brunothebigboss

Um gamer comum, com interesses incomuns e opiniões baseadas no senso crítico.

You aren't following brunothebigboss.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • 2021-04-19 15:35:32 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    Morte é inevitável...

    Medium 771062 3309110367

    "A morte é inevitável. O nosso medo dela é o que nos faz sermos cuidadosos, bloqueia as nossas emoções. É um jogo perdido. Sem paixão, você já está morto.” 

     PAYNE, Max

    Max Payne 2: The Fall of Max Payne

    Platform: PC
    2293 Players
    27 Check-ins

    31
    • Micro picture
      marcelokiss487 · 17 days ago · 4 pontos

      Esse doí na alma, Max se lasca demais =(

    • Micro picture
      qu0re · 17 days ago · 4 pontos

      O foda, é que ele meio que tem "moral" pra dizer essas palavras, por tudo o que ele passou...

    • Micro picture
      leandro · 17 days ago · 4 pontos

      A frase mais marcante dele, pra mim, é no MP 3, em que ele se depara com a atuação da PM de SP. Ele larga essa: " A policia de São Paulo faz a de NY parecer o Hare Krishna "

  • supermarkosbros マルコス・アントニオ
    2021-04-19 15:55:42 -0300 Thumb picture
    Thumb picture
    35
    • Micro picture
      rshadowss · 17 days ago · 4 pontos

      Você pode pedir umas promoções para PS3? Obrigado

    • Micro picture
      brunothebigboss · 17 days ago · 3 pontos

      Já são 2 artigos que ficaram ultrapassados, o da Telltale que eu falo que a última temporada de The Walking Dead ficará sem conclusão e agora o meu último.
      Não que isso seja um problema, essa tia é realmente maravilhosa. E endossando o amigo aí, também queria promoções

    • Micro picture
      igor_park · 17 days ago · 2 pontos

      😂😂😂
      Eu acredito na sua ligação 🤝🏽

      4 replies
  • solidrenan Renan Do Prado
    2018-07-25 23:26:12 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    Um "breve" guia de inicialização em The Banner Saga

    Atualmente tô jogando o terceiro e último capítulo da série, e tá simplesmente magnífico e cruel como eu já esperava. E notei que de tanto falar bem da série consegui convencer um pessoal a dar uma chance, como o @raiden e o @msvalle. E vindo deles próprios, surgiram dúvidas interessantes sobre o funcionamento do jogo, em especial sobre o combate. Então resolvi fazer um guiazinho bem amador pra ao menos explicar como as coisas funcionam, pois tbm levei um tempo pra entender tudo.

    Começando com uma breve explicação: The Banner Saga é um RPG focado em história e tomada de decisões, em que o combate é algo secundário. Isso não quer dizer que hajam poucos combates, a verdade é que haverão poucos ou muitos dependendo apenas de suas escolhas, mas há uma quantidade boa de batalhas, afinal isso é necessário para prosseguir e melhorar seus personagens.

    Então vou começar explicando o HUD da tela de combate em partes.

    1 - Barra de iniciativa:

    Essa barra mostra as ordens dos turnos dos personagens. As batalhas acontecem em turnos alternados entre aliados (azuis) e inimigos (vermelhos), sendo eles garantidos. Não vai haver pulo de rodada, a menos que alguém receba algum ataque ou debuff que atrase seu turno, mas isso nunca gerará dois turnos seguidos de um mesmo time, sempre será alternado. Exceto quando sobrar apenas um personagem num dos times, aí serão turnos não garantidos: Toda uma party com turnos em sequência e o personagem do outro time depois de todos. Esse é o chamado modo pilhagem, em que o time com mais personagens tem vantagem total pra acabar a batalha.

    2 - Status de Personagem:

    Os status de personagem são: 

     Escudo com fundo azul- Armadura: Esse status protege você de danos diretos no HP, vou explicar melhor como funciona mais pra frente.

