2013-05-26 19:38:11 -0300 2013-05-26 19:38:11 -0300
katiucha Cid Falcão
Post by katiucha: Que garota nunca teve essa sensação? http://media

Que garota nunca teve essa sensação?

É impressionante a frequência com a qual isso acontece. Eu realmente me irrito com esse tipo de objetificação feminina e sexismo em jogos.
Acho que todos podem concordar que, muitas das vezes que você vai jogar alguma coisa, é legal escolher um personagem do seu mesmo sexo. Você tende a se identificar mais com o personagem e se aproximar mais do jogo por isso. Correto?

Daí você chega, por exemplo, em Mortal Kombat e se depara com isso:

Por que os homens podem ter proteções, calças, armaduras... E as mulheres estão todas semi-nuas, sem um apoio real pros peitos, com a calcinha enfiada na bunda e com SALTO ALTO pra lutar?? Alguém acha isso normal?!

Daí você pensa em escapar pra um MMORPG como Ragnarok, que tende a ser menos estigmatizado como "coisa de menino" do que jogos de luta, e se depara com isso:

Por que a High Priest mulher tem que ter meias super coladas, que acabam numa cinta-liga super sexy e uma fenda COLOSSAL na saia? Só pra tornar impossível a possibilidade de você ter um personagem assim e não ter que ler coisas tipo "cura plz gata" e "buffs plz, gostosa"?

Vejamos, também o exemplo da classe dos Sages:

Parece que os designers não conseguem resistir à tentação de expor ao máximo o corpo do personagem feminino. Comparem o percentual de pele exposta no char masculino e no feminino. É intrigante, no mínimo. Será que só a roupa da mulher atrapalharia os movimentos dela e a impediria de fazer magia? Será por isso que ela tem que ficar com um super decote, uma tanguinha e a barriga de fora?

Pelo menos as classes mais porradeiras, deveriam fugir a esse padrão. Afinal, qual seria a desculpa pra colocar pouca ou nenhuma armadura em um personagem feito para a frente de batalha? Não faria nenhum sentido, correto?
...
Não!

Analisemos essas imagens da classe Lord Knight. Se você parar pra pensar, parece que a mulher foi feita pra ter suas pernas amputadas na altura da coxa, em meio ao combate, já que elas estão completamente expostas. Sem contar essa saia super curta.
[ironia] É, realmente... uma saia minúscula de tecido, me parece a vestimenta mais adequada para uma guerreira em batalha! [/ironia]

Usei esses dois jogos como exemplos porque foram os primeiros que me vieram a cabeça. Mas vocês devem lembrar de mais centenas de exemplos. Sei que EU lembro.

Depois ficam reclamando desse estereótipo de "gamer girl" sexualizada que aparece por aí. Me desculpem mas, dado o atual contexto sexista de grande parte do mercado de jogos, faz todo sentido!

Sendo uma mulher que se depara diariamente com exemplos como este, como você poderia imaginar que existe muito espaço pra você no mundo dos videogames, senão neste papel de figura objetificada, mais exposta que a masculina e que está lá, sim, pra ser observada e desejada, antes de ser respeitada?! Parece uma forma mais do que justa de "chamar atenção" nesse universo onde tantas vezes, as mulheres são colocadas dessa forma.

Eu acredito que boas personagens femininas, que mostram o quão interessantes, inteligentes, fortes, independentes e incríveis as mulheres podem ser, deveriam ser mais exploradas. Estas, além de tornarem mais natural e respeitado o papel da mulher no contexto do entretenimento eletrônico, ainda servem de inspiração para muitos. Exemplos de grandes personagens femininas que não recorrem ao apelo sexual para se destacar, deveriam ser mais seguidos. Entre estas, eu posso citar:

Personagens como a Lenneth de Valkyrie Profile, que usa saia (com fenda para não impedir seus movimentos) mas não é feita pra ter as coxas expostas o tempo inteiro, é muito bem armadurada e não tem peitos desproporcionalmente grandes pra chamar atenção dos marmanjos:

A Lucca de Chrono Trigger, que é destacada pela sua genialidade, personalidade adorável, não é objetificada em nem um momento do jogo e não deixa e ser um dos personagens mais queridos dos jogadores:

A Agrias de Final Fantasy Tactics, uma personagem de destaque, muito poderosa e de personalidade honrosa e admirável. É uma Holy Knight e se veste como uma. Os game designers da Squaresoft não tiveram medo de fazer Agrias como deveria ser: Forte, independente, competente e respeitada, e sem peitos ou bunda à mostra, pra agradar os tarados de plantão que até aceitam que uma mulher no núcleo dos personagens fodas de um jogo, contanto que ela use uma saia curta ou mostre a barriguinha pra compensar. Não perde, no entanto, sua feminilidade pelas roupas que veste ou pelo papel sério que cumpre na história.

