You aren't following fonsaca.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • fonsaca Adriano Luís Fonsaca
    2021-10-21 21:15:54 -0200 Thumb picture
    fonsaca checked-in to:
    Post by fonsaca: <p>Com o tempo exato de 30hrs e 30 minutos, eis meu
    Front Mission 3

    Platform: Playstation
    461 Players
    68 Check-ins

    Com o tempo exato de 30hrs e 30 minutos, eis meu save final para um possível, mas não plausível, NG+.

    Não tenho muito mais o que falar.  Só que achei a batalha final (como quase todas do jogo) fáceis pro gênero TRPG. Algumas demorei para passar e até deram uma tensão com a dúvida de se conseguiria, mas efetivamente, em tantas missões, eu só morri uma ou duas vezes e só terminei umas duas batalhas "por pouco".

    Ah, o enredo do primeiro jogo da série é bem mais tenso e legal.

    Acho que é isso, até o próximo jogo!

    18
  • fonsaca Adriano Luís Fonsaca
    2021-10-21 20:59:17 -0200 Thumb picture
    Post by fonsaca: <p>Acabei de descobrir essa pérola!<a href="https:/

    Acabei de descobrir essa pérola!

    Industrial Spy: Operation Espionage

    Platform: Dreamcast
    23 Players
    1 Check-in

    11
  • fonsaca Adriano Luís Fonsaca
    2021-10-20 11:41:04 -0200 Thumb picture
    fonsaca checked-in to:
    Post by fonsaca: <p>Antes e começar o meu papo sobre o enredo, vou c
    Front Mission 3

    Platform: Playstation
    461 Players
    68 Check-ins

    Antes e começar o meu papo sobre o enredo, vou comentar um pouco das batalhas. Elas são legais e viciantes, mas não vi muita diversidade nos objetivos nas missões. A grosso modo, acho que todas se resumem a vencer os inimigos e não tem aquela coisa de TRPG "aguente uns turnos que a batalha acaba, proteja não sei quem, chegue em tal área etcs". Não lembro se o primeiro FM era tão pouco diversificado assim.

    Sobre os wanzers, que são meio demorados de configurar: acabei experimentando outros que ganhei, mas meio que fiquei com a sensação que deveria ter ficado com os iniciais e só dado upgrade mesmo pq fui evoluir o inicial do protagonista, que estava no estoque, e ele ficou sendo um pouco melhor do que todos. No final, acho que vc só muda mais se quiser diversificar o design mesmo.

    Aí o esquema é variar nas habilidades: deixar cada um dos quatro personagens que vão para as batalhas com uma arma diferente. Tbm costumo levar itens de cura e deixar quase todo mundo com escudo.

    Resultado: uns três game overs somente. Um por descuido, um por não ter visto que tinham upgrades novos e um por dificuldade (que recebeu um pico estranho agora na reta final: quase todo ataque dos inimigos ejeta os personagens dos wanzers e eles conseguem atacar facilmente os ejetados).

    Sobre o enredo, possui spoilers

    A sofrível (e extensa) parte da China passou e voltei ao Japão. Com isso o bem versus mal clichê estilo ocidentalismo cristão passou um pouco. Lá até amenizou no final pq os rebeldes capitalistas da China só se importavam em tomar o poder, mesmo que as custas de vidas de civis. Apesar de que a "culpa toda" ainda era dos "socialistas do mal" e o protagonista até engoliu o papo de que "baixas em guerras acontecem". Boa frase, mas o protagonista é aquele idealista que quer salvar todo mundo e afins, estranho ele aceitar de boas nessa altura do campeonato. 

    De quebra tivemos algumas revelações "impactantes" com a Emma e a Alisa, mas se for só isso não é nada perto da treta do primeiro jogo.

    No Japão, é claro, a coisa ficou menos bem versus mal já que tínhamos um lado do governo que não queria o golpe militar e outro que queria. Estranho, né? Até agora há pouco, quase todo mundo era "do mal" na China. Acho que a pira é a paranoia (inveja?) com o socialismo chinês mesmo. 