    Punho - Força: Equivale ao mesmo tempo no valor de Ataque e HP, ou seja, na imagem acima o personagem tem 18 de Força, ou seja, tem 18 de HP e pode causar até 18 de dano em inimigos. Se esse personagem sofrer dano e ficar por exemplo com 10/18 de Força, significa que seu HP é 10 e seu ataque é 10.

    Estrela - Determinação: É um recurso que adiciona estrelas em suas ações para potencializar seus efeitos. Todos os personagens possuem valores únicos de Determinação, que podem ser ultrapassados habilitando habilidades evoluindo personagens. Determinação permite que um personagem se mova por mais casas no tabuleiros de batalha, adicione mais força em seu ataque (+1 por estrela) ou potencialize o poder de habilidades e magias.

    Corrente Verde - Uso de Determinação: Determina o quanto de Determinação um personagem pode usar em suas ações por vez. O personagem acima tem 2 nesse atributo, isso significa que ele pode adicionar até +2 de ataque, andar 2 casas extras e etc.

    Escudo Rachado - Perfuração: Dano padrão que seu personagem causa na armadura inimiga. Isso significa que, independente de sua força, se você atacar a armadura de um inimigo, causará dano mínimo correspondente ao valor desse status, nesse caso, no mínimo 2 de dano.

    3 - Força, Armadura e Cálculo de Ataque:

    Essas bandeiras azuis e vermelhas mostram respectivamente a Armadura e a Força de um personagem, que já foram explicados acima, mas reiterando:

    Armadura: Capacidade de defesa, quanto maior, mais protegida está a força do personagem.

    Força: HP e poder de ataque.

    O cálculo de ataque funciona da seguinte forma:

    O personagem marcado na esquerda tem 12 de Armadura e 18 de força. O inimigo na direita tem 9 de Armadura e 22 de Ataque. Note que abaixo desse inimigo há o número nove.

    O cálculo funciona assim: Força do aliado - Escudo inimigo = Dano Causado. Ou seja, 18 de Força - 9 de Armadura = 9 de dano. O inimigo, de 22 Força (Ataque + HP) ficará então com 13 de Força, ficando assim com menos HP e causando menos dano em inimigos.

    Aliando isso com determinação, é possível aumentar ainda mais o dano. Por exemplo, esses 9 de dano podem subir para 11, já que o personagem da imagem pode usar 2 pontos extras de Determinação.

    Já numa situação inversa, em que o ataque do seu personagem é menor que o escudo adversário, a chance de acerto diminui gradativamente, ao ponto de você poder causar 0 dano. E o cálculo muda.

    Exemplo: 12 de ataque - 15 de armadura = -3 de dano, que aqui o valor negativo é cancelado e seu dano passa a ser no máximo 3, com pouca chance de acerto (esse cálculo pode estar errado, ainda não tive muita chance de testar ele na prática). Nesses casos, o ideal é atacar a Armadura de um inimigo, deixando sua Força mais vulnerável a danos.

    É um pouco complicado de explicar e entender, mas não é difícil de pegar o jeito quando se joga, leva um pouco de prática só. Felizmente o jogo é amigável em explicar isso e te permitir aprender por conta própria.

    4 - Corneta de Determinação:

    Essa corneta é um item que ajuda e muito, dependendo do seu desempenho. Ela concede Determinação extra para o personagem ativo em um turno. Ela possui 5 slots de estrelas, que são preenchidos ao se matar inimigos. 1 inimigo morto = +1 estrela. A Determinação dos personagens não se regeneram naturalmente, elas só aumentam se você colocar um personagem para descansar em seu turno (deixando-o no mesmo lugar, sem fazer nenhuma ação), ou ativando a corneta em seu turno. Ela é muito útil para dar Determinação extra para um personagem sem nada e com chance de causar bastante estrago em algum ataque, portanto ose a corneta com sabedoria.

    Diferentes batalhas tem diferentes condições de vitória, mas no geral a vitória é conquistada ao derrotar toda a equipe inimiga. Se um personagem de sua party for derrotado, ele não morre, mas ficará ferido por certa quantidade de dias. X Dias Feridos = -X Força no personagem. Ou seja, um personagem de Força 15, ferido por 3 dias terá Força de 12 em batalha. Basta descansar sua caravana pelo número de dias necessário que ele voltará ao normal.

