dencospai

Nunca desista de seguir em frente: ❏ PATA! ❏ PATA! ❏ PATA! ❍ PON!

You aren't following dencospai.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • 2021-05-11 18:03:33 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    Vale Comprar Bloodstained: Curse of the Moon 2?

    O tal do sucessor do sucessor espiritual/carta de amor/game do Iga de Castlevania. O jogo tem um CACHORRO DE ARMADURA e dá para 2 jogadores, vale a compra? ps: EU TENHO SÉRIOS PROBLEMAS COM O NOME DESSE JOGO!

    Bloodstained: Curse of the Moon 2

    Platform: Playstation 4
    5 Players
    1 Check-in

    12
  • dencospai Denis
    2020-12-27 13:14:01 -0200 Thumb picture
    dencospai checked-in to:
    Post by dencospai: <p>No início da madrugada, zerei Ghostrunner na pio
    Super Meat Boy Forever

    Platform: Nintendo Switch
    5 Players
    5 Check-ins

    No início da madrugada, zerei Ghostrunner na pior versão possivel: no Switch. Zerado apos tantas mortes, tentativas, frustação e rage, fui dormir esgotado de tanto estresse pra conseguir fechá-lo. Ai hoje de manhã, ao inves de escolher um joguinho mais leve e relaxante, escolho um que apresenta  as mesmas emoções: Super Meat Boy Forever. Ou seja, mais mortes, tentativas, frustação e rage quit.

    6
    • Micro picture
      jezzon · about 2 years ago · 1 ponto

      Tá bom o jogo? Tô querendo pegar na Epic

      2 replies
  • 2020-12-27 12:47:05 -0200 Thumb picture
    Thumb picture

    Esmagação X Processamento

    Medium 3844287 featured image

    Ah, Decathlon. Em tempos de Wii e seus jogos desconcentrados despretenciosos não consigo esquecer dos pingos de suor que rolavam ao jogar o “Olimpíadas” da Activision no Atari 2600 contra até outras 3 pessoas. Acho que nunca derramei uma gotinha de suor jogando Wii Sports (risos) – mas tudo bem, devo brincar muito pouco com o jogo mais vendido da história dos videogames (o tal Wii Sports é “o tal”).

    Com o joystick nas mãos, o lance era jogar para um lado, para o outro, para um lado, para o outro, sem parar, o mais rápido possível e só – nas provas de corrida de 100, 400 e 1500 metros rasos pelo menos. Tinha gente que ia muito bem nessas, “tremia” o joystick (técnica para obter a máxima velocidade nas provas de somente corrida) e arrasava. Mas, nos 110m com barreiras, por exemplo, alguns jogadores se perdiam – porque além da velocidade, era necessário timing perfeito nos pulos. Poucos saltos onde o “Pitfall Harry” tocava na barreira eram suficientes para garantir a vitória do amiguinho mais lento na corrida, porém mais preciso nos pulos.

    A partir daí, muitos jogos passaram a premiar a precisão temporal do nosso relaxante apertar de botões. Neste início, principalmente os jogos de nave. Herança da alta dificuldade dos arcades, os schmups dos consoles em sua maioria não ofereciam tiro contínuo (ou rapid fire, como preferem os fãs do Master System). Então, além de se desviar das hordas de inimigos e sua chuva de projéteis, tínhamos de caprichar no speed do botão do tiro principal. E tome esmagação. Como visto no “gráfico” que abre esta incursão, o processamento do jogo, por limitação de hardware ou por decisão do programador, descarta muitas pressionadas de botão.

    Até mesmo diante da empolgação gráfica e sonora que o jogo imprimia na experiência, alguns gamers reagiam mandando bala o tempo todo – e não percebiam que aquela estratégia não ajudava tanto. Defender do Atari 2600 é um shmup da própria Atari com uma boa dose de estratégia e que já premiava o jogador que não sentava o dedo o tempo inteiro: o tiro (um raio, neste caso) tinha sua trajetória interrompida – se o inimigo estivesse distante, ele deixaria de ser atingido. Space Invaders e Yar’s Revenge limitam a apenas um tiro na tela – mesmo assim alguns jogadores entravam num “modo rapid fire” e cansavam os dedos à toa, provavelmente para não terem de se preocupar em manter o ritmo.

    A geração seguinte continuou sofrendo influência dos arcades trazendo shmups de scroller horizontal/vertical e em perspectiva para os consoles. R-Type no Master System era considerado um dos melhores jogos de nave para consoles domésticos da época. Nele, o timing adequado do jogador nos tiros ajudava, principalmente quando sua nave estava com o tiro mais simples. Astro Warrior, outro shmup do mesmo console, premiava o tiro certeiro destruindo fileiras inteiras de certos inimigos.