    Enfim, no clímax a coisa saiu um pouco da política sobre guerras pra virar um individualismo heroico padrão de anime: o protagonista quer salvar todo mundo, mas temos um vilão meio louco que se acha um deus. Todavia o protagonista não amadureceu nada e continua "impetuoso" tipo o Seiya: "- Vamos lá de uma vez! Ahhhh, apanhei!" - então todo mundo precisa dizer: "- Calma, espere Seiya!" - para frear o ímpeto do maluco.

    21
    • Micro picture
      mastershadow · 3 days ago · 2 pontos

      Esse Lukav é maior doidão pelo que lembro kkkkk

      3 replies
    • Micro picture
      lgd · 3 days ago · 1 ponto

      Eu achei as batalhas do Front Mission do SNES mais legais, no Front Mission 3 é interessante mais pelos gráficos e efeitos, também achei repetitivo.

    • Micro picture
      jcelove · 2 days ago · 1 ponto

      O 3 é bacana mas se estende demais. Se cada campanha tivesse 20h tava show. Com 40 cansa e o enredo realmente é meio boring. Lucav é um palhaço.hehe

  • fonsaca Adriano Luís Fonsaca
    2021-10-15 15:46:35 -0300 Thumb picture
    fonsaca checked-in to:
    Post by fonsaca: <p><strong>Possui spoilers</strong></p><p>Os protag
    Front Mission 3

    Platform: Playstation
    461 Players
    68 Check-ins

    Possui spoilers

    Os protagonistas chegaram em uma cidade chinesa. Emma estava passando mal e eles precisavam urgentemente de um abrigo. Pediram ajuda a uma transeunte que, relutantemente, aceitou ajudar os gringos e inimigos de seu país (a equipe só tem uma personagem chinesa). Isso seria o mesmo que, sei lá, caso algum país invadisse o Brasil, nós fôssemos ajudar os invasores.

    Ok, a chinesa aceitou ajudar, pois os gringos prometeram "não causar problemas, só descansar". Após se instalarem na casa da pobre mulher, resolveram dar um pulo no boteco local. Lá descobriram que o irmão adotivo da anfitriã chinesa era o filho perdido de um político pika da região. Os milicos gringos fizeram a cabeça do guri que, largou sua vida confortável com sua irmã para combater os "socialistas do mal".... meeeeu...

    Tipo, os protagonistas prometeram não incomodar a chinesa, mas acabaram aliciando o irmão menor de idade dela pra lutar na guerra do lado deles, contra sua nação de origem, e destruíram a família deles. Meeeeeu caneko... isso são os protagonistas? O foda é que a história não é sobre anti-heróis ou afins, é como se os personagens que jogamos fossem exemplos de índole e só os milicos do outro lado são "do mal". Tá maquiavélico demais pra mim.

    14
    • Micro picture
      mastershadow · 7 days ago · 3 pontos

      Tbm lembro pouco das tramoias pq eu era adolescente de 16 anos quando zerei as 3 vezes em seguida ainda kkkk. Mas por isso mesmo pretendo rejogar logo. Mas eu sei que vai rola umas piras locas meio fora de foco q nao posso dar spoilers.

      1 reply
    • Micro picture
      lgd · 7 days ago · 2 pontos

      Puts, fazia tempo que não lia "transeunte", me lembrei na hora do disco A Sociedade da Grã Ordem Kavernista kkkkk

      Faz tempo que joguei e não lembro muito da história, mas é comum isso kkkk

  • fonsaca Adriano Luís Fonsaca
    2021-10-14 13:12:00 -0300 Thumb picture
    fonsaca checked-in to:
    Post by fonsaca: <p><strong>Possui spoilers</strong></p><p>Enredo ai
    Front Mission 3

    Platform: Playstation
    461 Players
    68 Check-ins

    Possui spoilers

    Enredo ainda está morno e o protagonista continua impulsivo e sem graçaa. Estou na parte de Taiwan e tá dando sono o enredo: todo mundo passa fome no socialismo "do mal" da China e os protagonistas precisam ajudar milícias liberais a "se livrarem do mal socialista".  Ironicamente, hoje, a taxa de desemprego da China é bem baixa (similar a dos EUA, inclusive) e um trabalhador médio por lá ganha mais do que o brasileiro. Afinal, no mundo real: no país onde as forças dos EUA ajudaram as milícias liberais a se livrarem do mal do socialismo (Brasil) a população vai bem mais mal do que na China.

