Você não está seguindo vinicios_santana_3.

Siga-o para acompanhar suas atualizações.

Seguir

  • vinicios_santana_3 Vinicios Santana
    2018-12-15 18:26:33 -0200 Thumb picture
    vinicios_santana_3 fez um check-in em:
    <p>#img#[603968]</p><p>Achei que a pedra iria de al - Alvanista
    Resident Evil (Director's Cut)

    Plataforma: Playstation
    2233 Jogadores
    42 Check-ins

    Achei que a pedra iria de alguma forma se dissolver com o lança chamas, mas ela ficou imóvel, saindo de perto, ela começa a se mexer e numa cena a lá Indiana Jones, ela rola em minha direção e sou obrigado a correr e me esconder num corredor.

    A pedra bateu na parede e abriu uma passagem para o elevador.

    Com as duas moedas em mãos, a da Águia e a do Lobo, chego num chafariz, que ao encaixar as moedas, se revela uma passagem secreta para os laboratórios subterrâneos.

    Nos laboratório, muitas salas estão fechadas por falta de energia e devo restaurar a força, para isso, uso o login e senha de um cientista que encontrei numa carta escrita para sua esposa Ada, realmente gostei desse detalhe, pois ele liga os fatos do 1 ao 2.

    No quarto de John, marido de Ada, há um quadro com runas, que com a ajuda de uma luz ultravioleta, revela seu verdadeiro significado, o que ajuda a descobrir a senha dos computadores.

    Aliás, há uma cena interativa de Chris usando o computador, de maneira bem bruta e engraçada.

    Durante todo o caminho, encontrei zumbis e uma nova espécie de criaturas, as Chimeras, aberrações semelhantes aos Hunter, porém pretas e mais ágeis.

    Coleto alguns HDs, que devem ser usados em dispositivos que geram uma senha, para abrir uma porta com 3 trancas.

    Atrás dessa porta há uma cela, onde Jill é feita de prisioneira. A cela está fechada e eu não tenho mais itens ou salas a explorar, com exceção do elevador que leva para o laboratório principal.

    Ao chegar no elevador, Rebecca aparece, ufa, já estava achando que ela estava morta. 

    Ela me acompanha e encontramos Wesker, que uma vez desmascarado, atira contra Rebecca e leva Chris para dento do laboratório. 

    Lá ele nos mostra o "ápice da evolução" Tyrant, uma criatura horrenda, com o coração exposto, que, segundo ele, é o resultado de toas as pesquisas.

    Wesker libera a fera, crente que ela iria seguir suas ordens, mas é assassinado pela mesma.

    Chris mostra toda sua coragem encarando a fera e com alguns tiros da Cout, ela cai desmaiada.

    Tempo o bastante para acessar o computador e destrancar a porta da cela de Jill.

    Voltando para o elevador, somos surpreendidos por Rebecca viva!, ela estava sando colete e não se feriu, bom, os demais membros das equipes Alpha e Bravo não tiveram a mesma sorte kkkk.

    Rebecca diz que temos que destruir este local, para que as feras não se espalhem. .

    Ela sai para armar explosivos, enquanto sigo em resgate a Jill.

    Jill é resgatada e fica realmente feliz ao ver Chris, aos sairmos, uma sequencia de autodestruição se inicia,nos dando 3 minutos para abandonar a mansão.

    No meio do caminho Brad Vickers, o piloto do helicóptero faz contato, mas o rádio de Chris ainda está sem bateria.

    Barulhos vem do corredor ao fundo e Chris vai tentar contato com o helicóptero, enquanto Rebecca e Jill, atrasam os zumbis.

    No teto do laboratório, convenientemente, há uma caixa de sinalizadores, que são usados para chamar a atenção do piloto.

    Funciona e ele faz as manobras de pouso, mas somos surpreendidos por Tyrant, que abre o chão e vem em minha direção sedento por sangue.

    Inicialmente tento enfrentá-lo, mas é inútil e o tempo está acabando, já não há mas esperanças, quando Brad joga para Chris um lança mísseis, ainda tenho que conseguir chegar até a arma, sem ser atacado ou morrerei, esquivando de suas investidas, pego a arma e com um míssil certeiro, destroçamos a besta.

    Mais aliviado, mas ainda com o senso de urgência, decolamos no helicóptero, bem a temo de escapar da explosão.

    Todos estão exaustos, mas ainda há espaço para um sorriso de alívio.

    Finalizei o jogo em mais de 10 horas, mas curiosamente consegui o melhor final, sem ver nenhum guia, apenas contando com as dicas de vocês.

