vinicios_santana

Ilustrador. https://www.instagram.com/vinicios.ink/ Quadrinista. http://alvanista.com/tag/hq-hunter

You aren't following vinicios_santana.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • vinicios_santana Vinicios Santana
    2020-01-14 16:29:57 -0200 Thumb picture
    vinicios_santana checked-in to:
    Post by vinicios_santana: <p>#img#[681589]</p><p>Depois de esquentar a cabeça
    Super Punch-Out!!

    Platform: SNES
    929 Players
    34 Check-ins

    Depois de esquentar a cabeça com Battletoads, vasculhando os jogos de SNES, me deparo com um que peguei pela curiosidade.

    Meu primeiro contato com Punch-out foi a versão de Wii, me diverti bastante com aquele jogo, sendo um dos jogos de boxe mais divertidos para mim, pelo carisma dos personagens.

    Conhecia a versão de Nes, mas nunca animei jogar mais de uma luta nela.

    Peguei a versão de snes e a primeira coisa que chama a atenção é que Little Mac está um pouco diferente. Loiro e de olhos claros. Não vou julgar ninguém, anos 90 era o auge das pessoas com cabelos descoloridos kkkk.

    Vi gente reclamando da versão de snes, mas sinceramente achei que ela evolui tudo da versão de Nes e ainda adiciona a barra de especial.

    Além de ter uma pixel art simplesmente linda. 

    Bom, falando do jogo, comecei o primeiro torneio, Minor circuit, enfrentando 4 lutadores distintos.

    É interessante ver como cada lutador têm técnicas e vulnerabilidades distintas. 

    O primeiro oponente é Gabby Jay, um idoso que anceia por uma vitória, e acreditem, perdi algumas vezes para ele, mas assim que descobri seu padrão, consegui vencer num perfect, finalizando-o com o movimento especial.

    O segundo, Bear Hugger, já é um cara gordão e muito forte, os socos parecem não surtir efeito nele, e quando o acertamos no rosto, ele levanta os braços para um golpe fortíssimo, basta abaixar e em seguida golpear seu rosto com cruzados e diretos.

     O terceiro, Piston Hurricane, é bem ágil e desfere sequências de golpes  poderosos.

    Demorei a pegar seu padrão, até percebem o soco baixo, que, diferente do jab normal no meio do peito, desfere golpes nos flancos, então ao esquivar de seu golpe, já dava um soco no seu flanco, o impedindo assim de continuar a sequência.

    O último boxeador do circuito, Bald Bull, ele é extremamente forte e poucos golpes seus já nos fazem beijar a lona, aqui a palavra é ESQUIVA.

    Evitar os golpes fortes, facilmente cadenciados e abusar de socos na cara. 

    Perdi várias vezes durante a jogatina, mas a cada novo round, eu ia conseguindo pegar os padrões do oponente, não estava sendo difícil por ser, estava me ensinando a jogar e adorei isso.

    Algo que senti falta é do treinador com as cenas de treino de um circuito para o outro, cenas presentes no jogo de Nes, Wii e até no Smash Bros.

    Bom,é isso, até o próximo check-in.

    26
    • Micro picture
      topogigio999 · 5 days ago · 2 pontos

      Nunca consegui fechar esse Punch Out do SNES... nos próximos circuitos a parada fica louca.

      1 reply
    • Micro picture
      lukenakama · 5 days ago · 2 pontos

      O que eu não gosto no jogo de Snes é a falta de carisma nos adversários, acho os de NES bem mais legais.
      Também curto a música do de NES e prefiro as estrelinhas do que a barra de especial, mas a de Snes é um bom jogo sim.

      4 replies
  • vinicios_santana Vinicios Santana
    2020-01-14 14:41:58 -0200 Thumb picture
    vinicios_santana checked-in to:
    Post by vinicios_santana: <p>#img#[681561]</p><p>Cheguei na fase 5 - Rollerco
    Battletoads in Battlemaniacs

    Platform: SNES
    1525 Players
    45 Check-ins

    Cheguei na fase 5 - Rollercoaster.

    Ela consiste numa corrida mortal sobre trilhos, onde o nosso sapo deve fugir de um rato pilotando uma serra giratória.

    Inicialmente morri muito, os botões não respondiam, até que finalmente entendi que deveria apertar as setas seguindo o caminho dos trilhos, pouquíssimo intuitivo,no jogo de Nes há uma fase semelhante que pinta no chão as setas, ajudaria a não perder 3 vidas de graça e voltar o jogo do começo.

