This game doesn't have any review. Be the first one to review it!

Add Review


  • santz Santz
    2021-01-16 10:26:16 -0200 Thumb picture

    Jogo finalizado nº: 409 - Um dos jogos mais avançados para o Atari

     Eu me lembro de ter vagas lembranças desse jogo na minha infância, mais por conta do seu visual. Como disse no título, é um dos jogos mais avançados do console. Os gráficos sã belíssimos, com paisagens diversificada e alguns elementos que se movem ao fundo, como sol, barco e pássaros. Na minha opinião, é o jogo mais bonito do Atari 2600. Outra inovação é sua trilha sonora inesquecível, com uma melodia constante e divertida de se ouvir, algo extremamente raro para o Atari. E quando chegamos em casa, temos mais uma musiquinha, foda demais.

     Mas se o jogo impressiona nesses quesitos, a gameplay dele é um tanto monótona. Sei que é um dos primeiros jogos de plataforma ao lado de Pitfall, então essa coisa simples de pular sobre pontes e inimigos se movendo é até bacana, mas cada rota possui apenas 7 telas para daí começar a repetir. E não são 7 telas únicas, elas se repetem também em uma ordem específica. Deve ter só umas 4 ou 5 telas de desafio para o jogo e a dificuldade não aumenta. para ele começar a repetir todo o ciclo é preciso vencer a rota 32 vezes, cansativo demais. Mas a culpa é minha, eu sei. O jogo não foi pensado para ficar jogando por tanto tempo, mas foi uma experiência bacana. Controlar o pulo do ar é bem da hora.

    37
  • jesspras Jessica
    2020-07-19 21:11:21 -0300 Thumb picture
    jesspras checked-in:
    Post by jesspras: <p>jogando emulador de atari com o cremoso. Cada jo

    jogando emulador de atari com o cremoso. Cada jogo que eu dou risada ele diz "Fez parte da minha infancia, ué"

    tah....

    21
    • Micro picture
      thiones · 10 months ago · 2 pontos

      Esse é bão. Jogo até hoje por causa da musiquinha. Segundo o @le é um hino cristão.

      3 replies
    • Micro picture
      santz · 10 months ago · 2 pontos

      A musiquinha desse jogo é foda demais. Tenho fracas memórias de ter visto esse jogo quando era muito criança.

      1 reply
  • marlonfonseca Marlon Fonseca
    2020-02-19 18:53:46 -0300 Thumb picture
    Post by marlonfonseca: <p>Hoje me veio a lembrança desse jogo e das muitas

    Hoje me veio a lembrança desse jogo e das muitas lembranças que ele me traz.

    A mais bela é a de ser o game preferido da minha mãe que jogava comigo ou apenas me via jogar.

    Deve ter sido o primeiro ou um dos plataformas que eu joguei na vida.

    Amo demais!

    20
    • Micro picture
      santz · about 1 year ago · 3 pontos

      Que massa isso. Minha mãe nunca foi chegada em jogos. Nem meu pai.

      1 reply
    • Micro picture
      avmnetto · about 1 year ago · 2 pontos

      Música memorável para o Atari 2600! Também adoro esse jogo.

  • viciogame VICIOGAME Retro Games
    2018-10-10 11:48:07 -0300 Thumb picture
    Post by viciogame: <p>🎮 Bobby is Going Home (Atari 2600)&nbsp;Gameplay

    🎮 Bobby is Going Home (Atari 2600) Gameplay.

    #Viciogame #BobbyIsGoingHome #Atari2600 #Gameplay #CCE #Atari #LetsPlay

    1
  • lgd Leandro
    2018-07-10 17:07:31 -0300 Thumb picture

    Desafio - Top 20 Músicas de Games

    Primeiramente agradecer ao @volstag que me marcou para esse @desafio.