E (pra não dizerem que eu quero que todas as personagens femininas sejam completamente cobertas e armaduradas, o que não é o caso) a Elizabeth de Bioshock Infinite. Essa, mesmo usando um super decote durante grande parte do jogo e não (decote este que está lá por motivos justos, vale ressaltar. São roupas adequadas ao contexto histórico), chama atenção não pelos seus peitos balançando, mas pela sua personalidade, que foi construída de forma minuciosa e absolutamente brilhante! Desperta curiosidade, carinho e admiração como poucos personagens, homens ou mulheres!

http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

273
This publication had so many comments we need to break it into pages!
Navigate through them here:
  • Micro picture
    rodrigowindrunner · about 8 years ago · 0 pontos

    em wow eu tenho os 2 porque nem todas as racas ficam legal com personagem masculino como nem todas com personagem feminino .Minha main por exemplo agora é a hunter sufiya eu gostei tanto de hunter que meu mago fico para tras , agora eu to acontecendo coisas similares com o monge porem eu ainda adoro muito hunter entao eu acho que o jeito é ter 2 main lol

  • Micro picture
    zefie · about 8 years ago · 0 pontos

    @nexus por que zoariam? Até onde eu saiba masculinidade não se mensura pelo gênero do personagem que você usa em um jogo. Use o que mais te agradar sem medo =) esses que pagam de machão por causa de personagem e saem zuando são os mesmos otários que depois são enganados por shemales ahahahah

  • Micro picture
    clementemaciel · about 8 years ago · 0 pontos

    @zefie Entendo seu ponto de vista. Serião, gosto muito de Tormenta e talz. Mas quero dissertar sobre as coisas que falou :)
    1- Não acho que seja um péssimo exemplo. Olha, se ela é baseada em algum estereotipo japonês, como você mesmo falou, então ela é a própria representação da estereotipização da mulher em mídias japonesas (anime, manga, games) não é mesmo? Então ela representa muito bem o que a @katiucha quis dizer com esse sexismo presente nos games.
    2- Todas as personagens são assim propositadamente. Todas. Desde a Niele até a Kitana.
    3- Acredito piamente que a Niele é daquele jeito pra vender mais revista. É o ápice da ousadia do quadrinho nacional. Isso chama atenção e vende.
    4- Holy Avenger é bobo. Convenhamos. É irado, mas bobo. Pra isso precisa da Niele daquele jeito.
    Vamos ver as histórias dos Games do Post comparado com as roupas femininas.
    Em MK e Ragnarock, pouco se joga pela história. Você que ver fatality ou guerriar com seu clã. Inclusive nesses jogos a história é pouco modificada pelo jogador.
    Por outro lado, Lenneth de Valkyrie Profile, Lucca de Chrono Trigger, Agrias de Final Fantasy Tactics, e a Elizabeth de Bioshock são de jogos bem complexos e qual o principal atrativos destes? O enredo é muito bom para que se precisasse ficar entupido de personagens femininas com pouca roupa pra poder vender.
    É fácil quando fazemos uma analogia com a televisão.
    Vejamos o Pânico, domingo legal, etc, que não tem muito conteúdo, precisa das assistentes de palco cabeça de vento de corpo escultural.
    Já programas com mais conteúdo, como o Altas Horas e CQC, que têm bastante conteúdo, não precisam dessas modelos.
    O que eu penso é que tem jogos que precisam disso e outros que não, assim como programas de tv.

    Olha, eu não quero obrigar ninguém a pensar como eu, só quis mostrar um pouco como eu penso e pronto. O intuito aqui é só levar a alguma reflexão. Eu posso estar errado e espero que se estiver, alguém me mostre com bons argumentos :D
    Não me odeiem :D Eu sou legal, eu juro ^^
    hahahahahahah

  • Micro picture
    zefie · about 8 years ago · 0 pontos

    @clementemaciel entendi sua ideia, apesar de não concordar muito. A propósito, estou discutindo mas não tenho intenção nenhuma de brigar nem ofender, desculpe se estou passando um tom agressivo nos meus comentários ahuauhauh.
    Alguma coisas que são de opinião própria não tem muito o que discutir, então vou me apegar ao que dá pra argumentar no seu comentário.