    Tentei de todas as maneiras passar dessa fase, mesmo quando pegava certa distância do rato, chegava em alguma armadilha que eu deveria abaixar ou pular e morria porque não sabia o que fazer.

    Morri muito, MUITO mesmo, até ir olhar um detonado pra me esclarecer. 

    "Esquive das madeiras apertando para baixo e pule dos buracos apertando A".

    Novamente nenhuma indicação, o jogo simplesmente muda a regra no meio da fase, no começo nenhum botão funciona e joguei achando que só usaria os direcionais.

    Colocassem obstáculos logo no começo da fase para testar e não fazer o jogador perder tempo.

    O pior que mesmo conseguindo esquivar das barreiras de madeira, isso me faz perder tempo e o rato chegava próximo e me matava.

    Foram 2 dias jogando exclusivamente essa fase.

    Fase completamente baseada em memória e precisão e se não bastasse, tudo deve ser feito com o risco de morte há apetas 1,5 segundos de distância .

    Cada vez mais irritado, até quando fazia tudo perfeito, vinha um novo buraco inesperado e eu morria.

    Estou oficialmente desistindo de tentar terminar Battletoads, mesmo com save states, esse jogo é obra do cão.

    O que mais frustra é que a fase tem pouco mais de 2 minutos.

    Se um dia resolver dar mais uma chance para a série, pegarei a versão de Mega, um port da versão de Nes com correção de bugs que "facilitam" o jogo.

    Bom, é isso, até o próximo check-in.

    20
  • vinicios_santana Vinicios Santana
    2020-01-12 22:59:15 -0200 Thumb picture
    vinicios_santana checked-in to:
    Post by vinicios_santana: <p>#img#[681274]</p><p>Como estão pessoal?</p><p>Pr
    Battletoads in Battlemaniacs

    Platform: SNES
    1525 Players
    45 Check-ins

    Como estão pessoal?

    Primeiro check-in do ano até que demorou um pouco, as últimas semanas foram meio corridas.

    Entre trancos e barrancos o saldo está positivo e posso dizer que estou feliz.

    Inspirado pelo video do @kalangoclay, resolvi jogar Battletoads in Battlemaniacs.

    Tive pouquíssimo contato com a versão de Nes, joguei um pouco da versão de Master e a de Snes foi a que mais joguei foi a de Snes e é impressionante como o jogo parecia longo antigamente e ainda hoje aparenta ser, mesmo não sendo.

    Sempre que jogava com meu irmão ou amigos, nunca passávamos da segunda fase.

    Será que depois de velho alguma coisa mudou?

    Vamos ver....

    A história começa quando o professor T-Bird,mostra para Pimple, Rash e Zitz uma máquina que cria mundos virtuais, semelhante a um video-game.

    Mas algo da errado, um Psyko Pigs, porco capanga da Dark Queen, atravessa a tela e sequestra a assistente do professor e Zitz, um dos sapos guerreiros, pula em seu resgate, mas acaba também sendo capturado.

    Cabe agora a Pimple e Rash resgata-los.

    A primeira fase que seria a fase de introdução, já começa sem piedade, com inimigos poderosos, armadilhas e um boss com hit kill.

    Resultado? Game over já na primeira fase. Imagine se estivesse jogando de 2 com friend fire ligado.

    Usando um continue consegui voltar e derrotar o boss mais facilmente, agora que já conhecia seus padrões.

    Na segunda fase, vou descendo pelo interior de um tronco, usando um disco flutuante. A fase requer atenção e é de certo modo tranquila, até perceber que certos inimigos te derrubam do disco com apenas um golpe, resultando em morte certa.

    Perto do final da fase há uma parte de corredores estreitos com espinhos, aqui perdi todas as vidas e continues, dando Game over pra valer.

    Realmente nada mudou da minha infância pra hoje.

    Ainda tentei jogar novamente, dessa vez com mais cuidado,mas o resultado foi o mesmo.

    Acabei apelando para save states e código de continues infinitos já estava no último novamente e mesmo assim ainda foi difícil.

    A terceira fase, fase da "motinha", eu nem sabia que existia essa fase na versão de snes, achava que o meme era exclusivo da Versão de nes/master.

