You aren't following bonline.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • 2021-10-20 20:17:55 -0200 Thumb picture

    God of War no PC, é o fim dos exclusivos no Playstation?

    Medium 3886717 featured image

    Mal saiu a notícia de que GoW ganharia a sua versão pra PC, e as redes sociais explodiram em desespero, "a Sony está fazendo errado", "se continuar assim, não haverá mais sentido em ter um console", e outras tantas reclamações.

    É perfeitamente aceitável esse sentimento, afinal, muitos de nós crescemos vendo essa indústria tomar forma usando principalmente táticas de exclusividades encima de jogos e empresas desenvolvedoras destes. A Nintendo do final dos anos 80 já fazia isso muito bem com seus títulos diferenciados e de ótima qualidade. Mais tarde, nos anos 90, a Sony principalmente, fazia questão de manter um bom relacionamento com as desenvolvedoras e assim por tabela acabava ganhando a exclusividade de seus produtos (ajudou muito também as vendas do Playstation estarem maiores a cada dia).

    Isso perdura de certa forma até hoje. Mas o mercado pode ser impiedoso para as empresas que não conseguem lê-lo, que não conseguem ter um planejamento claro para o futuro, ou que não consigam abrir mão de dogmas empresariais que de um momento para o outro inacreditávelmente se mostram ultrapassados.

    O mercado de vídeo-games e consoles obviamente não é diferente de outros segmentos em sua essência, pois esse se tornou cada vez mais letal para aqueles que subestimaram o poder cada vez maior da internet e dos muitos segmentos que foram totalmente modificados somente pela forma como os consumimos hoje em dia.

    Ao contrário de antigamente que praticamente não existia muitas opções de se obter um jogo original (dependendo do título, até pirateado era difícil de achar), a oferta de jogos hoje em dia é vasta, beirando a saturação, de graça, e por meios legais. Os games cinematográficos atuais possuem orçamentos maiores do que muitos grandes filmes de Hollywood, isso era impensável na quinta geração.

    Mas voltando diretamente ao assunto, claramente existe a necessidade de empresas como a Sony Playstation expandir seus produtos à novos usuários, pois futuramente será inviável manter o modelo clássico de negócios da forma que conhecemos antes porque além de custarem muito para serem produzidos, atingem públicos cada vez mais "nichados", por mais aberto que seja o título.

    Provavelmente a Nintendo hoje seguiria o mesmo exemplo de Sony e Microsoft se lá atrás não tivesse tomado a polêmica decisão de se retirar da disputa aberta por tecnologia de hardware de ponta com essas empresas. Como resultado, vemos que isso deu certo pra ela, pois teve que se reinventar a tal ponto que hoje chega a ser chamada até de "Apple dos games".

    A Microsoft aposta nos serviços, mesmo mantendo um custoso serviço de nuvem para degustação de games e fidelizando seus usuários através de mensalidades, nada impede que os jogos ofertados em seus sistemas e no PC sejam muito bem vendidos no final das contas.

    No caso da Sony, ela oferta jogos que já cumpriram seu ciclo útil na sua plataforma, pois esses não possuem componentes que os mantenham em evidência durante tanto tempo como um jogo que visa o multiplayer online como sua principal característica. Os títulos por ela disponibilizados até o momento já se pagaram em sua plataforma, então:

    1) A empresa visa uma sobrevida à títulos que custaram muito para serem produzidos, assim fazendo mais dinheiro com eles em outra plataforma.

    2) Visa nesse novo público potenciais consumidores de seus futuros jogos (muitas das vezes continuações daqueles disponíveis em plataformas secundárias) em sua plataforma exclusiva.

    Isso não faz com que títulos que tenham sua identidade intimamente ligada ao Playstation, como GoW, fiquem deslocados a ponto de não serem mais os principais bastiões que ajudam a vender aparelhos, pelo contrário, passam a ser os principais meios de pescarem novos usuários para seu sistema. De outra maneira, se agarrando à velhos dogmas, o futuro da companhia parece incerto da maneira como a conhecemos agora, e o mercado perdoa cada vez menos quem não se planeja para o futuro. 