    1- Na questão da esterotipação da mulher em mídias japonesas, eu acho que não seja realmente assim. O estereótipo em si são características de personagens que fizeram muito sucesso com o público e agora a indústria repete isso exaustivamente. Do pouco que eu sei sobre o povo japonês (principalmente as mulheres), os estereótipos dos animes/mangás/games não poderiam estar mais longe da realidade eheheh. Um exemplo disso é o estereótipo da menina de corpo voluptoso com personalidade infantil e que sempre tropeça ao andar. Muito raramente você verá alguém assim de verdade (e provavelmente seria muito irritante estar com alguém assim), mas nas obras esse tipo de personagem faz sucesso pela fofura, não chega a ser nem pelo sex appeal. Só que já é marca registrada: a garota tonta tem que ser a gostosa, a garota séria e inexpressiva tem que ser a "lisa", etc. Como a Niele vem desse contexto, eu não acho que ela se encaixa na questão da objetificação sexual da mulher do tópico, mas aí já vai pra parte da opinião pessoal mesmo.

    2- MK eu concordo, mas Ragnarok tem uma história maravilhosa, cara. A maioria das pessoas de fato só joga pra entrar no PVP, mas quem pára para fazer as quests da lore se encanta, sério mesmo. É até uma pena que pouca gente aproveite esse lado do jogo, porque é muito boa mesmo! Acabam matando MVPs sem nem entenderam o por que dele estar ali e o por que dele ter aquela forma. Mas isso eu acho que acaba se aplicando à maioria dos MMORPGs, pois no WoW muita gente também joga sem fazer ideia do que está acontecendo (e WoW é outro jogo com uma história magnífica). O que acontece nesses dois em relação à Valkyrie Profile, Chrono Trigger, Bioshock e etc é que você tem a opção de ignorar completamente a história e no segundo grupo isso é muito difícil de acontecer.
    Acho que a comparação dos jogos no tópico não foi justa. A Lenneth é coberta dos pés à cabeça porque ela obrigatoriamente tem que passar uma imagem de pureza, já que ela é uma valquíria. Agora se você comparar a Lucca com a LK female do Ragnarok (a de espada), praticamente não há diferença, ambas mostram a mesma parte do corpo (as pernas) e pouco.

  • Micro picture
    vine · about 8 years ago · 0 pontos

    @clementemaciel

    Cê esqueceu da Freya:

    http://www.creativeuncut.com/gallery-02/art/vp-freya2.jpg

    Da Mystina:

    http://images.wikia.com/valkyrieprofile/images/6/66/Mystina2.jpg

    Aelia:

    http://images.wikia.com/valkyrieprofile/images/8/8a/Vp-aelia1.jpg

    Valkyrie Profile é de longe um dos meus RPGs favoritos de todos os tempos, mas essas personagens sensuais estão lá também e eu não vejo como isso causa uma suposta "baixa" na qualidade do enredo e das personagens em si.

    Esqueceu também que Mortal Kombat tem uma das lores e enredos mais bem trabalhados num jogo de luta, embora realmente não seja o foco do jogo, porque afinal é um jogo e não um filme ou livro.

    Essa parada de "esteriotipação" é sempre uma coisa que nunca bate com a realidade, como o @zefie disse, isso tá lá de propósito porque tem um público que compra isso e acha bonito; ficar ofendido como se tivessem dizendo que um gênero todo age e é daquele jeito é nada mais do que ser hipersensível e usar os videogames como mais um bode expiatório desse "sexismo" extremamente exagerado e imaginário das feministas. Isso acontece com homens em larga escala também: Kratos, Duke (Duke Nukem), Jax, Zangief e a lista vai longe.