    Como comentei no grupo do alva do @venomsnake, o que vc ainda não faz parte dele?

    Decidi tentar de forma true.

    Fui indo bem até a velocidade ficar insana.

    Decidi então usar save states só nos checkpoints.

    Acabei morrendo 845712245 vezes, isso porque perdi a conta.

    Com muito custo, passei da bendita fase, mas sem nenhum sentimento de conquista, estava quase irritado kkkk

    Na fase seguinte, voltamos para dentro de um tronco, onde devemos ir escalando e pulando de serpente em serpente, até chegar na próxima saída.

    Essa dinâmica se repete algumas vezez, mas sempre exigindo timing perfeito, qualquer erro é morte certa.

    Joguei 4 fases, metade do jogo, fiquei a tarde toda jogando, pelo menos 3 horas. Mais de meia hora por fase.

    E há longplays do jogo INTEIRO em 34 minutos.

    Definitivamente eu sou péssimo nesse jogo.

    Bom,é isso, até o próximo check-in.

    26
    • Micro picture
      jcelove · 7 days ago · 2 pontos

      Eita, começou o ano hardcore já.hehe
      Nao é vc que é pessimo, é o jogo mesmo.brinks, dsse eu mal joguei. O que tdntei um pouco no snes foi o crossocer com DD mas achei meh tbm.XD Mas good luck!

      8 replies
    • Micro picture
      manoelnsn · 7 days ago · 2 pontos

      É o jogo que é hard mesmo, alguns dizem que é um desafio que todo jogador que se preze deve tentar, mas... Não tenho mais idade pra essas coisas, prefiro ficar nos rpgs mesmo, ahauihauha

      4 replies
    • Micro picture
      old_gamer · 7 days ago · 2 pontos

      É um jogão, mas é extremamente difícil, eu nunca consegui zerar.

      7 replies
  • vinicios_santana Vinicios Santana
    2020-01-09 06:08:25 -0200 Thumb picture

    E SE HUNTER FOSSE UM JOGO DE VIDEO-GAME? #3

    Faz muito tempo que não posto nada sobre a Hunter, até porque acho que não tem mais muita coisa a ser dita.

    Mas faz também algum tempo que fiz uma arte especial e estava esperando para postar junto com uma OST que um amigo compositor iria fazer ao maior estilo Castlevania.

    Mas infortunios do destino impossibilitaram que a música fosse feita. 

    Então, trago apenas a arte, espero que gostem.

    Hunter sempre frertou com os video games, fosse com a referência óbvia a Castlevania.

    Já pensei em transcrever a trama para um RPG maker da vida e a arte é meio que um reflexo de como eu imaginaria.

    Outro gênero que me agradaria também seria um Beat n' up,  ao melhor estilo Shadow over Mystara, quem dera o pessoal da Joymasher olhasse aqui para mim kkkk.

    Abaixo as outras duas postagens com Hunter no mundo dos Video games.

    http://alvanista.com/vinicios_santana/posts/3632452-e-se-hunter-fosse-um-jogo-de-video-game

    http://alvanista.com/vinicios_santana/posts/3633047-e-se-hunter-fosse-um-jogo-de-video-game-2

    Se por acaso tiver alguém que ainda não tenha lido a HQ,  pode ler por aqui:

    https://tapas.io/episode/1082002

    Postagens anteriores:

    http://alvanista.com/tag/hq-hunter

    Marcando o pessoal das artes rs.

    Se mais alguém desejar ser marcado nas postagens com temática artísticas, ou conheça alguém que possa se interessar, ou ainda, que não deseje mais ser marcado, só avisar.

    Grande abraço pessoal.

    @oda_oficial

    @elionazio, @filp, @fragucci, @ghostsnakin, @hard_frolics, @hilquias, @irix, @jugemu, @laumiramos, @lcirilo, @manoelnsn, @negosouls, @nono, @rafaschiabel, @typhonite, @filipessoa, @inksketch, @jokenpo, @ralphdro, @vinicios_santana, @waterstill , @mastermune, @augusto_sander, @ermeson, @tiagoandrade, @douglascruz19, @jlribeiro, @database_, @jonassouza, @mateusfv, @juca87, @blinkn, @anebarone

    Final Fantasy I & II: Dawn of Souls

    Platform: Gameboy Advance
    931 Players
    171 Check-ins

    40
  • venomsnake Ericles Oliveira
    2020-01-08 23:41:23 -0200 Thumb picture
    Thumb picture

    Alvanista Remastered 8K Xbox Series X Exclusive

    Recrutamento, sem enrolação, vocês já sabem, cliquem na imagem ou mandem mensagem pra mim para entrarem no covil dos alvanistas mais excentricos e unicos da rede

    É claro, Otakus não são permitidos, e nem jogadores de fortine, a gente só aceita o @danilodlaker por que apesar de tudo ele é legal.