    4 - Evolução de personagens:

    A tela acima é a tela de evolução de personagem. A evolução se chama "Promover", e só é habilitada quando um personagem mata um determinado número de inimigos (O personagem tem que ser aquele que dá o golpe final), a personagem acima matou 29 inimigos de 28 necessários, podendo ser promovida.

    Para promover e melhorar seu personagem você precisa de Reputação, que é o número na bandeira vermelha no topo da imagem. Reputação é ganha ao se vencer batalhas e tomar certas decisões. Reputação é usava para promover personagens e para comprar provisões para sua caravana e itens de buff para seus personagens. Por isso, não use sua Reputação levianamente, você pode tentar melhorar todos os seus personagens e fazer com que sua caravana sofra por não ter provisões nem como comprá-las.

    E por isso, com isso entro no último tópico.

    5 - Sua Caravana e Tomada de decisões:

    A Caravana é a coisa mais importante de toda a série, é por ela que você luta, e é ela que você precisa manter firme por toda a Jornada. O gerenciamento da Caravana é visualizado pelo HUD abaixo:

    Membros de Clã são as pessoas normais de sua caravana, em certas ocasiões eles são que te ajudam em trabalhos braçais, como caça. Combatentes são a força de combate da Caravana, que ajudam a manter todos vivos. Em certos momentos você pode decidir se quer transformar membros de clã em combatentes, mas são em momentos específicos. Varl são os gigantes de chifres, altamente poderosos.

    A bandeira vermelha é sua Reputação. A bandeira amarela é quantidade de dias que suas provisões duraram. Na imagem acima, minha caravana tem provisões para sobreviver 18 dias.

    O número dentro do escudo de madeira é quantos dias se passaram in-game desde o início da aventura. Na imagem acima eu estou no dia 8 de The Banner Saga 3.

    E o rosto verde é a Moral da Caravana. Verde significa que todos estão felizes e cooperativos. Perder batalhas, tomar certas decisões, viajar sem parar e não descansar diminui a Moral. Quanto menor a moral, mais insatisfeito seu povo fica, e isso traz sérias consequências. Pessoas abandonarão a Caravana, saquearão uns aos outros ou em casos extremos podem até tentar um Golpe e te matar. Cuide de sua Caravana, essa é sua principal obrigação.

    O que por fim leva a tomada de decisões. Em vários diálogos você tem opções de respostas, bem como durante as viagens o jogo apresenta tela com situações para você resolver, como um mestre de RPG de mesa. Por exemplo: "Você encontra um grupo de pessoas implorando ajuda, o que você faz: Chama eles para a caravana, ignora, partilha suas provisões e segue viagem sem eles".

    TODAS as suas decisões, da menor a maior terão consequências imprevisíveis. Você pode, na situação acima, chamar eles para caravana, desagradando seu povo que não quer mais bocas para alimentar, e mais tarde esse novo grupo pode se revelar como saqueadores. Você pode ignorá-los, e então eles podem te atacar ou simplesmente ficar lá desolados esperando a morte inevitável. Ou você pode partilhar suas provisões, agradando alguns por sua generosidade e desagradando outros por você ser generoso demais.

    VOCÊ NUNCA VAI SABER QUAL SERÁ A CONSEQUÊNCIA DE SEUS ATOS. E suas decisões são levadas até o último game. Uma decisão feita no início do primeiro jogo poderá voltar contra ou a seu favor no final do segundo e no começo do terceiro. Não há como prever o que vai acontecer, você não tem nenhum controle sobre o mundo, o mundo é que te pisoteia e apenas sussurra no seu ouvido: "O que você vai fazer agora para responder a isso?".