    As regras são as seguinte:

    1 - Poste uma música de um jogo por dia por 20 dias (total de 20 jogos)
    2 - Não pode repetir o jogo
    3 - A música precisa estar no jogo (OF COURSE!)
    4 - Vale versão remix ou música licenciada no jogo
    5 - Marque um amigo por dia e a persona desafio
    6 - Não explique nada, só poste

    Dia 7

    15
    • Micro picture
      santz · almost 3 years ago · 2 pontos

      Mano, esse jogo tem uma musiquinha muito viciante.

      2 replies
    • Micro picture
      volstag · almost 3 years ago · 2 pontos

      Hahaha, eu curtia muito jogar esse jogo, mas a música chega uma hora que atormenta

      2 replies
  • le Leandro Santos
    2018-06-10 10:36:25 -0300 Thumb picture

    Desafio dos 10 jogos marcantes - Dia 2

    Marcando o @thiones, que disse que, dessa vez, vai fazer um desafio. Hehehehe...

    19
    • Micro picture
      volstag · almost 3 years ago · 2 pontos

      Esse jogo é foda, a musica fica enraizada no cérebro e você não consegue esquecer hahaha

      10 replies
    • Micro picture
      thiones · almost 3 years ago · 1 ponto

      Haha é, dessa vez seria sacanagem mesmo se eu não fizesse.

      A música desse jogo é bacana

      2 replies
    • Micro picture
      porlock · almost 3 years ago · 1 ponto

      joguei muuuuuito esse jogo qdo era moleque...

  • 2018-04-06 15:35:14 -0300 Thumb picture

    Combo#59 [Atari 2600] (1983): Bobby is Going Home & Frankenstein's...

    ...Monster

     Mais um dos poucos jogos de plataforma estilo Pitfall! para o Atari 2600. Bobby deve caminhar por 7 telas para poder chegar em casa, porém, há diversos obstáculos em seu caminho, como borboletas, patos, chafariz e poças d’água, pois é, Bobby é uma frágil criança. Uma música empolgante acompanha Bobby durante seu trajeto, sendo um dos poucos jogos da plataforma a trazer uma música de fundo. - Além de divertido, o jogo conta com gráficos muito bem produzidos, com diferentes elementos no cenário de fundo e alguns deles possuem movimento próprio. O controle de Bobby é muito bom, pois é possível alterar a trajetória de seu pulo no ar.

    Nota pessoal: ★★★☆☆

    ----------------------------------------------------------------------

    ----------------------------------------------------------------------

     O outro jogo de plataforma é inspirado nos livros e filme do monstro de Frankenstein. Controlamos um pequeno humano que deve construir uma barreira de tijolos antes que o monstro desperte. Começamos no terceiro andar do castelo, então descemos para o segundo, onde há aranhas e buracos, vamos para o primeiro, com um lago e aranhas descendo pelo teto, pegamos o tijolo e voltamos para o terceiro, onde temos que atravessar uma chuva de morcegos para alcançar a parede. - O jogo é curto e bem divertido. Os gráficos e o som dos raios conseguem te deixar bem tenso. Precisão é tudo neste jogo, pois seus inimigos agem de forma aleatória. O pulo é meio ruim, dado os desafios, mas dá para se virar.

    Nota pessoal: ★★★☆☆

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @velhoretrogamer, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @luizkorynga, @marlonfm, @joanan_van_dort, @zak_yagami [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    38
    • Micro picture
      old_gamer · about 3 years ago · 4 pontos

      Joguei de mais o bobby, mas esse Frankenstein não conhecia, entrou para minha lista de futura aquisições, mas só devo encontrar na eBay.

      6 replies
    • Micro picture
      volstag · about 3 years ago · 4 pontos

      Esse maldito Bobby quando eu pegava pra jogar ficava horas, o jogo acredito não ter fim, porque já passei muitas horas jogando e nada, e não faria isso novamente, a musica entra na cabeça!
      Já esse do Frank eu não conhecia, mas achei interessante.
      PS: Marca eu!!

