vinicios_santana_3

https://web.stagram.com/vinicio.vip

Você não está seguindo vinicios_santana_3.

Siga-o para acompanhar suas atualizações.

Seguir

  • vinicios_santana_3 Vinicios Santana
    2018-10-21 22:32:34 -0200 Thumb picture
    vinicios_santana_3 fez um check-in em:
    <p>#img#[593527]</p><p>Na porta da hospedaria, Scia - Alvanista
    Breath of Fire IV

    Plataforma: Playstation
    3608 Jogadores
    124 Check-ins

    Na porta da hospedaria, Scias nos aguarda, ele foi designado para ficar de olho em nós, até que o julgamento de Cray ocorra, ao tentar sair e explorar a cidade, Scias nos acompanha, entrando para o grupo.

    Scias é um exímio espadachim, usa uma catana e tem todo o estilo samurai de ser, algo peculiar de sua caracterização, é ele ser gago, detalhe que o enche de personalidade.

    Indo até o castelo, somos barrados e mesmo Nina alegando ser a princesa, ela é impedida de interferir no que vier a acontecer com Cray.

    Seguindo conselhos, vamos até a aldeia Worent, local onde Cray cresceu e se tornou líder. No caminho para Worent, passamos por uma floresta "amaldiçoada".

    Assim que adentramos, risadas precedem uma traquinagem, Nina é encolhida e em seguida raptada por um pássaro, que a confundiu com um filhote, por ela ter asas. 

    Por alguma rasão, Ryu e Ershin, conseguem ver as fadas que fizeram isso e elas dizem que basta achar o ninho do passarinho, que logo Nina voltará ao normal. Mas no ninho, Nina deve enfrentar seu captor que não deseja que ela escape.

    Passado esse infortúnio, chegamos na aldeia. Aqui sabemos mais sobre o passado de Cray e usando uma montaria estranha, vamos até as Planície Dourada, em busca da mãe de Cray.

    Aqui é a parte mais irritante, vaguei por literalmente horas procurando uma cabana no meio da vastidão das planícies, até apelar pro youtube, era relativamente simples, se soubesse as coordenadas, um dos anciões da aldeia deve ter me dito e eu esqueci.

    Explicando a situação para a mãe de Cray, ela diz que provavelmente ele será morto, pois perdeu o símbolo da aliança entre os reinos, a "Espada do rei", e provavelmente isso acalentará uma guerra civil entre Worent e a Aliança.

    Ryu se recorda que essa Espada do Rei a havia sido emprestada, quando ele e Nina rumaram em busca das peças do navio, mas ela foi quebrada no primeiro confronto contra Rasso. Ele propõe um plano, de fazer uma nova Espada do Rei e com ela salvar a vida do amigo.

    A mãe de Cray gosta da ideia e diz conhecer o ferreiro que fez a espada originalmente, com as coordenadas (devidamente anotadas pra eu não me perder) vou em busca do ferreiro, que mora no interior de um vulcão ativo.

    Durante todo o percurso na planície, acabei evoluindo muito Ryu, uns 3 níveis, mas as batalhas foram irritantes, pois enfrentava "marionetes" arqueiras, guerreiras ou magas, que possuem uma agilidade muito grande e esquivavam com frequência. Peguei ódio dessas criaturinhas.

    Chegando no vulcão, o ferreiro diz que pra forjar uma nova espada, vai precisar de metais guarnecidos por fadas na floresta onde Nina havia encolhido. 

    Essa será minha nova jornada.

    Bom, é isso, até o próximo check-in.

    15
    • Micro picture
      jclove · 8 horas atrás · 2 pontos

      Vish passou da pradaria Já? Vai zerar sem dificuldade.eu perdi muitas horas rodando aí. É que tão infernal qto o deserto do 3, só q mais fácil pq não tem o pânico de acabar a água.hehe

      1 resposta
    • Micro picture
      manoelnsn · 7 horas atrás · 2 pontos

      Detalhe que o Scias na verdade é bêbado, mas na tradução deixaram ele gago, ahuahua

      3 respostas
    • Micro picture
      manhundead · 6 horas atrás · 2 pontos

      Scias, a espada silenciosa, o samurai pet, rintintin do sol nascente!

