• 2020-10-29 21:04:42 -0200 Thumb picture

    Aragami e LEGO Indiana Jones na Gold de Novembro

    Medium 743758 3309110367

    Novembro chegando, e a Microsoft revelou os jogos que estarão disponíveis para os assinantes da Xbox Live Gold neste mês.

    Aragami: Shadow Edition (01/11 a 30/11)

    Swimsanity!  (16/11 a 15/12)

    Full Spectrum Warrior (Xbox) (01/11 a 15/11)

    LEGO Indiana Jones (Xbox 360) (16/11 a 30/11)

    Link: https://news.xbox.com/en-us/2020/10/29/new-games-w...

    LEGO Indiana Jones: The Original Adventures

    Platform: XBOX 360
    357 Players
    7 Check-ins

    0
  • 2020-10-28 00:46:02 -0200 Thumb picture

    Efeméride Gamer #46

    Medium 743426 3309110367

    27 de Outubro de 2009

    Há 11 anos atrás, Tekken 6 era lançado na América do Norte para Playstation 3 e Xbox 360. Desenvolvido e publicado pela Bandai-Nanco.

    Tekken 6

    Platform: Playstation 3
    1542 Players
    34 Check-ins

    4
  • 2020-10-20 18:56:30 -0200 Thumb picture

    Efeméride Gamer #39

    Medium 742285 3309110367

    20 de Outubro de 2009

    Há 11 anos atrás, Borderlands era lançado na América do Norte para Playstation 3 e Xbox 360. Desenvolvido pela Gearbox Software e publicado pela 2k Games.

    Borderlands

    Platform: Playstation 3
    1403 Players
    211 Check-ins

    3
  • 2020-10-09 22:41:58 -0300 Thumb picture

    Efeméride Gamer #18

    Medium 740413 3309110367

    9 de Outubro de 2012.

    Há 8 anos atrás, Dishonored era lançado na América do Norte para Playstation 3 e Xbox 360. Desenvolvido pela Arkane e publicado pela Bethesda.

    Dishonored

    Platform: Playstation 3
    1191 Players
    115 Check-ins

    4
  • 2020-09-25 21:41:17 -0300 Thumb picture

    Efeméride Gamer #1

    Medium 737697 3309110367

    25 de Setembro de 2007.

    Há 13 anos atrás, Halo 3 era lançado nos EUA para Xbox 360. Desenvolvido pela Bungie (a mesma de Destiny) e publicado pela Microsoft Game Studios.

    Halo 3

    Platform: XBOX 360
    3350 Players
    38 Check-ins

    3
  • arthurluna_95 Arthur Luna
    2020-08-27 20:47:37 -0300 Thumb picture

    Shadows Of The Damned

    Medium 732355 3309110367

    Um jogo que ando jogando ultimamente no Xbox One é o Shadows Of The Damned. Desenvolvido pela Grasshoper Manufacture e lançado pela EA, o jogo teve envolvimento de três ícones japoneses dos games:

    SUDA51 - Criador de No More Heroes

    Shinji Mikami - Criador de Resident Evil e do recente The Evil Within

    Akira Yamaoka - Compositor de Silent Hill

    Jogando esse jogo, ele me parece uma mistura de Devil May Cry com Total Overdose, já que o protagonista Garcia Hotspur é um caçador de demônios mexicano e muito porraloca . Eu achei muito divertido, engraçado e desafiador. Tô curtindo muito esse jogo.

    Shadows of the Damned

    Platform: XBOX 360
    440 Players
    10 Check-ins

    18
    • Micro picture
      andre_hirosaki · 2 months ago · 2 pontos

      O jogo é bem legal msm. Pena q ele é curto demais e não tem muita coisa p fazer dps q zera além de jogar no hard, very hard, conquistas, etc

  • gabrielssanx Gabrielssan
    2020-08-09 11:09:23 -0300 Thumb picture

    MELHORES EXCLUSIVOS DO XBOX SERIE X

    O console ainda não foi lançado mas alguns jogos já foi anunciado, e eu irei mostra os jogos que eu estou mais hypado para pode joga.