    ------

    E é isso, saiu um textão imenso que duvido que será lido até o fim por mais do que 2 ou 3 pessoas, mas eu queria escrever e fiz de uma vez. Mas dá pelo menos uma lidinha rápida, e que pelo menos talvez isso ajude a te dar um mínimo de interesse na série, que em minha humilde opinião é excelente.

    E lembre-se, a principal mecânica do jogo é a tomada de decisões. Tudo terá alguma consequência, boa ou ruim, e você nunca saberá o que vai ser até que aconteça. E normalmente acontece quando você menos espera. Se derem uma chance ao jogo, preparem-se para sofrerem!

    The Banner Saga 3

    Platform: Playstation 4
    6 Players
    4 Check-ins

    35
    • Micro picture
      raiden · almost 3 years ago · 1 ponto

      Nossa!!! Fantástico!!! Isso vai me ajudar muito!!! Salvando aqui pra ler certinho com calma!!! Valeu!!! ^^

      2 replies
    • Micro picture
      msvalle · almost 3 years ago · 1 ponto

      Uau! Muito obrigado por fazer o guia, ajudará muito quando eu começar! :D

      1 reply
    • Micro picture
      lipherusyt · almost 3 years ago · 1 ponto

      Mais completo, impossível!

  • brunothebigboss Bruno dos Anjos Seixas
    2021-04-15 17:05:42 -0300 Thumb picture
    brunothebigboss checked-in to:
    Post by brunothebigboss: <p>Depois do Life is Strange 2, confesso que fiquei
    The Banner Saga

    Platform: Playstation 4
    39 Players
    8 Check-ins

    Depois do Life is Strange 2, confesso que fiquei bem desanimado de jogar de novo, ainda mais com a Sony fazendo merda esses tempos e eu tendo que me preocupar com a preservação do meu acervo (e também como conseguir patches no futuro. Tô considerando desbloquear meu PS3, mas por enquanto ele tá fudido demais pra isso). De qualquer maneira, fiquei sem vontade de jogar de novo, e aí ontem eu me forcei a jogar alguma coisa que seja. Foi aí que eu me lembrei desse jogo que eu tinha comprado há mais de 2 anos numa viagem à Argentina, a qual inclusive falei brevemente nessa respeitável rede...

    E foi assim que comecei minha Saga (ba dum tss) nesse RPG tático, um gênero que mal conheço direito. O único que tive experiência foi Chroma Squad, e até agora eu joguei bem pouco do 1º jogo da trilogia, mas ele tá se saindo bem. O plot é interessante (soube que os caras que fizeram já trabalharam na Bioware) e os sistemas não parecem tão difíceis quanto eu imaginava. E o mundo dessa trilogia já me cativou...

    De qualquer forma, gostaria de dicas do pessoal. Fiz o mesmo com NiOh, mas o fato de eu nunca ter concluído a 2ª fase diz bastante sobre meu ãnimo com o jogo. Mas com o tempo escasseando, preciso fazer uma dedicação mais racional e comprometida com a arte e deixar um pouco de lado o "só jogo quando tenho vontade". Acho que isso vai funcionar aqui...

    11
  • salvianosilva Salviano Silva
    2021-04-06 18:08:17 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    PS3 devidamente desbloqueado

    Depois de pensar bastante e ver que a Sony não tá mais se importando com o PS3, resolvi desbloquear o mesmo. Não queria, mas a empresa faz com que você acabe fazendo. O Processo é bem fácil por sinal.


    O bom é que já vem com lojas e licenças embutidas pra baixar os jogos direto do console e de graça. Me surpreendi que dá até pra baixar o Retroarch kkk.

    Em falar nos jogos que quero jogar, montei essa grade. Peguei só os que ficaram presos no PS3 e não receberam remaster, se bem que tem alguns ai que tem versão pra PC tambem e devo descartar.

    God of War: Ascension

    Platform: Playstation 3
    7294 Players
    556 Check-ins

    47
    • Micro picture
      hyuga · 30 days ago · 4 pontos

      acho que a Sony manteu por bastante tempo a rede do ps3, a Nintendo matou a Loja do Wii logo depois do WiiU. sobre isso planejo desbloquear o console

      3 replies
    • Micro picture
      realgex · 30 days ago · 3 pontos

      Esse negócio de baixar direto do console é muito da hora kkk. Dá até vontade de comprar um PS3. Aliás, o seu modelo tem quantos Gbs e qual é o modelo ideal pra comprar ?