      1 resposta
  • vinicios_santana_3 Vinicios Santana
    2018-10-19 22:35:08 -0300 Thumb picture
    vinicios_santana_3 fez um check-in em:
    <p>#img#[593197]</p><p>Seguindo as orientações, sai - Alvanista
    Breath of Fire IV

    Plataforma: Playstation
    3608 Jogadores
    124 Check-ins

    Seguindo as orientações, saio da cidade e vou em busca do suposto ladrão, o encontramos e ao falar o nome Marlock, ele sai correndo, entra numa caverna e devemos o encurralar usando barris.

    Ao ser cercado, ele diz que não roubou nada de Marlock, que apenas não queria vender seus produtos pra ele, por ele forçar os comerciantes a aceitarem preços injustos.

    Cray fica furioso com a situação e solta o rapaz, de volta a cidade, Marlock exalta nossa "incompetência" e diz que como não cumprimos o acordo, não irá nos levar pela fronteira.

    Nina, que já estava passando por maus bocados, se dispõe a ficar mais, enquanto fazemos mais trabalhos pra Marlock, dessa vez, algo que " não exija que pensemos muito", (me chamou de burro) temos que organizar um galpão e depois abastecer de mercadorias o navio de areia.

    Feito isso, somos levados como clandestinos, escondidos dentro de uma caixa, pela fronteira.

    Agora a aventura muda para Fou-Lu, ele está totalmente curado.

    Depois de se despedir de seu resgatante, encontramos o velho Yom novamente e ele manda seu pássaro Khafu atacar.

    A batalha é difícil, mesmo Fou-Lu sendo poderoso transformado em dragão. Após a batalha, Yom invoca mais um pássaro, mas dessa vez fugimos, levando uma rajada de energia no corpo, caímos na floresta.

    De volta ao deserto, o navio de Marlock chega a estação de transporte, aqui, uma torre em estilo chinês, guarda uma "ponte" que liga, através de teletransporte, um continente ao outro.

    No topo da torre, somos surpreendidos mais uma vez pelo Capitão Rasso e sua invocação, ymechaf.

    A batalha não é muito complicada, bastando tomar cuidado pra não deixar ninguém com menos de 300 de HP.

    Após a batalha, Rasso fica perplexo de sua invocação ter sido derrotada e se pergunta por que há um dragão entre nós (Ryu).

    Enquanto ele reflete, temos tempo o suficiente para atravessar o portal antes que ele se feche.

    Do outro lado, rumamos para Astana, uma cidade que simplesmente guarda um canhão, que era usado pra infectar cidades com a sombra negra.

    De lá partimos para os aquedutos e mergulhando numa passagem por um cano, chegamos até o local do sonho de Ryu, o castelo que supostamente guarda a irmã de Nina, seguimos como no sonho, sem que ninguém nos veja, mas alguém viu e logo estamos cercados, presos e deportados.

    Cray é tomado como líder da "rebelião" e vai ter que prestar esclarecimentos no Castelo, os demais membros do grupo estão numa hospedaria aguardando o desenrolar da situação, mas isso, só saberemos no próximo check-in.

    Bom, é isso, até o próximo check-in.

    21
    • Micro picture
      hard_frolics · 2 dias atrás · 2 pontos

      Putz, foi mal, a partir dae ja não posso ler pq é spoiler pra mim xD

      4 respostas
    • Micro picture
      manhundead · 2 dias atrás · 2 pontos

      Adoro esse ar "aquarela" e muito bonito, o melhor personagem está por vir, lindo de mais esse jogo, só essas interseções com o Fou lu que eu acho chatinhas apesar de mostrar uma visão diferente do jogo que acaba agregando ao storytelling de forma bacana

      3 respostas
  • vinicios_santana_3 Vinicios Santana
    2018-10-17 22:56:54 -0300 Thumb picture

    Artbooks

    Faz algum tempo que adquiri 2 artbooks incríveis, e gostaria de compartilhar com vocês.