    O que salva é o gameplay.

    De quebra, fiquem com imagens de alguns países do mundo para reflexão. Quais são capitalistas? E quais são socialistas?

    E aqui temos um confortável "meio termo" dessas piras chamado Finlândia com seu socialismo-democrático:

    19
    • Micro picture
      vinicios_santana · 9 days ago · 2 pontos

      Era spoiler do jogo ou da vida real T.T
      hahaha, brincadeiras a parte o plot como um todo não é mto atrativo mesmo, o que prende, são as tramas mais pessoais e o gameplay.

      3 replies
  • fonsaca Adriano Luís Fonsaca
    2021-10-11 18:08:42 -0300 Thumb picture
    fonsaca checked-in to:
    Post by fonsaca: <p>Quase umas oito horas de jogatina e a coisa tá i
    Front Mission 3

    Platform: Playstation
    461 Players
    68 Check-ins

    Quase umas oito horas de jogatina e a coisa tá indo bem. As batalhas dos Front Missions são muito legais e desafiadoras, apesar de eu estar achando esse 3 mais fácil se comparado com o primeiro. 

    Aqui no 3 vc pode ganhar os wanzers dos inimigos que se rendem, fazer upgrades nas peças que têm no inventário, além de termos a tradicional mudança das partes e armas dos robozões. Jogar FM é muito da hora, mas quase metade do tempo vc gasta nos menus configurando os wanzers e, gente, a coisa não é fácil. 

    Você vai comprar um novo equipamento e ele nunca é 100 % melhor que o que vc tem, logo gera muita dúvida, além de que o sistema de upgrades deixa a coisa mais confusa ainda: "ficar dando upgrades nas partes que tenho desde o começo ou mudá-las?"

    Só sei que não estou mudado muitas peças e fiquei mais nessa coisa dos upgrades. Também não mudo de wanzers, todo mundo ainda está com o seu inicial. Preguiça de experimentar os outros que, a grosso modo, parecem mais fracos.

    Fora isso o enredo... (spoilers na sequência)

    está um tanto morno como o começo do primeiro FM. Nenhuma grande revelação ou conflito. O protagonista ainda é um mala "destemido" que prega seriedade e ordem, mas vive tretando com seus superiores e desobedecendo ordens (vai entender, bipolaridade?), além de ficar só chorando pela irmã. Ryogo passou de um cara de boas/mulherengo, pra um tipo meio cabra macho que fica xingando uma loirona chamada Cindy pq acha ela "pouco feminina" ao mesmo tempo que dá em cima dela. Vai entender esses japoneses... por um acaso ele queria que a militar tivesse cara de menininha kawaii desu?

    Os outros coadjuvantes são interessantes, mas ainda nada demais nas histórias também. O conflito está morno numa coisa meio maquiavélica onde a USN (basicamente os EUA) quer recuperar uma arma de destruição em massa que não pode ficar nas "mãos erradas" (quem elegeu as mãos dos EUA como certas?). Dos inimigos que enfrentei, já encontrei um russo surtadão enquanto a galera da USN é comedida, coisa bem caricata e preconceituosa. Seria mais legal se cada lado tivesse seus motivos e afins, como é no mundo real. Poucos líderes na história do mundo foram realmente maníacos ao extremo, a exemplos temos sempre Hitler e o Mico aqui no Brasil.

    No geral, achei legal os conflitos militares estarem acontecendo ali na Ásia, com embates nas Filipinas, Tailândia e afins. Bem interessante. A única coisa que não parece crível, especialmente pra quem estuda história/política/etcs, é a tal da "unificação" que ocorreram em alguns territórios. Como essa tal de USN que, basicamente, é a América inteira que se unificou ao comando dos EUA. Está certo que o jogo é dos anos 90 e nessa época a galera estava viajando na batatinha com a famigerada novidade da globalização e da União Europeia, mas, mais de 20 anos depois, vimos que não há tanto interesse em unificações estilo UE (Reino Unido caiu fora e etcs). Só se essa unificação tivesse sido uma unificação onde os EUA mandassem em todo mundo e o resto ficasse só periférico e obedecesse (o que até parece ser no caso do jogo, já que todos milicos da USN são nascidos - ou tutelados - pelos EUA). Se bem que, o que eu mais aposto, é que esses países poderosos nem têm interesse nessas unificações, melhor ficarem explorando neocolonialmente os outros "por fora" e lavando suas mãos da culpa das calamidades que ocorrem em outras nações; coisa que os EUA faz com a América Latina há décadas, por exemplo. Melhor do que ser responsável por todo mundo, não?