      1 reply
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · about 3 years ago · 3 pontos

      Mano...fala pra mim... não é engraçado dizer que eu acahava incrível os gráficos e a trilha de BOBBY IS GOING HOME? kkkkkk...se comparar com hoje em dia...
      ---
      Mas fala pra mim... é ou não uma delícia essa trilhazinha?
      Ok ok...tô exagerando mas... é a vibe nostalgia batendo...voltando à ser criança...
      ---
      https://www.youtube.com/watch?v=LvKojyyFOFo
      ---
      Até o pulo tem um barulinho gostoso... kkkkkkkkkkkkkk

      4 replies
  • jcelove José Carlos
    2018-02-02 17:45:11 -0200 Thumb picture

    50 games sobre mim (Parte 1)

    Medium 3596905 featured image

    Aparentemente o pessoal se empolgou em fazer (de novo) a corrente dos 50 fatos por aqui nesses dias... 

    Pra contribuir com o flood e inspirado no vídeo do Araújo, resolvi ser o diferentão que só quer falar de Jhogos e fazer um texto sobre os 50 que não são sobre mim, mas se relacionaram fortemente ao que me tornou um viciado tão hardcore nesse negócio.

    A idéia, assim como a do vídeo acima é listar e comentar 50 GAEMS marcantes pra mim (não se trata de uma lista de favoritos) só que com alguns critérios diferentes: 

    -Separei (ou tentei) por plataforma em ordem cronológica

    -Não listei mais que um jogo por franquia (muito difícil U_U) senão teria muitos REs, Final Fantasies e Metal gears XD, só colocando o mais impactante (provavelmente será o primeiro que tive contato...)

    -Não listei jogos de console que não tive ou que não joguei muito na época por isso nada de Nes, Saturn, Dreamcast (infelizmente) e consoles mais recentes, então se prepare pras velharias.

    -Coloquei um comentário divagante e boring "rápido" em cada jogo e sobre o console em questão.

    -Depois de começar a escrever e ver o monstro que to criando, resolvi separar em partes já que provavelmente ninguém vai querer ler isso  mesmo.hehe.

    Se conseguir chegar ao final, parabéns porque isso vai ficar monstruosamente longo XD

    Atari 2600

    O Atari 2600 foi o primeiro videogame que conheci, devia ter uns 6 ou 7 anos quando minhas tias arrumaram um console oficial e um Dactar (um dos clones brasileiros) e ficavam jogando a tarde toda com os namorados no FDS. Obviamente eu só podia jogar quando ninguém mais queria mas mesmo assim achava fantásticos vários jogos. Pra não socar a lista com Atari, peguei 3 dos favoritos.

    1.Halloween

    O jogo do baseado no filme homônimo era chamado por aqui de "Sexta-feira 13" nos cartuchos de 6 jogos em 1 do Dactar, provavelmente os caras da Milmar acharam que Jason tinha um apelo maior que Michaeal Myers. Se bem que com os gráficos do jogo não daria pra distinguir mesmo a diferença mesmo, cresci acreditando que era o "jogo do Jason".

    Mas curiosidades a parte, esse foi o primeiro jogo que me deu a sensação de que jogos poderiam ser algo além de uma corrida repetitiva por score e habilidade (apesar dele ser exatamente isso). Da pra considerar como um dos "Survival horror" do Atari junto com Haunted House e o próprio jogo de Sexta-feira 13 (que na época ja era ruim).  A música dele era uma coisa fantástica no Atari e dava aquele climão sinistro e o gameplay que basicamente consistia em fazer a personagem correr desesperada por quartos aleatórios em busca de crianças antes que o Michael chegasse e matasse ambos era tenso como um bom thriller cinematográfico, mesmo que hoje pareça mais engraçado que sinistro. A gente TINHA que usar a imaginação no Atari.hehe

    2.River Raid

    Esse é unanimidade em qualquer círculo de fãs do console. RR foi um jogo revolucionário (como quase tudo da Actvision na época, diga-se de passagem). Jogos de "navinha" existiam as centenas na época, mas a grande maioria era clone de Asteroids ou Space Invaders. 