    The Art of Castlevania: Lords of Shadow, este comprei com o lucro das  Hunters que vendi, foi pouco, mas suficiente para adquirir esse livro.

    Uma bela surpresa, foi ver que o livro vinha com uma luva. o livro real, é todo preto, apenas com o símbolo do diário da irmandade da luz.

    Não é segredo pra ninguém que sou muito fan de Castlevania e a arte de Lords of Shadow, serviu de inspiração pra muitos quadros da minha obra.

    Gabriel, por mais polêmico que sejam os jogos, acabou se tornando um de meus protagonistas favoritos da franquia.

    O livro abrange os 3 jogos da série Lords of Shadow, com artes dos personagens, curiosidades e um bestiário digno de uma pokedex.

    Mas tudo em inglês.

    O segundo livro é, The Legend of Zelda: Art & Artifacts.

    Aproveitei a compra e trouxe mais este. 

    Sou aficionado por Zelda e não bastasse o Hyrule Historia, com todas as suas informações, um artbook é essencial para mim.

    O livro é imenso e está repleto de ilustrações originais, feitas na época, além de esboços.

    Há também algumas artes inéditas, feitas na época dos jogos, mas que não tinham sido divulgadas até então, como por exemplo, essa cena de batalha do Minish Cap e cenas demonstrativas do Ocarina ( não tenho certeza se essas estão no manual do jogo)

    Há bestiários, itens, galerias de personagens, além de um extra interessante, uma parte dedicada ao pixel art dos primeiros jogos da franquia.

    Um ponto negativo, o livro foi lançado bem próximo ao anuncio do Breath of the Wild e por isso, possui pouquíssimas imagens do mesmo, cerca de 5. Se o livro fosse lançado um mês depois, poderia ter vindo também com o bestiário e extras do BotW e seria o artbook definitivo da série. Não é assim um grande defeito, mas acho que poderia ter mais, até porque, as artes de BotW são fenomenais.

    No final do livro, há os únicos textos, entrevistas com os ilustradores responsáveis pelos trabalhos, por estar em inglês, ainda não animei ler, mas o farei, é bom ver o ponto de vista de artistas tão renomados.

    Foi uma das melhores aquisições que fiz recentemente, adoro desenhar, e ver o trabalho de outros artistas me inspira. Queria comprar o artbook da Ayami Kojima, mas esse é peça rara rs, outro artista que curto bastante, e influencia bastante meu trabalho é Sean Galloway, responsável pelo design da animação Espetacular Homem Aranha. Um dia ainda devo adquirir algum artbook dele.

    Bom, é isso, aqui vocês podem conferir o tamanho dos livros. Forte abraço pessoal e até um próximo post.

    Castlevania Lords of Shadow Collection

    Plataforma: Playstation 3
    132 Jogadores
    30 Check-ins

    41
  • vinicios_santana_3 Vinicios Santana
    2018-10-17 21:54:15 -0300 Thumb picture

    Mudei a foto de perfil

    Só avisando ao pessoal, que mudei a foto de perfil. é ruim quando você está acostumado a falar com o "Naruto" e do nada ele vira o "Goku" kkkk fico perdido, por isso avisando o pessoal , vou marcar o pessoal que costumo marcar nas postagens.

    @elionazio, @filp, @fragucci, @ghostsnakin, @hard_frolics, @hilquias, @irix, @jugemu, @laumiramos, @lcirilo, @manoelnsn, @negosouls, @nono, @rafaschiabel, @typhonite, @filipessoa, @inksketch, @jokenpo, @ralphdro, @vinicios_santana_3, @waterstill , @mastermune, @augusto_sander, @ermeson, @tiagoandrade, @douglascruz19, @jlribeiro, @database_, @jonassouza, @mateusfv, @juca87, @blinkn, @anebarone

    Spider-Man 2

    Plataforma: Playstation 2
    1284 Jogadores
    5 Check-ins

    38
    • Micro picture
      manoelnsn · 4 dias atrás · 3 pontos

      Olha só, belo update!