    Eu poderia dissertar longamente aqui sobre as origens do feminismo como luta política e correlacionar com o marxismo que tem seu fim último na tal da "Revolução", as feministas que criaram coisas como o "sexismo" não encontram ele na realidade mas sim fabricaram-no, é quase feito que sob encomenda pra distorcer nossa história com auxílio de esquerdistas ditos "formadores de opinião" que circulam em nossas universidades, na mídia e até no parlamento por causa do nosso sistema eleitoral falho (tipo o Jean Wyllys, que só tá lá no parlamento porque outras pessoas do partido dele foram bem votadas). Enfim, mas eu não acho que é bacana discutir isso no Alva, já que eu to aqui pra falar de um hobbie que eu curto e não trazer essa discussão política pra cá, mas eu só me acho no dever de expôr o que há por trás dessas ideias e como elas são inconsistentes.

    De qualquer forma, quem tiver mais interesse em saber como esse movimento político age dentro da nossa sociedade e como os membros seguem suas agendas é só dar uma olhada em alguns artigos desse blog português (lá na Europa o marxismo cultural é pior que aqui, existem vários relatos lá em diferentes países), como esse que fala um pouco sobre o que dissertei aqui: http://omarxismocultural.blogspot.com.br/2012/12/porque-e-que-as-feministas-atacam.html. Ou até visitar o site do Padre Paulo Ricardo (www.pauloricardo.org) e dar uma olhada na Parresía dele sobre comunismo e porque ser comunista te excomunga automaticamente da Igreja, é interessante principalmente pra quem é católico ou cristão no geral, mas como estudo da nossa sociedade serve pra todo mundo ao invés de se ater só ao que nos foi ensinado no colégio. Recomendo também os vídeos do Alain Soral, que é um francês conservador e socialista (?) e apesar de tudo que ele fala ter um teor meio "conspiracionista" demais é bom pra gente ver a situação cultural da França e comparar com a nossa, sem falar que ele é engraçado pra caramba haeuheuhaeu.

  • Micro picture
    accuvit · about 8 years ago · 0 pontos

    "Por que os homens podem ter proteções, calças, armaduras... E as mulheres estão todas semi-nuas [...]"

    Liu Kang: http://images2.wikia.nocookie.net/__cb20101024114724/protagonist/images/0/0a/Liu_kang.gif

    Shao Kahn: http://www.creativeuncut.com/gallery-06/art/mkd-shao-kahn1.jpg

    Tanta coisa triste acontecendo hoje em dia em relação a games e o pessoal se preocupando com coisa que não existe...

  • Micro picture
    tassio · about 8 years ago · 0 pontos

    "Tanta coisa triste acontecendo hoje em dia em relação a games e o pessoal se preocupando com coisa que não existe..." [2]

  • Micro picture
    zefie · about 8 years ago · 0 pontos

    Vou fazer um adendo aqui sobre Ragnarok, porque realmente acho que não tem cabimento ele estar sendo exemplo.

    Esta aqui é a Crusader female http://www.creativeuncut.com/gallery-14/art/ro-crusader-female.jpg
    E esta é a Paladina (evolução) http://animetrip.net/wallpapers/38/b7/Ragnarok-Online-Female-Paladin-Wide-Screen-knight-paladin-armour-cape-midriff_c4026.jpg
    Maldita Gravity sexista!!
    Aí chegamos no jogo e na realidade vemos isto: http://3.bp.blogspot.com/-Z88klInFp7E/UPxffrcJf1I/AAAAAAAABl4/xkNxAZkl74U/s1600/paladin.jpeg (nassa, quanta pele!)

    Mas ok, que tal vermos um exemplo extremo do quanto o jogo apela? Esta aqui é a Guillotine Cross http://2.bp.blogspot.com/_TRHIPMy-d1I/TB3fV0mnF9I/AAAAAAAADJw/TpJbVHBVVhM/s1600/Guillotine+Cross+Female+(Assassin+Cross).JPG (decotão sugoi)
    E aqui no jogo http://i375.photobucket.com/albums/oo197/MjreShadow/RO/screenRaiRO048.jpg (daaaaaaaaamn so much skin!!)

    E por fim, só pra deixar claro, como você realmente vê no jogo a High Priest e a Sage (além de ter também a Gypsy, a Assassin e a Sniper) http://i69.photobucket.com/albums/i72/kixies/sprites.jpg
    Conclusão: arte de Ragnarok tem de monte e não chegam nem perto de se parecer com o que o jogo realmente mostra.

