2021-06-18 09:09:31 -0300 2021-06-18 09:09:31 -0300
historia_dos_games Carlos Ribeiro Neto Featured

Dreamcast: A Sega dá inicio da Sexta Geração

Single 3870718 featured image

 Ainda que tenha feito sucesso no Japão, o Sega Saturn foi considerado um fracasso na quinta geração. Além de ter uma arquitetura complexa, o PlayStation da Sony ganhou o mercado graças a uma elaborada estratégia de preços e parcerias. A Sega pretendia dar o próximo passo para o futuro e duas equipes disputavam para ver quem iria criar o novo hardware para o console. A equipe da Sega da América estava criando o projeto Black Belt com uma arquitetura baseado em GPUs da 3Dfx e CPU PowerPC da Motorola, mas a Sega do Japão optou por adotar o projeto Dural após a 3Dfx revelar que estava desenvolvendo um novo processador para a Sega. Mais tarde, Dural se tornou Katana e trazia uma arquitetura PowerVR em parceria com a NEC e a Microsoft.

 Apesar do fracasso do sistema anterior, a Sega estava bastante confiante com a nova geração e lançou o Dreamcast em novembro de 1998 junto a uma massiva campanha de marketing. O novo console tinha uma arquitetura semelhante ao novo modelo de placa de Arcade da companhia, a Naomi. O console vinha equipado com uma CPU principal SH-4 da Hitachi de 32 bits orientado a gráficos de 128 bits com 1,4 GFlops, capaz de renderizar mais de 6 milhões de polígonos por segundo e vários efeitos de aprimoramento gráfico, como anti-aliasing espacial, filtragem trilinear, sombreamento e vários outros. Além disso, ele vinha com 16 MB de RAM principal, 8MB para texturas e um AICA da Yamaha capaz de gerar 64 vozes PCM ou ADPCM.

 Baseado no controle 3D especial do Sega Saturn, o novo gamepad do Dreamcast era gigante e com vários recursos revolucionários. Ele adotava o direcional em cruz, alavanca analógica, botões de ação num formato mais tradicional e um par de gatilhos traseiros. Assim como o controle do Nintendo 64, ele tinha slot para permitir certos periféricos. O principal deles é o VMU, uma espécie de Memory Card com uma tela de LCD e botões que lembram um GameBoy, só que muito menor. Além de gerenciar os saves, a telinha exibia informações extras dependendo do jogo. Os jogos vinham em um novo padrão de disco óptico, o GD-ROM. Parecido com um CD, ele era mais compacto e tinha até 1 GB de armazenamento.

 O console no Japão foi lançado com poucos jogos, mas a promessa era de muitos jogos de Arcade que fossem lançados nos próximos anos feitos na placa NAOMI receberia uma conversão perfeita para o Dreamcast. O maior destaque no lançamento do aparelho foi Sonic Adventure, um novo jogo do ouriço 3D em uma aventura incrível e gráficos belíssimos. Ainda sim, o jogo que mais vendeu no ano de 1998 foi o porte de Virtua Fighter 3, trazendo um novo sistema de combate entre times fantástico. O Dreamcast foi o primeiro videogame a vir com um modem já instalado no aparelho para permitir conectividade e jogos online, uma das maiores promessas da nova geração e que já era bastante comum em PCs.

@andre_andricopoulos, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @volstag, @manoelnsn, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @fredson, @hyuga, @wcleyton, @bobramber, @carlosneto, @thiagobrugnolo, @rensan, @eduardo_wrzecionek, @christciamn, @warconnor, @anonim, @romline5 [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

57
  • Micro picture
    artigos · about 1 month ago · 4 pontos

    Parabéns! Seu artigo virou destaque!

  • Micro picture
    lgd · about 1 month ago · 3 pontos

    Puder por as mãos tarde nele, em 2002 ou 2003, mas era uma maravilha. Não joguei muito jogos, mas o controle me agradou logo de cara.

    Joguei muito Crazy Taxi nele.

    1 reply
  • Micro picture
    thiagobrugnolo · about 1 month ago · 2 pontos

    Vi o Dreamcast pela primeira vez em 1998 em uma feira de brinquedos em São Paulo que fui com um amigo e o pai dele, lá no stand estava rodando a tela de apresentação do Sonic Adventure, foi incrível, pois ele superava qualquer coisa que eu já tinha visto em relação a videogame na época.

    2 replies
  • Micro picture
    eduardo_wrzecionek · about 1 month ago · 2 pontos

    Um console a frente do seu tempo, tem ótimos jogos hoje em dia posso jogar ele graças ao emulador Redream já que ele hoje em dia roda os jogos da Wince a biblioteca de jogos ja esta a 96% jogavel.

    2 replies
  • Micro picture
    wcleyton · about 1 month ago · 2 pontos

    Um sonho que eu me arrependo de não ter realizado antes, agora um dreamcast está pela hora da morte

    1 reply
  • Micro picture
    andre_andricopoulos · about 1 month ago · 2 pontos

    Amo de paixão todos esses videogames fracassados, foram peculiares: 3DO, DREAMCAST, GAMECUBE...

    Engraçado que parte da culpa sempre foi a concorrente SONY e seus PLAYSTATIONS.

    Outra coisa em comum que os fracassados possuem é a relativa escassez de jogos...

    Mas não importa...me diverti pacas neles e sim, o motivo de minha compra DREAMCAST foi o incrível Sonic 3D fugindo da baleia. Épico ❤️💪

    1 reply
  • Micro picture
    kess · about 1 month ago · 2 pontos

    O Dreamcast era um monstro, mas foi engolido por monstros ainda maiores. Na locadora que eu frequentava (e contei essa história várias vezes aqui no alva), a dona apostava no DC para vencer a guerra da geração, e que "veria se o PS2 faria sucesso". Espero que ela não tenha apostado dinheiro nisso.

    1 reply
  • Micro picture
    carlosneto · about 1 month ago · 2 pontos

    Essa foi minha grande paixão do final da adolescência e início da vida adulta, era um sonho de consumo mas não consegui ter na época.
    Meu primo ganhou um e eu ajudava ele comprando bons jogos (já que eu conhecia mais) e ele retribuía deixando eu jogar.
    Pouco tempo depois consegui meu primeiro emprego (em 2002), e para não ter conflito de interesses acabei comprando um PS2.
    Meu primo e eu trocávamos os games, ele ficava um final de semana com o PS2 e eu ficava com o Dreamcast.
    Hoje em dia consegui adquirir um Dreamcast para minha coleção e agora consigo matar a nostalgia.

    2 replies
  • Micro picture
    denis_lisboadosreis · about 1 month ago · 2 pontos

    Meu primo teve um e ver Sonic Adventure era inacreditável, a sensação de ver uma versão ainda mais evoluída do que tinha visto em Mario 64, não era novidade aquele espaço 3D, mas o visual e a velocidade de Sonic, e personagens jogáveis extras, e cenas com alguma história davam a sensação de espaço gigantesco nesse jogo. Já Crazy Taxi me cansou rápido e tive a sensação de desperdício de recursos do aparelho.

    1 reply
Keep reading → Collapse ←
Loading...