      7 respostas
    • Micro picture
      willguigo · 4 dias atrás · 3 pontos

      Caracas, seu filhote ja ta desse tamanho?!
      O tempo passa rápido eim, lembro que agente brincava da "quest do berço".
      Parabéns e Deus abençoe sua família.

      2 respostas
    • Micro picture
      mateusfv · 1 dia atrás · 3 pontos

      Caramba a família toda no espírito do miranha :v, apesar de eu ficar trocando de avatar (coisa que não faço faz tempo por tá sem PC) sempre mantenho a cabeça do Tidus afinal ter que ter uma consistência hsushsh.

      1 resposta
  • manhundead Jonas Souza
    2018-10-17 11:39:19 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    Finalmente Hunter!

    Depois de uma viagem épica digna de Hércules e seus 12 trabalhos o projeto  Hunter do nosso colega  @vinicios_santana_3  finalmente chegou, já tinha vindo uma vez e voltado -_-, ontem acompanhando pelo aplicativo de rastreamento deu merda de novo e eu fiquei de buscar hoje diretamente, eis que dou de cara com o carteiro na cara mais lisa na porta de casa e questionado sobre não ter sido atendido ontem ele me informa que a de hoje era a primeira tentativa de entrega e que tinha sido tranquilo...huehuehueh, tá certo, importante e que chegou, bonitinho embalado em plastico com meu marcador de livros e dedicatória, gostei muito da historia que teve um fim muito mais dark do que eu esperava, o que foi uma surpresa boa, muito bom ver projetos sendo concluídos, parabéns ao colega!

    Da hora meus marcadores, um deles imita um cartucho de NES, e esse cabeção ai ficou bacaninha :-)

    Mais uma vez obrigado ao Vinicios que entrou em contato assim que a revista retornou da primeira entrega falha pra avisar e vinha acompanhando desde então todo o processo,vlw mesmo!

    26
    • Micro picture
      manoelnsn · 5 dias atrás · 3 pontos

      Ae, finalmente! A minha demorou a chegar também, e olha que eu moro perto do vinicios...

      2 respostas
    • Micro picture
      vianna · 5 dias atrás · 3 pontos

      muito legal!

    • Micro picture
      andre_andricopoulos · 3 dias atrás · 3 pontos

      É muito bom!!!
      Me amarrei.

  • vinicios_santana_3 Vinicios Santana
    2018-10-15 21:29:35 -0300 Thumb picture
    vinicios_santana_3 fez um check-in em:
    <p>#img#[592426]</p><p>Ontem passei quase o dia tod - Alvanista
    Breath of Fire IV

    Plataforma: Playstation
    3608 Jogadores
    124 Check-ins

    Ontem passei quase o dia todo sozinho em casa, então a jogatina rendeu.

    Vou ser conciso pro texto não ficar gigante, já que avancei bastante.

    No ferro velho vou seguindo por entre destroços de navios, até encontrar um velhinho que me extorque, alugando uma pá velha, pra eu procurar as peças enterradas.

    Com as peças em mãos, volto pra cidade, mas sou surpreendido por um oficial do exercito chamado Rasso.

    Ele invoca um demônio e ataca Nina, depois da batalha, Ryu intervem e golpeia Rasso, ganhando tempo para fugir.

    O oficial usa seus soldados para bloquear todas as estradas, nos forçando a procurar um caminho alternativo por uma cidade contaminada por uma nuvem de gás negro tóxico.

    Aqui ninguém quer nos ajudar a atravessar a parte poluída da cidade, até que um robô meio estranho aparece, Ershin.

    Ele nos guia pela cidade, até sermos atacados por um peixe gigante.

    Após a batalha, seguimos pro local onde Cray nos aguarda.

    Agora o grupo cresceu um pouco mais.