  • Micro picture
    huandersonsc · about 8 years ago · 0 pontos

    Eu particularmente não curto estes exageros com relação a exposição sem senso do corpo feminino , mas imagino que estes jogos orientais talvez seja da cultura deles , mas ha tambem algum exagero, no jogo Injustice, o chamativo da revista EGW desse mes dizia que todas as lutadoras tinham o corpo da Feiticeira Joana Prado...eu nao vi o jogo , mas ja acho desnescessario, mesmo sendo um jogo de porradaria , mas enfim...e isso ae

  • Micro picture
    adamspinto · about 8 years ago · 0 pontos

    Bem, eu já escolhi jogar com as gostosas só para ver as gostosas lutando. Me julguem.

  • Micro picture
    cid · about 8 years ago · 0 pontos

    Por isso curto muito quando os jogos tem a opção de customizar seu char xD
    E se eu quiser jogar com um cara magrelo e feio? >:(
    http://cloud.steampowered.com/ugc/542932685069387623/92E24D6F77E61891EFC6A2FC9A077BB70E4C31A5/1024x768.resizedimage

  • Micro picture
    rodrigowindrunner · about 8 years ago · 0 pontos

    como Saint row third aqui um exemplo http://i.imgur.com/2MROr.jpg ou a maioria dos mmorpgs

  • Micro picture
    banal · about 8 years ago · 0 pontos

    po você foi comprar o ragnarok? tipo o rag é um dos jogos que tem menos essa apelação ai..... os personagens femininos são realmente feito para mulherer e não para shemale.... por isso deve ter tanto shemale lá....

    e tipo sempre a questão de valorização exagerada do personagem feminino e desvalorização exagerada da mulherada que joga.

    e ultimamente a galera tem reclamado muito dos jogos.... em vez de jogar

  • Micro picture
    rodrigowindrunner · about 8 years ago · 0 pontos

    World of Warcraft é um dos jogos que voce ver isso tem personagens para todos os gostos isso sim é o ideal

  • Micro picture
  • Micro picture
    clementemaciel · about 8 years ago · 0 pontos

    @zefie Não cara, você foi bem calmo. Fiquei com medo foi da resposta... tem gente aqui no Alva que vem com um rage tão grande que dá é medo. Foi mais pro precaução :D
    Eu entendi o seu primeiro ponto, mas não concordo muito. Mas ai vamos ficar só repetindo aqui as mesmas coisas e acho que a gente já se entendeu sobre isso, né? :D
    segundo é que tipo... eu joguei ragnarok e muito :p Eu sei da história e acho ela realmente fantástica. Agora, não é bem o enredo que faz com que você fique horas e horas jogando, né? No começo pode at;e ser, mas depois você vai atras de cartas, pvp, clã, guerra do cristal. Além do que, nada do que você faz no jogo muda a história. Posso matar 10 vezes um boss, e os npc vão continuar dizendo que vivem sofrendo com ele. Ai por isso que acho o que escrevi no outro post. Acho que cê me entende.
    Ai quanto a aparência do char no jogo e na arte. No material de divulgação os char do gameplay mal aparecem e a ênfase é no desenho mesmo, apelativo.
    E eu, sinceramente, não deixo de jogar um jogo por isso, nem vejo como um incentivo. Mas muita gente vê.
    Ai entramos no que o @vine disse. Eu não esqueci, viu? Só não conhecia, não joguei muito esse game =/
    Ele citou exemplo como Kratos, Shao Kahn, Duke Nuken, a diferença é que nós homes não nos irritamos de ter personagens assim, na verdade nem ligamos. Mas acredito que é porque a variedade de homens seja bem maior do que a feminina. Tipo, acho que tem mais homens do que mulheres nos games, e a gente tem mais opção de escolha, realmente.
    Só que personagens femininas com poucas roupas, estão ali pra serem apelativas mesmo, e eu acho que é isso que incomoda tanto. Elas nào são desse jeito porque é bom pro game, em muitos casos, mas bom pras vendas. Ai é de lascar, tipo propaganda de cerveja mesmo.
    É o que eu acho :)

  • Micro picture
    clementemaciel · about 8 years ago · 0 pontos

    Line Age II por exemplo:
    http://img152.imageshack.us/img152/6666/clp9007if.jpg
    Zera Nexus
    http://img119.imageshack.us/img119/5201/ss00845rg.jpg
    Aposto que se tivesse uma armadura assim de fio dental, masculina, ninguém ia gostar. Todo mundo detesta essa do Heihachi:
    http://www.limitlessunits.com/images/heihachi1.bmp

  • Micro picture
    tiagofersampaio · about 8 years ago · 0 pontos

    Você escreveu isso? voce permitiria que eu colocasse isso no meu blog?? ficou muito bom!