      1 reply
    • Micro picture
      lordsearj · 30 days ago · 2 pontos

      Show. Tenho uns 2 RPGs baixados para jogar nele. Em que pese já terem saído para PC (Ni No Luni e Ressonance of Fate), devo jogá-los no console. Os demais estão em disco e tenho uns no emulador, que só melhora.

      1 reply
  • brunothebigboss Bruno dos Anjos Seixas
    2021-04-02 17:21:55 -0300 Thumb picture
    brunothebigboss checked-in to:
    Post by brunothebigboss: <p>Com 5 dias de atraso, venho aqui afirmar que já
    Life is Strange 2

    Platform: Playstation 4
    74 Players
    25 Check-ins

    Com 5 dias de atraso, venho aqui afirmar que já zerei Life is Strange 2... e cacete, que final.

    Não vou falar muito aqui, mas eu estava interessado em saber como iam lidar com isso. Eu gosto muito da conclusão do 1º jogo, mas entendo todas as críticas que fizeram a ele. Aqui, eles conseguem aperfeiçoar em relação ao original das seguintes formas:

    O jogo tem 4 finais (7, contando as pequenas variações), que são definidos pela decisão final e pela moralidade do Daniel, que foi construída ao longo do jogo. Isso é uma saída interessante para quando você não tem orçamento para fazer literalmente cada decisão importar, e ainda assim elas não serem irrelevantes: elas importam subliminarmente. Junto a isso, eles também preservaram a nuance dos finais, sendo que alguns mais sutis do que outros, no sentido de que, com exceção de um específico, eles até podem ser considerados bons, mas sempre há alguma falha fatal que você vai olhar e pensar "cara... a vida é foda". Isso inclusive me deixou sem vontade pra falar desse jogo no domingo, no dia que eu zerei rs

    No geral, eu gostei do jogo, e pretendo fazer uma review. Tô bem atrasado e ainda escrevi isso bem rapidinho pra não deixar batido, porque outro dever dos games me chama...

    11
  • brunothebigboss Bruno dos Anjos Seixas
    2021-03-30 11:13:23 -0300 Thumb picture

    Sony mata 3 gerações de história; entenda

    Medium 3859094 featured image

    Acima, da direita pra esquerda, os modelos FAT, Slim e Super Slim do PS3

    Ontem, dia 29 de março, a Sony anunciou oficialmente o fechamento dos servidores da PlayStation Store do PlayStation 3, PSP e Vita, para transtorno geral de muitas pessoas. Apesar de ainda ser possível baixar jogos já adquiridos (e, presumivelmente, atualizações), a óbvia desvantagem dessa decisão é a perda de acesso de milhares de jogos nas 3 plataformas (por isso o título "3 gerações", sem contar os jogos PlayStation Classic, o único meio oficial de comprar jogos antigos da Sony). Isso é grave porque 1) por mais que os 3 consoles tenham entrada de mídia física (com exceção de um modelo do PSP), é de se presumir que coleções inteiras foram feitas a partir de jogos digitais (felizmente não foi o meu caso... para o PS3) pelas aparentes vantagens da mídia digital, no caso praticidade e possibilidade de preço menor; e 2) com a dificuldade de comprar jogos físicos cada vez maior conforme as gerações passam, os jogos digitais do PS3 eram a forma mais indicada (e talvez a única forma oficial) de comprar jogos.