    No acampamento, Cray diz ter sonhado com o grupo indo ao resgate da irmã de Nina, ela diz também ter tido o mesmo sonho e Ershin diz que não foi um sonho, mas sim uma espécie de premonição, vinda do poder de Dragão do Ryu. Empolgado, o grupo ruma para o Norte.

    Aqui, uma represa impede a passagem, ela deve ser fechada para que prossigamos, mas ela está sobre ataque de um dragão.

    Conseguimos atravessar e do outro lado descobrimos que o dragão queria mandar uma mensagem, mas que não ficou bem clara qual.

    Chegamos até a cidade de Kira, uma cidade repleta de armadilhas, onde o prefeito está desaparecido, seguimos até a floresta, onde ele se perdeu.

    O encontrando, devemos lutar com um "javali", salvando o prefeito, ele autoriza que atravessemos a cidade e sigamos nosso caminho.

    Algo que vale a pena ressaltar, é que usamos todos os personagens em batalha, são duas linhas, a da frente, é a ativa, linha de batalha, a do fundo é a reserva, podendo trocar os personagens livremente durante a balha, achei genial, pois em outros RPGs sempre pensava, aonde estão os outros personagens do meu grupo, enquanto os 3 selecionados estão batalhando?

    O caminho cavernoso, leva até uma cidade pobre, devastada pela guerra, aqui há um orfanato, a madre sabe alguma informação sobre a irmã de Nina, mas só falará quando Chino, umas das crianças, retornar.

    Aqui foi a cidade mais enfadonha de todas, depois de correr atras do Chino, devemos procurar as crianças, numa brincadeira de pique-esconde e por fim, descobrimos que um dos comerciantes da cidade, Marlock, está envolto em acordos com o império e sabe a localização da irmã de Nina, mas para nos ajudar, quer que encontremos um ladrão que roubou algumas de suas mercadorias. E é pra lá que irei em seguida.

    Durante as idas e vindas do grupo principal, há uma cena que mostra que Fou-lu sobreviveu à queda do penhasco e está sob cuidados de um eremita.

    Joguei bastante, mas sinto que não sai do lugar, estou indo de side quest em side quest e pouco adianta na história principal.

    Algo que não gostei muito, foi de ninguém explicar que Ryu é um dragão, fica um falso mistério no jogo, mas durante as batalhas, ele se transforma, e ninguém fala nada disso.

    Bom, é isso, até o próximo check-in.

    28
    • Micro picture
      thiones · 6 dias atrás · 3 pontos

      Aliás, eu tava jogando Brave Fencer Musashi e acabei parando, mas preciso arrumar um tempo pra ele entre o monte de jogos que estou jogando (ou tentando). Imagino que o @jclove esteja na mesma, já que não vejo check-ins dele para o mesmo hehe

      8 respostas
    • Micro picture
      hard_frolics · 6 dias atrás · 3 pontos

      Poxa, além do @thiones o @vinicios_santana_3 ta mais perto de me passar ainda xD

      4 respostas
    • Micro picture
      jclove · 6 dias atrás · 2 pontos

      Ah,, a Hershin. Adorava essa lata ambulante. Ela tem ligação com uma personagem recorrente na série que aparece de certa forma nos 4 jogos e foi uma surpresa legal na época.

      O sistema de batalha é uma das coisas mais bacanas do jogo, era muito raro em jrpg vc poder usar todos os personagens durante as batalhas.

      Se sentir que não ta avançando recomendo ver um guia, o jogo é longo e tem umas partes fáceis de se perder...tem muita cois aopcional tbm como os mestres pra encontrar.

      4 respostas
  • vinicios_santana_3 Vinicios Santana
    2018-10-13 21:36:36 -0300 Thumb picture
    vinicios_santana_3 fez um check-in em:
    <p>#img#[592040]</p><p>Sempre vejo o pessoal postan - Alvanista
    Breath of Fire IV

    Plataforma: Playstation
    3608 Jogadores
    124 Check-ins

    Sempre vejo o pessoal postando JRPGs por aqui, e fico com muita vontade de jogar algo do tipo, faz tempo que não jogo um RPG tradicional, o último que joguei foi Final Fantasy 1 há alguns meses, ele é simplório, queria algo empolgante.