    Compartilhem se puderem pra ajudar no aumento populacional de ogros alvanisteiros que mexem no zap zap

    28
  • vinicios_santana Vinicios Santana
    2020-01-01 00:27:59 -0200 Thumb picture

    Feliz ano novo!

    Esse ano foi um dos mais difíceis para mim, passei por tanta coisa ruim, separação, problemas financeiros, tristeza, desilusão.

    Usei o Alva muitas vezes como válvula de escape, jogando pra esquecer dos problemas da vida e depois reclamando deles nos comentários hahaha.

    Aqui o pessoal sempre foi caloroso e mais que tudo humano, sempre dispostos a ajudar com palavras de carinho e apoio.

    Agradeço a todos do fundo do coração.

    As coisas têm melhorado nos últimos meses e a última semana trouxe surpresas que não esperava, surpresas boas, 2020 já promete ser melhor que o ano que se encerra.

    A imagem para esse post foi difícil de escolher, acabei decidindo pelas tartarugas, uma franquia que tanto gosto e que mostra o que desejo para todos, muita diversão, muitos jogos e muita amizade em 2020.

    Créditos da arte: https://www.artstation.com/artwork/8z0zG

    Teenage Mutant Ninja Turtles: Turtles in Time

    Platform: Arcade
    329 Players
    6 Check-ins

    32
    • Micro picture
      leopoldino · 19 days ago · 3 pontos

      Realmente 2019 foi um ano difícil pra muita gente que eu conheço, inclusive eu. Que 2020 seja um ano bem melhor pra gente, feliz ano novo!

      1 reply
    • Micro picture
      manoelnsn · 19 days ago · 2 pontos

      Certeza que vai ser melhor!

      3 replies
    • Micro picture
      porlock · 19 days ago · 2 pontos

      tmj mano! 2020 vai ser melhor sim!!!
      qqer coisa, tamo ai na area!!
      Feliz Ano Novo!!!!

      2 replies
  • vinicios_santana Vinicios Santana
    2019-12-24 00:11:17 -0200 Thumb picture
    vinicios_santana checked-in to:
    Post by vinicios_santana: <p>#img#[677772]</p><p>Sunsent Riders é um clássico
    Sunset Riders

    Platform: SNES
    5704 Players
    65 Check-ins

    Sunsent Riders é um clássico incontestável, é raro achar alguém que teve um Super Nintendo e não jogou sequer uma vez.

    Escolhemos entre 4 personagens, 2 com pistolas, Steve e Billy, que inicialmente é bem fraca, mas com os upgrades pode chegar até a disparar em duas direções distintas.

    Os outros 2, Bob e Cormano, usam espingardas com o raio do tiro maior, é melhor inicialmente por acertar mais facilmente os inimigos. Com os upgrades a área e poder de fogo aumentam consideravelmente.

    No jogo não há uma história central, somos apenas caçadores de recompensas no velho oeste enfrentando bandos de fora da lei até chegarmos em seu chefe que têm a cabeça a prêmio.

    O gameplay segue o padrão de Contra, com um inferno de tiros na tela e a cada tiro sofrido, uma vida perdida.

    Mas assim como Contra, não é um jogo injusto, ele é sim difícil, mas as fases são facilmente memoráveis e os chefes seguem padrões que com o tempo podem ser estudados e bloqueados.

    Mas você vai morrer muito e muito até descobrir algum padrão. Na infância tínhamos tempo de sobra, a cada jogatina com meu irmão, chegávamos uma fase a mais, mas nunca passamos do Gordão da floresta,esse que foi passado com facilidade hoje. Seu padrão é um dos mais lentos e simples, o problema maior são os parceiros que jogam bombas.

    Antigamente tínhamos tempo, mas não tínhamos o conhecimento kkkk.

    As fases variam entre progressão à pé ou à cavalo, estouros de boiada e até perseguição à trens.