     Nesse a coisa era diferente, você tinha um avanço vertical na tela com cenários que se movimentavam e iam mudando, tinha que gerenciar seu combustível e mirar certinho nos inimigos e pontes sem bater no chão. Lembro que assim como enduro o povo saia espalhando a lenda de que o jogo tinha um final se chegasse a certa pontuação (coisa rara no Atari) e passavamos HORAS tentando avançar. Pessoalmente eu nunca conseguia muita coisa, mas sempre quis saber se terminava ou não.

    A verdade é que Assim como Pitfall e H.E.R.O (menção honrosa aqui) ele acabava com a pontuação maxima mas o "final" se resumia a explodir o avião e travar a tela com exclamação no lugar da pontuação. Muito triste, mas ainda assim é um dos poucos jogos do console que eu jogaria fácil hoje,  me divertindo.

    3.Bob is going home

    Esse não é tão lembrado como Pitafall mas foi o primeiro jogo de Atari que vi ter um sistema de "fases" com avanço lateral por várias telas diferentes. Da pra dizer com um pouco de gentileza que seria um precursor de jogos de plataforma como Mario Bros estabeleceu anos depois.

    Adorava a musiquinha também. Pelo que soube ela nem era original do jogo, tipo a música tema de Metal Gear Solid XD

    4.Enduro

    Nunca curti muito jogos de corrida mas não tinha como não gostar desse aqui. Enduro tinha um conceito bem bacana onde seu carro de F1 avançava por vários dias e noites em pistas que iam mudando de terreno e clima. 

    Era outro que sempre tinha alguém dizendo que se ganhasse 5 troféus aparecia um final. lembro que um dos meus tios chegou a ter 4, mas ficava muito sinistro depois disso.XD

    Mega drive

    Depois do Atari só fui ter videogame em casa vários anos depois e nem era meu novamente...Meu irmão trocou com um amigo na escola só que não ficava mais de 5 minutos jogando nada ai praticamente só eu me divertia  com o blast processing. Foram muitas tardes de funstration (Meguinha era hardcore). Tive e terminei poucos jogos mas alguns são inesquecíveis.

    5.X-man 2 - The clone Wars

    Um dos melhores jogos de ação do Mega e também um dos poucos jogos licenciados de personagens da Marvel que não era medíocre ou ruim. Desde o choque do começo onde o jogo iniciava imediatamente, sem tela de intro ou nada ao final que pouca gente conseguia alcançar era muita porrada e plataforma frenética com a equipe de mutantes do professor Xavier. 

    Um dos lances legais do game era o esquema de ter que escolher o personagem certo pra cada fase além de algumas sairem do óbivio como a da fábrica de sentinelas que tinha uma seção de fuga que necessitava ter decorado o layout da fase anterior. Mal consegui chegar na metade e só fui zerar recentemente usando savestate e cheat de vida infinita (se soubesse dele na época U_U).

    6.Robocop vs Terminator

    Gunstar Heroes, Mega Turricam, Alien soldier...todos jogaços, mas o Run'n gun mais awesome do mega pra mim era esse crossover baseado na HQ de Frank Miller. 

    Ao contrário da bem comportada versão do Snes que seguia a pegada plataforma, o jogo da saudosa Virgin era tiro frenético pra todo lado com muitas armas bacanas e violência explícita. Até a fase 3 é um passeio, depois complica gradativamente até virar um inferno de morte instantânea. Nunca cheguei nem perto do finam também, mas joguei muito.

    7.Chakan the forever man

    Você acha Dark souls difícil?...

    Seria o meu jogo favorito do Mega SE não tivesse um design de fases tão troll e feito pra frustrar o jogador. O conceito do jogo era único e só vi algo parecido muitos anos depois na série Soul Reaver: seu personagem é imortal, logo nunca tem um game over, se o hp acabar ele volta pro hub inicial e pode escolher novamente qualquer uma das 4 áreas disponíveis (cada uma com 3 fases desbloqueadas em sequencia) pra conseguir armas que dão acesso a 4 novas áreas depois.