  • Micro picture
    rodrigowindrunner · about 8 years ago · 0 pontos

    Soul calibur pelo menos tem os dois lados Ivy e Voldo
    http://download.gamezone.com/uploads/image/data/872743/Lady_gaga_video_game.jpg

  • Micro picture
    tiagofersampaio · about 8 years ago · 0 pontos

    o link do blog é esse: http://hallgamesblitz.blogspot.com.br/

  • Micro picture
    igorpontesce · about 8 years ago · 0 pontos

    Ate hoje não entendo pq no Counter Strike tradicional não tem uma figura feminina. Apenas no CS Japones. =(

    https://www.youtube.com/watch?v=Zim2WyUdhw8

  • Micro picture
    clementemaciel · about 8 years ago · 0 pontos
  • Micro picture
    igorpontesce · about 8 years ago · 0 pontos

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Micro picture
    igorpontesce · about 8 years ago · 0 pontos

    Tipo eu!

  • Micro picture
    cid · about 8 years ago · 0 pontos

    Bom, o mundo (incluindo nossas amadas empresas de jogos) é capitalista. E o que um capitalista quer? Mais e mais dinheiro. Resumindo, personagens gostosas e peladas são feitas pra pegar a maior quantidade de jogadores (homens) e faze-los comprar os jogos. Simples. Pq sejamos francos, querendo ou não, a maior parte de jogadores é do sexo masculino que adora salvar o mundo enquanto observa algumas minas sem roupas.

  • Micro picture
    zefie · about 8 years ago · 0 pontos

    @clementemaciel é eu já vi muita gente dando rage ou sendo hater gratuitamente por aqui também. Penso que pra que uma pessoa se dá ao trabalho de se irritar com algo que não gosta, quando é muito mais fácil simplesmente ignorar e não responder? Pena que nem todos pensem assim =/

    E eu concordo com você, Ragnarok é MUITO ingrato com sua própria lore. Você não tem incentivo nenhum pra conhecer a história. Quase nenhuma quest te recompensa com itens (e quando dá, geralmente são inúteis), a EXP ganha é baixíssima, o que deveria ser o contrário num jogo onde o grind é tão maçante. Mas também levando em consideração o quão antigo o jogo é, acho que pra época ele estava ótimo.
    E pra ser bem sincero mesmo, depois de ter jogado WoW, eu prefiro que os jogos de fantasia realmente tenham personagens femininas um pouco mais apelativas sim. Não quero ver um personagem full armadura dos pés a cabeça e ter que advinhar o gênero só pelo tamanho do cabelo, mas aí já é gosto pessoal mesmo.
    De qualquer forma nem adianta mais levar esse assunto pra frente, a criadora do post provavelmente não está nem lendo mais.

    @tailssod SHEMA POWER o/

  • Micro picture
    vine · about 8 years ago · 0 pontos

    @hv0

    Ou os primeiros passos da Anita Sarkeesian tupiniquim, talvez?

    http://www.youtube.com/watch?v=QJeX6F-Q63I

  • Micro picture
    clementemaciel · about 8 years ago · 0 pontos

    @zefie Muito ingrato mesmo. E depois do seu comentário, tá ai um bom desafio pra designers. Somente os jogadores mais experientes conseguem ver o genero por baixo da armadura full. Ia ser irado que as armaduras fossem diferentes, mas com o mesmo nivel de proteção, sabe? Eu ia gostar.
    Eu nunca joguei nada online pelos personagens, foi sempre pela galera. Um grupo de amigos jogava Rag, outro WoW e foi indo, não fazia muita diferença, pra mim, as pessoas além da minha guild :p

  • Micro picture
    zefie · about 8 years ago · 0 pontos

    @clementemaciel sempre joguei MMORPG pelos mesmos motivos xD mas os personagens faziam diferença na hora de decidir com o que jogar (geralmente escolhia os menos feios)

  • Micro picture
    katiucha · about 8 years ago · 0 pontos

    @adamspinto Banheira do gugu feelings.

  • Micro picture
    reformador · about 8 years ago · 0 pontos

    Aí M pontes vc ganhou uma vida, só pelo fato de ter colocado OKAMI, como number One do seu top 10 de jogos dessa última geração.

