tfantoni

CURANDO GAEMS AQUI: store.steampowered.com/curator/8963454/

You aren't following tfantoni.

Follow her to keep track of her gaming activities.

Follow

  • 2014-02-23 20:28:42 -0300 Thumb picture
    Post by tfantoni: <p>AC II me rendeu um entretenimento tão grande que

    AC II me rendeu um entretenimento tão grande que gastei 36 horas nele - e sem ter feito todas as missões entre outras firulas. Até queria ter feito, mas elas são bem desinteressantes depois de zerar. Agora fiz a loucura que comprar o Brotherhood porque estou com mil coisas pra fazer da faculdade, e é pior ainda porque o bimestre foi encurtado devido à copa. Desejem-me sorte pra não reprovar.

    Assassin's Creed: Brotherhood

    Platform: PC
    2668 Players
    136 Check-ins

    7
    • Micro picture
      jcelove · over 6 years ago · 0 pontos

      Good luck! Estudos em primeiro lugar sempre...Mas não querendo tenta-la a entrar de vez no vício o Ézio está ainda mais awesome no BH. As mecânicas de invadir as torres dos borgia e queima-las, junto com a possibilidade de recurutar assassinos para te ajudarem tornam tudo ainda mais legal^^

      Ah, se curtir Metal Gear, dá pra desbloquear a skin do Raiden versão ciborqgue ninja do MGS 4 logo no início do jogo (basta fazer medalha de bronze em todos os treinos virtuais) http://img13.imageshack.us/img13/9676/2uhe.jpg

    • Micro picture
      tfantoni · over 6 years ago · 0 pontos

      HAHAAHAHAH que doido! bom, nunca joguei nenhum metal gear, então não sei se curto =P

    • Micro picture
      jcelove · over 6 years ago · 0 pontos

      @tfantoni puxa...ah que pena. Bem, mesmo assim fica galhofa-awesome controlar um ninja ciborgue na Roma da renascença ^^

  • 2014-02-22 22:55:34 -0300 Thumb picture
    Post by tfantoni: <p>Quando comprei Sands of Time pela primeira vez,

    Quando comprei Sands of Time pela primeira vez, estava passando por uma bela briga por causa do controle, pois estava tendo dificuldade de fazer meu joystick do xbox 360 funcionar. Não consegui deixá-lo 100% (o jogo bizarramente não te permite editar os botões pra acessar o menu, ao menos não in-game; e não queria depender de xpadder), mas pelo menos agora até que dá pra jogar. Aí decidi dar uma chance de novo após ouvir o Now Loading sobre a série PoP.


    Uma coisa que tem me incomodado PRA CACETE é: por que caralhos precisa de uma fucking cutscene pra toda santa vez em que você derrota todos os inimigos na área em que se encontram? Ok, dá pra entender que o gesto de guardar uma espada é a maneira que os devs escolheram pra sinalizar ao jogador quando a batalha acaba, mas é totalmente desnecessauro tirar o controle da sua mão pra isso. Diga-se de passagem, o jogo tem um verdadeiro EXCESSO de cutscenes. No começo é legal ver mil ângulos diferentes do cenário e durante as lutas, mas agora tá enchendo o saco. Apesar de relativamente curto, percebo que só vou conseguir jogar SoT em doses homeopáticas.

    Agora de pouco terminei um puzzle que, segundo um cara irritante que não parava de berrar, era o sistema de segurança do palácio, que se utiliza da luz da lua pra abrir uma porta que você precisa passar e tal. Não sei como vai ser os puzzles daqui pra frente, mas senti um salto alto demais de dificuldade nessa parte. Até o momento o jogo tinha me oferecido tarefas muito mais amenas do que isso. Posso presumir que o guardinha gritando pra você toda vez que errava/acertava a ordem apropriada pra resolvê-lo foi a solução para "balanceá-lo", mas dada a natureza do jogo de não vir com legenda alguma, isso com certeza ficou mais complicado de fazer.

    Por ora, não estou achando o jogo essa coisa linda e maravilhosa como costumam dizer vindo de quem jogou, embora sei que tá muito cedo de dizer isso. Eu queria fazer parte do coro referente à história, mas decidi que, se eu entender alguma coisa dos diálogos, será lucro - não muito diferente de AC1.