    Não o escolhi aleatoriamente,  já havia jogado na época e praticamente não sai do lugar, ficava só pescando, já que não sabia o que tinha que fazer.

    Bom, iniciando o jogo,  há uma bela abertura em estilo anime, clássicas dos JRPGs da era do PS1 e pode-se dizer até hoje.

    Logo, estamos num deserto, a bordo de uma espécie de barco/planador, no meio do caminho um Dragão da areia ataca o grupo e vai embora, destruindo parcialmente o barco.

    Com o barco em pedaços, somos obrigados a nos dividir, Cray ficará no barco, para protegê-lo de ladrões.

    Nina deve ir até a cidade mais próxima procurar por peças de reposição.

    No meio do caminho, Nina encontra uma cratera no meio da estrada, nela um mercador foge de uma criatura, Nina acaba caindo no buraco e percebe a criatura, que não a ataca, em vez disso, levanta voo e vai embora.

    No fundo da cratera, há um rapaz desorientado, ele não sabe pra onde vai, mas acaba seguindo Nina até a cidade, na esperança de que talvez alguém o conheça lá. Esse rapaz se chama Ryu e é o protagonista do jogo.

    Seguimos pelo caminho, até que anoitece e descansamos numa caverna.

    Ao mesmo tempo, num templo abandonado distante, uma forte luz, explode uma porta e surge Fou-Lu.

    Seu assecla, um grande lobo, o saúda e explica por que nenhum humano o recepcionou.

    Saindo do templo, alguns soldados o atacam, mas são surpreendidos por uma invocação de uma criatura semelhante a vista na cratera ( e na abertura), é um dragão, que pulveriza os soldados.

    Logo, Fou-Lu se depara com um velho chamado Yom, que um dia foi um de seus seguidores e o traiu, há uma batalha ferrenha e Fou-Lu, cansado após ter usado sua transformação em combate, é obrigado a fugir, pois chegam reforços, os soldados de Yom ateiam fogo na floresta, encurralam-no e o derrubam de uma ponte.

    O controle do jogo volta para Ryu e o grupo principal, após passarmos a noite numa caverna, seguimos até a cidade, Sarai.

    Sarai é uma cidade complicada, cheia de corredores labirinticos e muita coisa pra se fazer.

    Aqui entendi por que eu travei no jogo na minha infância, essa parte é complicada para quem não entende o idioma, são muitas idas e vindas, segredos e coisas a se fazer.

    Ao fim de tudo, descubro que que não há peças na cidade e ninguém conhece Ryu, mas pelo menos, alguém nos indicou um  local onde possa ter peças, uma espécie de ferro velho. E esse será meu próximo objetivo.

    Considerações, o combate é exatamente o que eu queria, o bom e velho  combate de turno, mas muito bonito.

    Algo que não gostei muito, foi de alguns inimigos serem 2D e outros 3D.

    O fato de trocar o foco entre o herói e o vilão é algo que achei muito interessante e acredito que irá permear pelo jogo.

    Estou muito curioso com o desenrolar dessa trama.

    Bom, é isso, até o próximo check-in.

    21
    • Micro picture
      thiones · 8 dias atrás · 2 pontos

      Acredite ou não, acabei de instalá-lo no Vita aqui. Primeira vez que vou jogar hehe

      1 resposta
    • Micro picture
      manoelnsn · 8 dias atrás · 2 pontos

      Esse foi o primeiro BOF que eu joguei... E depois do 5, é o que menos gosto, hauahua

      Anyway, se tu gostar dele, vai de BOF3 depois :D

      10 respostas
    • Micro picture
      wilford_fernandes · 8 dias atrás · 2 pontos

      a arte desse game eh in cri vel!