    Gostei bastante do jogo e estou surpreso de que mesmo com uma jogabilidade datada, o jogo ainda cativa.

    Logo começarei o 2, algo que nunca faço, jogar a sequencia logo em seguida, mas estou bem empolgado.

    Espero que tenham gostado de ter acompanhado essa minha jornada.

    Bom, é isso, até um próximo check-in.

    21
  • vinicios_santana_3 Vinicios Santana
    2018-12-14 22:40:33 -0200 Thumb picture
    vinicios_santana_3 fez um check-in em:
    <p>#img#[603774]</p><p>Explorei todas as salas que - Alvanista
    Resident Evil (Director's Cut)

    Plataforma: Playstation
    2233 Jogadores
    42 Check-ins

    Explorei todas as salas que antes eu não tinha acesso, achei bastante munição e arquivos, além de um cristal vermelho, que é um dos olhos de um tigre de pedra.

    Ao ser acionado, me da um super presente, a Colt Python, uma arma muito forte, que mata os Hunters com apenas um tiro.

    Deixei a Beretta exclusivamente para matar os zumbis, a shot para os cães e a Colt para os Hunters. Estou regrando bem o uso para não desperdiçar munição.

    Algumas vezes os Hunters ficam mais agressivos e pulam em minha direção, nessa hora eu atiro com a shot para derrubá-lo e assim que ele levanta, dou um tiro com a colt.

    Tendo explorado toda a mansão, segui para a passagem secreta, que leva aos corredores subterrâneos, biblioteca e salas que eu não conseguia acessar pela mansão. 

    Aqui encontro uma bateria que ativa um elevador próximo a cabana do zelador, que me leva para um lugar mais fundo ainda, dessa vez com corredores lapidados na pedra bruta.

    O local está infestado de Hunters, após matar alguns e explorar um pouco, encontro mais um membro da equipe quase morto, Enrico, e ele diz apenas "traidor...Umbrella" e morre, deixando Chris com uma pulga atrás da orelha. Infelizmente eu já sei do que se trata. Isso que dá jogar o jogo mais de 20 anos depois do lançamento kkk.

    Após explorar toda a masmorra, termino numa sala onde uma enorme pedra bloqueia o caminho e do lado há um lança-chamas, acredito que haja relação entre os dois, mas como não tenho espaço no inventário, voltarei até o baú mais próximo (lááá na mansão) e voltarei aqui. Mas só descobrirei se meu raciocínio está certo, numa próxima vez.

    Bom é isso,até o próximo check-in.

    18
    • Micro picture
      volstag · 2 dias atrás · 2 pontos

      Eu também joguei a muitos anos atrás, preciso renovar, será praticamente como se fosse a primeira vez hahaha.
      Pelo que vi você deve estar perto já de terminar né.

      3 respostas
    • Micro picture
      jclove · 2 dias atrás · 2 pontos

      Enrico era o capitão do Bravo team dos STARS, a equipe da Rebecca. Jogando com a Jill essa parte deixa uma dúvida danada em cima do Barry ja que ele começa a gir estranho.hehe

      O lança chamas é bem inútil na verdade, acho que só serve pra destrancar uma porta no final das cavernas, como arma é uma decepção pq as chamas demoram de matar e o oleo acaba rapidamente. Matou um hunter ja acabou praticamente. Arma mais zoeira do jogo e advinhe, exclusiva do Chris!hehe

      4 respostas
  • vinicios_santana_3 Vinicios Santana
    2018-12-12 22:05:22 -0200 Thumb picture
    vinicios_santana_3 fez um check-in em:
    <p>#img#[603222]</p><p>Jogando com Rebecca, chego s - Alvanista
    Resident Evil (Director's Cut)

    Plataforma: Playstation
    2233 Jogadores
    42 Check-ins

    Jogando com Rebecca, chego sem interferências até a sala das raízes marcada no mapa, mas nada acontece.

    Achava que os ingredientes para produzir o soro J-volt estaria num saco pendurado na parede, que para Chris era inútil e acabou se mostrando também inútil para Rebecca.

    Devo ter perdido alguma sala, volto e me deparo com uma sala com tranca por senha.

    Tento algumas combinações sem sucesso, até me recordar da dica que vi na sala com as aranhas gigantes, lá há uma sinuca que simula um relógio, o próprio Chris diz que poderia ser uma espécie de código. minha memória não é tão boa ao ponto de lembrar o horário marcado, mas tirei uma foto para futura conferência.