    After Burner no Master System apresentava dois ataques: o míssil teleguiado, acionado pelo famoso “fire” na versão original do arcade e por um blip no 8-bit da SEGA, e o canhão. Se o botão do canhão for pressionado rapidamente, o caça solta 3 tiros e dá uma enorme pausa até o próximo projétil, penalizando o jogador. Se dividir o tempo, distribuir os 3 tiros e na próxima apertada de botão você segurá-lo, seu timing fica “salvo” e basta seguir pressionando. Sutil, mas ajuda muito a destruir aquelas fileiras de inimigos na diagonal clássica da SEGA (Space Harrier, Thunder Blade…).

    Nos computadores, Prince of Persia introduzia o realismo nas animações dos personagens em um game de plataforma. E o pulo neste jogo é um exemplo de gameplay refinado e que requer precisão: até pressionar a tecla (ou botão, para quem o conheceu somente nos ports para console mais tarde) mais fortemente o game nos estimulava. Isso porque o timing do pulo não era “o momento do pulo” – esta precisão representava o esforço necessário para executar aquela ação. Vi muito coleguinha na época que se frustrava com a dinâmica do pulo de Prince Of Persia no PC e gostava só de olhar o outro jogar, apreciando as animações absurdas – em tempos de Castlevania e Shinobi sendo o supra-sumo das animações realistas nos videogames, aquela fluidez só era encontrada nos MS-DOS e Amigas da vida.

    O timing preciso foi incorporado ao gameplay em diversos outros gêneros, até mesmo onde a ação não é o foco. Em Super Mario RPG, no Super Nintendo, precisão no tempo causa dano dobrado pro encanador e sua trupe. Em Final Fantasy 8 do PlayStation o limit break de Squall dependia muito de timing para causar mais dano. Tales of Vesperia no Xbox 360 apresenta um final strike que depende do apertar de botão na hora exata para acontecer. Claro que temos todos os jogos de luta lotados de combinações que requerem timing preciso – até Double Dragon era possível vencer na esmagação, mas após a Capcom inventar Street Fighter isso acabou… E não podemos nos esquecer dos jogos musicais, moda atual nos consoles modernos que requer timing para garantir a impressão de que o gamer toca guitarra.

    E temos Bayonetta.

    Ah, Bayonetta. Não, não estou me referindo à protagonista. Até poderia, mas não é o caso. O objetivo é tratar do fantástico sistema de combos herdado de Devil May Cry. A continuação espiritual da famosa franquia aprofundou os combos de tal maneira que, acredito, nada parecido foi feito em videogames neste aspecto. O game se torna até impossível de se jogar, mesmo na dificuldade normal, se o jogador não se esforçar para conseguir os combos que requerem pausas. Tanto que o jogo da SEGA apresenta um modo easy que é mais do que fácil: é automático. Um dos produtores explicou o por quê: “Queríamos aumentar o público, permitindo que jogadores menos experientes aproveitem o game inteiro, sem necessariamente terem de investir tempo”.

    O investimento em timing é pesado para pelo menos você conseguir terminar o jogo. Lutas ordinárias com os bichinhos entre os chefões têm o sucesso da voluptuosa japonesa determinado pela realização dos combos. E estes são longos e, os melhores, os mais eficientes, os que dão mais dano são os que contém pausas de meio segundo entre as pressionadas. Imagine no calor da batalha – e elas são pelo menos duas vezes mais intensas do que em DMC4, diria eu – você ‘smashando’ com toda sua força nos combos sequenciais e o que acontece? A bruxa morre. Só que a bruxa neste caso é o seu personagem.

    Esta característica isolada garante deliciosos “momentos hardcore next-gen” do início ao fim deste grande jogo da SEGA atual. As dezenas (talvez umas 50 possibilidades) de combos geram um efeito colateral divertido: você errou uma sequência, há uma boa chance de executar outro combo similar. Mas isso não tira você do controle do personagem de maneira alguma. Assim como em DMC, o jogo premia a variedade de combos executados em cada fase. E, ainda sobre o timing, o famoso “Witch Time” de Bayonetta é divertidíssimo: você desvia no último momento de um ataque inimigo, o jogo entra em slow menos Bayonetta – hora de caprichar nos combos.