      1 resposta
  • vinicios_santana_3 Vinicios Santana
    2018-10-09 20:27:55 -0300 Thumb picture

    Minha música tema.

    O amigo @mateusfv propôs algo bacana, qual seria a sua trilha de entrada, seu tema?

    Bom, já tinha fama de Conde, por gostar de temas vampirescos, e agora que sou autor de um quadrinho com o tema (Hunter), acho que nenhuma música se encaixaria melhor do que essa.

    Castlevania - Vampire Killer (Orchestral)

    Por muitas vezes já fui trabalhar ao som dessa música e ao começar, o passo até muda rs.

    Castlevania: Symphony of the Night

    Plataforma: Playstation
    9559 Jogadores
    279 Check-ins

    15
    • Micro picture
      mateusfv · 9 dias atrás · 2 pontos

      Só agradeço que parei de enrolar e comecei a ouvir os posts da glr :v ushauushsu, caramba ficou muito boa essa rendição de vampire killer orquestrada, apesar que sou suspeito de dizer por adorar música orquestrada hsushsh

      2 respostas
  • vinicios_santana_3 Vinicios Santana
    2018-10-05 20:19:08 -0300 Thumb picture
    vinicios_santana_3 fez um check-in em:
    <p>#img#[590425]</p><p>Realmente estava na reta fin - Alvanista
    Spider-Man 2: Enter Electro

    Plataforma: Playstation
    3094 Jogadores
    15 Check-ins

    Realmente estava na reta final do jogo...

    Seguindo as pistas, chego num museu, onde uma joia gigante está em exibição.

    Electro está com o aparelho que amplia seus poderes, mas ainda falta a joia que irá servir de amplificador. 

    Para ganhar tempo ele traz armaduras samurais a vida com suas descargas elétricas. (????)

    Devo destruir os samurais e jogar seus corpos num gerador, que mantém as portas trancadas.

    Atras da porta está uma mostra de fósseis numa longa torre, devo subir o caminho me esquivando das rajadas de Electro.

    Lá em cima, chego até o planetário, onde a luta derradeira se iniciará.

    Aqui Electro fica no centro da sala e devemos subir e atacá-lo, não é muito difícil, mas demora a entender o que deve ser feito.

    Depois de muito grudar no teto e atacar com chutes, finalmente Electro é derrotado.

    Ele tenta fugir com a Dra. sequestrada e faz uma troca com o Aranha, a Dra. pela joia, o Aranha tenta enganá-lo e pegar os dois, mas ao salvar a Dra. acaba errando a teia que pegaria a joia, dando tempo para que Electro a colocasse no dispositivo em seu peito.

    Agora Electro leva a briga para o exterior, onde chove forte, e com a ajuda do dispositivo, recebe um raio no peito e assume uma forma totalmente eletrificada.

    A batalha é muito demorada e requer atenção.

    Devemos destruir estabilizadores dos cilindros e fazer com que o Hyper Electro os atinja, fazendo com que ele perca um pouco de seu poder momentaneamente, tempo suficiente para atacá-lo. Repetindo isso até metade da vida, ele vai num para-raios e recebe mais uma descarga, recuperando sua saúde. Mas que depressa destruo esse para-raio e voltamos pra pancadaria até que finalmente o derroto.

    Na cadeia os vilões jogão poker, numa cela vizinha aos vilões do primeiro jogo.

    Por a batalha ter ocorrido no topo de dois prédios muito altos e só se conseguir ver raios , a vitória é creditada ao Thor nas manchetes do Clarim Diário e mais uma vez o Homem Aranha  não leva o devido reconhecimento.

    Adorei o jogo, ele segue praticamente a mesma fórmula de seu antecessor. Com algumas melhorias. Apesar de o grupo de vilões ser inferior ao primeiro, ainda é um grande jogo.

    Spider man 1 e 2 para PSX é indiscutivelmente um clássico que vale a pena ser jogado até hoje.

    Bom, é isso, até o próximo check-in.