    Mesmo simulando um relógio,a disposição dos ponteiros é um pouco estranha,mas já ajudou de certa forma. Fiquei entre 9:40 e 2:15, mas checando a porta, a mesma não possuía o algarismo zero, logo o código só poderia ser 215.

    Entro na sala e faço o soro. Inicialmente achei que teria dificuldade e talvez precisaria até de um guia, devido a quantidade de misturas, mas eu fui muito bem, bastou prestar atenção nas anotações das paredes.

    Aliás, essa nova geração de professores geeks, bem que podiam colocar essa fórmula em alguma prova de matemática ou raciocínio lógico.

    Com o Soro em mãos, mato a raiz, mas não foi o bastante para de fato exterminar a planta, e com Chris e alguns cartuchos de shotgun, elimino-a.

    Numa lareira na mesma sala, encontro a última das chaves da mansão.

    Após nosso último encontro, Rebecca me entrega um rádio comunicador sem carga. (valeu) 

    Devo de alguma forma entrar em contato com o piloto do helicóptero. Mas não por agora, tenho que descobrir como ligar essa coisa.

    Assim que saio pelos corredores do alojamento,escuto tiros, é Albert Wesker, o chefe do time Alpha.

    Ele diz que se perdeu de Jill e fala pro Chris explorar as portas trancadas.

    Como tudo por aqui já foi explorado e adquiri a última chave, sigo o conselho de Wesker.

    Assim que adentro novamente a mansão, uma criatura que se esgueirava, corre em minha direção, são os ágeis Hunters.

    Eles são extremamente mortais, se bobear com eles, pode ter facilmente a cabeça decepada. Mas como diz nosso amigo Schwarzenegger, " Se sangra pode morrer".

    Nada que alguns tiros de 12 ou muitos da Beretta não resolvam.

    Os Hunters estão infestando a mansão e retornar até as portas antes trancadas, é um grande desafio.

    A primeira porta que entro com a nova chave, se revela um salão com uma lareira , uma mesinha e um piano.

    Fui tentar tocar o piano, quando pra minha surpresa, da lareira, eis que nossa amiga serpente aparece mais uma vez.

    Aqui a batalha é mais fácil, pois há mais espaço para desviar das investidas da serpente.

    Após a batalha, observo um buraco feito por ela durante a batalha, que leva para uma passagem secreta de túneis que passam por debaixo da mansão.

    Ainda há mais portas para serem abertas, então irei explorar primeiro a parte mapeada e depois essa passagem secreta.

    Mas isso só numa próxima vez.

    Bom é isso,até o próximo check-in.

    19
    • Micro picture
      vinicios_santana_3 · 4 dias atrás · 3 pontos

      Achava que eu não teria o que escrever sobre o jogo e por isso estava relutante em fazer esses check-ins, mas foi só começar, que me encontrei e já consigo seguir um norte de o que pode ser interessante pro check-in, e o que é irrelevante.
      Espero que estejam gostando de acompanhar e obrigado pelas dicas.

      24 respostas
    • Micro picture
      jclove · 4 dias atrás · 2 pontos

      Vixe, bereta nos hunters não é nada recomendável. Aliás a essa altura pode jogar ela fora que não vai mais servir pra muita coisa.
      O chato do Chris é ter que matar os hunters com a shotgun. Com a Jill vc tem a grenade launcher que mata eles com um tiro bem dado de acid rounds.

      Da pra explorar a mansão por completo com essa chave que vc pegou. Não precisa evitar o tunel, ele é um caminho pra área da biblioteca e vai te mandar de volta pra sala inicial do jogo no final.

      A boa notcia é que da pra pegar a Overpower colt nesse retorno a mansão, ela mata todos os inimigos normais com um hit mas tem relativamente pouca munição disponivel por isso é recomendável guardar ao menos uns 8 tiros pro Tyrant e não usar de jeito nenhum contra inimigos fracos como os zumbis e gremilins (se bem que da vontade de gastar uns 3 tiros nos gremilins....XD)

      15 respostas
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · 2 dias atrás · 2 pontos

      Mano...esses HUNTERS são tensos...

      3 respostas
  • vinicios_santana_3 Vinicios Santana
    2018-12-10 22:33:27 -0200 Thumb picture
    vinicios_santana_3 fez um check-in em:
    <p>#img#[602756]</p><p>Como eu esperava, o caminho - Alvanista
    Resident Evil (Director's Cut)

    Plataforma: Playstation
    2233 Jogadores
    42 Check-ins

    Como eu esperava, o caminho até a sala com o soro foi tranquilo, já que eu tinha limpado os corredores com Chris, mas o sentimento de que algo ruim fosse acontecer a cada esquina, me deixou tenso por todo o caminho.