    Além disso o jogo ainda tinha um sistema de combinação de poções que permitiam conseguir poderes temporariamente, desde laser nas espadas a invisibilidade, cura, pulo mais alto e por ai vai. O problema é que a dificuldade das fases era sisnistra com muitas áres de "saltos de fé" sem ver o que tinha embaixo (possivelmente morte), a movimentação do personagem era travada e os inimigos spammavam em alta velocidade sem pena na direção dele. Definitivament é um dos jogos mais cruelmente difíceis da época. Obviemente não cheguei nem perto de terminar tbm. Mesmo com cheat e savestate ainda é muito dificil, parabéns se você conseguiu.

    8.Streets of Rage 3

    Esse acho que não precisa falar muita coisa. SoR era de longe a melhor série de beatem up do mega. Joguei muito o 1 e o 3 na época e apesar de ser apaixonado pela Blaze lambadeira do original, gostava mais do 3 por causa da narrativa mais elaborada, tinha historinha que mudava dependendo do que vc fazia nas fases e mais de um final. 

    Nem fazia idéia de que a localização dele zoou o enredo todo mas achava sensacional. O fato dos personagens correrem e ainda ter 3 secretos incluindo o Shiva sinistraço, um canguru boxeador e um gayzão extravagante (Ash) era muito bacana. Tá,  as musicas eram piores e a paleta de cor meio esquista mas adorava.

    9.Sonic The Hedghog 2

    Um dos poucos jogos que conseguia jogar do começo ao fim no Meguinha. Sonic 2 é um espetáculo! 

    Muita diversão em gráficos, som e gameplay ainda melhores que o original. Exemplo de continuação bem feita. O Sonic virava Sayajin vei!!! E ainda tinha o super carismático Tails!

    Super Nintendo

    O Supernes eu tive contato apenas nas locadoras e em revistas mas como aqui na periferia de Salvador a coisa era atrasadona, quando apareceu uma locadora com acervo decente os consoles de 32 bits ja tavam aparecendo ai eu queria jogar mais no PS1.Fui jogar de verdade só com emulador tempos depois. Dai só vou destacar 2 que considero impactantes até hoje.

    10.Super metroid

    Ah, a Samus...tão bela, tão badass... lembro que todas as revistas da época rasgavam seda pro jogo de como era inovador e único. Pra quem tava acostumado com fases lineares, realmente se ver jogado num planeta  onde todas as áreas são conectadas e é preciso avançar de forma não linear consultando um mapa que ia se completando conforma avança realmente era de explodir cabeça!

    Junte tudo isso a gráficos e jogabilidade perfeitos (até hoje) muitos segredos e design que incentiva a exploração e temos algo pra se lembrar realmente.

    11.Chrono Trigger

    Melhor JRPG dos 16 bits pra mim. 

    O trabalho do dream team ainda hoje chama atenção. O sistema de new game + era algo inovador na época e a idéia de vários finais (nem as revistas sabiam dizer se eram 11 ou 14) baseados nas ações que fazia na história me prendeu por bastante tempo e é até hoje um dos meus favoritos do gênero. Um dia consigo o cart do DS.  Se não jogou pega alguma das versões por favor!Não vai se arrepender

    Arcade

    Enquanto não tinha console "jogava" em arcades (leia-se botecos bem duvidosos onde sempre tinha algumas maquinas) onde sempre tinha que ter SF 2 TWW,  Algum beatem up da Capcom (geralmente Final Fight, Captain Commando, Kinights of the round ou Cadillacs and dinossaurs) e algum jogo de luta da SNK, poderi citar muito mais do que apenas esses 3 mas como era um menino sem dinheiro e habilidade, passava bem mais tempo vendo o pessoal jogar do que jogando de fato.