    God of War

    Platform: Playstation 4
    1578 Players
    550 Check-ins

    30
    • Micro picture
      miguelpardal_art · about 2 months ago · 2 pontos

      so digo uma coisa SO VEM

    • Micro picture
      andre_andricopoulos · about 2 months ago · 2 pontos

      Vou dar CRTL C nos posts desse assunto.. Minha opinião:

      É um tema polêmico. EXCLUSIVOS são necessários (Mario é Nintendo, CHIEF é XBOX, e GOW é SONY.). Acho que tudo deve existir: MULTI, EXCLUSIVO, MIGRAÇÕES (esqueci o termo correto).
      ...
      Acho também muito cedo o GOW, de 2018, ir pra PC em 2022 (acho que li que será em 2022 né?).
      ...
      Alan Wake, do XBOX por exemplo, só veio pro PLAY após uns 10 anos (2010 / 2021).
      ...
      Mas enfim, fato é que é extremamente desnecessário pirar desse jeito. EXCLUSIVOS sempre vão existir... só não sei por quanto tempo...😁😁😁

      4 replies
    • Micro picture
      artigos · about 2 months ago · 2 pontos

      Parabéns! Seu artigo virou destaque!

  • 2020-06-21 10:22:28 -0300 Thumb picture

    Precisamos de um Resident Evil 4 Remake?

    Medium 3807987 featured image

    Resident Evil sempre foi a minha série de games favorita, mas estranhamente para mim essa série é curta e acaba no RE Code Verônica, pois sempre tive muita dificuldade de aceitar a reformulação radical que começou no Resident Evil 4.

    Era grande a expectativa que muitos gamers tinham por esse jogo no início dos anos 2000, afinal fora o título da série que por mais tempo ficara em produção e a cada notícia ou trailers lançados a ânsia de colocar logo as mãos nessa obra aumentava. Quando enfim foi lançado eu estranhei bastante no início, tinha que fazer mira, câmera de ombros, ausência de zumbis… mas isso durou pouco, logo dominei o bicho e não tardou para a diversão começar, afinal era Resident Evil, tem o Leon, tem a Ada, tem até o Wesker, que maravilha… aaahh, não.

    Resident Evil 4 era simplesmente um jogo de andar pra frente, mirar e atirar em coisas e criaturas nas quais dessas dropavam os mais variados itens que ficavam brilhando no chão, praticamente não há mais puzzles, não havia mais o survivor-horror, Leon adquiriu a mania de ficar ajeitando sua maleta de itens com frequência, algo que às vezes despendia muito tempo, no fim, cheguei a conclusão de que Resident Evil havia se tornado um jogo arcade.

    Mas não um simples jogo arcade, O jogo arcade, são poucos os títulos que eu revisito depois de zerados e Resident Evil 4 é um deles, praticamente todo ano eu o termino pelo menos uma vez. É um game divertidissímo de fato, mas não o considero um Resident Evil e sim um excelente jogo de ação. Considero o Code Veronica o último grande título da série (acho que a série Revelations, da qual muita gente torce o nariz, seria uma boa transição para o que Resident Evil poderia vir a se tornar nesses tempos de poderosos Playstations e Xboxes) e Resident Evil Remake a obra prima, o tributo definitivo que os primeiros anos de glória da franquia mereciam.

    Então vem a minha pergunta, Resident Evil 4 merecia um Remake/Reimaginação? Ele lançou tendências que são aproveitadas até hoje, ele envelheceu bem ou o mundo dos games evoluiu mal? No momento em que escrevo esse texto, The Last Of Us 2 já foi apresentado ao mundo e todos devem saber que há muito de Resident Evil 4 nele. Poderia um Remake dele transformar o mundo dos games novamente? Minha compulsão anual poderia ser transferida para esse suposto Remake? Também revisito Resident Evil 2 de tempos em tempos e o Remake desse, apesar de muito bom, não apagou a magnitude que o original proporciona para mim (inclusive sempre que jogo o Remake do 2 tenho vontade de jogar o original logo na sequência).