    Peguei o soro e voltei para salvá-lo ele agradece e fica por isso mesmo. kkk

    Com todos os brasões em mãos, sigo para o painel onde depositando os brasões, a porta se abre, dando acesso para as áreas externas da mansão.

    Encontro uma quantidade absurda de ervas,verdes, azuis e vermelhas, logo imagino que algo muito tenso está por vir.

    As áreas são repletas de cães zumbis que vem em grupo, exigindo atenção redobrada para não ser cercado e devorado vivo.

    Há também serpentes e aranhas gigantes, que apesar de fáceis de matar, também requerem atenção, para evitar ser envenenado.

    Logo chego numa cabana ou casa do zelador, mas ela não é só isso, com o tempo, encontro uma escada escondida que me leva para uma área subterrânea que está completamente inundada, aqui já esperava que algum zumbi maldito submerso, puxasse meus pés, mas algo pior aconteceu, tubarões.

    Cheguei aqui com pouca vida e na primeira investida, fui devorado. Por sorte havia salvado perto, voltando eu corri na direção oposta e achei uma sala para drenar a água.

    Voltei e executei os peixões saltando em vão em busca de oxigênio.

    Explorando as salas dessa área, encontro uma sala com uma raiz gigante. Logo imagino que seria algum boss e que se eu destruísse as raízes, poderia ter vantagem sobre ele.

    Retornei até a cabana e voltei munido de um isqueiro,achando que iria atear fogo nas raízes, mas o jogo não permitiu.

    Seguindo encontro uma passagem secreta, que abriga uma planta gigante ( não me diga) que logo me captura e mais uma vez Rebecca aparece para me salvar, dessa vez ela deve dar cabo das raízes, mas usando venenos e combinações químicas.

    Eu particularmente acho que uma faca e isqueiro matariam qualquer raiz,mas tudo bem jogo.

    O caminho está limpo, então não temo em sair explorando com Rebecca, espero não estar subestimando o jogo.

    Bom é isso,até o próximo check-in.

    26
    • Micro picture
      jclove · 6 dias atrás · 2 pontos

      Ah, se a Becca apareceu vai ter que se divertir fazendo a lendária formula V-JOLT (só seguir as instruções na parede junto com a descrição do file que ela ja tem). Depois tem que ir na raiz e jogar a vjolt lá pra só então o chris poder matar a plant 42 na bala (taca-lhe shotgun)

      SE tivesse com a Jill, nem vjolt precisava fazer, só entrar na sala que o Barry te salvava com o lança-chamas...hehe

      8 respostas
    • Micro picture
      santz · 5 dias atrás · 2 pontos

      Essa parte da aranha foi a mais marcante pra mim, que joguei pela primeira vez.

      1 resposta
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · 4 dias atrás · 2 pontos

      Jogo maravilhoso.

      7 respostas
  • vinicios_santana_3 Vinicios Santana
    2018-12-09 05:34:25 -0200 Thumb picture

    Contato

    As quedas do site estão cada vez mais frequentes e mais demoradas, deixarei aqui meu instagram para caso alguém queira manter contato, podemos conversar por lá.

    Instagram @ vinicios.ink , faz um tempo que não posto nada, mas sempre respondo por lá.

    Aos que têm meu facebook, ele está abandonado, raramente entro para ver algo que minha esposa insiste em mandar por lá, em vez de me mandar pelo whatsapp, mas o meu perfil está praticamente inativo, coloquei até um aviso lá.

    Espero terminar o Resident antes de um provável colapso da rede, não que eu não vá terminar ele caso o Alvanista morra, mas sim por querer compartilhar com vocês minhas desventuras, algo que tem me feito prestar bem mais atenção nos jogos, pra ter argumentos ao tecer comentários.

    Mas enfim, sigam-me os bons e torçamos para que mesmo com propagandas, a Alvanista não desapareça.

    Edit, estava escrevendo esse texto e ao postar, o site estava mais uma vez fora do ar.

    Pokemon Snap

    Plataforma: N64
    2716 Jogadores
    10 Check-ins

    16
    • Micro picture
      manoelnsn · 8 dias atrás · 1 ponto

      Pois é, infelizmente acho que a rede já era e não vai durar muito tempo...