    Com o fim da loja digital desses consoles de meados dos anos 2000 (e o Vita), as únicas possibilidades de comprar jogos dessas plataformas é por emulação, que nesse caso funciona muito bem, mas ainda não está perfeita como para o PS2; colecionar jogos físicos, o que pode não ser financeiramente viável; ou caso more nos EUA ou tenha um VPN, usar a PlayStation Now, um serviço de streaming de jogos com retrocompatibilidade... que não tem todos os jogos e é STREAMING, óbvio que não será a mesma coisa que possuir uma cópia do jogo. Ainda possui uma 4ª opção, que é basicamente piratear esses consoles digitalmente e usar um servidor proxy para simular a PS Store e assim comprar os jogos (pelo menos foi o que eu vi algumas pessoas metidas a hackers especularem)

    Por quê isso aconteceu?

    Em resumo, manter um servidor custa dinheiro, e não é pouco. É de se presumir que, com o esvaziamento cada vez maior dessas plataformas, os servidores já pararam de dar qualquer lucro anos atrás. Isso não seria um problema se um acervo desses não estivesse nas mãos de uma companhia com fins lucrativos, e pra piorar, a única com a propriedade intelectual das IPs do acervo (no caso, jogos) e com poder de decisão do futuro deles.

    Ou seja, eu, empresa responsável pela distribuição de um produto o qual as pessoas se importam, posso simplesmente decidir fechar esse meio de distribuição sem prestar contas a ninguém a não ser o meu próprio lucro.

    Foda, né?

    Pela necessidade de preservação sem fins lucrativos

    Servidores do Internet Archive, organização sem fins lucrativos responsável por preservar URLs de internet, mas não só

    Claro que, a princípio, se a empresa não colaborar, sempre há o bom e velho emulador e sites de ROMs para nos ajudar. No entanto, enquanto o PS Vita e PSP tem emulador até pra celular, o PS3 é um dos consoles mais difíceis de programar da história (por mais que eu ame que esse console, é necessário reconhecer), e isso se reflete no emulador e nas ROMs deste. Seu principal emulador, o RPCS3, que ainda usa software de código aberto para que mais colaboradores ajudem no projeto, ainda não está viável nem para os exclusivos principais, mesmo 15 anos depois da estreia do console, Para se ter uma ideia, nesse mesmo período de tempo, o PS2 já tinha seu principal emulador, o PCSX2, totalmente funcional e quase sem falhas de otimização. Claro que são arquiteturas diferentes, mas essa comparação é para evidenciar as dificuldades existentes.

    Mas mesmo desconsiderando os defeitos, e supondo que um dia os emuladores irão imitar com perfeição os consoles, ainda é perigoso deixar algo tão importante quanto preservação de jogos nas mãos de diletantes, que ainda que possam estar organizados, estão à mercê de processos judiciais que põem em risco seu acervo (nesse sentido, a Nintendo consegue ser ainda pior que a Sony).  É necessário que haja um esforço consciente para salvaguardar os videogames e derivados (consoles, revistas, sites, etc.), e por mais que existam belas iniciativas, são isoladas.

    Conclusão

    No instável cinema brasileiro, onde diretores e produtoras vem e vão, a Cinemateca Brasileira acaba por ser o tesouro vivo do cinema brasileiro, e até de filmes que ninguém mais quer. Por quê não ter algo parecido para games?

    O ato deplorável da Sony vai acordar de vez a comunidade, a imprensa e as empresas para a manutenção de seu acervo para além de uma ou outra oportunidade comercial de um jogo antigo conhecido? Talvez. Incrivelmente, quem já está se movimentando para achar uma solução é a tão mal falada academia (nem precisa ser de um periódico estrangeiro; a arquivologia brasileira já tem discussões em andamento sobre o assunto). Mas a verdade é que não sabemos o que o futuro reserva para a memória dos games. Acredito, no entanto, que será mais promissor do que o que temos hoje, assim como já foi para o cinema e para a televisão.

    42
    • Micro picture
      darlanfagundes · about 1 month ago · 5 pontos

      Mais uma prova de que a emulação e pirataria não são nenhum mal e de que monopólios de produtos é uma bosta sem tamanho.