    0
  • anduzerandu Anderson Alves
    2020-06-24 16:58:45 -0300 Thumb picture

    Registro de finalizações: Fez

    Zerado dia 24/06/20

    Esse é das antigas: Fez! Um daqueles jogos que popularizou o gênero indie moderno e que meus amigos tanta falavam na época, assim como de um documentário relacionado. Nesses tempos eu não curtia jogo indie. Achava tosco e barato e que jogos maiores e mais conhecidos eram só o que importava. Uma grande bobagem.

    O fato do pessoal falar tanto desse jogo e usar o termo indie, me fazia ter menos vontade de conhecê-lo. Tanto que só fui ver do que se tratava muitos anos depois e até curti a ideia.

    Mais uns anos depois, cheguei a pegar o jogo baratíssimo na Live, provavelmente com a grana que sobrou de alguma compra na minha época do Xbox One, lá pra 2017. Depois peguei na loja da Epic de graça e instalei no PC. Agora, há menos de 2 semanas atrás, instalei o Xbox 360 na sala daqui de casa pois o pessoal tem usado meu computador pra estudar e eu fiquei tentado a deixar o console aqui, depois de muito tempo sem ligá-lo (estava na caixa desde que me mudei pra cá há quase dois anos.

    Ligando o vídeo game, já conectei no wi-fi e atualizei e peguei uma sacola cheio de jogo pirata que tenho. Dei uma olhada e tem bastante coisa bacana na fila do Xbox 360 ainda. Também tem umas porcarias, mas que pretendo jogar de qualquer forma.

    Testei uns jogos. Alguns funcionaram, como o Halo Wars que zerei da última vez que joguei no console e ainda estava dentro dele, outros não funcionaram, da última leva de jogos que comprei na feira do Paraguai e nunca nem havia testado. Teve jogo que rodou os primeiros minutos e depois parou e por aí vai. Ainda bem que é fácil gravar jogos dele hoje em dia (o mais difícil talvez seja achar mídia compatível pra gravar).

    Lembrei dos jogos digitais e não tenho muita coisa. Não achei um menu de títulos adquiridos na minha conta, mas lembro do Fallout: New Vegas e The Witcher 2, ambos zerados e publicados aqui no Alvanista. O único jogo que estava já no console era Fez! Resolvi começar julgando ser curto.

    Fez é um jogo de plataforma com puzzle  em que a mecânica básica é a troca de perspectiva do cenário para criar novas possibilidade de caminhos. Para fazer isso é bem simples: os botões LB e RB são usados para girar a fase horizontalmente por 4 ângulos diferentes, como se você pudesse ver a o estágio pelo norte, sul, oeste e leste.

    Dependo da posição dos objetos do cenário, algo que estava longe pode ficar perto já que o jogo volta a ser 2D assim que termina de girar a câmera. Novas rotas aparecem, plataformas ficam mais próximas e, olhando bem o cenário, portas se revelam por trás de paredes que só podem ser vistas ao mudar a perspectiva estando em posições específicas.

    O início da campanha serve como um tutorial e ensina como a mecânica funciona e o quão simples ela é. É aí também que aprendemos que o objetivo da aventura é explorar os cenários em busca de coletar cubos.

    O primeiro mapa é a vila do protagonista Gomez. Há várias casas ao redor de uma montanha e você deve olhar por todos os ângulos para ver todas as portas. Entrando nessas portas, você acessa novas áreas, que basicamente é o interior das moradias e que tem já os primeiros cubos do jogo.

    Isso tudo é muito importante para o entendimento do funcionamento das áreas e subáreas do jogo. A área aqui sendo a vila e as subáreas, as casas.

    Depois de achar os primeiros coletáveis, você pode pegar um portal para a próxima área, onde vai achar mais portais, trancados por cubos. Colete aquela quantidade e você poderá os abrir.