  • Micro picture
  • Micro picture
    reformador · about 8 years ago · 0 pontos

    Em relação ao seu belo artigo sobre a forma como a figura feminina é retratada nos games, não posso deixar de concordar com vc e dizer que em grande parte vc está certo, que a beleza das personagens femininas, poderia ser melhor explorada na complexidade de suas personalidades. Mas tbm n posso deixar de dizer que ao juntar embalagem e conteúdo num único personagem os designers tentam entregar a um público que ainda é em sua maioria composto por elementos do sexo masculino, algo como: "Vacina contra Aids sabor morango", se vc me entende! parabéns pela bela exposição de motivos!!
    Dar uma Vida (Reduzir ←)

  • Micro picture
    huandersonsc · about 8 years ago · 0 pontos

    kkkkk esse exemplo foi foda....uhahahuha

  • Micro picture
    gerson · about 8 years ago · 0 pontos

    Engraçado como tem tópicos com esse assunto no Alvanista. Ou em todo site gamer talvez.

    Eu vou apoiar totalmente reclamação de sexismo se trouxerem a questão de Remember Me ou o fato que The Last of Us quase teve a Ellie tirada da capa. Mas xilicar por fanservice? Por favor...
    Grande parte das garotas gamers no mundo estão é pedindo por mais fanservice masculino, o que eu acho justo.

    E não dá para vir com a questão de "estão objetificando". Objetificar e ser sexy são duas coisas diferentes...Podem estar interligados e podem não estar.

    Mas eu nem quero discutir tudo isso de novo. Só queria postar para dizer que deviam parar de usar Agrias como exemplo. Mostra que só estão olhando a roupa. Afinal tudo que tu faz é salvar ela e depois disso ela é irrelevante pro plot. Pode morrer e não vai acontecer nada.
    Ela nem mesmo é tão forte se comparar com alguns outros personagens que entram depois como Orlandu. Há muito exemplo melhor de personagem forte e independente em games e não acho que deviam desconsiderar só porque estão usando saia curta ou wtv.

  • Micro picture
    ludo · about 8 years ago · 0 pontos

    Não tem mural e não posso enviar msg direta (nem sei porque), vai por aqui mesmo.

    Ei @katiucha você conhece Damsel in Distress ? acho que pode te interessar.

    http://www.gamesindustry.biz/articles/2013-05-29-second-episode-of-damsels-in-distress-resurfaces-after-disappearance?utm_source=newsletter&utm_medium=email&utm_campaign=us-daily

  • Micro picture
    vine · about 8 years ago · 0 pontos

    >Anita Sarkeesian
    >2013
    >Thunderfoot e mais um monte de gente já mostrou quão ilusórios e vagos são os critérios dela e como o discurso dela se aplica a uma cacetada de coisas, exatamente como já mostrei num comentário meu aqui
    >contradições com outras ""pesquisas"" que ela mesmo fez (>implicando que cientista social pesquisa alguma coisa ou que sociologia é sequer uma ciência, ou um corpo de conhecimentos capaz de fazer previsões e criar modelos sólidos)
    >2013, quase 2014
    >levando feministas a sério

  • Micro picture
    barkend · about 8 years ago · 0 pontos

    @vine A Anita Sarkeesian aponta muitos pontos interessantes sobre as his´torias de jogos e outras mídias. O problema é que ela tende a generalizar demais. Aliás, eu reparei que isso é uma tendência em pessoas que combatem qualquer tipo de preconceito (racismo, machismo, homofobia, preconceito contra ateus...). Elas tendem a julgar as coisas fora de seu contexto. Por exemplo, em um dos vídeos da Anita Sarkeesian ela fala sobre as "mulheres na geladeira" e cita o Batman, que já teve muitas mulheres mortas para servirem de motivação para o protagonista. Mas convenientemente ela esquece de quantos Robins (e outros personagens masculinos) já morreram pelo mesmo motivo.

    Mesmo assim eu continuo assistindo aos vídeos dela porque eles mostram problemas nos games que eu não perceberia. Por exemplo, no último vídeo dela ela mostra como existem vários jogos que seguem sempre o mesmo modelo de história, que as pessoas pensam "nossa, que enredo maneiro", mas é sempre a mesma coisa de sempre (alô, God of War!)

  • Micro picture
    arturfernandes · about 8 years ago · 0 pontos

    @barkend E que modelo seria esse? Provavelmente é algum trope, e tropes não são coisas ruins. Falta de originalidade não deixa um enredo ruim, independente do jogo.