    Prince of Persia: The Sands of Time

    Platform: PC
    1743 Players
    40 Check-ins

    6
    • Micro picture
      jcelove · over 6 years ago · 0 pontos

      Puxa, tomara que a impressão mude conforme avance no jogo. Outro dia vi alguém reclamando dos puzzles e câmera dele por aqui tbm, coisa que ninguém conseguiu não curtir na época pelo impacto que ele causou. As cutscenes podem parecer chatas mas eram épicas tbm. Talvez pros padrões atuais ele não impressiona mais, mas com certeza não é tão aclamado atoa. As mecânicas dele influênciaram muitos dos os jogos de ação/aventura que se tem hoje.
      A única coisa que me incomodava no SoT eram as batalhas que achava meio limitadas e sempre o jogo te trancava com vários inimigos,

      E AC 1 é show.hehe

    • Micro picture
      tfantoni · over 6 years ago · 0 pontos

      ah, certamente os parâmetros e mentalidade de 11 anos atrás era bem diferente do que existe hoje, hehe. mas como alguém que não viveu essa época (ao menos não no quesito jogos pra PC) e muito menos quem nutre uma nostalgia igual à (possível) maioria do público que jogou esse PoP, é a única forma que tenho pra analisá-lo.

      não cheguei a me estender muuuito aqui, mas tem coisa que o jogo envelheceu bem sim. a menos que tenham feito alguma atualização posterior, como fizeram com HL2 (segundo ouvi dizer), achei até impressionante ver de como as texturas das paredes estavam bem nítidas, mais especificamente os que representavam a rica decoração árabe. as animações também estão bem fluídas. diria que o que mais achei bacana no jogo foi o que presumo ter sido seu maior trunfo: acoplar o quick load nas mecânicas com a adaga do tempo. até passei a entender melhor o reboot, pois agora está claro que os devs queriam manter o mesmo esquema, mas sem o artefato....

      quanto às batalhas, até o momento tô gostando mais delas do que dos puzzles (hue), embora os caras não tiveram o bom senso de botar poucos inimigos moderadamente difíceis a uma onda gigante de inimigos sensivelmente fáceis de derrotar. eu nem uso mais o botão de bloquear, considerando que fico o tempo todo dando aquele pulo acrobático em cima da galera.

    • Micro picture
      jcelove · over 6 years ago · 0 pontos

      Disse tudo @mcsundaeguy. A narrativa de SoT era muito envolvente, com o Prince contando a história de verdade e ficando de mimimi se vc quisesse sair do jogo.hehe Tinha bem o climão de "mil e uma noites". Difícil de ver nos games ou mesmo nos jogos seguintes.

      Como esquecer o momento mágico em que o Prince corre pelas paredes ou o primeiro rewind?? Cara, deu vontade de jogar de novo!!!^^

      @tfantoni lembrei de um extra bacana: dá pra jogar o primeiro nível do PoP original feito em 2.5D em SoT e no final vc ainda ganha uma foto dos developers. https://www.youtube.com/watch?v=ySaONYf3WC0 basta fazer um código no início do game http://www.gamefaqs.com/pc/589721-prince-of-persia-the-sands-of-time/cheats

      Nas versões pra console tem o PoP original completo como extra mas não colocaram na versão PC (ao menos tentei de todas as formas e não habilitou U_U)

  • 2014-02-21 03:18:44 -0300 Thumb picture
    Post by tfantoni: <p>Depois de muita dor de cabeça, parece que finalm

    Depois de muita dor de cabeça, parece que finalmente consegui um fps mais ou menos estável - bizarramente ativando opções que, em tese, o deixaria mais pesado - depois de seguir algumas informações do fórum do steam. Triste ver de como esse jogo tá tão mal portado. Bioshock Infinite e TR rodaram bem mais de boas do que BL...

    Agora que fiz umas cinco quests principais e uma secundária, terei que concordar com algumas pessoas que ouvi de como o jogo tenta abraçar muita mecânica diferente, mas não se aprofunda em nenhuma. Até agora a jogabilidade não empolgou praticamente nada. E pra alguém, como eu, que manja nada das putarias do heavy metal, até aprecia a trilha sonora, mas não saca muitas das referências. Isto posto, por ora a experiência tem sido bem morna. Uma pena, porque tenho amado pra cacete a Double Fine desde que comecei a jogar os jogos dela (Psychonauts, Costume Quest e Stacking, principalmente).