    Enfim, este é um ótimo exemplo do que a geração atual tem de bom e propiciando desafio para jogadores que acompanharam a evolução dos videogames. Que desde Combat do Atari ou Senhor das Trevas no Odyssey se preocupa em manter-se no ritmo – mesmo quando não está jogando Guitar Hero…

    35
    • Micro picture
      kleber7777 · about 2 years ago · 2 pontos

      Bom texto. Um dia ainda quero experimentar Bayonetta para testar esse sistema de combos.

    • Micro picture
      kess · about 2 years ago · 2 pontos

      Taí uma coisa que nem sempre é levada em conta: a capacidade de processamento dos comandos executados serem captados pelo aparelho. Hoje em dia alguns não sofrem problema em captar todos os inputs feitos (se isso vai contar para executar alguma ação no jogo é outra coisa), mas aparentemente os controles de movimento que ainda sofrem com isso...

    • Micro picture
      artigos · about 2 years ago · 2 pontos

      Parabéns! Seu artigo virou destaque!

      1 reply
  • danilodlaker Danilo Rodrigues
    2020-06-06 20:38:20 -0300 Thumb picture
    Thumb picture
  • 2020-05-14 18:37:09 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    Galera, tenho um pedido pra fazer pra todos vocês

    Ah... eu sei que depois dessa eu vou ser lixado, mas tanto faz.

    Então, como todo mundo aqui já sabe estamos vivendo numa situação de risco e todo mundo anda meio nervoso/estressado etc, mas vamos tentar manter a nossa calma? 

    Eu sei que está sendo difícil, nunca se debateu tanto sobre política em todas as redes sociais, mas nos últimos meses tem tido tanta discussão gratuita por aqui que isso tem afastado as pessoas, e isso é exatamente o contrário do que o Alvanista propõe: Unir as pessoas. Eu tenho visto tantas brigas gratuitas que eu até me surpreendo com o nível em que chagamos.

    Não estou pedindo pra ninguém ficar quieto diante dos problemas da nossa realidade, mas gente, vamos evitar briguinhas atoa por favor. O Alva sempre foi mais unido e de uns tempos pra cá parece que estamos ficando cada vez mais conflituosos entre nós mesmos.

    Cada um aqui tem sua opinião eu sei, mas vamos evitar ficar implicando com os outros, se quiser fazer uma zueirinha tudo bem, mas sem baixar o  nível nem ser ofensivo ou coisa do tipo. Vamos fazer esse esforço, porque eu sinto que o Alva não está acabando só por falta de dinheiro ou servidores disponíveis, mas porque estamos fazendo daqui uma rede cada vez menos amigável. 

    Vocês me conhecem, eu só quero paz. E aposto que muitos de nós pensamos assim também.

    80
    • Micro picture
      kalini · over 2 years ago · 4 pontos

      Eu estou mesmo sobre estresse. E tambpem estou com esse maldito virus. Agora vou me esforçar a evitar qualquer discussão.

      4 replies
    • Micro picture
      noblenexus · over 2 years ago · 6 pontos

      totalmente aprovado, lugar de tretinha e política é no Facebook, aqui bora focar em games e na camaradagem que foi o que sempre me atraiu nessa rede

      5 replies
    • Micro picture
      kalini · over 2 years ago · 3 pontos

      Essas discussoes deram inicio por causa dos vazamentos com The Last of Us 2. Estão acusando o jogo de politicagem.

      1 reply
  • dencospai Denis
    2019-09-16 14:37:23 -0300 Thumb picture
    Post by dencospai: <p>Galera, alguém&nbsp; poderia me ajudar mandando

    Galera, alguém  poderia me ajudar mandando links de donwload iso/bin dos discos 2 e 3 do Panzer Dragoon Saga? Todos que encontrei pra baixar, não funciona esses benditos discos 2 e 3 dos 4 discos no Yabause, Yaba Sanshiro, Mednafen e SSF. Lembro que uns anos atrás, tive esse problema, somente as isos do PDS que funcionou de boa no emulador SSF foi as que tinha pego no finado TheIsoZone, upado por DarkWater... Até busquei por "Panzer Dragoon Saga (DarkWater)", mas sem links que funcione... Quem tentou emular Panzer dragoon Saga e souber links de downloads que funfa ou possui tais copias do Disco 2 e Disco 3 no pc, poderia upar temporariamente pra mim? Agradeceria demais!!!!

    Panzer Dragoon Saga

    Platform: Sega Saturn
    169 Players
    20 Check-ins

    9
    • Micro picture
      dencospai · over 3 years ago · 2 pontos

      Ah, um detalhe: queria a versão NTSC

    • Micro picture
      fonsaca · over 3 years ago · 1 ponto

      Tem um site que os links da DarkWater funcionam. Quando estiver em casa, pego e te passo. @mastershadow que me mostrou.

