2022-05-04 23:31:30 -0300 2022-05-04 23:31:30 -0300
denis_lisboadosreis Denis Lisboa Dos Reis checked-in to:
Post by denis_lisboadosreis: <p><strong>Assassin's Creed: Revelations</strong> f
Assassin's Creed: Revelations

Platform: Playstation 3
4113 Players
152 Check-ins

Assassin's Creed: Revelations finalizado!!

Sequência de Assassin's Creed: Brotherhood, esse jogo trás a mesma fórmula de antes, com alguns recursos novos, aumento do desafio, visual renovado, e um fim pra parte do coprotagonista Ezio na saga da série.

Seguindo a história o fim do jogo anterior, Desmond fica preso no Animus, a realidade virtual que acessa memórias dos antepassados, onde encontra o "fantasma" de Clay Kaczmarek, o usuário anterior, e descobre que está em coma no mundo real. E então, o protagonista, que está mais feio a cada jogo, precisa consertar suas memórias fragmentadas  e misturadas pra poder voltar, enquanto acessa novas memórias deixadas por um Ezio de meia idade, que por sua vez está em busca da biblioteca com segredos deixada por Altaïr, o protagonista do primeiro jogo, antes que caia nas mãos dos templários.

O mapa da vez é a antiga cidade de Istambul/Constantinopla do século 16, na atual Turquia. A cidade é menor que Roma, é dividida ao meio por uma faixa de água, não tem os imensos campos e é mais povoada. Aqui não tem cavalos, mas somos apresentados à tirolesa, que ajuda a cortar alguns caminhos por cima da cidade, além de contar ainda com os paraquedas do episódio anterior. Também existe uma passagem bem curta por uma cidade subterrânea na capadócia próximo ao fim do jogo.

O visual e a jogabilidade mudaram pouco mais no geral, com adição de um gancho que permite novos movimentos de combate, escalada, e acesso às tirolesas. E também com a adição das bombas, que são divididas em três tipos de uso, entre letais, distração, e as de abertura de defesa. Isso compensa em parte que a dificuldade aumentou, com inimigos mais variados, que defendem melhor, e que também usam armas de fogo e bombas de maneira mais agressiva, com retorno de oponentes que lembram os cavaleiros templários do primeiro jogo, que só eram vencidos com muito contra-ataque e estratégia, e que em grandes números davam certo trabalho.

E como no anterior, é possível recrutar novos membros pra ordem de assassinos e depois podem ser enviamos para missões ou chamados para  ajudar nas lutas. Foi criado também um novo tipo de missão que envolve a defesa das torres de assassinos que tomamos dos templários, onde comandamos assassinos administrando recursos pra melhor combater ondas de inimigos.

Ao longo do jogo Ezio adquiri as chaves para a biblioteca em Masyaf, a sede dos assassinos do primeiro jogo, em cada chave abrimos uma missão em que voltamos para as memórias de Altaïr e vemos o que sucedeu aos eventos do após Assassin's Creed

Desmond tem suas próprias missões no Animus, onde o controlamos em seções com câmera em primeira pessoa, acessando suas antigas memórias enquanto passamos por plataformas e quebra-cabeças num estilo que lembra jogos como Portal, ou Q.U.B.E. , e em nada com todo o resto da série de Assassin's Creed, mas que são bem fáceis.

Apesar do desfecho da história de Ezio e Altaïr, e até mesmo do sem graça do Desmond no Animus serem bem legais, o jogo é meio perdido na construção, tem muita coisa acontecendo ao mesmo tempo, e diferente dos anteriores, dessa vez nem tem um grande embate final, apenas um racha de carruagens. Mas ainda achei um jogo divertido.

Esse aqui também possui modo online, que parece legal, mas não encontro outros jogadores pra participar, e com as recentes notícias da Ubisoft fechando servidores, os troféus e platina vão se perder eventualmente.

12
  • Micro picture
    igor_park · 2 months ago · 2 pontos

    Esse eu platinei em 2013, confesso que não lembro nada da história.

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...