    Brutal Legend

    Platform: PC
    1350 Players
    91 Check-ins

    4
    • Micro picture
      fcgcx · over 6 years ago · 0 pontos

      Joguei para PS3 e não me empolgou muito. A trilha sonora é interessante, ampla, mas a mais memorável das músicas pra mim ainda é a do KABBAGE BOY, um verdadeiro pastiche de tudo que é musicalmente lamentável.

  • 2014-02-20 03:30:20 -0300 Thumb picture
    Post by tfantoni: <p>FIIIIIIINALMENTE ZEREI O DLC DESSA GRAÇADA! empa

    FIIIIIIINALMENTE ZEREI O DLC DESSA GRAÇADA! empaquei no boss durante um bom tempo e decidi retomar hoje. Valeu a pena.

    Costume Quest

    Platform: PC
    320 Players
    42 Check-ins

    5
    • Micro picture
      tfantoni · over 6 years ago · 1 ponto

      nem me fale, pior que o boss da campanha original >_> só consegui depois de seguir uma 'build' de um guia do steam que consegui passar

    • Micro picture
      mattbewolf · about 5 years ago · 1 ponto

      Demorei pra me ligar das roupas certas xD

    • Micro picture
      jcelove · over 6 years ago · 0 pontos

      O boss da grubbins on ice é chatinho mesmo. Congrats

  • 2014-02-18 02:25:49 -0300 Thumb picture
    Post by tfantoni: <p>tô começando a pegar desgosto desse esquema do a

    tô começando a pegar desgosto desse esquema do alvanista de mostrar nego aleatório na sua TL mesmo se você não o seguir. se fosse só gente que alguém que você segue tivesse dado vida ou algo do tipo, era compreensível. mas não. tenho que me deparar com posts boçais de gente que nunca na vida, e elas não somem mesmo dando block ¬¬

    é possível configurar isso? não descobri como.

    3
    • Micro picture
      fcgcx · over 6 years ago · 0 pontos

      Belo uso das TAGS, não tinha visto ainda.

  • 2014-02-15 07:23:19 -0200 Thumb picture
    Post by tfantoni: <p>"A bodhisattva [Kuan-Yin] recebeu os dois primei

    "A bodhisattva [Kuan-Yin] recebeu os dois primeiros talismãs e curvou-se perante o Buda, que então falou:

    -- Aqui também está uma faixa de cabeça. Se o peregrino encontrar-se com qualquer monstro com poderes mágicos que deseja ser seu discípulo, o qual, de tempos em tempos, revele-se mal intencionado ou ingovernável, deve colocar esta faixa ao redor da cabeça de seu discípulo. Então, sempre que recitar o encantamento pertencente àquela faixa de cabeça, o monstro sentirá tamanha dor que será facilmente persuadido a obedecê-lo".

    ENSLAVED, SIM OU CLARO?

    (trecho de Macaco, uma Jornada para o Oeste - David Kherdian)

    Enslaved: Odyssey to the West

    Platform: PC
    276 Players
    57 Check-ins

    2
  • 2014-02-09 09:14:33 -0200 Thumb picture

    [Spoilers e discussão sobre o final]

    Demorou, mas finalmente zerei Enslaved. Li por aí que um número razoável de pessoas detestaram o final (embora não sei se é a maioria). No meu caso, tinha visto o que acontecia há um tempão (pelos motivos explicitados no meu último post sobre o jogo), mas não tinha entendido direito pela falta de contexto.

    Pois bem, eu fiquei é confusa. Não há explicações sobre a forma em que um único cara é responsável pelas memórias, quem (e como) a pirâmide foi construída, se os "escravos", quando eram resgatados das áreas devastadas, sabiam o que os esperavam, quem era responsável pelos mech's e... cara, eu não entendi nada MESMO. A única coisa mais ou menos concreta que consegui pensar foi em To The Moon, já que ele também trata, à sua maneira, a ideia de viver uma vida totalmente ilusória, mas que, pelo menos, propiciasse felicidade. Pena que a história ficou por "isso mesmo", sem contar absolutamente nada sobre como as pessoas, mergulhadas em memórias, iriam lidar com o mundo destruído.

