2018-12-13 21:55:19 -0200 2018-12-13 21:55:19 -0200

Eu dito as regras

Single 3690966 featured image

Salve, Salve meus caros Talkers…

Eis eu aqui de novo, lhe escrevendo mais algo que acabei de esquecer se é realmente importante, se é ou não, tenho a mínima ideia kkk…

Em ritmo de final de ano (2018 está no fim e que venha minha folga para jogar na virada para 2019), trago algo que ocorre muito desde a geração passada de videogames e games…

Acompanho vários fóruns, comunidades de games, comentários que a galera vem passando de uns tempos para cá, é meio que cancerígeno...sério mesmo, cancerígeno é a palavra que utilizo.

Você simplismente compra um game que está muito afim de jogar com os seus amigos, ter aquele momento de descontração, e eis que aparece o primeiro indivíduo, você o nunca viu na vida, e começa a proferir palavras a sua pessoa, dizendo que este não é o modo correto de jogar.

Ué? Não é assim que se joga? Não entendi isso?

Chega a ser engraçado, porque comprei o jogo para a minha diversão, a forma como eu jogo, sou eu mesmo quem determina, assim como todos pensam...mas vamos lá ao grande choro que muitos fazem na internet.

Se você joga FIFA, tem uma modalidade Ultimate Team, no qual você compra um booster pack de cartas, e dentro dele vem os jogadores de forma randômica, você pode tirar uma carta “Ultra Rara” como também pode tirar uma carta “Comum”, o que ocorre muito das vezes. Você tem vários fatores do time para ter uma classificação.

Vamos ao teste, uma partida online, e o que ocorre, depois de uma chuva de chutes ao gol, não consegue sequer abrir o placar, e tem “os melhores jogadores” que seu adversário não possui. A frustração, você toma um gol de um time que é considerado pior que o seu. Como me defender, você começa a proferir palavras de forma a denegrir seu adversário, tentando ter uma justificativa para aquele placar, até mesmo xingar em comunidades, mostrar prints, informar que o jogo está todo errado e por aí vai.

Uma outra parte, é os comentários que alguns fazem, quando você está jogando online, “As Regras do Além” aparecem do nada, e o mais engraçado, você revirar um manual de instruções do jogo, ver em sites oficiais, e isso não existe…

Uma das coisas mais claras que ocorre em quem está querendo um PvP, Dark Souls é um destes jogos, se você quer jogar online, terá ajuda de outros jogadores que tiveram uma certa dificuldade, como terão pessoas que apenas querem enfrentar aquele boss novamente, aumentar as almas para upgrade. Como estará propenso a “Invasões” durante o jogo, aquele cara que atrapalha sua jogatina, e que faz parte do jogo, pois dá uma pitada maior de dificuldade no jogo.

Agora “A Regra do jogo” é: fazer reverência ao adversário, não tomar estus para recuperar life, não ir para os inimigos da fase pois é um duelo injusto…Na boa, respeito demais a todos que fazem isso, até que é muito legal, mas tem partes onde você faz isso, tem até mesmo clube da luta para isto. Mas pensando como muitos fazem, eu estou invadindo seu mundo, eu vou te matar ou morrerei tentando, se tenho itens no qual pode me favorecer dentro do jogo, o porque não irei fazer isso?

Em jogos de FPS, se você não souber jogar da forma que eles esperam, prepare para ser bombardeado por comentários do pessoal “Pro” que está no jogo a mais tempo que você.

Ainda mais se você pega uma classe no qual o outro quer tanto, e depois fica dando quit game no meio de uma partida, ferrando a todos que querem apenas se divertir.

Alguns mesmos se intitulam como “Jogador Raiz” porque está a mais tempo no jogo, e outros que estão chegando é o famoso “Jogador Nutella”, e para sair desta condição, chega ser totalmente ridículo.

Outro dia estava conversando com um amigo meu, e logo de alguns meses lançado o Fortnite, um jogo no qual baseia em construção, coletar recursos e muitos tiros, game muito divertido e viciante. Ele iniciou a jogar desde que lançaram o jogo, depois ficou um tempo sem jogar ele, ao voltar e conversar em uma party do jogo, muitos já o chamavam de Nutella, porque ele estava ali naquele momento jogando o game, não começou a jogar quando lançou, porque ele (a pessoa intitulada Raiz) está desde o começo…

Pera amigo? Não entendi nada do que você disse? Só porque estou jogando agora sou considerado Nutella aos seus olhos???

Muitos players querem impor uma condição de como você jogar, sendo que quem comprou o jogo foi você, quem terá a experiência de diversão, de como você irá se divertir, isso é determinado a você mesmo.

Algumas pessoas das antigas, Old Gamers, falam que eles são gamers de verdade, que já finalizou Battletoads sem morrer 1 vez sequer, e quer ditar na geração nova como eles devem jogar.

A geração nova também quer falar para você como deve jogar, se divertir, que gráficos X tá uma M@#$%, que o Remaster daquele jogo poderia ser melhor, que jogo Y tá cheio de bugs que estragam, que console Z não roda a 1080p e 60FPS...

Na boa galera, isso é totalmente chato, assim como você que acha que isso é excelente nos jogos, tem pessoas que estão nem aí pra saber se vai rodar Full HD, se durante uma batalha durante um PvP é justo não usar itens cura, ou se a pessoa irá usar.