    Um ponto bacana do jogo é a dublagem,sempre que um boss chega ou é morto, ele fala alguma coisa, as falas são legais, mas as vezes ficam parecendo resmungos kkk.

    Algo que não curti muito, é a dificuldade em se reconhecer o padrão em alguns chefes, em especial o índio e o Sir Richard, mal da tempo de reconhecer um padrão e você já está morto, e se chegar lá com poucas vidas, vai morrer, dar gameover e não aprendeu nada daquele boss, o índio custei, mas peguei seu padrão.

    Agora o Sir Richard,último boss do jogo, mesmo usando save state, não via padrão algum e fui dormir sem passar dele, pra no outro dia tentar mais até desistir e recorrer ao youtube.

    Sabendo o padrão, a luta antes infernal, se torna uma das mais gostosas de se jogar.

    O final condiz com a história, não existe!

    Nosso cowboy cavalga e some no horizonte rumo ao por do sol.

    Sunsent Riders diverte tanto de 1,quanto de 2 jogadores e imagino quão épico deve ser jogar no arcade com todos os jogadores.

    Sem mais pra dizer além de jogue esse clássico.

    IIHHHAAAA!!!

    Bom, é isso, até o próximo check-in.

    26
    • Micro picture
      gennosuke6 · 27 days ago · 2 pontos

      Gerôooooonimooooo!!!! Sunset Riders é um jogaço mesmo, que inspirou Red Dead Redemption sem dúvidas (na minha cabeça)! Ahuahauhauha. *o*

      2 replies
    • Micro picture
      onai_onai · 27 days ago · 2 pontos

      Vez ou outra eu jogo a versão Arcade.

      2 replies
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · 27 days ago · 2 pontos

      Clássico incontestável ❤️

      1 reply
  • vinicios_santana Vinicios Santana
    2019-12-20 05:58:18 -0200 Thumb picture
    vinicios_santana checked-in to:
    Post by vinicios_santana: <p>#img#[677178]</p><p>Ainda na vibe das tartarugas
    Teenage Mutant Ninja Turtles: Tournament Fighters

    Platform: SNES
    1328 Players
    12 Check-ins

    Ainda na vibe das tartarugas ninja, joguei Teenage Mutant Ninja Turtles: Tournament Fighters.

    Tournament Fighters é um jogo de luta nos moldes de Street Fighter, literalmente nos moldes, alguns sprites e movimentos parecem inclusive terem sido desenhados por cima dos de Street Fighter,mas isso não diminui o jogo, ele copia, mas com qualidade, graficamente o jogo é lindo.

    Na história do jogo Splinter e April são sequestrados por Karai, um guerreiro misterioso.

    Para resgatá-los as tartarugas viajam por vários lugares enfrentando todos que se puserem em seu caminho.

    O sistema de batalha é muito bom, jogar o multiplay com os amigos na época deveria ser incrível.

    Mas enfrentar o computador é uma tarefa árdua, a primeira batalha já é mais que difícil.

    A CPU revida todos os golpes e esquiva de todos nossos combos, é quase como se lesse nossos movimentos e se preparasse antes de executarmos, o que resulta em batalhas difíceis e estressantes.

    Tirando as tartarugas e o Destruidor, os personagens são meio genéricos, Homem tubarão, Faraó cibernético, um homem morcego, uma espécie de Frankenstein,uma ninja e um Homem Tricerátops.

    Destruidor é o primeiro chefe,com a batalha mais estressante de todas, ele lembra e muito o Bison, inclusive nos ataques.

    Ao derrotá-lo libertamos April.

    O chefe seguinte é um clone nosso, a melhor batalha de todo o jogo, por ele ter as mesmas habilidades a luta fica muito interessante.

    Com Splinter resgatado, resta apenas saber quem é Karai, a chefe final.

    Achei o modelo dela desproporcional, ela é bem mais alta e corpulenta que os demais modelos.

    A batalha é menos complicada que do Destruidor.

    No fim Splinter diz que mesmo vencendo o tal "torneio" ainda precisamos de mais treinamento.

    Em resumo, o modo história é bem frustrante e desbalanceado, mas o jogo tem um grande valor no multiplay, joguei pouco na época, mas só o fato de ter as tartarugas lutando entre si já era um jogo e tanto.

    Há duas outras versões desse jogo para Nes e Mega Driver, com o mesmo nome, mas personagens e história distintas.

