usoppbr

Sou um curioso sobre jogos e a maneira como eles são feitos. http://nostallgiabrasil.blogspot.com/

You aren't following usoppbr.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • usoppbr João Carlos
    2021-01-11 20:51:50 -0200 Thumb picture

    Meme Gamer: O Que Você Jogou em 2020? [10ª Edição]

    Medium 3846805 featured image

    Fala ai pessoal. Mais um ano se passou e o Meme continua firme e forme. Infelizmente não participei das duas últimas edições por puro desleixo, mas estamos voltando ai aos poucos. Em 2020 tivemos a pandemia ai pra atrapalhar as nossas vidas, e se não fosse em parte pelos jogos, eu acho que teria sido muito mais difícil aguentar isso tudo.

    Alguns desses jogos eu ganhei e outros eu comprei há bastante tempo e finalmente criei coragem pra terminar. No geral, eu diria que foi um grande ano pra mim. Só deixei de jogar um jogo mesmo que eu queria porque eu tive que ficar 30 dias fora do apartamento que eu moro e só voltamos a programação no dia 15.

    Sem mais delongas, tá ai os principais jogos que eu terminai em 2020.

    =====================================================

    Watch_Dogs 2 (Xbox One)

    A Ubisoft tem uma sina com o número 2. Quando a continuação não dá uma aula de como é que o primeiro jogo deveria ter sido, ela acaba mostrando que o jogo não deveria ter tido uma continuação em primeiro lugar. Watch_Dogs 2 me passa um misto de ambos esses sentimentos, visto que a experiência dele é melhor que a original mas os seus personagens e histórias são bem fracos.

    Na minha opinião, os personagens do jogo sem zero ou nenhum carisma e a história é tão rasa quanto uma poça de cuspe, mas as mecânicas do jogo estão muito melhores do que a original e andar por São Francisco fazendo missões secundárias é bem divertido e intuitivo. É só uma pena que o roteiro seja tão ruim mesmo... Terminei o jogo e nem me lembro o que fiz durante ele.

    Recomendado apenas para pessoas não recomendáveis.

    Mass Effect 1 & 2 (Xbox 360)

    Apesar da pandemia ter encurtado os nossos bolsos, eu acabei tendo uma enorme surpresa no meio do ano: uma amiga minha estava se "livrando" do Xbox 360 dela por não estar mais jogando e ela perguntou se eu não queria ficar com ele sem pagar nada. É claro que aceitei e quando peguei ele me espantei com a quantidade de jogos bons que ela tinha no meio, um deles sendo a série Mass Effect completa - um antigo desejo meu que nunca havia jogado.

    Depois de terminar Mass Effect 1 e 2, posso dizer que os dois jogos tem experiências bastante diferentes mas que de certa forma sem o ritmo mais lento e explorativo do primeiro a história complexa e cheia de ação do 2 ficaria muito mais confusa de entender. Mass Effect por si só é uma aula de como se fazer um universo rico e repleto de coisas diferentes para se fazer.

    Eu só não joguei o 3 ainda porque no momento não estamos na nossa casa, mas assim que voltar, aposto que ele também estará no próximo Meme pra completar a história.

    Duke Nukem 3D: 20th Anniversary World Tour (Xbox One)

    Comprei este aqui numa promoção de Páscoa por um valor bem baixo (6 reais) só para poder finalmente jogar ele da forma devida. Alguns anos atrás comprei ele para jogar no meu Notebook, mas como não tenho uma placa de vídeo dedicada eu não pude observar os novos efeitos em sua plenitude enquanto jogava. E também queria ver se dá pra jogar esses FPS clássicos de forma satisfatória num controle.

    O jogo em si é excelente. Duke Nukem 3D já era uma experiência sólida 25 anos atrás e continua até hoje. O novo capítulo trás uma nova vida ao jogo com inimigos, armas e situações novas no mesmo nível das antigas, mas depois de jogá-lo eu realmente cheguei a conclusão que não consigo jogar nenhum FPS muito bem no controle. E infelizmente a 3D Realms ainda não colocou suporte para teclado & mouse na plataforma.