Na realidade isso não importa para o momento de diversão que você precisa.

Um amigo meu mesmo me disse, que se eu não zerar um jogo X sozinho, não necessitando de ajuda de outras pessoas online não tem graça. Porque ele já fechou X jogos sozinho, sem precisar de coop, pois ele se sente que o desafio é maior, já na minha opinião isso é um desafio que você próprio se adestrou a fazer, e por isso a “primeira viagem, jogatina” no game ir sozinho é legal também, por outro lado prefiro ter aquele modo cooperativo para chamar a galera, conhecer outras pessoas e prosseguir com a história do jogo, se isso vai me atrapalhar ou não, só eu mesmo para dizer.

É isso galera, o que vocês pensam sobre essa galera que querem ditar certas regras de como você deverá jogar um determinado game?

Ano de 2018 está acabando e eu vou me internar de novo na virada jogando mais alguns games para não perder a minha tradição.

Um grande abraço a todos e que venha 2019…

@armkng

Donkey Kong Country

Plataforma: SNES
19775 Jogadores
194 Check-ins

29
  • Micro picture
    santz · 1 mês atrás · 3 pontos

    Tem como ditar regras e ainda ficar divertido. Ser desafiado em um jogo simples a jogar sem usar o mais básico que ele possui, tipo, sem pegar nenhuma moeda, sem atacar, etc.

    3 respostas
  • Micro picture
    blacksunray · 1 mês atrás · 3 pontos

    gostei do seu texto, sou gamer da época do atari e passei por vários sistemas e convivi com uma dos melhores rivalidades da historia, o mega vs snes, e eu, meu irmão e meus amigos jogávamos e nos divertíamos juntos, hoje essa geração gosta de cagar regras, por isso essa geração são todos nutellas, os games em geral foi feito para divertir, se um jogo, sistema, fizer isso por vc, ele já valeu o investimento.

    2 respostas
  • Micro picture
    saraiva · 1 mês atrás · 3 pontos

    Eu não tenho muita paciência, então quando alguém vem cagando regras simplesmente digo "O jogo permitr, Então pode".
    Em relação a dificuldade eu sempre fui apreciador das histórias dos jogos, eu jogo em maioria das vezes para viver a a experiência de estar dentro de uma história que não é possível vivenciar e tomar decisões na vida real, e quero jogar pra me divertir e quando o jogo é muito difícil deixa de ser divertido (para mim, meu estilo de jogo, sei que tem jogadores que adora Desafios). Com isso acabou jogando a maioria dos jogos no nível fácil.
    Em relação a ser Nutela ou não, sei lá. Jogo vídeo game desde o Atari, passei por praticamente todas as gerações, estou sempre informado sobre a indústria (por amar games), se só por que jogo no fácil sou Nutela, ok então, procuro não me importa muito com isso.
    Ótimo artigo.

    1 resposta
  • Micro picture
    taironecass · 18 dias atrás · 3 pontos

    Boa reflexão! Isso também se aplica a jogos single player. Tipo, no Yu-Gi-Oh! Duel Links, gosto de jogar de vez em quando e não gosto de ficar horas estudando e montando decks de cartas ou jogando o tempo todo online; não acho isso divertido. E toda vez que compartilho sobre, sempre aparece alguém dizendo que seria melhor eu fazer isso que eu não gosto de fazer.

    A galera retrogamer tinha muito isso! Já participei de vários grupos no face e comunidades no Orkut, onde várias pessoas viviam cagando regras pra games, determinando quais games eram lixos e quais eram os legais, e que eu devia jogar. Quase fui crucificado por dizer que não curto jogar praticamente nenhum jogo do Sonic, kkkkkk.

  • Micro picture
    kess · 1 mês atrás · 2 pontos

    Galera chata do caralho...

  • Micro picture
    artigos · 1 mês atrás · 2 pontos

    Parabéns! Seu artigo virou destaque!

  • Micro picture
    ntampinha · 25 dias atrás · 2 pontos

    Adorei o artigo. Realmente, gente "arrotando regras" é um saco... Concordo com você, se o jogo é meu, jogarei do jeito que eu quiser! Se eu quiser ficar morrendo infinitamente na mesma fase, vou fazer e pronto, afinal, sou eu que estou jogando!
    Já tive gente me dizendo o que fazer também, ou se gabando pq passou de uma fase sem morrer enquanto eu morri várias vezes... Tudo faz parte do entretenimento! Passar uma fase sem morrer é massa, mas perder, se superar e vencer a fase difícil é igualmente impressionante...
    Curti muito o artigo, também sou da opinião de que o mundo precisa de menos palpiteiros e mais gente se divertindo!

    1 resposta
  • Micro picture
    gkarts · 17 dias atrás · 2 pontos

    só respondo: Choro é livre e de graça.

  • Micro picture
    jonomaia · 18 dias atrás · 1 ponto

    Jogos competitivos tem muito disso só que é usado mais como um "TrashTalk". Mas ainda assim me incomoda também pq mostra muito da mentalidade do outro.
    Só matar alguém em uma partida de CSGO com uma arma pouco usada como AUG ou coisa assim que os "Arma de BOT", "vai pro COD" voltam com tudo hahahahahah

Continuar lendo → Reduzir ←
Carregando...