    No de Nes Destruidor faz um torneio e chama as tartarugas. Os personagens são diferentes e os golpes bem mais simples.

    No de Mega Drive, um torneio galáctico reúne os melhores lutadores, com gameplay diferente das outras duas versões, além de personagens mais distintos ainda.

    Joguei um pouco das duas versões e é fácil concluir que a de SNES é a melhor, tanto graficamente, quanto no gameplay, mas vale a pena jogar esses jogos pela curiosidade.

    Um destaque em ambos é Casey Jones, que não faz parte do jogo de SNES, o que é uma pena, seria um personagem bem mais interessante que uma criatura Frankenstein genérica. 

    Aliás, vários personagens clássicos como Bebop e Rocksteady ou até ninjas do Clan do pé poderiam substituir esse bando de personagens genéricos em todos os jogos.

    Bom, é isso, até o próximo check-in.

    25
    • Micro picture
      manoelnsn · about 1 month ago · 2 pontos

      Cacete, nem sabia que tinha jogo de luta de tartarugas ninja, huahua

      2 replies
    • Micro picture
      thejosephkorso · about 1 month ago · 2 pontos

      Foi o jogo das tartarugas que mais joguei. Considero o game de SNES muito superior a versão de MD. Na verdade, alguns quesitos desse jogo superam facilmente SFII de SNES. A jogabilidade é muito boa.

      3 replies
    • Micro picture
      onai_onai · about 1 month ago · 2 pontos

      Já cheguei a jogar algumas vezes mas não gostava muito...

      3 replies
  • vinicios_santana Vinicios Santana
    2019-12-18 05:02:11 -0200 Thumb picture
    vinicios_santana checked-in to:
    Post by vinicios_santana: <p>#img#[676817]</p><p>Seguindo no clima de jogar o
    Teenage Mutant Ninja Turtles III: The Manhattan Project

    Platform: NES
    421 Players
    10 Check-ins

    Seguindo no clima de jogar os jogos das TMNT do Nes, fui para o 3º, Teenage Mutant Ninja Turtles III: The Manhattan Project.

    A história da um salto e tanto em comparação ao anterior,mas nada muito mirabolante.

    As tartarugas estão de férias na Florida, quando notícias na TV mostram que o Destruidor não satisfeito em apenas sequestrar April, decide sequestrar também toda a ilha de Manhattan.

    As fases estão bem mais criativas, variando entre praias, ruas da cidade, pontes quebradas, submarinos e bases espaciais.

    A jogabilidade ganhou um certo upgrade, agora o ataque especial é bem mais notório e as tartarugas tem mais distinção em gameplay.

    Algo bom é ao morrer poder trocar de tartaruga, no anterior mesmo morrendo, continuava com a mesma tartaruga até dar gameover.

    Morri bastante, mas o jogo está mais justo e os bosses apresentam padrões interessantes. Com paciência é possível derrotá-los sem levar dano.

    Apesar de alguns ainda terem vidas descomunalmente grandes.

    Ainda fica a sensação que o jogo seria mais fácil se jogado em 2 jogadores.

    E precisei mais uma vez de códigos de vidas extras.

    A forma final do Destruidor me lembrou a batalha final do Turtles in Time do snes, talvez aqui surgiu a inspiração para ele.

    De forma geral, Manhattan Project é uma ótima sequência, corrige os defeitos do anterior e melhora vários aspectos.

    Esse sim, pode ser chamado de um dos melhores Beat n' ups do Nes.

    Lindo graficamente, gostoso de jogar, com uma dificuldade honesta, até certo ponto kkk, as fases finais são um inferno, principalmente os chefes.

    Tive um problema nos TMNT de Nes, em determinado momentos eu apertava os botões e golpe várias vezes e soltava o botão, mas o personagem conseguia executando a ação, isso me fez morrer algumas vezes, pois precisava pular no momento exato, mas a tartaruga não parava de golpear o ar.

    Esse atraso na execução dos comandos não sei se é algo próprio do jogo ou um erro do emulador na TV box, o curioso é que isso só aconteceu nesses dois jogos. (até o momento)

    Bom, é isso, até o próximo check-in.

    14
    • Micro picture
      santz · about 1 month ago · 2 pontos

      Nunca peguei para jogar esses jogos da TMNT do NES, mas parecem ser bem da hora (exceto o primeiro).