    • Micro picture
      kess · about 1 month ago · 3 pontos

      O mais triste disso é que sempre soubemos que iria acontecer. E como sempre, a discussão da preservação volta à tona, e que sofre um grande baque com o PS3, se não conseguirem emular apropriadamente. Isso sem contar nos jogos que já perderam e quantos mais vão perder sua jogabilidade online.

    • Micro picture
      sonne · about 1 month ago · 3 pontos

      Torcendo para criarem uma freeshop de ps3

  • gabizerah Gabriela Parisi Ramos
    2021-03-29 10:42:52 -0300 Thumb picture
    Thumb picture
    Post by gabizerah: <p>Achei interessante</p>

    Medium 768189 3309110367

    Achei interessante

    Battlefield 1

    Platform: Xbox One
    259 Players
    73 Check-ins

    35
    • Micro picture
      le · about 1 month ago · 2 pontos

      Pessoal de agência de turismo ainda usa essa codificação.

    • Micro picture
      raiden · about 1 month ago · 2 pontos

      É o clássico alfabeto fonético. A última vez que vi foi à mais de 20 anos atrás quando estava tirando brevê. Muito utilizado na aviação civil e etc.

    • Micro picture
      msvalle · about 1 month ago · 1 ponto

      Que massa!

  • supermarkosbros マルコス・アントニオ
    2021-03-29 16:12:44 -0300 Thumb picture
    Thumb picture
    Post by supermarkosbros: <p>#img#[768227]</p>

    23
    • Micro picture
      igor_park · about 1 month ago · 3 pontos

      Downloads seguem pelo menos

    • Micro picture
      santz · about 1 month ago · 2 pontos

      É agora que os fãs da marca começam sentir saudades dos jogos de PS3 e clamam por remasters no PS5.

      5 replies
  • brunothebigboss Bruno dos Anjos Seixas
    2021-03-26 18:39:10 -0300 Thumb picture
    brunothebigboss checked-in to:
    Post by brunothebigboss: <p>Eu concluí o Episódio 4 no mesmo dia que no epis
    Life is Strange 2

    Platform: Playstation 4
    74 Players
    25 Check-ins

    Eu concluí o Episódio 4 no mesmo dia que no episódio 3, mas eu tava num congresso (o primeiro de muitos, eu espero) e não tive tempo de escrever as minhas impressões do episódio 4, mas vamos lá.

    Uma das maiores críticas em relação à narrativa de jogo, principalmente se comparado ao original, é que, por se tratar de um road game, ele não tem um time fixo de personagens. Cada vez que um episódio novo entra em jogo, o anterior é descartado e um novo entra em cena, mas pela falta de tempo, ambos ficam sem desenvolvimento. Isso não é realmente verdade; por mais que as localidades mudem, certos personagens são acompanhados, cada um a seu jeito. No entanto, vendo o episódio 4, entendi o porquê de vários fãs falarem isso, já que se trata do episódio que mais sofre disso.

    No fim do episódio 3, Sean e Daniel são separados pelas tretas de irmão + coisas maiores, e aí o maninho vai parar no estado vizinho da Califórnia, Nevada (o lugar é um deserto na verdade rs e sim, é onde tá Las Vegas). Lá, sofre lavagem cerebral e é apropriado por um CULTO de uma moça que surge do nada na história.

    Ah, e a gente encontra a mãe dos rapazes que largou os dois há anos, e isso por razões de... Jack Kerouac. Tá bom, ele não é citado nominalmente, mas que manja, manjou. O jogo até faz um bom trabalho construindo as razões dela e ambientando esse encontro depois de anos... o que não muda o fato que isso é simplesmente imperdoável.

    No fim, a gente consegue resgatar o Daniel da igreja em chamas e a gente continua a viagem para o México. Agora, estamos às portas do lar do "lobo pai" e não sei o que esperar disso. Joguei um pouco do episódio 5 e falta pouco para realizarmos isso. Mas parece que também vai abrir um rombo no meu coração... 

    11
    • Micro picture
      igor_park · about 1 month ago · 2 pontos

      Na moral o episódio 3 e 4 mostram o quanto uma criança pode ser chata 😂😂😂

      3 replies
Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...