.

    15 foi um pouco chato no começo pq o Percival ia pro lado errado, mas consegui manipular ele e recrutar, ai depois era só acelerar pro vilarejo antes do Garret. Hammerne é importante para meus planos. Tive um pouco de problema com as Valkyries, não sei o que tem no GBA que elas são sempre super rápidas e chatas nas dificuldades altas.

    16 eu tomei no cu, por que planejava pegar o Hugh com potencial máximo (ele custa 10k pra recrutar, e cada vez mais que você recusa, ele abaixa o preço, mas as base stats dele tbm abaixam junto), mas eu fui absurdo de idiota e não deixei 10k pra recrutar ele...

    Aí acabou que eu tive que ficar o mapa todo esquivando do desgraçado, roubar o member card dele, levar uma unidade com itens pro secret shop pra vender e ter 10k pra recrutar ele, sem deixar ele ou o Douglas morrer. Foi um saco.

    16x eu warpskippei tbm pq ô mapinha desgraçado, spam de siege tome e status staff. Pior que até pra warpskippar foi chato, por que o Rutger precisava de mais de um turno pro boss, e o corno adorava dar Berserk na Cecilia enquanto outro mook dava Silence no Saul, aí ninguém podia tirar o status com Restore.

    A primeira vez eu contei os espaços errado e tive que resetar, ai foram mais uns minutos gastos tentando fazer a estratégia dar certo...

    Mas com um pouco de queijo de fazer eles desperdiçarem os siege tomes e status staff, foi.

    Agora graças a deus meus esforços de usar a Tate deram certo e fui pra Ilia, que é a rota menos chata das duas. Não quero nem imaginar a merda que é Sacae no Hard.

    also, the chad miledy promovida no level 17

    The virgin Tate promovida no level 20

    12
  • 2020-07-03 01:31:44 -0300 Thumb picture
    gicba checked-in:
    Post by gicba: <p>Esqueci da minha run não.</p><p>Completei o arco

    Esqueci da minha run não.

    Completei o arco da western isles (capítulos 9, 10, 11, 12, 12x

    Capítulo 9 foi de boa, tentei treinar a Fir nos reforços de piratas mas a corna acabou terrível então eu desisti e só dei a Wo Dao dela pro Rutger.

    Promovi ele e o Lance neste mapa e aí ficou mais tranquilo, agora que tenho 2 unidades boas pra linha de frente, que tomam bastante dano e costumam dar 1 round em boa parte dos inimigos genéricos, eles tem bastante HP no hard mode. 

    Shin também foi recrutado e ele é uma das melhores unidades no HM, tbm, então fui direto feedar o filho da puta. Pena que ele começa com D rank em arcos, ai não pode usar o Killer Bow de cara, mas contribui bem por ter utilidade de rescuechain+chip que é importante por que de novo, inimigos com HP alto.

    Escolhi a rota da Echidna por familiaridade. Apesar de gostar do Bartre tbm (ainda prefiro a Echidna mas detalhes), é a terceira vez que jogo FE6, e a terceira que faço a rota dela. Talvez na próxima run eu vá pelo outro caminho

    Capitulo 10A foi tão tranquilo que deu dó, apesar de ter tido dois resets por bobeira minha. Recrutei o Geese e o Gonzales, pena que não tenho tempo/espaço pra usar ele, eu adoro a criatura. 

    Agora o 11A, rapaz

    Esse é infamoso por ser casual filter se você quiser tudo, mas infelizmente tem algumas coisas RNG.

    Tem várias casas pra visitar, e bem cedo no mapa, tipo no turno 6 ou 7, spawna um bandido perto da casa 8 que provavelmente vai destruir ela em 2 turnos se você não acelerar o passo. Essa é a parte boa do mapa: o item da casa é um statbooster de HP, que é mt bem vindo, então o jogador tem um incentivo pra avançar rápido e otimizar o movimento.

    As partes ruins, é que o Klein e a Tate, dois personagens recrutáveis, SIMPLESMENTE TEM UMA CHANCE DE 10% DE NÃO FAZEREM NADA NO TURNO DELES. O resto dos inimigos que spawnam com eles andam, mas eles podem ficar parados fodendo tudo. Como eles viram unidades verdes quando você recruta a Tate e o Klein, você ganha um item de promoção equivalente a classe (Orion's Bolt no caso do Klein, Elysian Whip no caso da Tate), mas eles podem resolver ir na frente do comandante e te obrigar a matar eles. Foi o caso com o pessoal da Tate.

    Uma das subordinadas cornas dela entrou na frente então tive que matar ela pra que o Klein pudesse recrutar ela, infelizmente. Pelo menos o Elysian Whip que ela dá não era absolutamente necessário, era mais pra vender e me entupir de bota no final do jogo mesmo.

    A outra coisa ruim, é a Echidna aparece tarde demais com uns 3 inimigos que podem matar suas unidades mais fracas numa porrada, e eles são ambush spawns, o que leva a frustração desnecessária. Deviam estar no mapa desde o início, imo.

    Mas fora isso, foi bom exercitar algumas coisas que aprendi depois de anos. Fazer a Shanna levantar o Rutger e jogar ele por cima do muro no começo do mapa ajuda muito, o filho da puta arregaça tudo e tira boa parte da dificuldade do mapa sozinho, sem precisar ficar gastando turno e arma quebrando a parede em cima.

    Capítulo 12 lembro de ter me filtrado forte quando joguei, mas meu Lance blessed dava 1rko nos inimigos dos corredores com um handaxe, ai deu pra terminar fácinho, Shoutouts pro Warrior com 22 STR btw. E jesus meu Lugh nem dava dano no boss, acho que o coitado deu azar com growth de magic, só pode.

    Aproveitei e terminei o 12x tbm, fui mais devagar pra dar XP pro Shin, pra Tate e pro Lugh. Shin foi o que mais pegou exp e depois que ele chegar no 15 vou promover ele, acho. Ai ele pega espadas e fica topzão, vai deixar mais fácil feedar kills pro Lugh e pra Tate, e talvez a Shanna (deus não quero ir pra Sacae)

    E lembrete, crianças: Rutger é uma boa unidade

    Promover unidades antes do level 20 é válido e uma ótima decisão (:

    11

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...