      1 reply
  • vinicios_santana Vinicios Santana
    2019-12-16 06:23:54 -0200 Thumb picture
    vinicios_santana checked-in to:
    Post by vinicios_santana: <p>#img#[676424]</p><p>Terminando a leva de jogos d
    Teenage Mutant Ninja Turtles II: The Arcade Game

    Platform: NES
    644 Players
    11 Check-ins

    Terminando a leva de jogos de PS1 que vinha jogando, me deu vontade de voltar ao meu console favorito, o Nes, tinha visto um video do Mike Matei falando sobre o primeiro TMNT e me influenciou a jogar o 2, que nunca tinha jogado mais que o começo da primeira fase.

    O ideal seria jogar com meu irmão, mas ele não é mais tão disposto a jogar como na nossa infância, então acabei jogando sozinho.

    Estava empolgado, sou fan das Tartarugas Ninjas além de gostar bastante de Beat n' up, quem não lembra de Turtles in Time? 

    Pois é, com o sentimento do jogo de snes comecei a jogar o de Nes já sabendo que seria inferior graficamente ao de snes e principalmente ao de Arcade do qual o de Nes deriva.

    Escolher uma das 4 tartarugas é irrelevante, com muita boa vontade, pode se dizer que o alcance entre elas muda, mas sinceramente não vi diferença.

    Os comandos são simples, pulo, golpe, pulo seguido de golpe para voadora e pulo+golpe rapidamente para um ataque especial, mas difícil de sair que um hadouken num controle velho de snes.

    O jogo começa com o prédio onde mora April em chamas e as tartarugas vão ajudar sua amiga repórter.

    Segui jogando tranquilo, com certa dificuldade, mas nada que um pouco de atenção não desse conta, ATÉ chegar no primeiro boss, Rocksteady.

    Aqui vi a minha maior crítica ao jogo. Os bosses são extremamente desbalanceados, precisando de bastante dano para serem derrotados e com poucas chances de atacá-los sem levar dano.

    Consegui dar gameover no primeiro boss, da primeira fase do jogo.

    Não sou um jogador inexperiente, sabia reconhecer os padrões, mas não adiantava sempre acabava morrendo e mal o boss ficava no seu estado crítico.

    Como joguei sozinho, suspeito que o jogo tenha sido nivelado esperando que se jogasse com 2 jogares, como daríamos o dobro do dano e teríamos a atenção do boss dividida entre os jogadores, talvez a tarefa de derrotá-lo seria mais tranquila.

    Mas eu não teria como saber.

    Não queria desistir ali e após mais um gameover, recorri aos códigos de vidas extras e segui jogando e a mesma cena se repetia a cada nova fase, o caminho desafiante e o boss impossível, por fim até desisti de tentar entender algum padrão.

    Falando um pouco das fases, elas são bem criativas, e remetem a cenários típicos das tartarugas, como esgotos, estacionamentos e ruas de Nova Iorque.

    Os inimigos variam entre ninjas do Foot clan com cores e armas distintas, além de vários tipos de robôs.

    Pode parecer que se está enfrentando sempre os mesmos inimigos, mas o fato de cada tipo de ninja ter um tipo de arma diferente já varia e muito a estratégia em cada combate.

    Interessante que li algumas críticas e vi videos sobre o jogo e ninguém cita esse fator dificuldade.

    Depois de salvar April e Splinter (sequestrado posteriormente), seguimos para o Technodrome, onde além de enfrentar krang, enfrentamos o Destruidor que se divide em 2, numa batalha complicada pela quantidade de dano a ser dada no verdadeiro destruidor.

    É um bom jogo, mas torci o nariz ao ver gente o chamando do melhor Beat n' up do Nes, sendo que um ano antes Double Dragon já distribuía pancadas no console.

    Mas enfim, tenho esperanças na sequência, Manhattan Project, que joguei mais que o Arcade Game e lembro de ter passado do primeiro boss sem game over kkkkk

    Bom, é isso, até o próximo check-in.

    17
    • Micro picture
      jcelove · about 1 month ago · 2 pontos

      Melhor beat em up do nes, so sendo fanboy extreme das tmnt.hehe
      Joga mighty final fight depois, ele vale a pena.

      Das tartarugas um bacana que é meio desprezado é o hyperstobe heist do mega, é bem divertido.

      8 replies
Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...