    Depois da decepção que muitos tiveram com o Resident Evil 3 Remake é fácil duvidar que algo de bom saia desse suposto projeto. Só nos resta aguardar e torcer. 

    39
    • Micro picture
      floyd21 · over 1 year ago · 2 pontos

      Não acho que RE4 necessite de um remake. Querendo ou não, temos que concordar que os jogos de câmera fixa da franquia não envelheceram muito bem e não é atrativo para as gerações mais novas que estão começando agora. Um remake adapta um título para esses jogadores e ainda revitaliza a reputação do jogo original. Só que RE4 já era um jogo bem avançado para a sua época, principalmente em questão dos gráficos, e ainda tornando capaz umas melhoras gráficas que torne ele ainda chamativo para as novas gerações, já que temos a Ultimate HD Edition, 1080p 60fps. Então, um remake não parece ser uma boa aposta.

      Aliás, muito bom o seu texto.

      1 reply
    • Micro picture
      itsamevenom · over 1 year ago · 1 ponto

      RE4 apesar de tudo foi um março, e já é bem velho. A Capcom é que fez questão de deixar ele bem fresco na memória com um monte de remasters xD

      Rejoguei esses dias, a única coisa nele que se mantém atual é a jogabilidade. Acho o remake uma ideia legal. ( Mesmo querendo um do Code Veronica)

      1 reply
    • Micro picture
      artigos · over 1 year ago · 1 ponto

      Parabéns! Seu artigo virou destaque!

  • 2018-06-25 09:19:07 -0300 Thumb picture
    bonline checked-in to:
    Post by bonline: <p>#img#[562022]</p><p>É uma grata surpresa pra mi
    Rocketbirds: Hardboiled Chicken

    Platform: PC
    241 Players
    19 Check-ins

    É uma grata surpresa pra mim esse game, lançado em 2011 só tive a oportunidade de conhecê-lo agora e não me arrependo de ter arriscado RocketBirds Hardboiled Chicken é ótimo.

    stilo Side scrolling com animação fluída, arte cartunesca de primeira qualidade, belos gráficos 2D e história ilária, componentes importantes para segurar o jogador e garantir boas horas divertidas.

    A história é contada através de cutscenes em desenho animado de ótima qualidade, o personagem é um galo guerreiro que se revolta e luta contra um governo de pinguins do tipo militar despótico e opressor, todas as figuras são antropomorformicas, o que deixa tudo mais legal.

    Usa mecânicas dos clássicos games da Geração 16 bits, aliás esse game lembra em muitos momentos o magnífico Blackthorne, fazendo esse saudoso gamer aqui que vos escreve admitir ter tido um momento de euforia com essa lembrança.

    Blackthorne - SNES.

    Além de todos os pontos que vi como positivos, tenho que destacar que a música é o que de melhor me agradou mais, batida frenética e nervosa (além de cantada) de uma banda chamada New World Revolution. Com certeza ela vai te colocar no clima de "tiro, porrada e bomba" que o jogo explora.

    Mas nem tudo são flores, o game é curto e deixa aquele triste gostinho de aaaahhhhhh... quero mais...

    Os controles apesar de bons mereciam um mapeamento mais atencioso, acredito que se fosse feito teríamos uma precisão soberba sobre o personagem, mas nada disso atrapalha a diversão que é garantida. 

    6
    • Micro picture
      brazica · almost 3 years ago · 1 ponto

      tem ele ai?

  • 2018-06-14 11:42:46 -0300 Thumb picture

    Resident Evil 2 Remake da discórdia

    Medium 3639473 featured image

         Finalmente mostraram o tão aguardado Remake do melhor título da série resident Evil pra muita gente (inclusive pra mim). A Internet foi abaixo, orgasmos gamers de toda parte e elogios diversos surgiram, mas escrevo esse texto para criticar a decisão que a Capcom tomou pra produção de RE2 Remake e espero que as pessoas que discordarem pelo menos tentem entender a minha frustração.