  • vinicios_santana_3 Vinicios Santana
    2018-12-08 22:29:01 -0200 Thumb picture
    vinicios_santana_3 fez um check-in em:
    <p>#img#[602274]</p><p>Algo que me incomodou no jog - Alvanista
    Resident Evil (Director's Cut)

    Plataforma: Playstation
    2233 Jogadores
    42 Check-ins

    Algo que me incomodou no jogo e é algo bem recorrente, são os modelos de móveis, portas e peças decorativas, mudarem sua posição drasticamente durante a mudança de câmera.

    A primeira vez que notei isso, foi no relógio, logo no começo do jogo, numa parte ele está normal, assim que a câmera muda, ele se move alguns centímetros para o lado, revelando o que há por trás dele. Voltando para próximo a ele, o relógio volta a sua posição original.

    Isso se repete ao longo de todo o jogo, como na cena do piano, onde Rebecca fica tocando o ar e Chris está atravessando o quadril na calda do piano.

    Algo que me fez travar no jogo, foram as chaves, havia pegado 2 chaves distintas, uma dourada e outra prateada, mas nenhuma das portas trancadas se abria. As portas possuíam emblemas de Elmo, Espada, Armadura e Escudo. E cada porta teria uma chave correspondente.

    Depois de esgotar minhas opções de portas abertas, fui no menu examinar as chaves, ao examinar um dos lados, a mensagem, " não há nada de anormal", fazia com que eu logo passasse para a outra chave,mas ai resolvi virar uma das chaves e eis que o bendito brasão estava lá.

    Agora ela renomeia de "chave da mansão" para o nome específico dela e ao chegar nas portas trancadas, automaticamente Chris as abre.

    É algo aparentemente simples pra se ficar preso, mas convenhamos, ter que checar para achar o brasão é perca de tempo e nada intuitivo.

    Depois que já tinha resolvido esse problema, o jogo começou a fluir mais, peguei muita munição e matei quase todos os zumbis da casa, dando prioridade para aqueles que infestavam corredores por onde eu teria que passar com frequência. Mesmo não conseguindo ser tão eficiente com a faca, como o Leon em RE4, consegui fazer um combo razoável com ela, atiro até o zumbi cair, depois o golpeio no chão com a faca, afasto enquanto ele se levanta, atiro e quando ele estiver bem próximo, o esfaqueio novamente. Quase todos os zumbis eu consegui matar dessa maneira. O que me fez economizar bastante munição.

    Munição essa que foi praticamente toda embora, quando encontrei os cães infernais.

    Infelizmente a cena em que eles aparecem, atravessando a janela, não me causou susto ou adrenalina, pois já a havia visto incontáveis vezes em videos ou matérias que falavam sobre o jogo, então, assim que cheguei na sala, já engatilhei a bereta e segui com cautela.

    Matar os cães não é algo tão difícil,basta não dar tempo para ele investir contra você e não desperdiçar munição enquanto ele estiver deitado.

    Como estou jogando num modo de cautela extrema, uso poucas ervas e quase sempre estou com a energia baixa,numa sala encontro uma serpente gigante, que me devora em uma única mordida, justamente por eu estar com pouca vida, pensei em a ignorar, mas ela guarda um dos brasões para abrir uma passagem.

    Depois de me recuperar psicologicamente da morte trágica, sigo na outra direção, na esperança de encontrar uma arma melhor, (shotgun), pois tenho uma infinidade de cartuchos da mesma, mas só havia encontrado uma estragada e toda enferrujada.

    Explorando consigo os demais brasões e a shotgan, que serve de contrapeso para uma armadilha. substituo a arma por minha versão defeituosa e sigo feliz, com um objetivo em mente, liquidar aquela serpente.

    A shotgun mata zumbis comuns com apenas um tiro, mas continuei com meu esquema da faca, para economizar munição para o boss.

    Me preparo e sigo novamente para a sala do boss, mas dessa vez eu não poupo munição, depois de 12 tiros, ela foge, algo me diz que a verei novamente, mas não importa, reponho 7 das munições e pego o último dos brasões.

    Mas algo não está certo, Chris está lento, ao checar o menu, percebo, estou envenenado, "será que tenho que vencê-la sem ser mordido?" - Penso comigo, mas logo os pensamento se vão, pois ao sair da sala, Chris começa a se sentir mal, ele cai de joelhos, no mesmo instante Rebecca adentra à sala e vendo o estado de Chris, sabe que apenas um soro antiofídico poderá salvá-lo.

    Lembro de ter visto frascos de soro na sala onde encontrei Rebecca pela primeira vez. E é exatamente pra lá que ela irá, mas sob meu controle e com apenas uma Bereta sem munição reserva.