    Concluí, também, que PRECISO ler a história original. Tive a impressão que poderei aproveitar o jogo muito mais entendendo as referências da Ninja Theory. Estava olhando a wiki do Enslaved e tem até mesmo uma afirmação de que o jogo presta uma homenagem a Dragon Ball. Fico imaginando se os devs chegaram a comentar sobre isso.

    Mesmo com tooooodos os problemas (especialmente do port MUITO porco pra pc), acredito que valeu a pena jogá-lo. Só a direção de arte já vale muito a experiência.

    Enslaved: Odyssey to the West

    Platform: PC
    276 Players
    57 Check-ins

    6
    • Micro picture
      cavm_jr · over 6 years ago · 0 pontos

      Acredito que as visões do Monkey e consequentemente o final do Enslaved eram apenas a ponta do Icerberg. Uma coisa que chama a atenção é o mundo destruído, mas pelo que? Foi a tecnologia, e qual, que levou a devastação do mundo? Algumas pistas são dadas, como por exemplo a não aceitação de mechs quando as cidades eram habitadas,  como podem ver vistos em alguns outdoors. 

      Quanto a questão dos escravos, me parece a idéia do híbrido homem/máquina era "proteger" o maior número de humanos possível (mesmo a custo de outros humanos). Nesse sentido, o elmo (usado também por Monkey) tem papel importante. Conectado ao sistema, o elmo, além de criar um mundo ilusório para o usuário, também serve de mecanismo de controle. Logo, independente de vontade, uma vez capturada,  qualquer pessoa  usuária do elmo seria comandada/escravizada  pelo sistema (a máquina que controla o elmo). Em contrapartida, ele acabaria também se tornando um "recrutador" ou "escravizador" (mesmo sem intenção). 

      Para mim, o que mais chama a atenção é por que um híbrido homem/máquina (que possivelmente controla alguns mechs, ou todos) decide que é preciso "salvar" as pessoas (do jeito dele é claro). Conjecturando, me parece que o homem conectado a máquina já não existe mais (não como humano), sendo agora possivelmente apenas uma inteligência artificial a qual processou as informações originais do homem ainda vivo. Então, talvez, a idéia vista no jogo tenha sido a maneira lógica e eficiente que a inteligência artificial encontrou para garantir a sobrevivência da espécie humana. Inclusive, uma aspecto interessante seria saber em qual contexto essa máquina foi criada, e qual seria o propósito original dela. 

      Acredito que alguns pontos foram deixados aberto propositalmente, na espera de uma possível continuação. Enfim, o jogo é muito bom pela jornada em si. Em voltaria tranquilamente a jornada do Monkey e da Trip caso houvesse um novo jogo. 

    • Micro picture
      tfantoni · over 6 years ago · 0 pontos

      é, os outdoors eu acabei não prestando muita atenção. acho que foi só no começo mesmo é que vi alguns enfatizados pelas cutscenes. eu entendi que foi culpa das máquinas mesmo.

      aí que tá, a ideia de proteger esses humanos era pra que propósito? reabitar o planeta um dia? se tudo o que eles veem é ilusório, como/o que que eles comem, onde dormem, cagam etc? (sei lá, ver aquela pirâmide não me fez imaginar muita coisa quanto à isso, ainda mais com aquela caralhada de gente em pé, vivendo as memórias, hahahahaah)

      quanto ao lance do cara que se tornou uma IA, eu também não entendi de como e quem o transformou naquele treco bizarro conectado ao sistema (poderia presumir que, como soldado, o cara voltou aleijado e teria construído mechs especificamente pra ser reconstruído como meio humano, meio máquina). sei lá, realmente não entendi. imagino que certas coisas passarão a fazer sentido depois que eu ler o conto original (tanto que comprei a versão condensada do David Kherdian, na falta de opção melhor) porque tem coisa que a história do jogo, sozinha, não sustenta. Como o fato de Pigsy ter mudado a aparência pra lembrar especificamente um porco. No máximo, lembro que Trip comenta algo como "as pessoas ficam excêntricas quando moram sozinhas no meio do mato" =P enfim...

      sobre continuação, se os devs tinham isso em mente quando lançaram o jogo, sem fazerem a menor ideia de como seriam recebidos, me parece arriscado. cheguei a encontrar alguns textos de 2011 em que os devs afirmam terem engavetado qualquer possibilidade de fazer uma continuação de Enslaved. então se isso era do plano original deles, devem ter desistidos devido às baixas vendas. Mas bem, vai que o interesse em portá-lo pra PC - ainda que toscamente - seja uma pista?