    Todos em seus lugares, que recomece a diversão, ebaa.


         Tudo que eu sabia até então eram rumores, mas como ultimamente os rumores andam se concretizando eu já havia meio que me conformado com o lance das câmeras não serem estáticas como no original, blz, mas tinha que ser igual à do RE 4? Eles deveriam fazer algo como na série Revelations que teve tudo na dose certa, inclusive a câmera desse é a melhor depois que a série foi reformulada. Mas sinceramente, esse jogo deveria sair aos moldes de RE 1 Remake, inclusive eu cheguei a pensar que seria assim, podem me chamar de saudosista mas é assim que esse clássico deveria ser tratado. Tá certo que o estilo clássico de câmera veio de uma limitação de hardware e com o tempo foi aos poucos mudando ganhando movimentos e tals até ser extinguida (pelo menos na série principal), mas é inegável que ela definiu o gênero e contribuía muito pra trazer tensão ao jogador. 

    Câmera Clássica  do Spin off Outbreak.


    Será que seria pedir D+ Capcom? Pq ñ usar o estilo do RE 1  Remake que é bem mais fiel a série? Hein, hein?...


    ...Ou mesmo o que estava sendo planejado para o RE 4, essa era show!


         Agora outra, o jogo tá muito escuro, que breu é esse? Meus Deus, quem disse que todo jogo de terror precisa ter tudo escuro pra ser assustador? Pode até ser que seja algo temporário, que achemos uma caixa de energia e que a luz volte, mas o Leon usa uma lanterna à tira colo o tempo todo então... tomara que não. 

          E infelizmente, esse game deve também sofrer os efeitos da chamada "geração nutella", tudo que é possível interagir no cenário tem uma indicação encima, tirando muito da graça de explorar e descobrir coisas novas, até pra recarregar a arma o jogo avisa fazendo o jogador parecer um bocó, mas é óbvio que a produtora tá visando colocar o título pra competir com os games atuais então... fazer oq... 

         Pode ser que algumas coisas mudem até o lançamento porém não acho que devam ser nd significativo, espero também que o final do jogo venha incluso e não em forma de extra. Me desculpem o texto rápido, e não pensem que não vi pontos bons no game pq sim, vi vários e não vejo a hora de visitar a nossa maravilhosa Raccon City mais uma vez. 

    Resident Evil 2 Remake

    Platform: PC
    303 Players
    107 Check-ins

    11
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · over 3 years ago · 2 pontos

      Eu achei foda demais... Mas também curti RE REMAKE então... me agradaria de ambas as formas. Mas a CAPCOM e RESIDENT EVIL são assim mesmo...sempre mudando...sempre experimentando...sempre tentando agradar.
      Apesar de não ter curtido...jogue o. Quem sabe não se apaixonará?
      ---
      Eu me amarrei!
      ---
      Sobre a escuridão imagino ser algo temporário... tipo ter que acessar uma CENTRAL / DIJUNTOR para ligar tudo
      ---
      CONCORDO: essas indicações que tu está próximo de um item... É UMA MERDA!!!

      3 replies
    • Micro picture
      mastershadow · over 3 years ago · 2 pontos

      Concordo em tudo...queria muito a camera antiga tbm

    • Micro picture
      kess · over 3 years ago · 2 pontos

      Sobre a câmera, parece que será possível escolher jogar com a clássica, mas o modelo de dar os tiros pode ser complicado com isso. E vale lembrar que o Remake do 1 saiu em 2002, sendo que RE4 só mudou o modelo de câmera da série em 2005, então... segue a evolução.
      Tem salas com luz, ou pelo menos switchs para ligá-las, ou seja, energia tem no RPD, acho que vai ter locais sem luz (que parecem ser sempre os corredores) e salas mais importantes com luz. Mas concordo, seria bom poder iluminar tudo eventualmente. Mas se duvidar, vai ser como uma sidequest, cheia de itens com viagens desnecessárias, o que não influenciaria em nada para o final do jogo.
      Não gostei tbm dos itens ficarem visíveis, com um puta brilho e uma seta gigante apontando. Espero que isso possa ser configurado para sumir. Os extras do game já estão definidos, aparentemente, só perfumaria, ou seja, roupas e armas. Um DLC futuro não seria um extra para final de história. Quem sabe uma jogatina pré-RE2 com o Marvin... ou a Ada.