  • Micro picture
    vine · about 8 years ago · 0 pontos

    @barkend, to escrevendo uma resenha na minha página sobre essa parada de feminismo, sexismo nos games e na sociedade. Vou ver se coloco a cabeça pra trabalhar e dou uma acelerada, é uma mistura de análise histórica com alguns argumentos meus pra demonstrar como o termo "sexismo" é usado muitas vezes de forma ilógica e mal-definida pelos defensores do mesmo, e como algumas interpretações apresentam falhas lógicas ou recaem na própria definição de sexismo.

  • Micro picture
    barkend · about 8 years ago · 0 pontos

    @arturfernandes Jogos, assim como livros e filmes, são uma maneira de você contar uma história. E se essa história for a mesma coisa de sempre (por exemplo: namorada raptada-resgatar namorada-viver feliz para sempre), a história fica fraca assim como uma novela da Globo, onde nos primeiros capítulos você já sabe como vai ser o final.

    Existe gente que gosta de novela (muita gente, por sinal), mas dizer que a história de uma novela é boa é forçar muito a barra.

    @vine Mande o link ou poste aqui no Alva quando estiver pronto.

  • Micro picture
    gerson · about 8 years ago · 0 pontos

    Esse é o problema da Anita. Ela apresenta argumentos válidos em parte (ok, ela exagera com alguns), mas usa a palavra "sexismo". Não é o caso. Como ela mesma colocou, não há desenvolvedores com uma teoria da conspiração para diminuir mulheres em games. É marketing. E ela faria muito bem criticando falta de originalidade no lugar. Se não há uma intenção de colocar que mulheres são inferiores (muitas vezes na cabeça deles eles estão fazendo o contrário por valorizar a vida delas mais que dos homens), então não há sexismo.

    Mas ela fez pior no segundo vídeo. Começou a jogar a palavra "misoginia" pra todo lado. Essa palavra que a internet aprendeu nos últimos tempo e começou a atirar sem pensar. Misoginia é uma palavra forte. Não se trata de diminuir e objetificar mulheres. Se trata de odiá-las e odiar tudo que tenha uma imagem "feminina". O único exemplo que ela citou que representaria isso seria a cena de GTA.
    Aliás, ela se contradiz dizendo que o trope é usado para o jogador se preocupar com a damsel em questão. Se é intencionado que o jogador se preocupe e queira salvar/vingar ela, claramente não há ódia quanto a ela envolvido.

    Isso me lembra quando o diretor de God of War fez a infeliz frase de comparar o Vita com uma vagina. Poderiam muito bem chamá-lo de sexista. Ele tava comparando o órgão com um objeto feito para você usar. Mas não, usaram logo a palavra "misoginia" e toda a credibilidade da critica se foi. Ele mesmo pediu para o repórter que falou isso procurar o significado de misoginia. Ele claramente não odeia mulheres.

    Uma coisa interessante é Anita deixar passar jogos como Tomb Raider, Heavenly Sword e Final Fantasy XIII. Ela usou Mirror's Edge como exemplo de um bom exemplo. O problema dela então não é o damsel in distress? E sim os homens que salvam ela? Eu sei que ela citou algo do tipo, mas qual exatamente o problema aqui? Novamente, saturação do tema. Novamente, não sexismo tanto quanto falta de originalidade.
    Mas talvez ela considera que esses jogos possuem personagens femininas fortes para equilibrar. Mas não...ela citou Breath of Fire IV nos maus exemplos.

    Aparentemente somente não é permitido que homens salvem mulheres.

    E espero sinceramente que ela vai comentar no próximo episódio sobre como Monkey Island parodia esse trope, e não está usando ele exatamente.

  • Micro picture
    katiucha · about 8 years ago · 0 pontos

    Uma leitura interessante sobre o assim é essa aqui: http://madartlab.com/2011/12/14/fantasy-armor-and-lady-bits/

  • Micro picture
    fredson · about 8 years ago · 0 pontos

    @chikyustar achei finalmente o post que eu queria te mostrar. Dá uma lida ae. Vale a pena. É legal.

  • Micro picture
    brunododt · about 8 years ago · 0 pontos

    O mais engraçado é que já dividimos telas e controles juntos e nunca pensei pelo seu lado!

Keep reading → Collapse ←
Loading...