  • 2014-02-08 15:07:17 -0200 Thumb picture

    [SPOILERS SOBRE O FINAL]

    Acabei de zerar o jogo e posso dizer que o final me deu uma puta aflição. Tive a sensação que ele sofreu uma bela esticada, porque quando o Wei aparece sendo brutalmente torturado, podia JURAR que o desgraçado ia morrer lá mesmo. MAS NÃO. O cara enfia uma puta duma broca na perna dele, ele dá um grito ensandecido de dor e AINDA ASSIM Wei consegue andar e, pior, lutar como se nada tivesse acontecido quando necessário.


    Eu devo ter perdido alguma coisa, não é possível. A quebra de imersão que tive nessa cena foi brutal. E o fato de Wei conseguir não morrer mesmo (teoricamente) fragilizado pela tortura, mesmo apanhando mais ainda depois, ele conseguia se recuperar de uma forma surreal. Acredito que não o mataram porque isso eliminaria o fator replay após zerar o jogo, mas olha... o final foi bem impactante e conseguiu ser MAIS violento que o resto do jogo (as cenas em que a mãe de Winston Chu esfaqueia os caras que você prende - sim, eu esqueci dos nomes - já me deram agonia mesmo não sendo totalmente explícitas). Por outro lado, esse término deus ex machina-like me broxou. Super mal executado.

    Sleeping Dogs foi um verdadeiro playground pra mim, sem dúvida um dos sandbox mais divertidos que já joguei. Comprei por impulso e, no fim das contas, não me arrependo nem um pouco. Tirando alguns problemas técnicos como comentei anteriormente (e aqui incluo o cover, que não funciona direito) e a história que, no meu caso, não consegui absorvê-la como gostaria, recomendo bastante que joguem.

    Sleeping Dogs

    Platform: PC
    2332 Players
    68 Check-ins

    4
    • Micro picture
      tfantoni · over 6 years ago · 0 pontos

      correção, "esquarteja".

    • Micro picture
      jeopaladino · over 6 years ago · 0 pontos

      cara ele é chines as feridas se recuperam rápido jackie chan manda lembranças kkk,mas é verdade ele se recupera bem rapido gostei muito desse game e estou no aguardo do próximo que esta em desenvolvimento,agora finalize as dlcs principais que são ótimas tbm

  • 2014-02-08 06:28:20 -0200 Thumb picture
    tfantoni checked-in to:
    Post by tfantoni: Algo que nunca entenderei do sleeping dogs: wei
    Sleeping Dogs

    Platform: PC
    2332 Players
    68 Check-ins

    Algo que nunca entenderei do sleeping dogs:

    wei: alô, é o shen. preciso de um carro.
    estacionamento: um carro? MAZÉLÓGICO! daqui a pouco chego ae!

    .... e aí ele te dá uma moto. TODA SANTA VEZ uma fucking moto. whyyyyyyy

    3
    • Micro picture
      tfantoni · over 6 years ago · 0 pontos

      cara, que bizarro. teria muito mais lógica se tivessem colocado uma linha alternativa de diálogo baseando-se nessa tua 'decisão' de colocar um carro ou moto por default. ao menos impediria de acontecer essas gafes ;P

  • 2014-02-08 02:18:12 -0200 Thumb picture
    Post by tfantoni: <p>Cheguei quase no final do jogo. A única coisa qu

    Cheguei quase no final do jogo. A única coisa que falta é aguentar as ondas infinitas de mechs que aparecem pra atacar o leviatã e, de quebra, tentar derrubar um escorpião gigante do capeta. Sinceramente, tô desanimando muito com essa parte. Espero que valha a pena zerá-lo, apesar de eu já ter visto há um tempo o que acontece no final (foi antes de saber que o jogo ia receber port pra pc, considerando que a chance de eu ter um console é bem mínima).

    Li/ouvi algumas vezes de como o final é corrido, e acredito que isso se agrava mais pra quem não lembrou ou não deu importância pra aqueles 'delírios' do Monkey. Mas bem, não duvido que seja corrido mesmo, tanto que achei o ritmo do desenvolvimento da história um tanto lerdinho.

    Enslaved: Odyssey to the West

    Platform: PC
    276 Players
    57 Check-ins

    3
Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...