      1 reply
  • 2018-03-17 18:06:36 -0300 Thumb picture

    Momodora: Reverie Under The Moonlight

    Medium 3611304 featured image

    Uma grata surpresa esse game pra mim, comprei bem baratinho numa promoção no Steam e logo viciei.

    Não conhecia esse título e pesquisando depois descobri se tratar de uma franquia e que Reverie Under The Moonlight lançado em março de 2016 na verdade é o 4º título.

    Você joga com uma sacerdotisa que busca eliminar uma maldição que dominou toda uma região, podemos comprar itens e combinar a melhor forma desses serem úteis ao explorar áreas específicas e enfrentar chefes exigindo um pequeno toque de estratégia.

    As coisas que me agradou nesse game, além de possuir versões legendadas em PT-BR, foi o estilo pouco pixel 2D, scroll lateral e o mapinha tipo Castlevania que lembra muito os títulos da era 8 e 16 bits. Com o diferencial positivo para as canções com ótimos arranjos e controles que respondem bem fazendo você sentir o peso dos ataques aplicados.

    Infelizmente nem tudo são flores, apesar do mapa ser grande sua jornada é curta levando de 5 à 6 horas em média pra finalizá-lo, achei que poderia ter sido adicionado variações e/ou extensões de combos na protagonista já que isso costuma ser comum nesses títulos, assim aumentaria o leque de estratégias.

    A história apesar de legal não prende a atenção do jogador, os NPCs são interessantes mas pouco explorados e a personagem principal possui pouco carisma, deve ser por conta do estilo adotado dela não falar mas ainda sim se comunicar com os demais personagens do mundo, fazendo com que pareça que estes estão lendo sua mente.

    Pra finalizar pretendo posteriormente conhecer os games anteriores da franquia. Reverie Under The Moonlight não será usado como uma grande referência para outros jogos parecidos com ele, mas vale muito a pena brincar principalmente quem é fã do estilo e curte o gênero Metroidvania. 

    Momodora: Reverie Under the Moonlight

    Platform: PC
    205 Players
    71 Check-ins

    20
    • Micro picture
      santz · over 3 years ago · 2 pontos

      Eu ainda estou para jogar ele a um tempo. Zerei os outros 3 primeiros.

      1 reply
    • Micro picture
      wilford_fernandes · over 3 years ago · 1 ponto

      baummm d+++

    • Micro picture
      jcelove · over 3 years ago · 1 ponto

      Vale lembrar que e uma série BR feita praticamente por um cara só.hehe

      1 reply
  • darlanfagundes Darlã Fagundes
    2018-01-21 15:59:45 -0200 Thumb picture
    Thumb picture
    81
    • Micro picture
      lipherusyt · almost 4 years ago · 3 pontos

      kkkkkkkkk

    • Micro picture
      onai_onai · almost 4 years ago · 2 pontos

      HAHAHAHAHAHA... Boa!

    • Micro picture
      jlribeiro · almost 4 years ago · 2 pontos

      Ahhahahhaha 😂

  • 2018-01-20 00:01:25 -0200 Thumb picture

    The Last of Us 2... como será????

    Olá gamers alvanistas, The Last of Us está dando o que falar desde antes do seu lançamento e até hj tem muita gente tecendo elogios a esse game (eu rsrs), não poderia ser diferente com a sua continuação e tudo que temos até agora são dois trailers e poucas informações. O próprio estúdio soltou algumas notícias e fiquei meio encucado, o game esta na fase inicial de produção então pouca coisa ou nada do que estamos vendo e sabendo pode figurar na sua versão final. Mas ao que parece o foco da história será numa vingança, o Joel morreu? Como eles poderiam ter feito isso? Sinceramente eu acho que não. Uma Ellen muito dura e mais sofrida do que nunca é o foco dos anúncios e a violência parece mais destacada do que nunca, inclusive a censura deverá ser maior de 18 e não é pra menos. O que me chamou atenção no primeiro foi a história, pela forma magnífica de mostrar o envolvimento interessante sendo construído ao longo de trancos e barrancos entre dois personagens sofridos precisando experimentar o amor e o companheirismo que junto de muitas outras coisas entrou em extinção no mundo em que eles vivem. 

