2020-08-01 02:37:38 -0300 2020-08-01 02:37:38 -0300
anduzerandu Anderson Alves

Registro de finalizações: Luigi's Mansion 3

Zerado dia 30/07/20

O segundo dos 3 jogos que tinha pra jogar da conta compartilha da minha amiga no Switch foi Luigi's Mansion 3, seguindo o Kirby Star Allies. Mais um jogo curto pra coleção.

Bom, Luigi's Mansion sempre foi um nome conhecido. Eu sabia que era um título com o "Mario Verde" como protagonista caçando fantasmas numa mansão, obviamente, mas passei anos até conseguir jogar o bendito, até ele era exclusivo de Gamecube, um videogame que também demorei bastante tempo pra ter um contato válido e menos casual nas raras locadoras que o tinham.

A minha entrada na série foi graças ao segundo jogo da série: Dark Moon, de 3DS, ainda na sua época de lançamento e graças ao até então super populares encontro de portáteis aqui do Distrito Federal. Era o jogo do momento e todos estavam curtindo bastante, fazendo jogatina multiplayer local e até marcando de jogar online. Bons tempos!

Já o jogo original, eu só vim a jogar depois, emulando num PC de um antigo trabalho. Joguei umas duas vezes e um total de 3 horinhas. Super curto!

No final das contas, eu acho que nunca curti muito a franquia Luigi's Mansion. O primeiro é legal e bem original, mas relativamente linear, limitado e super curto e a partir do momento que você souber como passar dos chefes e afins, grande parte da graça é perdida. Já o 2 é complicado. É um jogo mais bem trabalhado e profundo, com muitos segredos e motivos para explorar, mas um pouco longo demais, repetitivo, cansativo e meio genérico, já que os fantasmas que antes tinham personalidades únicas foram substituídos por inimigos simples e em grandes quantidades pelo mapa.

Depois de tanto tempo, finalmente foi anunciado Luigi's Mansion 3. Pessoalmente eu não fiquei muito entusiasmado. Mais um jogo de explorar mansão, sugar as coisas e com pouca liberdade de movimentação, já que você sequer pode pular e basicamente só anda e gira o personagem? Não sei não...

Em 2019, LM3 fazia sucesso, mas como eu sempre digo, não tenho confiado muito no hype que as críticas, sobretudo dos fãs da Nintendo tem feito. Quer dizer, só de ser exclusivo já é motivo pro jogo ser idolatrado. Daí junte uma franquia grande no meio, como o universo Mario, e as coisas ficam mais complicadas.

Assim que terminei Pokémon Shield, cheguei a ofertar a troca no LM3, mas infelizmente o primeiro interessado só apareceu depois que eu já havia vendido meu jogo. Eu não me via pagando os R$250 do jogo que não sou muito fã, mas sabia que era um must-play, de certa forma, do Switch e que iria jogá-lo de uma forma ou outra, mas cedo ou mais tarde.

Enquanto isso meus amigos que hackearam o console comemoravam o seu vazamento antes da data de lançamento e, mesmo sendo bem críticos em relação a video games, só falavam bem. Talvez eu estivesse perdendo uma grande experiência e evolução da série e nem soubesse!

Graças a minha amiga, eu finalmente pude o jogar!

De antemão o que eu posso dizer é que LM3 é o perfeito casamento dos melhores elementos do 1 com os melhores elementos do 2. Consertaram tudo e criaram o Luigi's Mansion dos sonhos (atualmente).

Mas bem, o início é legal e um pouco diferente do que eu esperava, com muitas cinemáticas e cenários claros, de dia. As CGs são bacanas e lembram bastante filmes de grandes produtoras de animação. Acredito mesmo que o objetivo tenha sido justamente esse, pois os efeitos sonoros e a própria direção deixa bem claro que é como um filme carismático e infantil. Muito bacana.

Por outro lado, tem algo nesses visuais aqui e ali que são um pouco diferentes do que tudo da série Mario costuma trazer. Sei lá, parece coisa Third Party. Mais tarde vim descobrir que LM3 (assim como o 2) foram feitos realmente por outra empresa, e não pela Nintendo e que aqueles leves nuances de qualidade realmente faziam sentido.

Mas o jogo é bem bonito de qualquer forma!

Com pouco tempo de jogatina, você percebe o que mudou e o que mantém a série o que ela é. Você ainda é o Luigi que não pula, sugando tudo pelo cenário com seu aspirador, resolvendo alguns puzzles, descobrindo como enfrentar diferentes tipos de fantasmas e tal. Pra quem já jogou pelo menos um dos anteriores, vai sentir que a jogabilidade é bem parecidas, apesar de terem adicionado algumas mecânicas novas com botões que antes não eram usados. Essas mecânicas, como atirar um desentupidor e um "golpe" que atira o Luigi pra cima de uma vez, são menos usados e tão estranhos pra mim que por muitas vezes esquecia de os usar ou não lembrava com quais botões as ativava (por exemplo, a luz negra é usada com X e o desentupidor com Y, um grande motivo para confusão já que eu usava muito a primeira).

A aventura agora se passa num hotel, o que é uma ótima sacada para mudar um pouco os ares de mansão atrás de mansão. Mais do que necessário! Nesse hotel cada andar tem uma temática diferente, muitas vezes mecânicas novas ou mais exploradas que o normal e chefes.

Eu diria que essa coisa de andar, com começo, meio e fim, lembra mais ou menos o modelo dos desenhos animados. São muitas vezes bem curtos e lineares, mas dá pra curtir um por dia pra que joga menos ou coisa do tipo, como se fossem vários episódios.