    Como sempre tem barato pra comprar em promoções, recomendo fortemente que você jogue pelo menos uma vez nessa vida e entenda porque o jogo causou tanto alvoroço quando foi lançado nos anos 1990. Só faça um favor à si mesmo e jogue com as vozes clássicas porque o Tio John tá com voz de chaminé velha entupida.

    Fallout 4: GOTY (Xbox One)

    Eis aqui a minha maior decepção do ano. Acabei juntando dinheiro pra comprar esse jogo em 2019 quando ainda não estávamos numa pandemia, esperando que fosse reviver a excelente experiência que eu tive com Fallout 3 no Xbox One mas o que eu vivenciei foi algo completamente oposto.

    Eu sei que Fallout 3 não é nenhuma referência da série, por ser muito mais simples do que os anteriores, mas o que eu joguei dele não tenho absolutamente nada à reclamar. Já em Fallout 4 a Bethesda inflou o jogo com missões que tem tempo de duração para serem feitas ou então você perde o acesso à mesma e a brincadeira de montar uma base sólida em vários pontos do mapa para aumentar a população e o acesso à recursos é complicada de entender para uma pessoa que não tenha no mínimo jogado um bom RTS antes.

    A história parecia interessante o bastante e os personagens bem interessantes, mas com essas mecânicas chatas de gerenciamento de tempo e local acabou estragando a experiência pra mim. Não sei se vou terminar o jogo à essa altura.

    Voyage: A Sorceress' Vacation (Master System)

    Esse aqui pra mim foi a grande surpresa que joguei no ano. Quando você ouve que algum jogo está sendo feito com as mesmas ferramentas de outro jogo você geralmente espera que eles tenham alguma coisa em comum, mas em Voyage a experiência recriada com os mesmos elementos de Alex Kidd in Miracle World é totalmente diferente, cheia de efeitos legais no Master System.

    Por ser uma experiência mais longa do que difícil, Voyage também ganha pontos por trazer cenários bem diferentes porém eu achei que apenas 3 power-ups e a limitação de dinheiro para fazer o final verdadeiro acabam limitando um pouco a experiência. Mesmo assim, não teve um momento do jogo que eu achei chato, tedioso ou longo demais, é tudo na medida certa do início ao fim.

    Inclusive, escrevi uma análise do jogo para uma possível revista que será publicada em 2021, então ficaremos de olho em possíveis jogos do mesmo desenvolvedor esse ano.

    Menção Honrosa: LEGO Marvel Super Heroes (Xbox 360/One)

    Lembram do Xbox 360 que eu ganhei da minha amiga? Não faria muito sentido manter ele aqui em casa porque já temos a retrocompatibilidade do Xbox One com grande parte dos jogos dele que já queríamos aproveitar de qualquer forma, então acabamos dando o console para o nosso sobrinho que estava sem nenhum videogame pra poder brincar nessa pandemia e ele acabou amando.

    Um dos jogos que levamos pra ele foi justamente esse Lego MSH e ele ficou completamente doido pelo jogo. Completamos as missões, habilitamos quase todos os personagens (ainda estamos jogando) e ainda falta bastante coisa pra fazer em Nova Iorque. A quantidade de coisa pra fazer é gigante, e eu acabamos gostando tanto que compramos a série pra jogar no Xbox One quando voltar pra casa.

    No final das contas, acabou saindo melhor que a encomenda. E estamos com tantos jogos pra jogar em 2021 que duvido que teremos tempos de jogar todos que pegamos. Mas nunca diga nunca, não é mesmo?

    Watch Dogs 2

    Platform: Xbox One
    170 Players
    62 Check-ins

    17
    • Micro picture
      marvox · about 2 months ago · 3 pontos

      Excelente carinha, curti demais que você participou! Vamos ver quais novelas acontecerão neste 2021 dos games... quantas piadinhas veremos esse ano, espero que a maioria venha em promoções de preferência. Mano, tamo junto!