    Eu limpei os corredores com o Chris e realmente espero que não haja nenhuma surpresa, mas isso só saberemos numa próxima vez.

    Bom é isso,até o próximo check-in.

    18
    • Micro picture
      jclove · 7 dias atrás · 3 pontos

      O botão de "Check", não estálá atoa homi.hehe
      Isso era uma mecânica muito comum nos survival horrors, bom ir se acostumando.XD

      Nessa parte da cobra, dependendo de onde encontrou a Becca antes, o Chris desmaia na escada e vc controla ela pra pegar o Soro.

      7 respostas
    • Micro picture
      darleysantos676 · 8 dias atrás · 2 pontos

      Legal esse check-in cara!

      1 resposta
    • Micro picture
      santz · 6 dias atrás · 2 pontos

      Se os cachorros não te causaram adrenalina, as aranhas, com certeza, vão te fazer, no mínimo, mijar nas calças.

      12 respostas
  • manoelnsn Manoel Nogueira
    2018-12-06 19:31:14 -0200 Thumb picture
    Thumb picture

    Os dias de Holy #139

    O alva está saindo do ar mais frequentemente nesses dias... Me pergunto se eu conseguirei terminar essa história antes que a rede possa ter algum fim trágico, coisa que eu não espero de forma alguma que aconteça...

    Falo da rede acabar, porque essa história quero que acabe logo, hauhaua

    Capítulos anteriores:

    https://drive.google.com/drive/u/1/folders/1ZLsrCKsdbCceoa8xJd-0WXORPTJTg_wc

    Sem participações novas, aliás, acredito que elas já acabaram. Como a quantidade de personagens externos deve diminuir, talvez eu consiga fazer páginas mais rapidamente... Sem diminuir a qualidade ainda mais do que essa porcaria que u faço, hauhauhaua

    @andre_andricopoulos, @bakujirou, @bmark, @danielpuia, @darlanfagundes,@douglascruz19, @ermeson, @filp, @fragucci, @ghostsnakin, @gus_sander, @hilquias, @igor_park, @inksketch, @jokenpo, @jugemu, @katsuragi, @laumiramos, @mastermune, @manhundead @nono, @ralphdro, @raygoulart, @rodrigomesquita, @seufi, @srdeath, @vinicios_santana_3, @volstag, @wildwolf, @yukiiookumura

    Quem quiser ser marcado/desmarcado nesses posts da Holy é só me avisar!

    33
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · 10 dias atrás · 3 pontos

      A pergunta que muitos se fazem...
      "Por que fui arranjar filho?" kkkk

      1 resposta
    • Micro picture
      vinicios_santana_3 · 10 dias atrás · 2 pontos

      Cara, pegou bem a essência do Kratos e seu filho.
      Os combates foram todos vencidos no bom humor, adorei, principalmente a Nathy,não há uma mulher que ela não conheça, a cama dela deve ser bem quente.
      Falando na Nathy, adorei a homenagem/referência, a pose ficou muito fluída e os detalhes de chamas, eu não teria feito melhor.

      3 respostas
    • Micro picture
      douglascruz19 · 10 dias atrás · 2 pontos

      A Nathy passou o rodo na mulherada do universo do spider, abre o olho aranha, nesse ritmo vai ficar chupando dedo! Kkkk

      2 respostas
  • vinicios_santana_3 Vinicios Santana
    2018-12-05 04:06:10 -0200 Thumb picture
    vinicios_santana_3 fez um check-in em:
    <p>#img#[601867]</p><p>Influenciado pelos posts do - Alvanista
    Resident Evil (Director's Cut)

    Plataforma: Playstation
    2233 Jogadores
    42 Check-ins

    Influenciado pelos posts do @jclove e críticas do @thecriticgames, além de ter jogado um pedaço da campanha do 6 em coop local, decidi conhecer mais a fundo essa série que eu sempre fugi na infância.

    Nos anos 90, todo amigo meu que tinha um ps1, só falava de Resident Evil, como eu tinha medo, nunca me aventurei no jogo. Conhecia,mas não jogava.

    Algum tempo depois cheguei até a zerar o Dino Crisis 2 e alguns anos depois, avancei bastante no Resident 4.

    Mas as origens da série eram ainda um tabu.

    Agora, com a facilidade da emulação, e mais ainda dos jogos legendados, estou tirando o atraso de séries que passaram em branco pra mim na época que tive o ps1.

    Nada que eu fale vai ser grande novidade, mas será uma espécie de primeiras impressões pra alguém que já viu a evolução. Uma espécie de demake de memória.