    Gráficos, jogabilidade e demais coisas que o definem como game não é nenhuma novidade pra quem já está acostumado com jogos, porém tudo funciona de maneira quase perfeita e isso é o mínimo que esperaremos da parte 2. Mas e a história? Será novamente o diferencial do título? Estou farto de ver histórias que prometem uma boa proposta mas que no fim o que mais se percebe é que a receita sexo+violência gratuita é a que faz a moeda correr mais rápido.

    Seremos arrebatados com as diferentes nuances de um enredo envolvente e cheio de emoção? Espero que sim e que eles gastem muito tempo pra fazer algo que seja digno de ser dito: esse superou o primeiro.

    The Last of Us Remastered

    Platform: Playstation 4
    4111 Players
    769 Check-ins

    15
  • 2018-01-12 13:56:30 -0200 Thumb picture
  • 2018-01-08 22:06:19 -0200 Thumb picture
    bonline checked-in to:
    Post by bonline: <p>DESAFIO - Um Game do ano que Nasceu</p><p>Vi o&n
    Asteroids

    Platform: Arcade
    25 Players
    4 Check-ins

    DESAFIO - Um Game do ano que Nasceu

    Vi o luizkorynga fazendo e resolvi fazer também

    Cite um jogo que você goste, lançado no ano do seu nascimento. Poste seu user, ano de nascimento e o jogo

    bonline - Asteroids (1979)

    Esse game foi o pioneiro na introdução de gráficos vetoriais (linhas desenhadas em um monitor vetorial) e produzido por Lyle Rains e Ed Logg nos EUA. De lá pra cá gráficos tbm passou a ser tão importante quanto o enredo e a jogabilidade hj o são.

    Fiquem à vontade pra fazer tbm.

    13
    • Micro picture
      noyluiz · almost 4 years ago · 1 ponto

      Asteroids é um dos poucos jogos que eu acho que não é simples demais antes do atari

      1 reply
    • Micro picture
      santz · almost 4 years ago · 1 ponto

      Na verdade ele não foi o primeiro jogo com gráficos vetoriais, mas certamente foi o mais famoso do gênero.

      1 reply
  • noyluiz Luiz Henrique Santos
    2018-01-08 21:23:28 -0200 Thumb picture
    Thumb picture
    noyluiz checked-in to:
    Post by noyluiz: <p>DESAFIO - Um Game do ano que Nasceu</p><p>Vi o @
    TimeSplitters

    Platform: Playstation 2
    60 Players
    1 Check-in

    DESAFIO - Um Game do ano que Nasceu

    Vi o @hard_frolics fazendo e resolvi fazer também

    Cite um jogo que você goste, lançado no ano do seu nascimento. Poste seu user, ano de nascimento e o jogo

    @luizkorynga - TimeSplitters (2000)

     Um awesome FPS cyberpunk com viagem no tempo e do mesmo time de golden eye

    Se quiser fazer sinta-se a vontade

    27
    • Micro picture
      _gustavo · almost 4 years ago · 3 pontos

      Timesplitters é bom DEMAIS, tomara que aquele projeto do rewind saia do papel esse ano

      1 reply
    • Micro picture
      bonline · almost 4 years ago · 3 pontos

      Sou de 1979, em novembro desse ano dois meses dps deu vir ao mundo saiu o Asteroids. A SEGA tbm foi fundada oficialmente no Japão.

      1 reply
    • Micro picture
      santz · almost 4 years ago · 2 pontos

      Um dos primeiros se não o primeiro jogo do PS2.

      1 reply
Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...