    12.Street Fighter Alpha 2

    Street Fighter 2 influência os games de luta até hoje, mas a série alpha era algo de outro nível pra mim na época. Arte bonitona, jogabilidade nova, os personagens novos, historinha mais elaborada e no 2  A SAKURA. Joguei muito o 1 e o 2. Saber fazer o secreto do Akuma te tornava um guerreiro temido no começo.hehe. 

    Pena que aqui nos botecos não tinha aquelas maquinas oficias da Romstar que liberavam cards dos personagens quando zerava U_U Fiquei babando na revista esperando chegar uma aqui, mas só rolava aqueles gabinetes não oficiais.

    13.Aliens vs Predator

    Dificil escolher entre os jogos da Capcom nessa época. Muita empresa fazia beatem'ups pra arcade mas pra mim, nenhuma delas chegava perto da dona de jogos como Kinights of the round, Punisher, Capitain Commando e Cadillacs and Dinossaurs, mas sem dúvidas o que me marcou por curtir os personagens demais e a jogabilidade frenética foi esse crossover. 

    E nem foi porque foi o único que consegui terminar no arcade!!!hehe

    14.The King of Fighters 97

    Esqueça Mortal Kombat. Se a Capcom teve um concorrente de verdade nos arcades, foi a SNK com sua vasta linha de jogos de luta com qualidade crescente (ao menos até o ano 2000). Desses a série TKof, que apelava pra uma mistura dos principais jogos da empresa com revolucionário sistema de batalhas por time, foi o que mais chamava a atenção da galera. Todo ano era certeza de The King novo e os "contras" corriam soltos. 

    Nunca fui um jogador bom, sequer mediano na verdade, mas joguei demais Kof 97. O jogo tinha muitas novidades como a possibilidade de mudar o sistema de luta pra algo no estilo Kof 94-5 ou do 96, finais secretos pra combinações especificas de personagens, as versões Orochi bizarras que quem sabia habilitar tirava onda e até um interessante sistema de relacionamento entre os personagens que alterava alguma coisa entre os rounds. Ainda hoje é meu favorito, apesar de ser meio quebrado.^^. Nem mencionei a melhor história de jogo de luta até então. Saudades saga Orochi U_U

    Parte 2 com PS1, o meu console favorito evar em breve,  se continuar motivado XD

    28
  • volstag Guilherme De Assis Pinto
    2017-04-27 12:01:18 -0300 Thumb picture
    volstag checked-in:
    Post by volstag: <p>Bom, ao que tudo indica estou pra arranjar um tr

    Bom, ao que tudo indica estou pra arranjar um trampo, terça feira está marcado pra eu ir conversar com o possível patrão.

    Isso significa que irei jogar bem menos, e menos ainda irei fazer checkins, pra muitos isso pode significar nada, mas eu realmente amo vídeo game, por mim jogaria sempre, enfim... só um desabafo, e não estou reclamando não, um emprego proporciona dinheiro pra pagar as contas e quando sobra poder fazer uma infinidade de coisas boas, como comprar jogos hahahaha.

    20
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · about 4 years ago · 4 pontos

      ...Infinidade de coisas boas...?
      Coxinhas flamejantes?
      Conte me detalhes...

      3 replies
    • Micro picture
      old_gamer · about 4 years ago · 2 pontos

      Bem vindo a realidade : )

    • Micro picture
      msvalle · about 4 years ago · 2 pontos

      Sucesso em sua entrevista! O segredo é harmonizar as demandas da vida hehe

  • rockysilvabr Rocky Silva
    2015-08-19 00:45:47 -0300 Thumb picture
    rockysilvabr checked-in:
    Post by rockysilvabr: <p>Perdi de novo no Street Fighter III no Ranked...

    Perdi de novo no Street Fighter III no Ranked... então enquanto tá procurando adversário online... matar a saudade disso no PC XD ... vou jogar dois games ao mesmo tempo :v pauso quando chegar gente no ranked... quando entrar em busca eu volto pra o Atari :P

    2

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...