    22
    • Micro picture
      rafaelseiji · 16 dias atrás · 3 pontos

      Na época que eu jogava esse jogo eu não tinha memory card, nunca passei da 4ª fase :(

      7 respostas
    • Micro picture
      manoelnsn · 16 dias atrás · 2 pontos

      Ae, parabéns! O gameplay foi naquela tv android que comprastes?

      2 respostas
    • Micro picture
      jclove · 14 dias atrás · 1 ponto

      raca isso que é foco. Começou bem depois de mim e ja acabou. Eu ainda to no cabeça de martelo. Dei um rage quit básico pq não tava acertando arrancar a arma E evitar de sair da linha de rente dele (a camera ta me deixando louco nesse jogo) mas termino ainda nesse mês!!!hehe

      1 resposta
  • vinicios_santana_3 Vinicios Santana
    2018-10-03 22:54:20 -0300 Thumb picture
    vinicios_santana_3 fez um check-in em:
    <p>#img#[590030]</p><p>Chegando no local da reunião - Alvanista
    Spider-Man 2: Enter Electro

    Plataforma: Playstation
    3094 Jogadores
    15 Check-ins

    Chegando no local da reunião dos vilões, vejo que sequestram uma cientista para poder ligar o equipamento que fora roubado.

    Tenho que salvar alguns reféns numa missão de stealth, onde os reféns morrem com muita facilidade e morrendo 1, gameover.

    Na última sala do prédio, encontro o Cabeça de Martelo.

    Ele foi destacado para me deter, e quase conseguiu, rs

    Apanhei muito até descobrir que eu devia tomar a metralhadora dele com a teia e golpear enquanto ele corria para buscá-la.

    Nesse meio tempo, fiquei mais furado que flauta doce.

    Após derrotá-lo, o Aranha liga para o Dr. Connors para pedir conselhos sobre a máquina roubada, mas algo está errado, uma ferra parece estar destruindo o local e só se escuta gritos.

    Chegando no laboratório, há um dos setores mais chatos do jogo, uma sessão de missões de puzzles, eu tinha que ativar painéis, desativar robôs e drones, além de ir subindo vários andares, até o topo do laboratório.

    Depois de muuuitas missões, muitos puzzles e muita dor de cabeça, chegamos até a sala do Dr. e quem nos recepciona... o Dr. em pessoa, mas transformado em seu alter ego, o Lagarto.

    O Aranha está relutante em lutar com seu amigo e decide aplicar soro de antídotos em seus lançadores, para assim ir enfraquecendo o Dr. até que ele volte ao normal. Mas o Lagarto não dá trégua. 

    Devemos fazer o antídoto no computador e aplicar nos cartuchos o mais rápido possível, pois o Lagarto é invulnerável, até que seja atingido pelas teias alteradas pelo soro.

    Terminado o combate, o Dr. vai retornando a sua forma original envergonhado pelo o que fez.

    De fora do laboratório, uma série de torres estão transmitindo dados para os vilões, após destruir todas, chegamos em um prédio em construção e um inimigo conhecido nos espera.... de novo. Homem areia.

    Aqui enfrentamos mais uma vez o Homem Areia, mas dessa vez não estamos atrás de um trem e nossa atenção é toda voltada pra ele. 

    Há uma chave que ajusta a pressão da água nos canos da obra, devemos ligá-la e em seguida atrair o Areia para algum dos canos, abrir a válvula e o acertar com um jato d'água, o deixando lamacento, lento e frágil aos socos e chutes do Aranha.

    A batalha é mais chata e demorada do que difícil, pois cada vez que o acertamos com os jatos d'água, todo o processo deve ser repetido.

    Os vilões apareceram mais rápido dessa vez, tanto que em duas vezes que joguei, enfrentei 3 chefes, acredito que já esteja na reta final do jogo.

    Bom, é isso, até o próximo check-in

    16
    • Micro picture
      jclove · 18 dias atrás · 2 pontos

      Caraca, nesse ritmo o próximo já é o final.hehe

      3 respostas
Continuar lendo &rarr; Reduzir &larr;
Carregando...