    Há ainda mais portas que levam pra mais áreas e, dentro delas, mais subáreas.

    Meu primeiro dia com o jogo foi muito bom e viciante e joguei umas poucas horas até chegar em seus primeiros e maiores problemas: a confusão de mapas e acessos.

    Você chega numa área e sai explorando buscando cubos e portas. Acha uma porta, explora e acha mais uma pronta dentro dela, que dá pra uma nova área com mais uma montanha pra ser escalada e explorada e mais portas e as vezes isso vai bem longe.

    As áreas são muito parecidas também, a ponto de eu nunca saber onde estou e ter dificuldades de saber onde ficava aquela porta, já que o jogo tem bastante backtracking. Depois de um tempo comecei a usar o mapa do jogo, que basicamente mostra as áreas e as subáreas ligadas a cada uma delas, inclusive as que ainda tenho que encontrar e os coletáveis que faltam. Ícones de áreas douradas significam que elas não tem mais nada a oferecer.

    O que mais acontecia comigo era subir uma grande montanha (os mapas são bem verticais) com muito platforming e no meio ou final encontrar um portal pra uma nova área e outra porta meio escondida. Entrando na porta eu ia pra uma nova área com subáreas. No portal, outra área com subáreas. 

    Logo o jogo se tornou um caos de portas e áreas. E o pior é a mobilidade. Quer ir pra essa área no mapa porque deixou algo por lá? Ande! As vezes o lugar está super distante e atrás de porta após porta e isso me fez simplesmente desistir de voltar a vários lugares.

    Há ainda outra coisa: se você cair de qualquer altura, o personagem morre e volta ao último "chão" seguro. Isso é muito bom pras partes de plataforma complicadas, como as muitas dúvidas, mas na hora de descer afim de voltar por alguma porta, te obriga a ir lentamente descendo pouco a pouco. Com sorte tem alguma água pra você pular direto.

    As coisas vão piorar ainda mais em relação aos puzzles, que geralmente te compensam com cubos (32 cubos são necessários para terminar com um dos finais).

    A maioria dos cubos, os amarelos, envolvem coletar várias partes (minicubos) por toda parte ou simplesmente alcançar o cume de montanhas. Mas há outros deles, inclusive os azuis, que envolvem muito mais trabalho.

    A maior bizarrice são os códigos do jogo, que envolvem símbolos e alfabetos alienígenas. Como traduzir? Alguns deles até arrisquei, mas outros, mesmo vendo na internet, só deus sabe como resolver. Algumas dicas se encontram em uma área e só será usada em outra super longe e nada a ver. Fora que é comum acessar salas cheias de desenhos e simbologia aparentemente inúteis senão pôr uma parede específica.

    Fui ficando com raiva quando chegava em salas que não conseguia fazer NADA. Olhei na internet algumas delas e haviam casos como a estátua de coruja, que envolve falar com corujas pelo jogo quando aparecerem em lugares específicos a noite para podem permitir qualquer interação com as estátuas.

    Vi ainda suma sala desbloqueada com código morse. Outras envolvem fazer combinações de botões baseadas em dicas sem pé nem cabeça.

    Esse é definitivamente um dos jogos menos intuitivos que já joguei, e um dos mais frustrantes com navegação.

    Resumindo: Fez é um jogo com uma ideia bacana, mas bem repetitiva e que explora a mesma fórmula sem parar. O jogo se baseia em plataforma pra subir montanhas, puzzles que raramente fazem sentido e área dentro de área dentro de área. É bem cansativo e trabalhoso demais fazer coisas simples. Até os itens que você encontra, supostamente para ajudar, como mapas, são apenas dicas estranhas e praticamente puzzles por si.

    De bom: visual e animações muito bonitos e que não envelheceram nada (até me assusta não ver um jogo famoso assim nos consoles atuais). Trilha sonora muito boa quando quer. O final é uma viagem, mas gostei da liberdade artística. Jogo em português.