Já pra quem for mais hardcore, vai perceber que o ritmo do jogo vai ser bem rápido. Andar atrás de andar numa única jogatina. Mal dá pra absorver o simples conteúdo de cada um pois quando a imersão na temática está chegando, logo você passa e vai pro próximo, praticamente esquecendo o que aconteceu antes. Eu mesmo logo me confundi com a ordem dos andares. Tinham uns que eu tinha até esquecido da existência enquanto outros eu podia jurar que tinham sido o andar anterior mas já tinham sido três atrás.

Pra ferrar mais as coisas, alguns desses níveis são praticamente só um chefe e nada mais! A progressão as vezes é rápida demais! Felizmente, pra quem quiser mais jogo, todos (ou quase todos?) os andares tem um certo número de relíquias escondidas para serem encontradas com bastante exploração e que te fazem ir bem mais fundo nas mecânicas do jogo e nos cenários. Há ainda uma quantidade de Boos (fantasmas clássicos da série Mario) a serem encontrados por todo o jogo.

Sobre a jogabilidade, tudo se baseia nas ações que o Luigi pode fazer com sua mochila. Andar é o básico e a direção que você aponta o personagem ele ilumina com a lanterna, mas isso é mais por toda a cultura de lanterna em casas mau-assombradas, visto que os cenários nesse jogo raramente são escuros de verdade e, muitas vezes, até claros demais!

Com a sua mochila, você pode sugar as coisas, incluindo fantasmas, dinheiro, poeira e tudo mais o que fizer sentido ou que seja pequeno o bastante ou soprar, que raramente é importante para algo.

Mais tarde você consegue a luz escura, que revela segredos invisíveis e traz certos itens de quadros à realidade, o já mencionado desentupidor para grudar nas coisas e poder puxar e o golpe que atira o personagem pra cima, que geralmente afasta coisas ao seu redor ou levanta coisas próximas (é bem bizarro, ao meu ver).

Há ainda o Gooigi, um clone gosmento seu que pode passar por grades, espinhos e afins sem problemas. Você pode usá-lo tanto jogando sozinho ou multiplayer co-op!

A parte mais lega do jogo pra mim foram os chefes, que sempre requerem um jeito criativo de serem vencidos e nem sempre são muito óbvios, mesmo com as dicas de NPCs que te ligam durante a luta.

Esses chefes costumam ser grandões e seguir a temática dos andares também, o que é bem legal.

Os andares em si tentam ser criativos e únicos e, embora falhem algumas vezes, chegam a ser sensacionais em outras. Uma pena serem tão curtos! Vi muita gente querendo refazer os andares mesmo depois de os terminar, mas infelizmente requer que você recomece um novo jogo e passe dos demais níveis até chegar no desejado.

Curti muito um focado em cinema antigo em que você encenava em diferentes sets de filmes. Muito criativo!

Já de ruim, eu não curti muito a grande quantidade de cinemáticas que o jogo tem, sobretudo nas primeiras horas. Tudo o que você faz resulta num video atrás do outro enquanto você só quer jogar. Felizmente isso passa com o tempo e logo você até esquece.

Resumindo: Luigi's Mansion 3 é o melhor da trilogia disparado, mas ainda sofre de alguns probleminhas que, na minha opinião, façam com o que jogo tenha peso. É um jogo daqueles que você recomenda na plataforma, mas não chega a ser um jogo forte o bastante pra se dizer ser um dos melhores já criados. Depois de terminar a rápida campanha, tenho certeza que não teria ficado muito feliz com a experiência se tivesse pagado o preço cheio e teria ido atrás de fazer 100% pra valer a pena.

De bom: visual muito bonito a ponto de eu ficar na dúvida se as cinemáticas eram pré-renderizadas ou feitas na engine no jogo, e se confirmou como sendo o segundo caso quando matei um chefe que derrubou corações de cura que se mantiveram lá durante a cena. Uau! Jogo simples, fácil e divertido para qualquer idade. Existe a opção de visitar uma loja e comprar itens para te ajudar a se manter vivo ou achar os coletáveis. Modos multiplayer incluem local e online e competitivo para até 8 pessoas!

De ruim: rápido  e curto demais! Botões meio confusos e interação meio sem sentido com algumas coisas (tipo qual a ação certa para interagir com aquilo). Algumas cinemáticas são muito repetitivas, como toda vez que você encontra um botão do elevador e tem que ver o Luigi o colocar lá. Ter que voltar a certos lugares e retomar itens só porque o jogo quis fazer você os perder é meio frustrante. Achei que o jogo te recompensa de forma muito sem graça: com dinheiro, que nem tem graça de pegar nem uso senão comprar itens passáveis na loja. Upgrade mesmo só rola uma vez ou outra na campanha.

No geral, curti bastante o jogo. É quase como se fosse o jogo de Halloween para um público mais jovem. Muito divertido, mas depois de o terminar (e tão rapidamente), eu não vejo mais motivos para voltar pois não parece valer a pena. O jogo é excelente enquanto durar, é isso. Sinceramente? Pode ignorar qualquer outro Luigi's Mansion e ficar só no 3 que você vai ter a experiência praticamente completa!

Luigi's Mansion 3

Platform: Nintendo Switch
189 Players
30 Check-ins

21
  • Micro picture
    andre_andricopoulos · about 1 year ago · 1 ponto

    Essa série é massa ❤️

  • Micro picture
    nanahcc · about 1 year ago · 3 pontos

    zerei esse jogo no switch quando saiu e achei ele bem overrated... joguei o de 3ds antes ... para mim é um jogo que pouco evolui, infelizmente.

    6 replies
Keep reading → Collapse ←
Loading...