      2 replies
    • Micro picture
      rax · over 2 years ago · 1 ponto

      Ola denco.Sei que esse texto já tem 8 mêses mas vc quer ainda os links do game?

      Se quiser te mando,visto que eu baixei o game ano passando e funcionou bem no emu pelo menos.

  • dencospai Denis
    2019-01-18 11:16:00 -0200 Thumb picture
    dencospai checked-in to:
    Post by dencospai: <p>Dois jogos finalizados em um dia!<br>O primeiro,
    Desert Child

    Platform: Nintendo Switch
    1 Players
    1 Check-in

    Dois jogos finalizados em um dia!
    O primeiro, SEPTEMBER 1999,  é um game grátis na steam com duração de 5 min no melhor estilo "VHS Found Footage" (Cof!!! COf!!! Cof!!! P.T Silent + Bruxa de Blair)

    O jogo do cara, 98demake, é só uma pontapé do verdeiro jogo em está em desenvolvimento,  DECEMBER 2000.  Aliás, recomendo ver o canal dele no YT, pois o cara faz vídeos curtos de demakes de jogos recentes, muito massa!
    E o outro é Desert Child, um jogo de corridas pixelado com leve toque de RPG, com  duração de poucas horas. Divertido as corridas, mas meio monótomo ficar repetido os trabalhos pra conseguir o dinheiro pra participar do Grand Prix. Joguei no PC, mas fazendo checkin na versão Switch

    3
  • dencospai Denis
    2018-05-30 09:28:29 -0300 Thumb picture
    Post by dencospai: <p>AVGN fez uma video elogiando/criticando o magníf

    AVGN fez uma video elogiando/criticando o magnífico e alucinógeno jogo Earthbound dias atrás... Porém, o Nerd, Uai! legendou todo, mas não pôde colocar no seu canal no YT pq segundo ele, a plataforma não aceitava.

    Então, ele upou no VIMEO e publicou no seu blog... Assistem, um dos melhores e divertidos episódios do Angry Nerd

    http://nerduai.blogspot.com/2018/05/avgn-156.html

    EarthBound

    Platform: SNES
    1594 Players
    247 Check-ins

    6
  • murileza Murilo
    2018-02-09 23:12:27 -0200 Thumb picture
    Thumb picture

    Transformações em animes...

    ...e a relação com a cultura japonesa

    Chocado como uma simples pose exagerada em animes tokusatsu possa ter tanta influência cultural!

    14
    • Micro picture
      rax · almost 5 years ago · 2 pontos

      Gostei do vídeo.Sempre tive essa dúvida vendo muitos animes,mas nunca pensei numa resposta lógica pra nunca atacarem em transformações.Agora jás ei kkkk xD

      3 replies
  • 2017-09-19 05:29:01 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    Noticia Rápida: Abaixo Assinado para Panzer Dragoon World!!

                                      Imagem: Panzer Dragoon Saga

    Um fã da franquia com o apelido de “Eliot-Ness” começou a idealizar uma campanha para a produção de não um port em HD do Panzer Dragoon para os consoles atuais, mas um game totalmente novo em Open World. Onde teve a ideia pela proximidade dos 20 anos da série onde tem o apoio de Yukio Futatsugi, criador da série.

    Eliot-Ness fora entrevistado no podcast do Radio SEGA onde ele fala mais do projeto e a boa recepção dos fãs com a notícia.

    Link:

    https://soundcloud.com/panzerdragoonworld/thesegalounge-on-radiosega-panzerdragoonworld-clip

    Abaixo o Link de como dar o seu apoio a criação do jogo e o mesmo tem um texto de quais os plano para o jogo se concluído.

    https://www.change.org/p/yukio-futatsugi-re-explore-panzer-dragoon-world-in-a-rpg-game

    Seria otimo revisitar as ruínas de Uru novamente equem sabe descobrir o que fora esse local antes...

     A série onde iniciou como um Rail-on-shooter por dois jogos e progrediu para um JRPG onde os fãs puderam explorar um pouco da mitologia dos dragões e o universo da série onde abriu a vontade dos fãs de explorarem aquele mundo, possivelmente o Panzer Dragoon World poderá nos dar essa resposta, caso esse jogo esteja pronto.

    Humildemente me despeço e uma boa semana a todos

    Panzer Dragoon

    Platform: Sega Saturn
    273 Players
    8 Check-ins

    23
Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...