    18
    • Micro picture
      onai_onai · 12 days ago · 2 pontos

      Terminei só o primeiro e joguei bastante o quatro. Esse cheguei a jogar e estava gostando bastante mas chegou num ponto que travava no emulador. Depois verei se no Duckstation acontece a mesma coisa.

      3 replies
    • Micro picture
      ederpezawm · 12 days ago · 2 pontos

      Esse é ótimo, zerei ele duas vezes na época jogando a versão japonesa.

      3 replies
    • Micro picture
      mastershadow · 9 days ago · 2 pontos

      Cara isso é verdade, eu gastava tempos demaissss nos menus as vezes passava de meia hora! No mais calma, que vai ter batalhas difíceis e com chefes inclusives.

      E quanto ao enredo...nao posso dizer mt, mas vai mt além dos conflitos inicias ai, prepare se pra alguns plots bem massas!

      1 reply
  • fonsaca Adriano Luís Fonsaca
    2021-10-10 12:47:18 -0300 Thumb picture
    fonsaca checked-in to:
    Post by fonsaca: <p>Desde que joguei o primeiro Front Mission fiquei
    Front Mission 3

    Platform: Playstation
    461 Players
    68 Check-ins

    Desde que joguei o primeiro Front Mission fiquei com a série em alta no meu imaginário especialmente por causa da história, a única coisa em termo de jogos, que realmente mexeu comigo em anos. Enfim peguei outro, esse aclamado 3.

    Ia jogar em português, mas a versão trava no console, então foi em inglês mesmo.

    O jogo começou bacana, com boas inovações gráficas e de jogabilidade. Gastei uma meia hora lendo os textões da internet do jogo para conhecer um pouco mais do contexto do mundo. Caprichada a história, mas extensos demais os textos. Apesar de que, no caso daqui, creio que eles são só complemento e não "obrigatórios" como em outros RPGs que não se explicam na narrativa principal.

    Por hora o protagonista é, como bem disse seu amigo Ryogo, um viciado em trabalho e cara certinho/sério demais. Fui muito mais com a lata do Ryogo que curte um boteco:

    Curiosamente é só aparecer uma loirinha gata que o protagonista aceita invadir uma base militar (!?).

    28
    • Micro picture
      jcelove · 12 days ago · 4 pontos

      O FM 3 é provavelmente o favorito da galere, é muito bom, mas a campanha se estende demais pra mim, tem 2 rotas (uma com essa loirinha que todo mundo cai de primeira e uma com a irmã do protagonista, acho), cada uma tem 40 horas.hehe
      Mas acho que vou baixar no PS3 antes de que a PSN morra nele, tenho vários jogos de ps1 lá

      1 reply
    • Micro picture
      onai_onai · 12 days ago · 4 pontos

      Eu diria que Front Mission é um dos poucos jogos que acho tão interessantes quanto Final Fantasy Tactics, me referindo aos jogos do mesmo estilo claro.

      3 replies
    • Micro picture
      mastershadow · 13 days ago · 3 pontos

      jogo foda da porra, zerei 3 vezes em 2002 e em seguida! 150 horas no save juntando as 3 vezes, o contador continuar marcando a cada New game. Eu fiquei de boca aberta na época com a internet interna do jogo, pois nao tinha um Pc e mt menos acesso a internet na época.

      O jogo me conquistou pelas batalhas desafiadoras e divertidas, as vezes eu vencia o ultimo inimigo com um Wanzer todo ferrado com um braço e sem pernas...dava uma satisfação sem igual!

      Enfim tenho só boas memórias desse jogo e logo quero rejogar, vale apena jogar as duas versões da história pq muda altas coisas no rumo do jogo,inclusive aliados se tornando inimigos e vice e versa. Vai na fé que esse vc vai curtir!