    O plot do jogo consiste num grupo de soldados, Equipe Alpha, que são designados para resgatar outra equipe, Equipe Bravo, que tinha ido pra uma missão numa mansão e desapareceu.

    A abertura em live action, que na época provocava susto e tensão, ainda cumpre bem seu papel, apesar da má atuação e dos closes exagerados no boneco do cachorro zumbi.

    Perseguidos pelos cães infernais, nosso time adentra na mansão procurando refúgio.

    Antes de começar o jogo de fato,escolhemos entre 2 personagens, Chris Redfield e Jill Valentine.

    Ambos são membros da Equipe Alpha, que se divide logo que chegam na mansão.

    Cadê a estratégia militar?

    Eu mal sabia que estava fadando meu destino no momento que o escolhi jogar com Chris. Um destino repleto de escassez de munição, corredores repletos de zumbis e mortes a perder as contas.

    Tal destino se tem pelas diferenças do gameplay entre os personagens.

    Jill tem o inventário maior, acha mais itens e há menos zumbis em seu caminho, seria o modo "easy" do jogo,apesar dela ter o life e resistência menores que Chris. Mas pelo biotipo dos dois é uma mudança compreensível.

    Para o Chris, no caso eu, resta jogar inicialmente apenas com uma faca, achando pouca munição e com zumbi em cada canto da casa.

    Mas qual o problema? Eu já joguei Residents modernos, vou tirar de letra. É só ir no esquema, chute, faca,chute faca, estratégia de economizar munição famosa no Resident Evil 4, será tranquilo. Certo?

    Errado! kkkkk

    O primeiro zumbi que encontro, numa cena que ficou clássica, saco minha faca, golpeio o zumbi, mas ele não cai, em vez disso, me da um abraço mortal, acompanhado de um cheiro (bitoca) no cangote.

    Ali vi que tinha subestimado o jogo.

    Cadê os golpes melee? Cadê a movimentação fluída? Cadê o combo da faca?

    Nesse jogo não meu amigo.

    A movimentação travada no meu eixo central, não conseguir trocar rapidamente de armas e a ineficiência das mesmas, são características do gameplay que fazem a cautela ser sua melhor aliada nesse jogo.

    Antes de mais nada, tinha decidido jogar o jogo sem save states, usando-os apenas quando fosse desligar o jogo, mas após morrer algumas vezes, das maneiras mais idiotas possíveis, logo falo delas, desisti da minha honra e recorri aos save states, a morte é punitiva no jogo, me levando para o menu inicial e tendo que carregar meu último save, algo demorado para quem tem pouco tempo por dia para jogar.

    Eu não me importaria com o game over, se ele fosse justo.

    Várias das vezes que morri, foi sendo agarrado por um zumbi que claramente não tinha como ter me pego, gerando as mortes idiotas que mencionei, fosse aproveitando que o zumbi estava de costas e tentar um ataque surpresa, fosse tentando me esquiva dos mesmo ou passar correndo pelas costas deles, os zumbis simplesmente me abraçavam, independente da distancia que eu estava deles. Mas tarde, vendo videos, descobri que isso é uma falha na detenção de danos do jogo, algo muito criticado por outros jogadores.

    Me habituei com essa falhas e, com certa perícia, aprendi como evitar seus ataques, de modo que alguns zumbis cuspidores eu encaro com a faca, fazendo um corredor espartano, onde quando um cai, o outro fica impossibilitado te avançar e leva alguns golpes de minha faca.

    Depois de falar dos pontos negativos, algo que tem me agradado muito é o fator de exploração e desconhecido que cada porta destrancada proporciona.

    O jogo é repleto de segredos, portas trancadas e caminhos alternativos, detalhar cada um desses caminhos, seria algo trabalhoso para mim e talvez até tedioso para o leitor, por isso, citarei apenas fatos fora do comum.

    Jill está desaparecida e deixou sua arma para trás, essa que até o momento é minha melhor amiga, mas mesmo assim não tiro a faca do inventário, mesmo ela ocupando um espaço precioso.

    Os demais membros da equipe que fui encontrando, estavam mortos, o sentimento de vazio e solidão é devastador, quase sempre o único som que escuto são os grunhidos de zumbis famintos, já estava desesperançoso de ajuda, quando, numa sala escondida em baixo de uma escada,encontro Rebecca Chambers, uma novata da equipe Bravo, que sobreviveu de alguma maneira e pede minha ajuda para sair viva da casa.

    Nessa mesma sala, há um baú, onde posso estocar itens para usos futuros, algo útil, já que o inventário com apenas 6 slots, quase sempre está lotado.