    • Micro picture
      gamercaduco · about 1 month ago · 1 ponto

      Vc achou que ia escapar do meu comentário grande com traduções ridículas só pq postou no Alvanista, né? Pensou errado!
      Cá estou eu lendo e comentando, acessando a rede depois de sei lá quantos anos ausente... huahuahua!
      Bom, vamos lá, jogo a jogo:
      - Relógio Canino 2: "a experiência dele é melhor que a original mas os seus personagens e histórias são bem fracos"... tem certeza que vc não tá falando de Assassin's Creed? Foi mal, prefiro o Altair do que o Ézio! uhahuahu
      - Efeito Macarrônico 1, 2 & Knuckles: tenho uma curiosidade enorme de jogar, o que me mata é que cada um deles é longo o suficiente pra me fazer pensar bastante se começo ou não. Mas que legal que vc teve a oportunidade, muito bom mesmo!
      - Antes Tarde Duke Nukem em 3D: este é sensacional. Apesar que eu joguei só a versão clássica e não fui até o fim, mas vou pensar em jogar algum dia, se a motion sickness não vencer. Não sei como são as vozes novas (nem sabia que tinha), mas as originais são demais mesmo.
      - Cai Fora 4 - A Gota: putz, vou passar longe, dado o seu relato. Não sei se este tipo de coisa me interessa também, gerenciamento de tempo e tal.
      - Aquele Carro da Volkswagen nas Férias: vou esperar a sua análise, mas pareceu interessante pra conhecer.
      - "LËRIGOU" Marvel Sonic Heroes: jogos LEGO em multiplayer realmente são divertidos, imagino que ainda mais com um sobrinho. Vcs ainda vão se divertir a beça pelo visto!
      Bom, torcendo aqui pra que vcs consigam jogar bastante coisa em 2021!
      No mais, curti bastante a lista. Vou tentar dar uma olhada no Voyage.
      Valeu!

    • Micro picture
      giovanidactar · about 1 month ago · 1 ponto

      Grata surpresa este Voyage: A Sorceress' Vacation. Achei o estilo cúbico das fases bem bonitinho. Valeu!

  • usoppbr João Carlos
    2020-12-26 12:08:51 -0200 Thumb picture
    Post by usoppbr: KOF 2003 chegou ao PS2 com um excelente trabalho gr

    KOF 2003 chegou ao PS2 com um excelente trabalho gráfico e sonoro, mas com menos personagens secretos e modos extras de jogo.

    The King of Fighting 2003: a consolidação do formato SNK Playmore

    Review by: @usoppbr

    The King of Fighters 2003 foi o último título da série lançado no hardware original da SNK, o Neo Geo. Só o fato de depois de 1...

    Keep Reading →
    7
    • Micro picture
      santz · 2 months ago · 1 ponto

      Excelente trabalho gráfico só nos cenários, né?

      3 replies
  • usoppbr João Carlos
    2020-12-23 12:30:14 -0200 Thumb picture
    Post by usoppbr: KOF 2002 foi a primeira KOF no PS2 que utilizou os

    KOF 2002 foi a primeira KOF no PS2 que utilizou os recursos da plataforma para criar uma experiência mais completa e também expandida do Arcade, não apenas com melhorias gráficas mas também com modos de jogo variados.

    The King of Fighters 2002: o primeiro KOF com cara de PS2

    Review by: @usoppbr

    The King of Fighters 2002 foi mais uma versão original de Arcade que não trazia história canônica, numa tentativa d...