    De ruim: complicado em todos os sentidos: puzzles exageradamente obscuros e movimentação de área pra área frustrante (se houvesse a opção de abrir o mapa e teleportar pras áreas principais o jogo ficaria muito mais interessante e chega a ser absurdo que isso não exista). Jogabilidade com inércia chatinha e chegava a me matar mil vezes em partes de plataforma pois ou eu estava lento demais, ou rápido demais e passava direto ou caia na plataforma mas escorregava pro buraco. Muita coisa não faz sentido e aparentemente só fica melhor numa segunda jogatina. Faltou mais variedade (as partes diferentes causam um bom impacto e ajudam no mapa mental a medida do possível aqui).

    No geral, achei o jogo bem fraco e decepcionante. Fora as duas primeiras horas, posso dizer que a experiência simplesmente não é divertida e não te recompensa por nada. Uma versão atualizada com maior mobilidade já deixaria o jogo bem mais interessante e talvez até iria atrás de entender os puzzles bizarros. Com base nas horas dessa primeira jogatina, eu definitivamente não recomendo o jogo.

    Fez

    Platform: XBOX 360
    440 Players
    29 Check-ins

    26
    • Micro picture
      jongamezon · 4 months ago · 2 pontos

      da uma olhada em Rehtona

    • Micro picture
      santz · 4 months ago · 2 pontos

      Esse eu comprei um tempão e ainda não peguei pra jogar.

      1 reply
  • mbizonsp Murilo Temperani Bizon
    2020-05-18 10:45:04 -0300 Thumb picture

    Coleção de Jogos - Xbox 360 e Xbox One

    Medium 708206 3309110367

    Aproveitei o final de semana para organizar um pouco a coleção de jogos mídia física do Xbox.

    Apesar da praticidade atual das mídias digitais, além dos ótimos preços delas, ainda sou um adepto fiel das caixinhas.

    No momento estou na saga de "recomprar" alguns jogos que já tive a mídia física, vendi e me arrependi.

    Se alguém tiver a intenção de vender a um preço justo, seguem os games que estou interessado:

    @trocavenda

    Lista de desejos:

    Halo 3 - Xbox 360;
    Halo 3 ODST - Xbox 360;
    Assassin's Creed 2 - Xbox 360;
    Assassin's Creed Black Flag - Xbox 360;
    Kingdom Under Fire II: Circle of Doom - Xbox 360;
    Resonance of Fate - Xbox 360;
    The Last Remnant - Xbox 360;
    Eternal Sonata - Xbox 360;
    Fallout 3 - Xbox 360;
    Fallout New Vegas - Xbox 360;
    Bioschock - Xbox 360;
    Bioschock 2 - Xbox 360;
    Bioschock Infinite - Xbox 360;
    Ninja Gaiden 3 - Xbox 360;
    Batman Arkham City - Xbox 360;

    Wolfenstein New Order - Xbox One;
    Final Fantasy XV - Xbox One;
    Skyrim - Xbox One;
    Dragon's  Dogma Dark Arisen - Xbox One;

    No momento são esses os games "antigos" que me interessam.

    Para quem gostar de mídia física, fica o convite para postar sua coleção!!!

    É sempre bacana acompanhar o progresso dos colecionadores.

    Ps: Sim, Dark Souls está em destaque na coleção por ser uma das minhas franquias favoritas!

    Boa jogatina galera!!!

    Dark Souls III

    Platform: Xbox One
    179 Players
    184 Check-ins

    54
    • Micro picture
      lica · 5 months ago · 3 pontos

      Também sou adepta das caixinhas ainda...

      2 replies
    • Micro picture
      zefie · 5 months ago · 3 pontos

      Uma excelente coleção! E ta aí algo bem legal que não aparece aqui faz uns anos, a galera postando suas coleções xD acho que podia até rolar um @desafio sobre isso hein?

      2 replies
    • Micro picture
      jesspras · 5 months ago · 2 pontos

      Linda coleção

  • 2020-04-28 13:18:18 -0300 Thumb picture

Load more updates

Keep reading → Collapse ←
Loading...