      6 replies
  • neilson1984 Neilson Lopes De Carvalho
    2021-10-07 21:39:27 -0300 Thumb picture
    Thumb picture
  • fonsaca Adriano Luís Fonsaca
    2021-10-07 19:41:47 -0300 Thumb picture
    fonsaca checked-in to:
    Post by fonsaca: <p>Olha, fora o jogo ter perdido boa parte dos seus
    Musashi: Samurai Legend

    Platform: Playstation 2
    202 Players
    7 Check-ins

    Olha, fora o jogo ter perdido boa parte dos seus elementos de RPG em relação ao Brave Fencer, eu estava bem de mente aberta as mudanças. A jogatina estava indo tranquila, com uma trilha sonora um tanto nostálgica que lembra alguns jogos da época como o primeiro Phantasy Star Online. 

    Apanhei bastante do primeiro chefe, mas passei. Após morrer, o continue te manda pro início do chefão mesmo. Tem essa facilidade, mas salvar é bem complicado: só rola na cidade/quarto do Musashi.

    Beleza, continuando de boas até chegar em outro chefe, um escorpiãozão. Aí eu notei os problemas de jogabilidade dessa parada...

    A câmera é extremamente caótica. Mal dá tempo de corrigi-la com o analógico da direita que o chefe pula novamente em cima de você e não se enxerga mais nada. O jogo tem um sistema de mira/trava como um Zelda Ocarina da vida, mas é uma trava péssima que só serve de perto e destrava com facilidade. Fora isso, volta e meia fiquei preso nas patas do chefe por defeitos gráficos... gente... fui ler um guia, eu devia estar fazendo algo errado, só podia..., mas não, o guia manda "desviar e atacar quando der". Genteeee... o Musashi é muito lento e os pulos curtos não desviam de nada. Só rola mortal para trás (como nos Zeldas) se a bendita mira estiver travada. 

    Acima, dá pra notar que até o jogador do vídeo mal consegue travar a mira para pular para trás/desviar. No vídeo vemos milagres acontecendo.

    Eu sou péssimo nesses action-RPGs mais antigos e Zeldas 3Ds da vida. Sempre me desoriento e me perco (como diria tbm meu amigo @colonel), especialmente em chefes. Num Ocarina da vida até que zerei e gostei pq a coisa funciona melhor, mas aqui está bem estressante. Um esquema talvez fosse eu "farmar itens de cura" pra poder apanhar à vontade do chefe, mas a preguiça é beeeem grande. Creio que abandonado por hora. Quem sabe se eu tivesse jogado na época teria mais paciência.

    17
    • Micro picture
      bobramber · 15 days ago · 2 pontos

      Óia, nem sabia dessa sequência...

      1 reply
    • Micro picture
      thiagobrugnolo · 15 days ago · 2 pontos

      Que pena que essa sequência mudou completamente o rumo da franquia, gostava dele sendo um a-rpg como no do ps1. Também poderiam ter mantido a visão de topo que funcionavam bem no primeiro Musashi, foram tentar reinventar a roda e mataram a franquia.

      1 reply
  • fonsaca Adriano Luís Fonsaca
    2021-10-06 15:26:31 -0300 Thumb picture
    fonsaca checked-in to:
    Post by fonsaca: <p>Joguinho extenso... zerado com o Ghost. Como exi
    Enter the Matrix

    Platform: Playstation 2
    1523 Players
    4 Check-ins

    Joguinho extenso... zerado com o Ghost. Como existem muitos cenários noturno/em esgotos/etcs, gostei mais das fases no esconderijo do Merovingian por serem mais claros. As piores situações são as de dar cobertura para NPCs, especialmente as com sniper. Como isso me irritou... ademais, joguinho ok como já havia dito. Destaque para as cenas de filme inéditas que só existem no jogo.

    Ah, eu achava que só tinha jogado um pouco em lan houses no início dos anos 2000, mas acho que joguei um mais/assisti um amigo jogando no PC dele em algum momento, pois lembrei de outras fases.

    20
    • Micro picture
      mastershadow · 7 days ago · 2 pontos

      Cara as missões de proteção foram um saco mesmo. Enfim eu achei o game legal, mas nunca mis pego pra zerar não.O do Neo se rolar saudade daqui uns 10 anos eu rejogo de boa.

      1 reply
Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...