    Keep Reading →
    9
    • Micro picture
      lendariorandom · 11 days ago · 1 ponto

      Tenho aqui esse kof. Gostei muito de jogar com Geese, Shingo, King e Orochi Iori (esse último não tem na 2002 UM)

  • usoppbr João Carlos
    2020-12-21 10:56:49 -0200 Thumb picture
    Post by usoppbr: The King of Fighters 2001 talvez seja o jogo mais p

    The King of Fighters 2001 talvez seja o jogo mais polêmico da série lançado em Arcades, mas no PlayStation 2 a Playmore teve mais tempo de trabalhar e conseguiu adicionar uma identidade própria para o lançamento na plataforma.

    The King of Fighters 2001: pequenos passos na direção certa

    Review by: @usoppbr

    Depois de uma estreia um tanto quanto morna no PS2, a Playmore trouxe uma versão caseira de The King of Fighters 20...

    Keep Reading →
    8
  • usoppbr João Carlos
    2020-12-07 09:52:48 -0200 Thumb picture
    Post by usoppbr: Embora hajam tantas coletâneas e relançamentos de T

    Embora hajam tantas coletâneas e relançamentos de The King of Fighters até mesmo no PlayStation 2, acho importante sempre falar da versão original de "época" porque mostra o que a empresa estava trabalhando e podia fazer naquele momento.

    KOF 2000 foi lançado num momento difícil da Playmore e isso refletiu um pouco na qualidade final do jogo.

    The King of Fighters 2000: estreia sem muito brilho no PS2

    Review by: @usoppbr

    Depois de uma longa temporada de altos e baixos no primeiro PlayStation, The King of Fighters chegou ao PlayStation...

    Keep Reading →
    12
  • usoppbr João Carlos
    2020-10-04 09:45:42 -0300 Thumb picture
    usoppbr checked-in to:
    Post by usoppbr: <p>A volta dos que não foram no Retro Achievements.
    Final Fight 3

    Platform: SNES
    4535 Players
    57 Check-ins

    A volta dos que não foram no Retro Achievements...

    Em Fevereiro eu tinha feito este Check-In quando eu tinha feito, presumidamente, todas as Conquistas de Final Fight 3 na plataforma... Mas pelo visto eles decidiram adicionar 37 novas Conquistas e modificar 10 delas para quem já tinha feito ter que repetir tudo novamente.

    Isso é uma das razões pelas quais eu deixei de acessar o site esse ano, mas fui dar uma olhada como a coisa está e o negócio tá ficando "feio". Mesmo com jogos que eu já terminei 1 milhão de vezes como Final Fight 3, tem alguns objetivos que são simplesmente ridículos.

    O que era pra ser uma diversão rápida só pra ganhar uns pontos e participar de um ranking tá começando a exigir o mesmo tempo e dedicação que um jogo "comprado" que você fica as vezes 50 ou até 100 horas pra conseguir cumprir aquela Conquista difícil.

    É uma pena, porque eu gostava muito do site...

    12
    • Micro picture
      thiagoreis · 5 months ago · 2 pontos

      Esse site virou uma desgraça.. na boa, tem uma turminha dos "true retrogamers" por lá, que desenvolvem conquistas absolutamente Ridículas ... o que deveria ser um site que abrange todos os jogadores que gostam de conquistas, acaba virando um lugar só pra essa panelinha aí..

  • usoppbr João Carlos
    2020-04-17 09:03:08 -0300 Thumb picture
    usoppbr checked-in to:
    Post by usoppbr: <p>Experiência tão fraca que não senti necessidade
    Batman - The Telltale Series

    Platform: Xbox One
    16 Players
    5 Check-ins

    Experiência tão fraca que não senti necessidade de fazer Check-In por episódios pela primeira vez...

    Nunca gostei muito do personagem Batman, mas sempre que posso acompanho jogos, animações e filmes quando são elogiados por seus méritos pra poder ver se mudo a minha opinião... Mas acabo sempre no mesmo lugar. Se esse jogo da Telltale me serviu de alguma coisa, foi pra lembrar a razão exata pela qual eu não gosto do personagem.