    Posteriormente encontrei outro baú e perdi algum tempo transferindo itens de um pro outro, até então perceber que seu conteúdo era compartilhado, me sentindo um idiota por ter perdido recursos e tempo, numa tarefa inútil, ao menos alguns corredores agora são seguros.

    Residente está me fazendo sentir sensações que há muito não sentia, a sensação de querer descobrir o que há atrás de cada porta e não cansar de jogar, pelo contrário, ficar ansioso para chegar a próxima jogatina.

    Bom é isso,até o próximo check-in.

    26
    • Micro picture
      fredson · 12 dias atrás · 3 pontos

      Ficar transferindo itens de um baú pra outro é literalmente um loop infinito, hahahaha. Ótimo jogo cara, esse aí é o ícone que definiu "survival horror".

      1 resposta
    • Micro picture
      mastershadow · 11 dias atrás · 2 pontos

      Isso sim é Resident Evil, a partir do RE4, a série só manteve o nome,é outro jogoo e outra proposta.

      3 respostas
    • Micro picture
      thecriticgames · 11 dias atrás · 2 pontos

      Eu ri pakaralho com isso "Mas qual o problema? Eu já joguei Residents modernos, vou tirar de letra. É só ir no esquema, chute, faca,chute faca, estratégia de economizar munição famosa no Resident Evil 4, será tranquilo. Certo?"

      É dificil conhecer gente hoje em dia que não conheça esses games e va ter disposição pra joga-los, ansioso pela suas impressões do terceiro game XD

      1 resposta
  • vinicios_santana_3 Vinicios Santana
    2018-11-28 21:25:06 -0200 Thumb picture

    Essencial Street Fighter WarpZone

    O pessoal da Warpzone vem trazendo revistas importantes para os gamers, tanto das antigas, quanto novos. Recentemente lançaram 2 mega livros/enciclopédias pra fan nenhum botar defeito, um sobre o amado Megadrive e outro ainda mais aclamado, a franquia The King of Fighters, ambos com um belíssimo acabamento. Tinha perdido ambas as campanhas de financiamento coletivo dos livros, mas meu radar já ficou mais atinado, e quando vi o anuncio do livro Essencial Street Fighter, colaborei e adquiri meu volume.

    Sou um grande fan da franquia, inclusive, fiz uma série de aquarelas dos personagens.

    Confesso que nunca liguei muito para essas coisas, tirando os marcadores que recebo, o resto eu praticamente não uso, acho bonito e tal, mas guardo e nunca mais vejo.

    Mas esse poster em A3 da capa japonesa do Street Fighter 2, mexeu comigo, essa é uma das minhas artes favoritas da série, bateu uma vontade de emoldurá-la e com certeza farei isso quando mudar pra minha casa nova.

    O livro vem numa bela case, que simula os cartuchos de cps2 da capcom.

    Agora o tão aguardado livro, vem com capa dura e com a capa do Street Fighter 30th Anniversary Collection.

    O interior do livro é belíssimo, bem ilustrado e cheio de informações, ainda não tive tempo de ler, mas com certeza esse livro ficará por muito tempo na minha cabeceira.

    Acho que nenhum elogio que eu fizer para o Livro ou para o pessoal da Warpzone, será digno, então os deixo apenas com uma imagem.

    Forte abraço e até um próximo post.

    Street Fighter 30th Anniversary Collection

    Plataforma: Nintendo Switch
    16 Jogadores
    1 Check-in

    21
    • Micro picture
      jokenpo · 18 dias atrás · 2 pontos

      Nossa que massa, não sabia que eles tinha um financiamento coletivo se não eu teria ajudado também. Se não me engano tinha um usuario aqui no alva que fez a diagramação do livro do megadrive.

      1 resposta
    • Micro picture
      le · 18 dias atrás · 2 pontos

      Mas esse "Vai encarar?" aí matou o pôster, hein?

      1 resposta
    • Micro picture
      manoelnsn · 18 dias atrás · 2 pontos

      Rapaz, bela aquisição! E olha quanto pôster duca!

      1 resposta
  • vinicios_santana_3 Vinicios Santana
    2018-11-24 22:41:00 -0200 Thumb picture
    16
    • Micro picture
      jclove · 21 dias atrás · 2 pontos

      6 é uma nota justa pra ele. É legal, mas precisava de mais polimento na jogabilidade (ou tirar as partes de pulo letais)XD

      1 resposta
Continuar lendo &rarr; Reduzir &larr;
Carregando...