    O jogo tenta trazer personagens bem trabalhados com as verdadeiras razões por trás de cada um sendo reveladas em pequenos pedaços até que se venha à tona, mas a verdade é que não importa a decisão que você tome enquanto joga porque tudo no final vai por água abaixo e você fica com aquela sensação de frustração por não estar chegando à lugar nenhum mesmo sendo bem sucedido nas suas ações.

    Junto com Tales from Borderlands, esse é o pior jogo da Telltale que eu já joguei em todos os sentidos. O jogo também é cheio de glitches gráficos que simplesmente acontecem do nada e deixam alguns personagens sem cabelo, fumaça que parece papel voando na tela e algumas falas aparecem em Inglês na tela mesmo com a língua selecionada sendo o Português/BR. 

    Já terminei a continuação também, mas ela pelo menos se acertou em alguns pontos.

    13
    • Micro picture
      miguel_pardal_crack · 10 months ago · 1 ponto

      eu deixei de aperta alguns botoes alguns momentos pra ver oque aconteceria e nao acontece nada o jogo continua diferente do wolf among, achei esse game bem fraco

      1 reply
  • usoppbr João Carlos
    2020-04-15 09:56:50 -0300 Thumb picture
    usoppbr checked-in to:
    Post by usoppbr: <p>Terminei, mas nem sei o que terminei...</p><p>#i
    The Simpsons: Bart's Nightmare

    Platform: SNES
    1555 Players
    5 Check-ins

    Terminei, mas nem sei o que terminei...

    Quando minha prima alugava esse jogo lá nos anos 1990 tivemos muitas dificuldades primeiramente pra entender o que era pra fazer (pular dentro da folha de papel que passa voando na tela) e depois pra pegar o jeito de cada um dos oito mini-games que jogamos pra chegar até o final do jogo. Não é tarefa fácil porque não há nenhum indicador falando o que é pra fazer e a dificuldade de TODOS os desafios é altíssima mesmo para um jogo do gênero da época.

    Depois de uns 65.988 Save States e muita falta de paciência, finalmente consegui concluir o jogo e posso afirmar que foi uma completa perda de tempo. É tudo muito difícil pra sentir alguma satisfação ao jogar e o jogo não te recompensa por nada no final. Ainda bem que já acabou, outro desse eu não aguento mais.

    15
  • usoppbr João Carlos
    2020-02-10 17:22:05 -0200 Thumb picture
    usoppbr checked-in to:
    Post by usoppbr: <p>Tentando voltar pro Revelations mas tá osso...</
    Assassin's Creed The Ezio Collection

    Platform: Xbox One
    50 Players
    33 Check-ins

    Tentando voltar pro Revelations mas tá osso...

    Nesse jogo, a cada 3 passos tem uma missão muito chata de cumprir o objetivo secundário. Além do que o roteiro ficou tão complicado nesse ponto que eu duvido que alguma "revelação" vá realmente fazer alguma diferença no final disso tudo... Simplesmente o pior da série que joguei até agora.

    Só queria realmente terminar porque depois de todo o trabalho que foi fazer 100% no II e o Brotherhood parece um desperdício parar a coletânea assim na metade.

    11
    • Micro picture
      grey_hawk · about 1 year ago · 2 pontos

      spoiler: a 'revelação' na verdade tá na DLC The Lost Archives, e ela é estilo aquelas missões em primeira pessoa do Desmond no Animus

  • 2020-02-10 16:17:31 -0200 Thumb picture
    Thumb picture

    Darkstalkers Chronicle: The Chaos Tower [PSP]

    No vídeo da semana, o @juninhonash joga o Darkstalkers Chronicle: The Chaos Tower no PSP! Se trata de uma coletânea inusitada aonde ao invés de termos uma tela com seleção de jogos, você escolhe a versão do personagem e assim segue a trajetória da quantidade de fases e chefes da versão escolhida.

    Darkstalkers Chronicle: The Chaos Tower

    Platform: PSP
    138 Players
    6 Check-ins

    18
Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...